PAI 2020: Os desafios das paternidades atuais. Abertas as inscrições pro nosso evento online com 3 dias de programação e 21 convidados.

Como recuperar a confiança para relaxar e gozar, mas não tão cedo ? |Mentoria #82

"O serviço tem terminado antes do esperado e isso tá me ferrando.  Alguém já passou por isso?"

"Olá, meu nome é H., tenho 25 anos.

Ultimamente tenho tido alguns problemas na hora que a coisa esquenta. Para ser mais específico, o "serviço" tem terminado antes do que o esperado e isso está me ferrando.

Tive uma relação séria com uma garota 3 anos atrás e mantinha relações sexuais regularmente com ela, sem nenhum problema. Mantivemos nossa relação por dois anos e após o término, entrei numa bela fossa e fiquei quase um ano para voltar ao jogo.

Após isso, conheci uma garota e, quando vi, a coisa esquentou. Porém esquentou muito e meu "amigo" se empolgou antes da hora. Fiquei com uma vergonha tremenda da garota e além de não falar mais com ela, boqueei nas redes sociais e torço para nunca mais vê-la. KKKK.

Foto por Dave Francis no Unsplash

Após esse primeiro fracasso, teve outra garota e foi a mesma coisa: muita empolgação antes do desejado. A garota foi super maneira comigo, ficamos mais uma vez e rolou o sexo normalmente, acabei saindo com ela mais 4 ou 5 vezes e, foi normal. Como sabemos, a vida segue, planos mudam, não saímos mais.

Até que conheci uma garota linda e rolou uma química foda, ficamos e as coisas esquentaram. Não íamos  passar dos beijos nesse dia, no entanto, eu me sentia nervoso e apreensivo pensando a todo instante "não posso falhar".

Desde então tem sido assim: sinto uma pressão absurda, um medo extremo de falhar na hora H novamente. Quando estou esquentando com alguma gata logo me vem na cabeça "tenho que representar", e o tesão vira uma tensão muito grande. Eu não consigo parar de pensar nisso.

A cada dia isso me deixa mais inseguro e está essa situação está fodendo comigo. Alguém já passou por isso?

Por que nesse meio tempo, apenas com uma garota eu consegui ter relações sexuais com um tempo considerável? Como recuperar a confiança e voltar de vez ao jogo como nossa adorável ex-prefeita diria: 'Relaxe e Goze', mas não tão cedo?"

Como responder e ajudar no Mentoria PdH

(leia para evitar ter seu comentário apagado):

  • comentem sempre em primeira pessoa, contando da sua experiência direta com o tema — e não só dizendo o que a pessoa tem que fazer, como um professor distante da situação
  • não ridicularizem, humilhem ou façam piada com o outro
  • sejam específicos ao contar do que funcionou ou não para vocês
  • estamos cultivando relações de parceria de acordo com a perspectiva proposta aqui, que vai além das amizades usuais (vale a leitura desse link)
  • comentários grosseiros, rudes, agressivos ou que fujam do foco, serão deletados

Como enviar minha pergunta?

Você pode mandar sua pergunta para posts@papodehomem.com.br .

O assunto do email deve ter o seguinte formato: "PERGUNTA | Mentoria PdH" — assim conseguimos filtrar e encontrar as mensagens com facilidade.

Posso fazer perguntas simples e práticas, na linha "Como planejo minha mudança de cidade sem quebrar? Como organizar melhor o tempo pra cuidar de meu filho? Como lidar com o diagnóstico de uma doença grave?" ?

Queremos tratar também de dificuldades práticas enfrentadas por nós no dia-a-dia.

Então, quem tiver questões nessa linha, envie pra nós. Assim vamos construindo um mosaico mais amplo de assuntos com a Mentoria.

Essa Mentoria é incrível. Onde encontro as perguntas anteriores?

Basta entrar na coleção Mentoria PdH.

H., um presente pra você:

Vamos te enviar por email o ebook "As 25 maiores crises dos homens — e como superá-las", produzido pelo PdH.

Se deseja adquirir ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição aqui.

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Para conhecer mais sobre o conteúdo do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, ou ao se tornar membro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim como aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Como o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é essencial para nossa sustentabilidade.


publicado em 27 de Julho de 2020, 06:00
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura