Como escolher o seu primeiro carro (um guia básico) | Garagem #0

Neste mercado com centenas de opções existe uma tampa perfeita para a sua panela - ou melhor - um volante ideal para te levar na direção certa

Pingou aquela grana extra, surgiu aquele “paitrocínio” ou mesmo a vida (ou será o destino?) te levou até o momento de comprar seu primeiro carro.

Escolher agora é a parte fácil né? 

Dá uma seguradinha aí, fera! Um esportivo conversível não é lá um modelo comum de primeiro carro, sabe?

Diferente de comprar o primeiro celular, o primeiro terno ou a primeira Air Fryer (vai saber), o momento ter seu primeiro automóvel envolve sempre uma decisão financeira e também — muitas vezes — emocional.

Pausa!

Corta para 2005!

Estou em um estacionamento, olhando dois carros, e pergunto ao meu amigo ao lado:

—Qual carro você mais gosta: o Corsa ou o Palio?

Eis que meu querido amigo responde:

—O Palio é claro, adoro carro vermelho…

Sério?! Sim, isso mesmo que você acabou de ler!

Volta pra cá! Se não entendeu o que aconteceu, esse texto é justamente pra você.

É como na minha narrativa hollywoodiana que muitas pessoas ainda decidem qual veículo comprar. Qual é o mais bonito ou se, ao menos, é mais bonito que o do vizinho (Freud deve ter uma explicação pra isso).

Hoje o Papo de Homem vai te ajudar a escolher seu novo carro, respeitando o jeito que eles foram projetados. Sim, caro leitor, assim como uma chuteira de cravo não serve pra jogar Futsal, cada automóvel é feito para atender a um tipo de demanda. Para facilitar, vamos dividí-los em categorias base.

Senta que lá vem combustível para seu papo de bar.

1. Hatchback Subcompacto

Se andar por aí com cinto de segurança vão achar que está de mochila

Zoeiras de lado, os subcompactos são, em sua maioria, carros de entrada.

Destinados a solteiros, famílias pequenas e pessoas que não precisam de muito espaço interno. São carros fáceis de estacionar, com motores geralmente de menor litragem e muito económicos.

"Ahhh, Lucas, mas meu primo do Afeganistão usa um VW UP para transportar a colheita de soja da fazenda e mais 4 pessoas!"

Sim, eu entendo, caro amigo-com-familiares-em-países-distantes. Porém, aqui falaremos do uso mais comum da categoria.

Os modelos mais conhecidos são o Renault Kwid, Fiat Mobi, Chery QQ e o próprio UP.

Eis a fichinha deles:

  • Preço: $
  • Espaço: Pouco
  • Motor: Econômico
  • Bagagem: Pouca

Hatchback Compacto

"Já vi esse carro hoje… umas 60 vezes."

Chegamos à classe de carros mais vendida no Brasil, porta de entrada da maioria das pessoas, inclusive desta que vos escreve.

Meu primeiro carro foi um Celta preto 1.0 totalmente raiz, sem ar condicionado e sem direção hidráulica. Basicamente, uma sauna móvel durante os dias de verão. Atualmente a maioria desta classe já sai de fábrica com air bag e freios ABS (obrigatórios) e também com ar e direção; justamente por uma crescente demanda destes itens de conforto.

São carros para quem precisa de um pouco mais de espaço interno e também mais espaço para bagagens. É o primeiro carro de muitos brasileiros, por ser mais barato de manter e conta com grande variedade para os mais diversos gostos e bolsos.

Alguns modelos: Hyundai HB 20, Ford Ka, VW Gol, Chevrolet Ônix e etc.

Vamos à nossa fichinha:

  • Preço: $
  • Espaço: Básico
  • Motor: Econômico
  • Bagagem: Ok

Sedan compacto

DAT ASS!

Surfando na onda dos compactos, porém, com uma traseira avantajada, os sedans compactos são em sua maioria derivados das versões Hatch. Para aquela família que cresceu e agora vai levar um carrinho de bebê ou mesmo uma mala de adolescente para passar dois dias na praia — um pouco mais de porta malas faz toda a diferença.

Sem surpresa, encontramos o Prisma (Sedan derivado do Onix), o HB20S (Sedan do HB20) Ford Ka Sedan (Você já captou a ideia né!) Em uma categoria intermediária ainda temos o Chevrolet Cobalt, Honda City e Renault Logan.

Mais uma ficha pra facilitar:

  • Preço: $$
  • Espaço: Básico
  • Motor: Econômico
  • Bagagem: Suficiente

Hacthback médio

Merito in medio. Será?

Um degrau acima de tamanho — e preço — encontramos os Hatchs médios. São carros geralmente mais sofisticados, com bom espaço interno, motores maiores e mais recursos tecnológicos. Como são a base para os sedans médios (outro grande filão de mercado), recebem primeiro novas atualizações. Nesta classe encontramos também uma grande variação de preços, tamanhos e versões.

Dos maiores Ford Focus, VW Golf, Cruze Sport6 aos menores Fiat Argo, Renault Sandero, VW Polo.

Nossa ficha:

  • Preço: $$$
  • Espaço: Grande
  • Motor: Potente
  • Bagagem: Intermediário

Sedan médio

Muitas crianças desenham um “Sedan” quando desenham um carro

Aqui é que o preço começa apontar para a lua. Nesta categoria são os carros com motores maiores, com melhor espaço interno e porta malas grande. São para famílias ou mesmo para quem também faz viagens com mais pessoas.

Aqui Toyota Corolla e Honda Civic (sabia que Civic é um palíndromo?) travam uma briga particular seguidos de perto pelo Chevrolet Cruze, VW Jetta, Ford Focus Sedan e Nissan Sentra.

Sente o drama:

  • Preço: $$$$
  • Espaço: Grande
  • Motor: Potente
  • Bagagem: Grande

Monovolume ou Minivan

Os bancos deitam e viram uma cama… Se é que vocês me entendem.

Nesta categoria as coisas se misturam. Carros aparentemente distintos acabam brigando pelo mesmo consumidor. Aqui, praticidade e espaço interno são abundantes. Dá pra viajar com crianças, com bagagens, ajudar aquele parceiro na mudança de apê. Alguns modelos têm até versão com 7 lugares (sim, dá pra levar também aquele seu cunhado mala).

Honda Fit e Chevrolet Spin, Jac J6 são as principais escolhas.

Nosso Super Trunfo:

  • Preço: $$$$
  • Espaço: Bem Grande
  • Motor: Potente
  • Bagagem: Grande

Sedan grande

Agora eu tô patrão!

São vistos comumente como carro de executivos. São opções ainda maiores mais potentes e espaçosas dos sedans. Aqui o foco parte do banco do passageiro para o do motorista. 

Temos nessa categoria Hyundai Azera, Ford Fusion VW Passat.

  • Preço: $$$$$
  • Espaço: Muito Grande
  • Motor: Muito Potente
  • Bagagem: Muito grande

Suv/Crossover

Pronto para encarar qualquer ladeira ou rampa de shopping.

Eis o mercado mais movimentado dos últimos anos. Qualquer marca que não tinha seu “altinho” agora tem. Quem já tinha um agora tem dois modelos disponíveis.

Desde o longínquo Ford EcoSport, passando por Honda WR-V até o grandalhão Jeep Compass temos aqui a classe com as maiores diferenças. Com grande altura do solo e suspensões mais macias, este nicho caiu como uma luva para a esburacada realidade da maioria de nossas ruas e estradas. São também para quem gosta de dirigir do alto e compra carro pensando no tamanho imponente. Em contrapartida, a maior altura do solo acaba cobrando seu preço em consumo e estabilidade.

Anota aí: Honda HR-V, Nissan Kicks, Renault Captur, Jeep Renegade, Hyundai Creta e a lista cresce a cada mês.

Super Trunfo do PdH:

  • Preço: $$$$
  • Espaço: Muito Grande
  • Motor: Potente
  • Bagagem: Bem Grande

Picape

Joga tudo na caçamba e vamos embora!

Feitas para o trabalho porém cada dia mais confortáveis as picapes são vendidas em três tamanhos. Pequenas ou leves como a Fiat Strada e VW Saveiro, médias como a Fiat Toro e Renault Oroch e grandes como a Toyota Hilux, VW Amarok, Ford Ranger e Mitsubish L200 Triton.

Juntam a praticidade de um carro com a versatilidade da caçamba. Se antes era vendidas apenas para o trabalho hoje já tem acabamento e qualidades de sedans grandes.

  • Preço: $$$$$
  • Espaço: Grande
  • Motor: Muito Potente
  • Bagagem: Muito grande

Esportivo/SW grande/Conversível

Salvem as peruas!

Bom, a menos que você seja filho do Sultão de Brunei ou atacante do Barcelona, o mais recomendo deixar para o segundo carro, né?

Falando em grana, por aqui não detalhamos os valores pois muitas marcas mudam mensalmente sua tabela de preço; e, além disso, existem as versões. Sim, um mesmo carro pode mais que dobrar de preço da sua versão básica para a mais completa; fora opcionais. A picape Fiat Toro por exemplo tem 2 opções de câmbio, 3 opções de motor, além das opções de acabamento.

Basicamente, é isso, pessoal.

Tudo vai depender de quantas pessoas você pretende levar, quantas malas, que trajeto vai fazer e o quanto está disposto a pagar. Não adianta comprar um Suv grande para ir sozinho até o trabalho e voltar; ou mesmo um subcompacto para fazer mudança. Cada panela na sua tampa.


publicado em 17 de Abril de 2018, 00:00
Avatar jpg

Lucas Rizzollo

Jornalista especializado em carros e motos. Nascido com gasolina nas veias e fanático pelo o assunto desde sempre. Quando não está lendo ou escrevendo joga Poker e também Futebol Americano.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura