Mulheres boas de copo

Malu Porto

por
em às | Ladies Room


Sempre fui “boa de copo”. Daquelas que saía da aula da faculdade e ia beber no boteco da esquina com os meninos, sem hora para ir embora – que provavelmente acontecia quando algum assunto polêmico acabava com os ânimos dos “companheiros” mais hormonais ou, simplesmente, até alguém cair de pileque –, sempre antes de mim, é claro.

No entanto, ser uma mulher “boa de copo” não se limita ao fato reducionista de “beber todas”, mas sim, de ser um tipo de pesquisadora antropológica que conhece, gosta e frequenta os melhores barzinhos da cidade. Porém, admito que já deixei muito machão com o dobro do meu peso e estatura pedir arrego em mesa de chope, morrendo afogado na própria língua e suplicando vergonhosamente por uma coca-cola.

Quando se é uma mulher “boa de copo”, pode ser muito difícil arrumar algum parceiro à altura (não do copo, mas da bagagem).

Primeiro porque suas ideias para inaugurar um primeiro encontro são sempre melhores do que as dele; depois, você senta na mesa, chama o garçom pelo nome, que te recepciona com um abraço ou um apelido carinho; e terceiro que ordenar todos os bebes e comes do evento acaba com a virilidade de qualquer cavalheiro mais antiquado.

O segredo é fingir surpresa e piscar pro seu Zé do balcão para compactuar com a performance “donzela medieval”, recorrendo ao frugal coquetel de frutas ou sakerinha de morango (bebida de mulheres claramente amadoras).

sakerinha-morango
“Pfff… Coisa de mulher amadora” | Crédito

O mais interessante de ser o “bendito fruto” do núcleo encachaçado masculino é, obviamente, o papo e a troca de ideias. Nada de cabelos, unhas e relacionamentos. Futebol também estava proibido na minha presença – sobrando sempre tópicos que variavam entre soluções para a humanidade e filosofias etílicas que só acontecem nas mágicas mesas dos botecos da madrugada.

E a graça era ser o mais profissional possível, quase como uma confraria subversiva, nada de flertes ou piadas sexistas, o negócio girava mesmo em torno das geladas.

Se algum dos “companheiros” chegava acompanhado, tinha de passar pelo meu crivo: “É das minhas? Se não for pode dar meia volta que ninguém aqui quer mocinhas enrolando a língua no quinto chope”. Às vezes, elas surpreendiam positivamente – somos poucas mas boas – e era sinal verde na certa. “Gostei dela. Pode investir”.

Atualmente, com a idade passando, as mesas mágicas vão ficando cada dia mais escassas. O duro despertador que toca às oito da matina desperta mais do que dor – de cabeça. Mas, vez em outra, reencontro meus doces amigos “apanhadores no campo de centeio” em tulipa para um bom papo – que agora, já com a perda da inocência juvenil, não gira mais em torno de causas humanitárias e sim do passar dos anos que não voltam mais…

Opa, mas essa prosa está demais nostálgica… “Ô, Paiva! Desce mais um”.

Malu Porto

Malu Porto é jornalista e colunista do site Colherada Cultural (responsável pela editoria de gastronomia, qual mais?)


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • Pingback: uberVU - social comments

  • Alex

    Nao entendi onde tu quis chegar, mas pela hora que vc postou (e eu tb) dve ter chegado do bar e escrito o texto todo =) Sem ofensas. Achei vazio demais.
    Abracos.

    • Figarellinha2

      Vazio para quem não sabe o que é um bom papo cabeça!!!! Texto curto e direto…

  • Alex

    Nao entendi onde tu quis chegar, mas pela hora que vc postou (e eu tb) dve ter chegado do bar e escrito o texto todo =) Sem ofensas. Achei vazio demais.
    Abracos.

  • Neto

    Massa esse texto, estou a procura de uma mulher assim !

  • Neto

    Massa esse texto, estou a procura de uma mulher assim !

  • Fábio Boldrin

    Cara Malu,
    O título me chamou a atenção, ainda porque também sou jornalista… Mas achei a abordagem um pouco pobre, cara colega. Talvez você pudesse explorar de uma forma que tentasse te promover menos e ir realmente direto ao assunto. Enfim, espero ter ajudado.
    Abraços,
    Fábio

  • Fábio Boldrin

    Cara Malu,
    O título me chamou a atenção, ainda porque também sou jornalista… Mas achei a abordagem um pouco pobre, cara colega. Talvez você pudesse explorar de uma forma que tentasse te promover menos e ir realmente direto ao assunto. Enfim, espero ter ajudado.
    Abraços,
    Fábio

  • Fábio Luiz

    ñ curto muito mulher cachaceira ñ! sempre dão vexame e começam a chorar depois. prefiro as que bebem socialmente. mas tem gosto pra tudo né Malu? bom post. abços.

  • Fábio Luiz

    ñ curto muito mulher cachaceira ñ! sempre dão vexame e começam a chorar depois. prefiro as que bebem socialmente. mas tem gosto pra tudo né Malu? bom post. abços.

  • Jusselino

    Se esse artigo tinha um motivo além de ilustrar que mulher que enche a cara pode ser inteligente, passou batido por mim.

  • Jusselino

    Se esse artigo tinha um motivo além de ilustrar que mulher que enche a cara pode ser inteligente, passou batido por mim.

  • http://fanfalifestyle.blogspot.com/ Transeunte

    Mulher que “entorna” pode ser divertido, mas prefiro que deixe os aperitivos e o bafo de cerveja pros meus amigos machos que eu só encontro no bar.

    Se for pra curtir e beber mesmo, que seja algo razoavel, degustavel em copos pequenos ou taças – e não em canecas ou baldes.

    As feministas que me crucifiquem, mas pra mim mulher não combina com bebida barata, boteco, pé-sujo e muito menos porre ou ressaca..

    []‘s

  • http://fanfalifestyle.blogspot.com/ Transeunte

    Mulher que “entorna” pode ser divertido, mas prefiro que deixe os aperitivos e o bafo de cerveja pros meus amigos machos que eu só encontro no bar.

    Se for pra curtir e beber mesmo, que seja algo razoavel, degustavel em copos pequenos ou taças – e não em canecas ou baldes.

    As feministas que me crucifiquem, mas pra mim mulher não combina com bebida barata, boteco, pé-sujo e muito menos porre ou ressaca..

    []‘s

  • http://discordando-do-mundo.blogspot.com/ Leonardo

    Eu acho que toda turma de faculdade sempre tem uma garota menos “mulherzinha”, mais desencanada e desinibida. Tem lá seus charmes e suas graças

  • http://discordando-do-mundo.blogspot.com/ Leonardo

    Eu acho que toda turma de faculdade sempre tem uma garota menos “mulherzinha”, mais desencanada e desinibida. Tem lá seus charmes e suas graças

  • http://discordando-do-mundo.blogspot.com Leonardo

    Eu acho que toda turma de faculdade sempre tem uma garota menos “mulherzinha”, mais desencanada e desinibida. Tem lá seus charmes e suas graças

  • Fencas

    E…?

  • Fencas

    E…?

  • Fencas

    E…?

  • Renato

    Só tive o prazer de conhecer duas mulheres boas de copo, se eu compactuase com esse pensamento de casar e ter filhos teria tentado convence-las, eram demais, não só pelo fato de conseguirem beber bem, mais tbm falar o que realmente pensam, sem dar aquela volta absurda em uma pista de fórmula indy e ainda assim não chegar no final…
    Hoje em dia me sinto nostálgico (e só tenho 18 anos), qndo estou acompanhado de uma menina elas têm falado tanta futilidade que desejo achar uma lâmpada mágica so pra pedir que fossem mudas, além de ficarem só naquele sakerinha de morango maroto… rs

  • Renato

    Só tive o prazer de conhecer duas mulheres boas de copo, se eu compactuase com esse pensamento de casar e ter filhos teria tentado convence-las, eram demais, não só pelo fato de conseguirem beber bem, mais tbm falar o que realmente pensam, sem dar aquela volta absurda em uma pista de fórmula indy e ainda assim não chegar no final…
    Hoje em dia me sinto nostálgico (e só tenho 18 anos), qndo estou acompanhado de uma menina elas têm falado tanta futilidade que desejo achar uma lâmpada mágica so pra pedir que fossem mudas, além de ficarem só naquele sakerinha de morango maroto… rs

  • Renato

    Só tive o prazer de conhecer duas mulheres boas de copo, se eu compactuase com esse pensamento de casar e ter filhos teria tentado convence-las, eram demais, não só pelo fato de conseguirem beber bem, mais tbm falar o que realmente pensam, sem dar aquela volta absurda em uma pista de fórmula indy e ainda assim não chegar no final…
    Hoje em dia me sinto nostálgico (e só tenho 18 anos), qndo estou acompanhado de uma menina elas têm falado tanta futilidade que desejo achar uma lâmpada mágica so pra pedir que fossem mudas, além de ficarem só naquele sakerinha de morango maroto… rs

  • http://www.sonaboa.com/ Onifodente

    Srta. Malu, fiquei interessadíssimo em sua pseudo resistência ao álcool, e eu, na minha onifodente posição de mito do álcool, me senti impelido a convidá-la (quiçá com um tom de desafio) a preenchermos a face de álcool, com o único intuito de descobrir se há alguém (ainda que seja uma mulher) que me desbancaria numa mesa de bar.

    Aguardo seu retorno.

    :p

  • http://www.sonaboa.com/ Onifodente

    Srta. Malu, fiquei interessadíssimo em sua pseudo resistência ao álcool, e eu, na minha onifodente posição de mito do álcool, me senti impelido a convidá-la (quiçá com um tom de desafio) a preenchermos a face de álcool, com o único intuito de descobrir se há alguém (ainda que seja uma mulher) que me desbancaria numa mesa de bar.

    Aguardo seu retorno.

    :p

  • http://www.sonaboa.com Onifodente

    Srta. Malu, fiquei interessadíssimo em sua pseudo resistência ao álcool, e eu, na minha onifodente posição de mito do álcool, me senti impelido a convidá-la (quiçá com um tom de desafio) a preenchermos a face de álcool, com o único intuito de descobrir se há alguém (ainda que seja uma mulher) que me desbancaria numa mesa de bar.

    Aguardo seu retorno.

    :p

  • Fredd

    Novas amizades também fazem uma noite agradável…
    É sempre bom ter pessoas de diferentes sexos em uma mesa de bar… São diferentes visões, jeitos e que embelezam nossas mesas!

  • Fredd

    Novas amizades também fazem uma noite agradável…
    É sempre bom ter pessoas de diferentes sexos em uma mesa de bar… São diferentes visões, jeitos e que embelezam nossas mesas!

  • Fredd

    Novas amizades também fazem uma noite agradável…
    É sempre bom ter pessoas de diferentes sexos em uma mesa de bar… São diferentes visões, jeitos e que embelezam nossas mesas!

  • Dr Health

    Quando conheci minha atual namorada, o momento que bateu aquele “click” clássico foi quando a vi bebendo cerveja.

    Ali eu me apaixonei de vez.

  • Dr Health

    Quando conheci minha atual namorada, o momento que bateu aquele “click” clássico foi quando a vi bebendo cerveja.

    Ali eu me apaixonei de vez.

  • Dr Health

    Quando conheci minha atual namorada, o momento que bateu aquele “click” clássico foi quando a vi bebendo cerveja.

    Ali eu me apaixonei de vez.

  • Andreas Figge

    casa comigo?

    rs, birncadeiras à parte eu sempre fui fã desse gênero feminino que sabe aproveitar uma boa gelada e não fica contando caloria pra comer a porção de provolone a milanesa… isso pra não falar da bagagem cultural e infinitamente mais interessante que alguém conhecedor dos melhores lugares e das melhores bebidas tem a oferecer a esse bebedor…

    Porque eu sou bebedor, alcoólatra é nome dado àqueles que querem parar ^^

  • Andreas Figge

    casa comigo?

    rs, birncadeiras à parte eu sempre fui fã desse gênero feminino que sabe aproveitar uma boa gelada e não fica contando caloria pra comer a porção de provolone a milanesa… isso pra não falar da bagagem cultural e infinitamente mais interessante que alguém conhecedor dos melhores lugares e das melhores bebidas tem a oferecer a esse bebedor…

    Porque eu sou bebedor, alcoólatra é nome dado àqueles que querem parar ^^

  • Andreas Figge

    casa comigo?

    rs, birncadeiras à parte eu sempre fui fã desse gênero feminino que sabe aproveitar uma boa gelada e não fica contando caloria pra comer a porção de provolone a milanesa… isso pra não falar da bagagem cultural e infinitamente mais interessante que alguém conhecedor dos melhores lugares e das melhores bebidas tem a oferecer a esse bebedor…

    Porque eu sou bebedor, alcoólatra é nome dado àqueles que querem parar ^^

  • Marcos

    Fraquinha!

  • Marcos

    Fraquinha!

  • Marcos

    Fraquinha!

  • http://www.sonaboa.com/ Onifodente

    Srta. Malu,

    Fiquei supr interessado na sua pseudo-resistência ao álcool, e eu na minha Onifodente posição de Mito do Álcool me vi impelido em convidá-la (quiçá em um certo tom de desafio) a preenchermos a face de álcool, no simples objetivo de encontrar alguém (ainda que seja uma mulher) páreo para mim.

    Aguardo retorno.

    ;)

  • http://www.sonaboa.com/ Onifodente

    Srta. Malu,

    Fiquei supr interessado na sua pseudo-resistência ao álcool, e eu na minha Onifodente posição de Mito do Álcool me vi impelido em convidá-la (quiçá em um certo tom de desafio) a preenchermos a face de álcool, no simples objetivo de encontrar alguém (ainda que seja uma mulher) páreo para mim.

    Aguardo retorno.

    ;)

  • http://www.sonaboa.com Onifodente

    Srta. Malu,

    Fiquei supr interessado na sua pseudo-resistência ao álcool, e eu na minha Onifodente posição de Mito do Álcool me vi impelido em convidá-la (quiçá em um certo tom de desafio) a preenchermos a face de álcool, no simples objetivo de encontrar alguém (ainda que seja uma mulher) páreo para mim.

    Aguardo retorno.

    ;)

  • Felipe_Black

    É díficil encontrar esse tipo de mulher por ai…
    Agora será essa a sua única qualidade?

  • Felipe_Black

    É díficil encontrar esse tipo de mulher por ai…
    Agora será essa a sua única qualidade?

  • Felipe_Black

    É díficil encontrar esse tipo de mulher por ai…
    Agora será essa a sua única qualidade?

  • http://guiarnachuva.blogspot.com/ Roger

    “sakerinha de morango (bebida de mulheres claramente amadoras).”

    HAHAHAHAHAHAHAHA…

    Muito bom comentário!

    Mulher boa de copo bebe de tudo e acima de tudo sabe dizer porque “tal” cerveja lhe agrada mais.

    Ótimo!

  • http://guiarnachuva.blogspot.com/ Roger

    “sakerinha de morango (bebida de mulheres claramente amadoras).”

    HAHAHAHAHAHAHAHA…

    Muito bom comentário!

    Mulher boa de copo bebe de tudo e acima de tudo sabe dizer porque “tal” cerveja lhe agrada mais.

    Ótimo!

  • http://guiarnachuva.blogspot.com Roger

    “sakerinha de morango (bebida de mulheres claramente amadoras).”

    HAHAHAHAHAHAHAHA…

    Muito bom comentário!

    Mulher boa de copo bebe de tudo e acima de tudo sabe dizer porque “tal” cerveja lhe agrada mais.

    Ótimo!

  • Giou

    É o velho debate dentro do feminismo: as mulheres devem assumir uma igualdade ou uma diferença em relação aos homens? Achei o artigo sexista, como se o pressuposto dos homens fosse a tolerância ao alcool – e quem for alheio a essa premissa, seria “menos homem” (“já deixei muito machão com o dobro do meu peso e estatura pedir arrego em mesa de chope, morrendo afogado na própria língua”).

    Bom, mas agora é a hora das mulheres, e elas ainda estão se debatendo nessa questão identitária. Normal pra quem acabou de sair de um esquema patriarcal de milhares de anos – digo o mesmo pros homens e a redefinição de papéis no século XXI. Há de se entender…

  • Giou

    É o velho debate dentro do feminismo: as mulheres devem assumir uma igualdade ou uma diferença em relação aos homens? Achei o artigo sexista, como se o pressuposto dos homens fosse a tolerância ao alcool – e quem for alheio a essa premissa, seria “menos homem” (“já deixei muito machão com o dobro do meu peso e estatura pedir arrego em mesa de chope, morrendo afogado na própria língua”).

    Bom, mas agora é a hora das mulheres, e elas ainda estão se debatendo nessa questão identitária. Normal pra quem acabou de sair de um esquema patriarcal de milhares de anos – digo o mesmo pros homens e a redefinição de papéis no século XXI. Há de se entender…

  • Giou

    É o velho debate dentro do feminismo: as mulheres devem assumir uma igualdade ou uma diferença em relação aos homens? Achei o artigo sexista, como se o pressuposto dos homens fosse a tolerância ao alcool – e quem for alheio a essa premissa, seria “menos homem” (“já deixei muito machão com o dobro do meu peso e estatura pedir arrego em mesa de chope, morrendo afogado na própria língua”).

    Bom, mas agora é a hora das mulheres, e elas ainda estão se debatendo nessa questão identitária. Normal pra quem acabou de sair de um esquema patriarcal de milhares de anos – digo o mesmo pros homens e a redefinição de papéis no século XXI. Há de se entender…

  • Lucas

    Como estamos no Papo de Homem cabe aqui alguns comentários machistas a respeito..

    Mulher “Boa de Copo” mais cedo ou mais tarde dá problema.

    Seja porque agora ela gosta de um e ontem gostava de outro mas acabou saindo com o Fulano sendo que o Ciclano a amava. Ou então pq brigou com uma amiga (com outro homem jamais brigaria se não fosse por motivo de relacionamentos não resolvidos, não resolvidos pra elas. Pra nós homens já tá tudo certo). Ou etc.
    As únicas que ficaram mais tempo foram aquelas que namoravam de verdade o carinha que sentava do lado dela da mesa. Esse carinha nunca foi eu. Pois sou mais do tipo medieval que deixaria a namorada numa bolha de cristal se o assunto é boteco.

    Bom, de qualquer jeito gostei do artigo. As “boas de Copo” são realmente mais avançadas e mais legais. Pq conhecem bem o universo masculino, entendem, aceitam e tiram proveito disso quando podem. Abraços

  • Lucas

    Como estamos no Papo de Homem cabe aqui alguns comentários machistas a respeito..

    Mulher “Boa de Copo” mais cedo ou mais tarde dá problema.

    Seja porque agora ela gosta de um e ontem gostava de outro mas acabou saindo com o Fulano sendo que o Ciclano a amava. Ou então pq brigou com uma amiga (com outro homem jamais brigaria se não fosse por motivo de relacionamentos não resolvidos, não resolvidos pra elas. Pra nós homens já tá tudo certo). Ou etc.
    As únicas que ficaram mais tempo foram aquelas que namoravam de verdade o carinha que sentava do lado dela da mesa. Esse carinha nunca foi eu. Pois sou mais do tipo medieval que deixaria a namorada numa bolha de cristal se o assunto é boteco.

    Bom, de qualquer jeito gostei do artigo. As “boas de Copo” são realmente mais avançadas e mais legais. Pq conhecem bem o universo masculino, entendem, aceitam e tiram proveito disso quando podem. Abraços

  • Lucas

    Como estamos no Papo de Homem cabe aqui alguns comentários machistas a respeito..

    Mulher “Boa de Copo” mais cedo ou mais tarde dá problema.

    Seja porque agora ela gosta de um e ontem gostava de outro mas acabou saindo com o Fulano sendo que o Ciclano a amava. Ou então pq brigou com uma amiga (com outro homem jamais brigaria se não fosse por motivo de relacionamentos não resolvidos, não resolvidos pra elas. Pra nós homens já tá tudo certo). Ou etc.
    As únicas que ficaram mais tempo foram aquelas que namoravam de verdade o carinha que sentava do lado dela da mesa. Esse carinha nunca foi eu. Pois sou mais do tipo medieval que deixaria a namorada numa bolha de cristal se o assunto é boteco.

    Bom, de qualquer jeito gostei do artigo. As “boas de Copo” são realmente mais avançadas e mais legais. Pq conhecem bem o universo masculino, entendem, aceitam e tiram proveito disso quando podem. Abraços

  • Skriza

    Não considero muito difícil encontrar mulheres boas de copo, claro que a maioria não é, mas últimamente é normal achar mulheres boas de copo. Você não é mais um “bendito fruto” é apenas mais um fruto na colheita

  • Skriza

    Não considero muito difícil encontrar mulheres boas de copo, claro que a maioria não é, mas últimamente é normal achar mulheres boas de copo. Você não é mais um “bendito fruto” é apenas mais um fruto na colheita

  • Skriza

    Não considero muito difícil encontrar mulheres boas de copo, claro que a maioria não é, mas últimamente é normal achar mulheres boas de copo. Você não é mais um “bendito fruto” é apenas mais um fruto na colheita

  • Beto

    Tem uma coisa que eu não entendo…

    Ninguém sai por aí se achando forte por ter comido 30 empadinhas… e não lembro de ninguém que tenha se gabado de ter tomado 4 litros de coca cola sozinho… ou, putz.. o cara tomou suco de laranja o dia inteiro.

    que raios de parâmetro de ‘macheza’ é a bebida alcoólica?
    quer dizer… não consegue beber muito, sai da roda… e se for negro, pode ficar? e se for gay, pode? se pedir um copo de suco, pode? (tem discriminação aí)

    o que determina o caráter de uma pessoa? a quantidade de bebida que ela ingere sem perder o controle?

    eu achava que esse tipo de pensamento limitado era uma exclusividade dos homens, mas até mulher entrando nessa…

    pelo amor de Deus!

  • Beto

    Tem uma coisa que eu não entendo…

    Ninguém sai por aí se achando forte por ter comido 30 empadinhas… e não lembro de ninguém que tenha se gabado de ter tomado 4 litros de coca cola sozinho… ou, putz.. o cara tomou suco de laranja o dia inteiro.

    que raios de parâmetro de ‘macheza’ é a bebida alcoólica?
    quer dizer… não consegue beber muito, sai da roda… e se for negro, pode ficar? e se for gay, pode? se pedir um copo de suco, pode? (tem discriminação aí)

    o que determina o caráter de uma pessoa? a quantidade de bebida que ela ingere sem perder o controle?

    eu achava que esse tipo de pensamento limitado era uma exclusividade dos homens, mas até mulher entrando nessa…

    pelo amor de Deus!

  • Beto

    Tem uma coisa que eu não entendo…

    Ninguém sai por aí se achando forte por ter comido 30 empadinhas… e não lembro de ninguém que tenha se gabado de ter tomado 4 litros de coca cola sozinho… ou, putz.. o cara tomou suco de laranja o dia inteiro.

    que raios de parâmetro de ‘macheza’ é a bebida alcoólica?
    quer dizer… não consegue beber muito, sai da roda… e se for negro, pode ficar? e se for gay, pode? se pedir um copo de suco, pode? (tem discriminação aí)

    o que determina o caráter de uma pessoa? a quantidade de bebida que ela ingere sem perder o controle?

    eu achava que esse tipo de pensamento limitado era uma exclusividade dos homens, mas até mulher entrando nessa…

    pelo amor de Deus!

  • Henrique

    Artigo completamente dispensável. E olha que o tema é bom pra cacete, hein! Mas, como disseram, a abordagem cortou o barato.
    Já que você sabe beber, que tal aprender a escrever agora?

  • Henrique

    Artigo completamente dispensável. E olha que o tema é bom pra cacete, hein! Mas, como disseram, a abordagem cortou o barato.
    Já que você sabe beber, que tal aprender a escrever agora?

  • Henrique

    Artigo completamente dispensável. E olha que o tema é bom pra cacete, hein! Mas, como disseram, a abordagem cortou o barato.
    Já que você sabe beber, que tal aprender a escrever agora?

  • http://www.papodehomem.com.br/ Rodrigo Carlomagno

    Na época da universidade passa. Mas mulher que continua boa de copo durante a vida inteira é brochante.

    Esse perfil de mulher que garçom chama pelo nome definitivamente não me atrai. Weird

  • http://www.papodehomem.com.br/ Rodrigo Carlomagno

    Na época da universidade passa. Mas mulher que continua boa de copo durante a vida inteira é brochante.

    Esse perfil de mulher que garçom chama pelo nome definitivamente não me atrai. Weird

  • http://www.papodehomem.com.br Rodrigo Carlomagno

    Na época da universidade passa. Mas mulher que continua boa de copo durante a vida inteira é brochante.

    Esse perfil de mulher que garçom chama pelo nome definitivamente não me atrai. Weird

  • Daniels

    Achei vazio seu texto.

    Adoooro mulheres boas de copo : ) Namoro uma garota assim.

    Mas você é meio mala, hein? Certamente não seria legal sentar no bar com alguém que tenha sua personalidade. Não pode falar sobre futebol, não pode fazer piada, não pode levar ninguém que você não aprove.

    Quando vou ao bar com minhas amigas, geralmente não puxo esses tipos de assunto porque tenho bom senso. Normalmente não trago uma pessoa que elas não conheçam sem perguntar a todas se incomodaria. Mas caso eu comentasse algo sobre futebol ou levasse alguém que adoraria que elas conhecessem, me sentiria absurdamente mal se alguém como você falasse: “Ow, sai da mesa. Esse(a) aí não é dos(as) meus(inhas)!”

    Além disso, não vejo a menor graça em provar que é melhor do que outros homens em resistência alcoólica. Isso parece mais coisa de garotinha insegura querendo mostrar que é forte, típica garota que não teve muitos amigos quando era adolescente.

    Qual o objetivo de sentar no bar apenas pra beber? Se fosse assim eu passaria no mercado, compraria uma Absolut Vodka, sentaria no sofá de casa e ficaria muito louco : )

    Claro, tudo isso é minha opinião e posso estar redondamente enganado.

    : D

  • Daniels

    Achei vazio seu texto.

    Adoooro mulheres boas de copo : ) Namoro uma garota assim.

    Mas você é meio mala, hein? Certamente não seria legal sentar no bar com alguém que tenha sua personalidade. Não pode falar sobre futebol, não pode fazer piada, não pode levar ninguém que você não aprove.

    Quando vou ao bar com minhas amigas, geralmente não puxo esses tipos de assunto porque tenho bom senso. Normalmente não trago uma pessoa que elas não conheçam sem perguntar a todas se incomodaria. Mas caso eu comentasse algo sobre futebol ou levasse alguém que adoraria que elas conhecessem, me sentiria absurdamente mal se alguém como você falasse: “Ow, sai da mesa. Esse(a) aí não é dos(as) meus(inhas)!”

    Além disso, não vejo a menor graça em provar que é melhor do que outros homens em resistência alcoólica. Isso parece mais coisa de garotinha insegura querendo mostrar que é forte, típica garota que não teve muitos amigos quando era adolescente.

    Qual o objetivo de sentar no bar apenas pra beber? Se fosse assim eu passaria no mercado, compraria uma Absolut Vodka, sentaria no sofá de casa e ficaria muito louco : )

    Claro, tudo isso é minha opinião e posso estar redondamente enganado.

    : D

  • Daniels

    Achei vazio seu texto.

    Adoooro mulheres boas de copo : ) Namoro uma garota assim.

    Mas você é meio mala, hein? Certamente não seria legal sentar no bar com alguém que tenha sua personalidade. Não pode falar sobre futebol, não pode fazer piada, não pode levar ninguém que você não aprove.

    Quando vou ao bar com minhas amigas, geralmente não puxo esses tipos de assunto porque tenho bom senso. Normalmente não trago uma pessoa que elas não conheçam sem perguntar a todas se incomodaria. Mas caso eu comentasse algo sobre futebol ou levasse alguém que adoraria que elas conhecessem, me sentiria absurdamente mal se alguém como você falasse: “Ow, sai da mesa. Esse(a) aí não é dos(as) meus(inhas)!”

    Além disso, não vejo a menor graça em provar que é melhor do que outros homens em resistência alcoólica. Isso parece mais coisa de garotinha insegura querendo mostrar que é forte, típica garota que não teve muitos amigos quando era adolescente.

    Qual o objetivo de sentar no bar apenas pra beber? Se fosse assim eu passaria no mercado, compraria uma Absolut Vodka, sentaria no sofá de casa e ficaria muito louco : )

    Claro, tudo isso é minha opinião e posso estar redondamente enganado.

    : D

  • Léo C.

    Eu tenho grande admiração por mulher que bebe (e bebe bem) e fica à vontade com os amigos em mesa de bar. Em geral são mulheres sem frescura, descoladas e divertidas. São sempre excelente companhia em mesa de bar ou em qualquer outro lugar.

  • Léo C.

    Eu tenho grande admiração por mulher que bebe (e bebe bem) e fica à vontade com os amigos em mesa de bar. Em geral são mulheres sem frescura, descoladas e divertidas. São sempre excelente companhia em mesa de bar ou em qualquer outro lugar.

  • Léo C.

    Eu tenho grande admiração por mulher que bebe (e bebe bem) e fica à vontade com os amigos em mesa de bar. Em geral são mulheres sem frescura, descoladas e divertidas. São sempre excelente companhia em mesa de bar ou em qualquer outro lugar.

  • Matheus Silva

    Não achei legal o post, totalmente desprovido de conteúdo ou objetivo. E daí que tu dexa muito machão com o dobro do teu peso pedindo arrego? A questão não é tamanho, e sim a capacidade/resistência/constume do fígado, como nosso querido Dr. Health explicou alguns posts atrás.
    Mas que é legal ver uma sueca peituda gostoza virando um caneco de 1 litro de chopp, isso sem dúvida!

  • Matheus Silva

    Não achei legal o post, totalmente desprovido de conteúdo ou objetivo. E daí que tu dexa muito machão com o dobro do teu peso pedindo arrego? A questão não é tamanho, e sim a capacidade/resistência/constume do fígado, como nosso querido Dr. Health explicou alguns posts atrás.
    Mas que é legal ver uma sueca peituda gostoza virando um caneco de 1 litro de chopp, isso sem dúvida!

  • Matheus Silva

    Não achei legal o post, totalmente desprovido de conteúdo ou objetivo. E daí que tu dexa muito machão com o dobro do teu peso pedindo arrego? A questão não é tamanho, e sim a capacidade/resistência/constume do fígado, como nosso querido Dr. Health explicou alguns posts atrás.
    Mas que é legal ver uma sueca peituda gostoza virando um caneco de 1 litro de chopp, isso sem dúvida!

  • Mateus Rodrigues

    acabou ou vai ter o ‘mulheres boas de copo II’ ?

    tb não entendi o sentido deste artigo. =/

  • Mateus Rodrigues

    acabou ou vai ter o ‘mulheres boas de copo II’ ?

    tb não entendi o sentido deste artigo. =/

  • Mateus Rodrigues

    acabou ou vai ter o ‘mulheres boas de copo II’ ?

    tb não entendi o sentido deste artigo. =/

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Daniels (#22),

    O texto não é vazio, é apenas despretensioso. Como estamos seguindo uma linha crescente aqui no PdH – com textos de formação, mais longos, cheios de ideias e referências –, concordo que quebra um pouco quando publicamos algo mais leve e curto. Mas é essa a intenção.

    Convidamos a Malu Porto, do excelente Colherada Cultural (dá uma lida nos textos dela por lá: http://colheradacultural.com.br/ascolheres/perfil.7.php ), e deixamos o espaço aberto, afinal aqui é o Ladies Room. Ela sentou, puxou a cadeira e falou um pouco.

    Atitude “mala” é interpretar o texto literalmente (ignorando o tom nítido de bate-papo) e ainda fazer julgamentos pessoais. Isso sim é dispensável.

    Por outro lado, eu fico feliz em ver comentários ácidos assim. Mostra que os leitores aqui estão cada vez mais exigentes e esperam por textos longos e com conteúdo inovador, o que é a nossa proposta.

    Mas é preciso abertura e leveza, sempre. Assim deixamos o espaço livre para que o outro possa nos surpreender a qualquer momento.

    Ao ver os mais variados tipos de mulheres ao nosso redor (e o Ladies Room é um pouco esse espaço de contemplação da voz feminina), não precisamos julgar, dizer o que nos atrai ou não, o que é melhor ou não. Basta nos deliciarmos com suas diferentes falas, jeitos, olhares e posicionamentos no mundo.

    Uma vem e fala de meditação. Outra vem e fala de como é bom beber e fazer filosofia de boteco. E assim elas ampliam a visão que temos das mulheres – que pode ser muito restrita em alguns casos, como se percebe em alguns comentários.

    É irônico, quase um pegadinha e não temos escapatória: sempre que apontamos o dedo, revelamos algo (às vezes até pior do que o conteúdo de nossa crítica) em nós mesmos.

    Eu sempre me divirto quando isso acontece comigo. Quando vou todo cheio de certezas criticar alguém, chamar de “vazio”, “burro” etc. Sugiro que se observem vítimas desse processo também.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Daniels (#22),

    O texto não é vazio, é apenas despretensioso. Como estamos seguindo uma linha crescente aqui no PdH – com textos de formação, mais longos, cheios de ideias e referências –, concordo que quebra um pouco quando publicamos algo mais leve e curto. Mas é essa a intenção.

    Convidamos a Malu Porto, do excelente Colherada Cultural (dá uma lida nos textos dela por lá: http://colheradacultural.com.br/ascolheres/perfil.7.php ), e deixamos o espaço aberto, afinal aqui é o Ladies Room. Ela sentou, puxou a cadeira e falou um pouco.

    Atitude “mala” é interpretar o texto literalmente (ignorando o tom nítido de bate-papo) e ainda fazer julgamentos pessoais. Isso sim é dispensável.

    Por outro lado, eu fico feliz em ver comentários ácidos assim. Mostra que os leitores aqui estão cada vez mais exigentes e esperam por textos longos e com conteúdo inovador, o que é a nossa proposta.

    Mas é preciso abertura e leveza, sempre. Assim deixamos o espaço livre para que o outro possa nos surpreender a qualquer momento.

    Ao ver os mais variados tipos de mulheres ao nosso redor (e o Ladies Room é um pouco esse espaço de contemplação da voz feminina), não precisamos julgar, dizer o que nos atrai ou não, o que é melhor ou não. Basta nos deliciarmos com suas diferentes falas, jeitos, olhares e posicionamentos no mundo.

    Uma vem e fala de meditação. Outra vem e fala de como é bom beber e fazer filosofia de boteco. E assim elas ampliam a visão que temos das mulheres – que pode ser muito restrita em alguns casos, como se percebe em alguns comentários.

    É irônico, quase um pegadinha e não temos escapatória: sempre que apontamos o dedo, revelamos algo (às vezes até pior do que o conteúdo de nossa crítica) em nós mesmos.

    Eu sempre me divirto quando isso acontece comigo. Quando vou todo cheio de certezas criticar alguém, chamar de “vazio”, “burro” etc. Sugiro que se observem vítimas desse processo também.

    Abração!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Daniels (#22),

    O texto não é vazio, é apenas despretensioso. Como estamos seguindo uma linha crescente aqui no PdH – com textos de formação, mais longos, cheios de ideias e referências –, concordo que quebra um pouco quando publicamos algo mais leve e curto. Mas é essa a intenção.

    Convidamos a Malu Porto, do excelente Colherada Cultural (dá uma lida nos textos dela por lá: http://colheradacultural.com.br/ascolheres/perfil.7.php ), e deixamos o espaço aberto, afinal aqui é o Ladies Room. Ela sentou, puxou a cadeira e falou um pouco.

    Atitude “mala” é interpretar o texto literalmente (ignorando o tom nítido de bate-papo) e ainda fazer julgamentos pessoais. Isso sim é dispensável.

    Por outro lado, eu fico feliz em ver comentários ácidos assim. Mostra que os leitores aqui estão cada vez mais exigentes e esperam por textos longos e com conteúdo inovador, o que é a nossa proposta.

    Mas é preciso abertura e leveza, sempre. Assim deixamos o espaço livre para que o outro possa nos surpreender a qualquer momento.

    Ao ver os mais variados tipos de mulheres ao nosso redor (e o Ladies Room é um pouco esse espaço de contemplação da voz feminina), não precisamos julgar, dizer o que nos atrai ou não, o que é melhor ou não. Basta nos deliciarmos com suas diferentes falas, jeitos, olhares e posicionamentos no mundo.

    Uma vem e fala de meditação. Outra vem e fala de como é bom beber e fazer filosofia de boteco. E assim elas ampliam a visão que temos das mulheres – que pode ser muito restrita em alguns casos, como se percebe em alguns comentários.

    É irônico, quase um pegadinha e não temos escapatória: sempre que apontamos o dedo, revelamos algo (às vezes até pior do que o conteúdo de nossa crítica) em nós mesmos.

    Eu sempre me divirto quando isso acontece comigo. Quando vou todo cheio de certezas criticar alguém, chamar de “vazio”, “burro” etc. Sugiro que se observem vítimas desse processo também.

    Abração!

  • Arthur.RJ

    Minha namorada (ex-esposa) gosta de beber e consegue acompanhar o ritmo de qqr pessoal que goste de beber. Isso não faz com que ela seja melhor ou pior do que ninguem apenas faz com que ela consiga participar da mesa da primeira ate a ultima saidera.

    Não posso nega que fico orgulhoso em ver minha pequena derrubando marmanjos metido a beberrões e deixando donzelas indo pra casa trocando as pernas

  • Arthur.RJ

    Minha namorada (ex-esposa) gosta de beber e consegue acompanhar o ritmo de qqr pessoal que goste de beber. Isso não faz com que ela seja melhor ou pior do que ninguem apenas faz com que ela consiga participar da mesa da primeira ate a ultima saidera.

    Não posso nega que fico orgulhoso em ver minha pequena derrubando marmanjos metido a beberrões e deixando donzelas indo pra casa trocando as pernas

  • Arthur.RJ

    Minha namorada (ex-esposa) gosta de beber e consegue acompanhar o ritmo de qqr pessoal que goste de beber. Isso não faz com que ela seja melhor ou pior do que ninguem apenas faz com que ela consiga participar da mesa da primeira ate a ultima saidera.

    Não posso nega que fico orgulhoso em ver minha pequena derrubando marmanjos metido a beberrões e deixando donzelas indo pra casa trocando as pernas

  • http://www.benumarketing.wordpress.com/ Flavia

    Acho que tudo é relativo e não acho que a autora quis impor uma verdade sobre como deve se comportar uma mulher ou não. Simplesmente mostrou um tipo de mulher que agrada uns e desagrada outros. Diversidade é a melhor coisa que a evolução democrática nos trouxe. Eu celebro essa liberdade, cada um vivendo de acordo com suas crenças. Melhor que isso seria se todos respeitassem as diversas posturas com as quais cruzamos por aí.
    bjos

  • http://www.benumarketing.wordpress.com/ Flavia

    Acho que tudo é relativo e não acho que a autora quis impor uma verdade sobre como deve se comportar uma mulher ou não. Simplesmente mostrou um tipo de mulher que agrada uns e desagrada outros. Diversidade é a melhor coisa que a evolução democrática nos trouxe. Eu celebro essa liberdade, cada um vivendo de acordo com suas crenças. Melhor que isso seria se todos respeitassem as diversas posturas com as quais cruzamos por aí.
    bjos

  • http://www.benumarketing.wordpress.com Flavia

    Acho que tudo é relativo e não acho que a autora quis impor uma verdade sobre como deve se comportar uma mulher ou não. Simplesmente mostrou um tipo de mulher que agrada uns e desagrada outros. Diversidade é a melhor coisa que a evolução democrática nos trouxe. Eu celebro essa liberdade, cada um vivendo de acordo com suas crenças. Melhor que isso seria se todos respeitassem as diversas posturas com as quais cruzamos por aí.
    bjos

  • Daniels

    Gitti(#23 xD)

    Não vejo problema em postar algo super curto, direto e simples. Pra falar a verdade é até mais prático. Adoro textos longos e que exigem reflexão, mas nos últimos tempos mal tenho tempo pra dormir. Entrar no blog e ler algo mais facilmente compreensível é mais minha vibe nesse momento.

    Nunca critiquei a Ladies Room e acho que até seria legal convidar mais mulheres pra postarem aqui. Realmente adoro conversar com minhas amigas sobre suas opiniões com o objetivo de entender um pouco mais a mentalidade feminina(algo que nem Freud conseguiu : P).

    Respeito seu inalienável direito de ter sua opinião e expressá-la na minha cara. Mas não vi muita subjetividade no texto da Malu. Pô, desculpa, mas ao escrever algo assim, em primeira pessoa, exaltando suas características e ignorando(e até zuando : P) os hábitos das outras pessoas, acredito que a Malu realmente disse o que queria dizer em todas as letras. Literalmente.

    Desculpe se minha capacidade analítica é ruim ._. Como falei no final do meu comentário (#22), é a minha opinião e posso estar redondamente enganado quanto a personalidade da Malu e quem sabe nos divertiríamos pra cacete na mesa de um bar : D!

    E também desculpe por ter mandado um flame. Se a proposta da Ladies Room é meramente ler o que a garota escreveu, pensar: “Wow, legal ; D!” e calar a boca sem discussão, prometo não repetir.

    Não saí julgando a Malu. Julguei o que ela escreveu, que pode ser absolutamente diferente da Malu-de-carne-e-osso. Só que ela escreveu de uma forma muito autobiográfica, dando a opinião de forma aberta. Bem, quando se joga sua opinião num local onde as pessoas geralmente discutem, é de praxe encontrar quem não concorde e a conteste. Alguns de forma mais ácida(eu) e outros que simplesmente dizem: “Ah, não gostei”.

    … mas também há caras que pensam: “Wooow!! *___* Que mina fooodaaa!! Quer se casar comigo? ; DDD!?”

    Não acho eu tenha apontado o dedo na cara dela. E se passei a impressão, bem, desculpe. Quem sou eu pra fazer isso!? ._.

    Enfim.

    Malz aê pela intriga, parei com a discussão. Foi tudo um mal entendido ; )

    Agora preciso ir estudar ._.

  • Daniels

    Gitti(#23 xD)

    Não vejo problema em postar algo super curto, direto e simples. Pra falar a verdade é até mais prático. Adoro textos longos e que exigem reflexão, mas nos últimos tempos mal tenho tempo pra dormir. Entrar no blog e ler algo mais facilmente compreensível é mais minha vibe nesse momento.

    Nunca critiquei a Ladies Room e acho que até seria legal convidar mais mulheres pra postarem aqui. Realmente adoro conversar com minhas amigas sobre suas opiniões com o objetivo de entender um pouco mais a mentalidade feminina(algo que nem Freud conseguiu : P).

    Respeito seu inalienável direito de ter sua opinião e expressá-la na minha cara. Mas não vi muita subjetividade no texto da Malu. Pô, desculpa, mas ao escrever algo assim, em primeira pessoa, exaltando suas características e ignorando(e até zuando : P) os hábitos das outras pessoas, acredito que a Malu realmente disse o que queria dizer em todas as letras. Literalmente.

    Desculpe se minha capacidade analítica é ruim ._. Como falei no final do meu comentário (#22), é a minha opinião e posso estar redondamente enganado quanto a personalidade da Malu e quem sabe nos divertiríamos pra cacete na mesa de um bar : D!

    E também desculpe por ter mandado um flame. Se a proposta da Ladies Room é meramente ler o que a garota escreveu, pensar: “Wow, legal ; D!” e calar a boca sem discussão, prometo não repetir.

    Não saí julgando a Malu. Julguei o que ela escreveu, que pode ser absolutamente diferente da Malu-de-carne-e-osso. Só que ela escreveu de uma forma muito autobiográfica, dando a opinião de forma aberta. Bem, quando se joga sua opinião num local onde as pessoas geralmente discutem, é de praxe encontrar quem não concorde e a conteste. Alguns de forma mais ácida(eu) e outros que simplesmente dizem: “Ah, não gostei”.

    … mas também há caras que pensam: “Wooow!! *___* Que mina fooodaaa!! Quer se casar comigo? ; DDD!?”

    Não acho eu tenha apontado o dedo na cara dela. E se passei a impressão, bem, desculpe. Quem sou eu pra fazer isso!? ._.

    Enfim.

    Malz aê pela intriga, parei com a discussão. Foi tudo um mal entendido ; )

    Agora preciso ir estudar ._.

  • Daniels

    Gitti(#23 xD)

    Não vejo problema em postar algo super curto, direto e simples. Pra falar a verdade é até mais prático. Adoro textos longos e que exigem reflexão, mas nos últimos tempos mal tenho tempo pra dormir. Entrar no blog e ler algo mais facilmente compreensível é mais minha vibe nesse momento.

    Nunca critiquei a Ladies Room e acho que até seria legal convidar mais mulheres pra postarem aqui. Realmente adoro conversar com minhas amigas sobre suas opiniões com o objetivo de entender um pouco mais a mentalidade feminina(algo que nem Freud conseguiu : P).

    Respeito seu inalienável direito de ter sua opinião e expressá-la na minha cara. Mas não vi muita subjetividade no texto da Malu. Pô, desculpa, mas ao escrever algo assim, em primeira pessoa, exaltando suas características e ignorando(e até zuando : P) os hábitos das outras pessoas, acredito que a Malu realmente disse o que queria dizer em todas as letras. Literalmente.

    Desculpe se minha capacidade analítica é ruim ._. Como falei no final do meu comentário (#22), é a minha opinião e posso estar redondamente enganado quanto a personalidade da Malu e quem sabe nos divertiríamos pra cacete na mesa de um bar : D!

    E também desculpe por ter mandado um flame. Se a proposta da Ladies Room é meramente ler o que a garota escreveu, pensar: “Wow, legal ; D!” e calar a boca sem discussão, prometo não repetir.

    Não saí julgando a Malu. Julguei o que ela escreveu, que pode ser absolutamente diferente da Malu-de-carne-e-osso. Só que ela escreveu de uma forma muito autobiográfica, dando a opinião de forma aberta. Bem, quando se joga sua opinião num local onde as pessoas geralmente discutem, é de praxe encontrar quem não concorde e a conteste. Alguns de forma mais ácida(eu) e outros que simplesmente dizem: “Ah, não gostei”.

    … mas também há caras que pensam: “Wooow!! *___* Que mina fooodaaa!! Quer se casar comigo? ; DDD!?”

    Não acho eu tenha apontado o dedo na cara dela. E se passei a impressão, bem, desculpe. Quem sou eu pra fazer isso!? ._.

    Enfim.

    Malz aê pela intriga, parei com a discussão. Foi tudo um mal entendido ; )

    Agora preciso ir estudar ._.

  • Alex

    #19
    Beber eh sim sinonimo de saco-roxisse. Sem mais.

    #26 – Gustavo Gitti
    Gustavo, seguinte..eu achei o texto vazio. Entendo a proposta de papo de bar, puxar a cadeira e tal. Mas quando vc escreve, vc escreve para alguem ler. Os leitores do PdH gostam dos textos bons, inovadores, sem aquela coisa “revista pra homem para mulher”, como vc mesmo disse. Mas esse achei solto demais, entende? Nao quero desmerecer o trabalho da autora. Eh apenas uma opiniao.

    Ja imaginou se isso fosse uma revista mesmo e o nivel de compra fosse afetado pelos textos medianos? Ah..o padrao seria o padrao PdH. Aquele q a gente adora ler de vez em quando :]

  • Alex

    #19
    Beber eh sim sinonimo de saco-roxisse. Sem mais.

    #26 – Gustavo Gitti
    Gustavo, seguinte..eu achei o texto vazio. Entendo a proposta de papo de bar, puxar a cadeira e tal. Mas quando vc escreve, vc escreve para alguem ler. Os leitores do PdH gostam dos textos bons, inovadores, sem aquela coisa “revista pra homem para mulher”, como vc mesmo disse. Mas esse achei solto demais, entende? Nao quero desmerecer o trabalho da autora. Eh apenas uma opiniao.

    Ja imaginou se isso fosse uma revista mesmo e o nivel de compra fosse afetado pelos textos medianos? Ah..o padrao seria o padrao PdH. Aquele q a gente adora ler de vez em quando :]

  • Alex

    #19
    Beber eh sim sinonimo de saco-roxisse. Sem mais.

    #26 – Gustavo Gitti
    Gustavo, seguinte..eu achei o texto vazio. Entendo a proposta de papo de bar, puxar a cadeira e tal. Mas quando vc escreve, vc escreve para alguem ler. Os leitores do PdH gostam dos textos bons, inovadores, sem aquela coisa “revista pra homem para mulher”, como vc mesmo disse. Mas esse achei solto demais, entende? Nao quero desmerecer o trabalho da autora. Eh apenas uma opiniao.

    Ja imaginou se isso fosse uma revista mesmo e o nivel de compra fosse afetado pelos textos medianos? Ah..o padrao seria o padrao PdH. Aquele q a gente adora ler de vez em quando :]

  • Caio

    Boa Malu…
    achei perfeito…tem o tom exato das conversas demoradas e despretenciosas que embalam as horas e madrugadas de bate-papo etilico-filosofico…

    Só não concordo na parte do “nada de flertes”…afinal, eu tenho meus interesses…mas com certez eles não podem se sobrepujar em relação aos do grupo…

    Parabéns…grande abraço e tim-tim!!

  • Caio

    Boa Malu…
    achei perfeito…tem o tom exato das conversas demoradas e despretenciosas que embalam as horas e madrugadas de bate-papo etilico-filosofico…

    Só não concordo na parte do “nada de flertes”…afinal, eu tenho meus interesses…mas com certez eles não podem se sobrepujar em relação aos do grupo…

    Parabéns…grande abraço e tim-tim!!

  • Caio

    Boa Malu…
    achei perfeito…tem o tom exato das conversas demoradas e despretenciosas que embalam as horas e madrugadas de bate-papo etilico-filosofico…

    Só não concordo na parte do “nada de flertes”…afinal, eu tenho meus interesses…mas com certez eles não podem se sobrepujar em relação aos do grupo…

    Parabéns…grande abraço e tim-tim!!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Rodrigo Carlomagno

    Gitti o link está corrompido!

    O certo é esse aqui!

    Perfil da jornalista Malu Porto.

    ótimo comentário!

    Abraços

  • http://www.papodehomem.com.br/ Rodrigo Carlomagno

    Gitti o link está corrompido!

    O certo é esse aqui!

    Perfil da jornalista Malu Porto.

    ótimo comentário!

    Abraços

  • http://www.papodehomem.com.br Rodrigo Carlomagno

    Gitti o link está corrompido!

    O certo é esse aqui!

    Perfil da jornalista Malu Porto.

    ótimo comentário!

    Abraços

  • Aninha

    Quem sabe beber, bebe e fica quieta, querida. Não adianta comemorar por conseguir tomar duas doses de absinto se você considera isso algo superior aos outros.
    Sempre saio da faculdade com a galera pra beber, nunca dei vexame, mas nem por isso menosprezo aqueles que não curtem ou não têm o mesmo ritmo que o meu.

    Tem certeza que é jornalista diplomada?

  • Aninha

    Quem sabe beber, bebe e fica quieta, querida. Não adianta comemorar por conseguir tomar duas doses de absinto se você considera isso algo superior aos outros.
    Sempre saio da faculdade com a galera pra beber, nunca dei vexame, mas nem por isso menosprezo aqueles que não curtem ou não têm o mesmo ritmo que o meu.

    Tem certeza que é jornalista diplomada?

  • Aninha

    Quem sabe beber, bebe e fica quieta, querida. Não adianta comemorar por conseguir tomar duas doses de absinto se você considera isso algo superior aos outros.
    Sempre saio da faculdade com a galera pra beber, nunca dei vexame, mas nem por isso menosprezo aqueles que não curtem ou não têm o mesmo ritmo que o meu.

    Tem certeza que é jornalista diplomada?

  • Pedro Sergio

    Se a mina quer encher a cara, problema dela, só espero que na hora de pagar a conta não de uma de mulherzinha ou de “Maria-sem-braço”, e pague pelo tanto que bebeu. Puxa dessa sua bolsa 2 onças pelo rabo e de uma gorjeta pro garçom amigo.
    Mulher com bafinho de cerveja é até gostoso. De cigarro é que não rola.

  • Pedro Sergio

    Se a mina quer encher a cara, problema dela, só espero que na hora de pagar a conta não de uma de mulherzinha ou de “Maria-sem-braço”, e pague pelo tanto que bebeu. Puxa dessa sua bolsa 2 onças pelo rabo e de uma gorjeta pro garçom amigo.
    Mulher com bafinho de cerveja é até gostoso. De cigarro é que não rola.

  • Pedro Sergio

    Se a mina quer encher a cara, problema dela, só espero que na hora de pagar a conta não de uma de mulherzinha ou de “Maria-sem-braço”, e pague pelo tanto que bebeu. Puxa dessa sua bolsa 2 onças pelo rabo e de uma gorjeta pro garçom amigo.
    Mulher com bafinho de cerveja é até gostoso. De cigarro é que não rola.

  • Giou

    Gitti: o texto é vazio e sexista sim. Se ela queria passar outra mensagem, que escrevesse de outra forma. Histórias de bar são sempre bem-vindas, mais legais vindas de uma mulher, pois vemos o “outro lado” da coisa, mas da forma como ela colocou, ficou machista mesmo.

  • Giou

    Gitti: o texto é vazio e sexista sim. Se ela queria passar outra mensagem, que escrevesse de outra forma. Histórias de bar são sempre bem-vindas, mais legais vindas de uma mulher, pois vemos o “outro lado” da coisa, mas da forma como ela colocou, ficou machista mesmo.

  • Giou

    Gitti: o texto é vazio e sexista sim. Se ela queria passar outra mensagem, que escrevesse de outra forma. Histórias de bar são sempre bem-vindas, mais legais vindas de uma mulher, pois vemos o “outro lado” da coisa, mas da forma como ela colocou, ficou machista mesmo.

  • Giou

    Gitti: o texto é vazio e sexista sim. Se ela queria passar outra mensagem, que escrevesse de outra forma. Histórias de bar são sempre bem-vindas, mais legais vindas de uma mulher, pois vemos o “outro lado” da coisa, mas da forma como ela colocou, ficou machista mesmo.

  • http://www.benderblog.com/ Bender

    Olha, conheço algumas mulheres boas de copo e elas são grandes amigas.

    Algumas tomam sakerinha, outras champanhe, mas a cerveja não falta.

