Leia mais de 20 textos sobre masculinidades no canal de Natura Homem no PdH.

Reino Unido proíbe anúncios que fomentam estereótipos de gênero

A ideia é ter publicidade mais saudável, criativa e menos apelona

Os dias de homens retratados como incapazes de sair do sofá para cuidar dos filhos e das mulheres como únicas responsáveis pelas tarefas domésticas estão contados na publicidade do Reino Unido.

A partir de 2018, de acordo com as novas diretrizes estabelecidas pela Autoridade de Padrões Publicitários (ASA, em inglês) da terra da rainha, anúncios que fomentem estereótipos de gênero ou tentem diferenciar atividades entre “coisas de menino” ou “coisa de menina” estão banidos.

A decisão foi tomada a partir de um processo que começou há dois anos, quando uma propaganda que perguntava "Seu corpo está pronto para o verão?" gerou uma série de protestos.

1500477792_829457_1500484243_noticia_normal_recorte1.jpg
O anúncio que começou o apelo por mudança

Guy Parker, diretor executivo da agência reguladora, afirma que “estereótipos de gênero limitam a visão que as pessoas têm de si mesmas e o modo como são vistas pelos outros”. É uma proposta interessante em um momento em que a sociedade vive processos que reivindicam o aumento da representatividade de negros, mulheres e, por que não, de outras maneiras de sermos homens nas comunicações das marcas e em espaços de diálogo.

Será que uma decisão do tipo funcionaria no Brasil? O que você acha sobre a medida: acertada ou corre risco de funcionar como censura?

Mecenas: Natura Homem

Natura Homem acredita que existem tantas maneiras de exercer as masculinidades quanto o número de homens que existem no mundo. Sem modelos a serem seguidos, sem colocar ainda mais pressão sobre os nossos ombros.

As nossas verdades, os nossos ritmos, os nossos jeitos de ser e estar no mundo. Seja homem? Seja você. Por inteiro. Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem.

Mecenas mobileMecenas desktop

publicado em 27 de Julho de 2017, 07:00
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura