O que é fact-checking?

Nessa animação explicamos a importância da checagem de informações em meio ao aumento de notícias falsas na rede

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg

Nota da edição: este artigo foi produzido por Bruno Fonseca, publicado originalmente pela Agência Pública e gentilmente cedido para recirculação no PapodeHomem.

* * *

O fact-checking é uma checagem de fatos, isto é, um confrontamento de histórias com dados, pesquisas e registros. 

Se um político jura que nunca foi acusado de corrupção, há registros judiciais que irão atestar se é verdade. Se o governo diz que a inflação diminuiu, é preciso checar nos índices se isso realmente ocorreu. E se uma corrente diz que há um projeto de lei para cancelar as eleições, é preciso conferir nas propostas em tramitação se essa informação é real.

O fact-checking é uma forma de qualificar o debate público por meio da apuração jornalística. De checar qual é o grau de verdade das informações. Reportagens do Buzzfeed e do The Guardian, por exemplo, mostraram que boa parte do conteúdo compartilhado na internet durante as últimas eleições nos Estados Unidos vieram de sites de notícias falsas. Situação semelhante aconteceu no Brasil na semana do impeachment de Dilma Rousseff.

Saiba mais sobre o que é checagem na animação a seguir.

Link YouTube

Agência Pública mantém um projeto de fact-checking, o Truco, desde 2014, com o objetivo de verificar frases de políticos e personalidades. Com isso, qualifica-se o debate público e aprimora-se a democracia.

Sugestões de checagens podem ser enviadas para o nosso WhatsApp: (11) 96488-5119 ou para o e-mail truco@apublica.org.


publicado em 03 de Julho de 2017, 00:00
File

Pública

A Pública é uma agência independente de jornalismo investigativo sem fins lucrativos e livre reprodução de conteúdo. Tem a missão de produzir reportagens de fôlego pautadas pelo interesse público, visando ao fortalecimento do direito à informação, à qualificação do debate democrático e à promoção dos direitos humanos. Visite apublica.org. [Twitter | Facebook].


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: