Câncer de testículo: um relato

Autor Anônimo

por
em às | Debates


O herói mais querido (pelos nerds) da DC

“No dia mais claro, na noite mais densa,
O mal sucumbirá ante a minha presença.
Todo aquele que venera o mal há de penar,
Quando o poder do Lanterna Verde enfrentar.”

Ele foi escolhido. Ele fez o juramento. Ele decidiu salvar a Terra.
Não perca a estreia de Lanterna Verde no Cinemax.

A intenção desse texto não é assustar ninguém, mas apenas compartilhar com os leitores PdH a visão de alguém que recentemente venceu uma batalha e se sente na obrigação de informar sobre o problema. Até porque o câncer de testículo é um dos poucos tipos que partem do princípio de cura e não de sobrevida – com uma média de 95% de chances de cura mesmo com metástase instalada.

É deste problema que o ciclista Lance Armstrong e o jogador brasileiro de basquete Nenê, do Denver Nuggets, sofreram. Agora ambos vão muito bem.

Aviso que não sou médico. Todo o conhecimento exposto aqui veio da vivência do problema. Já que não tenho cacife para esclarecer dúvidas científicas, apenas explico o meu ponto de vista e deixo a parte casca grossa com o Dr. Health para que auxilie quem tiver dúvidas nos comentários.

Descobrindo os nódulos

Em outubro de 2008, quando estava morando na França, notei dois nódulos na extremidade do meu testículo esquerdo, indolores e assintomáticos, descobertos pela velha mania masculina de “coçar o saco”. Levei muita sorte, pois na maioria dos casos o tumor cresce no interior (miolo) do testículo e é mais complicado diagnosticar o problema antecipadamente.

Quando o tumor é interno, sem a possibilidade de senti-lo apalpando, o volume do testículo cresce aos poucos, porém sem dor e sintomas adversos. O silêncio da doença é o maior perigo, pois quando tardiamente descoberto há mais possibilidades de se instalar a metástase, processo que leva o câncer para outras regiões do corpo.

Fiquei mais um mês e pouco mastigando o problema, pois o meu plano de saúde gringo só cobria emergências, achei que era alguma reação adversa da Finasterida (remédio que eu tomava para prevenir a calvície) e enfim parti para o Brasil. Se  você usa Finasterida, fique tranquilo: todos os médicos a excluíram como causa do problema.

calcinha-mulher
Elas podem ter câncer de mama e ovário, mas pelo menos não tem um saco pra se preocupar.

Primeira consulta: o histórico de vida

Logo que cheguei ao Brasil, a primeira coisa que eu fiz foi agendar uma consulta com um urologista do interior de São Paulo, região onde morava. Ainda sem saber do que se tratava, estava otimista em relação ao problema, afinal eu nunca tinha tomado nenhum anabolizante ou derivado (os principais causadores do câncer de testículo). Pedi uma sugestão de um urologista para um amigo e fui a caminho da consulta.

Logo que cheguei ao consultório, o médico me pediu um histórico de vida em forma de questionário. Fumante? Só na balada. Casos de câncer na família? Avô no estômago. Bebe? Socialmente. Entre outras perguntas menos relevantes. Arriei as calças, deitei na maca, então o médico apalpou meus dois testículos de forma brusca para sentir a rigidez do nódulo, geralmente nódulos mais moles e macios são fibroses ou bolinhas de gorduras, entre outras coisas.

No meu caso, era um nódulo mais duro, até então sem diagnóstico de maligno ou benigno. Depois de constatar as características superficiais dos tumores, o médico me pediu quatro exames. Três de sangue conhecidos como marcadores e um ultrassom. Os de sangue eram: DHL (desidrogenase láctica DHL, beta HCG e alfafetoproteína) e o ultrassom era da bolsa escrotal.

Exames feitos: todos os resultados normais e o ultrassom também normal. O médico pede então que eu retorne depois de três meses para ver como o tumor/nódulo iria evoluir.

Segunda consulta: o médico indeciso

Depois de três meses de espera, sem sentir absolutamente nada, nenhum sintoma desagradável e agora morando em São Paulo, retorno ao médico que consultei no interior para refazer toda a rotina anterior, exame de apalpar, três de sangue e um ultrassom.

Os resultados dos marcadores de sangue mais uma vez normais dentro dos valores referências, e o exame de ultrassom levemente alterado. A dimensão dos tumores tinha crescido de forma tímida, porém tinha crescido e não regredido. É nessas horas que é essencial a presença de um bom médico.

Esse primeiro urologista do interior (cujo nome omitirei) colocou a decisão em minhas mãos. Alto lá, Doutor, o médico aqui é você! Não entendo praticamente nada sobre o problema e agora tenho que decidir se espero por mais três meses ou se faço uma cirurgia para extrair o testículo esquerdo? Ele me pediu então para fazer mais uma vez os benditos exames citados anteriormente e dessa vez um dos exames de sangue estava um pouco anormal. O restante igual.

Terceira consulta: a resposta de um bom médico

Saída pela direita, hora de procurar um especialista com currículo fodástico. Saúde em primeiro lugar, sempre. Fui para a terceira consulta com o Dr. Marco Arap, médico urologista com especialização em Oncologia, que presta serviços para o Hospital Sírio Libanês. Ele me pediu um breve histórico, assim como o médico anterior, e todos os exames que foram feitos previamente.

Após uma breve análise e uma apalpada nas minhas bolas, a resposta foi curta e grossa: “Você tem o testículo direito em perfeito estado, você poderá ter filhos normalmente só com ele. Se fosse alguém da minha família, eu tiraria esse testículo esquerdo pois, do modo como ele está, tenho minhas dúvidas se trabalha com eficência para o seu organismo. Em relação à estética fique tranquilo, vou colocar uma prótese de silicone no lugar do testículo extraído. Isto se ele for maligno. Se for benigno, vamos retirar os nódulos e recolocá-lo.”

Cirurgia: a retirada do testículo esquerdo

Marquei a operação com o Dr. Marco Arap no dia seguinte à consulta, no Hospital Sírio Libanês. O processo chamado de Orquitomia (retirada do testículo) é uma cirurgia rápida, tanto na na extração como na recuperação. Anestesia geral, extração do testículo esquerdo e biópsia superficial pelo patologista feita no local.

O tumor infelizmente era maligno e já tinha contaminado outras partes localizadas, como o cordão espermático. O câncer inutilizou por completo o meu testículo esquerdo, com necrose (estado de morte de um tecido ou parte dele) em mais de 65% da sua extensão. O testículo esquerdo foi extraído por inteiro – em seu lugar, colocaram uma prótese de silicone.

Recuperei-me completamente. Em uma semana já estava trabalhando.

dois-baloes
Essa era a parte saudável não afetada pela necrose, antes da cirurgia.

Quarta consulta: o nome do problema

Essa consulta foi para analisar o curativo, a recuperação da cirurgia, a adaptação da prótese e pegar o resultado detalhado da biópsia. Carcinoma embrionário não-seminomatoso, eis o nome do problema.

Missão cumprida do Dr. Marco Arap. Fui então encaminhado para um oncologista, Dr. Artur Katz, também do Sírio Libanês, para ver como seria o tratamento, ou mesmo se era necessário fazer um.

Quinta consulta: mais exames

Levei uma sacola com todos os exames que eu tinha feito até o momento para o médico oncologista, fui questionado mais uma vez sobre o meu histórico familiar e sobre os meus hábitos de vida e parti para a maca para ser examinado novamente. Apalpou meu pescoço e o meu abdômen. Boas notícias: gânglios ausentes. Quando há gânglios em outras regiões do corpo, é sinal que pode existir metástase.

Então ele me pediu mais uma bateria de exames. Os mesmos anteriores que vocês já conhecem, mais uma tomografia da pélvis, tórax total, abdômen e um espermograma.

Sexta consulta: cirurgia ou quimioterapia?

Graças a Deus, tudo certo: ausência de metástase na tomografia, espermograma fértil, marcadores de sangue todos normais. Porém, quando falamos de câncer, todo o cuidado é pouco. No meu caso, as chances do câncer ter migrado para outra parte do corpo eram de 35% (1 em 3).

O fato da tomografia e dos exames complementares não ter localizado nenhuma célula cancerígena não significava que o problema estava completamente resolvido – era somente um prognóstico ao meu favor. Havia a possibilidade de ter células invisíveis em outras regiões do meu corpo, que poderiam se desenvolver caso nenhum tratamento fosse feito. Simplesmente acompanhar fazendo exames não era a decisão mais prudente, levando em conta que os meus exames anteriores resultaram normais e eu já estava com o problema instalado no corpo.

Então foram propostos dois tratamentos para o meu caso: uma cirurgia para a retirada dos linfonodos (ou gânglios linfáticos) na região do retroperitônio – para onde a célula cancerígena do testículo tem como hábito migrar – ou uma sessão de quimioterapia. O oncologista estava inclinado pela cirurgia e o urologista pela quimioterapia.

linfoma_testiculos
Os testículos já não são a coisa mais bonita. Imagine assim então…

Ambas as medidas eram profiláticas, levando-se em conta que o câncer não tinha sido localizado pela tomografia em outra região do meu corpo. Depois de muita conversa com amigos e médicos oncologistas, cheguei à conclusão de que a melhor opção de tratamento era a quimioterapia. Sou jovem (tenho 28 anos) e a cirurgia, além de ser longa, demorada e invasiva, poderia me deixar infértil, pois poderia ter como efeito colateral uma ejaculação retrógrada, que é quando o sêmen em vez de sair pela uretra toma a direção da bexiga.

A quimioterapia também pode deixar infértil, mas é uma chance menor. Para sanar esse problema congelei o meu sêmen para garantir a prole caso eu ficasse infértil.

Opção feita: quimioterapia, uma sessão do protocolo BEP, que consiste em três medicamentos (cisplatina, bleomicina e etoposide) combinados num espaço de uma semana e dois dias.

Quimioterapia: mitos e verdades sobre os efeitos colaterais

Muitas dúvidas passaram pela minha cabeça antes do tratamento. Vou ficar careca? Com cara de morto vivo? Vou perder todas as células boas do meu corpo e ficar imunodeprimido? Vomitar mais que mulher grávida? Ter horríveis dores nas pernas?

Careca: Meus cabelos começaram a cair depois de 15 dias da primeira sessão, ainda que já tivesse raspado a cabeça na máquina dois para não sentir fios grandes caindo. Não fiquei muito careca, mas caiu bastante. A melhor coisa a se fazer é raspar antes.

Náuseas e vômitos: Eu não vomitei nenhum dia sequer e senti poucas náuseas. Não tomei nenhum medicamento complementar em casa para diminuir as sensações. Deu para tirar de letra. Foi importante tomar Omeprazol para o estômago, pois ele fica realmente sensível.

Cara de morto vivo: É natural você ficar com cara de fodido, afinal o tratamento não é delicado. O lado positivo é que todo mundo cuida de você até retomar o semblante de galã.

Imunodeprimido: Jamais fique perto de gente com gripe, jamais encare aglomerações, sossegue o facho em casa. Durante o tratamento é muito importante manter a boa saúde pois qualquer febre ou infecção representa um perigo. Lave bem as mãos, as roupas de cama, as toalhas… Se possível, utilize um banheiro exclusivo.

Dor nas pernas: Senti leves dores nas pernas, mas deu para tirar de letra.

O que eu posso lhes dizer é o clássico “Cada caso é um caso”. Por pressão da minha mãe, fiz a cagada de falar com muitas pessoas que já fizeram quimioterapia e com certeza esse foi o meu pior erro. Os efeitos colaterais agem de forma muito específica em cada pessoa. O problema de perguntar muito para pessoas que já passaram por isso é que você acha que vai sentir cada reação de todas as pessoas – uma espécie de placebo invertido. Então, caso alguém conviva com esse problema na família, sugiro que não pergunte nada a ninguém. Espere você mesmo sentir algo e resolva problema a problema de modo pontual, sem sofrer por antecipação.

A dica crucial é beber bastante líquido. Você vai eliminar a medicação através da urina e gradativamente se sentir melhor. Não coma alimentos ácidos, tente dormir bem, ignore lendas urbanas. Já que o estômago fica bastante sensível, coma o que você tiver vontade – é a melhor maneira de não vomitar. Escove bem os dentes pois toda a mucosa do seu corpo vai ficar sensível. Compre um hidratante para a sua pele do corpo, que vai descamar e ressecar, e um hidratante labial também.

Dias de tratamento

ressaca
Imagine uma ressaca constante, mas sem a diversão inicial.

Tive de voltar para o interior de São Paulo, onde reside minha família, tirei licença do trabalho por tempo indeterminado e comecei o tratamento. Iniciou numa segunda-feira com fim na sexta-feira. Depois seriam mais duas terças-feiras.

Esse protocolo BEP é bem pesado na primeira semana. Foram cinco dias das 8h às 16h com medicação ininterrupta na veia. Sim, oito horas direto! Você não sente nada enquanto o remédio entra no seu corpo. No meu caso, a sensação de mal estar começou a partir do segundo dia e só melhorou consideravelmente no domingo.

É uma sensação de ressaca foda, de vodka vagabunda com cigarro vermelho Hollywood. Chegava à minha casa depois da sessão e deitava no sofá, acabado. Porém foi só uma semana. Nas duas sessões seguintes, de apenas um dia, foi mamão com açúcar. Sem efeitos colaterais pesados.

Agora terei de fazer o acompanhamento durante 5 anos, com exames espaçados. Estou tranquilo e tenho fé que o problema não vai voltar. Esse tem de ser o espírito, considerando que nosso estado emocional influi na qualidade de nossa saúde. Mudei a minha alimentação, cortei o cigarro e tento encarar a vida de maneira mais leve.

Penso que tudo que é grave, e chega de repente em nossa vida, também tem como objetivo ensinar algo e nos fazer refletir sobre nossos valores. Não é papo de Dalai Lama, mas quando falta saúde, tudo está em falta. Por isso vamos parar de fumar, parar de encher a cara todos os dias, e sem essa que Picasso morreu com mais de 80 anos e fumava e bebia igual um pinguço. Em um mundo cheio de competitividade, pressão por resultados e violência, é melhor eliminar o que está ao nosso alcance e nos faz mal. Já que do resto não temos o mínimo controle.

Espero ter contribuído para algum esclarecimento sobre esse problema que dificilmente ouvimos falar por aí.

E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!

Autor Anônimo

Identificação coletiva e anônima, usada por autores ou leitores PapodeHomem que querem escrever artigos ou contar suas histórias sem abrir mão do sigilo.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • http://mentequieta.blogsome.com/ Carol Souza

    Tomara que vc se recupere bem!

    Engraçado como é só nessa hora que a gente para pra pensar em tudo aquilo que fazemos por obrigação e tudo aquilo que é verdadeiramente importante e não fazemos por “falta de tempo”… A vida toma outro sentido…

  • http://mentequieta.blogsome.com/ Carol Souza

    Tomara que vc se recupere bem!

    Engraçado como é só nessa hora que a gente para pra pensar em tudo aquilo que fazemos por obrigação e tudo aquilo que é verdadeiramente importante e não fazemos por “falta de tempo”… A vida toma outro sentido…

  • http://mentequieta.blogsome.com/ Carol Souza

    Tomara que vc se recupere bem!

    Engraçado como é só nessa hora que a gente para pra pensar em tudo aquilo que fazemos por obrigação e tudo aquilo que é verdadeiramente importante e não fazemos por “falta de tempo”… A vida toma outro sentido…

  • http://mentequieta.blogsome.com Carol Souza

    Tomara que vc se recupere bem!

    Engraçado como é só nessa hora que a gente para pra pensar em tudo aquilo que fazemos por obrigação e tudo aquilo que é verdadeiramente importante e não fazemos por “falta de tempo”… A vida toma outro sentido…

  • pedro.ivo

    Muito bom.
    Por divulgar textos como esses, este é o melhor blog da internet.

  • pedro.ivo

    Muito bom.
    Por divulgar textos como esses, este é o melhor blog da internet.

  • pedro.ivo

    Muito bom.
    Por divulgar textos como esses, este é o melhor blog da internet.

  • pedro.ivo

    Muito bom.
    Por divulgar textos como esses, este é o melhor blog da internet.

  • pedro.ivo

    Muito bom.
    Por divulgar textos como esses, este é o melhor blog da internet.

  • Luiz Azevedo

    Muito bom!!!

    Realmente é pra se pensar em como levamos a nossa vida. Como vc mesmo disse, somos jovens ainda, e sorte (ou menos azar) que esse problema aconteceu ainda agora, pq quando velhos o corpo reage completamente diferente do que quando jovem.

    Meu velho, parabéns pela iniciativa, pelo espírito, e pela força. Se Deus quiser, vai dar tudo certo!

    Abraço!

  • Luiz Azevedo

    Muito bom!!!

    Realmente é pra se pensar em como levamos a nossa vida. Como vc mesmo disse, somos jovens ainda, e sorte (ou menos azar) que esse problema aconteceu ainda agora, pq quando velhos o corpo reage completamente diferente do que quando jovem.

    Meu velho, parabéns pela iniciativa, pelo espírito, e pela força. Se Deus quiser, vai dar tudo certo!

    Abraço!

  • Luiz Azevedo

    Muito bom!!!

    Realmente é pra se pensar em como levamos a nossa vida. Como vc mesmo disse, somos jovens ainda, e sorte (ou menos azar) que esse problema aconteceu ainda agora, pq quando velhos o corpo reage completamente diferente do que quando jovem.

    Meu velho, parabéns pela iniciativa, pelo espírito, e pela força. Se Deus quiser, vai dar tudo certo!

    Abraço!

  • Luiz Azevedo

    Muito bom!!!

    Realmente é pra se pensar em como levamos a nossa vida. Como vc mesmo disse, somos jovens ainda, e sorte (ou menos azar) que esse problema aconteceu ainda agora, pq quando velhos o corpo reage completamente diferente do que quando jovem.

    Meu velho, parabéns pela iniciativa, pelo espírito, e pela força. Se Deus quiser, vai dar tudo certo!

    Abraço!

  • Marco

    Parabéns pelo post e pela atitude que teve ao enfrentar o problema. Às vezes me pego pensando como reagiria frente a um “problema cabeludo”.
    Como já foi dito aqui, é necessário ter o “saco roxo” (sem trocadilho) pra encarar de frente e vencer uma barra dessas. Acho que essa atitude é a correta, temos que partir pra cima do problema, e não nos acuarmos.

    Acho que uma boa idéia para um post aqui seria a resiliência, que tem muito a ver com este post.

    Grande abraço.

  • Marco

    Parabéns pelo post e pela atitude que teve ao enfrentar o problema. Às vezes me pego pensando como reagiria frente a um “problema cabeludo”.
    Como já foi dito aqui, é necessário ter o “saco roxo” (sem trocadilho) pra encarar de frente e vencer uma barra dessas. Acho que essa atitude é a correta, temos que partir pra cima do problema, e não nos acuarmos.

    Acho que uma boa idéia para um post aqui seria a resiliência, que tem muito a ver com este post.

    Grande abraço.

  • Marco

    Parabéns pelo post e pela atitude que teve ao enfrentar o problema. Às vezes me pego pensando como reagiria frente a um “problema cabeludo”.
    Como já foi dito aqui, é necessário ter o “saco roxo” (sem trocadilho) pra encarar de frente e vencer uma barra dessas. Acho que essa atitude é a correta, temos que partir pra cima do problema, e não nos acuarmos.

    Acho que uma boa idéia para um post aqui seria a resiliência, que tem muito a ver com este post.

    Grande abraço.

  • Marco

    Parabéns pelo post e pela atitude que teve ao enfrentar o problema. Às vezes me pego pensando como reagiria frente a um “problema cabeludo”.
    Como já foi dito aqui, é necessário ter o “saco roxo” (sem trocadilho) pra encarar de frente e vencer uma barra dessas. Acho que essa atitude é a correta, temos que partir pra cima do problema, e não nos acuarmos.

    Acho que uma boa idéia para um post aqui seria a resiliência, que tem muito a ver com este post.

    Grande abraço.

  • Luiz Azevedo

    Muito bom!!!

    Realmente é pra se pensar em como levamos a nossa vida. Como vc mesmo disse, somos jovens ainda, e sorte (ou menos azar) que esse problema aconteceu ainda agora, pq quando velhos o corpo reage completamente diferente do que quando jovem.

    Meu velho, parabéns pela iniciativa, pelo espírito, e pela força. Se Deus quiser, vai dar tudo certo!

    Abraço!

  • Marco

    Parabéns pelo post e pela atitude que teve ao enfrentar o problema. Às vezes me pego pensando como reagiria frente a um “problema cabeludo”.
    Como já foi dito aqui, é necessário ter o “saco roxo” (sem trocadilho) pra encarar de frente e vencer uma barra dessas. Acho que essa atitude é a correta, temos que partir pra cima do problema, e não nos acuarmos.

    Acho que uma boa idéia para um post aqui seria a resiliência, que tem muito a ver com este post.

    Grande abraço.

  • Pedro

    Torço sinceramente para q vc se recupere bem… É exatamente oq vc disse, se falta a saúde, falta tudo!!! Abraço e melhoras

  • Pedro

    Torço sinceramente para q vc se recupere bem… É exatamente oq vc disse, se falta a saúde, falta tudo!!! Abraço e melhoras

  • Pedro

    Torço sinceramente para q vc se recupere bem… É exatamente oq vc disse, se falta a saúde, falta tudo!!! Abraço e melhoras

  • Pedro

    Torço sinceramente para q vc se recupere bem… É exatamente oq vc disse, se falta a saúde, falta tudo!!! Abraço e melhoras

  • Pedro

    Torço sinceramente para q vc se recupere bem… É exatamente oq vc disse, se falta a saúde, falta tudo!!! Abraço e melhoras

  • Lucas – BH

    Torço muito pela sua recuperação, parceiro! De coração. Gostaria de compartilhar com o resto do pessoal, uma opinião minha, já que o assunto é este!

    Minha mãe infelizmente se foi por um câncer de mama que terminou se espalhando pelo resto do corpo, isso já fazem 2 anos. Batalhou contra a doença durante 5 anos. O tratamento realmente é muito doloroso, para o paciente e para a família que muitas vezes se vê impotente diante da situação.

    Vida que segue, lição que fica. Não custa nada tratar bem do seu corpo. Minha mãe não fumava e não bebia. Sempre se alimentou bem, no máximo em excesso, mas bem. Sei que o câncer depende muito do estilo de vida, mas com certeza depende demais do organismo também.

    Eu analiso com uma analogia: É como atravessar uma rua de olhos vendados. Você pode chegar vivo do outro lado, mas aumenta bastante suas chances de se dar mal.

    Não custa nada tratar bem do seu corpo, se alimentando normalmente, se exercitando, e principalmente, entendendo seus limites. Se extressar menos e viver melhor. Excessos podem acontecer, mas de preferencia que não sejam diariamente ou semanalmente!

  • Lucas – BH

    Torço muito pela sua recuperação, parceiro! De coração. Gostaria de compartilhar com o resto do pessoal, uma opinião minha, já que o assunto é este!

    Minha mãe infelizmente se foi por um câncer de mama que terminou se espalhando pelo resto do corpo, isso já fazem 2 anos. Batalhou contra a doença durante 5 anos. O tratamento realmente é muito doloroso, para o paciente e para a família que muitas vezes se vê impotente diante da situação.

    Vida que segue, lição que fica. Não custa nada tratar bem do seu corpo. Minha mãe não fumava e não bebia. Sempre se alimentou bem, no máximo em excesso, mas bem. Sei que o câncer depende muito do estilo de vida, mas com certeza depende demais do organismo também.

    Eu analiso com uma analogia: É como atravessar uma rua de olhos vendados. Você pode chegar vivo do outro lado, mas aumenta bastante suas chances de se dar mal.

    Não custa nada tratar bem do seu corpo, se alimentando normalmente, se exercitando, e principalmente, entendendo seus limites. Se extressar menos e viver melhor. Excessos podem acontecer, mas de preferencia que não sejam diariamente ou semanalmente!

  • Lucas – BH

    Torço muito pela sua recuperação, parceiro! De coração. Gostaria de compartilhar com o resto do pessoal, uma opinião minha, já que o assunto é este!

    Minha mãe infelizmente se foi por um câncer de mama que terminou se espalhando pelo resto do corpo, isso já fazem 2 anos. Batalhou contra a doença durante 5 anos. O tratamento realmente é muito doloroso, para o paciente e para a família que muitas vezes se vê impotente diante da situação.

    Vida que segue, lição que fica. Não custa nada tratar bem do seu corpo. Minha mãe não fumava e não bebia. Sempre se alimentou bem, no máximo em excesso, mas bem. Sei que o câncer depende muito do estilo de vida, mas com certeza depende demais do organismo também.

    Eu analiso com uma analogia: É como atravessar uma rua de olhos vendados. Você pode chegar vivo do outro lado, mas aumenta bastante suas chances de se dar mal.

    Não custa nada tratar bem do seu corpo, se alimentando normalmente, se exercitando, e principalmente, entendendo seus limites. Se extressar menos e viver melhor. Excessos podem acontecer, mas de preferencia que não sejam diariamente ou semanalmente!

  • Lucas – BH

    Torço muito pela sua recuperação, parceiro! De coração. Gostaria de compartilhar com o resto do pessoal, uma opinião minha, já que o assunto é este!

    Minha mãe infelizmente se foi por um câncer de mama que terminou se espalhando pelo resto do corpo, isso já fazem 2 anos. Batalhou contra a doença durante 5 anos. O tratamento realmente é muito doloroso, para o paciente e para a família que muitas vezes se vê impotente diante da situação.

    Vida que segue, lição que fica. Não custa nada tratar bem do seu corpo. Minha mãe não fumava e não bebia. Sempre se alimentou bem, no máximo em excesso, mas bem. Sei que o câncer depende muito do estilo de vida, mas com certeza depende demais do organismo também.

    Eu analiso com uma analogia: É como atravessar uma rua de olhos vendados. Você pode chegar vivo do outro lado, mas aumenta bastante suas chances de se dar mal.

    Não custa nada tratar bem do seu corpo, se alimentando normalmente, se exercitando, e principalmente, entendendo seus limites. Se extressar menos e viver melhor. Excessos podem acontecer, mas de preferencia que não sejam diariamente ou semanalmente!

  • Lucas – BH

    Torço muito pela sua recuperação, parceiro! De coração. Gostaria de compartilhar com o resto do pessoal, uma opinião minha, já que o assunto é este!

    Minha mãe infelizmente se foi por um câncer de mama que terminou se espalhando pelo resto do corpo, isso já fazem 2 anos. Batalhou contra a doença durante 5 anos. O tratamento realmente é muito doloroso, para o paciente e para a família que muitas vezes se vê impotente diante da situação.

    Vida que segue, lição que fica. Não custa nada tratar bem do seu corpo. Minha mãe não fumava e não bebia. Sempre se alimentou bem, no máximo em excesso, mas bem. Sei que o câncer depende muito do estilo de vida, mas com certeza depende demais do organismo também.

    Eu analiso com uma analogia: É como atravessar uma rua de olhos vendados. Você pode chegar vivo do outro lado, mas aumenta bastante suas chances de se dar mal.

    Não custa nada tratar bem do seu corpo, se alimentando normalmente, se exercitando, e principalmente, entendendo seus limites. Se extressar menos e viver melhor. Excessos podem acontecer, mas de preferencia que não sejam diariamente ou semanalmente!

  • http://melinka.net/ Rocky

    Ótimo texto, tive suspeita de cancer de testiculo a alguns anos. Mas felizmente era apenas um pequeno problema no canal dereto.

  • http://melinka.net/ Rocky

    Ótimo texto, tive suspeita de cancer de testiculo a alguns anos. Mas felizmente era apenas um pequeno problema no canal dereto.

  • http://melinka.net/ Rocky

    Ótimo texto, tive suspeita de cancer de testiculo a alguns anos. Mas felizmente era apenas um pequeno problema no canal dereto.

  • http://melinka.net/ Rocky

    Ótimo texto, tive suspeita de cancer de testiculo a alguns anos. Mas felizmente era apenas um pequeno problema no canal dereto.

  • http://melinka.net Rocky

    Ótimo texto, tive suspeita de cancer de testiculo a alguns anos. Mas felizmente era apenas um pequeno problema no canal dereto.

  • L. Leite

    Aproveitando o assunto (aliás, excelente post, e boa recuperação!) seria interessante citarem a Síndrome de Fournier, que é um troço assustador.

  • L. Leite

    Aproveitando o assunto (aliás, excelente post, e boa recuperação!) seria interessante citarem a Síndrome de Fournier, que é um troço assustador.

  • L. Leite

    Aproveitando o assunto (aliás, excelente post, e boa recuperação!) seria interessante citarem a Síndrome de Fournier, que é um troço assustador.

  • L. Leite

    Aproveitando o assunto (aliás, excelente post, e boa recuperação!) seria interessante citarem a Síndrome de Fournier, que é um troço assustador.

  • L. Leite

    Aproveitando o assunto (aliás, excelente post, e boa recuperação!) seria interessante citarem a Síndrome de Fournier, que é um troço assustador.

  • Lucas

    Muito bacana esse texto, cara!
    Isso mostra que o câncer realmente não escolhe em quem, quando ou onde, aparecer.

    Parabéns, PdH, ótima escolha.

  • Lucas

    Muito bacana esse texto, cara!
    Isso mostra que o câncer realmente não escolhe em quem, quando ou onde, aparecer.

    Parabéns, PdH, ótima escolha.

  • Lucas

    Muito bacana esse texto, cara!
    Isso mostra que o câncer realmente não escolhe em quem, quando ou onde, aparecer.

    Parabéns, PdH, ótima escolha.

  • Lucas

    Muito bacana esse texto, cara!
    Isso mostra que o câncer realmente não escolhe em quem, quando ou onde, aparecer.

    Parabéns, PdH, ótima escolha.

  • Lucas

    Muito bacana esse texto, cara!
    Isso mostra que o câncer realmente não escolhe em quem, quando ou onde, aparecer.

    Parabéns, PdH, ótima escolha.

  • Ronigres

    Muito bom artigo. Experiência de vida é sempre bem-vinda. E não é que me deu vontade de cutucar o saco mesmo?

  • Ronigres

    Muito bom artigo. Experiência de vida é sempre bem-vinda. E não é que me deu vontade de cutucar o saco mesmo?

  • Ronigres

    Muito bom artigo. Experiência de vida é sempre bem-vinda. E não é que me deu vontade de cutucar o saco mesmo?

  • Ronigres

    Muito bom artigo. Experiência de vida é sempre bem-vinda. E não é que me deu vontade de cutucar o saco mesmo?

  • Ronigres

    Muito bom artigo. Experiência de vida é sempre bem-vinda. E não é que me deu vontade de cutucar o saco mesmo?

  • Hilton

    Nossa, a primeira coisa q fiz foi cutucar as bolas, antes mesmo de acabar de ler! Foi inconciente, talvez por puro instintio.

    Eu te desejo boa sorte nessa recuperação, pois é somente isso que falta já que você está com pensamentos bastante otimistas, o que é meio caminho andado.

  • Hilton

    Nossa, a primeira coisa q fiz foi cutucar as bolas, antes mesmo de acabar de ler! Foi inconciente, talvez por puro instintio.

    Eu te desejo boa sorte nessa recuperação, pois é somente isso que falta já que você está com pensamentos bastante otimistas, o que é meio caminho andado.

  • Hilton

    Nossa, a primeira coisa q fiz foi cutucar as bolas, antes mesmo de acabar de ler! Foi inconciente, talvez por puro instintio.

    Eu te desejo boa sorte nessa recuperação, pois é somente isso que falta já que você está com pensamentos bastante otimistas, o que é meio caminho andado.

  • Hilton

    Nossa, a primeira coisa q fiz foi cutucar as bolas, antes mesmo de acabar de ler! Foi inconciente, talvez por puro instintio.

    Eu te desejo boa sorte nessa recuperação, pois é somente isso que falta já que você está com pensamentos bastante otimistas, o que é meio caminho andado.

  • Hilton

    Nossa, a primeira coisa q fiz foi cutucar as bolas, antes mesmo de acabar de ler! Foi inconciente, talvez por puro instintio.

    Eu te desejo boa sorte nessa recuperação, pois é somente isso que falta já que você está com pensamentos bastante otimistas, o que é meio caminho andado.

  • Hilton

    Nossa, a primeira coisa q fiz foi cutucar as bolas, antes mesmo de acabar de ler! Foi inconciente, talvez por puro instintio.

    Eu te desejo boa sorte nessa recuperação, pois é somente isso que falta já que você está com pensamentos bastante otimistas, o que é meio caminho andado.

  • Mister M

    Legal o relato.

  • Mister M

    Legal o relato.

  • Mister M

    Legal o relato.

  • Mister M

    Legal o relato.

  • Mister M

    Legal o relato.

  • Mister M

    Legal o relato.

  • Ricardo

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo
    euahuahue
    Mas todo esse tópico ajudou pra esclarecer umas dúvidas que eu tinha.
    Espero que se recupere bem.
    Força o

  • Ricardo

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo
    euahuahue
    Mas todo esse tópico ajudou pra esclarecer umas dúvidas que eu tinha.
    Espero que se recupere bem.
    Força o

  • Ricardo

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo
    euahuahue
    Mas todo esse tópico ajudou pra esclarecer umas dúvidas que eu tinha.
    Espero que se recupere bem.
    Força o

  • Ricardo

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo
    euahuahue
    Mas todo esse tópico ajudou pra esclarecer umas dúvidas que eu tinha.
    Espero que se recupere bem.
    Força o

  • Ricardo

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo
    euahuahue
    Mas todo esse tópico ajudou pra esclarecer umas dúvidas que eu tinha.
    Espero que se recupere bem.
    Força o

  • Ricardo

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo
    euahuahue
    Mas todo esse tópico ajudou pra esclarecer umas dúvidas que eu tinha.
    Espero que se recupere bem.
    Força \o

  • André

    Muito bom, sem duvidas esse é o melhor blog da internet.

    Boa sorte cara, abraços.

  • André

    Muito bom, sem duvidas esse é o melhor blog da internet.

    Boa sorte cara, abraços.

  • André

    Muito bom, sem duvidas esse é o melhor blog da internet.

    Boa sorte cara, abraços.

  • André

    Muito bom, sem duvidas esse é o melhor blog da internet.

    Boa sorte cara, abraços.

  • André

    Muito bom, sem duvidas esse é o melhor blog da internet.

    Boa sorte cara, abraços.

  • André

    Muito bom, sem duvidas esse é o melhor blog da internet.

    Boa sorte cara, abraços.

  • http://www.alto--falante.blogspot.com/ ThiagOrnelas

    Oi, visitando aqui.
    Está aí, gostei….
    Parabéns e boa sorte.

    Boa semana

  • http://www.alto--falante.blogspot.com/ ThiagOrnelas

    Oi, visitando aqui.
    Está aí, gostei….
    Parabéns e boa sorte.

    Boa semana

  • http://www.alto--falante.blogspot.com/ ThiagOrnelas

    Oi, visitando aqui.
    Está aí, gostei….
    Parabéns e boa sorte.

    Boa semana

  • http://www.alto--falante.blogspot.com/ ThiagOrnelas

    Oi, visitando aqui.
    Está aí, gostei….
    Parabéns e boa sorte.

    Boa semana

  • http://www.alto--falante.blogspot.com/ ThiagOrnelas

    Oi, visitando aqui.
    Está aí, gostei….
    Parabéns e boa sorte.

    Boa semana

  • http://www.alto--falante.blogspot.com ThiagOrnelas

    Oi, visitando aqui.
    Está aí, gostei….
    Parabéns e boa sorte.

    Boa semana

  • Bruno Cavalcanti

    Valeu por compartilhar sua história com nós, leitores do PDH. Desejo boa sorte na recuperação.

  • Bruno Cavalcanti

    Valeu por compartilhar sua história com nós, leitores do PDH. Desejo boa sorte na recuperação.

  • Bruno Cavalcanti

    Valeu por compartilhar sua história com nós, leitores do PDH. Desejo boa sorte na recuperação.

  • Bruno Cavalcanti

    Valeu por compartilhar sua história com nós, leitores do PDH. Desejo boa sorte na recuperação.

  • Bruno Cavalcanti

    Valeu por compartilhar sua história com nós, leitores do PDH. Desejo boa sorte na recuperação.

  • Bruno Cavalcanti

    Valeu por compartilhar sua história com nós, leitores do PDH. Desejo boa sorte na recuperação.

  • http://twitter.com/igorgama Igor Gama

    Sei que o assunto é sério, mas ainda assim achei engraçado que um jogador do “Denver Nuggets” tivesse problemas nos testículos…

  • http://twitter.com/igorgama Igor Gama

    Sei que o assunto é sério, mas ainda assim achei engraçado que um jogador do “Denver Nuggets” tivesse problemas nos testículos…

  • http://twitter.com/igorgama Igor Gama

    Sei que o assunto é sério, mas ainda assim achei engraçado que um jogador do “Denver Nuggets” tivesse problemas nos testículos…

  • http://twitter.com/igorgama Igor Gama

    Sei que o assunto é sério, mas ainda assim achei engraçado que um jogador do “Denver Nuggets” tivesse problemas nos testículos…

  • http://twitter.com/igorgama Igor Gama

    Sei que o assunto é sério, mas ainda assim achei engraçado que um jogador do “Denver Nuggets” tivesse problemas nos testículos…

  • http://twitter.com/igorgama Igor Gama

    Sei que o assunto é sério, mas ainda assim achei engraçado que um jogador do “Denver Nuggets” tivesse problemas nos testículos…

  • http://www.twitter.com/finatto Vitor

    mt bom texto, parabéns! Certeza que ajudou a muitos :)

  • http://www.twitter.com/finatto Vitor

    mt bom texto, parabéns! Certeza que ajudou a muitos :)

  • http://www.twitter.com/finatto Vitor

    mt bom texto, parabéns! Certeza que ajudou a muitos :)

  • http://www.twitter.com/finatto Vitor

    mt bom texto, parabéns! Certeza que ajudou a muitos :)

  • http://www.twitter.com/finatto Vitor

    mt bom texto, parabéns! Certeza que ajudou a muitos :)

  • http://www.twitter.com/finatto Vitor

    mt bom texto, parabéns! Certeza que ajudou a muitos :)

  • Jef

    Texto muito bom!

    Dale pra frente!

  • Jef

    Texto muito bom!

    Dale pra frente!

  • Jef

    Texto muito bom!

    Dale pra frente!

  • Jef

    Texto muito bom!

    Dale pra frente!

  • Jef

    Texto muito bom!

    Dale pra frente!

  • Jef

    Texto muito bom!

    Dale pra frente!

  • Glauber

    Cara, meus parabéns por “revelar” teu problema, acredito que manterá em alerta os leitores.
    A 2 anos atrás passei por um diagnóstico parecido, infelizmente, também tive más experiências com profissionais “não tão bons”.
    O diagnóstico foi de uma “orquite” (inflamação no testículo) e na verdade tinha sofrido uma “torção-testicular” que é totalmente diferente e tem um tratamento diferenciado. Também foi levantada a suspeita de tumor.
    O procedimento cirúrgico foi igual ao que o autor passou. Hoje, tudo normal Graças a Deus.
    Sorte na recuperação! e mais uma vez parabéns pela atitude.

  • Glauber

    Cara, meus parabéns por “revelar” teu problema, acredito que manterá em alerta os leitores.
    A 2 anos atrás passei por um diagnóstico parecido, infelizmente, também tive más experiências com profissionais “não tão bons”.
    O diagnóstico foi de uma “orquite” (inflamação no testículo) e na verdade tinha sofrido uma “torção-testicular” que é totalmente diferente e tem um tratamento diferenciado. Também foi levantada a suspeita de tumor.
    O procedimento cirúrgico foi igual ao que o autor passou. Hoje, tudo normal Graças a Deus.
    Sorte na recuperação! e mais uma vez parabéns pela atitude.

  • Glauber

    Cara, meus parabéns por “revelar” teu problema, acredito que manterá em alerta os leitores.
    A 2 anos atrás passei por um diagnóstico parecido, infelizmente, também tive más experiências com profissionais “não tão bons”.
    O diagnóstico foi de uma “orquite” (inflamação no testículo) e na verdade tinha sofrido uma “torção-testicular” que é totalmente diferente e tem um tratamento diferenciado. Também foi levantada a suspeita de tumor.
    O procedimento cirúrgico foi igual ao que o autor passou. Hoje, tudo normal Graças a Deus.
    Sorte na recuperação! e mais uma vez parabéns pela atitude.

  • Glauber

    Cara, meus parabéns por “revelar” teu problema, acredito que manterá em alerta os leitores.
    A 2 anos atrás passei por um diagnóstico parecido, infelizmente, também tive más experiências com profissionais “não tão bons”.
    O diagnóstico foi de uma “orquite” (inflamação no testículo) e na verdade tinha sofrido uma “torção-testicular” que é totalmente diferente e tem um tratamento diferenciado. Também foi levantada a suspeita de tumor.
    O procedimento cirúrgico foi igual ao que o autor passou. Hoje, tudo normal Graças a Deus.
    Sorte na recuperação! e mais uma vez parabéns pela atitude.

  • Glauber

    Cara, meus parabéns por “revelar” teu problema, acredito que manterá em alerta os leitores.
    A 2 anos atrás passei por um diagnóstico parecido, infelizmente, também tive más experiências com profissionais “não tão bons”.
    O diagnóstico foi de uma “orquite” (inflamação no testículo) e na verdade tinha sofrido uma “torção-testicular” que é totalmente diferente e tem um tratamento diferenciado. Também foi levantada a suspeita de tumor.
    O procedimento cirúrgico foi igual ao que o autor passou. Hoje, tudo normal Graças a Deus.
    Sorte na recuperação! e mais uma vez parabéns pela atitude.

  • Glauber

    Cara, meus parabéns por “revelar” teu problema, acredito que manterá em alerta os leitores.
    A 2 anos atrás passei por um diagnóstico parecido, infelizmente, também tive más experiências com profissionais “não tão bons”.
    O diagnóstico foi de uma “orquite” (inflamação no testículo) e na verdade tinha sofrido uma “torção-testicular” que é totalmente diferente e tem um tratamento diferenciado. Também foi levantada a suspeita de tumor.
    O procedimento cirúrgico foi igual ao que o autor passou. Hoje, tudo normal Graças a Deus.
    Sorte na recuperação! e mais uma vez parabéns pela atitude.

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor

    Texto foda! São nesses momentos que a gente encontra uma oportunidade sem igual para crescer e se tornar grato pelo que temos.

    Me lembrou da história do Lance Armstrong. Vou escrever algo a respeito e coloco o link aqui.

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor

    Texto foda! São nesses momentos que a gente encontra uma oportunidade sem igual para crescer e se tornar grato pelo que temos.

    Me lembrou da história do Lance Armstrong. Vou escrever algo a respeito e coloco o link aqui.

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor

    Texto foda! São nesses momentos que a gente encontra uma oportunidade sem igual para crescer e se tornar grato pelo que temos.

    Me lembrou da história do Lance Armstrong. Vou escrever algo a respeito e coloco o link aqui.

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor

    Texto foda! São nesses momentos que a gente encontra uma oportunidade sem igual para crescer e se tornar grato pelo que temos.

    Me lembrou da história do Lance Armstrong. Vou escrever algo a respeito e coloco o link aqui.

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor

    Texto foda! São nesses momentos que a gente encontra uma oportunidade sem igual para crescer e se tornar grato pelo que temos.

    Me lembrou da história do Lance Armstrong. Vou escrever algo a respeito e coloco o link aqui.

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor

    Texto foda! São nesses momentos que a gente encontra uma oportunidade sem igual para crescer e se tornar grato pelo que temos.

    Me lembrou da história do Lance Armstrong. Vou escrever algo a respeito e coloco o link aqui.

  • Dream

    Antes de mais nada, desejo uma excelente recuperação para você.
    Adorei o texto. Serve de alerta para todos os leitores…
    Tô mandando pro meu marido, meu pai, primos….

    Tudo de bom pra vc!
    Bjs

  • Dream

    Antes de mais nada, desejo uma excelente recuperação para você.
    Adorei o texto. Serve de alerta para todos os leitores…
    Tô mandando pro meu marido, meu pai, primos….

    Tudo de bom pra vc!
    Bjs

  • Dream

    Antes de mais nada, desejo uma excelente recuperação para você.
    Adorei o texto. Serve de alerta para todos os leitores…
    Tô mandando pro meu marido, meu pai, primos….

    Tudo de bom pra vc!
    Bjs

  • Dream

    Antes de mais nada, desejo uma excelente recuperação para você.
    Adorei o texto. Serve de alerta para todos os leitores…
    Tô mandando pro meu marido, meu pai, primos….

    Tudo de bom pra vc!
    Bjs

  • Dream

    Antes de mais nada, desejo uma excelente recuperação para você.
    Adorei o texto. Serve de alerta para todos os leitores…
    Tô mandando pro meu marido, meu pai, primos….

    Tudo de bom pra vc!
    Bjs

  • Dream

    Antes de mais nada, desejo uma excelente recuperação para você.
    Adorei o texto. Serve de alerta para todos os leitores…
    Tô mandando pro meu marido, meu pai, primos….

    Tudo de bom pra vc!
    Bjs

  • Pingback: Anthony Robbins e as cinco chaves para o sucesso e poder pessoal | From Victor With Love - Diário

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Rafa!

    Artigos como esse que fazem do PdH um dos melhores recantos dessa internet tão cheia de informação.

    Parabéns Equipe!

    Gui, sei que quem escreveu quer sigilo, mas o texto é de alguém da casa mesmo?

  • Fábio Luiz

    Deus te abençoe cara! E que sua recuperação seja 100%.
    Tá vendo q nossa “coçadinha básica” serve!

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Caio Meira

    Texto sensacional!!
    E tudo de bom na recuperação! Parabéns pela força e por compartilhar uma experiencia dessas com os leitores do blog.

    Mas uma pequena consideração..

    “E não precisa cutucar o saco, não. Suas bolas devem estar saudáveis, amigão!”

    Dá próxima vez coloque no ínicio do texto… rs…

    Abraços

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • Diogo

    #6 Lucas

    Passei por um problema igual aqui em minha família, minha mãe faleceu a pouco mais de um ano vítima de uma metastase de um câncer de mama. Realmente é muito trizte e doloroso para a família.
    Porém, passei a respeitar mais meu corpo e cuidar mais da minha saúde e aproveitar a VIDA. Sim muitos não dão valor ou se quer param pra pensar nela, e so se dão conta e começam a refletir depois de um problema grave desses.

    Bom fica aqui meu desejo de melhoras, e muita felicidade para você.

  • http://www.morandosozinho.net/ Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • http://www.morandosozinho.net/ Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • http://www.morandosozinho.net/ Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • http://www.morandosozinho.net/ Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • http://www.morandosozinho.net/ Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • http://www.morandosozinho.net/ Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • http://www.morandosozinho.net Vinicius

    caralho velho….
    fiquei com gastura só de ler ….
    espero que isso não aconteça comigo …
    parabéns pelo artigo…

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Adann

    Boa.
    Agora é continuar a viver, lembrando que não existem pausas e nem dificuldades. Se souber aproveitar, você tira sempre o melhor de cada situação.

  • Guest

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Guest

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Guest

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Guest

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Guest

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Guest

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Bruno

    Papo de homem é o melhor blog da internet.
    Ótimo artigo e muito esclarecedor.

    Boa sorte nesta luta cara. Saúde e sucesso!

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • Raphael

    desejo q vc se recupere bem. quimio é foda minha mae ja fez é canseira. mas melhoras pra vc ;]

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • João Henrique

    Muito bom um texto desse nível ser divulgado pra galera!

    Ainda nessa linha, recomendo o blog http://volumenacueca.blogspot.com/.

    Atualmente está em manutenção, mas tem como consultar os posts antigos.

    Tem muita informação interessante lá pros cuecas de plantão.

  • felipe

    já coloquei a mão no saco, erapara ter avisado no meio do texto. :D

    Enfim, muito bom o relato, muito bem detalhado e deu para entender muito bem.Parabéns e principalmente, OBRIGADO.

  • felipe

    já coloquei a mão no saco, erapara ter avisado no meio do texto. :D

    Enfim, muito bom o relato, muito bem detalhado e deu para entender muito bem.Parabéns e principalmente, OBRIGADO.

  • felipe

    já coloquei a mão no saco, erapara ter avisado no meio do texto. :D

    Enfim, muito bom o relato, muito bem detalhado e deu para entender muito bem.Parabéns e principalmente, OBRIGADO.

  • felipe

    já coloquei a mão no saco, erapara ter avisado no meio do texto. :D

    Enfim, muito bom o relato, muito bem detalhado e deu para entender muito bem.Parabéns e principalmente, OBRIGADO.

  • felipe

    já coloquei a mão no saco, erapara ter avisado no meio do texto. :D

    Enfim, muito bom o relato, muito bem detalhado e deu para entender muito bem.Parabéns e principalmente, OBRIGADO.

  • felipe

    já coloquei a mão no saco, erapara ter avisado no meio do texto. :D

    Enfim, muito bom o relato, muito bem detalhado e deu para entender muito bem.Parabéns e principalmente, OBRIGADO.

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • KK

    achei foda o artigo!
    ainda bem q nao tenho bolas
    XD

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Penelope

    Parabéns, pelo texto, muito infomativo e bem escrito. E principalmente com as pequenas doses de humor, que é como a vida e os problemas devem ser encarados.
    Afinal, um problema se torna realmente grande, de acordo com o tamanho que damos a ele.
    De resto, a vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e os pensamentos positivos, e a vontade de se curar, é o que tornam o problema minusculo, até ele se dissipar.
    Força e fé, que tudo dá certo

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Juan Iscla

    Eu estou muito obrigado pela informaçao e alem de tudo ter um motivo pra coçar meu saco com educaçao. Muito importante o seu humor, muito inteligente. Pegando assim a vida vc vai ser invencivel.

    Um forte abraço amigo!

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Briza

    @Anonimo

    Realmente está de parabéns pelo texto, esclarecedor e, de uma coragem digna de um saco roxo. O que nos mostra, que
    idade não significa maturidade. Com um enorme senso de responsábilidade e preocupação com o próximo. Votos positivos
    de recuperação com uma imensa torcida. (Aplausos, com louvores).

    Briza.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Henrique

    Hahahahaha!

    Logo no início eu dei uma conferida nas bolas…

    Muito bom o relato. E, com a piada no final, fechou com chave de ouro.

  • Carla

    Adorei seu texto, só quem passa consegue colocar em palavras.
    Vc é um vencedor. Com fé em Deus, bora viver!!! Estou do seu lado.

    Bjs.

  • Carla

    Adorei seu texto, só quem passa consegue colocar em palavras.
    Vc é um vencedor. Com fé em Deus, bora viver!!! Estou do seu lado.

    Bjs.

  • Carla

    Adorei seu texto, só quem passa consegue colocar em palavras.
    Vc é um vencedor. Com fé em Deus, bora viver!!! Estou do seu lado.

    Bjs.

  • Carla

    Adorei seu texto, só quem passa consegue colocar em palavras.
    Vc é um vencedor. Com fé em Deus, bora viver!!! Estou do seu lado.

    Bjs.

  • Carla

    Adorei seu texto, só quem passa consegue colocar em palavras.
    Vc é um vencedor. Com fé em Deus, bora viver!!! Estou do seu lado.

    Bjs.

  • Carla

    Adorei seu texto, só quem passa consegue colocar em palavras.
    Vc é um vencedor. Com fé em Deus, bora viver!!! Estou do seu lado.

    Bjs.

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Anderson

    Puta relato! Meus parabéns por compartilhar esse punhado de informações e, PRINCIPALMENTE, pela sua luta!

    Boa sorte bruxo!

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • Rafael

    Também tive uma CA de testículo, mas no meu caso o tumor estava dentro do testículo (só fui dar importância pra ele quando tinha dobrado de tamanho).

    Fiz a cirurgia em março e 2 ciclos de quimio (5 dias cada ciclo) entre os meses de abril e maio. Eram 4h e meia sentado na poltrona recebendo medicamento.

    Não cortei o cabelo antes, queria me divertir puxando os “tuchos” de cabelo. Fiquei fadigado a semana toda da químio, mas no sábado já ficava 100%.

    Foi uma experiência difícil, mas que acaba ensinando muita coisa pra gente. Uma dica pra quem está passando por isso é cabeça fria. Não importar com aparências nem com bobeiras. Ninguém é menos homem por ter 1 testículo só…

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • http://www.inspiracao.net/26983 Jonny

    deu medo -=(

  • Tabaquara C. Filho

    Deu muito medo…

  • Tabaquara C. Filho

    Deu muito medo…

  • Tabaquara C. Filho

    Deu muito medo…

  • Tabaquara C. Filho

    Deu muito medo…

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Tabaquara C. Filho

    Alias, deu muito medo mas serviu pra esclarecer.
    Valeu pelo texto, mesmo!
    =]

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Zan Dan

    Bom relato, desejo melhoras meu caro !

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Mateus Rodrigues

    Confesso que na hora que eu tava lendo o inicio eu dei uma coçada bem investigativa… é o medo [2]

    ahUAHUha

    que vc se recupere bem parceiro! Esse blog é realmente o melhor que pode existir.

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Geraldo Coelho

    Parabéns pela sua coragem. Certamente não é fácil fazer um relato tão esclarecedor e sem auto-comiseração. Obrigado por ter rasgado sua alma e ter exposto a existência de um problema ao qual todos devemos estar atentos. E graças a você, sem neuras!

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • Kamila

    Te desejo uma ótima recuperação.
    Ótimo texto, e tenha certeza de que ajudou a muita gente.
    Beijos.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com/ Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • http://www.comidapramacho.com Jimbow

    Brother… tu és um guerreiro. Parabéns pelo relato e pela forma como encarou e vem encarando esse momento doido da tua vida.

    Saudações.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

    • Jus.the

      Boa Noite !! Tbem gostaria de compartilhar minha experiência. Há 15 dias retirei o testículo esquerdo. O histopatológico encontrou um seminoma de 7 milímetros. Todas as margens ao redor do órgão foram dadas como livres de qualquer problema. Nao houve hemorragia no seminoma, ele saiu intacto. Tenho histórico de criptoquirdia na infância, mas o testículo foi fixado na bolsa escrotal com duas cirurgias quando eu tinha 1 ano e 3 anos de idade.
      O urologista que fez a cirurgia me disse anteotem que iria me pedir uma consulta a um radioterapeuta e adiantou que há duas correntes de profissionais : uma que sempre aplica a radioterapia; e outra que nao acha necessario !!
      A radioterapeuta disse que na escola dela aprendeu que todos os pacientes com esse problema sao irradiados, e propos 14 sessoes de radioterapia profilática.
      To agora na duvida se me consulto com outro radioterapeuta…de repente ele faz parte da outra corrente de pensamento e me libera das sessoes !!
      Pelo que notei aqui nas discussoes, com ou sem radioterapia vou ter que fazer avaliações periódicas, com outros exames de imagem e raio x. Minha preocupação é com os efeitos a longo prazo da radiação. Li num artigo aqui na net que a radioterapia pode causar lesoes secundarias a longo prazo.
      Enfim…até que ponto posso estar sendo submetido a um tratamento desnecessario ?

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Vou fazer dois comentários sobre a conduta dos colegas a quem vc consultou, Autor Anônimo.

    Sobre o médico indeciso:

    Cara, é complicado. Eu parto da premissa que não vou impor tratamento algum a um paciente. Minha função é discutir com ele as opções e chegar a um consenso. Creio que a linha de raciocinio “vc é quem decide, doutor” tem aplicabilidade em alguns casos. O colega te deu duas opções:

    1- Observar por mais 3 meses. Se ele achou que o tumor não teve crescimento significativo, é viável
    2- Operar logo. Também era viável.

    Enfim, é uma conduta até sensata, só que a aceitação dessa linha de discussão de diagnóstico por alguns pacientes, como foi o seu caso, é ruim. Já me fodi uma vez por causa de uma senhora que queria que eu garantisse pra ela que uma infiltração no joelho ia resolver o problema dela.

    Citei todos os riscos e complicações, que aquilo era uma solução paliativa, mas que se ela quisesse, eu faria. Não fiz. E ela pediu a grana da consulta de volta, fazer o que? Não vou dar garantias inapropriadas. E ela foi conversar com a administradora da clínica onde eu estava, dando a entender que ela queria que eu tomasse uma decisão que resolvesse o problema dela, desde que essa decisão fosse a infiltração.

    2 – Sobre o médico que operou

    Perfeita a conduta. Mesmo eu não sendo onco ou urologista, nós médicos sabemos que caso ocorra crescimento tumoral significativo, a conduta é a excisão testicular. (Nota: Ainda defendo o 1o colega, se este realmente considerou que não houve crescimento significativo)

    Minha crítica vai apenas ao uso da expressão “Se fosse alguém da minha família”. No meu entender, e faço minhas as palavras do Dr Drauzio Varella em seu maravilhoso livro “Por um fio”: Essa frase é de uma irresponsabilidade tremenda.

    Porque vc está colocando uma dramatização desnecessária sobre o diagnóstico do paciente, e essa não é a função do médico. Ademais, se o paciente pedir uma segunda opinião, o uso anterior da frase vai colocar o colega numa posição delicadíssima. Porque se ele discordar da 1a conduta, ele necessariamente TERÁ QUE SER ANTI-ÉTICO. E o acaba sendo sem querer.

    Por conta disso, eu nunca digo: “Se fosse a minha mãe, eu trataria desse jeito”. O paciente já está num momento difícil e eu não preciso de medidas melodramáticas para discutir terapias.

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Dr Health

    Um dado interessante aqui:

    Uma medicação muito utilizada para evitar náuseas e vômitos é o Ondansetron (Zofran), especialmente em pacientes fazendo quimioterapia.

    E o ondansetron é retirado de uma plantinha chamada Cannabis sativa… A popular maconha

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • Eduardo

    Nossa cara, eu já fiz Histologia Especial Médica e Citologia e histologia geral e realmente nessa sua foto seu testiculo estava muito afetado:

    Veja aí uma foto normal de testículo (método Tricrômico de Gomori):

    Clicar em Testículo e depois ver as fotos da Lâmina 82:

    http://www.icb.ufmg.br/mor/hem/masculino.html

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • André

    Câncer de testículo tem relação com o estilo de vida sexual do sujeito?

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eduardo (#48),

    A foto usada no texto é ilustrativa, não é do caso acima.

    Abração!

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • Anonimo2

    Também passei por esse problema em 2002, curiosamente no testículo esquerdo. Só percebi quando o tamanho do testículo começou a me incomodar, estava bem avançado mas não havia metástase. Fiz a cirurgia e optei por não implantar a próteses, com medo de rejeição. Após a orquitomia passei por 20 sessões de radioterapia, de forma preventiva. Fiz os exames de acompanhamento por 5 anos e fui liberado. Quanto a fertilidade, os espermogramas acusaram baixa taxa de fertilidade por aproximadamente 2 anos. Após esse período os índices voltaram próximos de 80%.

    Abraço.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • http://www.papodehom.com.br Guilherme Nascimento Valadares

    #24 – Rafa!,

    então, Rafa, o autor é um grande amigo, mas não está na página da equipe.

    abração, meu caro.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Marcos

    Parabéns pelo relato!!!

    Só fiquei com dúvida a respeito dos sintomas. Você percebeu somente apalpando mesmo? Não sentia mais nada?

    Infelizmente eu sou totalmente desacreditado de médicos. Minhas experiências pessoais têm sido das piores com esses profissionais. Sei que há profissionais ruins em todas as áreas e digo que normalmente são mais da metade em todas elas (desde um mecânico, programador, advogado e até médicos).
    Obs.: na minha profissão (programador) acho que passam dos 80% os maus profissionais.

    Mas no geral tem muita gente ruim no mercado mesmo.
    Você pegar um advogado ruim, mecânico ruim ou até mesmo um encanador que mal sabe onde fica o esgoto até vai, mas médico ruim não dá! Ele mexe com a vida!
    Acho que isso é conseqüência das faculdades que temos no Brasil e principalmente dos péssimos alunos.
    Não to falando também que o médico que deu diagnóstico para o caso do amigo seja ruim. A história dele só me trouxe à memória duas situações recentes que me ocorreram e resolvi compartilhar também.

    1) PENUMONIA.
    Aconteceu comigo: Em dezembro de 2005 peguei uma gripe muito forte. A coisa foi piorando, muita tosse, falta de ar, até que resolvi procurar um médico. Fui no pneumologista mais conceituado da região (a clínica do cara parece um palácio imperial). Fiz alguns exames, inclusive raio-x do tórax e voltei ao “doutor” no mesmo dia. Ele analisou os exames, me examinou e mesmo eu tendo muita dor no peito, um tosse que não dava nem para conversar direito e febre razoável, ele disse que era um forte resfriado. Me mandou pra casa e disse pra eu fica tranqüilo que não era nada grave. Isso foi no sábado (dia 24 de dezembro). Mais tarde aguardando a ceia de natal, a coisa ficou preta de verdade. O pulmão trancou e a dor era muito forte. As pastilhas eo xarope que ele receitou não estavam dando resultado.
    Minha família então me levou ao hospital. O médico de plantão, que era urologista por sinal, me examinou rapidamente, viu meu raio-X (que havia feito umas 12 horas antes) e disse: “Cara você ta mal! Vou precisar te internar agora mesmo e comunicar um pneumologista para vir te atender o mais rápido possível, pois seu lado esquerdo do pulmão está bem feio”.
    Na hora já fui para o inalador e dá-lhe Berotec e mais uma pancada de coisa.
    Fiz outro raio-x só para confirmar e fique por lá mesmo.

    Quando retei ao médico que havia feito uma consulta com o tal “Dr” no fim da manhã do mesmo dia, ele tentou disfarçar, mas não deu. A cara dele é de pavor. Nesse ponto eu admiro os médicos. São muito unidos e não dedam o colega nunca!
    Ele desconversou e disse: “bom, temos que cuidar disso e depois revemos seus exames” com o pneumologista.

    Resumindo, era uma pneumonia “braba”. E o tratamento foi um saco! Mas to aqui vivo Graças a Deus.

    2) AVC – ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (vulgo “derrame”):
    Há uns três meses um amigo do meu pai me liga falando que ele estava meio confuso e que se eu podia vir buscá-lo (nem o telefone de lembrava). Daí o amigo dele, que é conhecido meu, tinha meu celular. Eu fui correndo pra lá.

    Peguei-o e corri pro hospital. No caminho ele ficava me perguntando que carro era aquele (tenho há três anos o mesmo carro), onde estávamos indo. Coisa de louco mesmo! Fiquei muito preocupado, pois ele reclamava de fortes dores de cabeça e ele estava perdidão das idéias.
    Pra encurtar um pouco…
    Depois do atendimento no PA o encaminharam ao neurologista (o “especialista” estava lá por sorte, ou não).
    Acabou fazendo tomografia e mais um monte de coisa.
    Ao fim do dia ele já estava sem dor então “o fera” mandou ele pra casa falando que teve um forte enxaqueca e que não era nada grave.
    Ele ficou meio bobo ainda uns dois dias, mas foi melhorando.
    Passado mais 15 dias aconteceu de novo. Dessa vez eu não estava na cidade. Levaram ele ao hospital e tomografia de novo e bla bla bla…
    Dessa vez era de madrugada e o plantonista pediu para procurar um neurologista no dia seguinte.
    Outro neurologista foi até ele e então disse que ele havia tido um AVC.
    Analisando os exames de 15 dias antes (quando aconteceu pela primeira vez), o médico disse que naquele dia CLARAMENTE ele havia tido um “Micro-AVC”.

    Graças a Deus meu pai se recuperou bem e espero que esteja nas mãos de um bom profissional agora, que sabe pelo menos “ler” uma tomografia.

    Tive outras experiências ruins com médico no passado, mas se for contar dá pra escrever um livro. Inclusive uma já havia relatado aqui uma que passei na infância.

    Só podemos contar com a graça de Deus mesmo, pois estamos carentes de bons profissionais.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Lucas

    Marcos, sabe que às vezes tenho o mesmo sentimento? Já vi muito médico errando feio.

    Uma vez colocaram um catéter no meu avô sem necessidade. Entre várias outras barbáries que já vi acontecer.

    Concordo em gênero, número e grau sobre os mals profissionais.

    Um abraço a todos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • Marcos

    Num é pegação no pé, sabe? É que pra mim quem mexe com a vida não pode se dar aoi luxo de errar. O prio é o índice de erros é enorme.

    Minha esposa por exemplo, tomou remédio por quase um ano para reumatismo (diagnóstico errado). Depois fomos descobrir que era nervo ciatico. Mudar os exercícios na academia resolveu.

    Uma amiga que está com câncer na tireóide quase gastou 12 mil reais mês passado com um “tratamento tabajara” que o médico particular passou. Se não fosse um médico do SUS alertar a coitada teria talvez eliminado uma de suas chances de cura.

    E por aí vai… São muitos casos.

  • http://www.popstencil.com/ Danete

    HIS NAME WAS ROBERT PAULSEN

  • http://www.popstencil.com/ Danete

    HIS NAME WAS ROBERT PAULSEN

  • http://www.popstencil.com/ Danete

    HIS NAME WAS ROBERT PAULSEN

  • http://www.popstencil.com/ Danete

    HIS NAME WAS ROBERT PAULSEN

  • http://www.popstencil.com Danete

    HIS NAME WAS ROBERT PAULSEN

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Mari

    Cara! Parabéns!

    Pela sua coragem, pela sua tranquilidade em lidar com o problema, por ter conseguido escrever sobre isso e por ter exergado tudo isso como oportunidade de mudar o que não era mais funcional para a sua vida!

    Ótimo texto!

  • Eduardo Marques

    O tesrículo da foto é seu?

  • Eduardo Marques

    O tesrículo da foto é seu?

  • Paulo Josué

    Marcos, concordo contigo em gênero, número e grau! Há muitos maus profissionais atuando em todas as especialidades médicas e colocando a saúde das pessoas em risco. Pior é esse protecionismo que existe, e é chamado por muitos de “ética”, afinal “ética” é proteger o mau profissional, ou é salvar a vida do paciente? Como é mesmo o juramento que os médicos fazem ao se formarem?

  • Paulo Josué

    Marcos, concordo contigo em gênero, número e grau! Há muitos maus profissionais atuando em todas as especialidades médicas e colocando a saúde das pessoas em risco. Pior é esse protecionismo que existe, e é chamado por muitos de “ética”, afinal “ética” é proteger o mau profissional, ou é salvar a vida do paciente? Como é mesmo o juramento que os médicos fazem ao se formarem?

  • Paulo Josué

    Estou na faculdade, não de Medicina, mas de Engenharia, e todos que já estudaram ou estudam, sabem que enquanto tem aqueles colegas aplicados e dedicados e que serão ótimos profissionais, tem aqueles que pensamos: já pensou um “louco” desses formado no mercado? A gente esquece que, não é “só” por que o cara é formado em medicina, que ele foi um “ótimo aluno” e é um ótimo profissional, depende muito do curso e da universidade também, de formar um cara realmente preparado e não ser apenas uma universidade “caça- níquel” como tem aos montes por aí! A gente quando tá na faculdade, quer curtir todas as coisas boas dessa fase da vida que incluem, festas, baladas, paqueras, enfim… e isso faz parte, mas também devemos pensar: será que estou no caminho certo, para ser um bom profissional ao me formar? Não sei se todos pensam nisso, eu penso!!
    No mais excelente post, parabéns pela coragem e com certeza tudo se resolverá da melhor maneira!!!Abraços

  • Paulo Josué

    Estou na faculdade, não de Medicina, mas de Engenharia, e todos que já estudaram ou estudam, sabem que enquanto tem aqueles colegas aplicados e dedicados e que serão ótimos profissionais, tem aqueles que pensamos: já pensou um “louco” desses formado no mercado? A gente esquece que, não é “só” por que o cara é formado em medicina, que ele foi um “ótimo aluno” e é um ótimo profissional, depende muito do curso e da universidade também, de formar um cara realmente preparado e não ser apenas uma universidade “caça- níquel” como tem aos montes por aí! A gente quando tá na faculdade, quer curtir todas as coisas boas dessa fase da vida que incluem, festas, baladas, paqueras, enfim… e isso faz parte, mas também devemos pensar: será que estou no caminho certo, para ser um bom profissional ao me formar? Não sei se todos pensam nisso, eu penso!!
    No mais excelente post, parabéns pela coragem e com certeza tudo se resolverá da melhor maneira!!!Abraços

  • Victor

    Bem, depois de ler este post, quem tem bolas se preocupou!

    Falando sobre médicos, achei os comentários perfeitos. O corporativismo da classe conseguiu incutir na nossa cultura a idéia de que um médico é um semi-deus, alguém treinado pra não errar. Essa idéia tira de grande parte deles a necessidade de se atualizar e de se empenhar pra ser cada vez melhor, já que eles contam com a crença de que o que dizem é a lei, uma verdade inquestionável. Sei que o Dr. Health se formou numa das melhores universidades do país (UFRJ, tb estudo lá) e que levando em conta o que exigem dos alunos de medicina por lá ele deve ser um bom profissional (pelo menos a faculdade exigiu dele um nível de conhecimento invejável, com certeza). Mas, como ficamos com os profissionais que gozam de prestígio e que não são tão bons? Fiquei pensando nos casos citados de médicos que têm clínicas vistosas e se parecem com personagens da novela das oito. Porra, alguém menos crítico vai confiar num caras desses como se ele fosse o detentor da verdade absoluta! Como se contestaria um diagnóstico vindo de um cara desses? Sei que é uma questão delicada, mas acho que o corporativismo da classe, apesar de ter feito com que os médicos sejam respeitados e invejados, está fazendo com que péssimos profissionais se perpetuem na profissão, infelizmente, deixando uma porrada de pacientes à mercê de gente que não domina o mínimo necessário pra sequer conseguir diagnosticar uma pneumonia.

    Abraços e que o brother que escreveu o texto ai de cima fique 100% pra ontem e que não tenha essa merda nunca mais!

  • Victor

    Bem, depois de ler este post, quem tem bolas se preocupou!

    Falando sobre médicos, achei os comentários perfeitos. O corporativismo da classe conseguiu incutir na nossa cultura a idéia de que um médico é um semi-deus, alguém treinado pra não errar. Essa idéia tira de grande parte deles a necessidade de se atualizar e de se empenhar pra ser cada vez melhor, já que eles contam com a crença de que o que dizem é a lei, uma verdade inquestionável. Sei que o Dr. Health se formou numa das melhores universidades do país (UFRJ, tb estudo lá) e que levando em conta o que exigem dos alunos de medicina por lá ele deve ser um bom profissional (pelo menos a faculdade exigiu dele um nível de conhecimento invejável, com certeza). Mas, como ficamos com os profissionais que gozam de prestígio e que não são tão bons? Fiquei pensando nos casos citados de médicos que têm clínicas vistosas e se parecem com personagens da novela das oito. Porra, alguém menos crítico vai confiar num caras desses como se ele fosse o detentor da verdade absoluta! Como se contestaria um diagnóstico vindo de um cara desses? Sei que é uma questão delicada, mas acho que o corporativismo da classe, apesar de ter feito com que os médicos sejam respeitados e invejados, está fazendo com que péssimos profissionais se perpetuem na profissão, infelizmente, deixando uma porrada de pacientes à mercê de gente que não domina o mínimo necessário pra sequer conseguir diagnosticar uma pneumonia.

    Abraços e que o brother que escreveu o texto ai de cima fique 100% pra ontem e que não tenha essa merda nunca mais!

  • Kiwi

    Caralho.
    Texto foda

  • Kiwi

    Caralho.
    Texto foda

  • DiGãoO

    Boa sorte na sua recuperação e que não tenha mais esses sustos…

    Texto F-O-D-A !

    fui

  • DiGãoO

    Boa sorte na sua recuperação e que não tenha mais esses sustos…

    Texto F-O-D-A !

    fui

  • Alexandre Abrahão

    Nossa…na metade do texto e dalhe eu a apalpar as minhas bolas hehehe, nem sabia que existia esse tipo de cancer. aquilo era suas bolas ? ou tinha um jegue fazendo a cirurgia tambem ? uhauhauha

    e obrigado por dividir conosco a sua experiencia, algumas pessoas ficariam com vergonha ou algo parecido em falar que vai ficar com uma só bola…

    Abraço

  • Alexandre Abrahão

    Nossa…na metade do texto e dalhe eu a apalpar as minhas bolas hehehe, nem sabia que existia esse tipo de cancer. aquilo era suas bolas ? ou tinha um jegue fazendo a cirurgia tambem ? uhauhauha

    e obrigado por dividir conosco a sua experiencia, algumas pessoas ficariam com vergonha ou algo parecido em falar que vai ficar com uma só bola…

    Abraço

  • Tchucky

    Só pra acrescentar, existe uma palavra pra “placebo invertido” é chamado de Efeito Nocebo.

    http://harvardmagazine.com/2005/05/the-nocebo-effect.html

    Abraços.

  • Tchucky

    Só pra acrescentar, existe uma palavra pra “placebo invertido” é chamado de Efeito Nocebo.

    http://harvardmagazine.com/2005/05/the-nocebo-effect.html

    Abraços.

  • Thi

    Cara, parabéns pelo post!

    Muito legal da sua parte expor os seus problemas.

    Parabéns!

  • Thi

    Cara, parabéns pelo post!

    Muito legal da sua parte expor os seus problemas.

    Parabéns!

  • Pingback: - Sex Drops | Sobre Elvis e Madona, curtas de conteúdo adulto, Homofobia, saúde sexual e outros | A Vida Secreta – A Biografia Secreta de Todos Nós

  • Renato

    Eu já sentia algumas coisas no testículo há algum tempo, mas não são bem nódulos (eu acho). Parecem uns canais, sei lá. E não são duros, mas mesmo assim fiquei muito assustado e marquei com o urologista para amanhã mesmo.

    Espero que não seja nada. Quanto a você, parabéns pelo excelente texto, principalmente pelo humor, que deve estar presente em todos os momentos da vida. Espero que fique bem.

    Arbaços

  • Renato

    Eu já sentia algumas coisas no testículo há algum tempo, mas não são bem nódulos (eu acho). Parecem uns canais, sei lá. E não são duros, mas mesmo assim fiquei muito assustado e marquei com o urologista para amanhã mesmo.

    Espero que não seja nada. Quanto a você, parabéns pelo excelente texto, principalmente pelo humor, que deve estar presente em todos os momentos da vida. Espero que fique bem.

    Arbaços

  • http://aiatola.net/ Micael

    show de bola esse post…

    ajuda a acabar com o preconceito e ajuda a galera a tomar coragem de ir num urologista

    parabens pela iniciativa e sorte na vida brother

  • http://aiatola.net Micael

    show de bola esse post…

    ajuda a acabar com o preconceito e ajuda a galera a tomar coragem de ir num urologista

    parabens pela iniciativa e sorte na vida brother

  • Proberto

    Meu caro, Excelente o seu relato, principalmente por não ressaltar crenças inúteis que nada trazem de útil na solução dos problemas comuns da vida cotidiana, principalmente os relacionados a saúde. Boto fé na sua recuperação como cabra macho e sujeito positivo que é. Um abraço,

  • Proberto

    Meu caro, Excelente o seu relato, principalmente por não ressaltar crenças inúteis que nada trazem de útil na solução dos problemas comuns da vida cotidiana, principalmente os relacionados a saúde. Boto fé na sua recuperação como cabra macho e sujeito positivo que é. Um abraço,

  • Lipe

    Isso aê fii. Puta texto e atitude. Sempre em frente. abrax fiote

  • Lipe

    Isso aê fii. Puta texto e atitude. Sempre em frente. abrax fiote

  • Fabio

    Renato, da uma pesquisada sobre Varicoceles. É algo bem tranquilo de ser tratado e os sintomas sao idênticos ao que vc relatou…estou dizendo por expericencia própria pois quando senti os tais “canais” e minha bola ja estava grande, passei 1 noite tremendo achando que era cancer….espero ter te ajudado

  • Fabio

    Renato, da uma pesquisada sobre Varicoceles. É algo bem tranquilo de ser tratado e os sintomas sao idênticos ao que vc relatou…estou dizendo por expericencia própria pois quando senti os tais “canais” e minha bola ja estava grande, passei 1 noite tremendo achando que era cancer….espero ter te ajudado

  • Dr Health

    Renato, faço minhas as palavras do Fabio.

    Parece ser varicocele mesmo, e é algo análogo às varizes das mulheres. O tratamento é simples e não deixa sequelas, mas se não tratar, pode causar infertilidade.

  • Dr Health

    Renato, faço minhas as palavras do Fabio.

    Parece ser varicocele mesmo, e é algo análogo às varizes das mulheres. O tratamento é simples e não deixa sequelas, mas se não tratar, pode causar infertilidade.

  • http://www.holistica.com.br/artigo1 Adao Braga

    Fomos unidos no Google Reader da Veridiana e com assuntos muito parecidos. Cerca de 1000 homens tem o penis amputado por problemas de cancer…

  • http://www.holistica.com.br/artigo1 Adao Braga

    Fomos unidos no Google Reader da Veridiana e com assuntos muito parecidos. Cerca de 1000 homens tem o penis amputado por problemas de cancer…

  • Edison

    Cara, passei por tudo isso que vc passou só que meu caso era um seminoma clássico mas tive as mesmas sensações e incertezas mas graças a Deus estou aqui contando que, pra ticamente venci a guerra estou fazendo acompanhamento mas acho que esse mal nunca mais voltará…
    O mais importante de tudo nesses momentos da vida é não se abater nunca e pensar positivo sempre!!!

    • Danilom

      Edison. Vi que seu comentário trata de seminoma clássico. Estou na mesma situação. Tirei o esquerdo e o exame disse que ficou restrito ao testículo, sem afetar áreas periféricas. Estou na dúvida se faço acompanhamento ou se adoto radioterapia profilática (cada médico defende uma coisa). Como foi o seu?

  • Edison

    Cara, passei por tudo isso que vc passou só que meu caso era um seminoma clássico mas tive as mesmas sensações e incertezas mas graças a Deus estou aqui contando que, pra ticamente venci a guerra estou fazendo acompanhamento mas acho que esse mal nunca mais voltará…
    O mais importante de tudo nesses momentos da vida é não se abater nunca e pensar positivo sempre!!!

  • Valéria

    Ótimo artigo! Meu marido passou pelo mesmo problema mas entre diagnóstico e cirurgia foram cerca de 60 dias e não teve nada além. Precisou apenas fazer a quimio por precaução e os exames anuais. Já se passaram 10 anos e está tudo ok. Com vc também ficará tudo bem. Ah, depois disso tivemos mais duas filhas. Felicidades!

  • Valéria

    Ótimo artigo! Meu marido passou pelo mesmo problema mas entre diagnóstico e cirurgia foram cerca de 60 dias e não teve nada além. Precisou apenas fazer a quimio por precaução e os exames anuais. Já se passaram 10 anos e está tudo ok. Com vc também ficará tudo bem. Ah, depois disso tivemos mais duas filhas. Felicidades!

  • carlos augusto

    renato,
    achei muito bom ler seu relato,e creio que essa experiencia mesmo não sendo tão agradavel,com certeza tem suas lições boas,que Deus te abençoe,e você já é mais que vencedor.
    saúde!!!

  • carlos augusto

    renato,
    achei muito bom ler seu relato,e creio que essa experiencia mesmo não sendo tão agradavel,com certeza tem suas lições boas,que Deus te abençoe,e você já é mais que vencedor.
    saúde!!!

  • Cecilia Dupont

    Prezado Amigo! Vc não acredita como fiquei bem ao ler o que escreveu. Meu querido filho (33 anos), prestes a se casar, teve que passar por 6 médicos até diagnosticarem câncer de testiculos. O dele foi descoberto através de uma torção, jogando futebol e evoluiu muito rapido (cresceu). Ele já operou o testiculo direito, os exames de sangue (pesquisa tumoral), estaram muito alterados, nesta segunda feira ele irá fazer uma ressonância, não a tomo, pois é alérgico. Agora vamos aguardar o resultado da biópsia e ver que tipo de tratamento irá se submeter. Um abraço e ficaria feliz se me mandasse por e-mail noticias sua sua saúde fisica e mental. Um gde beijo. Cecilia Dupont

  • Cecilia Dupont

    Prezado Amigo! Vc não acredita como fiquei bem ao ler o que escreveu. Meu querido filho (33 anos), prestes a se casar, teve que passar por 6 médicos até diagnosticarem câncer de testiculos. O dele foi descoberto através de uma torção, jogando futebol e evoluiu muito rapido (cresceu). Ele já operou o testiculo direito, os exames de sangue (pesquisa tumoral), estaram muito alterados, nesta segunda feira ele irá fazer uma ressonância, não a tomo, pois é alérgico. Agora vamos aguardar o resultado da biópsia e ver que tipo de tratamento irá se submeter. Um abraço e ficaria feliz se me mandasse por e-mail noticias sua sua saúde fisica e mental. Um gde beijo. Cecilia Dupont

  • Flavio

    Fala cara ! Mto legal ler o que vc escreveu … o engraçado é que tive o mesmo problema que o seu e me tratei com o dr. Marcus e sou paciente do dr. Artur Katz há 11 anos ja … com certeza vc esta em boas mãos ! Isso aconteceu comigo em 98, retirei o testículo direito, agora infelizmente o problema aconteceu no testículo esquerdo, mas isso é raro segundo o dr, por isso te aconselho a nunca deixar de fazer os exames (os mesmos que vc faz exatamente) terei de fazer mto provavelmente a quimio que vc tb fez mas sempre levo no bom humor tb isso conta e mto ! Por isso q digo … é um saco? é … hahahha isso é …mas td bem …bola pra frente ! hehehehe abs

  • Flavio

    Fala cara ! Mto legal ler o que vc escreveu … o engraçado é que tive o mesmo problema que o seu e me tratei com o dr. Marcus e sou paciente do dr. Artur Katz há 11 anos ja … com certeza vc esta em boas mãos ! Isso aconteceu comigo em 98, retirei o testículo direito, agora infelizmente o problema aconteceu no testículo esquerdo, mas isso é raro segundo o dr, por isso te aconselho a nunca deixar de fazer os exames (os mesmos que vc faz exatamente) terei de fazer mto provavelmente a quimio que vc tb fez mas sempre levo no bom humor tb isso conta e mto ! Por isso q digo … é um saco? é … hahahha isso é …mas td bem …bola pra frente ! hehehehe abs

  • Flavio

    Fala cara ! Mto legal ler o que vc escreveu … o engraçado é que tive o mesmo problema que o seu e me tratei com o dr. Marcus e sou paciente do dr. Artur Katz há 11 anos ja … com certeza vc esta em boas mãos ! Isso aconteceu comigo em 98, retirei o testículo direito, agora infelizmente o problema aconteceu no testículo esquerdo, mas isso é raro segundo o dr, por isso te aconselho a nunca deixar de fazer os exames (os mesmos que vc faz exatamente) terei de fazer mto provavelmente a quimio que vc tb fez mas sempre levo no bom humor tb isso conta e mto ! Por isso q digo … é um saco? é … hahahha isso é …mas td bem …bola pra frente ! hehehehe abs

  • claudinei oliveira

    cara fiquei emocionado com seu depoimento, em 2003 passei pelo mesmo problema.
    fiz 3 ciclos de bep, só q o meu foi do lado direito quando descobri o meu testiculo estava com uns 5 cm, graças a DEUS
    hoje estou casado e com uma filinha de 3 anos linda, o nome dela é VICTÓRIA. espero q vc tbm consiga superar tudo isso
    e tambem tenha muitos filhos….

  • claudinei oliveira

    cara fiquei emocionado com seu depoimento, em 2003 passei pelo mesmo problema.
    fiz 3 ciclos de bep, só q o meu foi do lado direito quando descobri o meu testiculo estava com uns 5 cm, graças a DEUS
    hoje estou casado e com uma filinha de 3 anos linda, o nome dela é VICTÓRIA. espero q vc tbm consiga superar tudo isso
    e tambem tenha muitos filhos….

  • claudinei oliveira

    cara fiquei emocionado com seu depoimento, em 2003 passei pelo mesmo problema.
    fiz 3 ciclos de bep, só q o meu foi do lado direito quando descobri o meu testiculo estava com uns 5 cm, graças a DEUS
    hoje estou casado e com uma filinha de 3 anos linda, o nome dela é VICTÓRIA. espero q vc tbm consiga superar tudo isso
    e tambem tenha muitos filhos….

  • Angel

    Desde o meu diagnostico…. busco palavras que me façam transformar meu drama em comedia… tenho conseguido na maior parte do tempo… mas … tem dias que “a noite é phoda”… tenho zilhões de ??? perturbando minha cabeça 24 horas por dia… (nem vale a pena cita-las… creio que vc tb passou por isso)… o que leva uma mulher a buscar o “entendimento” masculino sobre o câncer?… não foi bem isso que me trouxe ate vc… foi o q um “doente” busca pra transformar seu drama em comédia… e …. vc me fez sorrir… ver que estou viva… VIVA… e é assim que vou continuar!!!…. :)

  • Angel

    Desde o meu diagnostico…. busco palavras que me façam transformar meu drama em comedia… tenho conseguido na maior parte do tempo… mas … tem dias que “a noite é phoda”… tenho zilhões de ??? perturbando minha cabeça 24 horas por dia… (nem vale a pena cita-las… creio que vc tb passou por isso)… o que leva uma mulher a buscar o “entendimento” masculino sobre o câncer?… não foi bem isso que me trouxe ate vc… foi o q um “doente” busca pra transformar seu drama em comédia… e …. vc me fez sorrir… ver que estou viva… VIVA… e é assim que vou continuar!!!…. :)

  • Angel

    Desde o meu diagnostico…. busco palavras que me façam transformar meu drama em comedia… tenho conseguido na maior parte do tempo… mas … tem dias que “a noite é phoda”… tenho zilhões de ??? perturbando minha cabeça 24 horas por dia… (nem vale a pena cita-las… creio que vc tb passou por isso)… o que leva uma mulher a buscar o “entendimento” masculino sobre o câncer?… não foi bem isso que me trouxe ate vc… foi o q um “doente” busca pra transformar seu drama em comédia… e …. vc me fez sorrir… ver que estou viva… VIVA… e é assim que vou continuar!!!…. :)

  • daniel

    li seu comentário.fui ao banheiro comesei ne olhar vi que meu testiculo tava muito grande o lado direito vou ao medico amañha MUITO OBRIGADO PELO SEU RELATO DANIEL BALNEARIO CAMBORIU SC

  • daniel

    li seu comentário.fui ao banheiro comesei ne olhar vi que meu testiculo tava muito grande o lado direito vou ao medico amañha MUITO OBRIGADO PELO SEU RELATO DANIEL BALNEARIO CAMBORIU SC

  • http://daniel@daniel.com.br daniel

    li seu comentário.fui ao banheiro comesei ne olhar vi que meu testiculo tava muito grande o lado direito vou ao medico amañha MUITO OBRIGADO PELO SEU RELATO DANIEL BALNEARIO CAMBORIU SC

  • Thiago

    Cara, parabéns pelo tópico .. mto útil e interessante … pessoas como vc q fazem toda a diferença …
    por essas e outras, vc merece ter mta saúde e mto sucesso na sua vida.
    Mais uma vez, Parabéns!

    Thiago

  • Thiago

    Cara, parabéns pelo tópico .. mto útil e interessante … pessoas como vc q fazem toda a diferença …
    por essas e outras, vc merece ter mta saúde e mto sucesso na sua vida.
    Mais uma vez, Parabéns!

    Thiago

  • Thiago

    Cara, parabéns pelo tópico .. mto útil e interessante … pessoas como vc q fazem toda a diferença …
    por essas e outras, vc merece ter mta saúde e mto sucesso na sua vida.
    Mais uma vez, Parabéns!

    Thiago

  • http://bordadomundo.blogspot.com/ Robson

    Relato muito interessante e conscientizador. Você é um exemplo, pois a maioria dos homens reluta em consultar um medico, principalmente se for um urologista ou procto.
    Espero que você se recupere 100%.

    Grande abraço.

  • http://bordadomundo.blogspot.com/ Robson

    Relato muito interessante e conscientizador. Você é um exemplo, pois a maioria dos homens reluta em consultar um medico, principalmente se for um urologista ou procto.
    Espero que você se recupere 100%.

    Grande abraço.

  • http://bordadomundo.blogspot.com Robson

    Relato muito interessante e conscientizador. Você é um exemplo, pois a maioria dos homens reluta em consultar um medico, principalmente se for um urologista ou procto.
    Espero que você se recupere 100%.

    Grande abraço.

  • ELISSON APARECIDO SALATA

    ESTOU COM O MESMO PROBLEMA QUE VOCÊ, SO ESTOU ESPERANDO O RESULTADO DA BIOPSIA PRA VER QUAL TRATAMENTO DEVEREI SEGUIR,GOSTARIA DE FAZER ALGUMAS PERGUNTAS SE FOR POSSIVEL VOCÊ RESPONDER FICAREI MUITO GRATO POIS MINHA CABEÇA NÃO ESTA MUITO BEM COM TUDO ISSO QUE ACONTEU NOS ULTIMOS MESES POR CONTA DESSE PROBELMA!!! E AQUELA VELHA HISTORIA UMA MULHER VAI NO MEDICO COM DOR DE CABEÇA,VAI AO MEDICO E VOLTA GRAVIDA,NESSE CASO FOI NO MEDICO COM DOR NO TESTICULO E VOLTEI COM UM TUMOR,VC SABE COMO A CABEÇA DA GENTE FICA AFINAL VC TB PASSOU POR ISSO!!
    1º QUANDO VC DETECTOU O TUMOR , LOGO FOI OPERADO?
    2º VC JA TEM FILHO DEPOIS DO TRATAMENTO?
    3ºA QUIMIO TEVE MUITO EFEITO COLATERAL EM VC?
    ESSAS SÃO AS PERGUNTAS QUE TENHO PRA VC SE PUDER RESPONDER FICAREI MUITO GRATO!OBRIGADO

  • ELISSON APARECIDO SALATA

    ESTOU COM O MESMO PROBLEMA QUE VOCÊ, SO ESTOU ESPERANDO O RESULTADO DA BIOPSIA PRA VER QUAL TRATAMENTO DEVEREI SEGUIR,GOSTARIA DE FAZER ALGUMAS PERGUNTAS SE FOR POSSIVEL VOCÊ RESPONDER FICAREI MUITO GRATO POIS MINHA CABEÇA NÃO ESTA MUITO BEM COM TUDO ISSO QUE ACONTEU NOS ULTIMOS MESES POR CONTA DESSE PROBELMA!!! E AQUELA VELHA HISTORIA UMA MULHER VAI NO MEDICO COM DOR DE CABEÇA,VAI AO MEDICO E VOLTA GRAVIDA,NESSE CASO FOI NO MEDICO COM DOR NO TESTICULO E VOLTEI COM UM TUMOR,VC SABE COMO A CABEÇA DA GENTE FICA AFINAL VC TB PASSOU POR ISSO!!
    1º QUANDO VC DETECTOU O TUMOR , LOGO FOI OPERADO?
    2º VC JA TEM FILHO DEPOIS DO TRATAMENTO?
    3ºA QUIMIO TEVE MUITO EFEITO COLATERAL EM VC?
    ESSAS SÃO AS PERGUNTAS QUE TENHO PRA VC SE PUDER RESPONDER FICAREI MUITO GRATO!OBRIGADO

  • ELISSON APARECIDO SALATA

    ESTOU COM O MESMO PROBLEMA QUE VOCÊ, SO ESTOU ESPERANDO O RESULTADO DA BIOPSIA PRA VER QUAL TRATAMENTO DEVEREI SEGUIR,GOSTARIA DE FAZER ALGUMAS PERGUNTAS SE FOR POSSIVEL VOCÊ RESPONDER FICAREI MUITO GRATO POIS MINHA CABEÇA NÃO ESTA MUITO BEM COM TUDO ISSO QUE ACONTEU NOS ULTIMOS MESES POR CONTA DESSE PROBELMA!!! E AQUELA VELHA HISTORIA UMA MULHER VAI NO MEDICO COM DOR DE CABEÇA,VAI AO MEDICO E VOLTA GRAVIDA,NESSE CASO FOI NO MEDICO COM DOR NO TESTICULO E VOLTEI COM UM TUMOR,VC SABE COMO A CABEÇA DA GENTE FICA AFINAL VC TB PASSOU POR ISSO!!
    1º QUANDO VC DETECTOU O TUMOR , LOGO FOI OPERADO?
    2º VC JA TEM FILHO DEPOIS DO TRATAMENTO?
    3ºA QUIMIO TEVE MUITO EFEITO COLATERAL EM VC?
    ESSAS SÃO AS PERGUNTAS QUE TENHO PRA VC SE PUDER RESPONDER FICAREI MUITO GRATO!OBRIGADO

  • Cecilia Dupont

    Ollá amigo! Vi o comentário do Dr Health, concordei com algumas colocações e outras não. Meu filho já operou o testiculo direito, INFELIZMENTE pela demora do diagnóstico do primeiro médico, o qual não pediu um exame, só o tratou com banhos de assento, antiinflamatórios e vitaminas, o cancer teve metastase para o pulmão. Estamos aguardando vaga no Hospital do Cancer. Sei que o tempo é primordial, a espera é angustiante para todos da familia. Fico pensando no meu filho o tempo todo. Um beijo.

  • Cecilia Dupont

    Ollá amigo! Vi o comentário do Dr Health, concordei com algumas colocações e outras não. Meu filho já operou o testiculo direito, INFELIZMENTE pela demora do diagnóstico do primeiro médico, o qual não pediu um exame, só o tratou com banhos de assento, antiinflamatórios e vitaminas, o cancer teve metastase para o pulmão. Estamos aguardando vaga no Hospital do Cancer. Sei que o tempo é primordial, a espera é angustiante para todos da familia. Fico pensando no meu filho o tempo todo. Um beijo.

  • Cecilia Dupont

    Ollá amigo! Vi o comentário do Dr Health, concordei com algumas colocações e outras não. Meu filho já operou o testiculo direito, INFELIZMENTE pela demora do diagnóstico do primeiro médico, o qual não pediu um exame, só o tratou com banhos de assento, antiinflamatórios e vitaminas, o cancer teve metastase para o pulmão. Estamos aguardando vaga no Hospital do Cancer. Sei que o tempo é primordial, a espera é angustiante para todos da familia. Fico pensando no meu filho o tempo todo. Um beijo.

  • antonio carlos paludo

    Meu caro, lendo o seu relato, parecia alguém contanto a história da minha vida recente, digamos que os últimos três meses, com pequenas diferenças, mas a grande maioria com uma similitude impressionante.
    Tenho um problema idêntico ao seu, mesmo tumor, porém, testículo direito. Tb tenho os linfonodos nas costas, dois deles, por falta de um. Tb optei pela quimioterapia, contudo meu tratamento é diferente apenas com relação ao número de sessões de quimio, tive q fazer três com intervalo de 28 dias entre elas, sete vezes cada, de segunda a sexta, e duas segundas-feiras, nas semanas seguintes, totalizando 21 quimioterapias, entretanto não fico 8h initerruptas e sim de 4 a 3 horas durante a primeira semana e uma hora nas duas semanas seguintes (moleza)!
    Tive quase totas reações q vc teve, muito engraçado, pq foi bem parecido mesmo, tb sou novo tenho 22 anos, característica do nosso cancer, caras novos.
    Bom, queria trocar uns e-mails, só questão de curiosidade acerca da doença e do tratamento, na verdade um feedback mesmo. rato_acp@hotmail.com, qlq falamos.

    Um abraço e td de bom com os exames de rotina, principalmente nos próximos dois anos.

  • antonio carlos paludo

    Meu caro, lendo o seu relato, parecia alguém contanto a história da minha vida recente, digamos que os últimos três meses, com pequenas diferenças, mas a grande maioria com uma similitude impressionante.
    Tenho um problema idêntico ao seu, mesmo tumor, porém, testículo direito. Tb tenho os linfonodos nas costas, dois deles, por falta de um. Tb optei pela quimioterapia, contudo meu tratamento é diferente apenas com relação ao número de sessões de quimio, tive q fazer três com intervalo de 28 dias entre elas, sete vezes cada, de segunda a sexta, e duas segundas-feiras, nas semanas seguintes, totalizando 21 quimioterapias, entretanto não fico 8h initerruptas e sim de 4 a 3 horas durante a primeira semana e uma hora nas duas semanas seguintes (moleza)!
    Tive quase totas reações q vc teve, muito engraçado, pq foi bem parecido mesmo, tb sou novo tenho 22 anos, característica do nosso cancer, caras novos.
    Bom, queria trocar uns e-mails, só questão de curiosidade acerca da doença e do tratamento, na verdade um feedback mesmo. rato_acp@hotmail.com, qlq falamos.

    Um abraço e td de bom com os exames de rotina, principalmente nos próximos dois anos.

  • antonio carlos paludo

    Meu caro, lendo o seu relato, parecia alguém contanto a história da minha vida recente, digamos que os últimos três meses, com pequenas diferenças, mas a grande maioria com uma similitude impressionante.
    Tenho um problema idêntico ao seu, mesmo tumor, porém, testículo direito. Tb tenho os linfonodos nas costas, dois deles, por falta de um. Tb optei pela quimioterapia, contudo meu tratamento é diferente apenas com relação ao número de sessões de quimio, tive q fazer três com intervalo de 28 dias entre elas, sete vezes cada, de segunda a sexta, e duas segundas-feiras, nas semanas seguintes, totalizando 21 quimioterapias, entretanto não fico 8h initerruptas e sim de 4 a 3 horas durante a primeira semana e uma hora nas duas semanas seguintes (moleza)!
    Tive quase totas reações q vc teve, muito engraçado, pq foi bem parecido mesmo, tb sou novo tenho 22 anos, característica do nosso cancer, caras novos.
    Bom, queria trocar uns e-mails, só questão de curiosidade acerca da doença e do tratamento, na verdade um feedback mesmo. rato_acp@hotmail.com, qlq falamos.

    Um abraço e td de bom com os exames de rotina, principalmente nos próximos dois anos.

  • Renato

    Em primeiro lugar Parabéns pelo artigo.

    Bom a minha descoberta foi muito brusca… Do dia para noite meu testiculo amanheceu com o dobro do tamanho porém sem dor como estava em viagem e em Teresina /PI e sou de SC esperei voltar para casa para ver o que estava acontecendo.

    O primeiro Médico me orientou a tomar anti inflamatorio e procurar um Urologista.

    Em consulta com o Urologista o mesmo me solicitou os mesmos exames que vc informou

    Meu exame de Beta HCG deu 494,06 e Dehudrogenase Lática 671 U/L Até agora não sei direito o que é isso e o mendico que fui informou que isto é muito alto e queria me operar no mesmo instante que viu os resultados… Entrei em parafusos pois não fazia nem idéia do que estava acontecendo e a unica coisa que o médico frizava era que eu teria que fazer o exame para que o cancer não se espalhe…

    Bom esta consulta foi ontem… ou não fiquei para cirurgia não axei a postura do médico correta resolvi marcar outro médico urologista e procurar mais informações na internet e por muita sorte encontrei este artigo que de uma forma simples me tirou a grande parte das dúvidas embora que eu ainda esteja meio pertubado…

    Bom o que fiquei mais espantado é que eu estava a 12 dias atrás normal sem sintomas nenhum e da noite para o dia o tumor esta crescendo desordenadamente.

    Agora esta com o tamanho de tres testiculos e amanha estarei indo em outro Urologista para ver qual a analise dele…

    Bom tenho muitas dúvidas mas com a cabeça como estou vou acabar me enrolando para escrever e o texto so tende a ficar longo e estranho…

    bom meu e-mail é natudm@hotmail.com Obrigado pela atenção.

    Abraços e boa sorte para mim

  • Renato

    Em primeiro lugar Parabéns pelo artigo.

    Bom a minha descoberta foi muito brusca… Do dia para noite meu testiculo amanheceu com o dobro do tamanho porém sem dor como estava em viagem e em Teresina /PI e sou de SC esperei voltar para casa para ver o que estava acontecendo.

    O primeiro Médico me orientou a tomar anti inflamatorio e procurar um Urologista.

    Em consulta com o Urologista o mesmo me solicitou os mesmos exames que vc informou

    Meu exame de Beta HCG deu 494,06 e Dehudrogenase Lática 671 U/L Até agora não sei direito o que é isso e o mendico que fui informou que isto é muito alto e queria me operar no mesmo instante que viu os resultados… Entrei em parafusos pois não fazia nem idéia do que estava acontecendo e a unica coisa que o médico frizava era que eu teria que fazer o exame para que o cancer não se espalhe…

    Bom esta consulta foi ontem… ou não fiquei para cirurgia não axei a postura do médico correta resolvi marcar outro médico urologista e procurar mais informações na internet e por muita sorte encontrei este artigo que de uma forma simples me tirou a grande parte das dúvidas embora que eu ainda esteja meio pertubado…

    Bom o que fiquei mais espantado é que eu estava a 12 dias atrás normal sem sintomas nenhum e da noite para o dia o tumor esta crescendo desordenadamente.

    Agora esta com o tamanho de tres testiculos e amanha estarei indo em outro Urologista para ver qual a analise dele…

    Bom tenho muitas dúvidas mas com a cabeça como estou vou acabar me enrolando para escrever e o texto so tende a ficar longo e estranho…

    bom meu e-mail é natudm@hotmail.com Obrigado pela atenção.

    Abraços e boa sorte para mim

  • Renato

    Em primeiro lugar Parabéns pelo artigo.

    Bom a minha descoberta foi muito brusca… Do dia para noite meu testiculo amanheceu com o dobro do tamanho porém sem dor como estava em viagem e em Teresina /PI e sou de SC esperei voltar para casa para ver o que estava acontecendo.

    O primeiro Médico me orientou a tomar anti inflamatorio e procurar um Urologista.

    Em consulta com o Urologista o mesmo me solicitou os mesmos exames que vc informou

    Meu exame de Beta HCG deu 494,06 e Dehudrogenase Lática 671 U/L Até agora não sei direito o que é isso e o mendico que fui informou que isto é muito alto e queria me operar no mesmo instante que viu os resultados… Entrei em parafusos pois não fazia nem idéia do que estava acontecendo e a unica coisa que o médico frizava era que eu teria que fazer o exame para que o cancer não se espalhe…

    Bom esta consulta foi ontem… ou não fiquei para cirurgia não axei a postura do médico correta resolvi marcar outro médico urologista e procurar mais informações na internet e por muita sorte encontrei este artigo que de uma forma simples me tirou a grande parte das dúvidas embora que eu ainda esteja meio pertubado…

    Bom o que fiquei mais espantado é que eu estava a 12 dias atrás normal sem sintomas nenhum e da noite para o dia o tumor esta crescendo desordenadamente.

    Agora esta com o tamanho de tres testiculos e amanha estarei indo em outro Urologista para ver qual a analise dele…

    Bom tenho muitas dúvidas mas com a cabeça como estou vou acabar me enrolando para escrever e o texto so tende a ficar longo e estranho…

    bom meu e-mail é natudm@hotmail.com Obrigado pela atenção.

    Abraços e boa sorte para mim

  • Andréia Leite

    Parabens pela vitória!!! Me deu forças para ajudar meu irmão que esta com este problema,mas ele não quer o tratamento…Só que agora vou ajudalo e ele vai sim mudar de opinião…Felicidades!

  • Andréia Leite

    Parabens pela vitória!!! Me deu forças para ajudar meu irmão que esta com este problema,mas ele não quer o tratamento…Só que agora vou ajudalo e ele vai sim mudar de opinião…Felicidades!

  • Andréia Leite

    Parabens pela vitória!!! Me deu forças para ajudar meu irmão que esta com este problema,mas ele não quer o tratamento…Só que agora vou ajudalo e ele vai sim mudar de opinião…Felicidades!

  • Luiz

    será que sou o único a conferir as bolas periodicamente a partir de agora?…rsrs
    boa sorte e parabens pelo otimismo..

  • Luiz

    será que sou o único a conferir as bolas periodicamente a partir de agora?…rsrs
    boa sorte e parabens pelo otimismo..

  • Luiz

    será que sou o único a conferir as bolas periodicamente a partir de agora?…rsrs
    boa sorte e parabens pelo otimismo..

  • Rafa

    Espero que esteja bem amigo…

    Estou lendo porque também estou com um caroço no testículo direito e esta doendo, ja marquei a consulta com urologista, espero que não seja nada grave..

    abraços fraternos…

  • Rafa

    Espero que esteja bem amigo…

    Estou lendo porque também estou com um caroço no testículo direito e esta doendo, ja marquei a consulta com urologista, espero que não seja nada grave..

    abraços fraternos…

  • Rafa

    Espero que esteja bem amigo…

    Estou lendo porque também estou com um caroço no testículo direito e esta doendo, ja marquei a consulta com urologista, espero que não seja nada grave..

    abraços fraternos…

  • Daniel R.D

    Ola amigo!
    Sei muito bem do que esta falando,aconteceu comigo também no ano passado é como você disse ,o diagnóstico precoce é o melhor remédio.
    Nos homens somos meio que desmazelados com esse papo de “ir ao médico” e é por isso que deve ser divulgado tais problemas de saúde os quais poucos conhecem,sendo este, câncer de testículo muito grave pois ele aparece mais em homens com a faixa etária entre 25 e 35 anos sem avisar, sorrateiramente,bem na idade que a gente só quer aproveitar a vida (sim,estou falando de sexo,ter filhos..)
    Me identifiquei muito com este caso pois tudo o que ele falou e verdade,ate o lance do primeiro médico,sempre procure uma segunda opinião quando o assunto for este.
    Fiz quimioterapia estou aguardando o espermograma.
    Há,querem saber sobre o apetite sexual…
    Durante o tratamento é meio difícil pensar muito nisso,porem depois da ultima sessão com o passar dos dias o remédio deixa o seu corpo e ai as coisas voltam ao normal,talvez mais que o normal,vocês sabem , homem é homem,rsrsrsrs.
    Nunca pensamos que pode acontecer com a gente sempre com o outro,ignorância de nossa parte,não custa nada prevenir.
    Desejo do fundo do meu coração que você se recupere totalmente,pois nossas vidas nunca mais serão as mesmas.
    Fé em Deus,família,amigos de verdade e amor são os melhore remédios para quem esta se recuperando desta batalha.
    Abraços.

  • Daniel R.D

    Ola amigo!
    Sei muito bem do que esta falando,aconteceu comigo também no ano passado é como você disse ,o diagnóstico precoce é o melhor remédio.
    Nos homens somos meio que desmazelados com esse papo de “ir ao médico” e é por isso que deve ser divulgado tais problemas de saúde os quais poucos conhecem,sendo este, câncer de testículo muito grave pois ele aparece mais em homens com a faixa etária entre 25 e 35 anos sem avisar, sorrateiramente,bem na idade que a gente só quer aproveitar a vida (sim,estou falando de sexo,ter filhos..)
    Me identifiquei muito com este caso pois tudo o que ele falou e verdade,ate o lance do primeiro médico,sempre procure uma segunda opinião quando o assunto for este.
    Fiz quimioterapia estou aguardando o espermograma.
    Há,querem saber sobre o apetite sexual…
    Durante o tratamento é meio difícil pensar muito nisso,porem depois da ultima sessão com o passar dos dias o remédio deixa o seu corpo e ai as coisas voltam ao normal,talvez mais que o normal,vocês sabem , homem é homem,rsrsrsrs.
    Nunca pensamos que pode acontecer com a gente sempre com o outro,ignorância de nossa parte,não custa nada prevenir.
    Desejo do fundo do meu coração que você se recupere totalmente,pois nossas vidas nunca mais serão as mesmas.
    Fé em Deus,família,amigos de verdade e amor são os melhore remédios para quem esta se recuperando desta batalha.
    Abraços.

  • Daniel R.D

    Ola amigo!
    Sei muito bem do que esta falando,aconteceu comigo também no ano passado é como você disse ,o diagnóstico precoce é o melhor remédio.
    Nos homens somos meio que desmazelados com esse papo de “ir ao médico” e é por isso que deve ser divulgado tais problemas de saúde os quais poucos conhecem,sendo este, câncer de testículo muito grave pois ele aparece mais em homens com a faixa etária entre 25 e 35 anos sem avisar, sorrateiramente,bem na idade que a gente só quer aproveitar a vida (sim,estou falando de sexo,ter filhos..)
    Me identifiquei muito com este caso pois tudo o que ele falou e verdade,ate o lance do primeiro médico,sempre procure uma segunda opinião quando o assunto for este.
    Fiz quimioterapia estou aguardando o espermograma.
    Há,querem saber sobre o apetite sexual…
    Durante o tratamento é meio difícil pensar muito nisso,porem depois da ultima sessão com o passar dos dias o remédio deixa o seu corpo e ai as coisas voltam ao normal,talvez mais que o normal,vocês sabem , homem é homem,rsrsrsrs.
    Nunca pensamos que pode acontecer com a gente sempre com o outro,ignorância de nossa parte,não custa nada prevenir.
    Desejo do fundo do meu coração que você se recupere totalmente,pois nossas vidas nunca mais serão as mesmas.
    Fé em Deus,família,amigos de verdade e amor são os melhore remédios para quem esta se recuperando desta batalha.
    Abraços.

  • Daniel R.D

    Ola amigo!
    Sei muito bem do que esta falando,aconteceu comigo também no ano passado é como você disse ,o diagnóstico precoce é o melhor remédio.
    Nos homens somos meio que desmazelados com esse papo de “ir ao médico” e é por isso que deve ser divulgado tais problemas de saúde os quais poucos conhecem,sendo este, câncer de testículo muito grave pois ele aparece mais em homens com a faixa etária entre 25 e 35 anos sem avisar, sorrateiramente,bem na idade que a gente só quer aproveitar a vida (sim,estou falando de sexo,ter filhos..)
    Me identifiquei muito com este caso pois tudo o que ele falou e verdade,ate o lance do primeiro médico,sempre procure uma segunda opinião quando o assunto for este.
    Fiz quimioterapia estou aguardando o espermograma.
    Há,querem saber sobre o apetite sexual…
    Durante o tratamento é meio difícil pensar muito nisso,porem depois da ultima sessão com o passar dos dias o remédio deixa o seu corpo e ai as coisas voltam ao normal,talvez mais que o normal,vocês sabem , homem é homem,rsrsrsrs.
    Nunca pensamos que pode acontecer com a gente sempre com o outro,ignorância de nossa parte,não custa nada prevenir.
    Desejo do fundo do meu coração que você se recupere totalmente,pois nossas vidas nunca mais serão as mesmas.
    Fé em Deus,família,amigos de verdade e amor são os melhore remédios para quem esta se recuperando desta batalha.
    Abraços.

  • Alo

    Obrigado por este tipo de espaços, ajudam muito as pessoas que estamos passando por este processo.
    Eu tive que retirar um testículo (também por carcinoma), logo estou fazendo quimioterapia, o medico recomendou 3 ciclos como o do caso apresentado.
    Eu tenho uma duvida, agora o testículo que ficou (não colocara prótese em mim) doi um pouco, especialmente quando utilizo roupa froxa em casa, o testículo pendura demais e o escroto não se contrai como antes. Gostaria que alguém me contasse a experiencia própria sobre este assunto, intercambiar opiniões, etc. Agradeço qualquer ajuda.

  • Alo

    Obrigado por este tipo de espaços, ajudam muito as pessoas que estamos passando por este processo.
    Eu tive que retirar um testículo (também por carcinoma), logo estou fazendo quimioterapia, o medico recomendou 3 ciclos como o do caso apresentado.
    Eu tenho uma duvida, agora o testículo que ficou (não colocara prótese em mim) doi um pouco, especialmente quando utilizo roupa froxa em casa, o testículo pendura demais e o escroto não se contrai como antes. Gostaria que alguém me contasse a experiencia própria sobre este assunto, intercambiar opiniões, etc. Agradeço qualquer ajuda.

  • Alo

    Obrigado por este tipo de espaços, ajudam muito as pessoas que estamos passando por este processo.
    Eu tive que retirar um testículo (também por carcinoma), logo estou fazendo quimioterapia, o medico recomendou 3 ciclos como o do caso apresentado.
    Eu tenho uma duvida, agora o testículo que ficou (não colocara prótese em mim) doi um pouco, especialmente quando utilizo roupa froxa em casa, o testículo pendura demais e o escroto não se contrai como antes. Gostaria que alguém me contasse a experiencia própria sobre este assunto, intercambiar opiniões, etc. Agradeço qualquer ajuda.

  • Alo

    Obrigado por este tipo de espaços, ajudam muito as pessoas que estamos passando por este processo.
    Eu tive que retirar um testículo (também por carcinoma), logo estou fazendo quimioterapia, o medico recomendou 3 ciclos como o do caso apresentado.
    Eu tenho uma duvida, agora o testículo que ficou (não colocara prótese em mim) doi um pouco, especialmente quando utilizo roupa froxa em casa, o testículo pendura demais e o escroto não se contrai como antes. Gostaria que alguém me contasse a experiencia própria sobre este assunto, intercambiar opiniões, etc. Agradeço qualquer ajuda.

  • Marcelino Fernandes

    Olá amigos, pena que o autor não quis se identificar. Mas foi um belo relato. Estou passando por um problema semelhante, só que no meu caso é tumor de células germinativas do tipo seminoma, sendo que o meu caso é originário do mediastino. Mediastino fica localizado na região torácia, entre os dois pulmões. As células do tumor são as mesmas que crescem no testículos. A hipótese principal é que durante a embriogênese, na nossa formação dentro do útero algumas células ficam ali localizadas e podem desenvolver tumores futuramente mesmo sem ser no testículo. O prognóstico também é tão bom quanto os que são originário do testículos, conforme me foi relatado por dois oncologista que consultei. Tenho 29 anos, sou médico, terminei residencia médica em neurologia e estava em processo de matrícula em outro hospital para fazer mais um ano opcional em uma subespecialidade neurologica (neurofisiologia clínica). Curiosamente este hospital pediu exames de rotina para admissão, algo bem incomum na maioria dos concursos de residência médica. Inclusive eu quando soube que iria fazer esses exames achei “um saco”. Mas aí que eu tive sorte, estava totalmente assintomático, e meu raio x de tórax demonstrou um alargamento no mediastino a direita. Resumido: tive que fazer uma tomografia que cofirmou que tinha esse tumor. Tambem fui em dois serviços de oncologia para ouvir duas opiniões. Fui em Fortaleza/CE onde moro e depois fui no Hospital Sírio Libanês em São Paulo/SP. E foi uma coisa bem ética, avisei ao meu médico daqui de Fortaleza que iria também me consultar no Sirio e ele mesmo me disse que não se preocupava, que isso seria atá bom para ele mesmo e que não via nisso um conflito ético. Em resumo: os dois hospitais confirmaram o mesmo diagnóstico, e os dois oncologistas se comunicaram e decidirem em conjunto o meu tratamento que estou fazendo em fortaleza. Fiz toda a investigãção, inclusive com PET/CT (um rastreamento de corpo inteiro a procura de células cancerígenas) e o tumor para minha felicidade está localizado apenas no mediastino mesmo. O tratamento a prinicipio será apenas com quimioterapia, 4 ciclos de 5 dias cada.

    Uma curiosidade: eu trabalhei por dois anos e meio como plantonista do Setor de Intercorrências Clínicas do Hospital do Câncer do Ceará. Meu último plantão foi no dia 19 de janeiro de 2010, e tive que sair por que ia morar no Rio de Janeiro fazer mais um ano opcional de subespecialização em neurologia. No dia 23 de janeiro fiz a tomografia de tórax que confirmou o tumor, e dia 11 de feveiro iniciei a quimioterapia neste mesmo hospital. Uma história incrivel que nunca achei que ira acontecer comigo. Mas enfim está acontecendo, e estou muito otimista. Adorei o relato do autor anônimo, é uma lição principalmente para quem está passando por problema semelhante.

    Um conselho: mesmo sendo médico, eu não fiquei pesquisando nada sobre minha doença no google..ou livros… Tudo que obtive de informação foi através dos colegas médicos que consultei. Se você tiver um problema de saúde, procure um bom médico, peça opiniao a quem ja teve problema semelhante para que lhe indique um bom médico.

    Obrigado pela atenção de todos.
    Grande abraço!

  • Marcelino Fernandes

    Olá amigos, pena que o autor não quis se identificar. Mas foi um belo relato. Estou passando por um problema semelhante, só que no meu caso é tumor de células germinativas do tipo seminoma, sendo que o meu caso é originário do mediastino. Mediastino fica localizado na região torácia, entre os dois pulmões. As células do tumor são as mesmas que crescem no testículos. A hipótese principal é que durante a embriogênese, na nossa formação dentro do útero algumas células ficam ali localizadas e podem desenvolver tumores futuramente mesmo sem ser no testículo. O prognóstico também é tão bom quanto os que são originário do testículos, conforme me foi relatado por dois oncologista que consultei. Tenho 29 anos, sou médico, terminei residencia médica em neurologia e estava em processo de matrícula em outro hospital para fazer mais um ano opcional em uma subespecialidade neurologica (neurofisiologia clínica). Curiosamente este hospital pediu exames de rotina para admissão, algo bem incomum na maioria dos concursos de residência médica. Inclusive eu quando soube que iria fazer esses exames achei “um saco”. Mas aí que eu tive sorte, estava totalmente assintomático, e meu raio x de tórax demonstrou um alargamento no mediastino a direita. Resumido: tive que fazer uma tomografia que cofirmou que tinha esse tumor. Tambem fui em dois serviços de oncologia para ouvir duas opiniões. Fui em Fortaleza/CE onde moro e depois fui no Hospital Sírio Libanês em São Paulo/SP. E foi uma coisa bem ética, avisei ao meu médico daqui de Fortaleza que iria também me consultar no Sirio e ele mesmo me disse que não se preocupava, que isso seria atá bom para ele mesmo e que não via nisso um conflito ético. Em resumo: os dois hospitais confirmaram o mesmo diagnóstico, e os dois oncologistas se comunicaram e decidirem em conjunto o meu tratamento que estou fazendo em fortaleza. Fiz toda a investigãção, inclusive com PET/CT (um rastreamento de corpo inteiro a procura de células cancerígenas) e o tumor para minha felicidade está localizado apenas no mediastino mesmo. O tratamento a prinicipio será apenas com quimioterapia, 4 ciclos de 5 dias cada.

    Uma curiosidade: eu trabalhei por dois anos e meio como plantonista do Setor de Intercorrências Clínicas do Hospital do Câncer do Ceará. Meu último plantão foi no dia 19 de janeiro de 2010, e tive que sair por que ia morar no Rio de Janeiro fazer mais um ano opcional de subespecialização em neurologia. No dia 23 de janeiro fiz a tomografia de tórax que confirmou o tumor, e dia 11 de feveiro iniciei a quimioterapia neste mesmo hospital. Uma história incrivel que nunca achei que ira acontecer comigo. Mas enfim está acontecendo, e estou muito otimista. Adorei o relato do autor anônimo, é uma lição principalmente para quem está passando por problema semelhante.

    Um conselho: mesmo sendo médico, eu não fiquei pesquisando nada sobre minha doença no google..ou livros… Tudo que obtive de informação foi através dos colegas médicos que consultei. Se você tiver um problema de saúde, procure um bom médico, peça opiniao a quem ja teve problema semelhante para que lhe indique um bom médico.

    Obrigado pela atenção de todos.
    Grande abraço!

  • Marcelino Fernandes

    Olá amigos, pena que o autor não quis se identificar. Mas foi um belo relato. Estou passando por um problema semelhante, só que no meu caso é tumor de células germinativas do tipo seminoma, sendo que o meu caso é originário do mediastino. Mediastino fica localizado na região torácia, entre os dois pulmões. As células do tumor são as mesmas que crescem no testículos. A hipótese principal é que durante a embriogênese, na nossa formação dentro do útero algumas células ficam ali localizadas e podem desenvolver tumores futuramente mesmo sem ser no testículo. O prognóstico também é tão bom quanto os que são originário do testículos, conforme me foi relatado por dois oncologista que consultei. Tenho 29 anos, sou médico, terminei residencia médica em neurologia e estava em processo de matrícula em outro hospital para fazer mais um ano opcional em uma subespecialidade neurologica (neurofisiologia clínica). Curiosamente este hospital pediu exames de rotina para admissão, algo bem incomum na maioria dos concursos de residência médica. Inclusive eu quando soube que iria fazer esses exames achei “um saco”. Mas aí que eu tive sorte, estava totalmente assintomático, e meu raio x de tórax demonstrou um alargamento no mediastino a direita. Resumido: tive que fazer uma tomografia que cofirmou que tinha esse tumor. Tambem fui em dois serviços de oncologia para ouvir duas opiniões. Fui em Fortaleza/CE onde moro e depois fui no Hospital Sírio Libanês em São Paulo/SP. E foi uma coisa bem ética, avisei ao meu médico daqui de Fortaleza que iria também me consultar no Sirio e ele mesmo me disse que não se preocupava, que isso seria atá bom para ele mesmo e que não via nisso um conflito ético. Em resumo: os dois hospitais confirmaram o mesmo diagnóstico, e os dois oncologistas se comunicaram e decidirem em conjunto o meu tratamento que estou fazendo em fortaleza. Fiz toda a investigãção, inclusive com PET/CT (um rastreamento de corpo inteiro a procura de células cancerígenas) e o tumor para minha felicidade está localizado apenas no mediastino mesmo. O tratamento a prinicipio será apenas com quimioterapia, 4 ciclos de 5 dias cada.

    Uma curiosidade: eu trabalhei por dois anos e meio como plantonista do Setor de Intercorrências Clínicas do Hospital do Câncer do Ceará. Meu último plantão foi no dia 19 de janeiro de 2010, e tive que sair por que ia morar no Rio de Janeiro fazer mais um ano opcional de subespecialização em neurologia. No dia 23 de janeiro fiz a tomografia de tórax que confirmou o tumor, e dia 11 de feveiro iniciei a quimioterapia neste mesmo hospital. Uma história incrivel que nunca achei que ira acontecer comigo. Mas enfim está acontecendo, e estou muito otimista. Adorei o relato do autor anônimo, é uma lição principalmente para quem está passando por problema semelhante.

    Um conselho: mesmo sendo médico, eu não fiquei pesquisando nada sobre minha doença no google..ou livros… Tudo que obtive de informação foi através dos colegas médicos que consultei. Se você tiver um problema de saúde, procure um bom médico, peça opiniao a quem ja teve problema semelhante para que lhe indique um bom médico.

    Obrigado pela atenção de todos.
    Grande abraço!

  • Marcelino Fernandes

    Olá amigos, pena que o autor não quis se identificar. Mas foi um belo relato. Estou passando por um problema semelhante, só que no meu caso é tumor de células germinativas do tipo seminoma, sendo que o meu caso é originário do mediastino. Mediastino fica localizado na região torácia, entre os dois pulmões. As células do tumor são as mesmas que crescem no testículos. A hipótese principal é que durante a embriogênese, na nossa formação dentro do útero algumas células ficam ali localizadas e podem desenvolver tumores futuramente mesmo sem ser no testículo. O prognóstico também é tão bom quanto os que são originário do testículos, conforme me foi relatado por dois oncologista que consultei. Tenho 29 anos, sou médico, terminei residencia médica em neurologia e estava em processo de matrícula em outro hospital para fazer mais um ano opcional em uma subespecialidade neurologica (neurofisiologia clínica). Curiosamente este hospital pediu exames de rotina para admissão, algo bem incomum na maioria dos concursos de residência médica. Inclusive eu quando soube que iria fazer esses exames achei “um saco”. Mas aí que eu tive sorte, estava totalmente assintomático, e meu raio x de tórax demonstrou um alargamento no mediastino a direita. Resumido: tive que fazer uma tomografia que cofirmou que tinha esse tumor. Tambem fui em dois serviços de oncologia para ouvir duas opiniões. Fui em Fortaleza/CE onde moro e depois fui no Hospital Sírio Libanês em São Paulo/SP. E foi uma coisa bem ética, avisei ao meu médico daqui de Fortaleza que iria também me consultar no Sirio e ele mesmo me disse que não se preocupava, que isso seria atá bom para ele mesmo e que não via nisso um conflito ético. Em resumo: os dois hospitais confirmaram o mesmo diagnóstico, e os dois oncologistas se comunicaram e decidirem em conjunto o meu tratamento que estou fazendo em fortaleza. Fiz toda a investigãção, inclusive com PET/CT (um rastreamento de corpo inteiro a procura de células cancerígenas) e o tumor para minha felicidade está localizado apenas no mediastino mesmo. O tratamento a prinicipio será apenas com quimioterapia, 4 ciclos de 5 dias cada.

    Uma curiosidade: eu trabalhei por dois anos e meio como plantonista do Setor de Intercorrências Clínicas do Hospital do Câncer do Ceará. Meu último plantão foi no dia 19 de janeiro de 2010, e tive que sair por que ia morar no Rio de Janeiro fazer mais um ano opcional de subespecialização em neurologia. No dia 23 de janeiro fiz a tomografia de tórax que confirmou o tumor, e dia 11 de feveiro iniciei a quimioterapia neste mesmo hospital. Uma história incrivel que nunca achei que ira acontecer comigo. Mas enfim está acontecendo, e estou muito otimista. Adorei o relato do autor anônimo, é uma lição principalmente para quem está passando por problema semelhante.

    Um conselho: mesmo sendo médico, eu não fiquei pesquisando nada sobre minha doença no google..ou livros… Tudo que obtive de informação foi através dos colegas médicos que consultei. Se você tiver um problema de saúde, procure um bom médico, peça opiniao a quem ja teve problema semelhante para que lhe indique um bom médico.

    Obrigado pela atenção de todos.
    Grande abraço!

  • Samuel VP

    Apareceu em meu testículo direito um nódulo externo. Fiquei muito assustado e fui buscar ajuda na Internet e encontrei esta página que inicialmente me ajudou a aceitar esta condição. Agora pretendo procurar um urologista e seja o que Deus quiser. Tenho muita esperança e fé em Deus de que serei curado pela Graça e misericordia de Deus com a ajuda dos médicos. Obrigado a todos que emitiram suas opiniões e relatos e ao autor deste site.

  • Samuel VP

    Apareceu em meu testículo direito um nódulo externo. Fiquei muito assustado e fui buscar ajuda na Internet e encontrei esta página que inicialmente me ajudou a aceitar esta condição. Agora pretendo procurar um urologista e seja o que Deus quiser. Tenho muita esperança e fé em Deus de que serei curado pela Graça e misericordia de Deus com a ajuda dos médicos. Obrigado a todos que emitiram suas opiniões e relatos e ao autor deste site.

  • Samuel VP

    Apareceu em meu testículo direito um nódulo externo. Fiquei muito assustado e fui buscar ajuda na Internet e encontrei esta página que inicialmente me ajudou a aceitar esta condição. Agora pretendo procurar um urologista e seja o que Deus quiser. Tenho muita esperança e fé em Deus de que serei curado pela Graça e misericordia de Deus com a ajuda dos médicos. Obrigado a todos que emitiram suas opiniões e relatos e ao autor deste site.

  • Samuel VP

    Apareceu em meu testículo direito um nódulo externo. Fiquei muito assustado e fui buscar ajuda na Internet e encontrei esta página que inicialmente me ajudou a aceitar esta condição. Agora pretendo procurar um urologista e seja o que Deus quiser. Tenho muita esperança e fé em Deus de que serei curado pela Graça e misericordia de Deus com a ajuda dos médicos. Obrigado a todos que emitiram suas opiniões e relatos e ao autor deste site.

  • rodrigomilo

    Boa noite!

    Estou com o mesmo problema. Fui diagnosticado com carcinoma embrionario de testiculo direito, fiz minha orquiectomia ha 11 dias, e estou otimo, trabalhando por enquanto.

    Meu tumor teve metastases para abdomen e alguns micronodulos pulmonares, alem dos linfonodos retroperitoniais.

    Tambem estou fazendo congelamento de semen pra garantir os pimpolhos, e comeco meu tratamento de quimioterapia, mesmo esquema BEP, 4 ciclos, na proxima terca-feira provavelmente. Estou encarando com tranquilidade, apesar de saber q e um tratamento agressivo, e q vai ser chato pra cacete, mas estou confiante de que a recupercao sera plena.

    Abracos a todos!

    • Paulo Henrique Arnaus Dupret

      Força pra você…!!!

    • Moniboop

      Meu marido tb esta tranquilo…eu estou mais desesperada q ele…temos uma bebe de 7 meses…

  • Mamy_nota10

    Com certeza vc vai ficar melhor que já está.ontem meu irmão me contou que está com câncer no testiculo direito,pena que disse que o dele tá muito grande,e abriu uma ferida,há 3 meses tenta fazer a cirurgia só na segunda dia 5 e que consegui resolver qual hopital e qual médico vai mexer nele,sem um plano de saude fica difícil,que Deus ajude vc ele e muitos que tem essa doença a se curarem.to sofrendo muito nao sei como ajudar ele .fica com Deus sempre .um grade abraço Sara Jane.

  • Mamy_nota10

    Com certeza vc vai ficar melhor que já está.ontem meu irmão me contou que está com câncer no testiculo direito,pena que disse que o dele tá muito grande,e abriu uma ferida,há 3 meses tenta fazer a cirurgia só na segunda dia 5 e que consegui resolver qual hopital e qual médico vai mexer nele,sem um plano de saude fica difícil,que Deus ajude vc ele e muitos que tem essa doença a se curarem.to sofrendo muito nao sei como ajudar ele .fica com Deus sempre .um grade abraço Sara Jane.

  • Webrafa

    Ótimo seu relato parceiro, esperamos que já esteja tudo bem contigo. Estava agora lendo para meu pai o seu relato, ele teve o mesmo problema que o seu, testículo esquerdo retirado, depois médicos decidindo se faziam outra cirurgia ou optavam pela quimio. Nesta sexta agora ele fez a última sessão, ele está bem pálido, muito cansado. Quando li a parte que você diz que parece que tomou um litro de vodka e fumou uma carteira de hollywood vermelho ele disse “exatamente isso”. Seus cabelo ainda não cairam.
    Ele ficou mais tranquilo ao saber que todos os sintomas que esta sentido eram os mesmos que o seu, e que está foi tudo bem contigo.
    Muito obrigado por compartilhar sua história conosco. Não parece mas ajuda muuito viu.
    Grande abraço
    Rafael

  • Tid

    Cara incrivel, tbm tive câncer no testículo esquerdo, e mta coincidência meu tratamento foi de segunda a sexta e depois terça e terça. Vi mtas semelhanças na tua história e na minha, a diferença é q isso tudo começou em 2007. Mta saúde pra nós cara rsrsrs abraço

  • Danilo

    O meu caso foi parecido com o de alguns colegas que ja postaram. De um dia para o outro senti uma pontada no testículo esquerdo, mas depois sumiu. Procurei o médico que diagnosticou um tumor. Assustador! Exames de sangue e raio-x do tórax normais. Retiraram meu testículo. Fiz tomografia que não indicou qualquer problema. O exame patológico diz se tratar de um seminoma, com pequena área de necrose, mas que ficou limitado ao testículo, ou seja, corrobora o exame de sangue, raio X e tomografia. Cada médico tem uma opinião e agora me bate uma grande dúvida. Há quem defenda sessões de radioterapia profilática, mesmo que os exames de sangue, TC e patológico afirmando que o tumor ficou só no testículo. Há quem defenda acompanhamento rígido nos 5 primeiros anos. Alguém passou por essa situação? Se passou, gostaria de ouvi-la. Obrigado

    • César

      Olá Danilo,
      Infelizmente, no caso do tumor de testículo, não há análise lógica. Não existe esse negócio de biopsia corroborar com exames de Sangue, Raio X e Tomografia. Não sou médico, mas pelo que aprendi lidando com meu problema, é que o único exame que pode te dar certeza se ficou restrito a bolsa escrotal ou não, é o PET SCAN. Ele vai mostrar no seu corpo todo, se existem regiões/órgãos com células cangeríginas, ou seja, com metástase.
      RESUMO DO MEU CASO:
      Meio parecido com o seu caso, em 2000 após um acidente onde levei uma pancada na bolsa escrotal, notei que o testículo apresentava uns carocinhos. Fui no médico que suspeitou de tumor e disse que passei a perceber só após a pancada. Fiz exames todos possíveis que vc mencionou incluindo ecografia que mostrou sangramento/hemorragia interna, resto tudo normal. Extrairam o testículo esquerdo, fizeram biopsia, tudo normal, não era tumor. Não fiz sequer monitoramento, afinal, não era tumor. Descobri que há um consenso médico, dizendo que durante a biopsia, se a peça apresentar hemorragia, fica muito difícil encontrar células cangeríginas. Eu não sou médico, mas vários médicos me falaram a mesma coisa sobre essa teoria. Depois disso tudo no ano de 2000, a vida continuou….
      Pois bem, em 2010 comecei a ter dores horríveis nas costas, uma dor de morrer, quase desmaiar. Como estava trabalhando nos EUA, acabei parando num pronto socorro, e aqui você sabe, eles te fazem um check-up em 45min. Descobriram pela Tomografia, que eu tinha um nódulo linfático na região retroperitoneal (entre o rim e a aorta) com 7cm, e que aquilo estava me dando as dores. Fui parar num Uroncologista, que ao saber da minha cirurgia de remoção do testículo em 2000 já me falou. Cara, os caras do Brasil cometeram um erro na biopsia e você tinha tumor há 10 anos atrás. Fiz exames de sangue, que revelaram alterações no AFP (típico de cancer).
      Fiz a cirurgia para retirar o nódulo linfático, e a biopsia revelou Carcinoma Embrionário Não-Seminomatoso (o mesmo do autor do artigo aqui), e que era metástase de um tumor de testículo. Fiz a PET Scan, que revelou pequenas metástases na área próxima do nódulo extraido, e outras minúsculas no pulmão e baço. Dentro da classificação de tumores (bom, intermediário e ruim), meu risco era considerado bom, Graças a Deus! Chances de cura total em torno de 90 a 95%.
      Foram 3 ciclos BEP, e agora dia 16/03/11 fiz o PET Scan denovo, que revelou que não tenho mais nada no meu corpo, inclusive naqueles pontos onde havia metástase. Graças a Deus!!!
      Cometeram um erro no meu caso, veja com mais especialistas, para que não cometam erro no caso do seu. Caso alguem queira tirar dúvdias, ou trocar idéias, meu email é goimpala@hotmail.com
      Grande abraço à todos, e que Deus abençõe todos que estão lendo e que eventualmente estão passando pelo problema parecido. César

  • Wcicarelli

    Dia 08 de abril, meu filho de 18 anos, me chamou no quarto e disse – pai estou achando diferente minha  bola do saco, esta estranha – dei uma olhada, e depois apalpei, nao notei nada, mas ele falou de novo que estava diferente, entao falei vamos dar uma passada no pronto socorro do Hosp.Sao Luiz e dar uma checada.
    O medico examinou e pediu uma ultrasoonografia, e do nada, apareceu o diagnostico de um nodulo no testiculo esquerdo. O menino nunca tinha tido nada na vida toda, nenhum osso quebrado, praticamente nunca tinha tomado um antibiotico, nao ficava nunca doente, e derepente a gente vai no hospital pra ver o testiculo e recebe essa noticia. Saiamos de lá, sem a certeza ainda de nada, somente com a recomendacao expressa de procurar urgente um urologista.
    No sabado comecei a articular, qual seria o caminho a ser tomado, pra falar a verdade nem sabia da existencia do cancer testicular, mas como se tratava de um nodulo, resolvi que na manha de segunda feira cedo do dia 11, iria ao hosp ACCamargo, marcar uma consulta com um urologista, o que foi feito, e marcado para dia 12, a manha seguinte.
    Na terca, cedinho estavamos la, foi examinado e o medico olhou o ultra som, conclui que seria necessario, fazer a extracao do testiculo direito o mais breve possivel, e pediu para eu encaminhar ao plano de saude e junto fizesse uma serie de exames, TC de pulmao, abdomen e pelvis, marcadores tumorais, exame de sangue, etc  e tambem congelar o semem.
    As tomografias estavam limpas, sem nenhuma linfonodomegalia, ja os marcadores tumorais estavam alterados, HCG 11,7 e Alfa Fetoproteina 71,16, checado isso, foi marcada a cirurgia para dia 25 de abril .
    Por ai, ja tinha lido muita coisa na internet, atraves do google busquei muita informacao, e entre elas a de que quando os dois marcadores estao alterados o tumor é nao seminoma, mais  agressivo que o seminoma.
    A cirurgia foi tranquila, o ACCamargo é um otimo hospital, tudo correu tranquilo, a recuperacao foi bem rapida, sem efeitos colaterais e ficamos no aguardo da biopsia e assim foi marcado o retorno para o dia 10 de maio.
    BIOPSIA resumida – na seuqencia dos cortes, nota se massa tumoral ora esbranquicada ora enegredisa, de aspecto multinodular, firme, com regiao hemorragica, medindo 1,8 x 1,5 cm, distando 0.4 cm da capsula, ocupando 30 % do testiculo.
                Tumor germinativo misto, Carcinoma embrionario 80%, Teratoma maduro 20%
                invasao vascular, linfatica, perineural nao detectadas
                redes testis livre de neoplasia
                tunica albuginea e cordao espermatico livre de neoplasia

    De acordo com a biopsia e junto com as duas TC, a doenca foi classificada como estadio I, essa classificacao é feita pelo tipo de tumor, se há metastase peritoneal e outras.
    O tamanho do tumor, a invasao ou nao vascular ou linfatica, o tipo de tumor e se há metastase vao ser os fatores principais apos a retirada do testiculo.
    Meu filho foi entao encaminhado para a oncologia clinica pra dar prosseguimento ao tratamento, e a consulta foi dia 20 de maio, novos pedidos de exames, TC de abdomen e pelvis, marcadores tumorais e retorno para dia 09 de junho, ja que o medico pediu que a tomografia e os marcadores fossem feitos com mais de um mes depois da cirurgia.
    Ontem fui la, nada na tomografia, marcadores tumorais dentro do padrao HCG inferior 0,1 e Alfa fetoproteina 4,78,  lembrando que HCG tem meia vida a cada 36hrs e Alfa a cada 7 dias, entao um tem que cair pela metade a cada 36hrs e o outro a cada 7 dias,  se o tumor foi extraido.
    O oncologista entao decidiu por um ciclo de quimio, eu estava propenso a so fazer acompanhamento do meu filho, ja que nao tem nada que indica que ele ainda esta doente, mas acabei aceitando, ja que o protocolo medico para esse caso indica fazer por prevencao….

    depois da quimio eu volto auqi …abx e saude a todos

    • MARTA

      AMIGO NÃO DEIXE DE MANDAR, O QUE ACONTECEU DEPOIS DA QUIMIO POR FAVOR

  • http://www.facebook.com/people/Asdfasdfas-Asdfasdfasd/100002936095111 Asdfasdfas Asdfasdfasd

    É, eu percebi duas bolinhas grudadas fora dos meu testículos, vou procurar um médico logo, louvado seja o hábito de coçar o saco hehehe

  • Márcio

     Estou passando por isso no momento, operarei dentro de alguns dias e teu texto é forma um alento. Obrigado por compartilhar.

  • Eduardo Oliveira81

    Amigo, estou vivendo o mesmo problema, a primeira fase, com exames, passando por vários urologistas para ver se a opinião bate. Todos decretaram a cirurgia e aguardar a biopsia. Estou pesquisando banco de semen para fazer a coleta, mas o valores estão muito além do que eu possa pagar. Sem contar remédios e outras questões que ainda terei que lidar. Bom muitos depoimentos aqui e seu relato estão me fazendo crer que posso sair bem desta situação, mas é uma coisa que para o homem é muito complicado de se levar.

  • Felicidade Radiante

    achei o site por acaso.
    Estava com meu marido ainda pouco e notei um nodulo no testiculo esquerdo. Na verdade eu ja havia notado há alguns meses atras porem ” como varios homens ” nao é nada, deixa pra lá , se aumentar eu vou ao medico. E hoje notei uma grande diferenca. Pois antes era do tamanho de um arroz, agora esta bem maior mesmo, pouco maior que uma semente de cereja.
    Enfim, meu marido ficou de ligar amanha ao medico dele, e espero que nao seja nada e que o medico marque uma consulta para no maximo quarta feira, pois estou preocupada com isso.

  • gu

    cara muito obrigado por te postado oq aconteceu com vc tenho esse problema tambem e vou começa a mi tratar agora melhoras para vc e torça pra min ai

  • DIDINHA

    meu marido fez uma cirurgia de prostata pra retirar uns coroços menos de 9 meses voltaram tudo novamente, pois foi feito uma radiografia e deu que voltou o mesmo problema, agora o medico quer ver o resultado da biopcia da 1 ° cirurgia ,ele não conta nada a minguem estamos com medo, pois talvez ele terar que fazer a cirurgia novamente pois tbm sente dores , sera que ele esta com cançer? “OBS A MÃE MORREU DE CANÇER”

  • TIA

    Minha família passa exatamente por este problema .Digo minha família pois um sobrinho meu com apenas 24 anos, muito querido por todos, nós foi diagnosticando a 15 dias e já fez a cirurgia de retirada do testículo. Iniciará a quimioterapia na próxima 2ª feira como você, só que a duração será de 3 meses. Estamos com o coração apertado e bem assustados com tudo.Espero que ele encare o tratamento como você e tenha a graça de sentir o mínimo de reações colaterais. O tratamento é longo espero que ele resita da melhor maneira.

  • http://www.facebook.com/VinyAlcantara Vinicius Alcantara

    Gostei do seu texto, estou passando pelo mesmo problema, v já esta curado?

  • Fabiano

    Descobri faz pouco tempo, mas já fiz a orquiectomia e vamos ver no que dá, tenho 29 anos e tenho um filho a caminho e é o que me dá força pra achar tudo isso muito simples perto de tudo que temos na vida, temos tudo , temos que enfrentar isso com naturalidade e nunca agir ou pensar como “Coitado” ter pena de si mesmo não ajuda em nada, rsrs , eu até “brigo” com a minha familia quando ficam todos com pena de mim ou tristes, barreiras foram feitas para serem superadas e tudo isso vai passar e o final vai ser feliz com certeza. Desejo à todos que tem o mesmo problema força e racionalidade para enfrentar isso naturalmente e quem tem alguma dúvida que se tiver vergonha de ir ao urologista,não seja burro , pois o indice de cura é muito alto quando detectado precocemente e até com metastases.

    Fé em Deus e Pé na tábua que o mundo não para.

    Abraços à todos.

  • maiconpopp

    Caramba, em 2012 tambem tive cancer no testiculo, fiz cirurgia, e o danado subiu para o abdomem onde tive que fazer 3 ciclos de quimioterapia que terminaram em inicio de 2013. Ainda para ajudar tive trombose em duas veias principais, a sub-clavia e jugular, essa foi a pior parte do tratamento. Os 3 nodulos que tinham no abdomen praticamente sumiram, coisa que não assusta mais. apenas acompanhamento a cada 6 meses. Hoje aguardo a vinda da minha filha, que ja esta em epoca de nascer. Apesar do cancer ser algo dificil de aceitar, foi com a ajuda da minha familia, de um grande amigo chamado João e de Deus que consegui vencer.

    Neste período de tratamento foi uma experiencia inesquecivel.
    Meus votos de força a todos que estão passando por esse momento.
    Um abraço
    Att
    Maicon Popp
    maiconpopp@hotmail.com

  • Joao

    Cara sinto algumas dores no testiculo esquerdo e pega no pé do abdome quando eu faço algum esforço, pois pratico lutas e meu saco tem algumas veias grandes e grossas mais isso foi a vida toda, acredito que seja varicocele sei que vc não é medico mais se tiver alguém ai que possa tirar minhas duvidas, tem alguma possibilidade de ser cancer ???? Grato ….

  • Carilo Lemos

    descobri recentemente estar com esta merda de problema, ainda não fui atrás do meu tratamento pois a vida já estava muito complicada sem isso, e agora chegou a “cereja” do sunday!

    Espero que tenha boa sorte na sua recuperação e que nada reste desse “pequeno” pesadelo!

    Estou bem assustado com tudo isso, mas a leitura deste seu depoimento me muniu de informações!
    E foi bom principalmente saber de seu ponto de vista levando em conta sua vivência do problema, assim sinto-me mais tranquilo quanto ao que vou enfrentar!

    Boa sorte!

  • André

    Caro amigo,
    A minha história não poderia ser mais semelhante que a sua.
    Varios diagnósticos, vários médicos..
    Também aos 28 anos!! Ninguem pede por passar por isso..
    Fiz remoção..
    Fiz tratamento BEP..
    Terminei em Dezembro!
    Agora.. vivo!! Vivo um dia de cada vez, com mais sabor:-)
    Um forte abraço e espero que tudo esteja bem contigo!

  • Aldo

    Olá gostaria de um levantamento dos gastos que você teve durante o tratamento, obrigado

    • Aldo

      Fui ao urologista e tive a feliz noticia de ser apenas Espermatocele (Cisto do epidímio).

      Estava com muito medo de ser câncer.

  • Moniboop

    Muito obrigada…me aliviou bastante seu texto…meu marido descobriu hoje e tem só 22 anos..Tenho certeza q vc não terá mais problemas…valeu!!!

  • Matheus

    cara, ótimo texto!! parabens!!
    descobri recentemente que tb tenho o tumor, ja fiz a cirurgia e recebi o resultado… soh estou na espera do tratamento

  • ivo.jani@hotmail.com

    eu tive o mesmo problema em 2006, mas no testiculo esquerdo… o tomor era maligno mas ainda não de tinha espalhado, então foi so retirar, depois de retirar tive desiquilibrios hormonais pois apareceram-me umas bolas nos mamilos, que desapareceram algum tempo depois… não foi necessário de fazer qualquer tipo de tratamento…. mas apartir daí comecei a sentir algum cansaço todos os dias, nunca mais tive daqueles dias que a jente acorda e que se sente bem, com vontade de levantar um camiao…kkkkkk… ja lá vão 7 anos

  • rogerio rodrigues da silva

    pocha mano eu estou com uma baita dor nas em baixo tem uns 2 anos e nao é coluna aí esses dias encontrei um nodulo no meu testiculo esquerdo acredito ser devido uma pancada que levei a 10 anos e quando pego no nodulo sinto um reflexo da dor nas costas acho que estou lascado por que já tem tanto tempo e tem um glanglio no meu braço e falta glanglio no meu pescoço! o pior que nao poço nem paga uma consulta no urologista. some resta chorar.

  • rogerio rodrigues

    estou sentindo dor abdominal e nas costas ha 3 anos,já fiz varios exames e os medicos nao descobriram nada ainda aí ha alguns dias descobri um nodulo no meu testiculo esquerdo procurei pesquisar e pode ter sido devido uma chinelada daquelas rider que pesar 1 kilo que levei ha 10 anos atrás, marquei consulta com um urologista pra semana que vem e as dores no abdomen só estao aumentando estou com muito medo pois tem tambem um glanglio no meu braço que é sinal de metastase .

  • clayton

    Tenho câncer de testículo , porém no meu caso subiu direto para retoperitoneo e nenhum nódulo no testículo com metástase osséa infelizmente, assim que diagnosticado comecei quimioterapia protocolo Bep muito difícil pelos sintomas da droga depois de um tempo com muita dor devido as metástase. comecei a sentir dor no testículo esquerdo mas nada de nenhum nódulo efetuado mais de 3 ultrassom no mesmo. em conversa com oncologista e urologista comecei radioterapia ajudou um pouco mas não resolveu minhas dores no corpo região da coluna , pernas. Agora no segundo exame de Pet – CT estarei começando nova quimioterapia de resgate para resolver a neoplasia ativa protocolo VIP ou TIP. espero com novo tratamento resolver de vez minha doenças que se espalhou pelo corpo devido a metástase e ainda tenho o tumor no retoperitoneo impossível de ressecção no momento devido a localização também. já foram feitos diversas tomografias , ressonância, pet -ct mas estou confiando pra não se entregar nunca nesta luta que causa muita insegurança e tristeza pois é um sofrimento muito difícil. adorei todas as histórias de cada um de superação e confiança é muito importante contar com profissionais que dominam o assunto para precisão no tratamento é isso boa sorte a todos e grande abraço.

  • Vinícius Mundim Zucheratto

    Este relato deixou a mim e minha esposa muito mais tranquilos, mesmo antes das informações dos médicos. Também resolvi compartilhar a minha situação. http://giramundim.wordpress.com/2014/03/19/desafio-da-vez-cancer-de-testiculo/

  • Fernando Maia

    Cara força! Eh triste saber que os colegas médicos demoram tanto para fazer esse diagnóstico. No meu caso considero sorte, pois senti um incômodo no testículo direito. Como sou radiologista (médico de tomografia, ultraassom, rx, ressonância) eu mesmo dei uma olhada no ultraassom , e como a rotina do exame pede análise dos dois lados, encontrei três nódulos no testículo esquerdo. Por imagem, todo nódulo no testículo é maligno até que se prove o contrário, sendo que as características do ultraassom eram semelhantes ao do seminoma. Entrei em contato com colega urologista que retirou o testículo e os nódulos estavam restritos a ele, sem invasão de nada, também fiz tomografia no dia seguinte ao dia que eu vi no us e não tinha metástase. Me considero sortudo. Força para gnt.

  • Anderson Reis

    Há mais de 10 anos sinto dores nos testículos. Já fiz consultas, quando o médico apalpou-os, e exames. O urologista dizia que tudo estava normal. Porém, ultimamente tenho sentido novamente dores nos testículos e, ao dormir, parece que as dores se irradiam para as pernas. Incomoda muito. Já estou procurando um urologista para nova consulta e fazer o toque. Impressionante que o tamanho dos testículos são normais e, notei uma coisa de uns anos para cá, minha quantidade de esperma diminuiu muito, chegando as vezes a sair 3 gotas! Estou preocupado, mas sou um homem de fé em Deus.

  • Jonathas da costa e silva

    eu também estou com esse probléma meu testiculo esquerdo esta to tamanho de uma evilha e esta duro o que eu fazo eu so tenho 17 anos alguem me ajuda

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5581 artigos
  • 664582 comentários
  • leitores online