Doe algo que não precisa mais | Ignição #27

Somos perseguidos pela crença de que precisamos de mais coisas e que uma vez que tivermos tudo, enfim, seremos felizes. Será?

Olá, amigos da Ignição!

Cá estamos, retornando com uma nova edição da coluna mais mão na massa do Papo de Homem.

Nas últimas semanas entramos na prática com a ideia de buscar reatar antigos laços. Tivemos ótimos relatos sobre isso, com algumas pessoas que realmente abriram o coração sobre suas dificuldades com o assunto. Vale bastante procurar ali nos comentários sobre o que surgiu. 

No nosso grupo de WhatsApp tivemos bastante discussão a respeito disso e de muitos outros assuntos. Temos ali uma bela seleção de pessoas ultra engajadas em dar um up na vida, se abrindo e conversando sobre tudo o que andam experimentando. Está bem bonito de ver. Por isso, gostaria de anunciar que vamos adicionar mais um lote de novos integrantes. Então, se quiser entrar é só mandar um e-mail pra luciano@papodehomem.com.br com "Quero entrar no grupo da Ignição" no assunto, explicando também os motivos do seu interesse e como acha que pode contribuir. Em alguns dias eu vou parar e convidar novamente quem estiver na fila. :)

E, pra ter uma noção de como as coisas andam interessantes por lá, a Ignição dessa quinzena conta com um tópico que surgiu no nosso grupo de WhatsApp. 

Doe algo que não precisa mais

Todos os dias, somos bombardeados com mil anúncios falando sobre algo que nos falta. Você é abordado, seja metaforicamente ou literalmente, por alguém que diz que a sua televisão pode ser melhor. A sua geladeira pode ser maior. O seu carro pode ser mais bonito.

Somos perseguidos pela crença de que precisamos de mais coisas e que uma vez que tivermos tudo, enfim, seremos felizes.

Assim, mesmo que não estejamos na busca pela melhor televisão, parece que algo dessa mensagem fica em nós e, quando menos esperamos, temos um guarda-roupa entupido de camisetas que não usamos há anos, um rack repleto de games que enjoamos, uma estante cheia de livros que compramos e nem lemos.

E no coração, muitas vezes, sentimos um enorme vazio quanto mais abarrotada está a nossa casa.

A prática dessa quinzena é muito fácil: exercitar o não-apego por meio desses objetos que já perderam o magnetismo pra nós. Seja uma camisa velha no fundo do guarda-roupa, um jogo velho ou um livro esquecido, vamos fazer uma faxina e nos livrar desses objetos, abrir espaço.

Esse é um excelente meio de transformar algo que estava parado em uma ação que pode ser muito benéfica, especialmente se você direcionar seus objetos a alguém que precisa. Há inúmeras ONGs e postos de coletas de roupas, brinquedos e até móveis que fariam bom uso do que você tem aí.

Há pelo menos dois documentários na Netflix que podem oferecer bons insights a respeito de modos de vida mais simples e também podem ajudar na tarefa de escolher o que doar, o Minimalismo e o Ordem na Casa da Marie Kondo.

Por meio dessa prática podemos exercitar não só o não-apego, como também a criatividade e a generosidade, afinal, podemos transformar algo estático em uma ação que pode fazer o dia de alguém super feliz. :)

E assim, encerro a coluna dessa quinzena. Vejo vocês em breve e aguardo os comentários sobre a prática.

Abraço!

* * *

O que é a coluna Ignição?

Resumindo: queremos iniciar processos de transformação por meio de ações práticas.

Aqui no Papo de Homem temos trocentos textos filosofentos falando de tudo. Agora, vamos pra outra abordagem.

Menos papo, mais ação.

Você está perdido e não sabe o que fazer da vida? 

Aqui vamos oferecer um ponto de partida, ações simples que você possa usar como um aquecimento, que coloque seus "músculos" no ponto para você gradativamente começar a lidar com seus problemas de frente.

Como funciona?

De duas em duas semanas vamos sugerir ações práticas acessíveis, para que você possa sair da inércia.

Depois, publicamos mais um artigo para conversar sobre a prática. Pedimos que venham no artigo e relatem, em detalhes, como foi a experiência. Vale qualquer coisa, inclusive e principalmente, se der tudo errado, pois é nessas horas que a gente precisa de apoio e a coisa de termos uma comunidade mais vai fazer sentido. Nos colocando em movimento vamos começar a descobrir irmãos, amigos, enfim, parceiros de transformação.

Com o tempo, vamos cultivar uma rede de parceiros, dispostos a transformar suas vidas e também conversarem sobre o processo todo como uma forma de se incentivarem e se apoiarem. 

A Ignição é incrível, onde encontro os experimentos anteriores?

Muito fácil! Basta entrar na coleção Ignição.

Já conhece o ebook "As 25 maiores crises dos homens — e como superá-las", produzido pelo PdH?

 
 
 
 
 
 

Se deseja adquirir ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição aqui.

Para conhecer mais sobre o conteúdo do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim como aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Como o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é essencial para nossa sustentabilidade.


publicado em 03 de Abril de 2019, 21:00
Avatar01

Luciano Ribeiro

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura