Quando o estresse bate forte, você sabe o que fazer?

Trocando as bolas: um elogio aos homens que não ligam no dia seguinte

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg

Ouvindo hoje o relato de uma amiga sobre a noite de ontem percebi uma coisa: esse papo de que "homem não liga" não passa de política das mulheres, pra que elas possam ser liberais e moderninhas sem que os outros olhem torto. Explico.

Essa minha amiga ficou com um sujeito ontem em uma boate. E com a curiosidade que me é peculiar perguntei se ele tinha pegado o telefone dela. No que ela me responde um “Pra quê? Eu não ia querer nada com ele mesmo!”. Sendo que, com essa mesma amiga, na semana passada, diante da mesma pergunta, ouvi como resposta: “Pegou e já me ligou duas vezes. Que saco!”.

Ou seja, minha amiga confirmou duas teorias em uma semana só: a de que os homens ligam sim, e a de que as mulheres não querem que eles liguem, só querem fazer cara de cachorro que caiu do caminhão de mudança quando eles não ligam, pra ganhar um cafuné.

Eu sempre fui um exemplo de que os homens ligam. Sempre liguei, de verdade, mesmo se não houvesse intenção de nada mais sério. E em alguns casos percebi que a minha ligação não era muito bem-vinda. Tudo bem que eu não era muito perspicaz e só percebo isso agora, enquanto escrevo, mas o importante é que eu percebi.

E em alguns minutos de intensa reflexão e Winning Eleven, cheguei à seguinte conclusão: as mulheres, ao longo dos anos, vêm se tornando homens! Tudo bem, você vai dizer que o Ronaldo Fenômeno percebeu isso antes de mim, mas não me refiro ao sentido, digamos, palpável da coisa. Palpável não por mim, que fique claro.

Atualmente as mulheres vem se transformando no que antes elas mais reclamaram nos homens: agora elas têm aversão a relacionamentos, não querem criar vínculos, acham chato pessoas que ligam no dia seguinte e algumas tem até um pau maior que o meu. E olha que mesmo entre homens isto é um fato raro – estatisticamente falando, claro, sem experimentos empíricos.

Enfim, sob a desculpa de relacionamentos passados sofridos, traumas com homens canalhas e a velha de que “homem não presta”, as mulheres estão, parafraseando o poeta carioca, pegando geral.

ligar_dia_seguinte
Oi, amor, sei que é a quarta vez que te ligo hoje... Mas então, o que você tá fazendo agora?

E os homens? Os homens estão cada vez mais... mulheres! Ligam três vezes no dia seguinte, mandam mensagem dizendo que estão com saudades, vão buscar no trabalho de surpresa etc. Claro, isso pode ser um mecanismo de defesa, afinal, se as mulheres ficassem como os homens e os homens continuassem como homens, o mundo ia virar uma grande suruba, com gente se pegando a torto e a direito, sexo sem compromisso, mulheres sem pudores de ir pra cama na primeira noite, namoradas nos convidando pra um ménage com aquela amiga gostosa, enfim, uma putaria só. E não é isso que queremos.

Então, como defesa, os homens foram invertendo os papéis. E com isso só incentivaram o comportamento machesco das mulheres. Mas se elas estão assim, “modernas”, por que ainda reclamam que os homens não ligam se elas não querem que eles liguem? Simples. É estratégico. Se ao invés de reclamar de que não ligamos elas começassem a reclamar que ligamos, elas abdicariam da posição de “Taaadiiiinha, vem cá que eu te faço um cafuné” e passariam à posição de crápulas, ninfomaníacas, interesseiras e sem responsabilidade, que até hoje era exclusividade nossa. E aí tome “Não atendi porque tava no banho”, “Não é você, sou eu” e “É que eu não to bem, não quero me envolver”.

Mas a culpa de tudo isso é nossa. Não minha, mas de vocês, todos os outros homens do mundo. Se vocês tivessem continuado não ligando no dia seguinte, nada disso estaria acontecendo. Mas não, vocês foram ser sentimentais, ficaram com peninha, se deixaram influenciar pelas reportagens do Fantástico e pelas matérias na Veja ou na Época, aí deu no que deu.

Perdemos o monopólio da safadeza desenfreada. E o pior é que com anos e anos sendo vítimas, elas agora vão poder fazer o que quiserem ser serem condenadas. E ainda fingindo que não fazem. Tudo culpa de vocês.

Mas também, o que a gente podia esperar de uma geração que usa mousse, faz limpeza de pele, usa cachecol e trocou a cerveja pelas bebidas coloridas pegando fogo?


publicado em 23 de Julho de 2009, 23:55
34f0e9da1c49e2251874f04908fb5e96?s=130

Leonardo Luz

Fã de polêmicas, adora cutucar onça com vara curta. Também detona no blog "Eu e Meu Ego Grande".


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: