Leia mais de 20 textos sobre masculinidades no canal de Natura Homem no PdH.

Paulo Lima, fundador da Trip: uma conversa sobre surfe, transformação e masculinidades

Entrevistamos o cara por trás da revista Trip para falar de esportes e sensualidade

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x50 jpg

Paulo Lima é uma daquelas pessoas que você pode até não conhecer, mas, ainda assim, já sabe muito sobre ele: basta ter olhado para a capa ou folheado alguma edição da revista Trip nos últimos 31 anos.

É impossível dissociar a figura de Paulo de algumas de suas maiores obras — a editora e a revista de mesmo nome, que fundou em 1986. A curiosidade com temas humanistas profundos e o viés progressista que marcam o editorial da Trip? Vêm dele. O universo do surfe que volta e meia permeia a revista? Paixão da vida. A insistência em promover conversas (e um prêmio) sobre transformação dentro de uma revista masculina? Também.

No fim de maio, o PapodeHomem fez uma visita à sala do editor-chefe da Trip e conversamos sobre assuntos que iam do empreendedorismo e a visão do Paulo sobre o Brasil ao mar e à masculinidade.

Entre os excertos da conversa, dois são meus preferidos. Um é a metáfora que ele usa para descrever o Brasil:

“O Brasil é um país adolescente. Sensual, interessante e que tem todo um potencial pela frente, mas que é desengonçado, atrapalhado, faz muita merda”.

O outro é o momento em que, com brilho no olho, ele se dedica a enumerar as lições que o surfe tem a nos ensinar.

1. A noção da sua insignificância (você é um pontinho em contato com algo gigantesco);

2. A experiência de finitude. “No primeiro caldo, geralmente no primeiro minuto da sua entrada do mar, você fala ‘nossa, eu posso morrer aqui se eu vacilar’. A noção da finitude é fundamental pra vc ter uma vida minimamente decente”;

3. A constatação de que mesmo sendo insignificantes, um serzinho pequeno contra um mundão, ainda é possível ir em frente. “Se você souber usar os recursos que você tem e se conectar com o oceano, você sai dançando com ele”, diz Paulo. Um aprendizado e tanto sobre o que significa harmonia com o todo.

Enfim: aperte o play. Acredito que os 15 minutos de entrevista vão dar caldo suficiente para que possamos engatar a conversa na caixa de comentários.

Link YouTube 

00:44 | Mar e as lições do Surfe

05:03 | Empreendedorismo

08:52 | Masculinidade e as transformações do mundo

10:47 | Brasil e a Trip

Mecenas: Havaianas

A Trip é quase sinônimo de surfe, boas conversas, bom humor e, volta e meia, pouca roupa. Ou seja: é também um quase sinônimo de Havaianas. Visite a nossa loja online para escolher qual delas você vai calçar no próximo feriadão.


publicado em 19 de Junho de 2017, 00:00
Ismael veredas corte jpeg

Ismael dos Anjos

Ismael dos Anjos é mineiro, jornalista e fotógrafo. Acredita que uma boa história, não importa o formato escolhido, tem o poder de fomentar diálogos, humanizar, provocar empatia, educar, inspirar e fazer das pessoas protagonistas de suas próprias narrativas. Siga-o no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: