Você assiste TV?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x250 1 jpg

Lá em casa, em cima de um móvel branco de madeira, tenho um aparelho de TV de 40", com 3D e tudo. Mas ele não pega um único canal, seja aberto ou por assinatura. Serve para assistir filmes e jogar videogame. Mais nada. Já faz uns dois anos.

Arquiteto da Matrix e suas TVzinhas bem menores que a minha. #chupa
Arquiteto da Matrix e suas TVs bem menores que a minha. #chupa

É uma posição incomum. A maioria das pessoas comenta algo do tipo "caramba, mas nenhum canal? Eu tenho assistido cada vez menos TV, mas não conseguiria ficar completamente sem". Em uma recente reunião de pauta aqui no PdH, surgiu a discussão. O consenso, até mesmo um tanto óbvio, é que a nossa relação com a TV mudou muito nos últimos tempos.

Mas mudou como?

O mundo pós-LOST

LOST foi o programa de TV mais importante da década. Não pelos personagens, pelo enredo ou pela experiência. Certamente não pelo final (apesar de eu ter gostado bastante dele). Mas sim porque acompanhar a história da ilha fantástica efetivamente alterou a realidade do nosso mundo real no que diz respeito à maneira como muita gente passou a encarar o consumo de TV.

Santa Ceia de LOST
Pensando em retrospecto, Locke tem muito a ver com Jesus, hein?

Já existia torrent antes de LOST, mas era algo quase tão misterioso para o grande público quanto o próprio monstro de fumaça da série. O estouro da série foi tão estrondoso, atiçando a curiosidade geral do mundo em um nível tão maior em relação ao alcançado por outras séries, que uma parcela muito grande de pessoas passou a não admitir assistir aos episódios com qualquer tipo de atraso. Precisava ser na mesma data da primeira exibição oficial, seja onde fosse.

Por conta dessa ansiedade/curiosidade/medo de spoilers, foi enorme a aderência ao hábito de baixar a série pela internet. Aconteceu nessa época, aliás, o boom do Legendas.tv, ainda hoje o repositório definitivo de legendas em português para qualquer filme ou série em português.

Hoje temos consumidores ávidos de séries e filmes que não dependem nem por um segundo da TV, para nada. LOST desmistificou o download para o computador de conteúdo que antes era consumido apenas passivamente.

A TV enquanto pauta da internet

Alguns dias depois daquele papo de pauta no qual surgiram essas questões, aconteceu outro no qual a TV voltou a ser assunto. Curiosamente, pelo motivo completamente oposto. Falamos sobre como a TV ainda é o meio de comunicação mais poderoso, abrangente e influente do mundo, pautando inclusive a tão autossuficiente internet.

Basta ver como, em dias de episódios importantes de novela, quase todos os Trending Topics do Twitter giram em torno do folhetim. Na última terça, dia 15, foi transmitido o Globo de Ouro. Aconteceu isso: #GlobodeOuro, #Rosana, #LegiaoUrbana, #CanalViva e #Katia, todos no TT. Ao mesmo tempo.

Na mesma linha, viralizou um vídeo do ator Will Smith cantando a música de abertura do seu seriado Fresh Prince of Bel-Air (exibido no Brasil pelo SBT com o lindo nome Um Maluco no Pedaço) ao vivo e no susto em um programa de auditório da BBC:

YouTube | "In west Philadelphia, born and raised..."

Will Smith, cara. Um dos maiores e mais bem pagos atores do cinema mundial. Já atuou em dezenas de filmes campeões de bilheteria no mundo inteiro. Famoso também como músico. Mesmo assim, seu maior reconhecimento ainda vem de uma série de TV feita há 16 anos.

Ele relembra um conselho dado pelo colega Alfonso Ribeiro (o Carlton) na fase de produção da série:

"Não importa o nome do seu personagem, será disso que as pessoas vão te chamar pelo resto da vida."

As pessoas têm, ainda hoje, uma relação com TV mais pessoal do que com qualquer outro meio de comunicação ou entretenimento.

Passando o controle

Depois desses papos todos, só ficamos cheios de perguntas. Por isso, queremos abrir o papo com você, nosso leitor.

Dessa vez, para facilitar, resolvemos abrir uma enquete.

 

Sinta-se, como sempre, livre para nos responder nos comentários. Como é a sua experiência de assistir TV? Como ela mudou nos últimos anos? Como você a enxerga no futuro?
publicado em 26 de Maio de 2012, 12:40
File

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: