Lançamos nosso primeiro ebook! Vem conhecer as 25 crises do homem (e como superá-las)

Menos

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Advertisement
    130x250 1 jpg

Tenho escrito e falado sobre minimalismo.

O mundo já é muito atulhado: busco aconchego no vazio. Tento ser mais minimalista na minha casa, nos meus movimentos, nas minhas emoções, até nas minhas idas à praia.

Minha casa. O Mac não é meu. Foto de Claudia Regina. Tirada do Airbnb, onde alugo o apê.
Minha casa. O Mac não é meu. Foto de Claudia Regina. Tirada do Airbnb, onde alugo o apê.

Antes, eu fetichizava a vida, atrelando momentos felizes a objetos inanimados. Um dia, me irritei por um amigo ter bebido na minha caneca. Decidi que não queria ser essa pessoa. Descobri que jogar fora os objetos não jogava fora os momentos. Deixei a caneca com ele e mudei de país, levando quase nada, vivendo uma vida sem rastros.

Sem exageros. Desapegado até do desapego. Fugindo da ganância aquisitiva de querer ser o mais minimalista, o mais feliz, o que tem menos objetos.

Às vezes, desafiam: "ah, é muito fácil esbanjar a vida toda e de repente virar minimalista!" Talvez, mas quem foi esbanjador está condenado a ser esbanjador pra sempre? Não existe saída?

Existe saída.

Me considero artista. Tenho livros pra vender e aceito mecenato. Mas minha principal criação é a minha própria vida.

* * *

Nos links acima, meus principais textos sobre minimalismo e uma matéria no Valor Econômico, Menos é mais.


publicado em 25 de Março de 2013, 09:10
File

Alex Castro

alex castro é. por enquanto. em breve, nem isso. // esse é um texto de ficção. // veja minha vídeo-biografia, me siga no facebook, assine minha newsletter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: