Como terminar um relacionamento sem ser um babaca? | Mentoria PdH #31

Há momento certo? É possível, sem ferir o outro? Amizade entre exs é uma possibilidade?

Pergunta da semana:

"Olá, galera do PdH, tudo bem? 

Volta e meia mergulho nas ajudas do Mentoria e acabo lendo bons relatos. Pensei que vocês poderiam compartilhar suas experiências de términos e me ajudar com a minha questão.

Tenho 23 anos e sinto que as coisas aconteceram cedo demais na minha vida. Lutos, rompimentos familiares, mudanças, faculdade, carreira, e vida amorosa. Namoro há quase 05 anos, sendo que mais da metade desse tempo moramos juntos (ambos no primeiro relacionamento). Sempre estivemos alinhados, nos apoiamos em altos e baixos, amamos, viajamos e concretizamos sonhos. A parada fica mais séria com o planejamento de longo prazo que realizamos, envolvendo nossas vidas pessoais e profissionais (intercâmbio e negócios). Refleti e tenho muitas dúvidas sobre levar novas etapas disso adiante. 

Pretendo terminar. Ele é uma pessoa incrível mas não tenho o mesmo interesse de outrora. Percebo que meu amor está esfriando. Hoje o vejo mais como amigo do que parceiro. Sinto falta da liberdade e do descompromisso de estar solteiro. Quero me reencontrar como pessoa. Tenho medo de perder uma fase de autodescoberta, caindo num compromisso convencional. Nossas personalidades são bem opostas e o que queremos pro futuro se diverge um pouco, percebo até que ele está disposto a abrir mão de sonhos pra manter o relacionamento.

Atentos a isso, preciso saber como terminar um relacionamento sem ser um babaca. Há momento certo? É possível, sem ferir o outro? Amizade entre exs é uma possibilidade? Tenho muito apreço por ele e queria levar nossa relação pra vida. 

Abraços,

André."

* * *

Complemento especial sobre relações:

Repito aqui a recomendação da última Mentoria, André:

Como responder e ajudar no Mentoria PdH (leia para evitar ter seu comentário apagado):

  • comentem sempre em primeira pessoa, contando da sua experiência direta com o tema — e não só dizendo o que a pessoa tem que fazer, como um professor distante da situação
  • não ridicularizem, humilhem ou façam piada com o outro
  • sejam específicos ao contar do que funcionou ou não para vocês
  • estamos cultivando relações de parceria de acordo com a perspectiva proposta aqui, que vai além das amizades usuais (vale a leitura desse link)
  • comentários grosseiros, rudes, agressivos ou que fujam do foco, serão deletados

Como enviar minha pergunta?

Você pode mandar sua pergunta para posts@papodehomem.com.br .

O assunto do email deve ter o seguinte formato: "PERGUNTA | Mentoria PdH" — assim conseguimos filtrar e encontrar as mensagens com facilidade.

Posso fazer perguntas simples e práticas, na linha "Como planejo minha mudança de cidade sem quebrar? Como organizar melhor o tempo pra cuidar de meu filho? Como lidar com o diagnóstico de uma doença grave?" ?

Queremos tratar também de dificuldades práticas enfrentadas por nós no dia-a-dia.

Então, quem tiver questões nessa linha, envie pra nós. Assim vamos construindo um mosaico mais amplo de assuntos com a Mentoria.

A Mentoria PdH é demais! Onde encontro mais perguntas e respostas? Quero ler todas.

Só entrar na coleção Mentoria PdH, marujo.

André, um presente pra você:

Vamos te enviar por email o ebook "As 25 maiores crises dos homens — e como superá-las", produzido pelo PdH.

Se deseja adquirir ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição aqui.

 

Para conhecer mais sobre o conteúdo do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim como aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Como o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é essencial para nossa sustentabilidade.


publicado em 28 de Janeiro de 2019, 13:10
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura