Homem que diz que “homem bonzinho só se dá mal” só se dá mal

Maffalda

por
em às | Frentes, Ladies Room, Melhor do PdH, Mulheres, PdH Shots


Quando você ouve pela enésima vez aquele papo de que “bonzinho só se fode” ou “as mulheres só querem saber dos canalhas”, tudo o que dá vontade de fazer é suspirar fundo, dar um tapinha nas costas do infeliz e pedir outro chopp sem ter que nem começar a explicar por que isso é uma grande baboseira.

Ele pensa que é bonzinho, mas é só neurótico.

Ele pensa que é bonzinho, mas é só neurótico.

Mas pode ser que o cara seja um amigo seu ou você esteja num dia benevolente, então você tenta.

Um bom ponto de partida é um livro chamado “Virtudes do Medo“, do Gavin De Becker.

“Nós temos que aprender e ensinar às nossas crianças que gentileza não é igual a bondade. Gentileza é uma decisão, uma estratégia de interação social; não é um traço de caráter. Pessoas controladoras quase sempre apresentam a imagem de uma pessoa gentil no começo. (…) Gentileza não-solicitada frequentemente tem um motivo secundário.”

Um cara bonzinho não é um cara bacana. Um homem bonzinho não é um homem bom. Isso aí vale para homens e mulheres, mas em geral são os homens que reclamam mais desse suposto fenômeno.

O bonzinho não sabe, nem intui, que tratar as mulheres como rainhas-princesas-deusas é quase tão objetificante quanto tratá-las feito um pedaço de carne. Ele ainda acha que as mulheres são seres de Vênus e que deve reverenciá-las, e nunca as trata como seres pensantes e iguais.

O bonzinho ainda cai na lenga-lenga do “friendzone”. Quem fica ofendidinho por ser amigo de uma mulher e acha que sexo é o contrário de amizade está longe de ser bonzinho.

O bonzinho costuma se surpreender se todas aquelas contas do restaurante, todas aquelas portas abertas, os rapapés, as noites escutando os problemas dela, todo esse “sacrifício” que ele fez “porque eu sou legal”, não são pagos em dobro com um par de pernas abertas e amor eterno.

Ele ouve meus problemas.

Ele ouve meus problemas.

Claro que nem passa pela cabeça do bonzinho ser honesto e dizer a que veio. Ele espera que a mulher adivinhe que as gentilezas dele são uma abertura romântica, e acha que quando ela as aceita está automaticamente se endividando com ele. No final, tem tanta raiva embaixo do tapete que mal consegue esconder sua misoginia latente quando diz que “essas piranhas só querem saber dos canalhas”.

O bonzinho é uma pessoa emocionalmente instável que está procurando validação o tempo inteiro. Ele não tem seus próprios amigos, interesses e atividades preferidas. Parece que está sempre cantando aquela música do “por onde for quero ser seu par”.

Por não saber expressar seus limites, o bonzinho acaba atraindo e se relacionando com mulheres também manipuladoras que se aproveitam dele, o que acaba por reforçar essa visão de mundo maniqueísta e estreita. Ele ainda não entendeu: não é que todas as mulheres sejam vacas, só as que aturam ele.

Pensando bem, se você tiver a oportunidade de explicar tudo isso para um bonzinho, por favor, explique. Respire fundo, peça outro chopp, e seja bem didático. A sociedade agradece.

Em um momento de fraqueza e solidão, você vai entregar os pontos.

Em um momento de fraqueza e solidão, ela vai entregar os pontos.

Maffalda

Já foi boazinha, hoje é honesta. Confira outros textos no blog Maffalda.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • TatianeSouza

    Adorei! Só isso.

  • lucas c.

    Eu me identificava com boa parte de tudo que está no texto. Mas de uns 2 anos para cá eu percebi que o modo como eu agia não me levava a lugar nenhum, só me frustava. Essas tal de “indireta”, “favor”, “dependência” não existe, tem que ser bem ingênuo para acreditar nisso. Depois de uma porrada de vezes que me dei mal com isso eu aprendi a lição. Eu ainda sou “bonzinho”, mas só com minhas amigas e não tenho interesse nelas.

    • Bruno

      Eu estou apanhando muito ainda, tomara que esse texto abra minha cabeça!
      Muito bom o texto, parabéns

      • contoseencantos

        Acho que já abriu e se não abriu, um dia isso vai acontecer, mas você vai “sofrer” um bocado antes.

  • Henrique

    O que os homens não entendem é que ser gentil, carinhoso e amigo não quer dizer que magicamente surgirá uma atração romântica/sexual gigante e eterna por parte da mulher. Pelo contrário: Aja como um amigo e você se tornará um amigo. Lei da ação e reação 101.

    E isso quer dizer que é pra se tornar um canalha-pegador-insensível-que-machuca-o-coração-de-suas-amadas (termo usado pra descrever caras como ele, porém um pouco mais seguros e que não enxergam as mulheres como as deusas que ele vê)? Também não. E nem mesmo achar que ser grosso é o suficiente.

    O que esses caras “bonzinhos” tem que fazer é ler esse texto (http://papodehomem.com.br/quero-mas-nao-consigo-autopsia-filosofica-2/) e entender que não importa o quão legal, gente-boa, pinto-grande, bom cozinheiro e tudo mais que você seja, as vezes elas não vão se interessar por você. Ou ainda: não se interessar do mesmo jeito que você se interessa por elas.

    Dói? Sim. Dói no ego, dói no coração, dói em tudo e as vezes dói pra caralho. Mas é saber lidar com essa ferida, aprender a ser honesto (afinal de contas, não é porque ela te rejeitou que você precisa continuar a vê-la. Vc foi babaca por achar que ser amigo ia conquistá-la, mas não é por decidir não vê-la mais. E vice-versa) e ser gentil e educado com as mulheres sem esperar nada em troca é o que vai te fazer dar um passo a frente.

    E talvez assim aquela mulher que era só sua amiga possa te olhar com outros olhos.

    Talvez.

    • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001516544153 Rafael Ribeiro Rocha

      E mesmo que ela não te olhe com outros olhos… Porra, vamos valorizar mais as amizades femininas também, são inúmeras as vantagens de ter fortes amizades com mulheres!

      • Henrique

        Concordo totalmente, porém o que é mais comum são esses caras que não querem ser só amigos continuando com a fachada de amizade só na esperança de um dia “ter sua chance”.

        Além de ser falso (e todo o cerne do texto ao meu ver é honestidade e entender que o outro não fará o que você quer só pq vc é “legal”), só traz sofrimento pro pobre coitado e ainda por cima é um tiro no pé na maioria das vezes.

        Por isso que nessas horas é melhor ele se afastar se ele sentir que é o certo. Isso não vai transformá-lo em um canalha (da mesma maneira que a mulher se afastar ao ver o interesse dele não a transforma em uma piranha).

      • contoseencantos

        “Fugir”, não por covardia, mas sim por estratégia, dar um tempo, é uma das melhores coisas a se fazer. Evita mais sofrimentos de ambas as partes.

    • Maffalda

      “Não importa o quão legal, gente-boa, pinto-grande, bom cozinheiro e tudo mais que você seja, as vezes elas não vão se interessar por você.” – Vou bordar essa frase em ponto-cruz e guardar *pra vida*.

      • HelenaPistune

        tem que dizer isso pras garotas boazinhas também: não importa o quão legal, gostosa, divertida e inteligente você seja, às vezes os rapazes não vão se interessar por você! porque muita menina tem o pensamento de que os homens preferem “essas vadias” que os traem, que conseguem tudo o que querem dos homens e depois os jogam no lixo – porém estas aproveitadoras tem uma coisa que é mais magnética até que um belo par de pernas ou decote: autoconfiança!

      • Leonardo

        Autoconfiança e atitude valem pra ambos os sexos ^^

      • Pointless

        Isso é projeção sua. Homem se interessa pelo corpo da mulher. Ponto.

        Mulher confiantes e assertivas tendem a espantar homens, já que essas são características inerentes masculinas.

      • Leonardo

        Se for SÓ para sexo é claro que vai importar o corpo. Um homem que está a procura de compromisso vai querer conhecer a garota e fica frustrado…”droga, ela só tem bunda…”. Ou às vezes é linda, perfeitinha e na cama é uma múmia.
        Bom beleza é ótimo, mas SÓ isso? Você gostaria de um cara que é SÓ carro/dinheiro?

      • Angie

        Ou um cara que é SÓ corpo?

      • Angie

        HÃ????? Mas mulheres se interessam pelo corpo do homem. Quando as pessoas vão entender que mulheres não são assexuadas e que homens não são viciados em sexo?
        Fora que, confiante e assertivo qualquer um tem que ser, e não só na vida amorosa, pq como vc vai ter uma vida profissional boa, por exemplo, se não for confiante??? O que falta é parar de dividir homens e mulheres e pensar nas pessoas como seres humanos.

      • Hique

        Homens não são viciados em sexo, mas são muito mais suscetíveis. O corpo masculino tem até SEIS vezes mais testosterona que a mulher.

        Mas é verdade que mulheres sentem tesão por corpos masculinos; só que têm um ritmo de excitação mais lento.

      • Mau Fardo

        Moral da história para os homens e mulheres “bonzinhos”: 1) Não fique idolatrando uma pessoa, corra atrás de várias, assim nenhuma se sentirá sufocada e se vc distribuir suas investidas a possibilidade de frustração é reduzida a quase zero. 2) Seja honesto. Eu não quero ouvir seus problemas, já tenho os meus. Só quero te f.u.d.e.r. Brincadeira. Já viu político honesto se eleger? Não no planeta Terra. A verdade é a pior coisa que uma pessoa pode dizer para outra. Por isso existe a mídia, drogas, música, poesia, facebook, Maffalda e etc.

    • Yolando

      sempre é bom bater punheta pensando nas longas conversas sobre aspirações emocionais . Um bom caráter vem de uma boa punheta!

      • HelenaPistune

        ???????????

      • http://www.cafecomamigos.com.br Cristiano Vieira

        ??????????????²

      • http://www.facebook.com/roberto.junior.712161 Roberto Junior

        ahahah

      • Leandro

        Punheta intelectual. Nunca vi……kkkkkkkkkkkk

      • Luiz Fernando Bernardelli

        WHAT? :D

    • Geovane Marques

      Show de bola veio!

    • Angie

      Eu acho que, se houver amizade antes do relacionamento, é muito mais fácil de ter um relacionamento bom… Não consigo imaginar outra forma de se apaixonar por uma pessoa do que conhecendo-a como amigo primeiro, pq assim vc vai ter tempo pra esse sentimento crescer, baseado no que vc vê dessa pessoa. A questão toda é que pra isso acontecer, tem que ser amizade MESMO, e não uma aproximação com segundas intenções. Se o cara se aproxima como amigo, ele tem que estar com ela como amigo acima de qualquer coisa – mesmo que ela não queira nada além disso. Senão, sequer é amizade de verdade, como vai evoluir para amor?

      • Leonardo Silva

        Cara, na boa… pode até partir pra esse lance de “amizade” (entre aspas mesmo) com uma pessoa antes de um relacionamento, mas amizade “verdadeira” entre homem e mulher, sem interesse nenhum, eu acho MUITO difícil de acontecer e só deve existir em situações bem específicas – a exemplo, quando o cara não tenha em absoluto nenhum desejo pela mulher, ou que ele já tenha outra, que não goste da coisa, etc.

        E falo com a propriedade que eu mesmo já fui um “grande amigo” de várias garotas por quem eu não tive interesse algum – e que por sinal, acabei descobrindo (no meu caso) que foram ELAS que saíram machucadas porque eu não quis nada com elas depois de tanto tempo de “amizade”. Uma delas me revelou isso pouco antes de se casar até (que tinha saído da minha vida de coração partido). Foi tenso, não me senti bem com isso e passei a observar mais as pessoas depois disso. :/

        Estou sendo bem prático aqui: o que eu penso é que homem NÃO foi feito pra ser amiguinho de mulher e vice-versa (exceto os gays, talvez). Questão biológica, de sobrevivência. Eu não sei se a mulherada pensa diferente ou se no fundo todos nós tentamos agir feito hipócritas que não querem enxergar, mas o fato é que a nossa sexualidade está presente em TODOS os momentos das nossas vidas, inclusive naqueles os quais a gente despretensiosamente finge que ela não está.

        Acho que as pessoas que procuram uma “amizade” antes do relacionamento, na verdade verdadeira só estão naquela defensiva de não querer entregar logo sua cara a tapa com medo de quebra-la – como muitas das vezes acontece quando somos guiados por sentimentos irracionais e violentos como paixão, excesso de apego, etc. Eu entendo isso, porque quem nunca passou por uma situação semelhante, não? Só não passou quem nunca amou. E então, essa “amizade” é do tipo que evolui pra relacionamento, era só mais um test-drive com a pessoa pra dar tempo até que a outra consiga notar os atributos dela numa certa zona de conforto, nada mais do que isso.

        Portanto, em termos estritos, ela nunca é uma amizade “verdadeira” e despretensiosa, é apenas um constructo social com finalidade e duração bastante definida. Então acho que a questão volta mesmo a ser “honesto”, ou pelo menos tentar se aproximar ao máximo do que quer que seja isso.

  • marlon c. g.

    mulher é uma coisa louca mesmo, nem tento mais entende-las – apenas tento compreende-las, sem esperança.

    • Maffalda

      As mulheres não são coisas, nem são loucas. Sabendo isso, já é um começo. Boa sorte.

      • marlon c. g.

        desculpe, não quis ofender. (todos se ofendem com tudo hoje em dia, bullyng?).

        somente quis dizer que as mulheres, assim como os homens vivem em uma constante mudança e que na minha opinião, essas mudanças desde caráter, estereotipo, entre outros são difíceis de entender.

        se a pessoa – que é o meu caso – for no mínimo positivista com todas essas inconstantes e variáveis, vai procurar compreender o próximo ou o parceiro, sem esperança… mas vou procurar.

      • R.

        As mulheres não são coisas, mas às vezes são loucas, sim. Os homens também, é claro. :-) Curti o texto.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001516544153 Rafael Ribeiro Rocha

    Porra, pq eu não li um texto desses quando eu tinha 15 anos?

    (Mas aí provavelmente eu ia pensar: essa vaca não sabe de nada! E continuar fazendo as mesmas merdas até aprender com a vida)

    • http://www.facebook.com/joao.antonio.10690 Joao Antonio

      Compartilhei do seu mesmo pensamento – porque não li esse texto antes!!! Com certeza não teria aprontado tanta besteira por aí pensando dessa maneira.

      • Maffalda

        Ainda dá tempo de mostrar pra alguém. =)

  • Frederico Mattos

    Só posso dizer com felicidade: que texto lindo de ler, pela forma que foi escrita e pela lucidez da análise.

    • Maffalda

      Valeu! ;)

    • Maira Canina

      Concordo, e também devo dizer, além do texto que é muito bom, dá gosto ver tantos comentários lúcidos e inteligentes! Que bom saber que tantas pessoas preocupam-se com a verdade por trás dos fatos!

  • http://www.alexcastro.com.br Alex Castro

    a maffalda é minha ídola, uma das melhores pessoas q conheço. foi uma honra editar esse texto.

    • Maffalda

      “A Maffalda é a mulher mais interessante que eu conheci esta semana.”

  • P.

    Muito bom bruxinha, está de parabens. Beijos.

    • Maffalda

      Obrigada, menino.

  • http://twitter.com/luizagcn Luiza

    Bonzinho só até levar um fora. Bonzinho enquanto quer te comer e só te agrada pra ver se leva.

    E outra, e se ele que não sabe escolher bem garota e só escolhe mulher ruim? E quem disse que ele é legal e outro é canalha?

    O dia que eu ver alguém (homem ou mulher) dizendo “o outro é melhor que eu”, vou dar uma festa, porque ninguém acha que o “rival” amoroso é alguém melhor.

    Tem um amiga minha que começou a namorar um cara que inicialmente estava na friendzone. De tanto ele insistir, ser fofo, dar presente mesmo sendo só amigo, ligar, mandar msg, jogar indireta romântica na net ela, cedeu e passou a gostar dele de verdade. Agora além dele ficar fazendo cena de ciúme dando bola pra qualquer uma, censura as roupas dela (que não são nada exageradas), não gosta de sair com amigos tem que ser só os dois e reclama até se ela acha o cara do filme bonito. Esses são os bonzinhos e legais.

    Cara que é legal geralmente não faz esse tipo de reclamação, tá ocupado com alguma garota.

    • Filipe Cifali

      Cara que é legal não precisa querer ter outra intenção atrás de ser bonzinho. Isso é apenas uma máscara para ele mesmo, querendo dizer: “eu quero comer ela, mas não consigo chegar nela, vou dar uma de amigo” e normalmente termina com bebidas e arrependimentos.

      Esse dai só tava com uma máscara e agora mostra quem ele realmente é.

    • Henrique

      Ele não é bonzinho, ele se fez assim pra conquistá-la.

      Ninguém admite publicamente que perdeu pra alguém melhor. Primeiro pq melhor é relativo, segundo pq dói.

      E sobre coisas relativas, legal e canalha são 2 exemplos. Varia do contexto, varia do interesse da pessoa (normalmente o canalha é aquele cara que não é interessado nela como você é) e varia do que você conhece dela.

      De fato, é como dizem: “Ou você morre herói, ou vive o suficiente pra ver você mesmo se tornar o vilão”. Ou seja: De longe (e no começo) todo mundo é legal, lindo e perfeito. Conviva tempo (e próximo) suficiente e toda máscara cai, revelando seres humanos como quaisquer outros. Canalhas, grossos, educados, carinhosos, filhos da puta, sensíveis, insensíveis e tudo mais, tudo ao mesmo tempo.

      E é nessas que os caras bonzinhos, quando conseguem se encarar e ver as coisas como são em vez de se esconderem atrás desse maniqueísmo, percebem que não existem canalhas ou legais, apenas homens.
      (O que nos faz voltar pro começo, pq perder é ruim, perder pra alguém claramente melhor é pior, mas é péssimo perder pra alguém que é tão igual quanto você.)

      • TatianeSouza

        pq perder é ruim, perder pra alguém claramente melhor é pior, mas é péssimo perder pra alguém que é tão igual quanto você.

        CFA.

        Amei a frase!

      • http://twitter.com/luizagcn Luiza

        “Varia do contexto, varia do interesse da pessoa (normalmente o canalha é aquele cara que não é interessado nela como você é) e varia do que você conhece dela. “Aí que tá, como você (ele) sabe que o outro tem mais ou menos interesse? É pura construção do imaginário.

        Não acredito em canalhas estereotipados. Pra eu considerar um cara canalha ele tem que não só ser um canalha enquanto homem, ou seja, como parceiro amoroso, mas também deve ser um ser humano babaca. Babaca com as pessoas, nos valores e ideias.

        Comecei namorar aos 13, to com 23 e com o mesmo cara. O fato é que ele está mais legal hoje do que no começo. O bonzinho, como você disse, só faz pose pra conquistar, não é o tipo de pessoa que gosta de agradar de verdade. É aquele cara que baba no seu ovo (e isso é chato) e trata a mãe mal, chama a ex de piranha e por aí vai.

        É totalmente aceitável o cara se colocar nessa posição enquanto adolescente aprendendo. Foda é continuar com essa postura e ainda por cima jogar a culpa na garota.

      • http://twitter.com/himurator Rodrigo Furman

        Eu acredito. Fui um por muito tempo, conheço inúmeros outros e aprendi muito. Foi uma época muito estranha, porém interessante da minha vida.

        Mas não era canalhice por canalhice, era mais uma máscara de esteriótipos que só quem me conhecia realmente com intimidade sabia que eu não era de verdade assim. E, de fato, atrair mulheres assim é uma moleza, perdi a conta de quantas eu mandei tomar no cu e minutos depois tavam implorando pra falar comigo. Pra quem quer uma vida baseada no sexo casual, é o paraíso.

        O lance é que isso cansa uma hora, pra mim já deu tem uns 2, 3 anos.

      • Henrique

        Concordo, porém a questão do interesse é mais simples: Ela procura ele, ele fica e depois rejeita. Na cabeça do “bonzinho”, fazer isso é demonstrar um menor interesse (afinal de contas tecnicamente a menina é a Deusa na terra e ninguém adora ela mais do que ele).

        E mesmo o conceito de canalha é relativo porque jamais vemos toda a história. Conhecemos as pessoas em um contexto e momento apenas.
        Como saber se ele foi babaca naquele momento porque teve uma raiva mal-resolvida com o chefe/namorada/mãe? Não que ele esteja certo em descarregar, mas ainda sim ele é humano.

        Ou chama a ex de piranha por estar magoado e não conseguir lidar com os seus sentimentos?

        Ou trata a mãe mal por conta de problemas de criação, aonde ele foi ensinado a mandar nas mulheres e a mãe, submissa, apenas aceita?

        E como saber se amanhã ele continuará assim?

        Por isso que é foda acusar as pessoas. Ninguém é 100% mal e ninguém é 100% bom.

        Mas sim, é foda o cara continuar com a postura depois de adolescente e ainda jogar a culpa na mulher.

    • nara mello

      caras legais são uma fraude, normalmente eles são psicopatas latentes procurando uma idiota para descontar todas as suas frustrações amorosas e depois matá-la quando ela lhe rejeitar com razão;

  • seane melo

    Vou imprimir o texto para quando surgir esse cara se lamentando! Melhor do quê criar coragem para explicar.

    Mas, lendo o quadrinho final, fiquei pensando se as mulheres também não se colocam nessas situações de pensar: “homem só gosta de psicopata e louca!”. Confesso que já tive vontade de me fazer de louca e ciumenta pra ver se colava, rs.

    • Maffalda

      Eu também já pensei em me fazer de louca, mas aí você olha pras que são assim e começa a reparar que dá um trabalhão e não é nada atraente. A não ser que seja a Penélope Cruz em Vicky Cristina Barcelona, mas nem todas podem ser a Penélope…

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000559103169 SayoNara Costa

    De fato, se o homem cria toda uma arapuca pra mascarar a insegurança e o medo da rejeição e conta com um momento fraqueza e solidão para que você o escolha, boa coisa ele não deve ser. Ótimo texto!

    • Werther

      Ele é um sujeito mal ou só um fracassado? Se ele tem um Transtorno de Personalidade Esquiva devido as conjecturas de sua vivência, primeiro ao isolamento e depois aos insucessos amorosos, ele é ou se tornou mal? Ele é fracassado pelos infortúnios que levaram sua vida ao fracasso ou a culpa pelo fracasso é dele por si só? Mesmo que procuramos explicações psicológicas delimitamos mais os caminhos da consequência do que os das causas que levaram a se trancar no seu quarto escuro, embora o diagnostico seja psicológico, parece que o distúrbio se dá pelo fracasso em si, que começa pela primeira rejeição e se torna acumulativo e perene. As conjecturas por mais complexas tornam-se frias na análise restrita e generalista e perdem-se no quão específica e excepcional se conjecturou a vivência fracassada. O texto escrito sobre a insegurança masculina e o peso que o homem carrega sobre sua identidade, escrito aqui mostra que algumas mulheres entraram no quarto escuro com uma lanterna, porém ainda não olharam os cantos perto do chão. A personalidade esquiva quando encontra alguém que lhe atura torna-se obsessiva e propicia a loucuras passionais. Isso se ele for mal. Se for bonzinho, ele mesmo irá acabar com sua vida. O que parece um favor a sociedade, torna-se um tapa em resposta. De uma maneira ou outra.

      • D

        Concordo com o texto, há muito machista fingindo de bonzinho, mas também muito machista fingindo de pegador moderno. Mas também há muita insegurança, timidez, tanto masculina como feminina, e me parece que infelizmente a discussão de gêneros moderna esquece dos dois. Há quem não tenha essa sensação de posse que se fala aí.

        A primeira mulher para quem eu disse “eu te amo”, era uma amiga, de quem me aproximei sem segundas intenções, mas que me cativou muito. Ao ser rejeitado, não xinguei, não me senti traído, claro que me senti mal. No entanto, somos amigos até hoje, 15 anos depois da minha jura. Mas minha adolescência foi um inferno, afinal, homem era o cara que chegava em todas, pegava todas, era um ás na balada. Resultado: só transei aos 18, e namorei sério depois, tendo demorado um tempo absurdo para dizer que amava alguém depois.

        Hoje ainda sou tímido, embora tenha melhorado muito, e reconheço o ganho que uma concepção de mundo trazida pelo feminismo pode ajudar, criando uma auto-estima masculina que não valorize o lado viril-dominador.

        Em suma, parabéns pelo texto, e sigamos com o debate.

  • http://www.facebook.com/leandroferreir Leandro Ferreira

    Coitado do homem que não soube quebrar os conceitos de como se comportar que a sociedade injeta desde cedo. Todos passamos por isso, até tomar um banho de água fria da realidade. É muita verdade e pouco amor no seu texto.

    • Maffalda

      Tem um ditado em espanhol que fala que “a verdade nunca é feia”… E neste caso, foi dita com amor, viu?
      Todo mundo quer agradar, todo mundo quer ser amado, e todo mundo joga. A pessoa se distorcer, querer enganar o outro e roubar no jogo é que está muito errado. Falta um tantão de auto-consciência nas pessoas de todos os gêneros.

    • Alex

      “até tomar um banho de água fria da realidade” muito boa Leandro, tomei esse banho a pouco, gelado pra caramba! kkkkkkk

  • http://www.facebook.com/people/Isa-Belli/1584206490 Isa Belli

    Maffalda, tô correndo pro seu blog. Me bateu um interesse súbito e irresistível de ter acesso ao que você pensa! Parabéns!

  • http://twitter.com/rafaelcgo Rafael Oliveira

    Boa análise, curti.

  • ciceroaj

    Fato verídico.

  • Marcelo

    Aff que tira idiota.
    A amizade é a base de qualquer relacionamento sadio e estável. Quem quer um relacionamento duradouro (independente do gênero), precisa começar por aí, se está começando/procurando relacionamentos numa balada ou num bar, com um completo desconhecido com o qual existe química, das duas uma, ou não está procurando um relacionamento sério, ou é ingênuo (geralmente ingênua).
    Mas realmente, o problema dos “bonzinhos” (que, por uma questão cultural, é um problema generalizado entre as mulheres, educadas para buscarem um parceiro) é que eles esperam completar sua existência num relacionamento.

    • Henrique

      O problema não é amizade.
      O problema não é a falta dela (não acho que namorados tem que ser melhores amigos. São coisas distintas, apesar de parecer que não).

      O problema é o cara querer um romance, se comportar como amigo, conseguir amizade e depois culpar a mulher por não ter lido a mente dele e se apaixonado loucamente só pq ele foi um bom amigo.

      • Maffalda

        @dc44a8ab55bffcf9ce9043665fea04d6:disqus e @adc22272dce921a6da92728df6fa8f0e:disqus: o/ Isso aê!

    • Elton Castro

      Estou há 10 anos com uma pessoa que eu conheci em um bar. Somos um casal desde o primeiro beijo, que demos ali mesmo e nunca nos separamos. Eu acho ter expectativa de se completar num relacionamento tão estranho quanto procurar relacionamento sério aqui ou ali. Viver não tem regra, não tem como prever como vão ser as coisas, pior ainda querer controlar isso.

  • http://www.facebook.com/afonso3d Afonso Tresdê

    Um tapa na cara da sociedade… dos nerds mongois e de 50% do Facebook… Essa é minha amiga Helô! LINDO POST!

    • Maffalda

      Êêêê, obrigada!

    • bartira

      50%? Foi modesto agora…hehehe eu diria 80% do feicebuqui!

  • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

    Em partes concordo com tudo o que foi escrito pela autora do texto, aliás, eu mesmo nunca fui do tipo bonzinho e manipulador, mas por ser homem entendo o que esses caras passam.

    Desde moleque é ensinado que são os homens que tem que tomar a atitude, eles que vão atrás de suas parceiras e eles que tem o papel de “insistir”. A mulher, por outro lado, é ensinada a resistir, ser cortejada e também selecionar (aceitar ou não o cortejo). Invariavelmente, isso dá mais poder para as criaturas do sexo feminino, pois como o homem deve revelar seu interesse primeiro, fica numa posição mais “fraca” de poder ser rejeitado, já a mulher não, ela está na posição “forte” de poder rejeitar.

    Dessa relação desigual, surgem inúmeras inseguranças masculinas, com a aparência, carro que dirige, dinheiro que possui, etc., que são contornadas artificialmente. Alguns buscam a anulação dessas inseguranças através do dinheiro, outros começam a malhar e cuidar do corpo, e em certos casos, como naquele explicitado no texto, fazem-se de amigos. Naturalmente, percebendo que tem uma certa habilidade social e traquejo com o sexo feminino, estes “bonzinhos” buscam, através da amizade, reduzir as chances de fracasso. É uma estratégia, assim como do cara que tem dinheiro ou do que malha. Mas todas estão baseadas em pilares errados, a insegurança.

    Muitas vezes essas mesmas mulheres que reclamam do bonzinho, não dão abertura para o cara sincero, simplesmente ignoram. E aí depois reclamam que não existem mais homens gentis.

    A realidade é que tanto mulheres, quanto homens, necessitam de limites. O cara não se deixar ser manipulado pela mulher que tenta agradar e ela não ser ambígua em relação a ele.

    • Maffalda

      Sugiro fortemente que você leia o livro mencionado no texto, “Virtudes do Medo”. Você vai gostar muito. Tem no Estante Virtual. Em inglês o nome é “Gift of Fear”.

      • contoseencantos

        Parabéns Maffalda!

      • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

        Sim, quando você o citou no texto, aguçou imediatamente meu sensor de “qualidade literária”.

      • Maira Canina

        Mafalda, vc tem blog? Qual endereço? Adoraria conhecer!

      • Maffalda
    • http://www.facebook.com/leonardopessoa Leonardo Pessoa

      Concordo principalmente com o penúltimo parágrafo. E aquela coisa de falar que ‘homem é tudo igual’ ou ‘mulher é tudo igual’ é que acaba gerando isso. Algumas experiências ruins na sua vida não são amostras pro resto do mundo. Mas é claro, cabe a reflexão pessoal sobre suas atitudes e aí acho que ouvir opinião de outras pessoas é bem válido.

      • Michel Macena

        Esse papo “tudo igual” vem de uma tentativa de análise mal expressada das pessoas, existem características de pessoais (exemplo: varia com a pessoa) e existem características de grupo (exemplos: homem, mulher, altos, baixos….), não falo isso defendendo essas afirmações, só uma pequena observação, e as características de grupo não podem ser ignoradas, então quando se observa certo comportamento num grupo, já se espera que a pessoa que pertence a tal grupo tenha pelo menos parte de tais características.

      • http://www.facebook.com/leonardopessoa Leonardo Pessoa

        Discordo. É aí que entra o fator surpresa. Nem sempre o ‘me diga com quem andas e te direi quem é’ funciona. Aliás, generalizações tendem ao fracasso.

        A pessoa pode ser parecida com os membros do grupo apenas superficialmente. Lá dentro, talvez guarde valores que só serão demonstrados a quem fizer por merecer ou em quem sentir que irá valorizar.

      • Aline Nardi

        Isso foi bem antropológico, Michel. O que não acrescenta muito na discussão.

    • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

      gostei do comentário, Felipe! Mas essa ideia de “isso dá mais poder para as criaturas do sexo feminino” é bastaaante relativa. A gente se ferra também (várias vezes), principalmente quando gostamos do cara e ele não percebe isso – ou não gosta de nós, rs! Justamente porque muitas vezes não sabemos ou temos medo (principalmente de sermos julgadas) de investir em uma abordagem mais direta. Afinal, que tipo de seleção é essa em que só podemos optar por aqueles que “chegam” em nós? Uma vez ouvi de uma amiga uma ideia bem recorrente por aí nas conversas femininas: “para um relacionamento “dar certo” um homem tem que gostar mais de você do que você dele.” o_O Na boa, se for pra ter um bajulador, já fico feliz demais com um cachorro – e eu ainda prefiro os que resmungam de vez em quando, rs!

      • robsonvieira1982

        (…)”quando gostamos do cara e ele não percebe isso(…). Meio que contradisse sua própria opinião sobre o que Felipe disse (…)”isso dá mais poder para as criaturas do sexo feminino”(…)

      • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

        de fato robson…. ficou parecendo que os homens têm a obrigação de perceber – e não têm!! Não foi essa a intenção, mas sim mostrar que às vezes ficamos perdidas também em como demonstrar isso de forma mais direta e perceptível.

      • Guest

        um “eae, topa um jantar?” pro cara ajuda
        comunicação verbal é algo show de bola

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=1705812045 Thiago Atanazio

        um “eae, topa um jantar?” pro cara ajuda bastante
        comunicação verbal é algo show de bola
        não somos obrigados tb a entender a liguagem universal dos sinais ocultos do universo feminino

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=1705812045 Thiago Atanazio

        um “eae, topa um jantar?” pro cara ajuda bastante
        comunicação verbal é algo show de bola
        ter de entender a liguagem universal dos sinais ocultos do universo feminino eh f@#$

      • Three Trees

        O problema, Thiago, é que a mulher também cresce com a visão de que se ela chegar no cara e falar “eae, topa um jantar?” ela é automaticamente piranha e não serve pra um relacionamento. “Que negócio é esse de mulher que dá em cima?? Isso não é atitude pra casar”. Ambos temos inseguranças, o poder não está com ninguém, rs!

      • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

        três árvores (!?), às vezes essa ideia está mais na nossa cabeça do que na deles. nem todos automaticamente pensarão isso. alguns sim, outros não. o negócio é parar de não agir por medo do pensamento ou julgamento do outro. afinal, se o outro nos julgar, do que nós escapamos hein!? :)

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=1705812045 Thiago Atanazio

        exato, vai da mentalidade de cada, se a cumade chegar e ter esse tipo de reação do ogro, ela que deve julgar se esse eh realmente o tipo de cara que ela quer ter um relacionamento, eae, vai querer ser amélia?

      • http://alinenardi.com/ Aline Nardi

        Raquel, aja, porque quer, porque se sente bem, porque está segura da decisão. Simples, simples e muito simples. O que o cara pensa de você é o que menos interessa no processo. As neuras dos outros são dos outros, nunca nossas.

      • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

        boa! dica anotada! ;)

      • http://alinenardi.com/ Aline Nardi

        Já fiz isso e funciona. Só tem um detalhe: esteja tranquila pros nãos pós-jantar, pq homem vai topar qualquer coisa com uma mulher bonita… ainda mais decidida!

      • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

        Homem costumeiramente é bem distraído. O que eu disse sobre a relação de poder também pode ser invertido, no caso das mulheres que se aproximam. Mas, pelo menos aqui no Brasil, temos que admitir que este papel quase sempre sobra para o homem.

      • http://www.facebook.com/gabe.bassi Gabe Bassi

        É verdade Felipe… Os sinais cara…. Putz os sinais me matam…
        rssss
        Eu sou distraído demais….

      • Anony.

        Eu sou tipo uma versão feminina do que o que os homens fazem. Quando tou afim de alguém, eu me aproximo como amiga, tento falar mais e tal. E, eventualmente, revelo. Se não der em nada, normal. Acho que é mais complicado lidar quando dá em algo. haha

      • Leandro

        A questão nem é ser distraído, mas ter aquela dúvida cruel por não saber se a mulher está sendo apenas simpática com você ou se realmente está afim. Na dúvida acabo não fazendo nada, infelizmente.

      • Anita

        “Infelizmente”? Mas tá fazendo certo, sim! Na dúvida, o melhor é não fazer nada do que arriscar ser inapropriado e inconveniente. Se ela realmente está a fim de você, com certeza vai deixar isso claro.

      • http://www.facebook.com/people/Eduardo-Tenório/100002889347525 Eduardo Tenório

        na duvida eh melhor vc agir e quebrar a cara do que se lamentar por nao ter feito nada…

      • Romulo

        Falar é fácil, Tenório…

      • o


        não saber se a mulher está sendo apenas simpática com você ou se realmente está afim ” este é o cerne da questão… o problema é q na maioria das vezes elas t deixam em “stand by”….

      • http://www.facebook.com/gabe.bassi Gabe Bassi

        Oi Raquel!
        Na boa, você sofre a toa! O poder de vocês não é relativo, é absoluto….
        Existem várias maneiras de você fazer um cara notar que você está afim, a mais fácil, fora falar diretamente – já que a maioria de vocês abominam essa abordagem e eu jamais vou entender o porquê, é mostrar interessar por algo que ele goste muito e elogiar isso rsss básico… O problema disso é que vocês então correrão o risco que nós homens corremos todos os dias, o de tomar um fora! Mas isso não mata ninguém rss
        :-)

      • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

        Olá gabe! ah, todos nós sofremos a toa! já tem um tempo que tenho investido em abordagens mais diretas.confesso: difícil, sim, mas bem mais emocionante. É tão… desafiador. bem melhor do que ter sempre aquela atitude passiva. e já levei um fora booniiito uma vez. mas acho que fui direta demais. assustei o rapaz. ahahaaha!

      • Leo

        Olha eu não sei qual a dificuldade, uma vez eu nem tava afim de uma garota, amiga do irmão. Mas sabe o que ela fez pra eu notá-la? Ficou me encarando… O resto foi comigo. :)
        É tão difícil isso? Mas se o cara não perceber né… parte pra conversa, conversa com ele, se não entender… próximo!

      • AlineNardi

        Raquel, toda vez que saía com alguém, meu irmão no outro dia me olhava e perguntava: e aí, assustou o rapaz?! Rs, meu problema sempre foi a franqueza, e isso era quase ingênuo. Hoje estou mais tranquila, mas lhe digo que lido com foras com uma desenvoltura, menina! rs
        Falar o que se sente ou deixar claro através de sinais beeem claros, é um bom caminho. É libertador, te asseguro!

      • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

        haha, concordo 100% contigo Aline. e me dá uma preguiça GIGANTESCA das meninas que aconselham: “vc tem que esperar ele vir atrás pelo menos umas 3 vezes! se valoriza!” WTF!?! As coisas podem e devem ser mais simples. Se o cara não tá a fim de ser simples, se curte os “joguinhos”, no fundo somos nós que saímos ganhando por não arranjar complicações.

      • Bruno

        Ja ouviu aquela historia de que era uma vez uma mulher que fazia doce e o cara foi la e ficou com outra? Concordo contigo, esse negocio de que ah se valoriza espera o cara chegar 3x, cara isso nos dias de hoje não existe mais, até pq vocês sabem que tem muita mulher por aí, pois se levarmos em consideração de que pelo menos onde eu moro DF, tem mais mulheres do que homems, desses 30% sao gays, dos 70% restante 40% nao dão conta… então mulheres, um dica, não é porque você vai dar sinais de interesse uma vez o cara corresponder e tudo der certo que nós vamos te dar mais ou menos valor, o que vai nos fazer dar valor ou não vai ser o que você tem a dizer no bom papo e classico pra começar a conhecer alguem, suas atitudes após a conversa e tudo mais, a probabilidade de eu te achar metida ou insegura por esperar eu chegar 3x pra ficar comigo é bem maior do que eu “dar valor” a uma atitude totalmente desonesta e nao sincera consigo mesmo… os tempos mudam gente, esses conselhos sao do tempo onde minha avó se encontrava com apenas 3 ou 4 caras durante quase toda a juventude….

      • Aline Nardi

        Raramente comento, mas hoje estou com tempo… Raquel pra um relacionamento dar certo os dois tem que estar de acordo, se gostarem, se curtirem e estarem a fim. Não acredite nestas receitinhas de avó, tias e amigas desiludidas. Não tem receita! Eu parei de sofrer no dia que decidi rejeitar com respeito quem não me atrai e ir atrás de quem mexe comigo, sem choramingar pelos insucessos, mas curtindo muito os sucessos! Isso é o tal “poder feminino” que, aliás, é ultra valorizado, é só estar seguro do que se quer e do que não se quer. Simples assim. No entanto, tá todo mundo preguiçoso, querendo receitas prontas em livros de autoajuda.
        Na boa: fique com o cachorro e com os caras honestos.

      • Maycon Alexandre Lopes Gonçalv

        Palmas! o/’ Amar e Respeitar não é obedecer o tempo todo. Vai além das alegrias. Vai de encontro ao cuidar da pessoa mesma que as vezes precise fazê-la chorar.

      • LuizZamboni

        “Afinal, que tipo de seleção é essa em que só podemos optar por aqueles que “chegam” em nós?”
        É pq não é bem assim, as mulheres na verdade tem a iniciativa também, só que não é tão descarada quanto a masculina, elas dão sinais, mas elas mesmas não chegam a ser claras (é subjetivo), se o cara não seguir ela não fica envergonhada ou não se sente tão rejeitada.

    • contoseencantos

      Realmente é isso que acontece. Sempre procuramos outras formas de disfarçar aquilo que nem nós mesmos queremos ver.

    • http://www.facebook.com/thalesbrunno Thales Bruno

      Sinceramente o comentário me parece mais esclareredor do que o texto, mas o fato é que em relacionamentos tudo é relativo.

    • bartira

      Esse é o problema…. os tais papéis sociais IMPOSTOS.
      Tem o outro lado, a garota pode até estar interessada, mas se ela ceder logo de cara, vai ficar com pecha de vagabunda, puta , piranha fácil…. a começar pelo próprio cara que está atrás dela. Entendo o lado de vcs a relação de poder, mas se ela vai de cara, a tal balança do poder se desequilibra para o outro lado… ele fica como sendo o bonzão e a garota como a galinha, a fáci quel só serve pra comer.
      Essa farsa que seria se portar como difícil é uma exigência imposta POR VCS HOMENS. Não digo vc em especial, mas a maioria exige isso. Já vi inúmeros homens dizer que mulher mesmo pra dar valor é a difícil e que a fácil não presta pois se deu para ele então ela já deu para vários…um julgamento superficial e diria que irreal.
      E nem vou falar que a mulher é PROIBIDA de tomar qualquer iniciativa… se ela faz isso, Deus me livre e guarde, ela é execrada!
      Enfim, é um jogo tosco que só serve para atrapalhar os dois lados… ninguém está feliz com isso, nem vcs e nem a gente…vcs tem que correr atrás para cumprir (metas…) mesmo que nem tenham vontade pra isso, e a gente, mesmo que ainda queira , tem que negar , fazer joguinho para subir nossa cotação no mercado, pois esse é o seu papel , caso contrário, será vagaba.
      Vc mesmo, se vc for atras de uma garota e ela se engraçou com vc e faz sexo na primeira semana…. vai achar ela piranha? ai é que está….
      A mulher as vezes nem quer , mas é OBRIGADA a fazer joguinho para não ficar com a terrível fama.
      Não dão abertura para homens sinceros…e vcs? estão preparados para uma mulher sincera e livre de máscaras?

      • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

        A questão, bartira, é: por que você gostaria de se relacionar com um homem que tem um “um julgamento superficial e diria que irreal”?

        Além do que existe uma linha entre ser vulgar e ser direta. No primeiro caso você será considerada “piranha”, já no segundo é capaz de deixar o cara impressionado (considere aquelas “femme fatales” dos filmes de ação).

      • bartira

        Felipe, vc acha que homens que fazem julgamentos superficiais e irreais revelam que pensam assim quando partem para a conquista? eles só revelam isso quando são os seus parentes ou quando o alvo da conquista não é vc… JAMAIS vão revelar que pensam assim quando justo pra garota que eles querem. Pelo contrário, até se travestem de modernos , pois sabe como é , nessa hora vale tudo até mentir. Agora ela tem que adivinhar como o cara pensa? não dá … o cara pode até estar falando mil mentiras, como ela vai saber?
        Infelizmente não inventaram um detector de mentiras que se carrega na bolsa, o dia que inventarem, quem sabe…
        Quanto ao ser piranha ou direta…. não existe um padrão que defina isso exatamente, o que vc acha ser piranha para outro pode ser normal… Enquanto não se decide isso, a maioria faz a única coisa que tem dado ”certo”até agora… joguinhos enganadores e enrolar o cara. Vcs reclamam disso , mas a grande maioria não tem psicológico para uma mulher que tenha uma atitude mais autêntica e menos mascarada. Paciência.
        O dia que pararem com essa rotulação ridícula entre mulher santa e piranha, talvez as coisas melhorem pro lado de vcs.

      • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

        Para nós homens, infelizmente, a situação é muito melhor. Nossa sociedade machista apoia esse tipo de conduta “comedor/cachorrão” e quem mais sofre são vocês mulheres.

        O que eu quis questionar na minha pergunta foi exatamente isso “Quanto ao ser piranha ou direta…. não existe um padrão que defina isso exatamente, o que vc acha ser piranha para outro pode ser normal [...]“. Então, partindo do pressuposto que todos temos parâmetros diferentes para saber o que é ou não vulgar, não seria melhor viver sua vida da maneira que VOCÊ quer? Independente das opiniões das outras pessoas.

        Uma coisa que vocês, mulheres de classe, podem aprender com as ditas “galinhas” é serem donas das próprias vaginas, apesar de qualquer norma de conduta imposta pela sociedade.

      • Maira Canina

        Adorei o texto e concordo totalmente com vc Bartira! Você foi totalmente direto ao ponto! Cansei de ver homem com discurso moderninho pra conquistar a mulherada que depois mostraram-se os mais conservadores e preconceituosos. Existe muita hipocrisia em tudo! A rela é que os homens tem atitudes contraditória na maioria das vezes. Me parece que ele é que não sabem o que querem de verdade. Você disse tudo; são eles mesmos que acabam por impor um tipo de comportamento feminino que eles mesmos depois condenam. Existe algo de mal resolvido com eles em relação ao comportamento feminino.

      • nara mello

        fato. dividir em santas ou piranhas é burrice e falta de caráter. Porque o cara bate punheta pras atrizes pornos,come puta, é mó safado com geral e ainda quer namorar uma virgem? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
        coitadas das molhéres, meninas deêm pra quem vcs quiserem,sem neurose. se o cara te tirar de lanchinho, arruma outra piroca, de caráter que te trate como vc queira ser tratada. amém irmãs ooo

      • http://www.facebook.com/gabe.bassi Gabe Bassi

        Na boa Bartira, concordo com algumas coisas que você disse, mas de novo caímos na coisa “homem é tudo igual mulher é tudo igual”…
        Os joguinhos tem sempre e sempre terão porque na verdade todo mundo quer o melhor pra si e vocês tem uma posição de poder absoluto! Já ouviu dizer assim: “mulher beija quando quer, homem quando pode”? É por aí!
        Eu já saí com santinhas e já saí com “meninas de fama” e na boa, melhor é você curtir e foda-se a sociedade – com o perdão da palavra!
        Eu acho demais quando uma garota chega em mim e diz o que quer, tem atitude! E daí é como o Felipe disse: existem garotas de atitude e existem garotas vulgares, vai de você saber o que você quer ser!
        Eu particularmente vou atrás do que me agrada, se o resto do mundo aprova ou condena… rsss – sou eu quem pago minhas contas!
        Em tempo, homens mentem e mulheres também, e isso infelizmente faz parte… E infelizmente não somos nós três que vamos mudar isso rsss

      • http://alinenardi.com/ Aline Nardi

        Cara, clap! clap! clap! Quotes suas:
        Eu acho demais quando uma garota chega em mim e diz o que quer, tem atitude! E daí é como o Felipe disse: existem garotas de atitude e existem garotas vulgares, vai de você saber o que você quer ser!
        Este é o exato ponto: garotas de atitude e garotas vulgares. Os homens, digo os saudáveis, sabem distinguir entre uma e outra. No entanto, o que se deve simplesmente parar é justamente de separar em grupos: “garotas decentes”, “garotas vulgares”, “garotas de atitude”, “piranhas”, “galinhas”, “santas” etc etc etc….
        Há uma “guerra” mais profunda aí, eliminar (impossível) os preconceitos enraizados em cada um de nós. Nós replicamos comportamentos que sequer são nossos, são da igreja, da escola, da família etc.
        O bom da vida adulta é que este exercício de reflexão, de desconstrução de valores e princípios para sua reconstrução é fundamental.

      • sanny

        engraçado que os homens pode ser galinha safado. e amanhecer na gandaia.e ainda fica com a fama de bom pegador garanhão ja as mulheres fica com a fama de puta galinha vadia e por ai vai . mas acho que é errado para ambas as parte

      • Hique

        Moça, isso é uma ilusão. Galinha é galinha, tanto homem quanto mulher. Homem também pode ficar mal-falado (não entre os homens, claro) e perder a oportunidade de ter alguém decente com ele.

        Achar que somente mulheres que saem pra ‘gandaia’ ficam na lista negra dos relacionamento é bobagem e puro ‘vitimismo’.

        Conheço muitos caras que hoje tentam mudar a mancha que o passado de galinhagem deixou. Acho que tem muita gente aqui que parece frequentar somente os círculos de pessoas provincianas e pouco informadas.

      • Angie

        Essa exigência é mais imposta por mulheres do que homens. O que a maioria das nossas vovós (e até algumas mães) costumam dizer sobre mulheres? Que tem que se portar e casar virgem. O que dizem sobre homens? Que vivem por sexo e precisamos nos acostumar com isso. Por mais homens que tenham pensando isso, acho que quem realmente reforçou isso na sociedade, no passado, foi a mulher.

      • nara mello

        eu não joguei esse jogo mortal. pra mim é o seguinte: tô afim, corro atrás. se o garoto gostar de mim,fechou. se ele vai me achar vagabunda? já tive sim essa neurose, mas cara, pra maioria da sociedade o fato de vc ter uma buceta já te faz uma puta, então pra que se importar ? se o cara me der o toco, fico 2 dias chorando e parto pra outra, não tem mistério. Já fui rejeitada tantas vezes e tô viva o tô feliz, tenho uma pessoa maravilhosa que não se importou com o fato de eu tê-lo pegado, até porque foi excitante para ambos. século XXI mosada,a era da babaquice sexista acabou, fodam-se mascus!

    • Sérgio Ricardo Braga

      “Em partes concordo com tudo o que foi escrito pela autora do texto”… Concorda com tudo ou em partes?? rsrs

      • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

        Obrigado pela correção (:

      • Leandro

        rsrsrsrs

    • Marcelo

      Felipe, seu comentário já disse tudo em relação a maioria dos homens!!
      Sem tirar uma vírgula sequer!!!!

    • Joel Barish

      Tenho pleno acordo com seu comentário, cara.

  • Femme

    Maffalda, querida. Não te conheço mas sério: Muito obrigada.

    • Maffalda

      ;)

  • http://twitter.com/Pedoru Pedro Henrique A.

    O q eu acho(na minha opinião), é q as mulheres não mudaram muito desde a época das cavernas onde os homens as pegavam pelo cabelo e elas se atraiam pelos machos valentões com cara de mal, o que eu quero dizer é que a fêmea tem o instinto de preferir o macho alfa e por isso a maioria das mulheres enxergam um cara bonzinho e legal como se fosse uma mulher por isso que elas adoram ter amigos gays, já vi muitos casos de mulheres reclamando de homens que não tem pegada, iniciativa e que não machucam na cama, e sim, homem que é muito bonzinho as mulheres fazem de bobo, a própria bíblia diz q “a mulher deve ser submissa ao homem”(apesar d eu ñ concordar). Homens bonzinhos de hoje serão os cafajestes de amanhã, assim como muitas vadias de hoje foram mulheres que tiveram uma desilusão amorosa, mas eu não culpo as mulheres, alias elas desde crianças ouvem tanto que homem não presta que quando encontram um cara bonzinho não acreditam. É claro não estou generalizando, nem todos(a) são assim, ainda existem os homens bons e mulheres que gostam de caras legais!!

    • http://www.alexcastro.com.br Alex Castro

      geeeente! esse comentário aqui ganhou o prêmio! repara que ele começa dizendo que as mulheres são iguais desde a idade da pedra e termina dizendo que não está generalizando. zorra total perde.

      • http://twitter.com/Pedoru Pedro Henrique A.

        Vc ñ reparou que usei as palavras “eu acho” e o “na minha opinião(de merda)” “não mudaram muito(assim como os homens não mudaram muito tbm)” eu usei uma metáfora! Agora tudo é machismo? Eu sou um dos q mais defendem as mulheres!

      • http://profiles.google.com/1bertorc Humberto Ramos Costa

        Velha história: biologicamente não mudamos desde essa época já que a seleção natural não atua mais sobre a espécie humana então o paralelo em si não é descabido. Ele funciona sim até hoje para explicar alguns componentes da ATRAÇÃO INICIAL mas não dos relacionamentos mais consistentes.
        Isso não é demérito para as mulheres já que homens também tem funcionamentos ‘idiotas’ quando se trata de atração inicial.
        Um dos problemas que temos é imaginar que somos seres ‘totalmente racionais’ , nem perto disso. Nós comemos aquela carne gordurosa mesmo sabendo q vai entupir nossas veias exatamente como nossos ancestrais faziam quando davam a sorte de encontrar um pedacinho de carne.

    • Henrique

      Mulheres gostam de segurança, assim como os homens. Mulheres gostam de iniciativa, assim como os homens (alguém quer um bibelô?).

      O negócio é que dar segurança e ter iniciativa não excluem gentileza e atenção. Ser babão (extremo do carinho e romantismo) cansa, ser insensível e distante (outro extremo) também. Não precisa ser troglodita e nem amigo gay. Existe o meio-termo.

      E os bonzinhos-de-ontem-cafajestes-de-amanhã são apenas dois lados de uma mágoa.

    • nara mello

      aff

  • http://facebook.com/pedravellar Ravell

    Isso é culpa da Disney e das comédias românticas. Somos doutrinados a acreditar na quele sistema dual do cafajeste e do mocinho. Alguns optam pelo cafajeste, outros pelo mocinho. E muitos ficam nessa… esperando o fim do mundo, onde tudo vai se rezolver magicamente.

    • Maffalda

      E nas comédias românticas ninguém expõe os próprios sentimentos, ninguém senta e conversa… É um tal de subir pela janela da mocinha e mandar flores… Rende até piada: http://www.theonion.com/articles/romanticcomedy-behavior-gets-reallife-man-arrested,757/

      • http://facebook.com/pedravellar Ravell

        E pior que o homem bonzinho(Eu já) insiste em ser bonzinho mesmo depois que conseguiu alguém. Assim como nas comédias românticas ele espera diante da falta de comunicação a crise em que depois tudo vai dar certo.

  • http://www.facebook.com/pedrofaustojr Pedro Fausto Junior

    Concordo bastante.
    Só tem um problema. Bondade e Gentileza não tem NADA a ver com colocar alguém no pedestral. Se alguém se julga “Rainha” porquê é tratada bem…essa pessoa tem um problema bem comum na vida: ego grande demais.

    • Maffalda

      É verdade, @facebook-1678255085:disqus, mas por incrível que pareça tem homem por aí que acha que não pode discordar de mulher bonita. Repare. Isso não é ser bonzinho, isso é ser maria-mole. =)

      • http://www.alexcastro.com.br Alex Castro

        isso me lembra uma cena de 30rock, onde um cara novo dá um esporro qualquer na siri (a loira gostosa) e ela fica chocada, e pergunta pra uma pessoa ao lado: pq ele está falando comigo como se eu fosse feia??

      • HelenaPistune

        sim, e aprovam tudo o que a guria faz só pq ela é bonita/gostosa… e esculhambam com aquelas que NA OPINIÃO DELES, não são tão gostosas quanto a semi-deusa em questão. Pra mim, estes são mais que marias-moles, são babacas, mesmo! Valorizam as que muitas vezes são manipuladoras e desprezam as consideradas “boazinhas”. Legal, né?

      • contoseencantos

        Fica parecendo que tem haver com a beleza, mas não. Para mim, tem haver com objeto de desejo em questão e ele pode ser bonito ou não. Em geral o cara se encanta pela beleza, mas pode se encantar por uma não tão bela assim e seguir o mesmo roteiro.

  • israel

    ao ler, me deparei com semelhanças comportamentais da neurose obsessiva, descrita no livro: Estruturas e clínica psicanalítica, Joël Dor, Taurus Editora. pp.97-110.

    pelo que entendi da leitura (do livro mencionado) o cidadão se “anula”, mata seu desejo em função de outra pessoa. Fazendo de tudo pra agradar e se tornar impossível recusar um pedido seu (no caso, o amor).

    acontece que este “anular-se” é um meio de “obrigar” a outra pessoa a fazer o que se pede, Exemplo: qual mulher nunca ouviu isso?
    - mas ele é tão legal e tão bom pra ti, não sei como é que tu não quer ficar com ele?

    Estabelece-se então um pressão sobre aquela pessoa (de aceitar o seu amor, emprestar dinheiro, promover etc). Essa pressão é/pode ser: interna a sua própria consciência) e externa: sua amiga não entendendo como você é tão besta de recusar aquele rapaz.

    Foi nesse sentido que achei parecido com a neurose obsessiva,
    lembrando, que é a minha interpretação – do livro e do blog – e que você pode ir lá e achar completamente o contrário.

    abraço a todos

    • Maffalda

      Israel, no Virtudes do Medo o DeBecker fala bastante das expectativas que se têm sobre o romance ideal, isso de o cara ser insistente, fazer coisas pela mulher, e a mulher ter que aceitar (“por que você é tão orgulhosa? ele só está sendo legal!”) e como isso pode descambar para comportamentos perigosos ou mascarar distúrbios de personalidade. Vale a leitura.

    • nara mello

      amém!

  • http://www.facebook.com/paulo.emilio2 Paulo Emílio

    Muito bom esse texto. Vou repassar para vários amigos que estão precisando de um chá de realidade. :P

    Alguém disse que “se você tratar uma mulher como amigo, você será amigo dela”. Concordo totalmente. Eu sempre tive mais amigas que amigos. Para os amigos, eu era o “amigo cabeleireiro”. Para as amigas, “aquele cara legal que me escuta e me dá conselhos que eu não pego para não estragar a amizade, mas, por conta disso, vou jogar ele para todas as minhas amigas”. Para as ex-namoradas, “por que ele dá cabimento para essas vagabundas?”

    Enfim, acho uma extrema idiotice ficar escolhendo amizade por gênero. O importante é você estar com pessoas que gostam de você, que te respeitam.

    Caráter não é definido por gênero. =)

  • http://twitter.com/littlejoia Ms. Weber

    O toque da tirinha ficou sensacional. Aquilo de “se não entender, eu desenho”.

  • Vitor de Souza

    Depois desses anos de vida estou em uma fase de transição da adolescência para vida adulta, eu como a maioria dos homens(eu acho) já passou por um momento assim na vida de “friendzone”.
    Durante esse tempo de reflexão aprendi, que existe gosto pra tudo, e vai depender da química (fator pele) ainda mais que vivemos em uma cultura hedonista. A minoria das pessoas escolhem o seu parceiro de um jeito mais racional, você pode ser um boçal, nerd, babaca, inteligente, burro, se rolar a tal da “química” entre as duas pessoas, não tem gentileza e boa educação que de jeito. Hoje em dia, é como a autora diz na ultima parte do texto, o negócio é você tratar a mulher como um ser humano e é assim que tenho tratado as mulheres de igual para igual.
    Agora discordo em um ponto da autora no post, mulher (pelo menos a maioria) realmente não gosto de homem bonzinho seja ele o bonzinho (com segundas intenções) ou o bonzinho “natural”, normalmente esse tipo de característica é sinônimo de uma pessoa passiva e tediosa.

  • Gustavo Pessôa

    Muito Bom Maffalda. Vejo esses dois extremos de comportamentos(bonzinho e canalha) como uma forma de controle, que pode estar presente em qualquer tipo de relação humana. Em relações familiares, por exemplo, pais autoritários podem ser tão controladores quanto pais permissivos. Assim como existe o amigo bonzinho com medo de ser abandonado.

  • Médico_Mg

    Mas se o seu bonzinho faz isso tudo por segundas intenções ele é bonzinho ou só se faz de bonzinho?

    E existe alguém que não aja sem ser por segundas intenções?
    E existe alguém que seja inteira bondade ou pura maldade?

    • Maffalda

      @medico_mg:disqus, acho que o comentário do @facebook-705990386:disqus te responde. (E eu concordo com ele.)

      • Médico_Mg

        Maffalda, estas foram perguntas retóricas! :)

      • Médico_Mg

        Bonzinho? Fiquei com uma dificuldade tremenda de delimitar o que seria o bonzinho. Pensei bastante e acho que devem existir dois tipos de bonzinhos, os bonzinhos esteriotipados e os bonzinhos-de-pensamento, pondendo ambos ser sobrepostos.
        Os esteriotipados estritos são aqueles moldados por fonte externa, modelo social, não me interessam. Muito provavelmente não se veem assim, vestiriam uma máscara pública.
        O outro, que eu acho que é o motivo do texto, é o cara que se acha bonzinho, se pensa bonzinho e injustiçado. É, Maffalda, este é recorrente. Mas será que ele se percebe bonzinho em todo tempo e em todas as relações? Acredito que não. Penso que se julgam bonzinhos que se fuderam quando não conseguiram alguma coisa, aquela garota, na maior parte das vezes, sendo que ofereceram o sentimento mais “puro” e verdadeiro que dispunham. Vc conseguiu mentalizar?
        Vou montar um exemplo. Um cara, comum mesmo, nem rei, nem plebeu, interessado em uma garota tenta uma aproximação e age naturalmente, nada muito vital a perder, nada tão fundamental a ganhar. A vitória ou a perda não seriam tão lembradas assim. Agora imagina se esse cara se interessa muito por essa garota, mentaliza ela participante de sua vida, mãe de seus filhos, musa de seus versos… Ela se torna, entre tantas, especial e agora já há muito a ganhar. E os “e se” entram em campo. Se torna um martírio escolhar a camisa, o sapato, a calça do primeiro encontro. O lugar, será se ela vai gostar do restaurante, será se ela vai reparar como provo o vinho, e esta voz de pato rouco que eu tenho? Puta que pariu, eu comecei a falar de “A Pele Que Habito”… Neste momento, esse desejo de ganhar entra em cena e, às vezes, desengrena tudo. O cara, antes provocador, se torna um pouco mais vacilante, não porque ele é fraco, falso, ou porque coisifica a mulher, ele simplesmente a quer. Seria como comparar a caminhada em um meio fio do passeio aí da sua casa com a realizada entre dois balões a 50 pés. E é claro que essa perda, quando acontece, se torna marcante e ele se lembra que aquela única vez que ele se doou, que ele foi sincero, que ele queria tanto que chegava a doer, que ele tentou tratar a mulher como ele acha que ela merecia, ele foi descartado. E o pior, que se essa mulher for do círculo de amizade dele, ele invariavelmente a verá com outro e por, prevalência de acontecimentos, vão terminar e ele vai mentalizar, “tá vendo, ele não a queria, como eu”.
        Em pesquisa médica chamamos isso de “viés de memória”, lembramos mais de uma coisa pelo trauma. E ainda há o “viés de prevalência”, não é todo dia que vc encontra uma pessoa dessas e quando vc encontra, a probabilidade de ficarem juntas do jeito que vc quer é pequena. Ela tb tendo outro relacionamento por porcentagem tem uma chance maior de terminar. E está montada a situação para esta teoria do bonzinho.
        Aconteceu com um cara muito próximo a mim, rs.
        Nunca tinha pensado nisso, acabei de pensar um pouco mais graças a vc, montei uma teoriazinha.

      • Maffalda

        Eu adoro teoriazinhas, melhor que isso só se fosse na mesa do bar! Pensando por esse ângulo aí, da ansiedade e do viés de memória, faz muito sentido os bonzinhos se sentirem injustiçados. Mas, longe de culpá-los individualmente, eu gostaria que todo mundo repensasse os modelos de relação que a gente tem hoje em dia. Por que o cara tem que ficar tão nervoso com um primeiro encontro? É porque ele acha que um relacionamento é um *grande prêmio*, uma questão de vida ou morte, ou um encontro com a alma gêmea. Lógico que um relacionamento bacana é uma coisa super bonita, super importante. Mas num primeiro encontro a idéia não é conhecer a pessoa? Se divertir? Vai que o cara vai super arrumado e essa mulher da vida dele diz alguma coisa absurda, não é o caso de ele rever a paixonite? Em vez disso, essa obsessão com o amor romântico faz a gente (homens e mulheres) ir cegando para as falhas do grande amor, porque não quer largar mão do sonho. Nisso aí acho que as mulheres são ainda mais culpadas que os homens… Mas isso é papo pra outra teoria.

      • CDP

        Cara, ando reparando ultimamente nos comentários do site e percebi que você tem tempo livre demais.

      • Médico_Mg

        http://www.youtube.com/v/LRt2jX1kaYo&hl=en_US&fs=1&

        Não sei se vc sentirá o mesmo que eu quando escutar essa música… Sinto a bondade do bonzinho real aí, e neste eu acredito!

  • http://www.twitter.com/quelmt Raquel

    ahahaaha, adorei!! E, putz, consigo ver nuances de suas ideias em taaaaantas relações… Tantos casais que vemos as mulheres como controladoras, impondo diversas coisas – e sim, muitas vezes de maneira sutil e gentil… O que não quer dizer que ela esteja sendo uma boa pessoa – e o cara aceita, aceita, aceita, até surtar ou arranjar alguma válvula de escape. já me vi também fazendo de boazinha pra tentar conquistar alguém. É como se criássemos um plano mirabolante e infalível em nossas cabeças e ficássemos esperando a pessoa cair na armadilha, ao invés de jogar limpo. E é um plano em que SEMPRE saímos perdendo, pois deixamos de ser nós mesmos. Eu arrisco a dizer que é algo que as mulheres não se utilizam tanto porque logo vêem que não funciona – uma vez que seus alvos já são experts em montar (e descobrir) tais armadilhas. Somos treinadas muito mais em manter a pose e “esperar que eles venham atrás” (o que, na minha opinião, é também uma posição ridícula) do que termos alguma atitude mais direta e honesta de conquista.

  • Elton Castro

    Acho que boa parte dos bonzinhos são só indivíduos tímidos e apaixonados. Eu já fui extremamente tímido e posso dizer que poucos apaixonados sofrem mais que o tímido. O tímido é um sujeito que se importa muito com a reação das pessoas a qualquer coisa que ele faça (pode ser que isso tenha algum histórico de ridicularização, vergonhas públicas passadas, auto-estima degradada, sabe-se lá pq). Se a pessoa é o objeto da afeição do tímido, cuja opinião sobre ele tem para o tímido importância especial, danou-se: o tímido vai querer estar próximo, conviver com essa pessoa, agradá-la, ser simpático (é o que fazem os apaixonados, não?) – mas sem avançar mais no sentido do que seria lógico fazer: deixar claro o que sente. Quer arriscar, mas… e se arriscar “errado”? Se colocar tudo a perder? Se a dolorosa (e corajosa) exposição de seus sentimentos for recebida com uma gargalhada, ou desdém, ou um “mas você é meu amigo”, dito não com o sentido que as palavras têm, mas como quem diz “você? Não, não rola. Tá doido?”. Enquanto não se arrisca, permanece no friendzone fantasiando que é situação transitória, com pavor de se arriscar e ser condenado ao friendzone para sempre.
    E vai ser doloroso ver outros caras, mais livres e desenvoltos, viverem o que ele gostaria de estar vivendo. Muita inveja, e muita raiva de si mesmo. E muita raiva de ver que até mesmo aquele indivíduos horríveis, machistas que se vangloriam de serem “pegadores” (arhg), que mentem e distorcem por sexo, que ao invés de serem sexualmente livres se mostram moralistas, fazendo juízo de valor das mulheres com os quais acabou fazer sexo. Caras assim existem aos montes. É compreensível que um bonzinho tímido fique revoltado – nem sempre consigo mesmo. E se ele for imaturo pode fugir para a afirmação fácil de que “as mulheres preferem os canalhas”, etc. E que “bonzinho só se fode”, etc. Dor aconselha mal. O que eu quero dizer com isso é: pode ser que hajam os bonzinhos realmente misóginos, etc. Acho que sim.
    Mas devem ter alguns que são caras legais, mas inseguros e com muito medo da rejeição. Esses não precisam de puxão de orelha, precisam que lhe digam simplesmente que ele é um cara legal e que o mundo costuma tratar bem os caras legais, que as fantasias catastróficas que ele alimenta em torno de expor-se tem pouca chance de acontecer, que rejeição não é a morte, fatal, insuportável e irreversível. Que se perde mais ao não correr riscos do correndo-se. Foi o que funcionou comigo. Viver não tem regra.

    • Maffalda

      “Esses não precisam de puxão de orelha, precisam que lhe digam simplesmente que ele é um cara legal e que o mundo costuma tratar bem os caras legais, que as fantasias catastróficas que ele alimenta em torno de expor-se tem pouca chance de acontecer, que rejeição não é a morte, fatal, insuportável e irreversível.” – Isso. E precisam que digam pra eles que essas idéias pré-concebidas de romance não estão com nada.

      Isso também me lembrou o que o colunista Dan Savage fala para os jovens virgens e sem-jeito que de vez em quando escrevem pra ele. Ele diz mais ou menos (parafraseando): “Esquece as mulheres por um tempo. Vai viver. Se você for estudar, fazer esporte, sair, se divertir, se conhecer, em algum momento você vai ser uma versão de si mesmo muito mais interessante do que se você tivesse ficado só pensando obsessivamente em como conseguir mulher.”

      • contoseencantos

        É isso mesmo, vá se conhecer para poder conhecer alguém.

      • Leandro

        Eu não canso de ler esse comentário… pra ver se entra!

    • Rafael Toledo dos Santos

      Falou tudo rapaz.

    • nara mello

      timidez n é desculpa. ora, eu morro de medo,de vergonha, já fui rejeitada zilhoes de vezes por meninas quando eu era criança (pra fz amizade, n sou lésbica) e tive que praticamente virar um garoto pra ter amigos. já fui ridicularizada (sempre pelas outras meninas,e alguns garotos idiotas que depois pediam desculpas pra mim) e estigmatizada, falavam que eu era sapatão por só andar com meninos, depois me chamaram de vadia porque só tinha amigos, mas ngm entendia é que eu nunca consegui ter uma conversa normal e digna com nenhuma garota da minha idade, pq minha mente deve ser diferente da delas. sempre tive muito medo dessas meninas, gaguejava e tremia se tivesse q apresentar alguma coisa na sala (até na faculdade). medo,medo,medo,mas nunca tive falta de vontade de fazer o que eu queria. sempre fiz o que eu quis, peguei (quase todos) os garotos que desejei, sempre tive minhas boas notas, meus excelentes trabalhos, sempre fui uma ‘garota legal’ e mesmo assim ainda tenho medo das meninas que me julgaram,zoaram e olhavam feio pra mim. sua ”timidez” deve ser do medo do olhar dessas garotas, não entendo, mas acredito que é problema de auto-estima da parte de todos.

  • http://twitter.com/JuarezUlhoa Juarez Ulhôa

    Um ponto de vista interessante e que poderia fazer um contraponto ao texto é aquele velha frase das mulheres “Não é pq sou legal com vc que eu estou te dando bola” heheheh. A “legal” das mulheres é justamente o oposto do “bonzinho” dos homens.

  • Osmar Rios

    Oi Maffalda,

    Interessante seu ponto de vista. Entretanto, há casos em que o bonzinho não cobra a fatura, é apenas bonzinho. Pede ao Grande Geômetra que um dia você encontra um!! Ou não!

    • Maffalda

      Osmar, graças a D’us o mundo está cheio de gente boa de verdade! O “bonzinho” no texto foi usado pra um comportamento bem específico, eu sei que não é todo mundo assim.

  • Adriano

    Sou um ex-bonzinho, mas tenho recaídas. Ótimo texto

  • ABCD

    Foi escrito por uma mulher, desconsidere tudo. Ela mesma não coloca à prova que a maioria das mulheres preferem os canalhas porque são alfas. Bonitos e “chegam chegando”, as mulherada cai sempre na nossa conversa e, depois, ficam reclamando que todo homem não presta.

    • bartira

      vc está no blog errado….
      vai pro blog guerreiros da real cheio de nerds tetudos frustrados como
      vc , abraços e a até nunca mais.

      • nara mello

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        psicopata latente, quem será o proximo wellington?
        alfa,beta… vc ainda cai nessa?
        qndo vai ser o massacre na unb?

        POLICIAAAAA
        denuncie
        181

  • marlon c. g.

    homens, please.. não sejam bonzinhos nem malzinhos, sejam justos.

  • Felipe j

    Bem… acho que posso ser gentil, educado e bom, sem precisar ser bobo.
    Isso é uma lição muito difícil de distinguir, pois exige uma certa experiência
    seja do homem ou da mulher. E isso só vem com o tempo e vivência.
    O Dr Love mesmo cita isso em vários post dele.
    Tudo em abundância o ser humano desperdiça. EX: Se você é um cara
    bom demais ela vai passar a pisar, mouta em você.

    O ideal é manter o pensamento, a lógica e o equilíbrio.

    • Red

      Geralmente quem se considera um pobre “bonzinho rejeitado” é um cara sem auto-estima que acha que ser pisado compra o amor dos outros. Se a pessoa não tem o menor amor próprio e acha que rastejar pro outro é bonito, aqui vai um recado: ninguém gosta de quem não se valoriza. E geralmente o “bonzinho rejeitado” é apenas um chato grudento, e não um cara bom, generoso, simpático e gentil.

  • http://www.facebook.com/fabio.laoviahn Fábio Laoviahn

    Matou a pau (ui)
    Homem que reclama que homem bonzinho só se da mal é o babaca reclamando que o investimento não deu resultados. Digo isso a anos.

    Se alguém é bom, o é acima de tudo, para si, por questões de ética, valores pessoais e até egolatria, por que não?
    E, o é acima de tudo por si, porque não se pode ser bom com tudo nem com todos. O que é ser bom?
    Ser bom, é eleger um aspecto em detrimento a tantos outros. Isso é bom? Hehe
    Prefiro ser ético e honesto que é muito mais difícil, mas também (para mim) mais edificante, afinal não existe almoço grátis na vida :)

  • Elton Castro

    Tem + de um comentário com um mesmo sentido aqui: a de que os caras são bonzinhos com segundas intenções. Falho em entender o problema. É errado querer comer alguém? É errado tratar bem quem se deseja comer? É fazer amizade com quem se quer comer? Não pode comer amiga? Cada uma…

    • Maffalda

      Pois é, Elton. Querer comer, tratar bem, fazer amizade, tá tudo certo, afinal, ninguém quer comer uma inimiga. Minha implicância *forte* é com quem acha que tem que ter uma relação causal entre uma coisa e outra. “Se eu for legal o suficiente, ela vai ficar a fim, afinal, é assim que as mulheres funcionam.” É esse o tipo de bonzinho que eu acho chato. Por sorte, é mais ou menos fácil de detectar esse cara.

      • Elton Castro

        Ah, sim. Esse é um tipo de babaca que se manifesta em diferentes roupagens, não apenas o “bonzinho”.

      • HelenaPistune

        em suma, o cara acha que a “amiga” tem obrigação de ir pra cama com ele só pq ele é legal…

      • Maira Canina

        Isso Helena, e o pior é que ele realmente se acha uma vítima! Rejeitado injustamente! Isso é o que mais me irrita! O ideal é não deixar um cara desses pagar nunca nem um café pra vc! Sim porque normalmente é isso que acontece, o cara fica fazendo gentilezas que vc nem quer e para não ser indelicada não corta e depois o cara se se sente “usado”…afffff!!!

      • nara mello

        eu n aceito ”gentileza” de homem nenhum, acho super asqueroso qlqr cara q se aproxime de mim (pq tenho uma puta aliança no dedo) e se faz de ‘cara legal’ . minha vontade é de vomitar na cara dessa gente.

    • contoseencantos

      Elton, esse é o cara, bonzinho ou não, que fica putinho e entra em depressão quando a “amiga” sai com outro e não com ele. Isso é o que deve ser solenemente evitado. Ser legal com ela, ok! Agora sofrer porque acha que ela tem que “retribuir”, não!

    • Mhel

      O errado não é querer “comer” a garota, o errado é fingir que isso nem passa pela sua cabeça, se comportando como amigo dela e tendo como objetivo único, um dia, quem sabe, fazer com que ela ache (e não perceba) que você é o cara certo pra ela.

      • Maira Canina

        O pior é que ele finge e depois acredita na própria mentira!

    • bartira

      O problema não é querer comer a amiga…. é achar que ela tem OBRIGAÇÃO de dar porque o cara foi legal…. e se ela não dá, o cara passa a destrata-la..
      sexo não é moeda de troca, a não ser na zona. Amizade também não.

      • Maira Canina

        Exato!

    • nara mello

      é errado sim,pq vcs acham que é obrigação da menina sentir tesão nessas merdinhas – pq vcs cobram caro cada favor ou agrado- acham q ela deve lhe dar o cu quando vc trouxer rosas ou carregar as coisas dela,caso contrário ela é uma puta-vadia-frigida-vagabunda-engolidora de porra dos cafas,sem coração… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      diabólico isso ein fera

  • http://www.alexcastro.com.br Alex Castro

    a menina veio até aqui, escreveu o texto, explicou tudo bonitinho, outras várias mulheres aplaudiram e concordaram…..

    e, mesmo assim, os cuecas se recusam a ouvir, se recusar a refletir, se recusam a entender, acham que estão sempre certos, que sabem mais sobre como as mulheres se sentem do que as próprias mulheres.

    é bem triste.

    • André Martins

      Sem essa, aqui toda opinião é questionável.

    • http://www.facebook.com/gicrila Gisele Cristina Laranjeira

      desconsidere, Alex, é uma fala de um bonzinho.

    • http://marciosarge.blogspot.com.br/ Marcio Sarge

      Fala como se ela representasse todas as mulheres.

      • F.Sousa

        Tem razão, ela não representa todas as mulheres. Mas tentar escutar o que uma tem a dizer já é um bom começo.

    • Ana Paula

      Isso mostra que homens querem demonstrar como sabem sobre mulheres, tanto quanto as mulheres querem demonstrar que sabem sobre homens…uma correlação é esse texto
      http://papodehomem.com.br/um-homem-que-se-preze-nao-leva-este-adjetivo/#comment-579785420. Homens são homens e mulheres são mulheres, o mundo precisa de pessoas que ajam como tais e que, principalmente, ajam como seres humanos.

      • http://www.facebook.com/felipe.escolariqueribeiro Felipe Escolarique Ribeiro

        O que você me diz do “grupo” LGBT? Acredito que eles, há muito, já ultrapassaram o modelo “homens são homens e mulheres são mulheres”. Ainda assim amam.

    • nara mello

      obrigada,Odin!

  • Bruno

    Geralmente não comento os textos, porém nessa caso tenho o dever. O texto e principalmente a tirinha descrevem algo que aconteceu comigo a pouco tempo. E só agora que eu percebi que sou um desses bonzinhos. Sim, falei isso pq o texto me fez abrir os olhos para algo q eu fazia sem ideia de como estava errado. E deixo aqui a promessa de que vou me esforçar para acabar com isso, é pouco mas só de escrever aqui sinto q não é só um compromisso comigo mesmo. Mas com todos vcs.

    • Maffalda

      Uau. Boa sorte aí!

    • http://www.facebook.com/fabiobracht Fabio Bracht

      Não, cara. É só contigo. A gente não tem nada a ver com isso.

      Mais ação, menos promessas públicas.

      (Conselho advindo de experiência própria.)

  • Breno

    Agora eu fique triste ao ler o texto rs, por mais ridiculo que pareça eu costumo agir assim. A verdade Maffalda é que no fundo o “bonzinho” sabe quando seus atos não darão resultado algum e o pior é que fico inerte a isso e não faço nada.
    Mas isso tudo tem um nome, insegurança. Costumo pensar que sendo eu mesmo será dificil alguém se interessar por mim e aí começam os mimos. Insegurança não termina de um dia para o outro e provavelmente a pessoa vai continuar mimando a outra, é algo seu, ele agiu tanto tempo assim que isso já parte dele. Acredito que a pessoa precisa se libertar dessa insegurança conhecendo mais a si próprio.
    Comigo está sendo assim.
    O texto apesar de minha ligeira tristeza ficou ótimo e vai ajudar a homens ou mulheres a se libertarem dessa “coisa”.

    Abraços

  • Charles Roberto

    O bonzinho só se fode por causa de um processo de autovitimização e de uma insegurança latente que o impede de chegar e se impor perante a mulher, e prefere ficar na zona do amigo se humilhando, do que criar coragem e ouvir te quero só como amigo, o que vamos ser sinceros, acontece muito com os caras bonzinhos, ou melhor dizendo, com os caras que buscam agradar a todo instante sem demonstrar suas intenções reais, esperando que a mulher, por um processo telepático avançado leia a mente do amigo bonzinho que só pensa em levá-la pra cama ou namorar com ela. Isso se dá principalmente numa sociedade onde se criou paradigmas estéticos e conceitos matemáticos para definir que tipos de mulher o cara consegue ou não alcançar, servindo ainda mais para criar uma profunda insegurança nos homens. Infelizmente, verdade seja dita, feminismos e misoginias a parte, em geral o bonzinho só se fode, não pelo fato de ser bonzinho, mas o fato é que se o cara não tem coragem de dizer pra mulher, que ele está tão loucamente perdido, o que ele quer, vem outro cara e leva ela embora, e o bonzinho ficará na friendzone, claro que essa situação pode ser revertida, bastando ter mais autoconfiança, e não achar que ser bonzinho significa ser babaca, pedante e vítima de um amor platônico.

  • lasegreto

    Acabei lendo o texto como quase todos os comentários e achei
    válido cada opinião. Na verdade eu sempre acho! Mas nesse caso prefiro não
    polemizar. Vou citar uma frase que a minha avó (ainda viva) costuma dizer pra
    mim, após um casamento e várias tentativas frustrantes: “Meu neto. Não é
    você que encontra o amor. É o amor que te encontra.” Ela ainda completa
    com a seguinte pérola: “Veja só eu. Estou só! Quem me amou eu não amei.
    Quem eu amei não me amou.” Simples assim. Pra quê complicar mais. Abçs

  • http://www.facebook.com/people/Vivianne-Oliveira/1133357635 Vivianne Oliveira

    Que texto sensacional!!! Me lembra de uma história que preciso compartilhar.

    Tinha esse amigo da faculdade que era bem próximo, mas nunca achei que ele quisesse me pegar, nunca tinha demonstrado nada. Talvez não quisesse antes também, sei lá.

    Sei que uma vez viajamos com a galera e aí a gente foi ficando mais próximo, tendo vários papos e tal. Achei que era só a amizade evoluindo por conta dos 10 dias juntos o tempo todo.

    Até que numa noite de bebeira um outro amigo me levou pra conversar mais a sós, numa clara investida. Eu até queria pegar ele, mas o cara demorou, chegou gente na hora e perdeu clima. Logo em seguida, o amigo 1, totalmente bêbado, me puxa e vem me jogar na cara que eu gostava dele, que achava ele legal e que a gente se divertia e que eu não ficava com ele porque eu não achava ele o bonito o bastante, insinuando que eu fosse fútil ou convencida.

    A verdade é que nunca tinha parado pra reparar o que achava dele, se sentia atração ou não. Ele era meu amigo e eu nunca tinha pensado em ficar com ele, assim como ele nunca tomou atitude de demonstrar que queria ficar comigo. Achei o comentário tão patético que deixei de lado. Pq aliás, e aí cara, sou obrigada a te pegar pq vc é legal? É errado querer pegar alguém que me da tesão? Eu não busco só beleza, muito pelo contrário, quanto mais interessante e divertida, mais bonita a pessoa me parece. Mas não vou ficar com alguém completamente sem graça só porque ele é gente boa.

    No outro dia ele me pediu desculpas e ficou tudo bem. Voltamos da viagem e tudo
    segui normal e até que num dia, depois de muito álcool numa festinha que praticamente só tinha casais, uma amiga me faz aquelas boas perguntas “por que não? você não ta fazendo nada, vocês se dão bem e etc”. Acabei pegando. Por se encontrar mais vezes durante a semana, acabei na inércia e rolou de novo.

    Até que em algum momento me bateu aquele desespero: e aí, quero continuar ficando com ele? Estou preparada se ele quiser evoluir pra algo mais sério ou só estou me aproveitando pra pegar alguém legal que tá aqui, acessível? Enfim, em algum momento 1 ou 2 semanas depois achei melhor ser franca.

    Já refleti muuuito sobre isso aí, se essa pressão toda valeu a pena. Se foi errado ter ficado com ele ou não, até que ponto é saudável fazer isso, que nem a mina aí dos quadrinhos. Claro que a gente não fica com pessoas só pensando em namorar, mas também entro naquele debate interno em que me pergunto se é certo ficar com a pessoa quando ela banca ser do time “ah, vamos com calma, também não to pensando em nada sério agora” se no fim das contas a gente sabe que não é bem assim. Quer dizer, eu na me arrependo de ter ficado com ele, mas espero que não tenha machucado o coração dele para que ele não tenha se arrependido também.

    Relacionamentos modernos são complexos hehe :)

  • Fernanda

    Homens, entendam o seguinte: se os bonzinhos ficam ouvindo nossas reclamações de outros homens numa boa, são super gentis, carinhosos, agem como nossos amigos, vcs vão se tornar nossos AMIGOS. Pq sem se manifestar a gente não tem como adivinhar que vcs querem algo além da amizade. Aí quando se declaram, a gente já enxerga o cara como irmão =S
    Não precisa ser um canalha. Pode tratar bem, ser gentil, educado etc e tal, mas demonstre de alguma forma que vcs têm algum interesse além disso ;)

  • Nallon Pauluzzi

    Convenhamos que ter o fogo por alguém apagado por um balde de água escrito amiguinho (ou “miguxo” nos piores casos) não é algo nada legal.
    Eu tinha uns pensamentos assim quando tinha uns 16-17 anos. Depois de um tempo você desencana.
    Muitos “bonzinhos” insistem em sustentar uma coisa que não se sustenta por si só quando querem fuder alguém (hábito que felizmente costuma sumir com o tempo) e quando acham uma mulher manipuladora, geralmente são os que acabam fudidos…Na fase de bonzinhos costumam tratar a mulher com um biscoito na caixinha, o que convenhamos, não é uma situação confortante por mais que pareça. Já na fase de canalhas levam a mulher pra sair, instigam-nas a usar roupas que as façam se sentir tão valorizadas e sexy como nunca e convidam-nas a sair, a beber e a dançar e acima de tudo a se sentir a mulher mais legal do mundo.Seria uma confusão de termos em que o abestalhado se tornou o bonzinho e o bonzinho o cafajeste?Há um lugar em que você pode achar as respostas para isso, mas se eu dissesse onde. estaria quebrando a primeira e a segunda regra da cabana.

    • Alex

      Eu era esse bonzinho, agora estou sendo um cafageste, preciso reler A Cabana, mas esse “meio termo” só pode ser uma coisa espiritual porque é complicado heim ‘meu velho’! Ótimo comentário ;)

  • Geovane Marques

    Show!

  • http://www.facebook.com/leonardopessoa Leonardo Pessoa

    Eu acho que o principal é saber dosar esse nível de ‘bondade’ pra não perder a graça do jogo de conquista. Não tem jeito: vem fácil, vai fácil.

    • http://www.facebook.com/ian.spricht.nicht.deutsch Ian Gil

      Esse é o problema, Leonardo. O amor precisa parar de ser tratado como um jogo. Se há um jogo, há uma necessidade de ganhá-lo. Se há necessidade de ganhá-lo, há ego envolvido. Se há ego envolvido, há frustração. Se há frustração, há esses carinhas legais frustrados (esse tipo em específico).

  • Mario M.

    .. e resumindo tudo em uma palavra, para ambos os sexos: conveniência.

  • Guilherme

    Caras “bonzinhos” inflacionam o mercado. Não satisfazem as mulheres, mas lançam mão de “amor” suficiente para aumentar os padrões de exigência do mundo feminino. Prestam um desserviço tanto para homens quanto para mulheres e, por conta disso, deveriam ser OBRIGADOS a fazer terapia. Ou ler Freud, pois talvez tanta necessidade de aprovação tenha origem no complexo de Édipo.

    • JEN

      Mercado? Relações não são um mercado cara. Não existem metas que vc tem que superar, não é um serviço, que depois de 65 metas você vai ser o “empregado do mês”. Tem tanta merda nesse comentário que até perdi o tesão de argumentar contra.

  • Marcio

    Querer ganhar uma mulher querendo ser “amiguinho” dela e igual querer caçar elefante com um estilingue, ta usando a arma errada.
    Sempre achei esse tipo de cara babaca e não é só eu, as mulheres também acham. E na boa? Tem mais é que foderem mesmo!

    Sou da premissa de que o homem tem que ter atitude (ie: pegada, segurança), e no andar da minha carruagem percebi que é isso o que conquista (de inicio) uma mulher. E não são os paliativos dos incompetentes como carros, músculos (alias, bombas), dinheiro… Enfim, podem até conseguir alguns exemplares de mulheres que, no decorrer da relação, vai acabar dando pro leiteiro, pro mecânico, pro técnico de computador.
    Dai então a mulher é puta? Claro que não, o vacilão que é um babaca que se preocupou em ser tudo menos em ser HOMEM de verdade para uma mulher. Coisa que o menos favorecido (sem carro, sem grana, sem eira-nem-beira) se preocupa em ser, afinal ele também tem quer um cobertinho de orelha né?

    Me lembro de um colega de escola, na adolescência, era aquele camarada estiloso; só roupa de marca, moto da hora, todo engomadinho. E eu podrão, vira-lata pegava qualquer bagulho que passava pela frente, ele me aloprava muito, junto com outros otários que nem ele.
    Mas o tempo passou e depois de alguns anos o cara me aparece pra consertar o micro dele: casado, bom emprego, carinho legal e tals… Eu naquela visão de anteriormente imagina que o cara era “o comedor”, só que pra minha surpresa o cara me perguntou se eu conhecia alguma fedorenta (ele disse assim mesmo) pra tirar o atraso dele, porque na verdade a mulher dele foi quem “batizou” ele.
    Resumindo, era só uma capa e mulher (de verdade) não se ganha com isso.

    Então caros homens, se algum de vocês estão se queixando das mulheres, comecem a pensar com a mente de uma mulher. Embora a maioria não pensa nem com a mente própria, depois ficam reclamando.
    Existem dicas excelentes das mais varias, filmes por exemplo: Hitch – O conselheiro amoroso, Do Que as Mulheres Gostam (fimaço), Alfie O Sedutor, O Homem que Amava as Mulheres, O Despertar de uma Paixão, dentre outros! Livros: Nessahan Alita – Reflexões Masculinas, esse é um e-book e é E-X-C-E-L-E-N-T-I-S-S-I-M-O!!! Vale a pena o esforço do preparo.

    Afinal de contas… Tem coisas mais gostosa e maravilhosa que uma mulher??

    • contoseencantos

      O cara não se faz de “amiguinho” para pegar alguém, ele faz isso porque não sabe, ainda, agir de outra maneira.

  • Pingback: Ser bom é o mesmo que ser trouxa? Não, não é | Altas Fidelidades

  • Kika

    Adorei. Mas cite a fonte do quadrinho usado (o XKCD), dê créditos ao autor e publique o link do site original, por favor – é a coisa boazinha E honesta E respeitosa a se fazer quando a gente usa o trabalho dos outros, né? :)

  • Guta

    Existem mais mulheres caindo no conto do “settling for less”, do “vou ser amiga e um dia ele verá que não sabe viver sem mim” que homens nessa situação, que não é “privilégio” de gênero algum. Tenho amigas – várias – vivendo esse engodo…

    • bartira

      È mesmo um baita de um engodo para os dois lados.

  • lola

    quanta bosta num post só.

    • Guilherme

      Lola, explique seu ponto de vista de forma educada e inteligente. Que feio…

  • Thanos

    Achei que ia ler um monte de bobagens quando me passaram o link deste texto… mas me surpreendi. Tem um bocado de verdades aqui e me identifiquei com o papel do “bonzinho” mais de uma vez.

    Estou brigando pra encontrar um meio termo e ser honesto com as mulheres (e comigo mesmo) daqui para a frente. É difícil, mas vamos lá, bem melhor que jogar a culpa de tudo nas mulheres e no “Mundo injusto” em que vivemos.

    Parabéns pelo texto espetacular, Maffalda.

    • contoseencantos

      Jogar a culpa no outro é nossa especialidade, seja para e com o que for.

    • http://www.cafecomamigos.com.br Cristiano Vieira

      Eu sempre tive dificuldades de achar meio termos, de saber a hora de dar o bote. Sempre me tornei amigo e aí a célebre frase “somos só amigos” me aterrorizava. Hoje descobri que você tem que ser um cara legal e confiante. Se rolar, rolou, se não… a vida segue!

    • lauro sodré

      ser honesto consigo mesmo é a chave para sair desse lamaçal, camarada. parabens!!!!!!!!!!!

  • http://twitter.com/Pedoru Pedro Henrique A.

    Tbm acho irônico, homens q reclamam q mulheres colocam eles na friendzone, pois se uma mulher é legal e boazinha, mas for gordinha e feia, os homens tbm colocam elas na zona da amizade…

    • contoseencantos

      Fato! E além de colocarem, homens são mais “cruéis”, ainda as ignoram completamente.

    • nara mello

      fatão.
      tive uma amiga gordinha e que tinha espinhas desde os 12 anos e ela era a garota mais legal da sala, mas os meninos só falavam com ela quando n tinha nenhuma outra garota olhando. filhos da puta

  • Estefania

    lindo o post! vou correndo pro seu blog ver o que mais tem a dizer:)
    Escrevo também. Crônicas sobre a vida, se interessar, dá uma passada lá_
    beijos
    http://parentesescomcafe.blogspot.com.br/

  • http://www.facebook.com/people/Diogo-Cordeiro-da-Silva/100001288867438 Diogo Cordeiro da Silva

    Maffalda, sucinta, inteligente e cruel. Do jeito que me faz feliz!

    Belo texto e vamos ler atentamente galera.

  • JEN

    Me nego a ler homem nessas suas descrições. Essas pessoas não são homens, muito menos os canalhas, os isso, os aquilo. Homens (e Mulheres) não precisam de máscaras, não têm medo do não e também não tem do sim. Homens (Mulheres) de verdade, adultos, apenas vivem as relações e sabem os finais que podem ter. Podem ter inúmeras características de lidar com essas relações, mas são honestos.

    Adultos não ficam procurando relações com o “playboy de Ferrari Vermelha” ou “A gostosa de vestido azul”. As relações são criadas a partir das características e necessidades e não desses parâmetros sociais.

    Os bonzinhos são apenas pessoas imaturas. Pessoas que não tiveram a oportunidade de crescer na vida, de ver que nem tudo tem bolinhas rosas e que sua namorada(o) vai sentir tesão por outras coisas tanto quanto você. Imaturos que ainda não puderam desfrutar completamente da vida e não tem noção de porra nenhuma.

    Como um antigo professor dizia, existem dois tipos de se aprender: Pelo amor e pela dor. A maioria escolhe pela dor e isso cria os inocentes, os bonzinhos, os cafajestes, as vadias, as sonhadoras, etc. As pessoas maduras apenas afastam-se dessas pessoas, que não são nem piores nem melhores, apenas em um processo de aprendizado. As vezes o aprendizado nunca acaba, nem todos se tocam da merda que fazem.

    • contoseencantos

      O que é ser maduro para você? Pessoas tem medo sim, tem sonhos sim e idealizam relações, sejam elas quais forem.

  • fio da navalha

    Mafalda, muito obrigado por me fornecer mais ferramentas para entender melhor meu “eu” de 13/14 anos.
    Se vc tivesse me dito essas “verdades” quando eu tinha essa idade eu teria tomado jeito mais cedo………..rs
    Muito legal seu texto!
    Parabéns!

  • contoseencantos

    Isso vale em todas as áreas da vida. Profissionalmente, se a pessoa é bacana demais, acaba se sujeitando a coisas que outras pessoas não fariam e com isso, também acaba sendo preterida para os melhores cargos, porque é bacana demais para isso e os melhores cargos pedem uma pessoa que não seja tão bacana ou que pelo menos tenha um pouco mais de iniciativa, coisa que uma pessoa bacana muitas vezes não tem.

    Na teoria, uma profissional do sexo, bacana demais, ficaria com pena do cliente e faria de graça. Um taxista daria carona, um professor daria sempre dez e a vida nunca nos negaria as coisas. Mas tudo tem que ter um limite e mesmo não sendo ruim ser uma pessoa bacana, tudo o que é demais enjoa ou atrapalha.

    Ser legal, ser querido, ser uma pessoa em que as outras podem e devem confiar, é muito bom, mas não se transforme em um ser digno de pena e compaixão. Mostre que você pode ser legal sem se tornar aquele que todos vão se aproveitar.

    Pessoas bacanas sempre terão espaço, seja uma delas, mas aprenda com a vida, os momentos e as pessoas certas para com quem você deve ser bacana e não tenha medo de radicalizar um pouco de vez em quando, não importando se com isso, você vai deixar de ser bacana.

  • http://www.facebook.com/people/Michel-Braga/1823298170 Michel Braga

    Verdade verdadeira esse texto…

  • http://twitter.com/Pedoru Pedro Henrique A.

    Opinião feminina, temos que ver as pensam o contrario tbm http://www.youtube.com/watch?v=-YIcy4L2Nkk

    • http://www.facebook.com/viniciusmarcall Vinícius Marçall

      tapa na cara da sociedade! huauhauha

  • José Ex-Bonzinho

    Eu gostei do texto tá divertido de ler e com conteúdo bom.
    Mas vou tentar contrapor os argumentos. Não sei se entendi mal, mas me pareceu
    que o texto fez algumas implicações, primeiro que o bonzinho se aproxima da
    mulher por interesse, mas e quando o bonzinho é bonzinho com todos, homens e
    mulheres? Por que isso implica em ser manipulador? E se alguém é naturalmente
    bonzinho e se passa por badboy porque assim sabe que vai conseguir ficar com
    uma mulher, ele não é manipulador?

    E por que não se poderia ter um relacionamento com alguém que
    se aproximou da pessoa lentamente, e quis conhecer ela antes de tentar algo
    mais? Por que demonstra insegurança o cara ser lento? Não pode ser simplesmente
    a maneira dele ser?

    Rapidez também pode ser também uma estratégia de
    insegurança, quando se é rápido se é superficial e se consegue esconder melhor
    os seus defeitos, quando se aproxima lentamente a pessoa vai conhecendo a outra
    aos poucos e conhece os defeitos. Acho que a insegurança mesmo é da menina que
    não esta acostumada a este tipo de iniciativa, e como é confortável ter aquela
    pessoa como amigo, não quer correr o risco de perder esse amigo.

    Para mim chamar a garota de vaca se ela diz não, é mais um
    sinal de segurança do que o contrário, pois mostra que o cara considera que o
    problema não esta nele. Alias ele pode estar fazendo isso porque está com raiva
    da garota manter o mesmo vício de ter relacionamentos com caras que veem ela
    como objeto. Insegurança mesmo seria ele mudar de estilo de ser para poder
    conseguir mais mulheres. Também seria insegurança ele ficar chorando por causa
    dela, o cara pode não ficar triste não, simplesmente partir para outra.

    Acho importante se refletir também um pouco sobre a questão
    cultural, no Brasil a coisa é assim, já em outros países tem desde casamento
    arranjado (índia e países árabes) a até mesmo a iniciativa feminina (Alemanha).
    Então, as pessoas tem que realmente limitar o seu comportamento nesse tipo de
    coisa por questão de eficiência da estratégia dentro de determinada cultura? O comportamento
    de alguém tem que ser adaptado a cultura que ele vive sem exceção?

    Obs: Tô ignorando a parte do cara ser péla-saco da mina, tô
    focando simplesmente no approach lento e gentil, sem exageros.

    • Maffalda

      “Para mim chamar a garota de vaca se ela diz não, é mais um
      sinal de segurança do que o contrário, pois mostra que o cara considera que o
      problema não esta nele.”
      Não? Tem que ver isso aí…

      • José Ex-Bonzinho

        Então a Rafaela acabou dizendo o que eu queria saber… que era que o texto cita um tipo particular de bonzinho… eu fiquei na duvida se tinha entendido certo… A moral do texto seria, nem todo bonzinho é realmente bonzinho?

        E Maffalda, o meu bonzinho chama ela de vaca não pela rejeição em sí, mas sim pelo fato da mulher preferir relacionamentos que para ele são superficiais, ou talvez pelo fato dele ter mostrado um outro caminho para ela e ela preferiu ficar na zona de conforto. Ele não tem magoa dela, ele acha a postura dela inadequada. Ele não é o menino mimado que não sabe ouvir não,

        De qualquer maneira ao mesmo tempo que eu postava isso ontem, pipocaram vários comentários com pontos bem próximos do que eu queria levantar.
        Como o video que o Pedro Herinque pôs o link ai…

        Enfim o texto ta excelente e acho que conseguiu colocar todo mundo pra pensar a respeito! Parabéns!

    • Rafaela

      O problema não é o aproximamento lento, ou o início de um relacionamento pela amizade, o problema é quando a pessoa não sabe ouvir um não, que não consegue entender que atração é diferente de amizade. As vezes essa atração não existe, independente do que o outro faça. E não é culpa de nenhum dos envolvidos, essas coisas simplesmente acontecem. Aí vai da pessoa rejeitada seguir sua vida, e não amaldiçoar seu objeto de afeição ou generalizar que todos são iguais e por não se interessarem por ele em específico, não prestam. É esse tipo de bonzinho que o texto cita, até porque de bonzinho esse ser não tem nada, é só egoísmo e frustração. Excelente texto!

  • Jarbas

    Obrigado, me ajudou a pensar bastante sobre o que faço…

  • Eduardo C.

    Olá Maffalda!
    Seu texto aborda um tema bastante interessante, o título é bem convidativo.
    Concordo com alguns de seus argumentos, entretanto, outros não me agradaram.
    Sou constantemente visto pelas mulheres com uma pessoa boazinha ou fofo, tanto faz. Acredito que pela minha educação, gosto de ser gentil. Ao seu ver, não passa de uma estratégia minha, concordo com você! Porém não é para atrair mulher e seu par de pernas abertas, acontecendo, não recuso, obviamente.
    O real motivo de minha simpatia para com os outros é por querer atrair pessoas (tanto mulheres quanto homens) educadas, maduras e promover um ambiente saudável a minha volta.
    Tenho grandes amigos, não muitos, sendo preciso, não ultrapassam a contagem de uma mão e dois deles com mais de dezessete anos de companheirismo.
    Não digo que sou totalmente seguro de si, porém não busco me validar o tempo inteiro, pelo contrário, evito chamar atenção, detesto ser inconveniente.
    Ao dizer que endeusamos as mulheres, concordo, sou da segunda geração do romantismo, meus grandes amores foram platônicos.
    Não acho que todas mulheres são vacas, lógico que existem as tais, porém não me cerco delas, convivo com grandes mulheres, disso tenho certeza!
    No mais, texto bom é aquele que gera debate e o seu gerou, parabéns!
    Aguardo mais leituras semelhantes.

  • Maffalda
  • http://www.facebook.com/rodrigo.lourenco.12 Rodrigo Lourenço

    Muito legal o texto, na verdade essa é a realidade da grande maioria de nós, homens.

    Não sei se uma coisa do próprio “extinto” masculino ou razão direta de um machismo social; mas vejo um ponto perigoso em criar esse determinismo no ponto de partida; como mostrado, identificar o bonzinho do bacana não parece ser uma tarefa fácil.

    Maffalda, a consequência disso não pode ser uma mulher sempre na defensiva, sempre repudiando qualquer tipo de atitude inserida nesses dois conceitos, por partir da ideia de que essa “bondade” é construída somente para os olhos dela?

  • Vinicius

    Eu gosto de tratar bem uma mulher, gosto de pagar a conta, de abrir a porta do carro e colocar ela do lado “seguro” da calçada. Não faço isso pra comer ela, nem pq sou uma coisa ou outra, faço pq eu gosto. Acho que o homem deve tratar a mulher com carinho e respeito, e espera-se o mesmo dela. O que tem que ficar claro é a diferença entre ser “bonzinho” e “otário”. O bonzinho vira otário no momento em que acredita que tem controle sobre alguém.

  • Fino

    só uma pergunta…
    é a Penélope Cruz na foto?

  • Gustavo

    Parei no ”
    Um cara bonzinho não é um cara bacana. Um homem bonzinho não é um homem bom “. quanta bobagem ao escrever isso, o bonzinho realmente não é o melhor dos homens mas dizer que não é um homem bom é algo insano demais. A autora coloca o bonzinho alguém que age na vida como palhaço, Trouxa, bobo da corte, que se deixa se influenciar e controlar pelos outros e que o bonzinho tem mesmo que se fuder pois o bonzinho é o cara que tem a conduta errada para o mundo atual. Realmente há de se concordar que o homem bonzinho pode não ser o homem ideal que a mulher busca mas ao transparecer que ao fato da autora não considerar o homem bonzinho um homem bom e que outro tipos de homens como por exemplo os cafajestes, os malandros, os rústicos, extrovertidos, os espertos e ate os ignorantes possam ser melhores que o bonzinho é dizer que um cara certo não é o certo e que os caras errados são errados mas não são bobos, trouxas, palhaços e idiotas e que isso é o suficiente para as mulheres não ver grandes problemas nesses homens. Por isso o mundo tá no que tá, querer ser certinho não é o certo, é errado e errar não é estar agindo certo mas não é errado é isso basta.

    • Maffalda

      Eu parei no “Parei no”.

      • Gustavo

        Se é pra escrever isso ai, faça o favor de nem escrever, poupa sua energia. coisa ridícula essa sua frase.

    • Flávio

      Cara, ódio no coração faz mal a saúde, viu? Leia o texto denovo. Por inteiro.

      • Gustavo

        tá ai minha opinião, não farei uma outra, não é necessário ler de novo o texto para dar uma outra opinião que seja condicente com que aborda o texto no seu conceito, tem nada haver com ódio, é o que realmente acontece infelizmente.

      • bartira

        Esse Gustavo deve ser algum cara que se travestiu de bonzinho e não teve pernas abertas como recompensa final… por isso veio aqui despejar sua frustração.

      • Gustavo

        Frustração o c…………, é a realidade cara, acorda. Bonzinho é o homem certo na época errada, hoje qualquer homem que não siga o estilo bonzinho é mais valorizado entre as mulheres.

      • nara mello

        o que não é valorizado é PSICOPATA que usa uma máscara putrefata. FAIL;

    • bartira

      Deu para perceber que esse Gustava nem leu o texto direito…
      ou precisa fazer interpretação de texto urgente.

      • Gustavo

        Ah o bonzão então escreve algo melhor ai, já que minha opinião tem nada a haver com o texto e você deu a entender pela minha opinião que não li direito o texto, logo você deve entender melhor do que eu e dar uma opinião melhor que a minha. Cara entenda o seguinte, opinião é livre, cada um diz o que quer e dei minha opinião. Você pode não gostar, muitos podem não gostar mas não por causa de um ou outro que tenho que mudar minha opinião. Vi muitas opiniões que na minha interpretação não condiz com o texto e nem por isso critiquei a opinião, cada um diz o que quer, gostar ou não do que foi escrito é cada um, se não curtiu beleza, se gostou obrigado, sem mais.

      • CDP

        Você fica defendendo o direito de que opinião é livre e cada um diz o que quer, mas ao mesmo tempo fica rebatendo quem tem uma opinião sobre o seu entendimento do texto e ainda fala que a pessoa nem deveria ter postado. Precisa ver direito isso aí, serve pros dois lados.
        No mais, você entendeu tudo errado mesmo. Leia denovo, deixa de preguiça.

      • Gustavo

        Certo mas entenda que ler o texto eu posso ler 2,3,5, 10 vezes, rebater minha própria opinião colocando outra em que reflita diante do contexto do texto e entrando em concordância com a colocação da autora são outros 500. Você pode muito bem me criticar como eu posso muito bem manter minha opinião mesmo lendo esse texto outras vezes. Então eu tem o livre arbítrio de querer ou não. Tem nada de preguiça não cara.

  • Leonardo

    Só pelo título do
    texto eu já sabia que ia ter um impacto, que eu precisava ler isso.
    Ainda bem que minha mente é aberta. Acredito que sou “bonzinho”
    por ser muito ingênuo, não só no quesito relacionamento, mas
    também na vida, tentando ser o certo, fazer o certo, preservar o
    meio-ambiente, dirigir devagar, não beber antes de dirigir, não fazer com os outros o que não
    quer que façam com você, não usar as pessoas, não cobrar pra
    ensinar, não enganar, etc.

    Como homem sempre fui
    obrigado a adivinhar o que fazer, obrigado a ser seguro, obrigado a
    ter tal comportamento, obrigado a saber como se tratar uma mulher, e
    muito jovem eu era muito confuso sobre como abordar uma, a falta de
    algum cara pra conversar direito e explicar que mulheres não são
    deusas, são humanas. A falta de uma figura masculina na família e
    aquela conversa de que homem é vilão e mulher é mocinha, homem só
    trai, homem não presta e etc. Eu não queria me tornar um desses,
    queria ser um homem “do bem”. Era muito confuso, pois não sabia
    o que uma mulher gostava, se era de flores, se era de um cara
    romântico, se era de um cara divertido. Uma vez um amigo meu vivia
    dizendo que mulher gosta de ser maltradata, tem que pisar em cima,
    tem que comer e ir embora, entrar gozar e vazar. Essa era a campanha
    dele. Eu ficava pensando “cara, não é assim”, mas ele pegava
    todas. Depois vem a lenda de que mulher gosta de carro, dinheiro,
    cara bombado e etc. Como eu não pensava assim e não tinha esses
    bens, a insegurança me dominava, somado com timidez resultado: mais
    um homem “bonzinho” no mundo que residia em algumas friendzones
    por aí, tentando provar que era diferente destes (pra quem?). Pelo
    menos a parte do “sou bonzinho em troca de sexo” eu não tive,
    pois eu acreditava que mulheres não pensavam em sexo e não se
    masturbavam, no meu caso eu era interessado em um compromisso sério,
    namoro, amor platônico e acreditando que não ia ter sexo como eu
    queria pois ela não gostava como eu (tá vendo que cara leigo!) a
    parte do culpar a garota era relativo pra mim, a autoestima era tão
    baixa que eu dizia que a culpa era sempre minha. Tinha os caras que
    conseguiam as garotas no custe o que custar, por isso eu acreditava
    que era “bonzinho”, por não pensar como eles, por ter boas
    intenções (namorar é uma boa intenção? Boa intenção depende do
    ponto de vista, não acha?) . Mas grandes partes do texto me
    identifiquei.

    Não tenho mais 15 anos
    né!? Nem sempre ser certo é o certo. Uma coisa que aprendi foi que
    aqui não é o céu pra gente ser “do bem” o tempo todo e nem é
    o inferno pra gente ser “do mal”, aqui é o planeta Terra, tem
    que ter o meio termo, o equilíbrio.

    Hoje vejo que ter uma amiga é tão bom quanto ter um amigo. Ainda assim acho que
    tenho problemas, falta maldade (e maturidade) pra
    equilibrar as coisas. Pelo menos reconheço o erro. O reconhecimento
    da insignificância é o princípio da sabedoria.

    Fiz esse relato para a
    autora saber o que se passa na cabeça de um dos “bonzinhos” e
    escrever esse texto foi uma atitude muito boazinha da sua parte, sim
    eu queria ter lido quando eu era mais novo.

    Abraços Maffalda.

    • José Ex Bonzinho

      Eu não sei se o que faço serviria para você,mas acho que a minha situação era bem parecida com a tua, antigamente. Até que claro, teve uma situação que foi a gota d’água e então eu resolvi mudar minha postura, e por acaso na mesma época um amigo meu veio com a historia de Pick-up Art, E para mim pick up art funcionou, pesquisa a respeito disso (Aconselharia ver o seriado The Pick Up Artist e ler os livros do mystery).

      Há quem diga que não funciona, talvez não funcione, mas serviu pelo menos para me dar segurança para chegar em mulheres aleatórias.

      (Já to a espera do flaming que meu post vai sofrer…rs)

      • http://www.facebook.com/ian.spricht.nicht.deutsch Ian Gil

        PUA não funciona. Period.

  • http://www.facebook.com/congulo Flávio Diniz

    Gostei do texto e me enxerguei um pouco nele, mas gostaria também de ver um texto no qual a autora expusesse o que pensa sobre aquelas mulheres que teimam em dizer “Homem é tudo igual, nenhum presta…”, pois penso que o mimimi imposto pela autora aos homens, reflete-se no lado das mulheres com essa famosa frase… Ou seja, olho por olho, dente por dente!

    • Maffalda

      Eu penso que essas mulheres são uó! Elas estão equivocadas e vão sempre encontrar homens que não prestam porque é isso que elas esperam deles.

      • Leonardo

        Eu acabei de ouvir isso hoje: “Eu não vou namorar tão cedo porque homem não presta” – Amiga, 22 anos. Esse tipo de comentário acabou comigo na adolescência, eu pensava “Eu não quero ser esse tipo de homem, vou ser ‘do bem’”. Tenho até dúvidas de qual é o mito mais falado, aquele que diz que nenhum homem presta ou aquele que diz que toda mulher é interesseira.

      • Leonardo

        Tenho um link para essas mulheres que são uó!
        http://www.sobreavida.com.br/2012/09/05/homem-nao-presta/

        Vale a leitura. Compartilhem.

  • Flávio

    Esse era o texto que eu procurei por ANOS a fio pra finalmente justificar pra minha consciência que a “friendzone” é uma coisa infantil e simplória. Obrigado por salvar uma alma! o/

    [e espero que a mensagem chegue até os confins da terra - ela merece!]

  • http://www.facebook.com/sameque.mendes.1 Sâmeque Mendes

    Concordo perfeitamente, no final da história o bonzinho só quer passar a pir*ca igual o canalha, ou talvez não, talvez queire um relacionamento sério, mas o fato de “sufocar a mulher” fode com a oportunidade.

  • http://www.facebook.com/viniciusmarcall Vinícius Marçall

    tá numa onda ultimamente de se a friendzone é culpa do homem ou da mulher…

  • Diego

    No fim o discurso sobre o bonzinho é o mesmo só a ótica que mudou

    Antes: Bonzinho = babaca/perdedor
    Hoje: Bonzinho = Mau caráter/manipuladorcomsegundasinteções tudo junto mesmo!

    Próximo tema por favor…

  • Diego

    No fim o discurso só muda de ótica:
    Antes: bonzinho = babaca/ perdedor

    Segundo o texto na verdade o caso é: Bonzinho = maucarátercomsegundasintenções tudo junto! Próximo tema por favor…

  • Bruno

    Por que “Caras Legais” são frequentemente FRACASSADOS?

    Você ouve todo o tempo: “Ele era um cara tão legal, e ela é uma vadia sem coração por rejeitá-lo.”

    Os “caras legais” vivem reclamando que as mulheres devem querer ser tratadas como lixo, porque ELES, os “Caras Legais”, fracassaram em seus relacionamentos. Isto é parecido com a falsa lógica de que “Baleias são mamíferos. Baleias vivem no mar. Logo, todos os mamíferos vivem no mar.”

    Se você teve um relacionamento ruim após o outro, o único denominador comum é você. Pense sobre isto.

    O que há de errado com os “Caras Legais”? O maior problema é que a maior parte dos Caras Legais são absurdamente inseguros. Eles estão tão ansiosos para serem amados que eles fazem coisas para outras pessoas apenas para serem aceitos e ganharem atenção, ao invés do simples prazer de fazer. Você nunca sabe se um Cara Legal gosta de você por quem você é, ou se ele colou em você por desespero porque você deu algum tipo de atenção a ele.

    Caras Legais exalam insegurança – um grande e vermelho alvo para os predadores no mundo. Existem mulheres lá fora que são “usuárias” – apenas procurando por um idiota para tirar vantagem dele. Usuárias colam em “Caras Legais”, levantam seus egos, os levam para uma volta, afrouxam seus cintos, e vão embora. Não é surpreendente ver Caras Legais reclamando que as mulheres são terríveis já que o tipo de mulher que eles atraem são a mais baixa forma de vida…

    Mulheres autoconfiantes, cuidadosas, com bom coração, acham “Caras Legais” muito pegajosos, autopiedosos e inseguros.

    Caras legais vão além. Eles levam rosas para um encontro tipo “vamos tomar um café”. Eles tentam comprar a afeição com presentes e outras coisas. Eles acham que sabem sobre romance, mas seu “timing” é errado, e eles ou vão muito forte e muito rápido, ou eles são tão tímidos e hesitantes que ficam em volta fingindo serem “amigos”, na esperança de que de algum modo, de alguma maneira, eles vão ter coragem de chamá-la para um “encontro”.

    Eles são tão desesperados para satisfazê-la que deixam de lado suas próprias necessidades, e colocam o objeto de seu desejo em um pedestal. Ao invés de apreciá-la, eles a veneram. Eles colam nela, e querem que os dois sejam “um só” porque eles tem medo dela sair do raio de visão e desaparecer ou se sentir atraída por outra pessoa. Um Cara Legal frequentemente tem problemas com relacionamentos íntimos porque ele acredita que se ela conhecer a pessoa real, ela não vai mais amá-lo.

    Caras legais sempre pedem que ela tome decisões. Eles acham que é ser justo, mas colocam uma responsabilidade desnecessária sobre ela, e isto dá a ele a oportunidade de culpá-la se a decisão não for a mais sábia.

    Caras Legais raramente falam sobre algo que os perturba, e raramente definem claramente o que querem, precisam ou esperam. Eles temem que qualquer tipo de conflito possa significar o fim do relacionamento. Ao invés de negociar, eles repetidamente “aceitam”. Quando ela não aprecia o sacrifício, eles reclamam disto, “Tudo que eu fiz, eu fiz por ela.” como se isto de algum modo os elevasse a um estado de mártir. Uma mulher não quer um mártir. Ela quer um parceiro adulto, equilibrado, que se importe.

    Caras legais acham que nunca vão encontrar alguém tão especial quanto ela é. Eles usam sua adoração como base para dizer que “ninguém vai amá-la tanto quanto eu.”. Ao invés de uma profunda definição de sua devoção, isto é um insulto sutil. É como se dissesse para ela: “Você é uma pessoa difícil, e apenas *EU* posso verdadeiramente te amar, então esteja grata por eu estar aqui.”

    O cara legal precisa acreditar que ele é a melhor pessoa para objeto de seus desejos, porque de outro modo a sua insegurança vai superá-lo com ciúme e medo. A verdade é que existem muitas pessoas por aí que podem ser o par perfeito para ela. Nós raramente paramos de amar pessoas com quem verdadeiramente nos importamos. Mesmo que nós não continuemos a relação, os sentimentos vão continuar… Mas o amor não é mutuamente exclusivo. Nós podemos amar muitas pessoas em nossas vidas e amor romântico não é diferente. Ainda que ele possa amá-la imensamente, vão haver outras pessoas que a amaram muito no passado, e vão amar igualmente no futuro. A ironia de tudo isto é: “Quem iria querer sair com alguém que não pode mais ser amada?”

    Mais do que amar a mulher em sua vida, o Cara Legal PRECISA dela. “Ela é minha Vida, minha única fonte de felicidade…” Argh! Que tipo de peso é colocado nela assim? Que ELA é responsável pela SUA felicidade? Se ligue!

    Outro erro que os Caras Legais fazem é correr atrás da “sorte”. Eles deliberadamente escolhem mulheres com neuroses, problemas, e distúrbios de personalidade, porque Caras Legais”ajudam”. Um Cara Legal acha que “ajudando” esta mulher, ele vai se tornar uma pessoa melhor, amável. Ele acha que vai ter um senso de realização, e que ela vai apreciá-lo e amá-lo mais, por todo o seu esforço e sacrifício. Ele geralmente fica desapontado com os resultados.

    Isto tudo definitivamente termina no fato de que Caras Legais não gostam de si. E que mulheres dos sonhos não gostam deles. Para verdadeiramente amar alguém, você precisa primeiro amar a si mesmo. Freqüentemente Caras Legais confundem obsessão com “amor”.

    • Flávio

      Clap, Clap, Clap.

    • Maffalda

      Esse texto é bom mesmo, o original em inglês está no Heartless B**ches que o disqus não deixa postar o link…

    • Rita

      Um cara legal basta ser ele mesmo. Acredito que um cara legal existe e qdo ele aceitar o seu jeito de ser e perceber que a menina realmente o ama pelo que ele realmente seja, não tera motivo de se esconder e achar que nao gosta de si… A menina quando conhece um cara legal não existira motivos para ele ao menos pensar que ela sentira atraída por outro. Caras legais conquistam meninas legais e meninas legais amam caras legais…

      • aleegs

        boa!! voce disse tudo parabens!!!

      • Paulinha

        Eu namoro um cara assim . E eu amo!!!!

      • Gabriel

        Gostei Rita

      • Guest

        Depois que eu passei a ser eu mesmo e dei uma banana pras pessoas que não gostam de mim, eu arranjei uma namorada e estamos juntos até hoje. A questão não é ser “bonzinho” com segundas intenções, a questão é ser você mesmo e tratar os outros bem, apenas por tratá-las bem. Ficar com alguém não é o fim, é a consequência.

    • Paulo Vinicius Coelho

      Genial cara, muito superior mais profundo e realista que a própria matéria. #PERFEITO

    • Joel Barish

      Poema em linha reta

      Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
      Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.
      E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
      Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
      Indesculpavelmente sujo,
      Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
      Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
      Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
      Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
      Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
      Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
      Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
      Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
      Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
      Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
      Para fora da possibilidade do soco;
      Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
      Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo.

      Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
      Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
      Nunca foi senão príncipe – todos eles príncipes – na vida…

      Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
      Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
      Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
      Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
      Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
      Ó príncipes, meus irmãos,

      Arre, estou farto de semideuses!
      Onde é que há gente no mundo?

      Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra?

      Poderão as mulheres não os terem amado,
      Podem ter sido traídos – mas ridículos nunca!
      E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
      Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
      Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
      Vil no sentido mesquinho e infame da vileza.

      (Álvaro de Campos, um dos pseudônimos de Fernando Pessoa)

      • Arthur

        Poema em linha reta?

      • .

        É o nome do poema em si,não uma forma de escrita do mesmo

      • http://www.prosear.com.br/ Hevanderson

        Resposta perfeita.

    • nara mello

      obrigada pela lucidez. espero que mascus imundos de plantão entendam,agora.

    • nara mello

      ps. “Você é uma pessoa difícil, e apenas *EU* posso verdadeiramente te amar, então esteja grata por eu estar aqui.”

      já passei por isso, larguei o imbecil (que ainda me chifrou) e encontrei alguém INFINITAMENTE melhor, mais sincero e honesto, porque nunca precisou fazer essas merdas de ‘cara legal’ pra me encantar. detesto homem que se faz de santo pra conquistar, pq logo vc vê que o cara é um psicopata latente e que vai querer te matar quando vc acordar e largar ele.
      VERMES

    • Gabriel

      Você só pode ser um cara que não presta né pra falar isso

    • Alex

      Bruno, você fala como se “caras legais” não existissem, eu sempre fui visto assim e nunca fiz isso querendo algo em troca ou com uma mente maligna etc, não sou inseguro, mas sim você foi perfeito na parte de “fracassaram em seus relacionamentos” e sabe por que isso doi mais nos caras “legais”? Por que eles sempre tentam fazer o que é certo, não sacanear o outro, não trair, não é fazer tudo que a mulher quer, mas é tratar bem, etc, etc. Quando você olha para trás e vê que isso não deu certo, é inevitável que você pense, porr**** fiz tudo (ou quase tudo, ou as partes fundamentais) de maneira correta e não valeu de nada, por isso deixei de ser esse “cara legal” em relacionamentos, mais precisamos saber diferenciar, existem pessoas boas no mundo sim, existem caras e mulheres legais, agora minha conclusão é a sua, em relacionamento isso não vale nada, até atrapalha porque “os legais, ou bonzinhos” sofrem enquanto os outros numa proporção infinitamente melhor, estava vivendo sacaneando mesmo então tanto faz como tanto fez.

  • http://www.facebook.com/joaogabler João Vitor Gabler Forni

    Bem, eu por muito tempo fui o amigo. Sempre fui cortez e gentil. Ajudei, apoiei e ouvi as mazelas com namoros e passei pela terrível “época do desapego pós namoro”.

    Hoje namoro a mulher que muito provavelmente será minha companheira para a vida. Trato-a como deusa, mas não desrespeito as capacidades dela. Mimo mas exijo. Faço carinho mas também bato quando é necessário (todo mundo precisa tomar uma ou outra, seja para parar ou para sair do lugar) e o contrário também acontece. Quem não gosta de ser mimado?

    Ela se interessou por mim porque à fiz rir (palavras dela) mas se eu não tivesse tomado iniciativa quando tudo começou, eu estaria do mesmo jeito que sempre estive: sendo o amigo. Ainda há um pensamento de que não se pode ser carinhoso, cortez ou “bonzinho” sem ter confiança ou demonstrar atração. Não é nenhum pecado querer transar com a garota que você se diverte no cinema ou junto com os amigos.

    Seja legal, seja divertido, seja cortez, seja bonzinho mas também seja um cafajeste (não o que a machuca, mas aquele que a faz se sentir uma mulher bela e atraente em aspectos mais do que físicos). Diga que a quer não só com palavras, mas com atitudes.

  • http://twitter.com/robvieirax Roberto Vieira

    Ser bonzinho não faz parte da minha personalidade, acredito que quanto mais real se for melhor é, trato como sou tratado independente da mulher que for e todos sabemos que com a evolução dos tempos tudo mudou, mulheres são mais manipuladoras que os homens e nós temos que aprender a conviver e perceber quando acontecer….

  • Guest

    oi, ontem deixei um comentário aqui, mas não foi publicado.
    se não está de acordo, me desculpe e por favor, me explique, pois
    segundo o regulamento que li sobre postagens me parece que o comentário estava ok.

    enfim, descobri este espaço ontem, por indicação, gostei e também quero contribuir.

    • http://www.facebook.com/viniciusmarcall Vinícius Marçall

      às vezes a plataforma dá pau, velho!

    • Maffalda

      Eu também tentei postar um link várias vezes hoje e depois vi que a plataforma não estava aceitando porque tinha uma palavra gringa que foi banida. Talvez seja isso. Ou deu pau.

  • igor

    e qnto a essa historia de dizer q “homens são todos iguais”??? ja li por ai que as mulheres tem a tendencia d procurar um mesmo tipo de homem, por isso terem as mesmas decepções. mas eu penso que essa de “homens serem todos iguais” é por questao cultural, as proprias mulheres enqnto mães, tias ou paparicadoras de bebes sao as responsaveis pela formacao dos homens. ja me acostumei a ver uma mulher adulta ao elogiar uma criança perguntar a ele: qntas namoradas vc ja tem?(ao mesmo tempo). discordem!

  • André Martins

    Penso que muito do “homem bonzinho”, descrito no texto quase como um psicopata, pode ser encontrado nos homens tímidos ou inexperientes. Talvez seja por isso que esse tipo de crítica ao homem bonzinho sempre desperte tanta fúria de tantos homens.

    • Maffalda

      Dá uma olhada naquele livro mencionado no texto, @google-edf010b42a1f9046b0eed9e90807f6d7:disqus. É bacana.

  • Guilherme

    Só uma palavra a dizer (na imagem)

    • bartira

      Isso é relativo. Ela pode realmente ter se engraçado com ele e tudo bem…
      Antes de mais nada ela também quis por milhões de motivos… cada um é um.
      Se ela quis, melhor ainda.

  • Paul

    Pra começar, pra que eu vou ser amigo de uma mulher? Pra ouvir as asneiras que elas falam? Pq grande parte delas falam de moda, novela, fofocas, mal de outras mulheres, dos cafas que a sacanearam e por aí vai, ouço tudo isso e não serei bem “recompensado” depois, que graça tem isso? Se pelo menos elas tivessem um bom papo, coisa que a grande maioria não tem e depois exigem homens que saibam conversar…

    Não tenho amigas mesmo, tenho CONHECIDAS, é bem diferente, não fico conversando sobre besteiras, não dou intimidade pra isso e assim tenho chances de ficar com elas, depois que comecei a evitar amizade com mulheres, passei a fazer bem mais sucesso com elas.

    Homem que coloca mulher num pedestal, faz inúmeros favores do tipo trocar pneu de graça só pq é mulher não é homem, é um lixo, se querem direitos iguais, que aguentem os deveres, se por exemplo, se vc mulher, teve o pneu do seu carro furado, procure e pague um borracheiro, eu nunca troquei pneu pra uma mulher e me orgulho disso, pois já cansei de ver homens fazendo isso e não ganharem nem um “obrigado”, é por causa desses homens que tá cheio de mulher folgada por aí.

    Eu procuro sempre tratar bem as pessoas independente de sexo, cor, orientação sexual, religião… mas também analiso o tratamento da pessoa para comigo e passo a tratar do jeito que me tratam, não faço distinção, se me trata bem, trato bem, mas se me trata mal… trato mal em dobro seja quem for.

    • bartira

      haha se detesta tanto mulher como parece em seu texto então faça um favor a elas…. fale somente com homens… nos poupe de sua existencia.
      obrigada.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100002434303194 Minerim Soldadim da Real

    Relativismo barato cheio das falacias do politicamente correto, texto chinfrim que emudece a opinião e a conceituação da realidade. Ser honesto, fiel, reciproco não se trata tão e somente se daquele cara ingenuo e inexperiente, o termo bonzinho abrange o etico, o estavel , previsivel e protetor, a bondade e a boa fé do masculino. Este esteriotipo criado pela midia feminista criou um preconceito contra o homem comum e sensato isso virou sinonimo de fraqueza e emasculação, homens assim são vistos como imprestaveis e fracos. Homens e mulheres não são iguais, se fossemos seriamos amebas.A brasileira tem uma identidade sadomasoquista emocional nas relações de genero essa desvirtuação de identidade foi o feminismo e a ideologia esquerdista que forneceram a ela;na busca por uma identidade masculina a mulher pensa que é um macho cafajeste e criou-se um ser caotico e instavel desafeto a fidelidade e monogamia, essa é a auto afirmação feminina; um dos aspectos disso nos relacionamentos é a preferencia por caras que as desprezam e as fazem sofrer, temos uma bipolaridade de sofrer ou fazer sofrer. A autora do texto presta um desserviço ao publico masculino, não é culpa do homem ter carater e ser bom, as mulheres é que estão cada vez menos prestaveis para relacionamento duradouro, são femeas corrompidas pela degeneração promiscua e que aprensentam personalidade instavel e transtornada, numa crise de identidade provocada pelo sexismo. Meu papo é de macho.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100002434303194 Minerim Soldadim da Real

    Relativismo barato cheio das falacias do politicamente correto, texto chinfrim que emudece a opinião e a conceituação da realidade. Ser honesto, fiel, reciproco não se trata tão e somente se daquele cara ingenuo e inexperiente, o termo bonzinho abrange o etico, o estavel , previsivel e protetor,a bondade e a boa fé do masculino. Este esteriotipo criado pela midia feminista criou um preconceito contra o homem comum e sensato isso virou sinonimo de fraqueza e emasculação, homens assim são vistos como imprestaveis e fracos. Homens e mulheres não são iguais, se fossemos seriamos amebas.A brasileira tem uma identidade sadomasoquista emocional nas relações de genero essa desvirtuação comportamental foi o feminismo e a ideologia esquerdista que forneceram a ela, na busca por uma nova identidade a mulher pensa que é um macho cafajeste e criou-se um ser caotico e instavel desafeto a fidelidade e monogamia, essa é a auto afirmação feminina; um dos aspectos disso nos relacionamentos é a preferencia por caras que as desprezam e as fazem sofrer, temos uma bipolaridade de sofrer ou fazer sofrer. A autora do texto presta um desserviço ao publico masculino, não é culpa do homem ter carater e ser bom, as mulheres é que estão cada vez menos prestaveis para relacionamento duradouro, são femeas corrompidas pela degeneração promiscua e que aprensentam personalidade instavel e transtornada, numa crise de identidade provocada pelo sexismo. Meu papo é de macho.

    • bartira

      que festival de besteirol em cara? OU vc não leu o texto , ou tem sérios problemas para interpretar texto. Em nenhum momento ela disse que homem bonzinho é ser fraco…. e o que o feminismo tem a ver com isso:???
      Quem bota homem bonzinho como fraco é o machismo, não seja besta e desinformado. e em nenhum momento ela ataca o homem bom DE VERDADE.
      ela ataca os QUE FINGEM SER BONS….. aprenda a ler antes de defecar pelo teclado como vc acabou de fazer.
      O resto ai que vc disse é um amontoado da mais pura cretinice rançosa que eu já li. volta pra pokebola filho.
      seu papo é de demente isso sim.

      • Leonardo

        “defecar pelo teclado” e “volta pra pokebola” foi show!!!
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • nara mello

      psicopata latente
      POLICIA CIVIL
      181

      DENUNCIE

  • http://www.facebook.com/people/Eduardo-Lima/519405376 Eduardo Lima

    Essa página me dá vergonha, deveriam trocar o nome para Papo de Mangina, pra começar quem escreveu isso foi uma mulher, logo é inválido.
    Que página de araque é essa(papo de homem) que tem uma mulher na equipe? é Papo de homem ou de mulher?Percebe-se o desespero dela em tentar manter os bonzinhos sempre bonzinhos,pois estes são trouxas o suficiente para servirem de motoristas, provedores de baladas, miguxos e afins, e em um relacionamento nem se fala, o bonzinho vive em função de servir a mulher, não é um homem, e sim um pau mandado. E ainda vem falar que a friendzone é uma lenda. Menos minha filha.

    • bartira

      vc está no blog errado….
      vai pro blog guerreiros da real cheio de nerds tetudos frustrados como
      vc , abraços e a até nunca mais….

    • nara mello

      mangina? cade o silvio? tomando muito no cu na prisao?

      kkkkkkkkkkkkk

      vc será o prox. wellington?

      cade o massacre da unb e a extinção de todas as vadias do mundo?

      ja fizeram a suruba gay do fds?

      DENUNCIE

      181

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100003162080726 Renan Gonçalves de Souza

    Perfeito o texto. Adorei a coerência de seu posicionamento ao longo de tantas asneiras comentadas… Lembrei da musica Lôraburra. A letra explica que tem lôraburra com tudo quanto é cor de cabelo, mas as pessoas não quiseram entender, preferiram a mensagem mais rasa possível. EU ODEIO MULHER BOAZINHA. Aquele abraço.

  • jones

    Acho que foi definido apenas 1 tipo de bonzinho no texto. O bonzinho que não tem atitude e acha que tudo vai dar certo apenas sendo bom. Existem outras categorias de bonzinho.

    Acho que o texto é mais uma critica aos homens sem atitude, que normalmente é o “bonzinho friendzone”.

    Eu acredito que as mulheres gostam tanto do bonzinho quanto do canalha. Mas o que chama mais atenção é a mulher gostar do canalha.
    Nós homens somos racionais e temos dificuldade de entender as atitudes emocionais das mulheres (generalizando total)

    Não sei se serve de referência. Mas na balada, o homem faz muito mais sucesso sendo o canalha de atitude, do que o bonzinho com atitude.

    • bartira

      o velho discurso de que mulher prefere os canalhas e bla bla bla……
      mulher é irracional, ilógica e bla bla bla….

      o povo confunde o canalha (tipo-esteriótipo) com ser canalha na vida…..

  • http://twitter.com/joaofranco joaozinho

    Lendo o texto chego na conclusão: Atitude é mais importante que ser bonzinho ou canalha.

    Para os homens concluo: ser canalha não faz você ‘pegar’ menos mulher e ser bonzinho não faz elas te desejarem mais.

  • http://profiles.google.com/1bertorc Humberto Ramos Costa

    Depende muito do que se chama de ‘ser bonzinho’… Se ser bonzinho é ser sem atitude, então a frase é verdadeira e o texto também.
    O conjunto dos canalhas e dos bonzinhos não são excludente… O canalha pode ser inclusive ser ‘bonzinho’ de mentirinha. A vantagem do canalha é que ele tem no mínimo o traquejo da conquista. Eu acho que toda conquista é meio uma ‘mentirinha’. A mulher gosta de se sentir especial e a gente faz ela se sentir assim, mas como tudo na vida a coisa desanda se houver exagero… Se a outra pessoa se anula então no nosso subconsciente ela não tem nada a nos oferecer e deixa de nos atrair, isso vale para homens e mulheres.

  • Lucas

    Muito bom o debate aqui entre o pessoal.

    Só acho que conviver em sociedade é isso, ninguém é igual a ninguém. Tem homens que são “bonzinhos” sim, mas realmente tem muitos que se passam por “bonzinhos” apenas para atingir o objetivo.
    Como muitas mulheres também agem dessa maneira.
    Nós somos livres para escolher com quem andamos. Uma amizade verdadeira não surge de um dia para o outro, pelo menos pra mim.
    É um batalha isso, cada um usando suas artimanhas de forma a elevar seu ego. É a guerra dos 100 anos ! (nunca acaba) …. mas se for nos lugares certos e ter paciência, encontramos pessoas “boazinhas” sim.

  • Anonimo

    Maffalda, eu sou “o bonzinho gente boa que so se fode”……..escondia de mim, sabendo que eu era assim…..Agora nunca me vi tao bem descrito……tomo mais um tapa na cara dentre de muitos que ja tomei e com razao, mas por cegueira (que agora comeca a passar) na epoca nao entendi porque….Sei que preciso mudar mas com um historico de dependecia, perdicao e abrir mao de eu mesmo por uma mulher, amei demais entreguei demais e esqueci de mim mesmo….. hoje sou completamente perdido e nao sei nem realmente quem sou para tentar gostar de mim mesmo…..Ha pouco tempo comecei a meditar na tentativa de me encontrar…..Sei que nao ha regras e caminho certo….mas por onde comecar e o que fazer para sair dessa condicao de perdido como ja descrito por amigos “pau-mole”, “por onde for quero ser seu par”?
    (ps: ja estou atras do livro virtudes do medo)

  • don luidi

    Liberdade e honestidade, sempre!!! O restante vem com o tempo… De ‘bons mocinhos’ o inferno está cheio (rs).

    Ser gentil não pressupõe algum valor em troca. Quando um homem banca o bonzinho-romântico-bajulador em excesso (já errei muito por conta disso) os seus atos ao invés de construir uma personalidade de homem construírão uma imagem de insegurança e imaturidade. Claro, não devemos ser ogros, as meninas precisam de carinho, mas na medida correta.

    Belíssimo texto Maffalda.

  • Maira Canina

    Olá Mafalda, curti muito seu texto. Uma outra coisa interessante que eu já notei, que as vezes alguns homens parecem ter receio de ser gentil ou de cultivarem apenas uma amizade com mulheres. Como se houvesse um certo medo de parecerem tontos e entrarem nessa tal de “friend zone”. Aliás o simples fato de existir esse termo já entrega a maioria desses que se dizem “bonzinhos”. As vezes você quer mesmo ser simplesmente amiga de um homem, e nada mais, por achar ele uma pessoa bacana, e não consegue pelo fato de que ele fica desconfortável nessa condição! O pior é que depois vc ainda corre o risco de ser mal interpretada! Depois nós mulheres que somos complicadas!

  • Caio

    Quando li o título do seu artigo pensei “ué, o que ela quer dizer?”, mas entendi quando acabei de ler o texto. acho que há pessoas bem resolvidas e pessoas má resolvidas, e os “bonzinhos” se encaixam neste último termo. quando não conseguem o que querem (quase sempre) vão pra casa se reomendo, com ódio no coração. enfim…

    • Caio

      E ficou feio o “má resolvidas”…

  • Maffalda

    Aqui está uma tirinha que eu procurei antes de escrever o artigo e (vergonha!) só achei agora: http://papodehomem.com.br/voce-nao-desperta-o-interesse-das-suas-amigas-entenda-por-que/ Obrigada, Luciano Ribeiro.

  • samuel alves

    como não apaixonar facil demais?

  • lawl

    Parece que não existe razão para a existir amizade entre homem e mulher.

  • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

    Bravo! Texto muito bom. Digno de medalha de honra ao mérito pelos serviços prestados a todos os bonzinhos, aos bonzinhos em potencial e, sobretudo, às aturadoras de bonzinhos. Por um mundo com menos bonzinhos!

  • http://twitter.com/Miguel_CRVG Miguel Almeida

    Talvez isso dê certo em outro planeta, porque aqui na Terra…pura utopia.

  • http://www.facebook.com/thiago.ribeiro.77377 Thiago Ribeiro

    Saudades do Dr. Love.. A cada dia venho me afastando mais e mais da revista virtual que se converteu em livro de auto-ajuda.. E dos Pseudo intelectuais que entram na farofada..

  • Bonzinho em Recuperação

    Também sou um bonzinho tentando melhorar, mas ainda dói ouvir essas palavras, estou lendo o livro
    “No More Mr Nice Guy” de Robert A. Glover, ele trata exatamente desse problema e através de exercícios te indica como ir melhorando, estou achando bem útil.

  • Leandro

    Esse negócio de ser bonzinho e ”pagar pau” para a mulher no intuito de que um dia ela seja mais que uma amiga é palhaçada demais. Antes de alguém eu tenho de pensar em mim. Vejo alguns que fazem esse papel e acho deplorável. Só ‘queima o filme’ ainda mais. Para isso eu quero ser egoísta, sim. Eu só não quero acreditar que as mulheres gostem de brucutus ridículos e de apanhar porque várias vezes é isso que tenho visto.

  • NECROMAYHEM

    O ÓDIO É SUPERIOR AO AMOR. AMOR POR MULHERES, SÓ TRAS DECEPÇÕES, DESILUSÕES, DEPRESSÕES, O ÓDIO É O CAMINHO CERTO, SENTINDO ÓDIO NOS SENTIMOS SUPERIORES E NÃO DEPENDEMOS DO AMOR

    O BONZINHO TEM QUE TENTAR O ÓDIO, AÍ SIM ELE DEIXA DE SER OTÁRIO E PASSA A SER HOMEM DE VERDADE, NADA ADIANTA O BONZINHO RECLAMAR, O BONZINHO É SEMPRE ESCULACHADO POR TODOS, A PRIMEIRA COISA QUE O BONZINHO TEM QUE FAZER É SENTIR ÓDIO POR TODOS E CORTAR CONTATO COM TODAS AS PESSOAS QUE CONHECEM ACABAR COM A VIDA SOCIAL E COMEÇAR UMA VIDA NOVA, CHEIA DE ÓDIO PELA HUMANIDADE.

    • nara mello

      DENUNCIEM
      PSICOPATA EM ATIVIDADE

      181

      NAO DEIXEM ESSES VERMES FAZEREM UM NOVO
      MASSACRE DE REALENGO

  • Aline Nardi

    Mafalda, seu texto é ótimo.
    De fato, bonzinhos são brochantes. Honestidade é a coisa mais tesuda do mundo. Não tem nada a ver com canalhada, tem a ver com espontaneidade, o cara ser ele mesmo, isso é uma delícia, não precisar fingir. Canalha é outra coisa e tem a ver com falha de caráter. Essa falta de estabilidade emocional aos bonzinhos – e às boazinhas – enche o saco.Beijo!

    • http://www.facebook.com/ian.spricht.nicht.deutsch Ian Gil

      Acho que essa estratégia também não funciona, Aline. Eu sou um cara bonzinho (mas bonzinho de coração, não uso a bondade como um meio pra um fim), e sou carudo pacas – isso, se claro, estamos conceituando honestidade da mesma forma.

      • http://alinenardi.com/ Aline

        Então você deve ser bom, rs. O bonzinho do texto acima está num tom meio pejorativo. É o mesmo que a boazinha, que é a submissa. Ser bom de coração (mesmo bonzinho como você coloca) é qualidade de caráter e bonzinho não necessariamente é. Veja, não necessariamente! Bonzinhos tendem a esconder as intenções, o que não chega – acho – a ser defeito, talvez seja medo mesmo.
        Mas sinceramente, escrevi e reli: notou como tudo é relativo?

  • JurandiJunior

    Acho que já tem bonzinhos demais por aqui! rs :P

    Infelizmente muitos homens agem como bonzinhos, ou melhor, como babacas, tentando buscar alguma validação em todas as mulheres pelo simples fato de não terem aprendido, durante todo o seu processo de amadurecimento, a lidar com elas.
    Isso não se aprende em livros, seus pais não ensinam (pelo menos a grande maioria), não se aprende em prostíbulos, em consultas com terapeutas ou psicólogos, e os livros de auto-ajuda não vão ajudar tanto assim.
    Isso se aprende somando atitudes de uma vida inteira, logo, uma vida sem atitude consequentemente não tem nenhum aprendizado.

    Desta forma, muitos homens inaptos a um simples relacionamento ou mesmo uma conversa saudável com uma mulher se vêem obrigados a agir como suas avós: doces, meigas, carinhosas e dispostas a agradar suas novas amigas (já que é isso o máximo eles conseguirão com esta abordagem).

    O texto é excelente e condiz muito com a realidade porém falta um pequeno detalhe, uma visão um pouco mais detalhada que não pode ser expressa sobre a visão das mulheres.
    Deixando claro que este comentário não teve nenhum sentido ofensivo ou preconceituoso e simplesmente realista.

    Um exemplo claro que expressa a minha opinião é o de que nenhuma mulher que tenha uma vida social ativa, mesmo que mínima, não sofreu ou sofre algumas dezenas de abordagens de homens de todos os tipos, tamanhos, estaturas, estilos, durante o seu dia a dia. Seja no trabalho, na academia, na balada, algumas mesmo ao acordar quando vão deixar o lixo do lado de fora de casa e estão com aquela cara amassada, olheiras e um bafo de jacaré!

    Ou seja, abordagens masculinas vão sempre estar presentes nas vidas das mulheres, desta forma isto se torna simples e comum diante dos olhos delas. Porém, os seres franzinos esquisitos e incompreendidos ainda estão trancados em seus quartos tentando entender o que há de errado com eles. Porque não conseguem manter uma simples conversa saudável com uma mulher, mesmo que não seja atraente. Os casos mais graves precisam de ajuda profissional (existe muita por aí). Mas creio que a grande maioria só precise de um pouco de socialização!
    Fazer novas amizades (principalmente na ausência de amigos). Aprender a ter conversas saudáveis com seus amigos, desconhecidos, homens, mulheres, cachorros, gatos, papagaios.

    Eu acho que depois de se tornar um “cara normal”, socializado, sem medo de expressar o que pensa ou deseja, ele vai estar naturalmente pronto pra conhecer mulheres e até pra conseguir alguns números de telefone! ;)

    Ps: Essa história já foi vivida por um “certo amigo meu”

  • Pick Up Artist

    As artes venusianas discordam de você, pseudo-feminista! O conceito de ‘homem bonzinho’ não é o que você aborda. É justamente os ideais pseudo-feministas que as fazem pensar assim. O bonzinho é o que te trata gentilmente, te elege como ‘o prêmio’ sem se valorizar, se apresenta honesto (até demais), não se mostra melhor e interessante e cai na falácia do escudo feminista. Mulheres são mais machistas que os próprios homens: me diga, em quantos caras você CHEGOU, dizendo que o achava interessante? Suponho que para quebrar o paradigma imposto, você vai dizer que em vários. Mas no fundo não abriu nenhum, por ter medo de ser posta como vulgar – e acaba sendo machista. Ilusão das mulheres contemporâneas pensarem que são feministas. De fato, você só vai abrir seus olhos – e mente – quando algum homem te olhar da cabeça aos pés, balançar a cabeça em sinal de desprezo e lhe virar as costas.

  • vg

    Queria ter sido o first!

  • http://www.facebook.com/matheus.mauro Matheus Mauro

    A verdade é que essas piranhas só querem saber dos canalhas.

  • realidade

    discordo totalmente de tudo que foi escrito,a realidade é que existe
    homem bonzinho de verdade sim,e é verdade que as mulheres gostam de
    homens que não prestam também.

    eu estive lendo o livro”loucas de
    amor mulheres que amam maniacos sexuais”,e pude perceber que aquelas
    mulheres usam a mesmas desculpa das mulheres ditas normais para se
    envolver com canalhas,por exemplo se você pergunta para as mulheres do
    estuprador maniaco do parque porque elas estão com ele,certamente elas
    iram responder que homem bonzinho não existe por isso que elas namoram
    um estuprador.

    isso é um tipo de texto classico feminista pois está cheio de hipocrisia e de manginas babando ovo.kkkkkkkkkkkk

    • nara mello

      q nojoooooooooooooooooooooooo

  • sdsadas

    discordo totalmente de tudo que foi escrito,a realidade é que existe
    homem bonzinho de verdade sim,e é verdade que as mulheres gostam de
    homens que não prestam também.

    eu estive lendo o livro”loucas de
    amor mulheres que amam maniacos sexuais”,e pude perceber que aquelas
    mulheres usam a mesmas desculpa das mulheres ditas normais para se
    envolver com canalhas,por exemplo se você pergunta para as mulheres do
    estuprador maniaco do parque porque elas estão com ele,certamente elas
    iram responder que homem bonzinho não existe por isso que elas namoram
    um estuprador.

    isso é um tipo de texto classico feminista pois está cheio de hipocrisia.

  • Bonzinho

    Esse texto confunde. Ele coloca como se o “bonzinho” não fosse humano. Só porque ele é bonzinho, não tem o direito de se ofender; nem de se frustrar. Ok, pode ser verdade que grande parte dos “bonzinhos” são emocionalmente frustrados, e alguns santificam mulheres de uma maneira tão exagerada que simplesmente precisam quebrar a cara pra entender como funciona a vida. Mas agora, colocar todos os caras que tentam ser bons e gentis na posicão de falsos, e dizer que estão “objetificando” ainda mais a mulher pelo modo que a tratam, pera aí. Tratar bem é valorizar, e isso aqui só massageia o ego de quem valoriza porcaria, e coloca as pessoas que lutam pra continuar sendo respeitosas em um mundo em que ninguém mais se respeita como os mais baixos e falsos. Falam que “gentileza não significa caráter”, claro que não, mas o fato de alguém estar tentando conseguir algo através da gentileza não reflete o caráter daquela pessoa? Quando nos tornamos tão insensíveis? Se sempre que enxergarmos algo errado em como as coisas funcionam formos considerados “odiadores”, teremos que aceitar tudo? Tudo bem, não tô falando que mulheres têm que simplesmente aceitar o que não as atraem só porque estão sendo “bonzinhos” e aceitar ter uma vida romântica com esses caras. Não, cada um é cada um, e se ser bonzinho não é atraente; paciência, but IT’S TOTALLY FUCKED UP, e isso é fato. E todas as críticas relacionadas a isso não são inválidas. Deve ter uma ou outra que ainda valoriza um cara que tenta ser legal por aí, ainda procuro, mas tem que ter. Não é o caso da maioria? Paciência, mas eu falo mesmo; mulher hoje só valoriza os canalhas. Isso deixa de ser fato? Não. Ué, eu também posso criticar o fato da maioria dos caras valorizarem VADIAS também. E nem venham me chamar de machista por causa desse pensamento, afinal sou contra promiscuidade em ambos os lados, seja homem ou mulher, eu não acho que o fato da maioria hoje comer e dar pra todo mundo e haver essa desvalorizaracão de sentimentos não afete a sociedade como um todo. É obrigacão dos seres humanos ser os melhores seres humanos possíveis para um bom convívio entre todos, e quando alguém abre mão dessa obrigacão, ela não está sendo melhor do que ninguém, simplesmente está sendo egoísta. E o mundo hoje só tem gente egoísta.

    “Claro que nem passa pela cabeça do bonzinho ser honesto e dizer a que veio. Ele espera que a mulher adivinhe que as gentilezas dele são uma abertura romântica”

    A intencão é mostrar para a mulher o quão bem eles a tratarão, porque na cabeca do bonzinho, é isso que ela valoriza, pelo fato dele valorizá-la. Porque ninguém parte pelo pressuposto de que a pessoa é masoquista, né?

    ” No final, tem tanta raiva embaixo do tapete que mal consegue esconder sua misoginia latente quando diz que “essas piranhas só querem saber dos canalhas”.”

    Já comentei isso lá em cima.

    “O bonzinho é uma pessoa emocionalmente instável que está procurando validação o tempo inteiro. Ele não tem seus próprios amigos, interesses e atividades preferidas. Parece que está sempre cantando aquela música do “por onde for quero ser seu par”.”

    Mas que besteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeira. Eu tenho meus próprios amigos, interesses, atividades preferidas, conviccões, objetivos, vontades. Todo bonzinho que eu conheco é um sonhador e são “bonzinhos” a fim de realizar seus sonhos.

    “Por não saber expressar seus limites, o bonzinho acaba atraindo e se relacionando com mulheres também manipuladoras que se aproveitam dele, o que acaba por reforçar essa visão de mundo maniqueísta e estreita. Ele ainda não entendeu: não é que todas as mulheres sejam vacas, só as que aturam ele.”

    Eu sei expressar os meus limites. E ainda assim, atraio pessoas manipuladoras, e corto na hora quando percebo; e isso sempre é bem cedo. A maioria não faz isso, mas eu vejo mais como desconhecimento, incapacidade de perceber as características que apontam a personalidade de alguém, e só descobrem que foram manipulados quando se ferram no futuro.

    É como dizia Machado de Assis: “muito doce: te comem”. E não era pra ser assim, mas fazer o que? O mundo tá “zoado”. Eu queria ser assexuado…

  • http://www.facebook.com/people/Andre-Calazans/1059549884 Andre Calazans

    Sinceramente falando, já venho lendo esses blogs faz algum tempo, tanto blogs masculinistas como feministas, e só o que eu vejo é a sociedade tomando um rumo cada vez mais doentio. A moda agora é rotular criticando quem rotula. São mulheres dizendo que não gostam de homens tipo x,y,z e que gosta mde tipo a,b,c e por outro lados homens frustrados escrevendo em outros tipos de blogs. É como se hoje em dia todos tivessem respostas exatas para todos os tipos de questionamento, só porque viram o Catra falando num programa de televisão ou porque viram debates em outros programas de TV ou porque leram outros blogs ou livros de auto-ajuda. Talvez a vida começasse a ficar mais fácil se todos nós deligássemos essas coisas e passasemos a viver às nossas vidas, eu tô começando a fazer isso e acho que já tá tarde demais, mas de qualquer forma todos temos que começar de algum jeito, ou seja cada um só pode ser o que é, porque ao contrário do que dizem por aí, pessoas não mudam, não dá para sair por aí colocando uma máscara e fingindo ser o que não é para agradar a pessoa pela qual você se sinta atraída ou apaixonada, se ela for gostar vai ter que gostar de quem você é, e não da imagem que você projetou de si mesmo.

  • Obito

    HAHAHAHAHAHAHAHAHA “não é que todas as mulheres sejam vacas, só as que aturam ele.” perfeito

  • Leonardo

    Eu achei um texto legal que fala sobre isso, eu gostei.http://www.sobreavida.com.br/2012/09/04/ela-disse-que-so-quer-ser-minha-amiga/

  • HELLDEATH

    EU DISCORDO DO AUTOR DO TOPICO, ALIÁS, O HOMEM BONZINHO É SEMPRE VITIMA DE BULLYING, ESCULACHADO PELOS OUTROS, PRINCIPALMENTE PELAS MERDALHERES E PELOS MANGINAS, EU SOU MISÓGINO E MISANTROPO MESMO, COM ORGULHO

    OLHA QUANTOS BONZINHOS JA SOFRERAM BULLYING E SOFRERAM NA MÃO DE SERES HUMERDAS, NAÕ É A TOA QUE ALGUSN DESSES BONZINHOS FIZERAM MASSACRES EM ESCOLAS E FACULDADES, COMO O WELLINGTON, O COREANO LA NOS EUA E OS DOIS DO COLUMBINE.

    O SER HUMERDA ADORA PISAR NO BONZINHO E ESCULACHA-LO, DEPOIS ACHAM HORRÍVEL QUANDO ACONTECE UM MASSACRE

    É ÓBVIO QUE MERDALHER ODEIA BONZINHO

    MERDALHER PREMIA OS PIORES, COMO DIZ O SILVIO KOERICH ORIGINAL, DESDA ÉPOCA DA ESCOLA ELAS ESCOLHEM OS PRATICANTE DE BULLYING, DEPOIS NA FASE ADULTA ESCOLHEM CARAS DESCOLADOS ESCROTOS BABACAS QUE GOSTAM DE HUMILHAR OS BONZINHOS, E O BONZINHO É SEMPRE TIRADO PRA FRIENDZONE PELAS MERDALHERES

    SER MISANTROPO E MISÓGINO É UMA QUESTÃO DE SABEDORIA.

    • nara mello

      alerta de psicopata ALERTA

  • LuizZamboni

    Putz, tem uma outra situação chata, quando vc realmente só quer ser amigo e a mulher acha que vc tem segundas intenções…rs
    Aconteceu comigo, semana passada…me senti de certa forma subestimado :S

  • http://profiles.google.com/bard.br Denis Fonseca

    Por isso eu sempre digo a que vim. Sexo. Fim. Eba. Todo mundo sorri.

  • http://www.facebook.com/ian.spricht.nicht.deutsch Ian Gil

    A autora parte de um pressuposto bastante generalizador: a de que todo o cara que é bonzinho na verdade é um calhorda fdp que está usando sua gentileza apenas para fazer engenharia social. Isso é uma visão imatura, preconceituosa e que parte do mesmo princípio de um carinha do tipo descrito no texto que afirma que as mulheres são todas vacas.

    Pourras, eu sou um nice guy e um último romântico com orgulho, e sou de coração! Porém, esse texto (ainda mais por ter sido escrito por uma mulher), só revela que uma grande parte das mulheres está tomando consciência de que realmente não gostam de caras legais e, com textos desse tipo, está construindo um arsenal de justificativas para continuar com seu estilo de preferência.

    Eu concordo que o cara que SE FAZ de legal, conforme mostrado na tirinha embaixo, e depois aproveita um momento de fraqueza da moça para fazê-la se apaixonar é sim um manipulador, um lobo em pele de cordeiro, porém, é extremamente imaturo e ilusório a autora querer colocar todos dentro do mesmo saco e abrir caminho para justificar a preferência feminina por cafajestes (ou, no mínimo, por caras NÃO legais).

    Boa parte desses tipos descritos como “caras bonzinhos” pela autora, refutando-a mais uma vez, na realidade, não são manipuladores; eles simplesmente fazem isso justamente porque aos homens é ensinado que eles devem ser gentis, educados e tratar uma mulher como uma flor. Então, por falta de orientação correta, acabam agindo dessa forma, que é interpretada pelas mulheres como pela-saquice.

    E, pra terminar, ”
    O bonzinho é uma pessoa emocionalmente instável que está procurando validação o tempo inteiro. Ele não tem seus próprios amigos, interesses e atividades preferidas. Parece que está sempre cantando aquela música do “por onde for quero ser seu par”. Essa frase serve de porta-voz predominante nas mulheres hoje: a da falta de solidariedade e de compreensão. E se ele precisa ser cuidado? Mas para grande parte delas, isso é digno de risada, afinal, o homem pra ela precisa ser forte e seguro (inclusive, uma mulher é capaz mil vezes mais de perdoar uma traição a perdoar uma escorregada de fraqueza de um homem). Não é por nada, mas é por razões como essas que realmente acho o feminismo, a “marcha das vadias” e esses movimentos femininos de busca de igualdade uma aberração, pois, no seu comportamento íntimo, as mulheres sempre vão querer o que quiseram desde os tempos mais remotos: um macho dominador, forte, e seguro que coloque-a no seu lugar.

  • http://www.facebook.com/ian.spricht.nicht.deutsch Ian Gil

    E antes que comecem os ataques pessoais e argumentos ad homini, eu digo que as mulheres preferirem canalhas não é uma opinião, mas um fato CIENTÍFICO. Existem inúmeros estudos (o mais recente da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos) que apontam nessa direção.

  • Marcelo

    O 1º comentário do Felipe Escolarique já disse tudo em relação a maioria dos homens!!
    Sem tirar uma vírgula sequer!!!!

  • Laveley

    Esse artigo só demonstra o quanto as obras de NA são corretas ao descrever o comportamento das mulheres e pq os relacionamento atuais não dão mais certo.

    As mulheres acham que o caras “bonzinhos” não são de fato bonzinhos… que são falsos e hipócritas e só atendem as necessidades delas por um motivo egoísta de sexo em retorno as suas gentilezas. Elas não param pra pensar que aquele cara possa realmente nutrir um sentimento genuíno para com elas, e só age daquele jeito pq foi ensinado desde criança que para conquistar uma mulher vc tem que agradá-la e não tratá-la mal.

    A autora desse texto não para pra pensar que toda a SOCIEDADE, e nisso incluo a mídia, a educação e as próprias mulheres, o levam a acreditar que para se conquistar uma mulher tem que dar uma de “bonzinhos” (ser cavalheiro, ser prestativo, fazer de tudo pra agradá-la etc).

    E ai elas preferem os canalhas, os que as tratam mal, os que vão direto ao “ponto”, aqueles que são os mais “ogros” e que só pensam em mulher como um pedaço de carne ambulante que só existe pra satisfazer seus desejos sexuais.

    A mulher atual acha que o “bonzinho” é o cara falso e hipócrita e que o canalha é o cara sincero.

    E é ai que elas se ferram (e os homens também), pq o bonzinho realmente é bonzinho e o canalha realmente é canalha.

    E oq acontece? Bom acontece que o bonzinho vê um canalha pegar a menina que ele idolatra a 10 anos em 2 min e, lógico, resolve largar de ser bonzinho e virar canalha também.

    E a mulher, depois de passar pela mão de tanto canalha e ser usada por todos esses apenas como depósito de esperma, não entende pq não consegue encontrar um homem “decente” para relacionamento sério e ai vai chorar as mágoas no facebook compartilhando aquelas frases ridículas do tipo “nenhum homem presta”.

    É claro que nenhum homem presta. Os unicos que prestaram viraram canalhas pq são estes que as mulheres premiam sexualmente.

    Pra finalizar, o que uma mulher faz quando encontra o homem “perfeito”?

    Vira sua melhor amiga!

    • nara mello

      mascu clássico, botando a culpa na mulher e na sociedade, enquanto enaltece seu próprio ego doente, psicopata latente. quando uma idiota cair na rede (armadilha) dele e depois quiser sair, vai ser mais uma vítima de FEMICÍDIO. Meninas, se detectarem que seu namorado é mascu, CHAMEM A POLÍCIA! sumam da face da terra, deletem suas contas nas redes sociais, arrumem outro trampo e vão viver suas vidas longe dessa ESCÓRIA.

  • Diego Paes

    Acabo de tomar um choque de realidade.O_O

  • David Willian

    Foi um bom post, mas como quase tudo na vida não e concreto. Nós sempre ouvimos “tudo que e demais perde o valor”… Então infelizmente poucas pessoas vão saber valorizar e saberem ser valorizadas…. E como que alguém que
    não tem quase valor algum, vai reconhecer algum valor em alguém e saber valoriza
    á-lo.? Como foi dito sempre haverá aproveitadores… E a questão do valor que citei creio que seja uma boa resposta… E foi o que uma moça disse, tem que ser um gostar mútuo… E tenho certeza que um deve saber valorizar o outro… E pra esse assunto não existe uma fórmula como já foi dito. Infelizmente muitos sabem o que se deve ser feito, para não quebrar a cara… Mas não adianta se tratando de sentimentos nunca será fácil. Existe uma diversidade enorme! Uns sentimentais outros nem um pouco, uns que demonstram outros não mulheres que são decididas e realistas, sexo porsexo, não quer dizer nada. Particularmente acho esses joguinhos que de certa forma tem que existir uma grande palhaçada… E certeza vocês também…

  • Cvrtlik

    Um puta texto feminista. E odeio essas coisas. O fato do homem reclamar é de que naturalmente as mulheres parecem não querer se interessar pelo cara bom, que as trata com dignidade. Elas preferem ir à luta por um canalha mesmo, quebrar a cara, acham que com a liberação sexual e a nova força, devem quebrar a cara, e acham, tolamente que mudarão os caras, ou, todavia, julgam todos os homens cheios de defeitos, e defeito por defeito prefere um machão malhado e bonito que outro normal.

  • christiano moneró

    Se vocês Mulheres chegaram ao Ponto de exigir que o cara seja Gay e Macho Aplha Pegador, bombado , alto, forte e Fiel, tudo ao mesmo tempo, então prefiro as Mulheres profissionais do carinho.

    Elas nào exigem Loucuras. e tenho o melhor sexo da face da terra com Mulheres que eu nunca vou ter na minha vida.

    Desculpas pela sinceridade, mas tenho mais o que me preocupar…. isso tá virando ficção cientifica demais pro meu gosto……

    Tô ficando velho pra esses joguinhos todos…..

  • http://www.facebook.com/elianahmachado Eliana Machado

    HOMENS ENTENDAM DE UMA VEZ POR TODAS!!!!

    -Não é porque somos gentis e rimos de suas piadas, que estamos afim
    -Se ligamos é porque gostamos de conversar com vcs, não porque estamos a fim,
    -Se convidamos pra algo pode ter certeza que vc é expert no assunto e sua Cia é prazerosa, mas isso não quer dizer que estamos afim.
    Pode ate acontecer, mas Entendam… hoje a mulher tem seu espaço e sabe o que quer, se estivermos a fim pode ter certeza que seremos diretas e falaremos sem problema algum, sem fazer joguinhos, afinal somos adultas e resolvidas.
    Então parem de se achar a ultima coca cola no deserto e cresçam, odiamos homens que se acham e acham demais

  • christiano moneró

    Pera , Para tudo

    COMO ASSIM HOMEM BONZINHO NÀO É BOM ?

    BOM É PEGADOR, GARANHÀO E PUTARIA ??

  • http://www.facebook.com/daniel.maia.16121 Daniel Maia

    Please, não confundam “bonzinhos” com “moles”… Quem se fode é aquele molengão, famoso “churrasqueiro” que tempera, assa, aí vem um qualquer e come. E nesse caso a Maffalda disse tudo “Não é que todas as mulheres sejam vacas, só as que aturam ele” e a culpa é toda do nosso camarada… Cadê o amor próprio? Começa respeitando a você mesmo, daí então você vai ver que é muito mais gostoso puxar uma cadeira num restaurante sem esperar nada em troca (esse esquema de dívida é meio freak cara).

  • Pedro

    Quanta bobagem!!!
    Ass: Pós-Graduando em Psicologia

  • moheroi

    goste!!! acho que esse cara sou eu.

  • anonimo

    na maior eu sou a prova viva de que essa onda de ser admirado pelas mulheres por suas qualidades verdadeiras NÃO FUNCIONAM. Viajei numa mina e fiz de tudo pra q ela me desse uma chance, respeitei, tava presente quando ela precisava e na hora do vamo ver ela disse q nunca imaginou tendo algo comigo q ñ fosse amizade, então vey acreditem elas gostam de caras mais informais e menos respeitadores.

    • nara mello

      elas n gostam de imbecis q acham q oferecendo migalhinhas tem o direito de comer o cu delas. vc é podre e ela fez certo.

  • Joel Barish

    Você acha, realmente, que esse seu texto ajuda os homens “bonzinhos” e os “caras legais” a refletirem sobre si mesmos?

  • Joel Barish

    “Fracassados”, “inseguros”, “neuróticos”, “carentes”, “desesperados”, “pessoa emocionalmente instável”…Tsc, tsc, quanto preconceito, quanto estereótipo, quanto rótulo para um perfil de homem…desculpem-nos, não somos perfeitos. =/

  • Ana

    Perfeito! O problema do bonzinho é que ele não é bonzinho! Ele é bem falsinho! Porque ele não abre a porta, paga a conta e se preocupa com o bem-estar dela porque gosta dela. Se assim fosse, ele não reclamaria por cair na friendzone. Ele faz tudo isso esperando uma recompensa: o sexo e o amor dela. Não é por princípios ou espontaneidade. É por interesse. Em outras palavras: o bonzinho é tão filho da puta quanto o canalha, só que desonesto.

  • Pedro

    Pensei que o nome do site era Papo de Homem. Mas só vejo pensamentos feministas e mulheres vomitando imbecilidades o tempo todo nesse site.

  • Angie

    Concordo em partes com o texto, mas, o que me incomoda na historinha da friendzone é a colocação dela para homens que só querem sexo. Isso do quadrinho, eu vejo acontecer mais com mulheres que GOSTAM de um cara que gosta de uma outra pessoa não muito legal e esperam que ele se valorize e goste delas. Já passei por isso. Mas obviamente, são poucos os casos em que a paixão vem assim. Se vc está há muito tempo tendo amizade por uma pessoa, dificilmente vai se apaixonar por ela. Mas, ao mesmo tempo, os melhores relacionamentos vem em muitos casos, de amizades. O erro é continuar amigo com essa expectativa, sem considerar que isso apenas PODE acontecer e que não VAI acontecer. Mas a verdadeira friendzone pra mim é amor não-correspondido, e não essa coisa que eu realmente considero escrota e que está sendo tão falada hj em dia, de se aproximar apenas por sexo.

  • Mauricio

    Generaliza demais as pessoas esse texto. Todas as pessoas que agem parecido têm sempre os mesmos motivos?

  • José Carlos Amador S. M.

    Sinceramente, acho que sei o porquê desse “enigma”. Sinceramente, pensei durante muito tempo assim, e em parte ainda penso.

    Acredito que este ditado é mais marcante na adolescência até os trinta anos de cada uma. Infelzimente, é uma burrice coletiva e preconceituosa. Outro dia, navegando por um site canadense, vi um “meme” que falava “girls like badboys, how are good boys; boys like good girls, who are bad girls”. Concordo. Mas porque? Vamos explicar?

    A nossa querida evoluída sociedade impõe que a menina seja resguardada, educada, inocente, que não se masturbe, que não fale de sexo, que seja higiência, que tenha o cabelo sempre escovado, longo e liso, etc.. O homem tem aquela necessidade de ser competitivo, de ser melhor, de ser sarado, atlético, ser um bom jogador, fazer natação, corrida, ser confiante, bom falador, engraçado, extrovertido, herói quando o perigo aparece, e assistir futebol aos domingos no sofá.

    Devido a isto, aparentemente, existe um ritual obrigatório de cortejo entre homens e mulheres que desejam ficar juntos. Ela fica inibida, ele cofiante passa o braço nos ombros dela e a elogia enquanto suas bochechas coram. Ela deve resistir, se não será puta. Ele deve insistir mais, talvez falar bem dos seus olhos, do seu cabelo, da sua roupa, de como ela é a mulher mais linda que ele já viu. Aí elogia a inteligência dela e o caráter, e passa a mão no rosto dela. A menina deve então permanecer quieta. Conforme ele se aproxima do rosto dela, ela não se mexe. Se faz trêmula apenas e recebe passivamente o beijo dele.

    Pena! Por muito que os homens sejam mais práticos que as mulheres, acho que Deus me fez muito extremo. Não tenho paciência para mulheres enroladoras, não acho graça qualquer em criar um “script” para a paquera e usar o mesmo discurso vencedor com cada mulher na balada.

    Tenho 24 anos, e desde que eu saí com a primeira mulher (aos 16) posso confirmar que todas tinham mais 30. Porque? Acredito que com a idade, com a desinibição natural quanto a tabús (tanto do homem quanto da mulher, mas principalmente da última) fica mais fácil ser honesto. Fica mais fácil convidar uma amiga, sem segundas intenções (porque afinal você não tem que ser o pegador). Fica mais fácil dizer “você é uma mulher magnífica” porque se tudo der errado, somos adultos e não vamos fazer disso uma crise amorosa. Todos os sinais são mais rápidos, mais óbvios, mais genuinos. Há mais confiança, especialmente dela. Não há mais necessidade para aquele protocolo de aproximação falso, para aquele cortejo programado.

    Talvez o caldeirão hormonal da adolescência permita que o homem veja a mulher não apenas para levá-la para a cama, mas pelo resto.

    Eis que sempre odiei estes esterótipos. Nunca fui o cara que gostava de esportes, especialmente competitivos. Sempre preferi judô em vez de futebol, livro em vez de novela; odeiava aquela rodinha de colegas que se formava para falar como fulana era gostosa, nunca falei para ninguém como foi o meu encontro com uma mulher, ou que eu “peguei” alguém (até porque abomino essa expressão). Então, sempre tive maior afinidade com pessoas velhas, quer em relacionamentos pessoais, quer em amizades. E mais: sempre tive mais amigas do amigos. E sim, me considero um dos caras bonzinhos e nunca precisei ser falso como muitos aqui comentaram (aliás, sempre fui “bonzinho” desse jeito com todos: homens, mulheres, etc).

    Agora, eis a verdade reveladora. Muitos homens conhecem uma mulher com uma simples intenção. E já adianto: não é casar e viver um conto de fadas. O problema não é ser bonzinho, não é ser o “Cara Legal”, mas sim perceber que a falsidade é melhor que a honestidade, que o respeito.

    Eis a minha singela contribuição.

  • Tom

    Eu acho que a autora teve que distorcer bastante o que se considera um cara bonzinho para poder defender as mulheres.
    Bonzinho é simplesmente o cara que trata bem, gosta de verdade. E tratar bem significa tratar de igual para igual, com honestidade e sinceridade, e não simplesmente endeusar. As mulheres também não costumam gostar desses. Enfim, tem toda uma psicologia que explica.

    O ato é que as mulheres em geral, ou pelo menos as mais novas, até uns 25 anos de idade, se atraem preferencialmente por canalhas.

    Qualquer um sabe que em dicionário de mulher não existe a palavra “bonzinho”, no lugar está “bobinho”.

  • Matheus Venancio

    Gostei muito!

    Sabe porque as mulheres ficam interessadas por ”cafajestes”? Por que esses tem A CORAGEM (coisa que que vc não tem) de assumir os seus sentimentos, ele é honesto com ela desde o primeiro momento que a viu. Já tive problemas com isso, eu não me considerava um ”bonzinho” mas ”freindzone” era comigo mesmo! Agora depois dos ensinamentos da vida compreendi que nenhuma mulher ler mentes, você deve ABRIR A BOCA e ”dizer a que veio”.

  • elias

    Texto ótimo mafalda, já li varios textos de supostos bonzinhos se reclamando. Sabe-se que existe mulheres pilantras, mas generalizar não é coisa de gente onesta, entres estas pessoas está com certeza o (suposto) bonzinho.

  • Pingback: Mais 4 informações úteis sobre friendzone | PapodeHomem

  • Marcos

    Na real, ótimo texto. Me veio em uma hora excelente pois hoje entendo perfeitamente como funciona esse lance de pessoas que eram extremamente dependentes ou carentes de afeto. Eu era assim. Tive uma pessoa que foi praticamente perfeita nos meus braços mas graças a arroubos de imaturidade, ser uma pessoa anti materialista e me doar demais a essa companheira, acabei por estragar algo que poderia estar dando certo até hoje. Mas aprendi e concordo com esse texto em gênero, número e grau.
    Não concordo com esse lance de que existam mulheres perfeitas, autênticas princesas encantadas esperando por seu cavaleiro branco ou sei lá o que. Todas as mulheres são instigantes, umas mais e outras menos, mas todas são. Na real quem faz a diferença é o homem. Sem machismo ou feminismo, mas os caras que são não auto suficientes mas seguros de si, se dão bem, pq sabem se colocar, afinal personalidade é igual bunda, cada um tem a sua. É o homem que tem de afirmar como ser humano e fazer a diferença, mas sabendo dar a sua parceira o tratamento exato. Eu pensava que era maduro, mas na verdade não era.
    Primeiramente o erro crasso que esses caras inseguros cometem (se leia insegurança, não timidez) é querer da parceira que o mundo dela gire em volta do umbigo dele. Cara isso é um erro cabuloso!
    Primeiro mulher tb tem necessidades. Precisa de amigas, precisa de espaço, precisa de ar para respirar para que lá na frente possa fazer seu homem feliz. O problema é que na maioria das vezes com o avanço do relacionamento e com o aparecimento de espíritos de porco para melar o meio campo (e sempre aparece um ou outro), e com isso rola aquela tentação de controlar tudo e vc começa a pensar “ah agora eu faço como ela gosta e agora ela come nas minhas mãos”, tolo! Ledo engano seu. O que vc faz, muitos podem fazer, e melhor que vc. Amor tem a ver com mais do que apenas um momento de fraqueza, é algo que precisa de cultivo, como regar as plantas ou algo assim, é diário, tem a ver com confiança e um monte de coisas, que atualmente tem sido esquecidas nos relacionamentos modernos. Hoje a galera tem levado as coisas excessivamente para o lado material e achando que isso pode resolver as coisas. Daí temos visto péssimas criações e filhos problemáticos. Segurança é tudo. A imagem que um pai deve passar deve ser firme mas sem autoritarismo, o filho deve aprender que as pessoas tem o direito de fazer o que quiser. Livre arbítrio, porém com responsabilidade de seus atos.
    Como palavras são só palavras, deixo essas aqui, porém espero que minha história possa ajudar a outros a sei lá, quem sabe achar seu próprio caminho.

  • nara mello

    ‘Gentileza não-solicitada frequentemente tem um motivo secundário.’

    por isso que nego veementemente qualquer aproximação de qualquer tipo com qualquer pessoa que me ofereça qualquer coisa. tenho problemas demais para lidar com um psicopata em potencial (aka homem bonzinho). podre,podre,podre.

  • Gabriel

    Quer dizer quem é cara legal é fracassado, eu sou um desses tipos e digo que não sou fracassado. E digo uma coisa sobre esse post quem sofre são os caras safados, cafajestes e traíras que não tem repeito. Desrespeitam elas, tratam elas como se fossem objeto, acham que a única coisa que importa na mulher é o corpo, não se importam com um relacionamento sério, não se importam se a mulher ta sofrendo ou não depois de uma traição. As únicas mulheres que eu acho que gostam de sofrer são aquelas que só gostam de caras que nem se quer se importam com elas, tratam a como objeto, nem se quer se importam com um relacionamento sério, que são capazes de trair sem piedade. Pelo o cara bom se importa com a garota, se importa com o relacionamento, é mais fiel, dar a valor a garota que ele tem, não trata ela como objeto, demonstra amor de verdade (amor que nunca um homem cafajeste e que não presta demonstro).

  • Gabriel

    Infelizmente safados e cafajeste tem uma porcentagem de 99% enquanto os que prestam existe em uma porcentagem de 1% e eu entro nesses um por cento. Quando me interesso por uma garota me interesso pelas qualidades e não pelo corpo.

  • fabico

    aos meus 31 anos,sem sequer ter ido a esquina tomar um sorvete com uma mulher na vida,eu tirei as minhas conclusoes sobre mulheres,estes seres sao totalmente irracinais e voluveis! eu desisto,vou cuidar de minha vida e de meu futuro sozinho que ganho mais!

  • Alex

    Maffalda gostei do seu texto, estou nesse momento de transição, era esse bonzinho, que teoricamente faz o que é certo, não serei mais, agora, um meio termo disso é praticamente impossível, por isso muitos como eu acabam virando cafajestes ou entram em um processo sabático, enfim “ninguém disse que essa coisa de relacionamento seria facil” acho que o erro foi daquele(s) que nos diferenciou dos animais, começo a acreditar que não nascemos para a monogamia, e toda essa coisa “criada” nesse sentido faz com que alguns (como eu) vivam essa ilusão, depois saímos como chatos, como “grudentos” etc, então migrarei no alto dos meus 25 anos estou migrando para o outro grupo, simples assim, continuo acreditando no amor (dos outros), e torço para todos que passam por isso sejam felizes, mas eu estou fora, pois para mim não existe amor, sem “romantismo” e sem ambos serem “bonzinhos” mais isso no mundo real é visto como algo Chato pra c**** e normalmente acaba com sacanagem (não, meu relacionamento não acabou com uma sacanagem, mas normalmente é assim…) e nunca agradará de verdade as mulheres, só um pouquinho de fingimento de romantismo, de leve, ambos sabendo que é mentira, mas faz parte do jogo, como bem fazem os cafagestes e vivem muitos bons momentos tambem por isso com várias belas companhias, vivendo e aprendendo.

  • Eduardo Lima

    o Bonzinho é o resultado da criação de filhos com uma figura Paterna fraca ou sem ela. Resultado é que o infeliz fica tanto tempo só e deixado de lado pelas mulheres, quando finalmente ele está pronto, carro, emprego e finalmente descola uma mulher a coloca em um pedestal e ficam adorando-a …e quando a perdem, alguns até se matam, um cara bem sucedido mas sem a malícia para diferenciar uma mulher de outra.

    É um mal em nossa sociedade hoje, industria do casamento&Divorcio está a todo vapor gerando seres ridiculos, milhares de homens sem uma figura paterna de peso com valores tradicionais e milhares de homens criados com leite e pera ensinados a dar flor pra primeira piranha que passar na frente deles, por favor heim, vamos educar melhor nossos filhos.

    Negar que mulher joga sujo é falta de caráter, juro que gostaria de entender um site que é pra homens mas que a meu ver só serve como meio de doutrinação esquerdo/feminista.

  • disqus_gBamZnLnpb

    Hummm… Nesse teatro dos papéis socialmente predominantes, qual gênero realmente está na posição de “sentir-se no direito a…” Será possível que ambos os sexos eventualmente se imaginem nessa posição?

    Uma questão que pode ajudar na reflexão: existem mulheres “boazinhas”? Sim? Não? Por que? Qualquer resposta merece uma justificativa… “:0)

    http://www.youtube.com/watch?v=a9XDb0nxSO4

  • Cleveland

    Não entendi direito a argumentação.Homem bonzinho realmente só se ferra mesmo;seja ele o ‘manipulador’ do texto ou o bonzinho bem intensionado.Boa parte das mulheres não se sentem atraídas por esse tipo de cara.

    A preferência ,via de regra, é pelo cara que proporciona fortes emoções nela.Como uma minoria de homens consegue proporcionar isso,esses poucos se tornam os pegadores,cafajestes,amados e odiados ao mesmo tempo pelas mulheres.Isso não é um defeito da mulher,mas apenas uma característica inerente de sua genética.
    Basta comparar o cérebro feminino(mais desenvolvido no campo emotivo) do que o dos homens.

    Dica para as mulheres: qualquer homem pode e provavelmente irá te ver como possível parceira sexual,seja ele qual espécie de bonzinho for.É a testosterona,é natural do homem.Então é provável que o amiguinho que se faz de eunuco perto de vocês esteja querendo comê-la.

    Ou vocês fazem a caridade de dar pro mané, manda ele se catar ou ainda pode tentar extrair o máximo do bocó.Como as feministas mais extremas falam: a bucet@ é o poder kkk.

  • ricardo

    a maioria das mulheres preferem os homens ricos ou safados. desvalorizam os homens legais ou humildes.

  • Ronaldo Skyhunter

    O lance é que, se boa parte das pessoas prestasse atenção em algo além do próprio umbigo, certas situações constrangedoras seriam evitadas. E ao invés de tentar melhorar o próprio status perante uma pessoa por algum motivo pífio ou totalmente egoísta, reservar um tempo pra si. Algo essencial pra se reavaliar como pessoa e evoluir um pouco a cabeça também.
    É de graça e não tem contra indicação.

  • Flávio

    Se o tal “bonzinho” o é pura e simplesmente para ter aceitação instantânea e sistemática, então é ruim, pois a máscara não dura para sempre, se o “bonzinho” é uma pessoa autêntica e sem medo de ter seus momentos e deslizes humanos,
    (” demasiado humanos”?rs), então está td certo!

  • jackson franquelim

    Atenção todos vocês! Encarem a realidade e deixem de mimimizinho.
    “Nos, os machos héteros legítimos, tentamos trapácea-las para receber sexo sem dar amor, o que é errado. Elas, as fêmeas, tentam, insistentemente nos trapacear para receber o máximo de amor sem dá sexo e o amor de volta, o que também é errado. Em ambos os casos há um jogo desonesto e sujo, uma guerra. Entretanto há uma diferença: nos as queremos muito e elas nos querem pouco. Está é a razão pela qual quase sempre perdemos nos jogos emocionais.” (Nessahan Alita)

    • Marcelo

      Bem corajoso da sua parte em trazer o debate para a realidade, brother. Como já disseram aqui mesmo nos comments, dizer a verdade é algo perigoso e que ninguém realmente quer fazer.

      Mas já que levantou a bola, vou acrescentar o seguinte: não é nem que elas “nos queiram pouco”, é que o que elas atavicamente querem – um macho provedor – é algo que teoricamente podem conseguir de qualquer macho da espécie, pelo menos dentro de uma certa janela de tempo durante a qual elas podem se manter desejáveis (ou até depois disso, dada a disponibilidade de betas que se sujeitam a pegar esses restolhos de baladas que chegam aos 28 anos solteiras, perdem a pose rapidinho e passam a considerar como ótimos prospectos aqueles mesmos “bonzinhos” que lhes eram repugnantes dez anos antes.)

      No caso dos homens, nós queremos ou bons genes para fins de procriação, ou fêmeas altamente disputadas para fins de inflar nosso ego. Em qualquer dos casos, a oferta é muito menor, e é por isso que ficamos numa posição de desvantagem.

  • Thiago Di Rosato

    Quando eu era criança, lembro-me de chegar sem cerimônia alguma nas meninas e dizer que queria beijá-las. Era simples assim! não tinha rodeios. Tinha 5 anos e já queria beijar todas as gurias bonitinhas da minha rua. O tempo passou, virei adolescente e…Me tornei um puta de um palerma filho da puta, que, até os 15 anos ficava com medo de abordar o sexo oposto. Tudo por causa de quê? Porque eu comecei a dar ouvidos às bobagens que a sociedade dizia de como ser um rapaz interessante. Toda aquela merda aniquilou a essência que já vem no DNA de todos nós, homens. Essas merdas de crenças fodidas: seja muito educado, querido, gentil, bondoso, trabalhador, idôneo… Não que isso não seja bons adjetivos; o problema é que a atração sexual está muito além de qualquer preceito social, ético e moral. As mulheres atraentes não vão s einteressar por ti, só porque tu fundou uma ONG ou porque tu leva a tua avò à missa todos os domingos. O know-how está na nossa genetica e as crenças absurdas acabam por tolhir o ímpeto másculo que a maioria de nós, homens, temos. Portanto, senhores, se desejam ter mais sucesso com o sexo oposto– na minha modesta opinião– procurem estar em evidência naquilo que fazem, ostentem poder(sem muita prepotência), viagem sempre que puderem, mantenham o corpo em boa forma; instruam-se e adquiram gosto pela cultura, ciência, artes e gastronomia e a autoconfiança, automaticamente, aparecerá.

  • Diego

    Essa pagina chama papo de homem ou papo de mangina? pqp…parei de seguir]

  • horta

    THIS!

  • Wanderson Tranquilino

    Me lembrei da música do “rei” Roberto.”Esse cara sou Eu”.

    Sei que gentileza gera gentileza mas,no campo afetivo, para cada ação nem sempre há uma reação correlata.Pois é.Não importa tão “phoda”você seja para uma mulher.Pode acontecer de ela lhe voltar profunda antipatia.Vai entender…

    Acho que o cara bonzinho/legal,descrito na música e no artigo é um engodo.Pois ninguém é legal todo o tempo.Figura muito relativa aos contos de fada da infancia onde o príncipe se fodia para salvar a princesa meiga e dócil,igualmente um outro engodo por si só.Pura frescura.
    Esses mitos acontecem por que é muito difícil definir as causas de um fim de relacionamento.Um puxa a sardinha pro lado do outro.Creio que aquele que tem maior carência afetiva é o que perderá,afinal de contas.Ou ganhará,dependendo do ponto de vista.
    O cara bonzinho vai aprender por si mesmo que a mulher ideal não “ecsiste”.Por outro lado a mulher vai aprender que o príncipe encantado,caso ele exista,é um panaca e não é aquele que ela está procurando,pois há sempre um certo maquiavelismo por detras disso tudo,de ambos os lados.Fato.
    É.Lidar com o ser humano é uma das coisas mais difíceis da terra.

  • Jefferson Moreira

    Traduzindo… o bonzinho é um otário que só se fode por não saber ter a atitude de um cara normal (que equilibra os lados bonzinho/safado/companheiro/decidido).

  • Paulo

    Eu tentava conversar, ouvir e ser um cara legal. Até conseguia conquistar algumas e acabava perdendo-as por falta de atitude. Ai decidir ser mais direto, franco, curto e grosso. Falar pouco (é incrível como algumas pessoas morrem sozinhas pela boca). E deu certo! No fim acho que o mais difícil era entender quando uma mulher quer que vc a surpreenda e roube um beijo dela, e quando uma mulher vai te acusar de estupro.

  • Gabriel Girnos

    Doeu.

  • VianaSkull

    Pra formação de “manginas” o site é excelente.
    Agora deixem de ser um bando de “Lambe-Saltos”, seus fracassados e alistem-se
    na REAL: https://www.facebook.com/blogmetendoareal

  • Pingback: Feminismo para homens, um curso rápido | PapodeHomem

  • Pingback: Cavalheirismo é machismo | PapodeHomem

  • Heverton

    Otários só se ferram,caras legais partem pra outra, o mundo é feito de interesses, até mesmo quando se está com alguém que você ama,vc está com ela por interesse,seja lá qual interesse for,sexual,intelectual,financeiro”é baixo nível” mas existe, o zé mané que acha que não é amado e fica se submetendo a tudo para os outros só se f***,acabo de ficar solteiro, mesmo gostando dela,não penso em me martirizar,ela não quis?? vai ter quem queira, é um ótimo começo para as coisas darem certo(OTIMISMO),cabeça erguida,seja você mesmo,seja interesseiro sim quando se tratar de simplesmente “pegar” alguém ou quando estiver de fato apaixonado, já diz o velho ditado: No amor e na guerra vele tudo,desde que você esteja sendo honesto consigo mesmo e não faça a outra pessoa sofrer, você se torna uma pessoa mais feliz quando descobre que só depende de você mesmo para ser feliz, o outro(a) será seu complemento,mas antes de mais nada você só será feliz quando estiver feliz consigo mesmo,ai fará uma pessoa feliz que retribuirá de maneira honesta,tenho certeza que os “caras legais” também tem vez, não se torne uma pessoa pior achando que porque você vê certos relacionamentos em que o cafajeste sempre ganha,mas quando estiver com uma mulher na cama faça bem feito,invente,surpreenda,mulher gosta de homem que a surpreenda,ficar naquela de ser um bocó que não faz nada pra agradar uma mulher achando que tudo viá como mágica,você não é um cara legal que só se fode, você é um otário que acha que é legal kkkkkk

  • Pietro Castagnaro

    E você teve seu dia de “bonzinha”

  • Pingback: Feminismo para homens, um curso rápido em 25 lições, por Alex Castro | Portal Geledés

  • Pingback: Feminismo para homens, um curso rápido em 26 lições, por Alex Castro | Portal Geledés

  • Dani Morais Abreu

    Caramba, ouço demais isso.
    Infelizmente, os caras que costumam usar essa frase são “legais” apenas por interesse. E o pior: eles mesmos parecem não perceber isso. Como se ao invés de lidar uma mulher, uma possível parceira ou uma transa q seja, eles estivessem lidando com suas mães e fazendo birra por não conseguirem o prêmio depois de se “esforçar tanto” para cumprir suas tarefas.

    Esquisito demais.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5551 artigos
  • 662556 comentários
  • leitores online