O fim de um namoro fez repensar minha vida | Caixa-preta #23

O Otávio enfrentou uma fossa daquelas, mas usou o fato de estar sem chão e perdido para se encontrar. Criou um tumblr para lidar com a autoestima e redescobriu sua sexualidade

Link Youtube

O fim de um relacionamento é um daqueles momentos que você não sai anunciando por aí nem constam no seu currículo, mas pode ser tão ou mais marcante para uma pessoa do que a formatura na faculdade ou o primeiro emprego.

A diferença é que dói. Ao invés de ser um marco importante de um rumo que você deu para a sua vida, o término é o ponto de partida para uma outra vida, ainda sem rumo.

Eu não estava saindo de casa, exceto para passear com o cachorro (...). O primeiro movimento foi me fechar muito. Os amigos precisam ficar insistindo pra fazer alguma coisa nem que fosse ir até a esquina sentar em um bar por meia hora. Eu também não estava tão feliz no trabalho, tinha umas questões práticas que eu precisava resolver, como mudar de casa. Essa sensação de ficar sem chão não foi uma questão específica do relacionamento. Foi eu ver que toda a minha vivência em São Paulo tava atrelada a uma vivência junto com uma pessoa e que eu não sabia mais o que eu era.

As falas acima são do Otávio Cohen, jornalista e nosso entrevistado do Caixa-preta dessa semana, mas poderiam ser ditas por qualquer um que já enfrentou um fim de namoro ou casamento marcante.

Depois de uma fase conturbada, ele se apoiou em duas perguntas recorrentes para se reerguer: “Por quê?” e “Por quê não?”.

Questionar a si mesmo e a seus hábitos o fez reavaliar um monte coisas, como emprego, sexualidade e autoestima. Trocou o emprego na revista dos seus sonhos por duas vezes até se encontrar como freelancer, se entendeu como bissexual depois de se abrir a novas vivências depois de um desses “por que não?” e, para enfrentar sua timidez, criou um tumblr de fotos nuas que o levou a se expor e mudar as noções que tinha sobre seu corpo e a autoestima.

“Aquele momento de caos era também o momento de eu me redescobrir”.

Essa foi a experiência do Otávio. E para você? Algum fim de namoro ou relacionamento já foi tão marcante a ponto de fazer você repensar sua vida?

Como foi? O que mudou? Seguimos a conversa nos comentários.

* * *

Para ler mais sobre o tema:

Por que um homem muda radicalmente depois de uma rejeição amorosa?, por Frederico Mattos;

A fossa é um sentimento sacana, história em quadrinhos por Ismael dos Anjos e Felipe Franco;

19 músicas para quem está na fossa (e ainda não quer sair dela), escrito pela Carol Rocha;

Você conhece homens com histórias que poderiam virar relatos do Caixa Preta? Conta pra gente!

Não é de hoje que o PdH quer construir uma relação aberta e de colaboração com a comunidade. Pensando nisso, e buscando aumentar o alcance de relatos, nós queremos sua ajuda nesse projeto. Com certeza você convive com diversos homens que carregam vivências construtivas. Não seria incrível se essas histórias pudessem ser compartilhadas com mais pessoas?

Caso você tenha alguma sugestão para a nossa série do Youtube, deixa nesse formulário. É bem simples.

A casa agradece.

Mecenas: Natura Homem

Natura Homem acredita que existem tantas maneiras de exercer as masculinidades quanto o número de homens que existem no mundo. Sem modelos a serem seguidos, sem colocar ainda mais pressão sobre os nossos ombros.

As nossas verdades, os nossos ritmos, os nossos jeitos de ser e estar no mundo. Seja homem? Seja você. Por inteiro. Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem.

Mecenas mobileMecenas desktop

publicado em 10 de Agosto de 2017, 17:12
Chivas tailandia chiang mai 2

Ismael dos Anjos

É um mineiro – jornalista, fotógrafo e butequeiro – que acredita em contar histórias. Siga-o no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura