Qual a última vez em que elogiou uma mulher desconhecida abertamente?

Guilherme Nascimento Valadares

por
em às | PdH Shots


O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei

Foram 11 estatuetas no Oscar. Inclusive de Melhor Filme.
Frodo, Gandalf, Sam, Aragorn, Legolas, Gimli, Pippin e Merry estão te esperando.
Cinemax. Te dá o que você busca.
Acompanhe em cinemax.tv a programação completa.

É pra lá de usual passarmos por uma dama agraciada com belas curvas e ladrarmos, já em distância segura:

- Essa daí eu fazia inteira!

- Chupava até o caroço!

- Falaê, Serjão, quantos caminhõezinhos pra dar conta dessa potranca? AHUAHUHUAHUA

Esse é o cotidiano masculino. Seja você um pedreiro ou um doutorando. Ignorem o machismo/feminismo/frescurismo da questão. Isso tudo me veio à mente após publicar essa mensagem em nosso twitter:

Na sequência, recebemos um eloquente reply:

Deve ser boa essa @lua_didy

A conta fecha, ambos satisfeitos.

Nos dois últimos dias, entre reuniões São Paulo afora, passei por duas e mandei um:

- Que linda!

Discretamente audível e ao cruzar com elas, não depois. A expressão pós-elogio é uma beleza. Ora séria, ora escondendo um leve rubor. Ganharam o dia – ou assim meu ego pensa. Os cuecas ganham auto-confiança, pois elogiar pelas costas é fácil, pela frente exige certa classe, ou falta dela. Acredito que essa leveza é saudável tanto para os homens como para as mulheres.

Contudo, jogo a discussão na mesa. Que acham disso tudo? Para os homens, qual a última vez que elogiaram uma desconhecida diretamente? Para as mulheres, qual a reação de vocês ao receberem tal manifestação?

ps.: artigo dedicado à primeira dama.

Guilherme Nascimento Valadares

Interessado em boas conversas, criar negócios que não se pareçam com negócios e em espaços de transformação. Nessa encruzilhada surgiram o PapodeHomem, o Escribas e o o lugar. No Twitter.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • http://www.facebook.com/barreto.diogo Diogo Barreto

    Vira e mexe eu lanço um elogio pra uma desconhecida. Tudo é questão de merecimento. rs

  • http://twitter.com/millapupo Milla Pupo

    Ótimo para o ego, mas quase sempre a reação é ficar sem graça. Ninguém espera elogio gratuito, ainda mais de um estranho ;)

    • Borges, S

      Concondo com a Milla Pupo… ao andar na rua nunca esperamos um elogio direto, principalmente se ele for elegante! Mas… a satisfação interior dura dias! :)

    • http://www.facebook.com/people/Herold-Pertschy/100002113571022 Herold Pertschy

      eh, mas também tem as mulheres q em vez d pensarem assim, ja pensam q é tarado, sem-vergonhe e sei lá mais o q. rs

      • Lívia Clemente

        A questão é saber elogiar também, né? Tem gente que pede pra ser taxado de tarado e afins…

  • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

    Taí uma espetacular resolução de SEMANA-NOVA: prometo relatar os resultados.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      No aguardo dos relatos, Erico!

    • http://www.facebook.com/people/Lucas-Neto/100001393534145 Lucas Neto

      Somos dois.

    • http://www.facebook.com/people/Lucas-Neto/100001393534145 Lucas Neto

      Somos dois.

  • http://twitter.com/Es_telinha Estela Ribeiro

    Desconheço a mulher que não sorri num caso desse, mesmo que bem depois, contando o fato para alguém. Às vezes, elogio homens desconhecidos abertamente. Vocês ficam muito reticentes, não entendo o porquê.

    • Farley_motta

      deve ser pq vc não eh bem dotada de beleza exterior….

  • Anônimo

    Eu costumo elogiar, mas não só pra agradar, acho que mulher saca quando os homens mandam elogio furado. Eu procuro observar uma qualidade, um elogio que eu fiz que surtiu um efeito ótimo foi depois de beijar a minha namorada dizer que ela é incrível, o jeito que ela me olhou foi impagável.ocê
    Mas confesso que tempos atrás eu tinha muita vergonha de fazer isso, até que eu ouvir uma menina dando conselhos a um amigo no ônibus:

    “Que bobo, era pra ter elogiado ela, você ia ELOGIAR, elogiar não ofende ninguém.”

    • http://muitapimenta.com Francis Rosário

      Exato, elogiar não ofende ninguém.

      • http://twitter.com/teresa3a Teresa Augusto

        então depende do conceito de elogio, pq ouvir pedreiragem andando na rua é bastante ofensivo… pelo menos pra mim

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Isso… ELOGIAR, como ela frisou. A questão é que tem cara que acha que está elogiando quando na verdade está ofendendo… E a linha aí é tênue e bem pessoal. Para algumas mulheres ser chamada de “gostosa” na rua por um desconhecido é elogio, para outras é ofensa – por motivos vários. ( E definitivamente: “Aê, bundão!” (ou qualquer outra área de lazer) não é elogio.)

      Mas um “linda”, ou algo por aí, não conheço mulher que não fique feliz da vida em ouvir.

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Isso… ELOGIAR, como ela frisou. A questão é que tem cara que acha que está elogiando quando na verdade está ofendendo… E a linha aí é tênue e bem pessoal. Para algumas mulheres ser chamada de “gostosa” na rua por um desconhecido é elogio, para outras é ofensa – por motivos vários. ( E definitivamente: “Aê, bundão!” (ou qualquer outra área de lazer) não é elogio.)

      Mas um “linda”, ou algo por aí, não conheço mulher que não fique feliz da vida em ouvir.

  • http://twitter.com/vnsduarte Vanessa Duarte

    Homens elegantes sempre sabem o que falar. E mulheres inteligentes sempre sabem do que eles estão falando.

    • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

      OK, entendi: timidez é ANTÔNIMO de elegância, e é simplesmente falta de inteligência alheia se eu não for capaz de fazer direito o elogio.

    • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

      OK, entendi: timidez é ANTÔNIMO de elegância, e é simplesmente falta de inteligência alheia se eu não for capaz de fazer direito o elogio.

    • http://muitapimenta.com Francis Rosário

      Olha só minha bela amiga comentando aqui no PdH.

    • Julia

      A expressão pós-elogio é proporcional à aparência do cara. Pois é Guilherme, você é um gato, então… :)

  • http://twitter.com/Es_telinha Estela Ribeiro

    Desconheço a moça que não goste. Mesmo que a reação venha bem longe do elogiador. Vez ou outra me arrisco a elogiar um moço bonito. Por vezes, vocês recebem a coisa de forma reticente. Um elogio é um elogio, não necessariamente uma cantada.

    • Vladmir

      A linha q separa cantada e elogio é muito discreta! Nem sei se posso chamar de linha…

      • http://twitter.com/Es_telinha Estela Ribeiro

        Essa linha é tênue mesmo, mas às vezes é só um elogio que deixa a gente sorrindo pelo dia. Nada que precise ser mais do que isso.

  • http://www.facebook.com/rodrigo.cambiaghi Rodrigo DAvola Cambiaghi

    Tenho cultivado o hábito de elogiar mais as mulheres.

    Virar para uma amiga, parente ou colega e dizer “Puxa, como você está bonita” sem segundas intenções.

    Elogiar não é cantar… quer dizer, algumas vezes sim :)

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Porra. E há inúmeras variantes de um bom elogio. Despretensioso, elegante, calhorda, sexual, cômico…

      • http://www.facebook.com/rodrigo.cambiaghi Rodrigo DAvola Cambiaghi

        Uma amiga me sugeriu um muito bom: “Sua macia”

      • http://www.facebook.com/people/Kleber-Joseph/100000142617642 Kleber Joseph

        Essa me lembra uma cantada que vai além de um pedreiro, se torna um Mestre de Obras:

        “Vc tomou drink de amaciante? Nossa vc é muito fofinha” (macia no seu caso) hahahah

        Use nela e veja se o feitiço vira contra feiticeiro.

      • http://twitter.com/flaviabruna Flávia

        Macia é esmagável demais. o/
        Eu gosto!

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Porra. E há inúmeras variantes de um bom elogio. Despretensioso, elegante, calhorda, sexual, cômico…

    • Guili S

      “”"Puxa, como você está bonita” sem segundas intenções. “”

      sim, mas se elas derem mole depois do elogio, o cara já sai matando. rs

  • http://twitter.com/johnnyschulte João Vitor Schulte

    “pela frente exige certa classe, ou falta dela.” Falou Certíssimo aqui! eu fiz ontem na faculdade, uma menina pediu coloca sua mochila aqui pra guardar o lugar da minha amiga? eu disse brincando: eu não por que apesar dela ser linda eu não gosto da sua amiga. ai assim que a menina chegou ela falou o que eu disse, eu falei: Na parte de que eu não gosto de você eu estava só brincando, ficou mais lindo ainda aquele rostinho com um sorriso tímido e as bochechas vermelhas…

  • Murillo Milhomem

    Faço isso quase todo dia no meu trabalho, só que com cantadas inteligentes. É uma maneira de descontrair, levantar a auto-estima das mulheres e ao mesmo tempo um ótimo treinamento para saber a reação e o nível de eficácia de cada cantada. ;) Aqui vai um exemplo: Ei, você deixou cair uma coisa. (O quê?). Meu queixo com sua beleza hoje! ;) Você sabia que roubar pra comer não é pecado? (não sabia…) Então, posso te roubar? heheh. Abraços!

    • Mariah

      Se no meu ambiente de trabalho viesse um babaca todo dia com umas frases dessas, eu ficaria seriamente aborrecida. Quer elogiar no ambiente de trabalho? Elogia pela COMPETÊNCIA, e não pela beleza.

      A mulher passa 10 anos estudando pra conseguir um MBA e se tornar uma profissional competente e vem um colega de trabalho fazendo insinuações sexuais. Isso é muito desrespeito. Sério mesmo, eu mandava o cara se dobrar e enfiar o queixo caído no meio do c*.

      • http://hcalves.tumblr.com Henrique

        Prêmio “melhor comentário do mês” vai para Mariah.

      • João

        Mariah. Tudo bem que as cantadas do colega Murilo são bem bregas. Por outro lado seu comentário é tão ácido que beira o recalque, apostaria que temos aqui uma daquelas fêmeas que estudou demais e malhou de menos.

      • Mariah

        Ainda que fosse essa a realidade minha indignação seria válida. O foda é que tem muita gente que realmente ainda acha que é obrigação feminina malhar mais e falar menos.

      • Anônimo

        Agora fiquei curioso… Haveria um “me sinto um pedaço de currículo” – ao invés do “me sinto um pedaço de carne” como é dito pelas mulheres?

      • http://www.facebook.com/a.gente.somo.gabriela Gabriela Barros

        “…se dobrar e enfiar o queixo caído no meio do c*.” HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
        E sim, o limite entre o que é elogio e o que pode ser ofensivo também depende do ambiente em que ocorre, com certeza! 
        Receber um “Sua linda!” por um desconhecido no meio da rua é uma coisa, por um colega de trabalho durante um momento em que você demonstrar outros aspectos é outra.

    • Anônimo

      Faltou o “sua linda” no final =X

    • Li

      afffeeeee

  • Zeca

    “(…) pela frente exige certa classe, ou falta dela (…)”. Muito bom! Faz tempo que não tenho essa, digamos, atitude. Lanço aquele olhar 43, mas falar mesmo, difícil…

  • Gabriel

    eu posso passar horas de olho fechado pensando nas qualidades merecedoras…

  • Eduardonegone

    Elogios são sempre bem vindos. Costumo elogiar várias desconhecidas (e conhecidas tambem) e no caso a aceitação do elogio é o diferencial. (Queira ou não queira) Levamos mais a sério uma crítica do que um elogio. Concordo que um simples “Que linda” pode alegrar muitas mulheres e que se for com real carinho pode até rolar algo mais (fazer amizades, estreitar laços). Elogiar diretamente uma mulher é uma atitude que deveria ser mais valorizada e obviamente aceita de bom grado. (Agradeçer, ao menos vai mostra que esta com uma boa auto estima)
    #ficadica

  • Anônimo

    Bom o que falar? Acaba de vir uma garota que pago maior pal, que me veio perguntar uma coisa no serviço, eu simplesmente ia soltar o elogio! Mas acabei de exitar por saber que ela nomora e conheço o namorado.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      caralho. matou o português sem dó, Weberton.

      • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

        Luso assassinado com requintes de crueldade.

      • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

        Luso assassinado com requintes de crueldade.

  • Anônimo

    Devido à afobação de postar, Guilherme. Acontece!

  • http://fabiobracht.tumblr.com Fabio Bracht

    Quando eu leio textos como esse, aqui e na Cabana, é que percebo o quanto ainda tenho barreiras sociais. Ao andar pela Av. Paulista aqui onde eu moro, é praticamente impossível NÃO cruzar com alguma linda, e mesmo assim nunca soltei um elogio.

  • http://fabiobracht.tumblr.com Fabio Bracht

    Quando eu leio textos como esse, aqui e na Cabana, é que percebo o quanto ainda tenho barreiras sociais. Ao andar pela Av. Paulista aqui onde eu moro, é praticamente impossível NÃO cruzar com alguma linda, e mesmo assim nunca soltei um elogio.

  • Daniel

    Acho que muitos confundiram as coisas nos comentários, o post é sobre elogiar abertamente uma mulher DESCONHECIDA, e pelo que eu entendi o Guilherme nem fala em cantadas, é um simples elogio no seu dia a dia.

    Eu costumo elogiar desconhecidas sempre, desde elogios simpáticos a moça do caixa do supermercado, a elogios mais calhordas/sexuais nas passantes gostosas, claro que sempre mantendo a elegância. Acredito que faz muito bem para elas e confesso que eu fico feliz com os sorrisos que ganho, aliás o objetivo é só esse mesmo, alguns sorrisos, já que sou um homem casado!

    Confesso que quando ocorre o contrário e eu recebo o elogio, fico um pouco desconsertado, não sei bem porque, mas deve ser cultural.

  • http://justwrapped.interbarney.com/ João Baldi Jr.

    Eu tô passando por um processo constante de superação de limites de timidez e falo que realmente faz um bem quando você consegue elogiar de forma leve e tranquila uma mulher bonita, pela frente, sem peso residual ou constrangimento gerado para as partes envolvidas. E não necessariamente no âmbito da cantada pedreira e do “te comia com pão, hein, delicinha?”

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      A cantada pedreira tá mais pra uma auto-defesa, se der merda você já pensa “eu tava só zoando mesmo, ho ho ho”.

      O elogio frontal é aquele que, quando não acostumado, te dá frio na barriga ou nos próprios bagos.

      • http://justwrapped.interbarney.com/ João Baldi Jr.

        A cantada pedreira é praticamente um artifício não ainda devidamente analisado de metalinguagem. Porque você está usando uma cantada pra exemplificar como cantadas são algo bobo e leviano, mas ainda assim você está dando uma cantada.É uma cantada com cinto de segurança.

        Alguém ainda vai fazer um paper sobre isso.

      • http://justwrapped.interbarney.com/ João Baldi Jr.

        A cantada pedreira é praticamente um artifício não ainda devidamente analisado de metalinguagem. Porque você está usando uma cantada pra exemplificar como cantadas são algo bobo e leviano, mas ainda assim você está dando uma cantada.É uma cantada com cinto de segurança.

        Alguém ainda vai fazer um paper sobre isso.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      A cantada pedreira tá mais pra uma auto-defesa, se der merda você já pensa “eu tava só zoando mesmo, ho ho ho”.

      O elogio frontal é aquele que, quando não acostumado, te dá frio na barriga ou nos próprios bagos.

  • http://www.reflexoesmasculinas.com.br/ Shâmtia Ayômide

    Eu tenho uma personalidade um pouco sarcástica e as vezes faço isso c/ feias mesmo, para me divertir apenas, já que aqui onde moro mulher bonita é na proporção de 1/10000.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Onde é este local cruel onde optou por estabelecer residência, Shâmtia?

      • http://www.reflexoesmasculinas.com.br/ Shâmtia Ayômide

        Periferia de Fortaleza.

        As capitais nordestinas lideram nas estatísticas, em números de mulheres solteiras e em número de mulheres para cada homem, a média aqui é de 9 ~ 12 mulheres para casa homem.

        De todo não é tão cruel: aqui só não pega mulher quem não quer. Tenho amigo nerd que passa de anos trancado em casa e ainda assim “cai” algumas em cima dele.

      • http://www.reflexoesmasculinas.com.br/ Shâmtia Ayômide

        Outro efeito dessa característica é que a indústria de cosméticos também lucra muito aqui(risos). É coisa de botar cliente para fora da loja para conseguir fechar no fim do expediente.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Onde é este local cruel onde optou por estabelecer residência, Shâmtia?

  • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

    Igualmente casado, igualmente desconcertado, tenho pra mim muito clara a necessidade de exercitar mais essa prática. Se não com objetivos adúlteros, no mínimo com fins terapêuticos…

  • Julius François

    “(…) elogiar pelas costas é fácil, pela frente exige certa classe, ou falta dela.”. Mandou bem Guilherme. Resumiu tudo. Eu vejo de duas maneiras, uma, é um treino, ajuda a desinibir pra quando você estiver focado. Dois, é loteria, vai que dá certo hahaha.

  • Dr Health

    Foi no carnaval de Salvador (saudades eternas, festa boa da porra). Muitos elogios…

    Mas a melhor cantada de pedreiro que já usei foi: “Se vc fosse um sanduíche, seria um X-princesa” (No dia que eu pegar alguém com essa, posto aqui, hahahahaha)

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      HUAHUAHUAUHAHUAHUHUA

      promessa é dívida, Mau.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      HUAHUAHUAUHAHUAHUHUA

      promessa é dívida, Mau.

    • http://www.facebook.com/chupamanga Luiz Felipe Galvao Ramos

      Ponto pra voce. Essa cantada do x-princesa eh a melhor.. pena que nunca vi funcionar…
      hahah

    • Anônimo

      peguei essa semana. UHAAUHAUHAUHAUAHAH vi a cantada no “naosalvo” e sábado na festa usei pra 3 garotas. nao sei se foi a cantada ou o álcool, mas deu certo. dependendo de como a gente fala a cantada, fica engraçado e quebra o gelo

      • Dr Health

        A graça é justamente essa. A gente tende a achar que vai ser sumariamente ignorado, mas a coisa é tão inusitada e fica aquela cara de WTF, que se ela tiver um pingo de senso de humor, você ganha uma “sobrevida” com direito a gelo quebrado.

    • http://www.facebook.com/people/Patrícia-Bedin/1020082213 Patrícia Bedin

      de todas as cantadas de pedreiro, essa é a única que deve funcionar.. porque é muito engraçada mesmo!
      X-princesa! kkkkk

  • Aldo

    Para os homens, qual a última vez que elogiaram uma desconhecida diretamente?

    RE: nunca. .só elogio as que eu conheço!!!Geralmente são as amigas ou colegas de curso.

  • Gabriel

    Muito loco ver a forma como a galera costuma elogia, um ai manda elogio tirado de revista, outro é meio sarcastico, eu mesmo costumo parar como se estivesse surpreso e mandar um “nossa, voce é muito linda”.

    e ai cambada, como voces costumam fazer?

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Se está atento aos erros, menos pior. ;D

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Se está atento aos erros, menos pior. ;D

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Que beleza de comentário, Daniel!

    Então, muitos caras comprometidos se consideram “proibidos” de exercitar o flerte. Se reprimem ao máximo.

    E pagam putas para que chupem seus paus angustiados, em silêncio.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Que beleza de comentário, Daniel!

    Então, muitos caras comprometidos se consideram “proibidos” de exercitar o flerte. Se reprimem ao máximo.

    E pagam putas para que chupem seus paus angustiados, em silêncio.

  • http://flavors.me/veronicagunther Veronica Gunther

    Elogios diretos são os melhores!

    Gosto de escutar e gosto de fazer elogios, tanto para homens como para outras mulheres. É interessante observar algumas das reações delas quando escutam um elogio de outra mulher desconhecida:

    - Ela ta me xavecando?
    - Uau, devo estar linda mesmo pra outra mulher me elogiar!
    - Carinha blasé (essa é 90% certeza que é do tipo “mina escrota” FUJA!)

    p.s.: A♥

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Way to go, babe.

    • Nallon Pauluzzi

      Não consigo imaginar um simples motivo para alguém não gostar de ser bajulado, seja através de um elogio pelo trabalho bem feito, pelo corpo escultural que você conseguiu na academia, pelo carrão que você trabalhou 10 putos anos para comprar, enfim, não consigo pensar em uma desculpa para a carinha blasé.

  • http://flavors.me/veronicagunther Veronica Gunther

    Elogios diretos são os melhores!

    Gosto de escutar e gosto de fazer elogios, tanto para homens como para outras mulheres. É interessante observar algumas das reações delas quando escutam um elogio de outra mulher desconhecida:

    - Ela ta me xavecando?
    - Uau, devo estar linda mesmo pra outra mulher me elogiar!
    - Carinha blasé (essa é 90% certeza que é do tipo “mina escrota” FUJA!)

    p.s.: A♥

  • Clara Andrade

    às vezes o cara nem precisa falar nada pra nos sentirmos elogiadas. só de vir aquele homem lindo e te olhar (eu disse olhar, não secar!!) com admiração já diz tudo.
    elogios bem feitos são bem-vindos apesar de ficarmos beem sem graça. no fundinho dá aquela sensação boa! e cantada de pedreiro… na boa, eu fico rindo por dentro, é muita criatividade!

    • Anônimo

      Essa do olhar é ótima, e o bacana é que dá pra perceber no olhar da mulher se ela gostou ou não, se ela ficou interessada, e tem até algumas que se interessam e fingem que não.

  • Leo

    No carnaval de rua do RJ disparei elogios como uma metralhadora! 99% das vezes muito bem recebidos. Mas carnaval não conta, certo?! Já aqui em Brasília, nunca tive esse hábito e, conhecendo as mulheres daqui (que em sua maioria são beeeem fechadas), acho que a aceitação não vai ser muito boa. Mas vamos à experiência!

  • http://twitter.com/fabiofreitasss Fábio Freitas

    Não lembro de já ter feito isso… sou na minha.
    MAS, sobre elogios gratuitos de estranhAs: tenho recebido alguns desde que passei a andar por ai de “panos passados” devido ao meu estágio.
    Mulheres, homem na beca, gravata e social, realmente é o que agrada aos olhos?
    E o site continua ótimo, Guilherme. Parabéns.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Muito bom saber, Fábio, temos investido força máxima em nosso conteúdo esse ano. A casa agradece.

  • http://www.facebook.com/people/Lucas-Neto/100001393534145 Lucas Neto

    Eu tenho que admitir que não tenho essa hábito. Infelicidade minha, já que tenho oportunidades claras pra fazer isso. Pior, chegar e falar um simples “boa noite” num momento qualquer já me trava e não consigo.

    Mas vou tentar mudar. Ah se vou.

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Depois que arriscar os primeiros, nos conte como foi, Lucas. É aquela coisa, do chão não passa. :P

    • Nina Aubasi

      Lucas,
      antes de qualquer coisa, sinceridade é uma característica superestimada.

      • http://twitter.com/fceron fceron

        Nina, esse seu comentário foi uma abertura pro “Me engana que eu gosto” ?

  • http://www.facebook.com/people/Michel-Braga/1823298170 Michel Braga

    Receber elogios é sempre agradável… mas realmente acredito que uma certa elegância cai bem. Não precisa ser elogio de pedreiro… rs Mesmo pq dependendo da situação um desses pode constranger a beldade. Agora realmente acho que toda mulher no mínimo sente um efeito positivo no ego quando recebe um elogio. =)

  • http://blog.icarlos.net/ Ivan Carlos

    O homem deixou de elogiar por cauda dele mesmo, ao ser rude, ao ser indelicado, ao chamar de “gostosa peituda” ou invés de “linda”, e por causa da mulher, que passou a classificar elogios como se alguém estivesse “mexendo” com ela, ao tentarem classificar um simples elogio como um assédio inadmissível.

    É uma pena.

  • http://www.facebook.com/people/Rudinei-Bueno-Jr/100001033862188 Rudinei Bueno Jr.

    Tava faltando o comentário de um jovem aqui.
    Tenho 16 anos e não tenho esse hábito, apesar de ser comum na minha idade o flerte. Porém o elogio nunca é visto desse modo, é somente o prelúdio para ficar com alguem. Essa ignorancia é comum e, depois de ler o texto, penso que não é saudavel.
    Bom aprender isso jovem, começar esse hábito só tem o que acrescentar. :D

    O site ta impecavel esse ano. Sem comentários.

  • Thais Micheli

    Receber um elogio é sempre muito bom… principalmente se for de algum desconhecido e o cara ainda te olhar nos olhos e falar. Eu mesma adoro ver a expressão do moço ao soltar o elogio. Porém, algumas vezes mesmo um ‘linda’, pode não soar agradavelmente dependendo de como é falado (e de quem falou!)… pelo menos eu penso assim…
    Mas complementando o assunto… e quando o elogio parte de uma DESCONHECIDA… Chamar a atenção do sexo oposto é natural… mas e quando parte de outra mulher (desconsiderem os elogios de amigas… hahahahha)

  • Daniel

    Ótimo post pra discussão como sempre.
    Eu não tenho esse hábito de elogiar desconhecidas na rua, mas lendo os comentários das mulheres vou passar a fazer.
    Mas eu posso dizer por experiência própria que pra um homem faz bem danado, até porque não é muito comum, pelo menos pra mim uma mulher elogiar ou flertar com um desconhecido na rua.

    Uma vez eu estava atravessando a rua e vi uma mulher linda no carro parado no sinal e atravessei olhando e ele ficou me dando tchauzinho. Eu achei aquilo sensacional, fui pra casa sorrindo.

    Uma outra vez eu estava andando sem camisa na rua e quando a mulher passou olhou pra mim e deu aquela mordidinha de lábio.

    Missão pra próxima semana: elogiar desconhecidas

  • http://twitter.com/_jbernardes Jair Bernardes Jr.

    Como diria o Vinícius, que me desculpem as feias, mas beleza é fundamental.

    • Guili S

      “”Não caço mulher feia, mas se uma vier pro meu lado, eu como”" rsrs

  • Daniel Felipe

    Eu ja mandei uns “linda hein” quando a mulher está a um passo de cruzar por mim.
    Quando ela já está passando, bem do meu lado, completo com o “parabens”
    Falo bem baixinho, quase que pra mim mesmo.

  • Laurinha

    Quando fui a Buenos Aires fiquei espantada, até com um medinho, pq lá parece q TODOS os caras jogam um elogio na sua cara! Pode ser no meio da rua, no shopping, qualquer lugar! E era homem de todas as idades, como eu (como qualquer mulher por aqui) nao estou acostumada a receber esses elogios q nao sejam vindos de uma obra, fiquei me sentindo um pouco violentada. Mas agora relembrando… fiquei me sentindo bem gostosa tb, hahaha.

  • Luiz Fernando

    O mesmo caso do Lucas.
    Tenho um travamento que estou trabalhando, desde que comecei a trabalhar com público.
    Mas é foda! É quase automático…

    Olha, essa parada de elogiar é massa. Um cara já fez isso no centro da minha cidade.
    Estava com amigos e amigas. Todos achamos ele um louco e as pessoas ao redor ou concordaram ou acharam pior, porque não fizeram caras boas. A mulher que recebeu o elogio passou para o outro lado do calçadão.

    Ontem, almoçando com uma ex (e que hoje sou padrinho de casamento dela), um cara parou na nossa mesa, pediu licença e disse algo nesse sentido “licença, só queria dizer que tu é uma mulher linda e não sei qual a tua relação com ela (olhando pra mim), mas és um cara de sorte!”.

    Ela ficou toda mole, exibida. Naquele momento eu vi a calda do pavão invisível se abrir… hehe

    • Karina

      Então, Luiz, aprenda com ele. Foi óoooootima essa, pode aplicar numa menina. O risco é que o cara que esteja com ela n seja ex-namorado-atual-padrinho, mas sim um namorado/ficante/marido troglodita que n capte o espírito da coisa. Mas, se fosse comigo e meu namorado reagisse mal a uma coisa delicada dessas, eu abandonava a mesa já considerando que o outro lá devia valer bem mais a pena ; )

      E se o elogio do carinha da sua cidade foi mesmo um elogio, gracioso e gentil, quem n fez cara boa só pode ser bicho do mato.

    • http://www.facebook.com/people/Kleber-Joseph/100000142617642 Kleber Joseph

      Deve ser bem constrangedor um cara elogiar sua ex na sua frente e não ser o noivo dela. Parabéns pela atitude de se tornar padrinho do casamento dela… atitude que poucos teriam.

      Bom, sobre o assunto, é difícil elogiar uma mulher e mostrar que não foi uma cantada. Algumas com relacionamentos mais sérios fazem questão de agradecer o elogio jogando o cabelo para o lado com a mão que tem a aliança.

      Elogio ou cantada, alguns amam outros odeiam e assim seguimos.

      How you doing?
      http://www.youtube.com/watch?v=dc2Z7CL4Cv0

  • http://www.facebook.com/people/Maria-Eduarda-Giangarelli/100001029789464 Maria Eduarda Giangarelli

    Aaaah eu ganho o dia SIM com um elogio, tanto o dito quanto, como disse a Clara, só com um olhar de admiração.Nunca esqueci todas as vezes que me aconteceu.
    E ultimamente ando fazendo isso, como a Verônica, com mulheres também.As vezes vejo alguma menina na faculdade com aquela bunda perfeita e elogio, os meninos estranham “vc é lésbica???”, mas não se trata de atração sexual “quero comer sua bunda” e sim de “nooossa o que será que ela faz pra ter um bumbum assim???”.
    E a PdH cada vez melhor.
    Abraços!

  • http://www.facebook.com/people/Maria-Eduarda-Giangarelli/100001029789464 Maria Eduarda Giangarelli

    Aaaah eu ganho o dia SIM com um elogio, tanto o dito quanto, como disse a Clara, só com um olhar de admiração.Nunca esqueci todas as vezes que me aconteceu.
    E ultimamente ando fazendo isso, como a Verônica, com mulheres também.As vezes vejo alguma menina na faculdade com aquela bunda perfeita e elogio, os meninos estranham “vc é lésbica???”, mas não se trata de atração sexual “quero comer sua bunda” e sim de “nooossa o que será que ela faz pra ter um bumbum assim???”.
    E a PdH cada vez melhor.
    Abraços!

  • http://www.facebook.com/raffael.silvado Raffael Silvado

    Foi no carnaval agora, eu estava a trabalho.
    Estava imprimindo fotos na hora para o pessoal do bloco e após atender uma moça ao balcão, tive que fingir ser o namorado dela para salva-la do ataque de um micareteiro feroz.
    Joguei uma piadinha e disse que os olhos orientais dela eram muito bonitos, ela sorriu e sutilmente se inclinou pra me beijar.
    Disse que era um convite tentador vindo de uma moça muito atraente, mas eu ja estava comprometido.
    Ela sorriu e eu sorri de volta, à desejei uma boa festa e voltei aos meus afazeres, e ela também.

    • Carla

      Isso sim é legal. Muito. Não gritar “gostosa” quando uma mina passa na rua.

  • http://www.facebook.com/people/Vinicius-Maciel-Hoff/100000354632046 Vinícius Maciel Hoff

    A reação da mulher vai depender do tipo do cara.
    Se for bonito ou aparentar ter dinheiro ela vai ficar feliz da vida.
    Se for feio ou aparentar ser pobre ela vai ficar puta e talvez até xingue o cara
    FATO

  • http://twitter.com/murdockbr Murdock

    Na boa, não sei o que acontece mas parece que na muitas vezes a mulher se aborrece com o elogio. Não sei se é coisa das cariocas mas até conhecidas parecem não gostar, vai entender. Deve ser problema de quem elogia.

  • http://discordando-do-mundo.blogspot.com Leonardo Xavier

    Guilherme, eu confesso que esse é o tipo de coisas que eu não tinha o costume de fazer, mas que nos últimos anos eu tenho tentado fazer com mais naturalidade. Eu acho que dá mais confiança na hora do flerte, saber que se têm a capacidade de conseguir um sorriso espontâneo de uma garota.

    • http://twitter.com/AlvaroSM Álvaro Marcus

      Exato Leonardo!

      Fazer uma mulher sorrir em sua companhia facilita as coisas..

  • http://www.facebook.com/people/Alexandre-Nery/100001320614171 Alexandre Nery

    É um hábito que devo treinar mais, confesso. Tem um detalhe importante também: se for uma desconhecida que estiver parada, por exemplo uma menina sentada na faculdade, qualquer coisa assim, tem que saber manter a postura para finalizar o elogio e sair com elegância. Sair igual um bobão, sem graça, ou esbarrar em alguma coisa, é um tanto quanto constrangedor..

  • http://www.facebook.com/people/Douglas-Henrique/100000196772990 Douglas Henrique

    Eu sempre elogiei as mulheres; mas alguns tiveram uma tímida segunda-intenção. Mesmo que ela nem tenha percebido.

    O engraçado é que as mulheres que se mostram tão maduras para receberem elogios quanto as dos comentários, eu simplismente não consigo encontrar. Sempre tem aquela mulher que esnoba achando que você tá afim. Manja aquela comunidade do orkut “Sou legal, não tô te dando bola”? :P

  • http://www.facebook.com/people/Douglas-Henrique/100000196772990 Douglas Henrique

    E vamos combinar meu caro: Sorrisos espontâneos delas nos fazem ficar bobos. Parece uma conquista infinita.

    Eu faço isso o tempo todo com a minha namorada.

  • http://twitter.com/AlvaroSM Álvaro Marcus


    Post duplicado

  • Rodrigo

    Sou bem timido pra fazer elogios gratuitos a desconhecidas. Não é incomum eu ver alguma que chame minha atenção mas acabar deixando a oportunidade passar.
    Vou tentar mudar um pouco essa situação!

  • http://www.facebook.com/naninha Ariana Mendonca

    Eu sempre fiquei imaginando o pq dos elogios de pedreiros, porteiros ou carros passando.. sempre me vem a ideia: eles acham mesmo que vão conseguir algo com isso? Mas isso é cantada, não elogio….Elogio tem só o objetivo de demonstrar que se percebeu algo de legal, bonito, interessante…

    Ouvir elogios como o “que linda” realmente é ótimo! E aos que disseram travar pra elogiar…. elogiar uma completa estranha vai gerar todas essas sensações gostosas descritas no texto, mas eu aposto que, chegar numa conhecida, no meio de uma conversa, fora de um ambiente “to te cantando” e soltar um “que linda” a ganharia fácil!

    • Rosana

      Ariana, eles não acham que vão conseguir nada naum… tenta virar para vc ver… saem correndo… eu encaro como brincadeira… só isso

  • http://twitter.com/Pedrocampus Pedro Campos

    acho que já fiz algumas vezes

    mas nunca tinha parado pra pensar no assunto

    realmente fazer isso olhando firme e com toda segurança e sutileza demonstra pra moça elogiada e pros presentes uma classe da parte do macho

    tentarei por em prática .. em breve, relatos

  • http://muitapimenta.com Francis Rosário

    A última vez que elogiei uma desconhecida acabei casando com ela!

    Isso mesmo, o elogio levou a uma papo, que levou a um encontro, que levou a um namoro, que finalmente levou ao casamento.

    Pensando bem, esse negócio de elogiar pode ter efeitos colaterais.

    • Dr Health

      Casamento??

      Vou pensar duas vezes antes de elogiar agora, hehehehe

      • http://www.facebook.com/jcnaweb Júlio César

        EH EH EH EH

        Não seria pior se ele tivesse elogiado uma desconhecida, depois um papo, um encontro, um namoro e um pedido de casamento em público negado?

        HE HE HE HE

    • http://www.reflexoesmasculinas.com.br/ Shâmtia Ayômide

      hahahaha,
      melhor comentário sem dúvida.

  • http://www.facebook.com/people/Tiago-Portuga/1530944566 Tiago Portuga

    Não só elogios, mas também alguns atos simples do velho e esquecido cavalheirismo, um passo atrás pra gostosa entrar na sua frente, ou segurar a porta pra ela passar já é suficiente, e a recompensa é sempre um sorriso lindo, e naquele dia de sorte um papo bacana com direito a numero de celular e msn no final.

  • http://www.facebook.com/people/Marcio-Diniz/100000180717236 Marcio Diniz

    Vou tentar!

  • http://realizandoseusdesenhos.blogspot.com/ Edson Palma

    Depois de ver sua consideração final eu pensei: “He, he, inteligente!”. Agora sobre a sua última pergunta, eu respondo: Eu diretamente destilava um monte de elogios (elegantes ao extremo), porque as garotas eram muito belas na ilha da magia em SC. Isso foi em 2003. Passei um período fazendo free a uns jornais de bairro, e desfrutando um ano e meio de praias de costa mais a sul. Lá tudo vale a pena, quando a alma…

  • Anônimo

    Adorei o final do comentário! ” Pensando bem, esse negócio de elogiar pode ter efeitos colaterais mesmo…”

  • http://twitter.com/AlvaroSM Álvaro Marcus


    Post duplicado..rs

  • Augusto Msilva

    Meus caros, elogios são comida para as qualidades femininas. heheh

  • Sandy_amorim

    Elogios despretensiosos “na cara”: muito bom!!!
    Cantadas de pedreiro: as mais criativas e engraçadas!!!
    O único problema são aquelas cantadas carregadas de conotações sexuais que são feitas “só para zoar”. Também gosto de elogiar os homens…sou uma verdadeira apreciadora da beleza masculina!=D

  • Legaiato

    Elogios sempre são bons. o divertido é quando a complexada de plantão acha que você tá dando em cima dela, ou, pior, que qualquer elogio tenha uma segunda intenção, rs! Que pensem o que quiserem, não devemos nada a elas ;)

  • Andressa

    Eu particularmente fico incomodada com os elogios de tons sexuais vindos de desconhecidos. Quando eu ouço um “gostosa” ou algo do tipo, eu penso “tô gorda” ou “ele tá no cio”. O que é completamente diferente de um “linda” ou coisa do tipo. Talvez pq assim a gente não se sinta tanto como um pedaço de carne.

  • http://www.facebook.com/people/Guilherme-Marques/100001893909668 Guilherme Marques

    Quando fui presidente de mesa de uma seção eleitoral aqui no RJ, aproveitei a oportunidade de descontrair o pessoal elogiando as moças que passavam. Algo leve, claro, do tipo: “Bonito vestido ;]” ou “bela tatuagem…” ou “lindos olhos..”.

    Não dá pra ser mais cara de pau em uma seção eleitoral, caso contrário posso ser acusado de estar assediando as eleitoras uahsuasua.

  • http://www.facebook.com/jcnaweb Júlio César

    Caramba….eu confesso que sempre tive auto estima muito baixa, do tipo de soltar uma “sua linda” e a mulher pensar “Vindo de um feio como você tanto faz…”.
    Ao longo dos anos eu fui descobrindo que meu lance era na maciota e sedução durante uma conversa simplória que terminava em agarramento.

    Mas lembro de algumas vezes de flertes que eram simplesmente deliciosos só pelo fato de você conseguir falar.

  • Michelle

    Bom, ao meu ver tudo depende da forma como se elogia. Claro que as pessoas adoram ser elogiadas, mulheres adoram ouvir, como vc está linda, que gostoso seu perfume, que gostosa, td mais. Mas td depende da forma como é dita… por exemplo, dispenso aquelas cantadas estilo pedreiro, e tb as seguidas por uma expressão facial de “tarado”/”comedor”. Isso pra mim está longe de ser agradável.

  • Likapaar

    Sinceramente?

    Eu odeio piada de pedreiro.Fica a impressão de que sou apenas e meramente um pedaço de carne ou um frango assado visto por um cachorro, algo totalmente vulgar.
    Agora é uma situação beeeeeem diferente quando você está num local e um cara chega com todo o respeito do mundo e te elogia, fala que você é bonita.Ah com certeza levanta o ego!

    E dica pros rapazes:Se quiserem elogiar uma mulher por favor falem na cara! Ninguém merece um “gostosa!” de um total desconhecido no meio da rua.

  • Daniel Souki

    Eu sempre fui bem tímido..Mas atualmente esta timidez diminuiu muito.
    Não sei porque, acho que tem a ver com auto estima.. quanto mais alta, menos timidez, pelo menos comigo é assim.

    Eu já cheguei a elogiar algumas desconhecidas na rua e já cheguei a ser motivo de gritinhos eufóricos de meninas (Entre 15 á 17 anos) em porta de escola.. O engraçado é que sempre fico sem jeito com um elogio e os gritinhos são piores..rs

    Todo mundo acha que por estar elogiando uma mulher desconhecida, o cara quer comer ela na mesma hora.. puro engano.
    O engraçado é quando vc pega uma garota mal humorada e solta um elogio na cara que ela nem esperava…tipo: Lindos olhos.. Bom dia beleza brasileira…etc
    Além de levantar o astral dela, ainda vai anima-la pelo resto do dia.

    Abraços

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    Acho que sou a única daqui que discordo.

    Explico: ser elogiada na rua, com um “gostosa”, “vemnimin” ou um fofo “linda”, pode até conseguir parecer carinhoso mas tem um machismo tão embutido…

    Apesar da Verônica ter comentado que também costuma elogiar homens e mulheres, somos nós, mulheres, que constantemente somos avaliadas por homens nas ruas.

    Ao ganhar o elogio, parece que eu estou querendo agradar. Parece que eu tenho que agradar, que a função da mulher é essa.

    Parece que, ufa, ainda bem que não saí descabelada de casa! Parece que eu tenho que me importar com o que vocês acham porque sou mulher.

    Se essa mulher fosse sua chefe, num ambiente formal, passando no corredor da empresa, você não jogaria um “que linda”. Estipulando elogios à mulher que passa na rua, você, automaticamente, julga sua beleza (ou sua falta de) e coloca ela como inferior. Entende?

    Estou procurando aqui um texto da @lolaescreva sensacional sobre, mas não estou achando. Quando achar, mando.

    Sei que muitos não pensam assim (os poucos que são mais educados, diria)… Mas é cultural, é um machismo embutido…

    Não sei, mais simpático seria sorrir? Dar um “oi”? Um “oi” é muito mais íntimo do que um “linda”, já pensaram nisso?

    • Mario de Souza

      Concordo.

      O texto do Guilherme fala de uma mulher que gostou de ser elogiada por estranhos na rua, mas existem inúmeros outros relatos em que isso foi tomado como ofensa.O histórico que existe em torno de estupros, abusos e tantas outras formas de violência não pode ser ignorado, como quando os homens falam “ahh, mas eu adoro ser elogiado por mulheres”.Para o homem é COMPLETAMENTE diferente.

      Entretanto, esse texto tem um ponto muito importante também.A nossa sociedade tem uma grande covardia, uma dificuldade enorme em se comunicar, um pé atrás muito firme na hora de elogiar de verdade.Para abordar a mulher, os homens já chegam com cantadas pré-fabricadas, rotinas decoradas ou elogios espalhafatosos (quando tem coragem de abordar).Acho que um sorriso ou um “oi” realmente seriam mais intímos que um “caralho, que gostosa”, e talvez esse seja exatamente o problema para os homens: intimidade.
      Ser realmente íntimo de alguém é difícil, um grande desafio lidar com um pessoa real.Lidar com uma “transeunte-gostosa-que-gosta-de-ser-elogiada-por-estranhos” é bem mais simples, só seguir o roteiro pré-estabelecido para “homens-de-colhões-que-elogiam-sem-pudor” ou então sair correndo do “palco”.

    • http://www.facebook.com/people/Michel-Braga/1823298170 Michel Braga

      Particularmente não penso que elogiar uma mulher indica que você a veja como alguém inferior, penso nisso muito mais como uma homenagem. Particularmente quando alguém me elogia considero uma coisa positiva.

      Engraçado você falar sobre elogiar a chefe, ja fiz isso… certamente é uma questão de bom senso, você tem que saber o ambiente em que está e quem está a sua volta antes de falar o que quer… mas um dia minha chefe apareceu com um corte de cabelo diferente e eu achei que tinha ficado realmente bom, não vi problema em deixar ela saber disso, ela aliás ficou visivelmente contente com o elogio. Pq não ficaria? Se ela mudou o jeito de se pentear, cortar o cabelo certamente fez isso para ficar mais bonita… Eu reconhecer o bom resultado implica em inferiorizar ela? Eu acho que não.

      Quanto a um sorriso ou “oi”, nada de errado com eles pelo contrário… Mas não acho que sejam melhores ou piores que um elogio…

      De qualquer forma respeito sua opinião Isabella, por ser mulher talvez vc entenda a situação melhor do que eu.

    • Likapaar
    • Likapaar

      E ainda tm o vídeo das Olívias que achei sensacional!

      http://www.youtube.com/watch?v=l7STJ6hqGJU

    • http://twitter.com/verossimil verossimil

      Tão 110% coberta de razão que, mais um pouquinho, IMPLODIRIA o Papo de Homem.

      Faz lembrar o comentário à época eleitoral: “Dilma é feia”. Pois Serra é (era) Brad Pitt, então? Para a hoje PRESIDENTA importava, a título até de intenção de voto, que tivesse “boa aparência”, de repente “a função da mulher é essa”, um candidato homem não tem esse tipo de preocupação.

      Ainda assim, sigo no propósito de executar a ação, com fins terapêuticos, antropológicos. Até porque muito me agrada quando (raramente) sou elogiado quanto à estampa.

    • Karina

      Não é a única, não, Isabella. Já falei sobre isso num outro espaço: acho que ser cantada na rua é uma forma extremamente invasiva de se dirigir a uma mulher. Não suporto a ideia de não ter liberdade de seguir meu caminho sem ter que ouvir uma gracinha ou outra. Isso nada tem a ver com elogio. NÃO é uma honra pra mim receber um assovio ou um “gostosa”, pra n citar tantas outras pérolas que alguns homens são capazes de produzir. Não sei se tem a ver com machismo, n gosto dessa coisa sexista, mas a verdade é que na nossa cultura esse tipo de grosseria é tido como “natural”. Não é.
      Natural é eu ter a mesma liberdade que os homens para perambular por onde for, vestindo o que quer que seja, sem ser constrangida.
      Há muitas formas de realmente elogiar a beleza feminina. Infelizmente, 90% do que nos passa pelos ouvidos é cafajestagem.
      Comentei aqui em cima a abordagem que o Luiz Fernando relatou, mas o comentário n apareceu. Achei bacana aquilo, só para citar um exemplo.

    • Nina Aubasi

      O diferencial é a falta de pretensão !
      Elogios de pedreiro qualquer mulher recebe…

    • Mandy

      Isabella Ianelli, SEU COMENTÁRIO FOI O MELHOR =D

    • http://pulse.yahoo.com/_Y3GSWTRZQ4JA72BWONORUWWBOM Marcio Shimoda

      Ah moça, assim você transforma o ato de elogiar em algo em ruim.

      A atitude de elogiar que o autor fala é aquela da primeira impressão, livre de análise, sem pensar se o cuidado com o cabelo foi pra agradar ou não. Além disso, ao falar como a achamos bonita, nunca colocamos a mulher como inferior, muito pelo contrário. Lógico, seria muito mais admirável falar sobre seu caráter, mas isso não é algo que se descobre ao ver alguém na rua. No trabalho, é outra história, afinal, podemos até ser acusados de assédio, não vamos generalizar.

      A propósito, você está LINDA na foto. E não, isso não é um “machismo embutido”, é análise de fotógrafo! rsrs

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Muita neura, Isa.

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        Achar que machismo é apenas “neura feminina” é justamente o mecanismo pelo qual a estrutura machista (que não é pessoal) se perpetua.

        Dois textos do Alex Castro sobre isso:

        http://www.interney.net/blogs/lll/2009/09/16/o_racismo_nao_e_um_problema_individual/

        http://www.interney.net/blogs/lll/2010/12/17/feminazi/

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        Postei o texto sobre racismo apenas para aplicar a mesma visão (da impessoalidade) sobre o machismo. Ou seja, não é o caso de apontar quem é ou não é machista, mas de reconhecer a estrutura social do machismo atuando em nós.

      • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

        Muita neura, Gitti. ²

        O tópico é simples. Homens se soltarem mais e mulheres apreciando isso, ou não. Um estímulo ao flerte saudável, aos encontros/desencontros. O que você e a Isa falam é ok – entendo plenamente o argumento colocado -, mas e aí? Os caras vão se privar de fazer elogios leves e despretensiosos por ser uma atitude machista?

        Penso ser pior passar do lado da mesma mulher com os amigos e soltar as obscenidades pelas costas, não ousando manifestar o apreço de forma mais elegante, direta.

        De todo modo, já deu pra notar que o pessoal está tratando de diferentes formas de elogio – ruído natural da web – então não vou me estender mais por aqui. Deixo a bola rolando.

        Sayonara, mates.

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        Guilherme,

        Eu elogio desconhecidas também. E às vezes até desconhecidos (em contextos na prática de meditação ou TaKeTiNa quando vejo alguma qualidade como uma postura foda que vem do zen, por exemplo).

        O meu ponto foi apenas não deixar que um argumento e uma visão essencial seja rebatida com um “Muita neura”. Isso não faz sentido algum. Imagine duas pessoas dialogando assim:

        “O, cara, muita neura isso.”

        “Nada, cara, muito neura é a sua.”

        Eu poderia falar que isso é mais uma postura machista, mas não precisamos chegar nesse ponto.

        Se você não consegue perceber o machismo que existe quando um cara está nessa posição de elogiar ou dar uma cantada (pode acontecer em ambos), então isso é falha de visão sua, não neura de quem observa e aponta isso.

        E esse machismo pode existir mesmo quando o cara fala com a melhor das motivações, simplesmente porque ele está num ambiente machista e a mulher pode ouvir a coisa em outro tom.

        Comunicação é isso: saber que o outro ouve o que o outro ouve e se relacionar com isso, não apenas falar e achar que o outro ouve o que a gente fala.

        E veja: isso é apena um parêntese no seu post. Algo para se lembrar, não algo para sintetizar a coisa toda. Seria interessante deixar esse parêntese existir em vez de tentar jogá-lo para fora com a expressão “Muita neura”.

        Abração.

      • vivian

        O texto do autor está bem tendencioso.

        É mostrado a reação de uma mulher que gostou, e não mostra o outro lado da moeda, que existe sim e é ingenuidade ignorar.

        O autor quer saber se as pessoas concordam com ele. Pede as opiniões do público, mas quem discorda é atribuido uma “neurose”.

        Esse espaço é para ser de discussão ou concordância mútua? Se apenas precisamos concordar, não vejo necessidade de estimular as respostas como é feito no texto.

      • http://www.facebook.com/debora.figueiredo.12 Débora Figueiredo

        Acho que a sua visão está muito superficial, mas não julgo, é difícil mesmo perceber que alguma coisa está errada depois de tanto tempo aprendendo que não há nada de mal em fazer um elogio ou cantar uma desconhecida na rua.

        O problema disso é o jeito que nós mulheres nos sentimos. Imagine você, andando pela rua e constantemente ser abordada por homens falando sobre a sua aparência, fazendo parecer que você é um objeto feito pra agradar aos homens, nada mais.

        É exatamente assim que eu e várias outras mulheres nos sentimos, sem falar no medo da nossa reação que pode gerar uma reação agressiva do cara. Não quero fazer drama, mas as vezes tenho medo de sair de casa, e isso não é justo. Nesse ponto os homens têm toda a liberdade do mundo, enquanto nós somos diminuídas e constrangidas o tempo todo.

        Entendo que seja complicado entender uma situação pela qual, acredito, você nunca passou, mas por favor, não fale que é muita neura de alguém, pensar ou sentir assim. O cara, acho, estava se colocando na pele de quem passa por isso todos os dias!

        Abra a sua mente e tente fazer igual, não é um “linda” ao invés de um “gostosa, te chupo todinha” que vai me fazer mais feliz ou menos ameaçada e ofendida. Sou muito mais que a minha aparência, e acho que mesmo sendo só um elogio, prefiro que seja vindo de alguém que eu tenha um pingo de intimidade e reciprocidade!

      • Eugenio Morais Jr.

        Concordo, Guilherme. Este post, além de descontraído ajuda ainda mostrar aos homens que a aproximar-se das mulheres pode ser algo natural e rotineiro, sem necessidade de machismo ou grosseria. Se todo homem praticasse essa “quebra de gelo”, não seria tão difícil para alguns conquistar a garota que ele se interessa. Já vi muitas mulheres rejeitarem caras legais que simplesmente não “chegaram direito”…

    • http://flavors.me/veronicagunther Veronica Gunther

      Isa, só acho que vc partiu do ponto errado. Elogio é diferente de cantada.

      Eu entendo que elogio é quando vc ressalta algo de positivo no outro de forma respeitosa, sem esperar nada em troca. Cantada é a mesma coisa, só que esperamos algo em troca e muitas vezes é feito sem respeito. Sendo que nesse último caso, um dos fatores que determina se vc vai curtir ou não a cantada é se a pessoa que te cantou te desperta interesse.

      Se um Brad Pitt da vida passa por vc e diz “UAU” com cara de cobiça (diferente de cara de putão), vc vai ficar brava? Eu não ficaria, pq ele me desperta tanta cobiça quanto. Agora se um cara que não sinto atração alguma fica me olhando como se eu fosse o último pedaço de carne na face da terra, mudo de calçada na hora.

      Acho uma situação pavorosa não poder chegar para uma pessoa e falar “esse vestido fica muito bem em vc”, “que olhos lindos” e aí por diante por parecer desrespeitoso(?). Vamos ficar presos num mundo de “ois”, sorrisos e enrustidos?

      Pra finalizar um história: na faculdade tinha uma menina da minha série que era Miss da cidade dela. Ela era absolutamente linda ao natural e quando se arrumava ficava deslumbrante. Andar/sair com ela exigia certa paciência. Os caras vinham falar toda hora, qualquer um mexia com ela na rua, todos os pescoços viravam qdo ela passava. Um dia no onibus, chegou um senhor de uns 80 pra mais, pediu licença e disse “vc é a mulher mais linda que eu já vi” e olhou pra ela com admiração como de quem vê um milagre. Ela abriu um sorriso lindo e agradeceu. Machismo?

      • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

        Concordo demais com você, Veronica. São intenções distintas. E os Elogios, elogios mesmo, são muito diferentes das cantadas de pedreiro. Duas categorias distintas…. e o machismo fica na segunda.
        É o que eu disse ali em cima… nós também poderiamos fazer esses Elogios aos homens. (Acabamos fazendo pouco por medo de ser mal-interpretadas.) Feminismo ou machismo?

    • Ana

      Concordo contigo, Isabella!

    • http://www.facebook.com/people/Anderson-Henrique/100000963493649 Anderson Henrique

      Realmente há uma grande maioria de homens que são machistas, porém, é ilusão e até masturbação mental ver tudo um machismo. Explico:

      Quando o homem elogia a mulher, ele só está a elogiando porque ela está linda! É rude e grotesto falar “ô lapa de buceta, ô lá em casa”, mas um elogio simples tipo “noossa, hein?”, “que maraviiilha” acho que não é tão insultante assim.

      Creio que você se equivocou no seu pensar, o homem não vê o comentário dele com uma ideologia e todo um conceito, só vê o comentário..Bem, ao menos isso serve pra mim e pra o meu ciclo social, né.

      Além do mais, por que não elogiar? Aposto que quando você fez algo novo no corpo, ou comprou algo novo, você gostaria de elogios, eu digo isso com tanta veemência, porque quando eu faço isso, eu quero ser observado e elogiado, :D.

      Acho até, que a falta dessa conexão com o desconhecido, esse diálogo com quem não conhecemos, a “conversinha do elevador” é o quê falta na nossa sociedade. As pessoas passam a ser mais frias, ficam mais desconfiadas e sei lá, faz uma puta desaproximação da galera..Pode ser apenas uma viagem minha, mas é o quê eu acho.

    • Anônimo

      “parece que”, “parece que”… eu não ligaria tanto pro que parece, e sim pro que realmente é.

      A visão é o primeiro dos sentidos e responsável por 70% do contato que fazemos com o mundo. Quando a vejo na rua, não sei qual é sua voz, quais são seus pensamentos, seus conceitos, se estiver a certa distância nem seu cheiro posso sentir. A única coisa a ser elogiada é a aparência.

      O machismo não está nos homens mas nas mulheres. Elas poderiam fazer o inverso. Não podemos nos prender aos valores antigos da sociedade. Já passamos dos anos 50!

      • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

        Você diz isso assim, tão despretensiosamente, porque não precisa se preocupar se a calça está marcando demais a sua bunda para você atravessar a rua sem amarrar uma blusa na cintura.

        Que lindo que você acha linda a minha bunda, mas eu não preciso saber disto no posto de gasolina. Sabe assim?

        Para a grande maioria dos homens, não estamos nos anos 50. Devemos estar nos 40!

      • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

        Você diz isso assim, tão despretensiosamente, porque não precisa se preocupar se a calça está marcando demais a sua bunda para você atravessar a rua sem amarrar uma blusa na cintura.

        Que lindo que você acha linda a minha bunda, mas eu não preciso saber disto no posto de gasolina. Sabe assim?

        Para a grande maioria dos homens, não estamos nos anos 50. Devemos estar nos 40!

      • Ana

        “O machismo não está nos homens mas nas mulheres. Elas poderiam fazer o inverso. Não podemos nos prender aos valores antigos da sociedade. Já passamos dos anos 50!”

        tvbarao está certíssimo Isabella! Não existe machismo entre os homens. Eles valorizam o que a mulher tem de melhor: sua beleza, suas capacidades na cozinha, sua qualidade como mãe. Além disso, elas agora têm o direito de trabalhar fora E em casa. Brindam a boa profissional com um salário 30% menor que o do homem que exerce a mesma função. Consideram as mulheres como iguais numa briga, por isso 5 mulheres apanham a cada 2 minutos nesse país. Respeitam o direito da mulher ao orgasmo com proporcionando-o a 33% das mulheres entre 16 e 49 anos de idade que sofrem algum tipo de abuso sexual na América Latina.

        Em que ano estamos, tvbarao? 60? Ah, esqueci tb que as mulheres se vestem bem, se produzem só pra agradar a machaiada quando passa na rua, ne? O mundo gira em torno dos caras. Tadinhos, querem tolher sua liberdade de expressão de sentimentos tão nobres e profundos. Não interessa que a expressão dos desejos dele fira a liberdade de ir e vir de muitas garotas que se sentem incomodadas e só querem andar por aí em paz.

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Acho que a grande questão está na forma como o elogio é feito. E na diferença entre palavras de elogio, algo charmant, simpático ou estilo “aquele-cara-que-é-bacana-mesmo” – tipos de elogio que nós também podemos/poderíamos fazer a um homem – e uma abordagem que já deixa de ser elogiosa e passa a ser só um “e aí tá a fim?”, dito nos mais variados graus do estilo “garanhão de churrascaria”.
      Para mim o conteúdo machista aqui está no homem que fala, e não na fala em si. O mesmo “linda” que em geral eu acho sim bacana ouvir, porque me soa como um elogio, simpático, gostoso de receber, se fosse dito por um garanhão de churrascaria me ofenderia. (Mas esses em geral são mais da turma do “Aê, gostosa!” que da do “Linda…”) Acho que é a postura do homem que fala que nos dá essa diferenciação, entre machismo e… simpatia.
      Às vezes fico pensando que tornamos as coisas mais difíceis para esses poucos homens que realmente querem ser gentis…

  • Victor Stefanelli

    Entrei na faculdade (UFRJ) essa semana e passei pelo tradicional ritual do trote, pois bem…estava eu, todo pintado, de copinho na mão e já bem “safado” (devido às inúmeras abordagens necessárias para se conseguir arrecadar o dinheiro do trote), quando me passa uma menina muito simpática e com os cabelos lisos levemente molhados (parecia ter saído de uma aula de natação) e vem em minha direção já rindo. Abordei-a e ela prontamente me atendeu. Pediu desculpas por não ter muito dinheiro e meteu a mão na bolsa, sacando várias moedas (muitas mesmo) e me deu. Ela passou. Mas senti que faltava alguma coisa. Corri atrás dela e a cutuquei, infelizmente ela resolveu olhar pra trás e continuar andando, ao mesmo tempo, e deu um encontrão com uma outra mulher. A vergonha da gafe foi suplantada pelo “desculpa, esqueci de dizer lá atrás que você é linda…”. Ela saiu rindo…e a outra mulher, não sei pq, não quis me ajudar com uma moedinha :P

  • Alb

    Legal o post! Uma que sempre uso pra arrancar sorrisos: “Oh loirinha/morena amendoim… sai da casca e vem ni mim/pra mim!!!”. Conseguir arrancar um sorriso de uma mulher é algo muito gratificante, ainda mais vindo de uma gostosa. É um meio de quebrar o gelo de uma eventual aproximação. Um sorriso sincero abrem portas… o sorriso de uma mulher é a chave para o homem abrir as portas do coração dela! Galera do saco roxo, se sentir vontade de elogiar uma gata, faça com alegria e sem medo de ser feliz! Os efeitos colaterais serão um grande remédio para a auto-estima.

  • Bardoca
  • Prix_SP

    Isabela realmente quase implodiu a bagaça…
    eu, particularmente, não vejo mérito algum em ser chamada de gatinha ou de gostosa pela rua… a real impressão que tenho quando isso ocorre – modéstia parte com alguma freqüencia – é a de que o cara está o dia todo numa bateria de elogios desesperados a qualquer uma que passe e lhe dê alguma bola.
    quer conversar? quer aparecer? permaneço na linha da Isabela: diga um OI.

  • http://twitter.com/fredericosalume Frederico Salume

    Já fiz isso no ônibus e fui até o final do trajeto dela azarando ahhauhaua
    Não faço muito isso, tenho me comportado, mas olhar é quase inevitável. Certa fiquei encarando uma mulher aqui perto, ela me encarou também, mas passou, não falamos nada. Um tempo depois nos encontramos ao caso, reconhecemo-nos e aconteceu, foi muito interessante.

  • ShadowsAV

    Comecei esse ano a cursar na UNIP, Design gráfico, e em algum dia eu falei com uma mina da sala que me chamou, ela me passou o email pra ela receber os arquivos da sala (Coordenador da sala Mode ON). Em outro dia eu já chamei ela, falei que ela era bonita e se ela já pensou em ser modelo, bem, ainda tá desenrolando a história e eu deixei na mão dela, se ela criar um ‘book caseiro’ a gente segue em frente pra vê se ela consegue ser modelo fotográfica, mesmo sendo apenas amiga, (pelo menos por enquanto RÁ!) já valeu e muito a pena, dependendo de como você falar no minímo ela vai sair toda feliz ^^…

  • Anônimo

    Aqui na região Centro da França utilizo com relativa freqüencia (3 – 4 vezes na semana) o bem conhecido “Uau!” (ou “Wow!”, pra quem preferir…) ao me dirigir àquelas senhoritas dotadas de atributos admiráveis e que, preferencialmente, cruzem olhando nos olhos.

    Após um ano dessa pratica, só recebi duas esnobadas. A imensa maioria responde com sorrisos e/ou sussurros no ouvido da amiga que eventualmente a acompanha.

    Qualquer mulher saudável e segura de si gosta de recebeu um “Uau!” bem mandado.

    • Dine

      Experimenta soltar um: ‘Essa daí eu fazia inteira!’ (3-4 vezes na semana)
      Contabilize após um ano dessa prática e nos deixe saber.

      ;)

  • http://pulse.yahoo.com/_Y3GSWTRZQ4JA72BWONORUWWBOM Marcio Shimoda

    Sabe, percebi que perdi a chance de fazer isso a quatro desconhecidas (juntas!) após o almoço de ontem… Isso não irá mais se repetir rsrs

  • Mandy

    Bem,,, eu sou um pouco diferente! eu odeio quando um homem me elogia na rua, fico desconcertada!
    Me sinto um bichinho, um pedaço d carne… e não favorece ao meu ego! Principalmente quando ficam buzinando. Horrível! E olha q eu ñ dou motivos para tantos elogios, pois sou do tipo q esconde o conteúdo.

    • MatheusR

      pois entao vc deve ser merecedora dos elogios…
      e vc esta mto linda na foto.
      se fiz vc me odiar o se sentir um pedaço de carne com o comentario, me desculpe, se nao… segue a vida..

  • http://www.facebook.com/people/Bruno-Gomes/100001623168169 Bruno Gomes

    Todas oportunidade que passam diante nossos olhos na vida, devem ser admiradas e vividas, que seja por alguns segundos, são nesses onde estão toda a beleza da coisa….

    Nada como admirar uma mulher, e aquela boca entre aberta, aquele olhar que duram 1 segundo de supresa e encantamento pelas suas observações. Isso é o presente… Mas o charme está na surpresa…]

    E assim vamos vivendo, deliciando, admirando e satisfazendo-se-as ( -se-as, alguém entendeu? )

  • http://twitter.com/rafadesh Rafaela Grochewski

    receber um elogio “que linda!” com um sorriso e uma troca de olhar, é uma coisa.
    receber um elogio “que linda!” com um cara de tarado, que te olha de cima a baixo como você estivesse nua e ele quisesse te comer ali mesmo, é nojento. não aumenta meu ego em nada, e me dá nojo de homens que acham que mulher gosta de ser tratada assim.

  • http://www.facebook.com/people/Edegar-Neumann/100000367644831 Edegar Neumann

    Eu gosto de elogiar, e vejo que faz bem a quem recebe. Elogio a roupa, perfume, cabelo.
    Mas poucas vezes elogiei uma desconhecida desta forma, ao passar pela rua, ou no caixa do mercado… Rola uma timidez ou receio de não ser bem interpretado. Lembro vagamente de ter feito, mas não lembro o resultado, pois foi realmente sem nenhuma segunda intenção. Vou tentar novamente, acho que é um bom exercício para a timidez.

  • http://www.facebook.com/people/Hugo-Garcia/789895330 Hugo Garcia

    Ainda que frequentador assíduo do PdH, pela primeira vez comento em algum post. Sou adepto do elogio despretencioso – ou não – às mulheres, ainda aquelas que não sejam tão exuberantes. A sociedade se vale desta atitude, quando se dissipam mulheres com ego massageado. Acabam por fazer questão de ficarem ainda mais bonitas. Afinal, quem não gosta de uma boa massagem nos colhões?

  • http://www.facebook.com/people/Hugo-Garcia/789895330 Hugo Garcia

    Encerrando: e o que paga o sorriso de satisfação delas, que são nosso objetivo precípuo de vida? No final das contas, todos saem no lucro nessa transação…

  • Ana

    Só eu acho ridícula essa história? Elogios ok, agora cantadas de mau gosto na rua… E por que elogios sempre sobre o físico? Entendo que tem mulheres que gostam, mas falar que todas gostam, não. Eu mudei meu itinerário pra facul por conta de uns pedreiros que mexiam TODA vez que passava lá, qual o propósito disso? E nem eram tão baixas as cantadas, mas me incomodou muito. Cheguei a mudar de horário de ônibus também por conta de uma babaca que ficava babando nas minhas pernas de saia no calor de Campinas. Não temos o direito nem de andar com menos roupa nesse calor da porra sem ter o corpo avaliado, julgado, desejado. Acho uma profunda falta de respeito. Só quero ir e vir sem ser tida como objeto. Não sou a única, dêem uma olhadinha nesse site (em inglês): http://www.ihollaback.org/

    • Ana

      Só agora vi que tinha mais gente discordando, não tinha visto a opção de carregar mais comentários. Fico mais aliviada.

      “Achar que machismo é apenas “neura feminina” é justamente o mecanismo pelo qual a estrutura machista (que não é pessoal) se perpetua.” (2)

      E falar que é elogio ou homenagem também não cola. Os homens não sabem o que é ser julgado o tempo todo pela aparência, ter que se policiar sobre onde andar, que roupas usar, etc. Já sei que não posso sair sem sutiã, sob risco de ouvir um “oh, farol aceso”, “que delícia e sem sutiã”. Andar a noite sozinha nem pensar, atravessar a rua quando um tipo mexe com vc…

      Alguns falaram das bochechas vermelhas, sorriso tímido, é muito bom mesmo ver uma pessoa “inferior” sem ação, sem jeito, demonstra poder, controle dos machos-alfa…

      Me digam, homens, e quando são cantados por mulheres, qual a reação? E se forem gays passando cantada em vcs?

      • Karina

        Ana, olhe só que curioso… Uma vez um amigo meu comentou que n gostava de andar pela Av. Atlântica aqui no Rio de noite pq lá ficam muitas prostitutas que soltavam gracinhas pra ele o tempo todo.
        Lóoooogico que na hora eu ri e falei indignada: “então pense como nós nos sentimos sendo cantadas em qualquer lugar e qualquer horário!”

        E não, a queixa dele claramente não tinha a ver com o fato de serem prostitutas, tinha a ver com a intimidade não concedida mesmo, falta de respeito, com o lance de “meu ouvido não é penico”.

        E o meu eu sei que não é! Que sou gostosa quero ouvir do cara que está comigo, de um amigo, alguém a quem eu dê essa liberdade. Não de um zé mané qualquer.

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        Pois é, Ana. Esses dias no metrô eu vi uma garota sendo completamente assediada por olhares de zumbis sedentos por sexo. Não eram caras sorridentes dando em cima, não eram caras se comunicando em algum nível, não, eram urubus olhando carne.

        Olhares moribundos, automáticos, de completa dominação. Eles não olhavam para o rosto dela, mas para o corpo. E eram muitos. Eu fiquei focando em como ela estava reagindo a isso. E ela está EXTREMAMENTE desconfortável a ponto de não saber nem como se posicionar ali no vagão.

        É claro que a mesma dinâmica pode existir num ambiente mais saudável, mas o problema é justamente esse: muitas vezes a coisa é forçada e a mulher aprisionada em algo que não precisava ser assim.

        Ignorar esse fenômeno (e o sofrimento que causa) é simplesmente cegueira e falta de empatia.

        Abração.

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        Pois é, Ana. Esses dias no metrô eu vi uma garota sendo completamente assediada por olhares de zumbis sedentos por sexo. Não eram caras sorridentes dando em cima, não eram caras se comunicando em algum nível, não, eram urubus olhando carne.

        Olhares moribundos, automáticos, de completa dominação. Eles não olhavam para o rosto dela, mas para o corpo. E eram muitos. Eu fiquei focando em como ela estava reagindo a isso. E ela está EXTREMAMENTE desconfortável a ponto de não saber nem como se posicionar ali no vagão.

        É claro que a mesma dinâmica pode existir num ambiente mais saudável, mas o problema é justamente esse: muitas vezes a coisa é forçada e a mulher aprisionada em algo que não precisava ser assim.

        Ignorar esse fenômeno (e o sofrimento que causa) é simplesmente cegueira e falta de empatia.

        Abração.

      • Ana

        Total falta de empatia. Tava conversando com meu namorado quando vi o post e só então caiu a ficha dele pra certas coisas. Ele se lembrou de duas cantadas agressivas na vida dele (33 anos), eu lembrei de 3 só nas duas últimas semanas. Só assim pra ele entender que ele não tem ideia da dimensão que é ser avaliada pela sua beleza o tempo todo (e nem sou bonita, sou normal, o que me leva a crer que o que está por trás das cantadas é algo além de expressar admiração). As mulheres tem os espaços diminuídos, as formas de expressão do corpo controladas, é mais uma questão de marcar território. Não sinto liberdade nenhuma de andar nas ruas, é triste. Mas claro que não vou me trancar em casa, então a gente acaba se acostumando, infelizmente.

        No site que eu citei, na página da França, em certo momento eles estão refutando a ideia de que a mulher não liga se o cara que tá cantando é bonito, que só acha ruim cantada de pedreiro. Traduzi essa parte (desculpe qualquer erro) porque tem uns dados interessantes. Antes de falarem que a amostra não é representativa (não sei se é), acho que já dá uma ideia geral do quadro:

        “Este site é para os 80% de 811 mulheres entrevistadas por Holly Kearl que dizem vigiar constantemente seus arredores. Os 50% que devem atravessar a rua e modificar seu itinerário para chegar a sua destinação. Os 45% que evitam andar sozinhas. Os 26% que devem mentir e dizer que elas vão encontrar alguém. Os 19% que tiveram que se mudar e os 9% que tiveram que trocar de trabalho para evitar o assédio nas ruas. Como todo mundo, a primeira preocupaçãp dessas mulheres tem a ver com a sua segurança e não com saber se o indivíduos que as abordam parecem com o Jude Law.”

        Mesmo que a intenção do cara seja boa e a cantada não seja agressiva, tem que se levar em conta todo esse contexto. Depois de ouvir merdas um milhão de vezes e coisas piores que só ouvir, fica difícil não se sentir constrangida, coagida. Eu nunca respondi por medo, e o se o cara vem pra cima de mim? Mas vou tentar tomar uma atitude se acontecer de novo.

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        “Mesmo que a intenção do cara seja boa e a cantada não seja agressiva, tem que se levar em conta todo esse contexto.”

        Perfeito, Ana.

        É bem isso: o contexto pode ser machista, e estrutura impessoal pode ser machista, então é bom abrir o olho. Reprimir não adianta, mas ignorar o mal que podemos causar também não é inteligente.

      • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

        Mas Gitti… o Guilherme fala em elogiar uma mulher desconhecida… “uma garota sendo completamente assediada por olhares de zumbis sedentos por sexo. Não eram caras sorridentes dando em cima, não eram caras se comunicando em algum nível, não, eram urubus olhando carne.”… isso está bem longe de ser “elogiar”, né? Duas ações totalmente distintas.

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        Pois é, Ana. Esses dias no metrô eu vi uma garota sendo completamente assediada por olhares de zumbis sedentos por sexo. Não eram caras sorridentes dando em cima, não eram caras se comunicando em algum nível, não, eram urubus olhando carne.

        Olhares moribundos, automáticos, de completa dominação. Eles não olhavam para o rosto dela, mas para o corpo. E eram muitos. Eu fiquei focando em como ela estava reagindo a isso. E ela está EXTREMAMENTE desconfortável a ponto de não saber nem como se posicionar ali no vagão.

        É claro que a mesma dinâmica pode existir num ambiente mais saudável, mas o problema é justamente esse: muitas vezes a coisa é forçada e a mulher aprisionada em algo que não precisava ser assim.

        Ignorar esse fenômeno (e o sofrimento que causa) é simplesmente cegueira e falta de empatia.

        Abração.

      • http://www.myspace.com/bluesy_marcos Matsuura Junichiro

        Se for mulher me cantando, tudo bem. Se for gay, mando ir plantar batata na hora.

      • MatheusR

        “Me digam, homens, e quando são cantados por mulheres, qual a reação? E se forem gays passando cantada em vcs?” qdo mulher, eu dou um sorriso simpatico e se possivel, tento puxar assunto. bem, nunca levei cantada de um gay, se levei nao notei.

    • MatheusR

      “E por que elogios sempre sobre o físico?” porque nao da pra elogiar o carater de uma pessoa na rua olhando pra ela por alguns segundos… se vc consegue fazer isso…. me ensine. Sério.

  • Anônimo

    Boa sacada Guilherme, outro dia estava no elevador e havia uma garota, fofinha (cheinha, levemente acima do peso, e eu particularmente adoro uma fofinha), aquele rosto lindo, e eu fiquei todo todo na vontade de elogiar, mas não sabia o que dizer exatamente, e tinha mais duas pessoas no elevador também, passei batido… Depois fiquei pensando, nunca fui tímido e a ponto de não elogiar/cantar/flertar uma desconhecida e o que deveria ter dito era “Poxa, como você é linda” só isso… Da próxima vez que eu sentir aquela vontade de elogiar alguém vou fazê-lo, com outras pessoas próximo ou não.

    • http://twitter.com/flaviabruna Flávia

      Que gracinha isso!
      O lance mesmo é o jeito de falar.
      “Poxa, como você é linda!” cai muito bem. Adorei!
      Eu até imagino a cena, hahahahaha.

      E mulher elogiando um cara, vulgar?

  • nost

    na maioria das vezes, após elogiar, recebo um olhar como quem quer dizer: “Verme inútil inconveniente!”.

    • Anônimo

      Aqui em Brasília você vai receber sempre esse tipo de reação.

    • http://twitter.com/flaviabruna Flávia

      Aaaah, daí eu acho que depende muito do jeito que vc tá elogiando.

    • Rafaela Grochewski

      então reveja como é feito esse elogio…

  • Anônimo

    Não elogio, não passo cantadas, acho tudo isso meio “grosseiro” de uma forma geral, se eu me interessar prefiro passar perto e tentar ser notado, tentar trocar um olhar, se não rolar, passo direto e foi. Quantidade de garotas que conheço que detestam até elogios de qualquer forma que sejam feitos, desde que vindo de estranhos, me faz crer que um olhar elogia muito mais do que falar deliberadamente…

    • http://www.facebook.com/people/Julianna-Barbosa/100001808192892 Julianna Barbosa

      E é por isso que so contatos estão cada vez mais difíceis entre homens e mulheres…
      Entendo toda a argumentação apontada, de ambos os lados, tenho acompanhado esse e o outro post “revide” às blogueiras feministas…
      Acho que ficaram pra mim dois pontos de toda essa discussão: 1) que os homens tem pouca noção do machismo real que permeiam suas atitudes, mesmo que não tenham essa intenção;
      2) que algumas mulheres, talvez por conta de toda essa vivência de cultura dominadora, sentem-se mal com elogios – e não cantadas grosseiras, como foi confundido ao longo de toooooooda essa discussão – mas, que algumas mulheres gostam, sim, de elogios – não cantadas grosseiras, elogios – porque sim, sentem-se bem, não se acham um pedaço de carne, mas gostam de saber que tem um belo sorriso (siiim, nem todos os elogios que recebo são à sra. bunda, mas aos meus olhos ou sorriso tbm).
      Alberto, eu moro em Brasília há 03 anos e tenho extrema dificuldade de estabelecer contato com as pessoas, pq todas parecem mesmo meio desconfiadas ou incomodadas em serem olhadas. Eu gosto de ser olhada e gosto de olhar, de elogiar tbm. Porém, seria difícil para mim identificar seu interesse se não houvesse uma troca de olhares um pouco mais constante.
      De toda forma, o que mais me marcou ao longo de toda essa discussão é o fato de que não sabemos nos comunicar, homens e mulheres. Enquanto isso segue, eu olho o Alberto quando ele não está olhando, ele me olha quando eu já me virei, ninguém chega em ninguém, e seguimos sem nos encontrar.

  • http://twitter.com/flaviabruna Flávia

    Se a mulher merecer um elogio, pq não?
    Acho válido! =)
    O elogio não precisa ser um super elogio, pode ser simples, daqueles que tira qualquer sorriso de canto de boca, ou uma abaixada leve de cabeça demonstrando timidez.
    Esses que vem sem esperar, elogios respeitosos, são sempre bem vindos!

    Já me elogiaram na rua de uma forma super grosseira, penso que isso assusta um pouco.
    Nada melhor que ouvir um elogio gostoso e sincero, afinal, quem não gosta de mexer um pouco com o ego, não é?

    Beijo ;*

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Boa, Artemides!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Caralho. Reação um tanto quanto inusitada.

    • Dine

      Na verdade acho que é bem mais comum do que você e muitos homens pensam. Mas acontece que vocês nem sempre veem a expressão, por que muitas das mulheres não perdem tempo nem pra um olhar dizendo: “verme inútil inconveniente!”.

  • http://twitter.com/taynah_ Taynah

    Acho que é muito fácil pra um simples elogio fazer a moça se sentir um mero pedaço de carne. Não precisa nem ser um “chupava todinha”, dá pra sacar um “parabéns” ou “que linda” mal intencionado, daqueles que dá nojinho, saca?
    Ou eu que tô traumatizada com São Paulo mesmo… quando me mudei pra cá me assustei por um bom tempo quando saía de shorts ou saia na rua de tanto que os caras ficavam mexendo (e olha que eu nem tenho pernão…). Pode reparar que em São Paulo pode fazer o sol que for, que a mulherada continua de calça. Acho que paulistano não tá acostumado a ver muita pele e quando vê não sabe se controlar.

    • http://twitter.com/_mandy Amanda Lira

      Ai ai ai, São Paulo…é bem assim mesmo.
      E você descreveu perfeitamente o sentimento: nojinho.

      Mas enfim, cada um com sua opnião. Só faço questão de deixar clara a minha.

  • http://www.facebook.com/people/Bárbara-Medeiros-Silva/100001243915166 Bárbara Medeiros Silva

    Olha, eu sou da opinião absurda de que um elogio sincero e sem segundas intenções (pelo menos inicialmente) deixa qualquer mulher mole e com a auto estima lá em cima. Mesmo que ela não demonstre.
    E, muitas vezes uma frase simples como “Gostei da sua tatuagem” ou um sorriso funcionam muito melhor do que qualquer outra abordagem, até mesmo numa balada, onde, os homens acham que tem que “chegar chegando”.

  • http://www.facebook.com/people/Renato-Siqueira/100000981729741 Renato Siqueira

    E digo mais: prevalece o bom humor sempre !
    Faço isso com certa frequência e até o momento só foi alegria, e já consegui exercer a ciência da pegação com cantadas toscas do tipo ” mas que morena meu Deus” ou uma que meu pai me ensinou, meio de pedreiro e manjada já, é o ” Deus seja louvado ! “.
    E assim, o elogiada sorri (questões de estima) e agente sorri também (por fazê-la sorrir).
    O ser humano e o amor ao feedback, certo?

  • http://twitter.com/Meninamonike Monike Santos

    Elogio sempre é bom,e quando vem de um desconhecido ainda melhor,agora tem elogios que te deixam puta e elogios que te deixam de ego inflado,depende de quem elogia,e do tom de voz,tem Gostosa que voce escuta na rua que dá vontade de sair correndo de medo e tem Gostosa que você escuta que dá vontade de rebolar e sair cantando!

  • Anônimo

    Elogio a desconhecida é batida de continência ,para decote caprichado ,andar eelgante , sensualidade aflorada e etc…
    Reações são sempre esperadas ^^

  • http://twitter.com/Meninamonike Monike Santos

    Douglas adorei a parte “Eu faço isso o tempo todo com a minha namorada. ” lindo #fato!

  • Marcia Saltini

    Gosto muito de receber elogios. Embora muitas vezes não retribua com simpatia, o sorriso interno é inevitável. E sim, deixa meu dia mais colorido. 1º Porque eleva a auto-estima, claro. 2º Por admirar a segurança de quem o faz.

  • Rafael

    não tenho esse costume. Nunca fiz.
    Mas é algo que vou tentar praticar daqui emn diante.
    Acho que não tem nada demais. O que mais nos impede de tomar essas atitudes são os bloqueios mentais que nós mesmos criamos.

  • http://twitter.com/marimarcato Mari Marcato

    Acabei de ouvir um “gatinha” numa conversa profissional, o difícil é que onde se ganha o pão não se come a carne…
    Mas o “que linda hien” é sempre certeza de sorriso de volta!

  • http://pulse.yahoo.com/_YHVIAMZB4XPOU3H3U2BWF4IDCE Carlos Renzi

    Acabei de ler o texto, levantei da cadeira, passei em frente a uma outra sala aqui do prédio, a qual eu sabia que uma bela moça se encontrava sentada de frente para a porta e mandei: “Você é muito bonita, sabia?” Ela agradeceu e deu um sorriso que comprovou minha frase… Não deveria ser difícil, mas confesso que foi um pouco. Será que as próximas vezes serão mais fáceis? A conferir…

  • Ana

    “Qualquer mulher saudável e segura de si gosta de recebeu um “Uau!” bem mandado.”

    Agora gostar desse tipo de “elogio” é atestado de saúde e auto-estima!

    E sabe-se lá o que a mina sussurrou no ouvido da outra, talvez estava te chamando de palhaço, talvez, não. O mesmo pros sorrisinhos…

    Um cara uma vez passou por mim e soltou um: Uau, que obra de arte bem feita! Eu comentei pra amiga que tava comigo: Que rascunho mal feito…

    • Anônimo

      Bom, “Ana”,

      Existem pessoas que não sabem como elogiar, pessoas que não sabem apreciar um bom elogio, pessoas que não sabem reconhecer um bom elogio…, …, …
      Nunca me vi elogiando “pedaços de carne”, mas sim mulheres que eu acredito que MEREÇAM ser elogidas. Já me enganei algumas vezes (é claro!), assim como aconteceu com o camarada que abertamente te considerou uma “obra de arte”. Você não queria aquele reconhecimento, ainda menos vindo dele. Isso acontece.

      Seu direito de enxergar o que eu considero como “uma maneira simples de exaltar minha admiração por alguém” por esse ângulo seu é inquestionável. De todo modo, espero que um dia você melhore.

      • Ana

        O meu ângulo é que é inquestionável?

        Eu devo melhor? Eu devo aceitar? Eu devo gostar? Ah, claro, porque eu não sou saudável nem segura de mim mesma.

        Como comentei aqui antes, acho que tem mulher que gosta e mulher que não gosta. Agora ser categórico e dizer que toda mulher gosta, como vi pessoas dizendo aqui, e que quem não gosta é que tem problema, olha, faça-me o favor.

      • Anônimo

        Negativo. Seu ângulo é perfeitamente questionável, mas o direito de ver a vida através dele não é (simples afirmação retórica…).

        Não. Melhorar no sentido de ser capaz de enxergar num singelo “Uau!” algo além do que um “Queria você na minha cama!”. Isso já seria um progresso. (Um Parêntese: Em momento algum afirmei ou sugeri que você não é uma mulher saudável ou insegura. Essa afirmação é inteiramente sua.)

        Jean Paul Sartre recusou o Prêmio Nobel de Literatura.
        Grigori Perelman recusou a medalha Fields.
        Algumas pessoas não querem/não gostam de ser reconhecidas/homenageadas, mesmo merecendo.

        Se você discorda tão fervorosamente da minha opinião sobre “mulher saudável e segura de sí gostar de um ‘Uau!’” e se sente um pedaço de carne quando é elogiada na rua, independente do tipo e do tom do elogio, isso pode sim indicar algum problema. ATENÇÃO: “PODE”!
        Não estou afirmando que você tem um problema (apesar d’eu particularmente achar que sim. Tenha a bondade de ler as opiniões de Vanessa Gunther, Rafaela Grochewski e vnsduarte e observe como elas tecem seus comentários… Note o equilíbrio.)

        Eu dou o assunto por encerrado. Novamente, espero que um dia você melhore. Fique em Paz!

      • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

        Jura que você acha que tem mulher que MERECE ser elogiada por você?

        Poxa, meus parabéns a elas… Pêsames para as outras, né? Que não merecem, pobrezinhas… Quem sabe uma plástica, uma lipo…?

      • Anônimo

        Uau, Isabella,

        Juro que eu não sabia que eu achava essas coisas todas! Pelo visto você me conhece mais do que eu mesmo! Que interessante!

        Sarcasmos à parte, tenha a bondade de reler meus comentários e tente interpretá-los de maneira mais neutra, se possível. (Claro, se sua intenção aqui for a de estabelecer um diálogo, o que não me parece ser). Do contrário, peço que aceite para si o último parágrafo que remetí a “Ana”.

        Se Cuida!

  • Ana

    Eu já acho mais saudável a mulher que não precisa desse tipo de comentário pra se afirmar. Alô, as mulheres podem ser um milhão de coisas mais além de um pedaço de carne à exposição.

    E se querem fazer boas ações, fazer alguém sorrir, existe trabalho voluntário, as mulheres lindas já sabem que o são.

    • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

      Isso aí, Ana, espero que um dia você melhore para receber um elogio do nosso colega aqui de cima. Menina má! Tá de castigo!

  • Rocco01

    Amigos, dar e receber elogios é muito bom.
    Sempre que vejo uma mulher que me chama realmente atenção não resisto, elogio com tudo!!!
    Faço elogios de forma elegante, coisas do tipo “que linda”, nada agressivo e pedreiro demais, lógico!
    Com uma amiga uma vez conversando sobre cantadas de pedreiro, lembrei de uma que acho sensacional, mas só dá pra falar se já rolar uma intimidade com a moça, mas eu acho engraçadíssima, vale boas risadas!
    Lá vai:
    “Isso que vc está usando não é uma calcinha, é um porta-jóias!”
    Morremos de rir!!!HAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!

    Agora, quase nunca vejo mulheres fazerem o mesmo, infelizmente… Meninas, por favor, fiquem à vontade!!! Nos elogiem, nós gostamos também!!!

  • http://www.myspace.com/bluesy_marcos Matsuura Junichiro

    Elogiar uma desconhecida é difícil. Nunca se sabe se ela vai se ofender.

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    “Mesmo que a intenção do cara seja boa e a cantada não seja agressiva, tem que se levar em conta todo esse contexto.”

    Perfeito, Ana.

    É bem isso: o contexto pode ser machista, e estrutura impessoal pode ser machista, então é bom abrir o olho. Reprimir não adianta, mas ignorar o mal que podemos causar também não é inteligente.

  • Dr Health

    Até entendo seu lado, Alberto, mas uma coisa que eu aprendi (já fui assim como você), é que isso tira completamente o meu poder de escolha. Eu passo a depender da aprovação da garota, e assim fico à mercê dela me achar bonito/interessante.

    Tomando a iniciativa, corro o risco de “converter” aquela garota que não te notou de imediato, mas que felizmente você descobre uma química comum!!! Isso não tem preço! Levar foras, como os dessas garotas que você citou, absolutamente faz parte. Não deixa de ser um jogo de números!!!

    • Anônimo

      Tem seu ponto sim, e concordo! Mas ainda assim, se eu estiver realmente interessado procuro alternativas, como desculpas para puxar um assunto, fazendo uma pergunta, emendando um comentário mais gentil, algo assim.

    • Dine

      (…) “é que isso tira completamente o meu poder de escolha. Eu passo a depender da aprovação da garota, e assim fico à mercê dela me achar bonito/interessante.”

      Com isso você quis dizer que a coisa da dominação da cantada realmente procede?

  • Dr Health

    Se ela se ofender, vejo o lado positivo. Eu jamais iria querer me envolver com alguém assim, que recusa um elogio meu!!

    Próxima!!

    • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

      Ela não pode recusar, mas você pode falar o que quiser, né, Dr?

      Muito saudável isso…

      • Dr Health

        É o meu mundo, Isabella. Ou se encaixa nele, ou não serve pra ele, e ao menos nele, mando eu. Ela pode recusar sim, tem todo o direito. Neste caso, adios, bye bye, so long, farewell… Critério de exclusão.

        Cada um com seu critério. Os meus só me trouxeram coisa boa!!!

      • Dr Health

        É o meu mundo, Isabella. Ou se encaixa nele, ou não serve pra ele, e ao menos nele, mando eu. Ela pode recusar sim, tem todo o direito. Neste caso, adios, bye bye, so long, farewell… Critério de exclusão.

        Cada um com seu critério. Os meus só me trouxeram coisa boa!!!

    • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

      Ela não pode recusar, mas você pode falar o que quiser, né, Dr?

      Muito saudável isso…

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    Sim, eu não tenho problemas em estabelecer conexão com um estranho e ser elogiada. O duro é estar passando pelo posto de gasolina, atrasada, pensando em outras mil coisas e ouvir qualquer elogio que denote que eu estou ali e vou ser julgada pela minha aparência. Que vão me dar uma nota!

    Entende a diferença? Por isso digo que um “oi” pode ser muito mais simpático e íntimo do que um “linda”. (Depois do “oi” pode até chegar o “linda”, mas, por favor, primeiro dirija-se à mulher sabendo que ela é um ser vivo e dando a ela a oportunidade de ver que você viu isso).

    • Mari Hauer

      Isa, concordo com os seus comentários e quando pedi hoje para ler aqui sua opinião, já sabia o que viria.

      Indo na mesma direção que vc falou – e em direção oposta a simplificação grosseira do texto – acho que existe um abismo entre elogios e cantadas. Não existe problema algum quando um estranho ou estranha estabelece um diálogo coma gente, através de um olhar, de um “oi” e diz, DIRETAMENTE para nós um “nossa, como vc é bonita, seu sorriso é lindo, adorei como esse vestido ficou bem em vc”. Acho isso educado e uma forma de se mostrar seguro, ser sincero.
      O problema é quando o elogio chega em tom de “ameaça”. Vc passa na rua e o cara fala em alto e bom som, para vc e pro ogro do lado dele escutar que “uauuuu, como vc é gata”, ou como eu escutei a dois dias seguidos “essa aí eu chupava inteira”. Não foi pra mim, diretamente, mas foi pra quem tava do lado escutar. Foi pra ele aparecer, foi pra se provar “macho”.

      É de um machismo sem tamanho, enrustido na sociedade. É triste e eu me sinto ameaçada na rua, não elogiada. Aposto que se eu parasse e dissesse pro cara, na frente dos amigos dele, com toda a calma do mundo: “jura que vc me chupava inteira? Só se for agora. Quer que eu tire o vestido inteiro ou só calcinha?”, ele ia calar a boca dele e pedir desculpa. Porque ia faltar coragem.

      E me acho qualquer coisa, menos neurótica. Neurose é outra coisa. :)

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    É, eu também penso assim…

    Se o cara quer dizer isso, primeiro estabeleça contato, diga oi, sorria, mostre que é gente, que não quer um pedaço de carne.

    Um monte de gente não vê assim porque não vê o machismo da questão… Acho eu…

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    Qualquer mulher saudável e segura de si não precisa ter esta sentença completada.

    Se estou saudável e segura porque vou me importar com o que um cara na rua disse julgando minha aparência…? Vocês são engraçados…

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    Eu entendo essas coisas todas, mas é que não é legal ir no posto de gasolina e ser elogiada. Estou ali para trocar o óleo, entende?

    Claro que se o cara falar comigo, mostrar que é gente, pode conversar normalmente. É uma forma de machismo muito aceita, porque parece que é assim desde sempre… ;)

    • http://twitter.com/_mandy Amanda Lira

      Como já disseram por aqui, fico muito reticente em falar em sexismo porque acho que muitas vezes fica parecendo a resposta pra tudo. Então não quero entrar no mérito de machismo, inferioridade e outros.

      Dito isso, preciso concordar totalmente com a Isabella. Não gosto de receber elogios de homens desconhecidos como na situação que o Guilherme descreveu. Não só não gosto, odeio! A sensação é de querer se enfiar num buraco, de sumir no mundo.
      Porque é que não posso sair de casa com um vestido (e nem falo de nada curto ou decotado) sem ter que ouvir comentários inoportunos?
      Eu não quero ser chamada de linda as 7 da manhã correndo pra chegar na faculdade, muito menos às 22 chegando cansada em casa. É o tipo de situação que intimida e não só enche o saco como realmente mexe comigo.

    • http://pulse.yahoo.com/_Y3GSWTRZQ4JA72BWONORUWWBOM Marcio Shimoda

      Claro que entendo seu ponto de vista. Por sinal, interessante.

      No entanto, devo lembrar que, pelo menos eu, também não vou ao posto para elogiar a primeira bela mulher que aparecer rsrs. Estamos lá para abastecer o carro, calibrar o pneu, trocar óleo… não é? Coincidência que gera um impulso, basicamente.

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    Eu entendo essas coisas todas, mas é que não é legal ir no posto de gasolina e ser elogiada. Estou ali para trocar o óleo, entende?

    Claro que se o cara falar comigo, mostrar que é gente, pode conversar normalmente. É uma forma de machismo muito aceita, porque parece que é assim desde sempre… ;)

  • http://hcalves.tumblr.com Henrique

    Acho elogios, principalmente às desconhecidas, extremamente saudável se for levado com bom humor, e nisso o Guilherme está coberto de razão.

    Mas cabe um parêntese aí, que é o que a Isabella e outras comentaram:

    É desconfortável para a mulher ser elogiada gratuitamente, a todo momento, porque significa que as pessoas estão reparando nela. Eu sei que isso pode parecer de outro mundo para os homens, mas NEM TODA MULHER gosta de chamar atenção a toda hora. Só as desesperadas por atenção.

    Se produzir e ir a uma festa sozinha e receber um elogio? Sim.

    Ir à mesma festa com o namorado e receber um elogio? As vezes, é ainda melhor – e sorte do namorado com ela na cama mais tarde…

    Na fila do supermercado? Não.

    As 8 da manhã pegando metrô lotado, atrasada para o trabalho? Definitivamente não.

    O problema é que a maioria dos homens não tem tato e acham que ficar secando e cantando a mulherada é o papel do macho.

    Só para fazer um paralelo: imagine você, homem, ser medido todo dia pelo carro que você dirige.

    Agora imagina que o carro é a sua bunda. É mais ou menos por aí…

    • Rafael

      Ué, mas é o que acontece! Versão feminina do pedreiro – o que faz/passa cantadas (sem preconceito, né? Não são todos os pedreiros que não se comportam como gente). Hahahaha!

      Não entendo todo o auê por causa de apenas um valor – beleza – do sexo feminino. Todos possuem valores, e todos os que recebem também conferem valores a outros. Mecanismos de escolha de parceiros? Algo da natureza…

  • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

    Bem, amigos machos, é isso. Sugiro que leiam este blog http://blogueirasfeministas.com/2011/mulheres-machos-e-blogs-de-sucesso/ que acabou de escrever sobre o machismo no Papo de Homem.

    E sugiro também que convidem a autora para escrever um texto para vocês criticando a própria postura do site. Sempre é bom parar para pensar, cutucar feridas, chacoalhar os leitores, essas coisas.

    • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

      Já convidei.

      Vamos publicar um texto do Alex Castro sobre machismo aqui em abril.

      E a ideia é fazer um debate só sobre isso durante um mês (um texto na capa por semana).

      Tudo isso porque o machismo não existe. Imagine se existisse…

    • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

      Já convidei.

      Vamos publicar um texto do Alex Castro sobre machismo aqui em abril.

      E a ideia é fazer um debate só sobre isso durante um mês (um texto na capa por semana).

      Tudo isso porque o machismo não existe. Imagine se existisse…

      • http://twitter.com/isabellaianelli Isabella Ianelli

        Ai, Gustavo Gitti, essa sua barba é tão linda… Você vem sempre aqui?

      • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

        hahaha

        Se eu realmente fosse quase sempre visto assim (o que acontece com boa parte das mulheres), seria um inferno.

        O fato de que isso não acontece mostra o quanto vivemos em uma estrutura que aprisiona mais mulheres do que homens.

      • Anônimo

        Coitado do Gitti, assim vai fazer ele se sentir um “pedaço de bola de pelos.”

      • Anônimo

        Coitado do Gitti, assim vai fazer ele se sentir um “pedaço de bola de pelos.”

      • Anônimo

        Coitado do Gitti, assim vai fazer ele se sentir um “pedaço de bola de pelos.”

    • Likapaar

      Sinceramente Isabella?

      Acho isso um pouco difícil de acontecer…
      É como a Vanessa, autora do post comentou, tem muitas pessoas legais que fazem ótimos textos pro Papo de Homem, mas também tem pessoas que não. Escrevem textos rasos e cheios de preconceitos e se vc vai além do status quo é rechaçado sem dó nem piedade, como pude ver oq aconteceu com você aqui.

      O próprio autor do post não gostou de ter seu texto criticado, chegando ao ponto de falar que sua opinião era “neura”. Como alguém faz um texto perguntando a opinião das pessoas e depois invalida a opinião das mesmas porque ela vai de frente com um valor e atitude sua?Não achei isso nem um pouco produtivo e duvido muito que o mesmo vai questionar suas atitudes e crescer com isso. Ele não vai chegar na namorada, mãe e irmã e perguntar: “Vocês gostam de ser “elogiadas” por um total desconhecido na rua? Se um homem vir te “elogiar” de 11 horas da noite depois de uma balada vc vai ficar à vontade? Vou gostar se um desconhecido “elogiar” minha namorada de gostosa comigo do lado?

      Como diz o ditado: Pimenta no rabo dos outros é refresco.

    • Likapaar

      Sinceramente Isabella?

      Acho isso um pouco difícil de acontecer…
      É como a Vanessa, autora do post comentou, tem muitas pessoas legais que fazem ótimos textos pro Papo de Homem, mas também tem pessoas que não. Escrevem textos rasos e cheios de preconceitos e se vc vai além do status quo é rechaçado sem dó nem piedade, como pude ver oq aconteceu com você aqui.

      O próprio autor do post não gostou de ter seu texto criticado, chegando ao ponto de falar que sua opinião era “neura”. Como alguém faz um texto perguntando a opinião das pessoas e depois invalida a opinião das mesmas porque ela vai de frente com um valor e atitude sua?Não achei isso nem um pouco produtivo e duvido muito que o mesmo vai questionar suas atitudes e crescer com isso. Ele não vai chegar na namorada, mãe e irmã e perguntar: “Vocês gostam de ser “elogiadas” por um total desconhecido na rua? Se um homem vir te “elogiar” de 11 horas da noite depois de uma balada vc vai ficar à vontade? Vou gostar se um desconhecido “elogiar” minha namorada de gostosa comigo do lado?

      Como diz o ditado: Pimenta no rabo dos outros é refresco.

      • http://www.facebook.com/verossimil Erico Verissimo

        Perguntei à digníssima, lá em casa. Confesso que estranhou a pergunta. Pelo visto, mulher gosta e TAMBÉM não gosta de ser elogiada. A quantidade de variáveis e possibilidades de contextualização é absurdamente grande; verdade absoluta absolutamente não existe.

      • http://pulse.yahoo.com/_Y3GSWTRZQ4JA72BWONORUWWBOM Marcio Shimoda

        Acho que essa é a graça na tentativa de agradá-las com um elogio.

      • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

        Nós somos seres complexos, Erico. Mil variáveis possíveis.
        Para a maioria dos homens seria “gosto se a mulher é gostosa” x “não gosto se ela é feia” x “gosto mesmo que ela seja feia” e pronto, né? rsss

    • http://www.myspace.com/bluesy_marcos Matsuura Junichiro

      Uma coisa é certa nº 1: Esse papo de machismo é coisa de feminista, ou pior, feminazista.
      Da mesma forma que o gayzista vê “homofobia” em tudo que seja opinião contrária à dele, ocorre o mesmo com a feminazista. Ela vê machismo em um simples elogio.

      Vê se entende. Ser chamada de “gostosa” não é ofensa, é elogio.
      Gay chama a mulher de linda. Homem chama ela de gostosa. Simples assim.
      Não é necessariamente coisa de “pedreiro”. A mulherada é que se ofende à toa.
      Cantada de “pedreiro” seria algo do tipo: – E aí, sua porca???? Tá a fim de uma porcaria????
      Isso sim é ofensivo. Até uma “profissional do séquiço” se sentiria ofendida, e com toda a razão, com um troço grotesco desses.

      Uma coisa é certa nº 2: Só existe assédio sexual quando o cara é feio e/ou pobre e/ou tá a pé. Por que se o cara é bonito e/ou rico e/ou tá com um carrão, nenhuma mulher se sente assediada.
      Por que será, hein????

  • Solastweek

    Já pararam pra pensar que uma mulher pode estar apenas querendo andar sossegada na rua?ou que nem toda mulher tem a auto-estima tão baixa que precise de elogios de desconhecidos pra se sentir bem? É questão de respeitar o espaço individual,você nunca saberá se aquela pessoa está querendo aquilo e passa a ser invasivo e constragedor,sendo fácil agir assim “a uma distância segura”.Tem dias que chego a sair mal arrumada e ainda sim tenho que ouvir essas frases altamente ofensivas tipo as primeiras frases postadas e olha,respondo no mesmo nível,utilizando a mãe dele,claro. E mesmo que eu estivesse bem arrumada,provavelmente me arrumei pra agradar alguém em especial,não quero ouvir nada de nenhum escroto da rua que não me interessa.É meu direito,só isso.
    E outra,eu vejo homens lindíssimos na rua e nunca pude “elogia-los”pois senão já sabemos do que eu seria taxada,né?Também nunca pude retribuir a uma cantada,nas raras vezes que me interessou,pelo mesmo motivo. Então pra que servem esses elogios?se vcs não vão mesmo conversar com a mulher e a única opção delas é baixar a cabeça e ficar quieta bancando a tímida. Assim, te sugiro que escreva um post perguntando como os homens se sentiriam e reagiriam caso fossem assediados na rua e o que eles pensariam sobre a mulher que os “elogiou”.

    • Dr Health

      “Assim, te sugiro que escreva um post perguntando como os homens se sentiriam e reagiriam caso fossem assediados na rua e o que eles pensariam sobre a mulher que os “elogiou”.”

      Respondo: Que ela tem um puta bom gosto!!!

      • Ana

        E se o elogio a sua pessoa partir de um gay, Health?

      • Dr Health

        Meu cérebro não reconhece semelhante admoestação vinda de seres humanos portadores de cromatina sexual XY, Ana. Esse fenômeno médico chama-se surdez cortical, caracterizada pela inabilidade ao interpretar estímulos verbais ou não verbais, mesmo com a percepção inalterada da ocorrência do som. Em outras palavras: Apesar do lado feminino do cara ter bom gosto, ele será ignorado.

        Ademais, o que o intróito anal tem a ver com as pantalonas?

      • Dr Health

        Meu cérebro não reconhece semelhante admoestação vinda de seres humanos portadores de cromatina sexual XY, Ana. Esse fenômeno médico chama-se surdez cortical, caracterizada pela inabilidade ao interpretar estímulos verbais ou não verbais, mesmo com a percepção inalterada da ocorrência do som. Em outras palavras: Apesar do lado feminino do cara ter bom gosto, ele será ignorado.

        Ademais, o que o intróito anal tem a ver com as pantalonas?

      • Solastweek

        Não reflete bem o geral do pensamento masculino,com certeza.
        Na boa,acho que se eu for ali na rua e cantar um cara ele vai voltar já metendo a mão,agarrando ou algo assim.Respeito ou vergonha dele é que eu não vou esperar.
        Mesmo que eu considerasse o homem um objeto de deleite pros meus olhos,ainda sim eu teria simancol de saber que ele não é obrigado a ouvir minha opinião acerca disso.

        Acho que a Ana citou um gay te cantando por ser algo que causaria repulsa aos machões. Meus amigos não vão a boates GLS pra não levarem cantadas gays,logo, eu não devo sair na rua pra não levar cantadas nojentas?mas meus amigos podem andar na rua sem levar cantadas gays.Então,quem são os únicos errados da história?

        Eu já li e reli esse post e não to acreditando nas cantadas que ele coloca como sendo normais e cotidianas para todas as classes de homem.Tenho pena dos homens legais,sendo retratados assim.
        Já ouvi algo semelhante na rua e olha,minha única reação foi abaixar pra pegar uma pedra do calçamento,porque o próximo passo pra um homem nessa linha é o estupro,né? Outro dia na rua uma mulher me avisou que um cara passou a mão em mim,e olha,deve ter sido tão rápido que nem cheguei a perceber,mas fiquei chocada.Ele fez isso porque alguém ensinou a ele que ele tem esse direito de invasão covarde. Tem alguma diferença com o que está sendo perpetuado aqui?palavras atingem menos que contato físico?
        Quem tá achando maneiro, favor imaginar um atoa qualquer passar na rua dizendo que quer chupar/fazer todinha tua irmã/mãe. Existe uma grande diferença entre elogio e humilhação/constragimento.

      • Rafa

        “Na boa,acho que se eu for ali na rua e cantar um cara ele vai voltar já metendo a mão,agarrando ou algo assim.Respeito ou vergonha dele é que eu não vou esperar.”
        Claro, todo homem é um estuprador, comedor de mulherzinhas puras e inocentes. Hahaha.
        Continuando:
        É uma pena que estes seres divinos, mulheres, tenham que conviver com todos esses potenciais estupradores. Se eles lançarem uma cantada, cuidado! Eles irão atacar a mulher, então ela deve pegar pedra, madeira, spray de pimenta, taser ou o objeto que for para se defender.
        Talvez esse seja o motivo para a criação das burcas! Por que não adotam o uso será?

        Agora sem sarcasmo:
        Os artifícios ridículos sendo usados; reversão da situação (no teu comentário, como se homens fossem rodar a baiana, chorar as pitangas, dar piti por causa de um elogio ou uma cantada. Era para tentar extrair uma resposta machista, presumo); e apelo à homofobia (a “fail trap” da Ana. Muito bem respondido pelo “o que o intróito anal tem a ver com as pantalonas?”). E por fim, o apelo ao machismo: uma mulher precisa de um irmão/filho/pai, ou seja, um homem para estar segura, não é? São dependentes, o que serão delas sem um homem? (Fui irônico nas perguntas, só para esclarecer.)
        Muito fácil taxar alguém (machista, homofóbico) para invalidar um argumento. Ao menos tentem apresentar argumentos decentes – não artifícios toscos. Fazer uma discussão inteligente faz bem e acrescenta às pessoas.

  • http://twitter.com/brunotorrano Bruno Torrano

    Muito interessante MESMO esse post, Guilherme.

    Nunca havia pensado nessa relação entre cantadas mal feitas e a vontade de autoproteção, a timidez… Essa imbricação entre elegância, confiança, e um elogio bem feito diante da fuça da mulher.

    Mas enfim, particularmente, nos meus tempos de guerra uma das mulheres mais bonitas que peguei fazia engenharia e, pasme, caiu nos meus augúrios depois de eu ter falado: “Você faz engenharia, então você é boa com números?”. Ela: “Sim”. Eu: “Calcule nós dois juntos…”. Hahaha. Foi só correr pro abraço!

  • Dr Health

    É algo meu, Dine.

    Se alguém tem que tomar a liderança, a iniciativa, esse alguém sou eu!!

    Foi algo que observei em meus anos de vida, e que me trouxe resultados infinitamente melhores.

    (Boa tentativa de colocar palavras na minha boca. Medal of honor for ya)

  • Mario de Souza

    Há uma distância tão grande entre uma cantada de pedreiro e um elogio como “sua linda” para desconhecidas? Eu não vejo. Os dois estão sendo machistas, criando uma situação que excluí completamente a mulher (sério, o que uma mulher pode dizer depois de ouvir algo assim? No máximo pode dar um sorriso ou ficar irritada), só para validar uma imagem.

    Não acho nem um pouco generoso sair elogiando pessoas desconhecidas por aí. Será mesmo que toda mulher vai ficar feliz só porque um homem elogiou ela na rua? Os homens são tão importantes assim?

    Um homem conseguir abordar uma desconhecida na rua e criar uma relação mais profunda, começar a ver aquela mulher na rua como uma pessoa real, ter simpatia ela (muito mais importante que a empatia), descobrir os interesses dela, oferecer a ela o que ela precisa, e não o que ele acha que ela precisa,seria muito superior a um elogio qualquer.

    “Que neura, só queria elogiar uma bela mulher andando na rua”

    Isso é realmente importante? As pessoas precisam mesmo dessa validação constante, mesmo de estranhos na rua? As pessoas precisam mesmo avaliar os outros desde os primeiros minutos de contato? Temos mesmo o direito de sermos julgados apenas pelas nossas intenções e não pelos nossos atos?

    • http://twitter.com/flaviabruna Flávia

      A questão não é de julgamento, afinal você não precisa saber a vida inteira de alguém pra dizer que é bonita ou seja lá qual for o elogio.
      Ninguém falou aqui que é um pré-requisito ao sair na rua.
      Enfim!

    • Julia

      É tão legal encontrar um homem que entende… e tão difícil também.
      Obrigada :)

  • http://www.facebook.com/zeinmaciel Lourenço Maciel

    “Acredito que essa leveza é saudável tanto para os homens como para as mulheres.”

    Falou tudo aqui, Guilherme.

    Eu acho muito tosco quando a mina passa e o cara fala “essa eu comia a noite inteira”. A mina pode até gostar, mas é escroto.

    Agora chegar na boa com um “Você é linda.” é do bem, é leve e é karma bom. Dependendo da reação até dá pra engatar um papo com a garota.

    Sem contar que é um puta sentimento maneiro fazer o que sua espontaneidade manda, mesmo sendo no meio da rua.

    • Alice

      Por favor, homens, sejam isso mesmo: peguem leve… Falas de filme pornô deixem para a hora da cama, com o consentimento molhado da parceira.
      Elogios como linda, bonita, show, anjo, princesa etc., podem até ser/parecer bobos, meio bregas, mas são simpáticos e o mundo carece tanto de simpatia!
      Nós agradecemos – sorrindo na hora ou mais tarde. :)

      • MatheusR

        graças a deus, ainda ha mulheres aqui que conseguem diferenciar um elogio de uma “cantada de pedreiro”…

  • Solastweek

    There’s no free lunch.Demonstração de poder disfarçada de generosidade. O interesse é o próprio ego, ao mostrar que a sua opinião pode ser imposta aquela desconhecida que está passando ali e ela nada pode fazer para revidar.
    “Um homem conseguir abordar uma desconhecida na rua e criar uma relação mais profunda, começar a ver aquela mulher na rua como uma pessoa real….”
    E quantos homens tem essa capacidade?isso implicaria gostar de uma mulher,considerar como um ser humano do mesmo nível e não apenas um pedaço de carne que está ali para se consumido e moldado de acordo com a vontade masculina.”relação profunda”?pra isso servem os amigos,as mulheres servem pra outras coisas,tipo serem “elogiadas”,são muito mimosas essas mulheres,essas lindas!

    • Alice

      Afe, gente: tamos aqui, eu e os meninos, clamando por leveza! Hey, heloooo… não dá pra aprofundar relações com todo mundo! E vemos gente bonita o tempo inteiro! Quer saber? Vira e mexe eu elogio um menino na rua, ou olho e sorrio, pra ele ficar feliz. Tirando os machistas, que ou me olham como se fosse puta (e querem pagar) ou me olham como se fossem puta (e querem matar) ou me olham como se fosse puta (e querem salvar), os melhores reagem como uma mulher reage a um elogio leve, uma massagenzinha no ego – com um sorriso. Assim que é bom!

      • Alice

        Thanks, Deb!

    • Rafael

      “O interesse é o próprio ego, ao mostrar que a sua opinião pode ser imposta aquela desconhecida que está passando ali e ela nada pode fazer para revidar.”
      Hahahaha! Em que mundo você vive?
      As mulheres tem boca, voz e linguagem, elas podem muito bem usa-las para revidar. Com exceções, é claro – mas há também mãos e linguagem de sinais. Com exceções, é claro – mas…

      Agora, com o humor negro, corro sérios riscos de ser taxado de machista E preconceituoso para com mudas. Sarcastic sad panda is still sarcastic, sad and panda.

  • Anônimo

    Não, obrigado.

    A idéia (cá entre nós…) é ridícula e o resultado seria pouco relevante para a discussão.
    Entretanto, se você acha que estou errado, tenha a bondade de apresentar argumentos fortes e poderemos, quem sabe, debater à respeito.

    ;)

  • http://twitter.com/matheuscmp Matheus Coelho.

    Acredito ser uma prática saudável, quando feito com respeito todo elogio é bem vindo. Mas é preciso muito tato ao elogiar uma pessoa conhecida, na minha opinião o elogio é correto quando é espontâneo e sincero, e não só relacionado à beleza mas às outras qualidades. E não precisa ser direcionado só a mulheres. Um homem pode elogiar outro (atenção, é preciso mais tato ainda), por que não? Elogiar aquele seu amigo que não sabe se vestir, quando acerta uma, não faz mal a ninguém.

    O artigo tomou uma proporção um pouco maior quando a Nessa Guedes (?) fez este post http://blogueirasfeministas.com/2011/mulheres-machos-e-blogs-de-sucesso/ e tocou numa parte interessante do assunto, e quando o elogio incomoda a mulher? O que ela deve fazer? Qual a saída?
    Imagino que homem algum se sentiria incomodado com um elogio até mesmo de uma possível “pedreira”.
    Então me deparei hoje com uma matéria da folha http://twixar.com/CoXUZve mostrando que o sexismo já é “ensinado” dês da base da educação.
    Aproveito a discussão nesse post pra perguntar: as diferenças entre homens e mulheres devem ser evidenciadas / valorizadas? Isso gera algum tipo de superioridade em alguma das partes?

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Adorei o que você falou sobre a expressão pós-elogio. É bem por aí. Se for uma coisa assim tipo passando na rua, imprevista, em geral a mulher abaixa ou vira o rosto para disfarçar o sorriso feliz de vida…rss A auto-estima agradece.
    Mas é claro que isso se for de fato um elogio… porque a gente escuta cada coisa por ai que definitivamente não precisava…

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Também adotei isso. Se acho alguma coisa bonita em uma mulher – o cabelo, a roupa, os olhos – elogio na hora. Percebi que isso faz bem para todo mundo. :-)

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    “Que maravilha!!” já cruza a linha, Anderson. Já é categoria cantada de pedreiro..r.ssss

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Sim, Mario, há uma enooooorme distância. A distância entre a simpatia gentil e o machismo ofensivo. (Ainda que, como foi muito bem lembrado acima pela Rafaela, mesmo um simples “Linda”, mas dito com ar de “quero te comer toda” deixe de ser elogio e passe a ofensivo sim. ) A diferença está na intenção. Muito do que o Guilherme coloca como elogio para mim está na ofensa. E cantadas de pedreiro na esmagadora maioria das vezes estão na categoria ofensa com certeza.
    Mas um ELOGIO é muito bem-vindo sim. Não acho que os “babacas de plantão” devam conseguir fazer com que nos armemos contra todos os homens do mundo não. Adoro ser elogiada, seja por homens, seja por mulheres. E elogio também, homens e mulheres. Acho que isso faz bem para todo mundo. Gentileza, generosidade, olhar atento, simpatia são sempre bem-vindos – pelo menos para mim.

    • Rafael

      E as cantadas como forma de piada, para quebrar o gelo? Eu realmente nunca usei esse tipo de abordagem, mas como li nos comentários que funciona, as cantadas não precisam ser encaradas como ofensa o tempo todo também, não? Se a intenção é aproximação (com o bônus – humor).
      Na verdade, acho que a sua frase final basta para responder minha dúvida! Hahaha.
      E por último: “Mas um ELOGIO é muito bem-vindo sim. Não acho que os “babacas de plantão” devam conseguir fazer com que nos armemos contra todos os homens do mundo não.” Please! Please, god! Let it be like that. Não é por acaso que li “é neura!” pelos comentários… Relaxar faz bem.

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Sim, Mario, há uma enooooorme distância. A distância entre a simpatia gentil e o machismo ofensivo. (Ainda que, como foi muito bem lembrado acima pela Rafaela, mesmo um simples “Linda”, mas dito com ar de “quero te comer toda” deixe de ser elogio e passe a ofensivo sim. ) A diferença está na intenção. Muito do que o Guilherme coloca como elogio para mim está na ofensa. E cantadas de pedreiro na esmagadora maioria das vezes estão na categoria ofensa com certeza.
    Mas um ELOGIO é muito bem-vindo sim. Não acho que os “babacas de plantão” devam conseguir fazer com que nos armemos contra todos os homens do mundo não. Adoro ser elogiada, seja por homens, seja por mulheres. E elogio também, homens e mulheres. Acho que isso faz bem para todo mundo. Gentileza, generosidade, olhar atento, simpatia são sempre bem-vindos – pelo menos para mim.

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Boa, Alice!!!

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Boa, Alice!!!

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Concordo totalmente, Rafaela! Não é o dito, e sim a intenção, a postura por trás do que é dito.

  • http://www.facebook.com/people/Pedro-Argentieri-de-Aguirre/100000619063195 Pedro Argentieri de Aguirre

    Algo que me irrita hoje em dia é uma falsa máxima de que todo elogio é xaveco. Você fala que a moça é ou está bonita, e logo leva uma cara feia de resposta.

  • Bernezoo

    É sempre bom ouvir um elogio bem feito ou receber um olhar daqueles que nos faz perder o rumo…
    Alguns conseguem até dar um UP no nosso dia. Que delícia sorrir sozinha ao lembrar daquele flerte no café, no metrô… ai ai

  • http://twitter.com/liviascrap Livia Castelo Branco

    A questão é que tanto para fazer quanto pra receber bem um elogio é necessário um mínimo de auto-confiança. Eu ainda tô aprendendo.

  • http://www.facebook.com/people/Caíke-Gama-Machado/592877604 Caíke Gama Machado

    tive um amigo que sempre falava q eu iria me dar bem comuma jeans rasgada , uma camisa de político e um boné de propaganda de bateria de caminhão…só por causa de uma herança do meu velho pai, que diz sempre que passa uma mulher, no mínimo, gostosa:

    - Que Princesa!

    shauhuahsuahsuhausha

  • http://blog.paulovelho.com Paulo Henrique Martins
  • Mike
  • Rafael

    acho ridiculo elevar o ego desse jeito atoa, sendo que por parte delas nao há o mínimo esforço para serem recíprocas, acho que é se rebaixar demais…

  • Sheik

    Nem precisa elogiar, só o fato de você olhar pra mulher ela já acha que você achou ela bonita e/ou gostosa. Mesmo que você só esteja procurando algo bonito e atrativo nela, ela já vai achar que você gostou dela. As vezes vemos uma mulher bem vestida e tentando analizar pra ver se é gostosa ou não, mas não achamos nada, mas esses poucos segundos de análise já fez ela pensar que você achou ela gostosa. Se você elogiar então o ego dela vai pras alturas e vc mané o que ganhou com isso??? Os caras que mais pegam mulheres são os que menos elogiam. Na verdade eles tiram com a cara delas, indiretamente na maioria das vezes, mas elas veêm isso com auto-confiaça e malandragem, mas se vc for nerd, magrelo, pobre e feio e usar as mesmas estratégias elas riem e te sacaneiam.

  • Pingback: Carlinhos, o machista gay, e as delícias de ser abordado na rua | Papo de Homem

  • Monalisa Gomyde

    Isso é um absurdo, mas talvez o absurdo maior seja tantas mulheres concordando. Mexer com mulheres na rua é algo horrível. E aposto como qualquer homem que faz isso não ficaria  feliz se visse uma irmã ou mãe sofrendo algo do gênero. Essa é mais uma das práticas que reforçam a ideia da mulher como um objeto sexual, logo, ao passar por uma rua ela deve ser avaliada por seus atributos físicos. Mulheres não aceitem isso, nós não precisamos do veredito de algum homem mal educado e machista!!!  Quando uma menina começa a entrar na adolescência esse tipo de abordagem começa, e é horrível, fato é que acabamos nos acostumando e ignorando. Mas eu me proponho a nunca me conformar!  …. AGORA, para o autor desse post, você deveria ter vergonha!

  • Ana

    Eu to boba com tantos homens assim cantarem na rua.

    Acho isso escroto, sempre achei, desde criança quando recebia cantada e nem tinha peito ainda.

    Continuo achando. Uma coisa é você ver uma menina, vamos dizer, no ponto de ônibus e realmente tentar puxar algum assunto, para ver se ela dá uma ideia. Aí a sua intenção é bde uma via de duas mãos – você fala, pra ela responder.

    Nessas cantadas de rua não. O dono da palavra é você. Já recebi cantada de rua de homem até bonito, mas enfeiou aos meus olhos. Vou namorar um cara que fica se impondo à mulher na rua.

    Vocês nesse site não conseguem sair duma linha de raciocínio cartesiano, binário, então eu vou sair perdendo dessa discussão porque não posso criar um argumento lógico, já que trata-se de uma questão emocional. Então, resta a mim continuar ouvindo cantada na rua (menos, graças a deus, porque a maior concentração é fase pre-pubere da qual tantos homens gostam mas são obrigados por lei a fingir que não), e vocês vencem.

    Pra mim essa cantada é uma reafirmação masculina de um terreno que ele sente ter perdido, que é o do poder. Eu não acho que o homem contemporâneo tenha perdido nada, só ganhado, está se tornando um cara melhor. Mas vai convencer os homens disso.

  • http://www.facebook.com/msnidoqueen Carolina Amador

    Fico enojada quando um homem buzina, chama na rua, tanto faz… isso não é bonito, não é agradável ao nossos ouvidos, e pode ter certeza que se desse, a gente tiraria uma foto e guardaria em um book denominado ”caras para nunca ir para a cama”. Vocês não tiveram uma mãe, tiveram dois pais gays, só pode, por que respeitar uma mulher é uma coisa que não está na enciclopédia da vida de vocês. Homem assim meu, merece ser chifrado e trocado por um mais novo.

    • Belle

      ‘dois pais gays’???
      O que homossexualidade tem a ver com isso?! Percebe que sua afirmativa implica que todos os gays não respeitam mulheres?! Sim, há homossexuais misóginos e machistas, mas são mesmo os gays, de modo geral, que propagam esse tipo de tratamento destinado às mulheres? Ou será que são os homens (ou a sociedade patriarcal), heterossexuais, machistas e misóginos que acham que cantada é elogio e ensinam desde cedo aos filhos a mexer com as meninas na rua e não respeitar a liberdade delas de ir e vir tranquilamente? Lembre-se que não se pode derivar conclusão lógica de premissas menores, okay?
      Homens gays podem ser ótimos pais, e por sofrerem preconceito tão violento quanto esse tipo de abordagem (falo ‘homens’ pq vc se referiu a ‘pais’, mas se fossem ‘mães gays’ valeria o mesmo) podem ensinar a seus filhos a respeitar o direito do outro de andar livremente…

    • MatheusR

      mas se passa e fala q vc ta linda, vc vai “passar mal, ficar com nojinho, se sentir um pedaço de carne”?

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100003291072975 Eva Morrissey

    Se for educado, eu não comento nada. Se for espirituoso, certamente vai receber uma resposta bem humorada, mesmo que negativa, mas no mesmo clima. Mas se for grosseiro, em algum lugar ermo/escuro (tipo na rua de noite, ou a sós dentro de um elevador por exemplo) ou for algo grosseiro, vai ouvir no mínimo uma exigência pra parar de graça. Não gosto de cantada de desconhecidos mal educados. Um “gostosa” vai ouvir, no mínimo, um “vai se f****” de volta.

    E, por favor, meninos – tentem perceber se a mulher está disposta a ouvir a cantada antes. Detesto cantada simplesmente pela cantada em si, só pra reforçar o que achou. Eu não quero saber o que estranhos que nunca mais vou ver na vida acharam da minha pessoa. Não estou em um concurso de beleza.

  • Carla

    Da última vez que eu fui cantada na rua eu disse: Cala a boca, punheteiro! Vai lá no banheiro bater uma pq é a coisa mais próxima de sexo que vc vai ter comigo. Seu escroto.

  • Julia

    Olha na Argentina como é:
    http://www.youtube.com/watch?v=LTPJwSPc5lc

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001374720215 Bruna Andrade

    “Ora séria, ora escondendo um leve rubor. Ganharam o dia – ou assim meu ego pensa. ” Infelizmente, seu ego só pensa mesmo… O ruborizar do rosto da dama, acredito, foi por vergonha e medo. Faço aqui um apelo à todos os leitores: Por favor, quando acharem uma mulher gostosa, bonita ou o caramba, olhem, mas guardem pra vocês… Não há coisa mais humilhante do que ser secada, visada e chamada de potranca, delicia ou o diabo, ouvir buzina, assovio, gritos… Respeito é bom e todas nós gostamos…

  • http://www.facebook.com/bela.almeida2911 Bela Almeida

    Que bom pra mim, não é mesmo?
    Que bom que eu tenho você, homem desconhecido que passa por mim para me lembrar o quanto eu sou bonita e salvar o meu dia. Sem você eu nunca saberia e imaginem, só? Eu passaria o resto da minha vida andando arrumada, penteada, maquiada e achando que sou horrorosa.

    Só que não.

    Um elogio não enaltece a pessoa a não ser que ela tenha a chance de responder. E dar direito de resposta implicaria em parar e esperar a reação, o que você não faz.
    Lançar uma gracinha qualquer, por mais que aos olhos do homem pareça educada, não levanta a minha auto estima, muito menos salva o meu dia.

    Sim, eu SEI que sou bonita, mas graças a nossa sociedade machista, qualquer coisa que você diga pra mim na rua vai soar como: “Ei, gostosa, vamos alí no cantinho trepar agora” e tudo que eu vou conseguir pensar é “Não deveria ter colocado esse vestido, acho que exagerei no decote, onde estão meus óculos escuros, será que é hoje que eu vou ser estuprada?”.
    Sim, desde a puberdade a mulher vive temendo de um estupro iminente e você, ó gentil galanteador, nada mais é do que um provável estuprador, me lembrando de que sou oprimida sexualmente desde sempre. O único motivo pelo qual eu ainda me dou ao trabalho de olhar para a sua cara é para o caso de precisar fazer um retrato falado para a polícia.
    Se você quisesse me elogiar de verdade, que parasse e elogiasse. Ou me fizesse parar. Do contrário, eu dispenso qualquer comentário seu a meu respeito.

    E caso você realmente PRECISE demonstrar sua admiração pela minha aparência, um simples olhar+sorrisosemmostrarosdentes+bomdia são muito mais lisonjeiros do que o seu assovio, chiado, beijinho ou elogio. Menos é mais.

  • Erik Marlos

    mulheres um dia vcs vão sentir falta de um helogio , e vão perceber que ja estão velhas.

  • Joana

    O elogio é diferente da falta de respeito, elogio pode ser algo vindo de alguém que tem boa aparência em nossa leitura mental, falta de respeito é quando é um cara de aparência perturbadora (aparentemente feio, aparentemente pobre, aparentemente gordo…).
    E quando a gente faz algo desse tipo, gosta e julga que a outra parte (que não fazemos ideia de quem seja e como reage a situações que lhe causam prazer) também gostou, pode ser que o nosso ego seja tão grande que só vemos o que queremos ver. Foi isso que pensei lendo esse texto.

  • Aline

    Este vídeo – humor (!?) retrata como qq ser humano pode sentir quando invadido em sua privacidade…vc pode até ficar feliz – muito! vez ou outra, mas nem sempre a conta fecha, como pensam os “invasores”. Assistam a Revolta dos Pastéis – de nata! rsrsrsrsrs, vale a reflexão: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=N1nvYh-JsZw#at=176

  • Tamires Pineda

    Não Isabella, você não é a única a discordar, até porque já foi feita uma pesquisa em 2013, intitulada Chega de Fiu Fiu que comprovou o que já estávamos carecas de saber: NÃO, não achamos legal receber qualquer tipo de cantada na rua e que inclusive muitas mulheres já deixaram de fazer algo por medo de assédio.

    Pelo visto essa pesquisa não chegou ao conhecimento do autor desse artigo, visto que ele ainda pergunta “Que acham disso tudo? Para as mulheres, qual a reação de vocês ao receberem tal manifestação?” o que pra mim, é uma pergunta infeliz e de um senso comum profundo que beira a ignorância, pois nossos corpos não são públicos, logo não estão disponíveis, até mesmo para um SIMPLES elogio como gostam de acreditar.

    Endossar ou acreditar na ideia de que cantadas fazem bem pro ego da mulher é igual a esse artigo: no mínimo uma piada de muito mau gosto.

    A pesquisa pode ser conferida no site da campanha: http://goo.gl/mvYznv

  • Tamires Pineda

    Não Isabella, você não é a única a discordar, até porque já foi feita uma pesquisa em 2013, intitulada Chega de Fiu Fiu que comprovou o que já estávamos carecas de saber: NÃO, não achamos legal receber qualquer tipo de cantada na rua e que inclusive muitas mulheres já deixaram de fazer algo por medo de assédio.

    Pelo visto essa pesquisa não chegou ao conhecimento do autor desse artigo, visto que ele ainda pergunta “Que acham disso tudo? Para as mulheres, qual a reação de vocês ao receberem tal manifestação?” o que pra mim, é uma pergunta infeliz e de um senso comum profundo que beira a ignorância, pois nossos corpos não são públicos, logo não estão disponíveis, até mesmo para um SIMPLES elogio como gostam de acreditar.

    Endossar ou acreditar na ideia de que cantadas fazem bem pro ego da mulher é igual a esse artigo: no mínimo uma piada de muito mau gosto.

    A pesquisa pode ser conferida no site da campanha: http://goo.gl/mvYznv , e os dados que citei na imagem a seguir:

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5523 artigos
  • 660995 comentários
  • leitores online