Mais de 15.000 homens estão fazendo nosso curso online de estilo, para cultivar uma relação de mais confiança e liberdade com suas roupas. Inscreva-se também, é gratuito.

Arrumação de fim de ano: como fazer a sua?

Chegou a hora de se livrar das tralhas e organizar o resto. A gente te conta como!

Entramos no últimos mês do ano e essa é uma boa época pra amarrar o ano: aparar as arestas, concluir o que precisa ser finalizado e preparar o terreno para começar um novo ciclo em 2020.

Pensando em amarrar o fim de um ciclo no começo de outro, uma tarefa é indispensável: se desfazer daquilo que já não importa mais. 

Bem, você pode aplicar essa frase em várias áreas da sua vida: pode seguir por um caminho bem filosófico de deixar para trás sentimentos ruins, mágoas, assuntos mal resolvidos… Mas nesse texto vamos falar sobre aquela limpeza em que você se livra de um monte de tralha material mesmo.

Ao longo do ano (ou dos anos) a gente acumula coisas pelos cantos das casas e, num eterno “depois eu vejo o que eu faço com isso”, o tempo passa e os pequenos amontoados de coisas vão se tornando nativos. Já típicos da casa passam despercebidos. 

Olhe ao seu redor.

Você sabe o que tem nas gavetas, caixas, armários, e porta-trecos ao seu redor? Tem coisas bagunçadas? Coisas perdidas? Coisas que você não usa nunca? Bem, que tal separar um dia (ou umas três noites pós expediente) para por ordem na casa?

Uma boa limpeza de fim de ano tem dois pontos principais:

1- Se livrar dos excessos
2- Organizar o resto de um jeito funcional

Renovando a rotina

Há quem diga que uma boa arrumação renova as energias da casa. De um ponto de vista prático organizar traz tranquilidade porque retira do ambiente aqueles “gatilhos de tarefas não terminadas.” Quer um exemplo?

Imagina que sempre que você bate o olho em uma pilha de contas sobre a mesa você lembra que — além da sua conta que está quase no vermelho — você ficou de procurar uma correspondência e de guardar o comprovante do depósito X. 

Ao contrário, quando você olha para a mesa vazia e vê a caixa de contas organizadas na estante — ainda que a conta esteja quase no vermelho — você sente uma pontada de orgulho de ter completado pelo menos esta pequena meta de organização.

Eliminar tralha desnecessária te ajuda a organizar as coisas realmente importantes e, por outro lado, manter as coisas importantes organizadas te ajuda a poupar tempo e até mesmo a fazer melhores escolhas cotidianas.

“Eu fiz isso ano passado e já bagunçou tudo de novo!”

Está tudo bem! As organizações não são definitiva e não é porque bagunçou de novo que você tem de sentir que “não funcionou” ou que você “falhou na missão” de manter organizado o ano inteiro. 

É ótimo quando você consegue encontrar um sistema de organização que se mantenha. No entanto, é normal que as coisas baguncem novamente e isso não significa que o seu esforço foi perda de tempo.

É justamente com a prática das sucessivas organizações que você vai encontrar o sistema que funciona pra você e que se mantém naturalmente.

Você já viu a Marie Kondo?

Marie Kondo não é um nome muito familiar no universo masculino. Ela é uma organizadora japonesa que ficou famosa pelo seu método de organização. No final de 2018, a Netflix lançou um reality em que Marie vai na casa de pessoas reais botar Ordem na Casa!

Não queremos te convencer a ser um seguidor da Marie, mas assistir um ou dois episódios pode te inspirar a uma boa arrumação, além de te dar umas boas dicas e estratégias sobre como fazer isso. 

(Não encontramos o trailer com legenda, mas na plataforma tem a série dublada ou legendada em português)

A ideia é pegar aquilo que você vai organizar — seu guarda-roupa, ou a estante da sala — e esvaziar o móvel inteiro, juntando todas as coisas numa pilha.

Quando vemos a coisa ali naquele lugar onde ela sempre fica, parece que é melhor deixar lá mesmo, não mexer. Quando fazemos a pilha, tiramos as coisas desse cantinho acomodado e podemos repensar seu lugar, além de ver o volume de coisas que acumulamos naquela área!

Depois de fazer a pilha a ideia é segurar cada item na mão, perceber que sentimento aquilo te traz e se for um sentimento bom (uma fagulha de alegria) você mantém a coisa, se não, você a separa para doação. 

Kondo segue uma linha bastante atrelada ao sentimental. Se a fagulha de alegria parecer muito abstrato ou até mesmo bobo para você, escolha seu próprio critério: por utilidade, por exemplo.

Tente reparar na sua expressão ao pegar cada coisa: sabe quando você dá de cara com alguma velharia que você nem gosta, mas gostaria de gostar, e ai você espreme a cara tentando arrumar uma função pra coisa? Pois bem, se você precisa se esforçar para gostar daquilo, pense em doar.

Minimalismo

Outro documentário da Netflix que pode te ajudar a limpar o supérfluo é o Minimalism.

(Ative as legendas na configuração do vídeo)

Calma. Não é preciso ir tão fundo como alguns dos exemplos do documentário e se livrar de 90% das suas peças de roupas ou móveis, mas é um ótimo filme para refletir sobre o nosso modo de consumir e sobre o que realmente é necessário para uma vida boa.

Na hora de doar, aqui vai uma dica da redação é: pras coisas que você ficar muito na dúvida, não sofra. Crie um saco da dúvida e dê um prazo de validade para ele — um mês, ou três meses, por exemplo. Se ao fim do prazo de validade você não sentir falta de nada que foi parar ali, envie para a doação sem nem abrir.

Depois de se livrar: organize

Na hora de organizar uma boa dica é separar as coisas por categorias e mantê-las de maneiras minimamente visíveis, assim, quando você abrir uma gaveta você saberá o que tem lá sem precisar revirar e gerar mais bagunça. A Marie Kondo, por exemplo, tem um ótimo método para dobrar camisetas.

Nós aqui da redação já vimos diversas outras dicas de organização, mas sobre isso, uma coisa é importante dizer: a melhor organização é aquela que se adapta a você.

Nenhum método é milagroso e é ótimo que você procure técnicas para se inspirar e testar, mas quando fizer isso, preste atenção nos seus hábitos e adapte os métodos às suas necessidades, pensando sempre que a melhor organização é aquela que vira parte do seu cotianos com o mínimo de esforço possível.

Desafio do Antes e Depois

E ai? Partiu fazer limpeza de fim de ano? Quando fizer, mande para o nosso  Instagram (@papodehomem) a  foto da pilha de coisas amontoadas e do resultado final da arrumação!

* * * 

Saudades dos comentários?

Pois é amigos, estamos enfrentando um problemão técnico nos nossos comentários e, por hora, os comentários na versão web não estão funcionando - na versão mobile vocês ainda conseguem comentar normalmente.

Estamos fazendo grandes esforços para encontrar a solução deste erro mas ainda não temos a data de quando voltará a funcionar. 


publicado em 04 de Dezembro de 2019, 03:30
Logo pdh png

Redação PdH

Mantemos nosso radar ligado para trazer a você notícias, conversas e ponderações que valham o seu tempo. Para mergulhar na toca do coelho e conhecer a visão editorial do PdH, venha por aqui.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura