Assistam na íntegra a live que fizemos no Facebook com o Dr. Tiago Pádua (Oncologista) e o Dr. Lucas Ventura (médico de família) falando sobre o tema: "Por que os homens vivem 7 anos a menos que as mulheres". Vamo lá!

O caçador de tesouros urbanos

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Pessoas perdem coisas. Uma quantidade bem considerável de objetos de valor pessoal acabam entulhados debaixo dos bueiros, no pé de pontes, nas grades das ruas. Pensando nisso, um porto riquenho chamado Eliel Santos se dedicou, nos últimos oito anos, a se transformar num verdadeiro caçador de tesouros urbanos.

Eliel Santos em ação, capturando um iPod nano verde
Eliel Santos em ação, capturando um iPod nano verde

São jóias, dinheiro, produtos eletrônicos e qualquer tipo de artefato ou bugiganga que escape das mãos e acabe dentro de uma gaiola de metrô ou outro buraco qualquer nas calçadas de Nova Iorque. Pode não parecer um serviço muito rentável mas, em dias bons, ele pode ganhar mais de US $ 1.000.

Eliel vive no Bronx, mas vai todos os dias pra Manhattan munido de fio dental e cola de ratoeira para recuperar os itens de pessoas desastradas ou com um pouco mais de azar. Passa a maior parte de seu tempo olhando para baixo, pelos vãos pequenos de metal na esperança de detectar algo que vale a pena penhorar. Sempre que algo chama sua atenção, lá vai ele, com precisão, abaixa a isca pegajosa e rapidamente pega sua "presa". Na maioria das vezes, tudo não passa de pequenos objetos brilhantes sem qualquer valor, mas sempre há a sorte dele sair com anéis nos bolsos, moedas e notas de dinheiro, relógios. Até iPhones e iPods Eliel já capturou.

O estalo para essa prática virar profissão veio depois que ele viu um homem deixar cair suas chaves dentro de uma das grades em NY. Eliel se ofereceu pra ajudar. Comprou uns barbantes e a cola de ratoeira, montou uma ferramentazinha e, com todo o jeito, recuperou o pertence. Foi recompensado com 50 dólares.

Daquele dia em diante ele começou a visitar diferentes áreas em Manhattan, no Brooklyn e no Queens, olhando através das grades para encontrar coisas valiosas, prestando especial atenção aos locais onde as pessoas negociam o dinheiro com vendedores ambulantes. Sua maior captura foi uma pulseira de diamantes e ouro 18k encontrados no Harlem. Ele penhorou por US $ 1.800. Também se lembra bem de quando ajudou outro cara a recuperar sua aliança de casamento.

Em dias comuns, Eliel Santos faz aproximadamente 150 dólares. Nisso, na matemática boba, dá três mil e trezentas doletas. Dá pra fazer 4 paus fácil.

Isso é o que Eliel conseguiu pegar numa única tarde
Isso é o que Eliel conseguiu pegar numa única tarde

publicado em 17 de Maio de 2013, 10:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: