Masturbação feminina precisa virar papo de banheiro

Francesinha

por
em às | Ladies Room, Mulheres, PdH Shots, Sexo


Quantas vezes uma amiga já conversou com outra amiga sobre masturbação? Na puberdade, você (mulher, claro) comparava sua vagina com a das coleguinhas? Você competia com as vizinhas para ver quem gozava mais rápido? A não ser que você seja de um planeta bem distante e diferente do meu, provavelmente essa experiência tenha sido sempre coberta de tabus e segredinhos não compartilhados.

Isso não parece ser um problema pra Stoya. Mas continuemos a linha de raciocínio

Ao invés de ignorar o assunto, as mulheres precisam transformá-lo em papo de banheiro. A masturbação é um caminho essencial para o prazer e não pode permanecer nas trevas, como simples ato-de-desespero para mulheres-em-falta.

O problema começa na relação que as mulheres têm com suas partes. Diferentemente dos homens, que estão sempre em contato com seus bagos, nós, donzelas, costumamos manter uma certa distância das nossas pererecas e, por mais absurdo que possa parecer, existem aquelas que ainda não conhecem o clitóris e muito menos as sensações que ele provoca. Falo (na verdade escrevo) com conhecimento de causa. Apesar de me considerar uma mulher bem liberta sexualmente, com a sorte de não ter tido uma educação repressiva, só fui me masturbar pela primeira vez aos 19 anos, muito depois de ter perdido a virgindade.

Antes disso, claro que o assunto já me despertava curiosidade, mas simplesmente não sabia o que fazer para me masturbar. Como mantinha relações sexuais com namoradinhos na época com certa regularidade, pensava erroneamente que, para gozar sozinha, também precisava introduzir objetos para provocar sensações similares à penetração. Felizmente, depois de um tempo de análise, sempre acabava desistindo dos artefatos que havia escolhido para a tarefa, nenhuma cenoura ou escova de cabelo pareciam suficiente adequadas.

Mas a vontade não passava.

Em determinada época do final da minha adolescência, resolvi procurar mais informações sobre o assunto. Como minhas amigas continuavam a não tocar no tema (e provavelmente em lugar nenhum), o jeito foi buscar nos livros algum auxílio. No meu tempo não tinha o Sr. Google pra ajudar. Não precisei ir muito longe. Nos armários da minha mãe, encontrei um exemplar do Relatório Hite, um dos primeiros estudos sobre a sexualidade feminina, publicado em 1976, ano em que nasci. Escrito por uma mulher, o livro traz depoimentos detalhados sobre vários aspectos da vida sexual feminina, inclusive a masturbação.

Mesmo lendo como diferentes mulheres se masturbavam, ainda não tinha coragem de experimentar. No chuveiro, cada vez que começava a me tocar logo abandonava a ideia. Por razões que não sei bem explicar, me sentia patética tentando fazer sexo sozinha. E como nenhuma amiga jamais dividiu comigo o mesmo anseio, pensava que estava realmente sozinha nessa “perversão”.

E, pela cara dela, dá pra ver que é um desperdício pessoal e coletivo sem tamanho

Somente anos mais tarde, aos 19 anos, em um momento de seca total, durante um período que morei fora do Brasil (e consequentemente longe do namorado), é que de tanto me esfregar na cama, com o travesseiro entre as pernas, em um frenesi desesperado e quase involuntário, acabei gozando, sem penetração nenhuma, só com o estímulo do clitóris e uma excitação gigantesca.

Foi meu primeiro orgasmo e o fim da ilusão. Descobri ali que o orgasmo das mulheres está mesmo no clitóris. E que o orgasmo feminino não é apenas uma onda indeterminada de prazer, como imaginava antes desse momento. É uma sensação bem específica e determinada, com começo, meio e fim. A mulher que não sabe se teve é um orgasmo simplesmente ainda não teve. Não há como não saber.

Nem preciso contar que depois desse êxtase epifânico me masturbei feito louca, feito adolescente. Pelo que me lembro desses tempos de glória, ficava testando quantas vezes conseguia gozar em um mesmo dia. Acho que cheguei em seis vezes, só com a estimulação do clitóris.

Assim como eu, tenho certeza que muitas mulheres, por causa de caraminholas na cabeça que nem sabem explicar muito menos como foram parar lá (seja por causa da religião, da criação ou de inceptions misteriosos), resistem à masturbação e perdem a chance de descobrir mais sobre seu próprio corpo, seus caminhos do prazer, as nuances e intensidades das sensações, os pontos mais estimulantes e tantas outras coisas que, além de proporcionar prazer, podem ajudar a tornar o sexo a dois muito melhor.

Para se ter uma ideia de como a masturbação ainda é fruto proibido entre as mulheres, em uma pesquisa do Datafolha, 78% das mulheres brasileiras afirmaram não se masturbar. Em outro estudo do Projeto Sexualidade (Prosex), 92,1% das mulheres disseram que não se masturbam frequentemente.

Nem é preciso fazer uma pesquisa com os homens para saber que entre eles o índice da prática certamente beira os 100%. O mundo evoluiu, as mulheres queimaram os sutiãs, conquistaram o direito de trabalhar, votar, mas, por razões culturais e antropológicas que demoram a se dissolver, ainda têm dificuldade em encarar o autoprazer.

A masturbação feminina ainda é tão rara – ou pouco falada – que faltam termos para designá-la. Não sei se por preconceito, tenho ojeriza a palavra “siririca”.

Precisamos tocar mais no assunto e em nossas vaginas, xoxotas, bucetas, seja lá como você preferir chamar. Quem sabe com a popularização do ato surja até um novo vocabulário para descrevê-lo. As mulheres falam pelos cotovelos, mas ainda evitam esse assunto. Passou da hora de levarmos a masturbação para as conversinhas de banheiro.

Ah... a leveza e a liberdade da pós masturbação feminina

 

Talvez as leitoras do PapodeHomem, mais acostumadas a falar de sexo, não tenham tantos tabus acerca do tema. Mas como suas amigas tratam do assunto? Como foi a sua descoberta da masturbação? Você se masturba com frequência? Vamos logo começar esse papo de banheiro.

Nota do editor: o mesmo serve para os homens. Conversem com suas amigas, com suas pequenas, com as mulheres que os cercam sobre a masturbação feminina, essa coisa deliciosa que ajuda a desenvoltura delas – para tudo quanto é tipo de coisa, sexual ou não – e só nos deixa mais e mais felizes, se ver, se falar, de ouvir, de saber que existe.

Francesinha

Francesinha é uma mulher que gosta de falar e escrever sobre sexo. Também adora contar suas experiências e aventuras. Depois que descobriu a masturbação, aos 19 anos, nunca mais parou. Para estimular a libido feminina, criou o blog Para Pensar em Sexo, que traz artigos, imagens e contos eróticos para ajudar a mulherada a aumentar a quantidade de pensamentos-em-sexo-por-minuto.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • http://www.facebook.com/brunoc.saab Bruno Saab

    Eu acredito que grande parte delas se masturbam sim, porém dessa grande parte outra grande parte tem vergonha ou não gosta de falar de sua vida sexual. Há muito preconceito em relação á isso ainda.

    • nova no assunto

      O problema é o preconceito que a gente que é mulher tem pra chegar a ter a idéia de realizar o ato!

      Nossa sociedade é tão machista… hoje,ainda melhorou,o tema sexo aparece com muita frequência,mas a mais ou menos 15 anos,pelo menos aqui na minha região ainda tinham muitos tabus,e ainda existem! todo este liberalismo não mudou algumas mentes…BLABLABLA

      O fato é que falo por mim: amo o sexo em todas as suas formas,mas a masturbação descobri a quase dois anos,caramba,e eu já tenho 30!!Descobri porque tinha um marido machiista desgraçado que achava que o prazer só poderia ser dele,depois que me tornei mãe ,eu não tinha mais o direito de sentir NADA,segundo suas próprias palavras…

      Por um lado foi bom,pois depois disto aprendi a me tocar e descobri o que é gozar de verdade plantei-lhe o pé no rabo e hoje tenho um marido que pede pra que eu me masturbe!

      e é bom demais!

      ;)

  • seane melo

    Bom, por onde começar. Bem, sempre quis escrever um texto sobre masturbação e um dia ainda vou escrever. Mas, para falar de mim, comigo também aconteceu como aconteceu com você. Apesar de sempre ler em revistas femininas que a masturbação era super legal para se conhecer.

    E, na verdade, sou meio indignada que a masturbação feminina siga sempre duas linhas de raciocínio: 1) Ou é coisa de mulher tarada e na seca ou 2) É terapia para melhorar o sexo com os parceiros.

    Sabe, acho que é legal fazer se a pessoa vê isso como uma forma de se amar ou até mesmo que seja só porque está entediada. Mas, como já publicaram num texto aqui, não se trata de gozar. Nunca se trata só disso. Não acho que se aprende mais sobre sexo gozando seis vezes ao dia. É mais espiritual. É uma aceitação que você dá aos seus desejos…

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Concordo com você que a masturbação feminina seja um ato que vai além das duas linhas de raciocínio que você mencionou. É um momento de se curtir, gozar, relaxar ou seja lá o que a mulher quiser, é se permitir ter prazer sozinha, do jeito e pelas razões que mais lhe apetecerem. Sobre as seis vezes ao dia, para mim foi um momento de descoberta, de querer explorar ao máximo todas as sensações, nada além. Escreva o texto! Gostei das suas colocações. Só não entendi bem onde a questão espiritual se encaixa. Você poderia falar sobre isso também no seu texto.

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=706126393 Augusto Antonio Paixão

        Essa é a grande diferença entre homens e mulheres. Nos masturbar é um ato tão arraigado que é quase como andar.
        Não precisamos dizer que trata-se de um ato espiritual, minutos que passarei comigo mesmo para me conhecer melhor e dar mais prazer para mim e para minha parceira. Fazemos por que temos vontade, fazemos por que não temos vontade, ou por pura falta do que fazer.
        Só não sei dizer se essa diferença é boa ou ruim.

      • seane melo

        Então, o que eu quis dizer com a “questão espiritual” não é uma coisa super transcendente e feminina. Não! O que eu quis dizer é que acho meio chato o papo de incentivar o orgasmo feminino com o discurso de que você vai saber como gozar melhor. Como o amigo falou aqui embaixo, acho que deveria ser uma coisa tão natural quanto o masculino. Do tipo: “ah, que merda, o dia tá um saco, acho que vou fazer isso então”. Quando você faz isso, você só assume que você é uma pessoa com desejos e necessidades sexuais. E acho que é isso que as mulheres tem dificuldade em aceitar.

  • http://www.facebook.com/Danpresto Daniel Lopes

    Meus Olhos e meus Hormônios agradecem a MARAVILHOSA Stoya nas imagens do Artigo.
    Muitas mulheres sofrem com a máxima pregada no período de edução de que a masturbação é um pecado e moças recatadas não se tocam. Estas mulheres carregam traumas e complexos para o resto da vida, algumas ainda na maturidade dizem nunca haver chegado ao orgasmo. ………
    ….

    ..
    .
    ah!! STOYA!!

  • http://www.facebook.com/people/Thiago-Peçanha/100000758264463 Thiago Peçanha

    Nenhum comentário ainda? Eu indico pra todo mundo, masturbem suas mulheres, peçam-nas para masturbarem-se na frente de vocês. Façam-nas gozar, fantasiar e verão como a vida íntima do casal melhora e muito.

  • http://www.facebook.com/osouzajefferson Jefferson Souza

    Ainda é um tema difícil de se conversar vindo de nós homens. Mas não fala o incentivo para as namoradas, ficantes, esposas e afins.

  • Luana

    Eu não sinto um pingo de vergonha, me sinto assustada quando ouço alguma amiga dizer que nunca teve um orgasmo ou ri quando digo que me masturbo. Por que homens podem bater punhetas várias vezes ao dia e a mulher tem que ficar sem um orgasmo? (até porque tem homem incompetente demais por ai nesse quesito), mas, sem culpar apenas os homens, a mulher também tem grande responsabilidade na busca do seu prazer. É o velho clichê: se não se tocar, nao se comhece… Mulheres, se masturbar é mto bom, orgasmo é a melhor coisa do mundo, parem de ser burras e carolas, perdemos tempo com tanta coisa ruim, por que não se masturbar? Oh, coisa boa!

    • http://www.facebook.com/osouzajefferson Jefferson Souza

      Talvez se esse tabu não fosse tão grande não haveriam tantas reclamações de homens incompetentes. Será?

  • Carol Leal

    Não consigo conceber a ideia de alguém não tocar o próprio corpo por qualquer motivo que seja. O corpo é nosso, não é?

  • http://twitter.com/PattyGobbi Patty Gobbi

    Gente, preconceito do quê??? É uma coisa natural, você conhecer seu corpo é uma obrigação, como você pode indicar o seu prazer se nem conhece seu corpo direito…
    Fiquei extremamente assustada com as estatísticas, na boa, agora eu entendo perfeitamente quando um cara ou um amigo fica surpreso e ao mesmo tempo curioso ao perguntar se me masturbo e eu responder na maior naturalidade que sim. Muitos me falam que a maioria das mulheres não assumem, ou dizem que nunca fizeram achando que é algo bom isso. Não existe lado bom em não se masturbar…E não existe vergonha em fazer isso, não tem motivo de esconder ou não falar sobre, pois, é uma forma de prazer natural e que você tem direito e o dever de se proporcionar.

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Patty, que bom que você encara a masturbação assim, de forma tão natural. Mas, como você pode perceber na reação dos seus amigos, infelizmente ainda não é assim para muitas mulheres. Vamos estimular as outras a experimentarem também, não é mesmo?

      • http://twitter.com/PattyGobbi Patty Gobbi

        CONCORDO, Francesinha!!! Pode ter certeza que elas não vão se arrepender de jeito nenhum, pelo contrário, só vão se deliciar…rsrsrsrs.
        Para essas que NUNCA…SÓ LAMENTO!!!

      • Flavia

        o mais engraçado q todo mundo fala de quando era jovem, mas poucas assumem que ainda fazem ahahahhaa olha percebo o medo isso sim de gostarem… como eu disse tinha namorado que gostava de me ver me masturbando… ai … ia pros pans com a coisa “explodindo”…

  • http://www.facebook.com/alline.paruci Alline Paruci

    Realmente não é um assunto muito falado, e os momentos que falei com algumas amigas, parece que vc é uma pervertida.

    • Anony.

      Esse é o grande problema. Adoraria poder falar com qualquer um, mas as pessoas ainda veem as mulheres que falam disso como pervertidas, vulgares, escrachadas, etc. E eu ainda sinto uma grande vergonha de ser vista assim. Então só falo com a galera mais de boa. Perto do pessoal mais conservador eu não tenho coragem de levantar um pio sobre isso.

      • Leonardo

        Você está certa, tem que tomar cuidado, tem muito babaca que não saiu do século passado. Eu sei do que você está falando, até pra conversar com alguns colegas sobre isso eles falam que isso é coisa de tarado, desesperado, falta de mulher. Se eu que sou homem ainda nem falo sempre sobre isso, imagina uma mulher como eles não devem reprimir.

  • http://www.ofimdavarzea.com j. noronha

    40% das mulheres se masturbam e 60% mentem, aponta estudo.

    • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

      Bom seria se isso fosse verdade! Quem sabe um dia esse mesmo estudo também diga que 100% das mulheres jamais fingiram ter um orgasmo! :)

  • http://twitter.com/castroalves Cadu de Castro Alves

    Eu tive uma namorada que eu levei uns 4 ou 5 meses para convencê-la de que seria bacana fazer isso. Depois que ela descobriu, nunca mais quis saber de outra coisa. Ou melhor, queria, mas essa outra coisa nem sempre estava disponível. Foi uma experiência bem interessante. Acho que esse é um dos maiores tabus femininos.

  • everton maciel

    A masturbação feminina não precisa imitar um objeto fálico. Isso é o mais genial de tudo, e muito bem apresentado no texto (ANÔNIMO!?). É a prova incontestável e suprema do quanto o homem é dispensável. O dia que a mulher descobrir a masturbação, será de profundo pesar para os punheteiros que eventualmente conseguem caçar algo. Melhor: caçar, não; recolher o que já está morto.

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Everton, acho que você está deturpando um pouco as coisas. A masturbação feminina com estímulo no clitóris não tem nada a ver com o homem ser ou não dispensável. A punheta por acaso anula o desejo de fazer sexo com alguém? O fato de a mulher também gozar sozinha não diminui a vontade dela fazer sexo com um homem. Muitas vezes acontece justamente o contrário. E talvez você precise também repensar os verbos que está usando (caçar e recolher) para encontrar suas parceiras, senão é possível mesmo que elas prefiram ficar apenas com a masturbação.

      • everton maciel

        Caro pseudônimo, é preciso ser fraco das ideias para levar a sério o que eu falei. Relaxa e… [cê sabe]. Meu único objetivo é chocar, agredir e ofender. Sou um profundo incentivador da siririca. E sei que você está certa. Apenas não preciso dizer que tenho experiência em algo de uma forma tão objetiva e pouco real. Existe uma imagem no que eu disse. E só essa imagem me interessa: a mulher não precisa ser penetrada para ter um orgasmo. Diferente da masturbação do homem, que precisa imitar, justamente, o quê? Uma buceta! Se restar dificuldades, posso fazer um desenho. Mas agora estou sem tempo. Ficas bem e continue com o saudável exercício da siririca e da escrita, a masturbação intelectual.

    • Rodrigo Arimori

      Aí que tu se engana! Posso dizer, pois tenho certa “experiência” que contradiz isso que diz. Elas precisam sim, do toque, do beijo, do carinho, da penetração. Não só masturbação!

      • Rafa

        TU que pensa! hahahahahahaha

  • Fabi

    Achei interessante o assunto e de fato masturbação feminina é um grande tabu. As estatísticas não me surpreendem.
    Eu sempre tive um certo preconceito com masturbação, tanto a masculina como a feminina. Confesso que pra mim ainda não faz sentido nenhum um homem que está em um relacionamento sexualmente ativo sentir necessidade de se masturbar sendo que você pode transar a hora que quiser. Ainda não considero masturbação uma modalidade propriamente dita como o sexo oral ou anal por exemplo. Talvez pouca experiência nesse campo, talvez ainda um pouco de preconceito…não sei.
    Nunca fiz o tipo garota inibida, sempre falei abertamente sobre sexo e muitas amigas minhas me procuram quando querem alguma ideia nova ou têm alguma dúvida. Leio muito a respeito de sexo em geral e meus ex-namorados sempre adoraram o fato de poderem falar de tudo comigo. Agora a tal da masturbação sempre foi um tabu. Quando eu namorava nunca consegui sentir prazer assim. Não gostava que meu namorado tentasse me masturbar e pra mim era totalmente inadimissível pensar em me masturbar, ainda mais na frente de alguém, mesmo sendo parte de preliminares com uma pessoa que eu tinha muita intimidade. Eu só masturbava meu namorado se estivesse mesmo cansada!

    Me aventurei na masturbação realmente por falta de sexo. Depois de 9 anos de relacionamentos estáveis e duradouros, um dia finalmente faltou! E como eu sinto falta! Sentia vergonha de me tocar e até meio ridícula. Hoje em dia acho que a masturbação feminina até me ajudou de certa forma a melhorar o meu desempenho sexual. Já tive orgasmos antes de iniciar essa prática, mas acho que me aperfeiçoei depois dela! Hoje me conheço melhor. Mas sinceramente não sei se continuarei a me masturbar quando voltar a ter um relacionamento estável, afinal quanto mais eu preciso me conhecer? Será que a gente não atinge um limite de autoconhecimento?
    De fato, na época em que eu namorei pra mim sexo BOM tinha a ver com intimidade, e hoje eu vejo que tem a ver com conexão. E se você não se conecta nem consigo mesma, como vai querer se conectar com os outros?

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Acho que masturbação não é só pra se conhecer, é pra sentir prazer com você mesma, curtir, relaxar. Então penso que não tem muita relação estar ou não em um relacionamento. Como você bem escreveu no final, é uma conexão com você mesma. E que pode ser muito gostosa, por sinal.

  • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

    Seria realmente incrível – e triste – saber o número de mulheres que nunca chegaram a TER um orgasmo na vida. E é interessante ver como esse tabu AINDA se constrói entre os mais novos… dou aula pra uma galerinha de 12, 13 anos e já peguei as meninas criticando os meninos por “assistirem pornôs”: “ai, você realmente precisa disso? que moleque!” A minha vontade é de dizer: “minhas queridas, SE MASTURBEM!!” Mas aí… eu perco o emprego, hahah! ¬¬ O importante é ter a noção de que esse tabu prejudica tanto as mulheres… Quanto os homens. Um vídeo bem legal que fala sobre a masturbação feminina e descoberta do clitóris ao longo da história é esse aqui:
    http://www.youtube.com/watch?v=eW7jFGMx7zE

    • andressa

      se eu me lembro bem, acho que cerca de 20 ou 30% das mulheres sexualmente ativas nunca tiveram um orgasmo. =/

  • gabrielawey

    Todas as minhas amigas escondem ou são Maria Teresa de Calcutá porque olha, complicado falar disso. Amém pra esse texto.

    • Monique

      Amém para nós q praticamos kkkkkkkkkk

  • Camila

    Eu sou de um planeta diferente do seu! Sempre conversei sobre masturbação com as amigas, comparei perereca na frente do espelho e me masturbei no mesmo quarto que uma amiga de infância quando tinha 13 anos para saber quem fazia mais rápido. Hauhauhauhauhauuha…. lembro de ler a respeito em revistas femininas (Todateen) e também em livros sobre sexualidade que ganhei da minha mãe. Me masturbo desde os 11 anos e só perdi a virgindade depois dos 18. Nunca introduzi nada na minha vagina antes disso, acho até hoje a ideia de usar objetos não-vivos lá dentro meio esquisita demais.

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Que pena que não conheci o seu planeta na adolescência! Acredita que você é a primeira que ouço falar que já se masturbou na presença de uma amiga? Acho que você é mesmo uma super vanguardista! Fiquei com inveja. :)

      • Camila

        HAuhauhauuahahu…. vou levar a inveja como elogio. Sei lá, nunca entendi porque isso seria tabu. É super normal e natural. Talvez foi assim porque cresci numa família liberal que sempre conversou comigo sobre sexo. Essa amiga minha era filha de amigos dos meus pais, brincavamos juntas desde pequenas e um dia o papo apareceu e fizemos. Nada demais, foi bem natural. O mais divertido na verdade foi a parte do espelho, quando notamos que a cor da fulana mudava depois da masturbação. Rimos muito! Acho que trocar experiência faz bem para a mulher, faz você aceitar seu corpo com mais naturalidade. Acho bizarro quando escuto que existem mulheres que nunca tiveram um orgasmo, mas acho que se eu não me masturbasse corria o risco de ser uma delas, sem experimentar mentalmente com as fantasias e novas ideias. As mulheres ainda são muito passivas, esperam que o homem faça elas sentirem aquilo tudo, sem ver que boa parte do tesão está dentro do seu cérebro. ;)

      • Leandro

        Concordo. Quem dera as mulheres pensassem assim. Seria ótimo para os homens. Eu queria uma mulher assim. Não há por que se envergonhar disso. É muita coisa que nós mesmos inventamos e que muitos ‘abraçam’.

      • Rafa

        Iria ser ótimo para elas mesmas… Para os homens é consequência.

      • JOAO ARANTES

        A MASTURBAÇÃO FOI A MELHOR COISA QUE DESCOBRIRAM NO MUNDO TANTO PRO HOMEM QUANTO PRAS MULHERES. EU COMECEI COM 11 ANOS E NÃO PAREI NUNCA MAIS. HOJE TO COM 50 E TO NA ATIVA AINDA. MASTURBAÇÃO LIVRA O HOMEM DE MUITAS BURRADAS NA VIDA ATÉ MESMO DA CADEIA, DAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEL. NÃO QUE EU NÃO GOSTE DE FAZER SEXO COM MULHERES. ADORO, MAS COM MODERAÇÃO. A MASTURBAÇÃO LEVA A GENTE NAS NUVENS, FAZ A GENTE VIAJAR NA IMAGINAÇÃO E FAZER AMOR COM QUEM A GENTE QUER SEM QUE NINGUÉM POSSA NOS IMPEDIR.

      • Monique

        Eu tbm! ela é a primeira q escuto fl sobre masturbação na frente d e amigas…ualllllllll

  • P

    Sinceramente? BATI palmas para a matéria e estou enviando para grande parte das amigas na qual já tentei entrar em tais assuntos!
    Minha recente namorada, por exemplo, não se masturba e diz que tem “medo”!
    Será a primeira para a qual enviarei a matéria!

    • Flavia

      medo eu acho engraçado, é gostoso e faz bem relaxa… dar prazer ao próprio corpo é o que há

  • Willian Cassiano

    Essa pesquisa está um tanto quando deturpada. É bem verdade que o fato delas não comentarem entre si a respeito do assunto por respeito, vergonha e/ou tabu não justifica o fato do ato. Eu acredito que as mulheres que já tiveram experiência sexual, as não virgem, são a grande maioria da prática da masturbação, o que me leva a crer, que boa parte delas, das virgens, também se auto-estimulem para sentir prazer, mas para auto-conhecimento do corpo e/ou sentir prazer em si.

  • http://twitter.com/BrisaFeliz Fernanda Magalhães

    Se a mulher pudesse beijar o próprio sexo, para algumas, a masturbação seria a forma perfeita de amor. ( Ediel )

    Sinceramente, não consigo acreditar que ainda existam mulheres que nunca tenham se masturbado.

    Para essas, vai um aviso: saca o orgasmo que você perdeu com aquele bonitão. Ele está bem aí, na ponta dos seus dedos. Afinal, a masturbação ainda é o caminho mais curto para o seu prazer. E, quanto mais você pratica, melhor conhece seu corpo. Como bônus, sabe guiar o gato pelas suas curvas perigosas. Então, se toca!

    Masturbação é bom e saudável porque relaxa, porque às vezes desejamos gozar e não transar, porque é gostoso imaginar, porque o fazer não deve limitar a imaginação, porque a imaginação nos faz aprender, porque somos curiosos…Porque é rápido, porque é um momento só seu, porque é um prazer, porque não é traição, porque é pacífico, porque você sempre sai ganhando, porque dá uma chacoalhada nas ideias, porque faz bem à circulação, porque é apenas uma sacanagem, porque não faz mal a ninguém, porque ninguém escapa de uma onda de tesão repentina, porque pensar já é fazer, porque fazer é coerente com certos pensamentos, porque coerência também pode excitar, porque nem tudo é uma experiência “moral-intelectual-sentimental”, porque dá uma espalhada, porque faz bem aos músculos, porque te faz enfrentar um dia de cão com mais disposição, porque nem sempre é fácil fazer companhia a si própria nas noites de inverno, porque insônia é um inferno, porque não se pode perder uma chance assim “tão a mão”, porque alimenta o ego, porque o ego é a maior personificação da humanidade, porque a humanidade se alimenta do bel-prazer, porque nem sempre queremos dividir o pouco que temos, porque numa hora dessas é melhor estarmos em boa companhia.

    ps. e masturba-se não tem nada haver com mulheres e homens encalhados, feios e desinteressantes que todos julgam incapazes de conhecer alguém para ter uma noite de sexo.Se você precisa de motivos, estão aí. Esqueça o pré-conceito, o machismo passivo-agressivo social e vá ser feliz! Relaxe e goze!

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Uau! Fiquei até sem fôlego. Nunca li tantas boas razões para uma mulher se masturbar. Se as mulheres seguissem suas recomendações, os dias de cão nunca mais seriam os mesmos.

      • http://twitter.com/mimeticbrain Jaédson Alves

        Poderiam até pegar leve com a gente nos períodos de maior estresse. Por favor, deleitem-se!

    • João Carvalho

      @BrisaFeliz:disqus, mandou super bem. Parabéns

    • Camila

      Também não acredito que seja um número tão elevado de mulheres que não se masturbam. Se praticamente todas as minhas amigas assistem e gostam de filmes pornos, fica difícil de acreditar que não rola uma siririca. Estranhamente, conversamos de modo aberto sobre filminhos pornos, mas não me lembro uma única vez que tocamos no assunto-tabu, a masturbação feminina…

      • Flavia

        nunca necessitei de filme pra isso, uma boa imaginação é tudo!

    • LedLoco

      Excelente! Mais de mil motivos! rs

    • Jessiane

      Eu voto em você pra presidente,meu amor! rs

  • Barbie

    Noooooooossa adoro !!! Faco todos os dias !!! Sempre fiz desde adolescente… Agora mais experiente, tb uso brinquedinhos… Adoroooooooooooooo !!! E recomendo !!!

  • http://www.facebook.com/liadrumond Lia Drumond

    Achei legal o assunto… realmente o tabu só atrasa a vida de mulheres, que mtas vezes acabam associando prazer com sentimento por desconhecerem o próprio corpo. Também demorei pra descobrir, bem como vc, mas foi ‘a’ liberdade mesmo, gostar mais de mim e saber que não era do outro a minha satisfação. Me fez ser melhor pessoa, não sei como pode haver quem discorde de que o conhecimento do próprio prazer faz bem…

  • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

    Texto excelente! Enquanto lia, fui relembrando toda minha “trajetória sexual”… rsrsrs
    Eu comecei a me masturbar com uns 12 ou 13 anos… ouvindo um programa meio pornográfico no rádio, de repente fui me acariciando e sentindo prazer… não lembro se gozei nessa primeira vez… mas sei que depois acabei descobrindo os efeitos do chuveirinho e meu banhos passaram a ser muito mais longos… tinha orgasmos deliciosos… (ah, nada de objetos, apenas meus dedos…)
    Quando perdi a virgindade com meu primeiro namorado e depois de algum tempo tive um orgasmo com ele, fiquei meio desapontada por ser exatamente igual ao que eu tinha sozinha…rsrsrs
    Mesmo tendo parceiro fixo, continuei me masturbando… fui pesquisando sobre o assunto e tal… mas nunca conversei com amigas sobre… Quando me perguntam (homens) se me masturbo, sempre respondo que sim. Converso sobre sexo, mas geralmente com homens o assunto flui melhor. Com amigas já conversei sobre sexo mas nunca sobre masturbação.
    Hoje em dia me masturbo quando sinto vontade e acho excelente… aliás, chamo de praticar amor próprio…. hahahah
    É isso, muito bom ler esse texto, relembrar de tudo e poder compartilhar experiências!

    • Anony.

      Tenho lembranças de masturbação dos 5/6 anos de idade. Tou me achando ultra estranha aqui, onde todo mundo começou aos 12/13.

      • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

        Geralmente as crianças tem curiosidade pelo próprio corpo nessa idade (3-6 anos), mas é algo tão natural que a maioria não lembra….

      • Anony.

        Entendi. Mas, bem, não lembro de ter “parado” em momento algum desde então. Normalmente essa curiosidade cessa e só recomeça aos 12/13 anos? Porque comigo não foi assim.

      • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

        é, geralmente sim…. mas cada pessoa é única, então não se prenda muito a padrões.
        Muitas vezes vários fatores ‘forçam’ essa parada (ou latência): pais que reprimem, escola, amigos… enfim, interesse e direcionamento (mesmo que inconsciente) da energia sexual para outras atividades…

      • Leonardo

        Eu também comecei com mais ou menos 6 anos e não sabia se o que eu fazia era certo ou errado, por ter a família religiosa, etc. O que eu sabia era que eu gostava e que eu não conseguia parar de vez, sempre dava vontade, nem que fosse outro dia. Quando na escola me disseram que era coisa normal, aí a culpa foi embora, mas parar, não dá! Acho que 12/13 anos com a maioria deve ser por causa da puberdade.

    • Flavia

      se eu tiver o feeling com a pessoa que estou e ela pedir eu faço na frente, tenho vergonha não, duro é passar vontade ahahaha

  • http://twitter.com/mheelena M. Helena

    comecei a me masturbar cedo, e quando perguntava sobre esse assunto às minhas amigas, elas diziam que nunca tinham feito, medo de se machucar, e achava o absurdo, e olha que nem tenho mais de 30 rs, tenho 18, pra vc ver, como ate hoje se a gente brinca dizendo que a moça demorou no banheiro pq tava tirando uma, elas avançam na gente, de forma que pareceu que a insultamos. Por isso o sexo não é uma das melhores coisas pra maioria das mulheres, elas nao inovam, não mostram ao parceiro qual a melhor forma de fazzer aquilo, pelo fato delas não conhecerem a si mesmas!!!!!! Enfim… so sad, but I have hope for thats women!

  • A Sexista

    Realmente, entre mulheres é dificil admitirem isso, ja fiquei envergonhada muitas vezes quando o assunto entrou em pauta. Mas foi a saida para algumas vezes que eu estive com um dos muitos homens que acham que a mulher presta um favor ao ir pra cama com eles, que o unico objeitvo é fazerem eles gozar e só. E como disse algumas vezes, tem caras que parece que vc faz sozinha ao inves de fazerem com eles… e tem caras que realmente melhor fazer sozinha, pelo menos um vez vc chega lá.

  • Rafa

    Adorei o texto e super me identifico. Mas tenho uma teoria do pq pro homem é tao natural e pra mulher não(mesmo ngm falando pra ela). Lá pelos nossos 5 anos, tem uma fase de “masturbação infantil” que é normal, pq percebemos que tocar ali é bom e etc. Tenho tias que são professoras de alfabetização e diz que é “normal” os meninos fazerem ou até mesmo quando neném. Mas o que acontece? A menina é recriminada até as ultimas, falam que é nojento, FEIO, bate na mão e isso acaba ficando no subconsciente que tocar, admirar e olhar é SUPER errado. Já com os meninos é diferente. Vejo aqui em casa que a maioria é homem e meus primos pequenos sao homens, é normal o menino ficar sem fralda e ficarem falando “orra que pintão grande… vai la e mostra pro seu tio” entre outras coisas horríveis que já vi. É triste pq se hoje tenho vergonha de fazer sozinha, é por fatos assim. Mas vou me libertando aos poucos com meu marido e ele me ajuda a “descobrir” essas coisas. :D

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Isso influencia com certeza. Ninguém fala “que pererequinha linda” quando a menina nasce, vai lá mostrar sua “xaninha” pra sua tia. Não que eu ache que esse é o caminho, mas só para ilustrar que desde a infância a sexualidade da mulher é vista de forma bem diferente mesmo.

    • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

      Eu sou professora de educação infantil (3-6 anos) e realmente nessa idade as crianças tem curiosidade de tocar, olhar e tal. Eu não interfiro falando que é feio nem nada disso, mas quando tem mais pessoas junto, eu falo discretamente e só para aquela criança que esse tipo de coisa não se faz na frente dos outros, igual usar o banheiro. Enfim, é a saída que encontro. Mas muitas pessoas que trabalham com crianças acabam recriminando e até mesmo os pais acham que a criança é ‘safada’, quando na verdade ela só está conhecendo melhor seu corpo. É assunto tratado em reunião de pais e professores e apesar de termos estudado sexualidade, desenvolvimento e psicologia infantil, os pais continuam com a mesma visão de que é errado e pronto.
      Com as crianças é sempre tranquilo, respondo as perguntas; tento ‘quebrar’ preconceitos do tipo “rosa é cor de menina”, “se brincar de boneca vai virar menina”, menino não pode namorar com menino” e coisas do tipo que também deixam os pais de cabelo em pé! hahahah

  • Raul Rafael Aureliano Antunes

    Só o fato de se auto-conhecer já é um motivo extremamente forte para iniciar a prática da masturbação…

    É fácil encontrarmos mulheres que “sabem” do que os homens gostam, mas ao perguntarmos do que elas gostam sempre rola aquela pausa…

    E esta é uma questão que ainda trás “nojo” a um certo número de meninas…

    Infelizmente…

  • Carol

    Sem palavras… ela disse tudo o que eu tinha vontade de dizer e nunca disse.

  • Leitor

    Converso com minha namorada sobre o assunto. Depois de um certo nível de intimidade ela assumiu que faz as vezes. Também pedi pra ela me mostrar como deveria fazer por ela e estou aprendendo mas ainda não consegui fazê-la gozar dessa forma (apesar de conseguir com sexo convencional e oral). Gostaria muito de vê-la se masturbar durante o sexo e as vezes ela faz, mas nunca de frente pra mim. Mulheres, ensinem os seus parceiros a masturbar vocês.

  • TayGeiger

    Ainda é um Tabu por que as pessoas não são motivadas a isso. Quando se fala de sexo no geral…é um tabu. Sair do século passado que as mulheres eram submissas e não tinham praticamente o direito de sentir prazer, para um século que ainda é recaldado com o seu próprio corpo é bem difícil.

    Isso deve ser motivado na infância, e não quando a pessoa vai iniciar sua vida sexual genital.
    A sexualidade de alguém se inicia nos primeiros anos de vida. O auto-erotismo deve ser estimulado. Somente dessa forma é que a pessoa conseguirá alcançar a genitalidade sem ser frustada. Mas, infelizmente o pudor e um “ideal de moral” da sociedade ainda são prejudiciais para os indivíduos, pois crescemos ouvindo dos nossos pais ” Não mexe nisso” , ” menina não pode ficar fazendo essas coisas feias”, “Não toca ai”. Isso cria um adulto frustado sexualmente.

  • LedLoco

    Excelente Texto! Eu sou meio “desbocado” para esse assuntos, falo tudo na lata com as pessoas, e até brincadeiras simples tipo “vai lembrar a noite disso neh!”, tem muita mulher que fala ai credo, rs mas quando vc pergunta mais tranquilo se faz ou não muitas assumem que sim… Por isso achei bem assustador o número das pesquisas… mas independente disso, com certeza se a mulheres conversassem mais sobre isso teria muito menos tabu e o nivel de satisfação sexual aumentaria muito, rs fora que para nós homens é um tesão ouvir a mulher contando sobre sua masturbação, e não vemos nem um pouco isso como uma vagaba como ja ouvi mulher falando sobre quem faz isso, vemos como uma mulher sem tabus, que se conhece mais a cada dia e que sabe curtir os prazeres da vida!
    Vamos lançar uma campanha “Se Toca Mulher!” ? =D

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Adorei a campanha! Conte comigo.

    • Fabio Maciel

      Muito boa essa! “SE TOCA MULHER!”

  • B

    Adorei o texto. Certo que pra mim não há tabu em falar sobre masturbação. Acho que até falaria mais se as minhas amigas dessem mais abertura, porque mesmo conversando sobre esse assunto, às vezes sinto que algumas delas querem logo mudar de tópico e parecem desconfortáveis. Foi uma coisa que eu descobri, acho, um pouco cedo demais e na época, talvez pela idade, eu pensava ser uma coisa errada. Evitava e me sentia culpada por ter aquela vontade e ainda mais culpada logo depois de fazer. Foi entre meus 11 e 12 anos, mais ou menos. Digo cedo porque pra mim, foi. Aliás, ainda sou virgem. Aí aparece a questão, ai, se masturba porque não consegue sexo por aí. Será? Não, né. Se masturba quem quer, como quer, porque quer. Não por falta de gente com quem fazer sexo. Poderia já ter feito sexo mas não quis (mas essa já é outra questão, né?) Enfim, cresci um pouquinho, vi que não era coisa de outro mundo e aquela culpa toda e a sensação de estar fazendo algo errado passou. E também, sou mais nova. Provavelmente as mulheres mais velhas sofreram muito mais com o tabu da época delas, tudo era mais difícil. Porém… Tenho uma amiga, da minha idade, dezoito anos, que não se masturbava. Não se tocava por nada no mundo, e quando eu perguntava a razão ela agia como se eu estivesse falando absurdos e dizia que não fazia porque não. Nunca entendi, na verdade, porque acho normal. O corpo é nosso e quanto mais nos conhecermos melhor, certo? Acho legal isso de se conhecer e poder direcionar uma outra pessoa a te dar prazer, se for o caso. Antes direcionar alguém do que não sentir nada porque você mesma não sabe o que fazer com seu próprio corpo. Mas vai entender. Fiquei sabendo que ela se masturbou pela primeira vez recentemente e ela me contou como se fosse algo vergonhoso, que ninguém deveria saber e ainda disse que foi algo “bem tosco” porque foi “só por fora mesmo”. As mulheres que ainda sofrem com esses tabus realmente precisam entender que não há nada demais em sentir prazer estimulando o clitóris. Por que toda essa visão de que o “certo” acontece quando há penetração?

    Esse assunto precisa ser tratado mais abertamente e sim, por favor, um nome mais adequado, porque siririca não me agrada também!

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Pois é…precisamos encontrar uma palavra melhor do que siririca. Mas qual?

      • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

        As vezes eu chamo de brincadeira solo…. hahahah
        Masturbação parece palavrão e siririca é bem esquisitinho…rs

    • Robi

      Uma amiga minha chama de brincar de dj, ou, discotecar.

    • http://www.facebook.com/allex.sousa.33 Allex Sousa

      Admiro mulheres corajosas. Outstanding!

  • Spy vs Spy

    Minha namorada quando está em casa numa terça-feira comum e sem nada de especial acontecendo ou pra acontecer, me manda msg dizendo: Amor, vou te homenagear! Isso acontece mais de uma vez no mesmo dia e na mesma semana.
    Acho legal.
    Converso muito (acho EXTREMAMENTE importante), sou preocupado em dar prazer e só gozo depois que ela goza (ou junto) mas o detalhe é que quanto mais ela se conhece, mais eu a conheço também, só que com mais detalhes e o todos os atalhos. Hoje, conheço todos os atalhos do seu corpo (quase todos né) e é praticamente um botão de liga/desliga. Já sei os caminhos!
    Portanto mulheres, sem medo, vergonha ou qualquer motivo que seja, masturbem-se. As conversas são tão boas que virei um masturbador. Só pra mulheres é claro! Antes que algum palhaço diga: Tá cobrando quanto? hahaha

    • Palhaço

      Tá cobrando quanto?

      • Risonho

        HAHAHA

    • Arkon Javia

      “pode me chamar de vibrador… oe vibra… oe … vibrador” (Mr. Catra)

  • LuizZamboni

    rsrsrs…de onde vocês tiram que os homens fazem essas coisas de competição de masturbação ??…rsrsrs…MITO para a grande maioria hétero.

  • http://www.facebook.com/gabii.borges Gabriella Borges

    A mulher é o ser mais contraditório que existe na face da terra. Vai pra praia casamigas, de fio dental, desfila semi-nua no carnaval, pratica sexo casual, mas trata masturbação como algo sujo, proibido ou pior, pecado. Vai entender…

  • Leandro

    Me masturbo desde os 6 eu acho, sei o que é gozar sem ejacular. Mas a minha média é de 5 por dia e o meu recorde é de 9 por dia com 22 anos.
    Pergunta: Quantas vezes uma mulher consegue por dia? Sei que é muito mais do que um homem, mas depende da mulher é claro.

    Ahh, gostei muito do texto sim, mulheres, aprendam, pratiquem: jogo é jogo, treino é treino!!!

    • Marcelo

      Como vc consegue isso? Já li algo que dizia para interromper a masturbação antes da ejaculação e com o tempo conseguiria gozar sem ejacular…
      Mas nunca consegui isso. Essa seria sua técnica?

      • Leandro

        Não criatura, eu escrevi 9 vezes por dia e não 9 vezes seguidas, isso é praticamente impossível pra um homem. Seguidas só consegui gozar 3 vezes e ejacula sim rapaz. Só consegui gozar sem ejacular quando eu era criança, antes dos 12.

      • Marcelo

        Gozar sem ejacular também não consigo, mas o dono do blog http://gozar-pra-que.blogspot.com.br/ diz que consegue…
        Embora pareça que ele tem um transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) com masturbação sem ejacular. Tem de tudo nesse mundo…

    • anne

      Olá Leandro!!
      Sou uma menina de sorte, meu recorde é 11 orgasmos numa só masturbação.
      Sempre tive orgasmos múltiplos!!!
      O meu recorde em um dia, nos meus aureos tempos de adolescencia foi de 8.
      depois disso a mucosa fica sensível e dolorida.

      • Leandro

        Nossa Anne, parabéns. Que mulheres conseguem várias vezes numa só masturbação eu já sabia, mas eu tava interessado em saber quantas vezes uma mulher consegue se masturbar por dia, mas parece que sou leigo, mulher não fica cansada como o homem né…devem conseguir se masturbar várias vezes e gozar várias vezes em cada uma. Acho que devem ter entendido no que eu escrevi de quantas vezes seguidas, nesse caso nem adianta, acho difícil um cara conseguir gozar mais de 3 vezes seguidas (que é um recorde). Seja no sexo ou na masturbação, um cara que gozou 2 vezes está quase acabado, uma mulher que gozou 2 vezes nem começou. Mulheres vocês são d+!!!

    • joacir

      cara 9 por dia? ta precisando em amigo

    • Adulterina

      Sou mulher e meu recorde foi 19 vezes, aos 28 anos, pensando no meu terapeuta. Eu estava sozinha em casa, tinha um vibrador e muito tesão acumulado. Muito mesmo.

      • Leandro

        Nooossa! Eu acho impressionante a capacidade de sentir prazer que uma mulher tem, parece que o corpo vai explodir, um espetáculo. Não sei se uma mulher pensa em sexo tanto quanto um homem, mas o legal é essa de acumular tesão e descarregar de uma vez, sentindo no corpo todo. Nomeiam o que a gente faz no banheiro de nº1, nº2, eu chamo a masturbação de nº0, prioridade!!! rs. Mas, você diz 19 orgasmos em uma masturbação ou em um dia? De qualquer jeito, é impressionante. Parabéns.

      • Mme. Portia

        Olha, eu mesma sempre pensei muito em sexo, desde a mais tenra infância (veja meus comments no tumblr da Francesinha)! Ah, foram 19 ao longo de um dia. Por masturbação, acho que cheguei a uns seis. Obrigada pelo elogio. E vamos pensar em sexo, como propõe a Francesinha! Abraços.

  • Janaina

    Adorei o texto, Francesinha!!!
    Realmente precisamos falar mais sobre isso e sobre outros assuntos que envolvem o prazer da mulher.
    Percebo em varias revistas, masculinas e feminas que quando se trata de saber do que se gosta o assunto sempre é: Do que ELES mais gostam ou Como deixar o seu PARCEIRO querendo mais ou Quais as posiçoes preferidas DELES… e por aí vai. Olha eu naõ tenho nenhum preconceito em fazer do jeito que eles gostam mas por que será que a divulgação não inclui A forma como as MULHERES gostam ou Como TOCÁ-LA com prazer ou Assim que ELAS gostam de gozar ? Até por uma questão de aprendizado para os homens que se interessem em satisfazer a sua parceira com mais dedicação e surpreende-la.
    Vamos divulgar sim!!! perguntar as amigas, desenvolver capas de revistas inspiradas no prazer femino.. e por que não?

    • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

      Obrigada, Janaina! Também acho que até mesmo as revistas femininas são muito machistas, sempre querendo ensinar como enlouquecer os homens, como você bem destacou. Essa mudança de comportamento precisa começar entre nós. Vamos conversar mais abertamente com as nossas amigas (e por que não amigos também) sobre o prazer feminino, sem tabus ou meias palavras. A mulherada valoriza demais o aspecto romântico da coisa e não fala dos detalhes que fazem toda a diferença no sexo.

  • Maggie

    Não sei se estou um pouco atrasada para escrever este, mas surgira como um manifesto espontâneo que me encorajou a registrar. Meu primeiro toque fora aos quatro anos de idade; lembro de uma cena de beijo estampada na televisão. Aquilo me despertou um sentimento de calor muito forte, que logo induziu o toque. Minhas pequenas mãos que me acariciavam e, sem a expectativa de um orgasmo, eu adormeci. Oito anos e muitos toques depois, com doze anos, li em uma revista que o termo para aquela satisfação que eu sentira era chamado “masturbação”. Tenho de admitir; não somente me proporcionei prazer, como espalhei a “novidade” entre amiguinhas. Várias delas. Inclusive, nessa mesma época, tomei banho com uma delas e a irmã. Comparávamos e conversávamos sobre nosso corpo, nosso sexo. Com muito esforço, consegui lembrar até que decidimos parar de se masturbar. A desinformação era tamanha que perdemos dias e dias de auto amor em função de medo – medo de se tornar uma daquelas mulheres que nossas mães tanto repudiavam. Hoje eu ainda sou adolescente, continuo me proporcionando prazer e não tenho nenhuma vergonha disto!

  • Luana Pacheco

    No meu caso, eu só consigo gozar me masturbando ou com oral. Com penetração somente, eu não consigo. E me sinto um pouco mal por isso, por não conseguir, e achar que meu parceiro não se sinta satisfeito por eu não gozar com a penetração dele. Porque quando ele goza eu ainda estou novinha em folha, mas isso não significa que estou insatisfeita, até porque ele faz tudo para me satisfazer, mas não consigo gozar com penetração, não tem jeito. Isso é normal com vocês? Chego a me sentir um pouco anormal por isso.

  • Gustavo

    A ideia é boa mas na real, masturbação só serve mesmo pra dá uma aliviada num período de seca, essa coisa de se descobrir com a masturbação é papo juvenil. Quem tem vida sexual ativa boa masturbação é algo nulo. E outra quando mulheres gozam com a masturbação geralmente ela faz dois caminhos, ou vira uma puta e da pra muitos homens afim de arranjar um ou uns que consigam fazer ela gozar e com esses manter uma relação mesmo que seja apenas casual ou tenta ensinar ao seu homem como fazer ela gozar. Se mesmo assim ele não conseguir fazer ela gozar, ela voltará a sua solitária se masturbando e seguirá o caminho da primeira ciscando de homem em homem ate achar um que consiga satisfazer-lá. Se essa mudança acontecer mesmo é muito certo que teremos ainda mais vadias, putas e piriguetes pois geralmente quando uma mulher sabe como chegar lá ela tende a provar de outros homens na busca de seu próprio prazer do que a escolher um, passar os macetes pra fazer gozar e com esse ter uma boa vida sexual.

    • Cristiano

      Gustavo, a sua resposta me passou a imagem de uma mulher ninfomaníaca sedenta por sexo, que tem uma volúpia insaciável. Existe sim um grupo de mulheres em nossa sociedade que tem este comportamento, mas extrapolar este pensamento a toda mulher é um erro. A autora do texto não levantou a bandeira: “Mulheres, abandonem seus homens e vamos nos deliciar apenas com os prazeres da masturbação!!”, o que ela passou foi a ideia de tornar o sexo uma experiência deliciosa para ambos parceiros, mas é preciso que os parceiros saibam o que melhor lhe agradam e neste caso a masturbação feminina é um ótimo caminho para que ela possa desvendar sua preferências sexuais,

      • Gustavo

        Cristiano, realmente ela pode ter passado o texto com esse sentido mas isso não mascara que a mulher vem buscar mais o seu prazer com outros homens do que tentar fazer de um o cara que possa satisfaze-lá. Claro que não são todas, cada mulher é diferente e haverá aquelas que usarão isso ao seu favor a obter prazer com seu parceiro mas sim muitas optarão por esse caminho ao descobrir seu prazer com muitos homens.

      • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

        e qual o problema de a mulher transar com vários caras? se vc, homem, faz isso, também é considerado “vadio, puto, periguete” ? Ah, esqueci que não existe masculino dessas palavras… pq será, hein?!
        Vc acha que cada mulher tem que ficar com um homem só a vida inteira? vc ficaria com uma mulher só a vida inteira?
        Lamento por seu comentário machista. Muito mesmo.

    • Gabi

      Poxa Gustavo, isso ta me parecendo mais uma esperiência frustrada com alguém assim, do que qualquer outra coisa, sabe pq? Pq eu me masturbo, tenho 21 anos, sou virgem, e sabe o que penso? Que o fato de eu conhecer meu corpo, e saber como chegar lá, só me faz uma pessoa melhor, tanto para mim mesma, quanto para a pessoa que eu pretendo casar e viver o resto da minha vida. Sim, pretendo me entregar a uma só pessoa, e a masturbação não mudou minhas idéias e caráter,como vc ecredita que acontece.

      • Gustavo

        Minha cara Gabi, você pode ate gostar de ser masturbar e se guardar para seu homem para se entregar apos o casamento mas me diz como você vai ser boa de sexo logo de primeira por apenas saber gozar? Seu homem não tem a bola de cristal pra saber o que ele tem que fazer pra você sentir tesão e assim gozar como você faz nas suas masturbações. A diferença entre masturbação e sexo é grande, há mulheres que não conseguem gozar com o sexo apenas gozam se masturbando. Entendo que você queira conhecer seu corpo para tentar saber o que fazer quando for transar com o homem mas ainda sim é algo que não lhe dará todas as respostas que você procura nessa descoberta ao corpo. Você pode ate não entender agora mas quando começar a transar isso pode ficar claro pra você, sexo e masturbação são duas coisas distintas e só se masturba aqueles que ainda são virgens, que não tem vida sexual ativa ou aqueles que não consegue obter prazer com o parceiro. Faça da masturbação um bom passatempo seu e não como um procura a respostas que você pode muito bem se enganar no futuro.

  • Jander Costa

    Quando sozinho, meus derradeiros momentos antes de “fechar os olhos”. É um deleite poder obter através da masturbação o alcance de todas as fantasias que tenho. Até porque não afeta a ninguém, só a mim, e eu posso “construir” a minha estória como quero, ali me conhecendo e, porque não, me preparando para a relação sexual a dois, que é logicamente minha preferida.
    Recomendo também, mas principalmente que todos, homens e mulheres, assumam que “batem uma punheta” ou “tocam siririca”, a fim de extravasar a pressão (tensão) sexual que nos ataca em boa parte do tempo de nossas vidas.
    Abraços e boa noite!!!

  • Raysa
  • Mari

    Olha, comigo é o contrário. Tenho 20 anos e me masturbo quase todo dia desde os 15. Mas ainda sou virgem. Pois é.

  • Ana

    Tenho q confessar aqui (até porque não posso revelar pra mais ninguém) q tenho 24 anos, 2 filhos casada a 8 e nunca gozei! Adoro sexo mas nunca nem pensei em chegar perto dela rs… Até tenho uma piada interna (de mim comigo mesma) q não tive os 5 min. de prazer pra ter o resto da vida de dor de cabeça (por conta das crianças) e é engraçado q é exatamente assim q eu me sinto… ridícula por ficar mexendo naquele negócio… é bom por um tempo mas depois empapussa não sei rs… vou pesquisar mais sobre o assunto e tentar mais! Obvio q ñ preciso nem dizer q ñ, eu ñ converso sobre isso com as minhas amigas… E ñ, ñ foi por causa de uma criação repressiva ñ… meus pais eram bem liberais rs… Obrigada pelo espaço! Amei o texto!!!!

    • http://www.facebook.com/katyanecristina Katy Cris

      E o seu marido? Não sabe que você não goza ou não se importa?
      Olha, sexo é muito bom mesmo e o orgasmo é o grand finale…
      E sobre se tocar e se sentir ridícula, é complicado mesmo… como vai chegar ao orgasmo se já começa assim? Tem que ser com tesão, se sentir linda, poderosa e gostosa… tipo: eu sou irresistível, preciso me dar prazer! hahahah

  • Unkown

    Gosto de bater uma antes dos estudos. Isso me deixa mais “ligadão”

  • http://www.facebook.com/babyzoombievegas Isa Barros

    É, acho que a maioria das mulheres se masturba, poucas assumem e ainda existem radidades que não “chegam perto da coisa” (sim, eu ouvi isso e nem tem tanto tempo assim). Ainda há uma névoa espessa sobre esse assunto, onde quem fala sobre ele é promíscua e quem não fala é santa. Mas é sempre a santa que se esbalda com o Ricardão e pro marido “não gosta” nem de ficar numa posição mais provocante. Conheço mulheres de 20 ~ 30 anos que dizem que tem nojo, “o único contato que tem é no banho e olhe lá” e que estão perdendo grandes prazeres na vida. Mas se falo, sou promíscula. Ok, então eu sou promíscua! Inclusive, uma vez fiz um texto pra ajudar a amiga de uma amiga. Não fala apenas de masturbação e sim de liberdade dentro do sexo, mas vale a pena dar uma lida. Ou não.
    http://nodivacomvegas.blogspot.com.br/2011/05/vivere-senza-rimpianti.html

  • Concordo, mas tenho que dizer que não me identifiquei muito não… talvez sejamos de gerações diferentes, não sei. mas sempre conversei com minhas amigas de colégio, lá pelos meus doze anos sobre masturbação, inclusive trocávamos técnicas de como fazer mais gostoso… Pratico desde bem nova e sempre achei muito natural, durante muito tempo era a única forma como eu conseguia gozar… claro que no ínicio o assunto era restrito a duas ou tres amigas com quem tinha intimidade pra falar do assunto e hoje, nos meus vinte e poucos, é assunto de cerveja tanto qnto o tamanho e a performance dos one night stands que passam pela vida… As vezes me deparo com mulheres cheias de tabu pra tocar uma siririca e fico besta, gente q não goza, que nem sabe direito o que é isso mas jura de pé junto que se acabar sozinha eh patético. Anyway, tem muita mulher que precisa parar de cuidar da perereca alheia e cuidar melhor das suas, hehe! Belo texto!

  • Wallace K

    Minha namorada tem 17 anos e ainda nunca se masturbou,tenho que mostrar esse texto para ela.

  • El loco

    Estou apaixonado por vc agora ! hahaha

  • Pingback: Comemos nossas amigas, torturamos nossos amigos, contamos dinheiro: agosto foi o mês do cachorro louco | PapodeHomem

  • Di Lua

    Eu faço parte do grupo das que acabou de descobrir o prazer da masturbação. Mas algo me incomoda e eu francamente não sei com quem tirar essa dúvida; a masturbação feminina é feita com a estimulação do clitóris, ok. Mas apenas com os dedos? Digo isso porque vendo alguns filmes pornôs (eu sei que eu não devia tentar comparar um filme com a vida real, mas enfim, ñ tem ngm pra tirar a dúvida mesmo…) e me incomoda o fato que as atrizes se masturbam usando os dedos para esfregar o clitóris. Eu não sinto nenhum prazer dessa maneira, mas consigo me estimular com o travesseiro, o colchão ou com as pernas (coxas grossas e tudo mais). Só queria saber se só eu mesmo que “sofro” disso, já que utilizar os dedos para estimular o clitóris para mim é quase fora de questão…

  • Di Lua

    Eu faço parte do grupo das que acabou de descobrir o prazer da masturbação. Mas algo me incomoda e eu francamente não sei com quem tirar essa dúvida; a masturbação feminina é feita com a estimulação do clitóris, ok. Mas apenas com os dedos? Digo isso porque vendo alguns filmes pornôs (eu sei que eu não devia tentar comparar um filme com a vida real, mas enfim, ñ tem ngm pra tirar a dúvida mesmo…) e me incomoda o fato que as atrizes se masturbam usando os dedos para esfregar o clitóris. Eu não sinto nenhum prazer dessa maneira, mas consigo me estimular com o travesseiro, o colchão ou com as pernas (coxas grossas e tudo mais). Só queria saber se só eu mesmo que “sofro” disso, já que utilizar os dedos para estimular o clitóris para mim é quase fora de questão…

    • Leonardo

      Olha, eu não sei se eu sou muito indicado pra te ajudar, mas vou deixar meu comentário. Acho que você tem que descobrir o que você gosta e do jeito que você gosta, principalmente sem pudores. Esquece os filmes pornôs, usa tua imaginação, fecha os olhos e se toca do jeito que VOCÊ gosta e acha melhor, o que pode te dar mais prazer só você pode saber. Faz quando der vontade, o que te der vontade de fazer. Segue teus instintos.

    • Adulterina

      Particularmente acho um tédio (e muito mais difícil) usar os dedos. Comigo é travesseiro, jatinho d’água ou cruzada de pernas.

  • Erika

    Uma felicidade: ver o flash do radar piscando pro cara que furou o sinal quando eu tava atravessando.
    Hê.

    Acho que eu e minhas amigas somos ETs, viu… não apenas nos masturbamos com muuuita frequência como também falamos sobre isso como se fosse uma atividade super cotidiana tal qual beber água. Quantas vezes já não liguei pra alguma e ouvi um “pooooo#%!$&@, tava tocando uma e quase gozando quando você ligou! Te odeio! Hahahaha”. Ou “ai amiga, o sexo foi tão ruim, a química foi tão fraca que precisei tocar uma quando cheguei em casa.”
    Pelo jeito somos abençoadas por nunca termos encarado isso como tabu e a coisa fluir tão naturalmente em nossas conversas! Tem vezes que penso “é… a gente é estranha!”, e vejo como ser estranha é bom habahaha

  • http://www.facebook.com/erikalehner Érika Lehner

    Acho que eu e minhas amigas somos ETs, viu… não apenas nos masturbamos com muita frequência como também falamos sobre isso como se fosse uma atividade super cotidiana tal qual beber água. Quantas vezes já não liguei pra alguma e ouvi um “pooooo#%!$&@, tava tocando uma e quase gozando quando você ligou! Te odeio! Hahahaha”. Ou “ai amiga, o sexo foi tão ruim, a química foi tão fraca que precisei tocar uma quando cheguei em casa.”
    Pelo jeito somos abençoadas por nunca termos encarado isso como tabu e a coisa fluir tão naturalmente em nossas conversas! Tem vezes que penso “é… a gente é estranha!”, e vejo como ser estranha é bom.

    • xxxx

      nossa!!!

  • Lia

    pra mim sao sensacoes completamente diferentes, orgasmos completamente diferentes quando eu bato com a mao esquerda e quando eu bato com a mao direita e cada uma tem suas respectivas maravilhas!

  • http://www.facebook.com/danielle.hilst Danielle Hilst

    Gostria de compartilhar algumar publicacoes no Facebook, mas nunca consigo. estranho.

  • http://twitter.com/ingrid_santana Ingrid Monteiro

    Boa, Francesinha!
    Acho realmente que deve virar papo de banheiro, das amigas, enfim. Eu descobri isso de fato, aos 14~15 anos, antes de perder a virgindade e facilitou meu prazer na hora.
    Hoje, nas transas, se algo pode ficar melhor (ou não está bom mesmo), tenho como “redirecionar”, haha. E sim!, já bateu às vezes, a sensação de que sozinha chega a ser melhor do que acompanhada. Mas admito que os últimos rapazes que transei, tem mandado muito bem na masturbação e no oral, tão bom quanto eu sozinha.
    A questão de papear isso com as amigas é funcional… parece mesmo que se está sozinha nessa. Pior, já aconteceu de uma grande amiga minha olhar feio e dizer que “não faço essas coisas não, nunca precisei”. Eu olhei e disse que ela que estava perdendo uma grande chance de se conhecer, agradar a si e ao parceiro que fosse.

    Enfim, um assunto que não tem momento certo pra ser tocado, sempre vale! E é uma honra ler algo assim, num site como o PdH. Não é o primeiro texto seu que leio, continue tocando nas “feridas” femininas Francesinha! ;)

  • Daniel Lope Andrade

    Vez ou outra volto a este Post, apenas para dar uma satisfação aos meus olhos… eles Palpitam de alegria em ver GIF’s da Stoya

  • Jorge Mendes

    Uma mulher de 18 anos que nunca se masturbou, é virgem é considerada tapada? Com quantos anos normalmente a mulher começa?

  • zJanaZ

    Me masturbei pela primeira vez com 12 anos eu acho…. a MUITO tempo atrás… é legal porque hoje não tenho nenhum problema em relação a não conhecer meu corpo, ahushaushau. conheço cada decímetro … e eu descobri tomando banho de mangueira… jatinho de água e etc…. rsrsrs depois aprendi a manipular-me com as próprias mãos….. foi uma boa época!

  • AjudarNãodoi

    Ola Francesinha;

    Nota 10 para tudo que li aqui, sem
    preconceito e com total entendimento, também sou de 1976, e por incrível que
    pareça na minha adolescência um dos livros que amei ler foi o mesmo que lhe
    revelou tantas coisas Relatório Hite.
    Aprendi me masturba com 6 anos de idade, tive uma educação liberal como
    a de qualquer filho homem, e ainda primogênito, com direito a todos os rituais
    de elogio sobre minha pessoa e a do meu “amiguinho”, ou seja ter um
    filho homem, e exibir a virilidade dele, era como segurar a taça do campeonato.
    Francamente aprendi a me masturbar sem
    malicia, sem preconceitos, apenas por prazer e nada mais, era uma coisa tão
    simples como ir fazer xixi, olhava para meu penis, e ali mesmo come,Ava, e me
    lembro que era orgasmos maravilhosos que chegavam com menos de 1 minuto, e que
    se repetiam no decorrer do dia. Hoje
    compreendo que um grande freio nas descobertas das meninas é dado pela repreensão que tiveram na sua infância, e que
    se agrava com o “voto de silêncio” em não divulgar as poucas descobertas entre
    as amigas.

    Por aprender que meu penis poderia me dar
    prazer ao ponto de sentir orgasmos, foi algo maravilhoso, e que estimulou muito a minha curiosidade, pois
    queria descobrir se as meninas poderiam
    sentir a mesma coisas, me lembro como se fosse hoje, sempre que tinha oportunidade
    me aproximava das meninas e tocava no assunto masturbação, estas minhas
    perguntas que encabulavam qualquer menina me rendeu o titulo de “O
    tarado”, mas na realidade não desejava as amiguinhas, apenas queria saber
    como que elas poderiam sentir o mesmo prazer, e como seria.

    Essa minha busca por resposta me ajudou
    muito a compreender o prazer feminino, e suas diversidades. O espantoso é, como o assunto realmente é
    tratado com tanta ignorância, por um
    lado se fala TABU, mas com tanta informação disponível nos dias de hoje,
    prefiro chamar de mera “ignorância do
    saber”, costumo responder muitas
    perguntas sobre este assunto em sites como o Yahoo Respostas. As
    perguntas são de todos níveis de problemas a mera curiosidade.

    No meu tempo livre, dou uma fugidinha para
    net, tentando trazer um pouco de luz sobre as mulheres que tem vivido uma vida
    sexual oprimida, algumas que tem medo de ate mesmo formular uma mera questão
    sobre o assunto, mulheres anônimas que tem vergonha de fazer uma pergunta sobre
    o assunto, mesmo sabendo que a pessoa que ira responder tambem é um anônimo.

    Hoje, os dois assuntos que mais trazem
    separação é Sexo e finanças. Francesinha,
    poderia passar o reto da tarde escrevendo, pois o assunto é maravilhoso e muito
    rico, agradeço a Deus por vc existir, e sucesso no trabalho que vc tem
    desenvolvido, e que masturba,ao feminina seja papo de todos os banheiros, de
    casa, do bar, da escola da igreja e da suíte do casal tambem!!!

    Bjs

    Junior

    ajudarnaodoi@yahoo.com.br

  • ARNICA

    =D VLW

  • Patricia

    Por isso que não DÁ PRA CONFIAR EM PESQUISA BRASILEIRA : segundo o RELATÓRIO HITE da autora Shere Hite mais de 80% das mulheres se masturbavam;e o RELATÓRIO KINSEY do pesquisador Alfred Kinsey feito com mais de 6000 mulheres confima esta estatistica.

  • Carliane

    eu ainda sou virgem! e quero aprender a me masturbar, como se faz?

  • Mari

    22% se masturbam e as outras 78% mentem sobre isso haha

  • gato ensina

    ola sou um rapaz de 21 anos, que esta a procura de uma mulher que adore sentir prazer e que seja fogosa rsrs e goste muito ou queira aprender a se masturbar, também esclareço duvidas sobre o tema, sei mais de 30 técnicas de masturbação feminina,(incluindo técnicas que ate uma garota virgem pode fazer sem problema ^^), adoro dar aulinhas de masturbação e fazer ela gozar bem gostoso principalmente pela CAM, quero uma mulher que queira ser minha digamos minha aluna rsrs e queira aprender varias técnicas de masturbação feminina e que queira gozar bastante de varias formas e de varias intensidades diferentes, interessada e só me adicionar msn: gato.ensina@hotmail.com

  • pedro rodrigues

    Me envolvi com uma mulher já madura e casada, quando falei em masturbação com ela quase acaba nosso relacionamento, a mesma falou que nunca fez isso, não precisava não conseguia, seu negócio era mesmo uma rola grande e bem dura dentro dela, quando fomos para a cama, fiquei até com uma certa expectativa e isso quase me fez broxar, depois de muitos beijos e carícias, penetrei, a mulher não fica molhada normalmente como estou acostumado com outras, ela fica ensopada, parece urina, isso me deixou até com uma certa repugnância, mas levei para o lado normal pra não estragar, porque para ser sincero já estava com nojo, meu membro tem um tamanho normal, não sou super dotado, com aquela lama da vagina, ele saia muito escorregava, logo veio a ideia de secar com uma toalha, aí a coisa melhorou, fiquei dentro dela por um longo tempo bombando, mas a mulher não gozava, a molhação aumentava, mas já estava bem encaixado e não saia mais, até que não aguentei mais e soltei, explodi em um gozo muito gostoso, e embora sem vontade, mas percebendo que ela não havia gozado, parti para mamar em seu peito e ao mesmo tempo passei a masturba-la aí ela gozou, e continua falando que essa foi a primeira vez que gozou com masturbação, agora eu tenho uma duvida muito grande e se alguém que estiver lendo possa me ajudar, escreva para o meu Email, é no tocante a grande quantidade de líquido que sai de sua vagina, pois todos nós sabemos que a mulher quando excitada fica molhada, mas nesse caso e por experiência própria, a mulher quando está assim, já está prestes a explodir em orgasmos, e, ela não fica simplesmente molhadinha, fica muito molhada e tem um pouco de dificuldade para chegar ao orgasmo, se alguém puder me ajudar com alguma experiência que já passou escreva, ficarei muito grato.
    meu Email: ivandeolive@hotmail.com

  • Ricardo Santos

    elas devem pensar

    Temos trabalho ;somos auto suficiente no sexo

    PRA QUE HOMEM ?

    ONDE entra os homens nessa historia ???

    ta explicado pq as mulheres fazem ”amor” e nao sexo AFF.
    meninas me respondam !!!

  • eu ensino

    oi sou um rapaz de 21 anos, que esta a procura de uma mulher que adore sentir prazer e que seja fogosa rs e goste muito ou queira aprender a se masturbar, também esclareço duvidas sobre o tema, sei mais de 30 técnicas de masturbação feminina ,( incluindo técnicas que ate uma garota virgem pode fazer sem problema) , adoro dar aulinhas de masturbação e fazer ela gozar bem gostoso principalmente pela CAM, quero uma mulher que queira ser minha digamos minha aluna rs e queira aprender varias técnicas de masturbação feminina e que queira gozar bastante de varias formas e de varias intensidades diferentes, adoro fazer a mulher atingir o seus limites de prazer e depois fazer elas ultrapassarem isso interessada e só me adicionar msn: gato.ensina@hotmail.com ou Skype: gato ensina

  • samara

    e normal uma menina se masturba e nao gozar?

  • Lívia Souza

    Eu me lembro claramente da minha primeira masturbação eu tinha 9 anos e estava tomando banho de mangueira brincando de repente coloquei a mangueira lá e adorei rsrs nunca mais parei

    • Emanuel Junior

      Lívia quero te conhecer melhor me adiciona lá no Face

    • Emanuel Junior

      Eu participo sempre lá do Gordinhas Maravilhosas fico feliz que goste do site lá. Ahh e me adicione então pelo Twitter mesmo @Emanuel_Junior5

  • Piera Savazzi

    Gostei muito do artigo e concordo sobre tudo menos um pequeno pormenor: “A mulher que não sabe se teve é um orgasmo simplesmente ainda não teve. Não há como não saber”, nao è verdade. o orgasmo feminino é sempre descrito como algo incrivel, explosivo e definitivo;eu, estando a espera desta misteriosa fantastica explosao dos sentidos, durante muito tempo achei de nao ser capaz de consegui-lo, com muito esforço querido pelo meu primeiro namorado, e depois por mim sozinha, porque quando me masturbava a uma certa altura, quando meu corpo parecia mesmo estar chegar , devia parar e eu achava que fosse porque nao aguentava a “explosao”, e em vez a “explosao” ja estava,mas eu naoa reconhecia. coitado do meu ex namorado que nunca soube todos os orgasmos que tive com ele. muito bom autoamor pra todos, e desculpem os erros, portugues nao è aminha lingua :)

  • Pingback: Virgem depois dos 25 | PapodeHomem

  • Miaah

    Demoreiiii muuuuuuuito para aderir!
    rs familia tradicional eu ouvi coisas absurdas sobre masturbação!!
    Hoje, aos 24 anos meu namorado sempre me cobrava isso na cama com ele mas eu tinha muita vergonha. Um dia em um motel eu estava na banheira sozinha e ele sentado na beirada me assistindo. Estavamos conversando sobre uma amiga nossa que adorava o chuveirinho aí me deu curiosodade de saber se era bom mesmo e ele amou a ideia disse que ia ficar assistindo. Usei o jato da hidromassagem e me deixei levar. No começo me achei patética fazendo aquilo mas meu namorado me encorajava dizendo pra eu continuar que aquilo era excitante para ele e eu vi que ele falava a verdade! Ai eu me soltei e deixei aquilo me dominar. E não é que é gostoso mesmo?? Tão bom ou até mais do que o orgasmo com sexo oral e bem maior do que o orgasmo que somente a penetração proporciona!
    Tomamos uma decisão entre casal. Na nossa casa precisa ter uma banheira de hidro. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Nathália

    Eu comecei aos 8 anos. Roçando na beirada da cama rs. Hoje em dia, me masturbo quase todo dia.

    Não consigo conversar sobre sexo com minhas amigas de maneira explícita. Elas riem e me chamam de louca, tarada ou coisa do tipo.
    Acho maravilhoso me masturbar, ainda mais nos momentos de insônia rs. Passaria horas só me tocando (clitóris e buceta). Gozar é bom demais!!!

  • Flavia

    Se ta cheio de menina que nem sabeo que é gozar em sexo, masturbação passa longe! eu não posso reclamar pq sempre me diverti muito sozinha kkkk, o que facilitou muito um relacionamento a dois, pq vc não tem vergonha de si mesmo, e há homens que ficam até com medo de vc por saber o que quer…

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5408 artigos
  • 655709 comentários
  • leitores online