    Ô Malu, ficamos no aguardo de mais detalhamento sobre filosofias etílicas :)

  • http://www.benderblog.com/ Bender

    Olha, conheço algumas mulheres boas de copo e elas são grandes amigas.

    Algumas tomam sakerinha, outras champanhe, mas a cerveja não falta.

    Ô Malu, ficamos no aguardo de mais detalhamento sobre filosofias etílicas :)

  • http://www.benderblog.com/ Bender

    Olha, conheço algumas mulheres boas de copo e elas são grandes amigas.

    Algumas tomam sakerinha, outras champanhe, mas a cerveja não falta.

    Ô Malu, ficamos no aguardo de mais detalhamento sobre filosofias etílicas :)

  • http://www.benderblog.com Bender

    Olha, conheço algumas mulheres boas de copo e elas são grandes amigas.

    Algumas tomam sakerinha, outras champanhe, mas a cerveja não falta.

    Ô Malu, ficamos no aguardo de mais detalhamento sobre filosofias etílicas :)

  • Bruno Cavalcanti

    Malu, gatinha, é isso mesmo!!!!!!!!!!!!

    Coração, se no mundo tiver cada vez mulheres assim, ISSO AQUI VAI SER UMA VERDADEIRA FESTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    IUHUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Bruno Cavalcanti

    Malu, gatinha, é isso mesmo!!!!!!!!!!!!

    Coração, se no mundo tiver cada vez mulheres assim, ISSO AQUI VAI SER UMA VERDADEIRA FESTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    IUHUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Bruno Cavalcanti

    Malu, gatinha, é isso mesmo!!!!!!!!!!!!

    Coração, se no mundo tiver cada vez mulheres assim, ISSO AQUI VAI SER UMA VERDADEIRA FESTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    IUHUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Bruno Cavalcanti

    Malu, gatinha, é isso mesmo!!!!!!!!!!!!

    Coração, se no mundo tiver cada vez mulheres assim, ISSO AQUI VAI SER UMA VERDADEIRA FESTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    IUHUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • gui

    no mais, aqui em minas, as mulheres bebem assim, naturalmente. só n faz essa sua ideia fraca de competir pra ver quem bebe mais…
    mas ta aprovada, afinal, é gatinha. melhor, se fosse vc trabalhava na tv…pra que se esforcar, se pode mostrar a bunda na tv???bjs

  • gui

    no mais, aqui em minas, as mulheres bebem assim, naturalmente. só n faz essa sua ideia fraca de competir pra ver quem bebe mais…
    mas ta aprovada, afinal, é gatinha. melhor, se fosse vc trabalhava na tv…pra que se esforcar, se pode mostrar a bunda na tv???bjs

  • gui

    no mais, aqui em minas, as mulheres bebem assim, naturalmente. só n faz essa sua ideia fraca de competir pra ver quem bebe mais…
    mas ta aprovada, afinal, é gatinha. melhor, se fosse vc trabalhava na tv…pra que se esforcar, se pode mostrar a bunda na tv???bjs

  • gui

    no mais, aqui em minas, as mulheres bebem assim, naturalmente. só n faz essa sua ideia fraca de competir pra ver quem bebe mais…
    mas ta aprovada, afinal, é gatinha. melhor, se fosse vc trabalhava na tv…pra que se esforcar, se pode mostrar a bunda na tv???bjs

  • Sá_ RJ

    “Nunca fiz amigos bebendo leite.” – Vinicius de Moraes

    Eu sou boa de copo! o/

    Enquanto eu lia o texto me veio uma lembranca remota, do primeiro dia de aula da faculdade, há uns 7 anos atrás.

    Era de manha cedo e a sala cheia de adolescentes quase-adultos, notoriamente ansiosos por aquela nova etapa da vida que se iniciava. A cena clássica: as meninas de um lado ( as patricinhas de imediato formando seu bando de pegadoras em potencial) e os meninos do outro. Conversei com algumas meninas e, nao contrariando minha experiencia de amizades femininas anteriores, o papo tava bem chato. Olhei para o lado e os meninos se divertiam com alguma bebida barata, já no aquecimento pra chopada que teria mais tarde. Eu, que já gostava de uma farra, deixei as mocas de lado e entrei na rodinha masculina perguntando “posso?”. Me olharam meio desconfiados, até que o “líder” (eles se destacam rápido) do grupo vira e fala: “claro, mas vai ter que virar”. Minha resposta: “beleza, mas so se vc encher o copo”. Vou confessar… A parada era ruim demais e eu bebi me rasgando por dentro. Mas na ultima golada eu ja ouvia gritos e aplausos dentro da sala e o cara gritando “Caraca, bebeu a p. toda e sem fazer cara feia!!!” Pronto, ja tinha encontrado a minha turma pau-pra-toda-obra para assuntos acadêmicos-etílicos.

    Isso aconteceu por muitas vezes, em diveras ocasioes diferentes, sempre agravado pelo fato de eu me sentir mais confortável entre homens. É claro que hoje eu enxergo que esse era meu jeito imaturo de me afirmar, de me destacar das outras meninas e conseguir a atencao e, muitas vezes, admiracao total dos meninos (bela fdp, nao?) – aquele complexo de bendito-fruto que a autora mencionou acima.

    O meu sentimento era parecido com o dela ao fazer os marmanjos pedirem arrego: ORGULHO. Ego nas alturas, como se isso me fizesse ser mais forte que alguém. Bull shit.

    Mania boba da gente querer fazer guerra-de-braco por tudo. Ficar queimando sutias que nao precisam ser queimados…

    Hoje eu bebo (sem descer do salto, pq eu sou uma lady), mas só na medida e nos momentos em que eu realmente to a fim (leia-se quase sempre em ambientes de socializacao :) ), sem pressao. Com o tempo melhorou tb a qualidade das bebidas – a ressaca agradece.

    Agora, fato infeliz : meus ex´s sempre deixavam claro que nao gostavam de mulher que bebia muito, apesar deles próprios encherem o pote com os amigos. Escolhi mal…

  • Sá_ RJ

    “Nunca fiz amigos bebendo leite.” – Vinicius de Moraes

    Eu sou boa de copo! o/

    Enquanto eu lia o texto me veio uma lembranca remota, do primeiro dia de aula da faculdade, há uns 7 anos atrás.

    Era de manha cedo e a sala cheia de adolescentes quase-adultos, notoriamente ansiosos por aquela nova etapa da vida que se iniciava. A cena clássica: as meninas de um lado ( as patricinhas de imediato formando seu bando de pegadoras em potencial) e os meninos do outro. Conversei com algumas meninas e, nao contrariando minha experiencia de amizades femininas anteriores, o papo tava bem chato. Olhei para o lado e os meninos se divertiam com alguma bebida barata, já no aquecimento pra chopada que teria mais tarde. Eu, que já gostava de uma farra, deixei as mocas de lado e entrei na rodinha masculina perguntando “posso?”. Me olharam meio desconfiados, até que o “líder” (eles se destacam rápido) do grupo vira e fala: “claro, mas vai ter que virar”. Minha resposta: “beleza, mas so se vc encher o copo”. Vou confessar… A parada era ruim demais e eu bebi me rasgando por dentro. Mas na ultima golada eu ja ouvia gritos e aplausos dentro da sala e o cara gritando “Caraca, bebeu a p. toda e sem fazer cara feia!!!” Pronto, ja tinha encontrado a minha turma pau-pra-toda-obra para assuntos acadêmicos-etílicos.

    Isso aconteceu por muitas vezes, em diveras ocasioes diferentes, sempre agravado pelo fato de eu me sentir mais confortável entre homens. É claro que hoje eu enxergo que esse era meu jeito imaturo de me afirmar, de me destacar das outras meninas e conseguir a atencao e, muitas vezes, admiracao total dos meninos (bela fdp, nao?) – aquele complexo de bendito-fruto que a autora mencionou acima.

    O meu sentimento era parecido com o dela ao fazer os marmanjos pedirem arrego: ORGULHO. Ego nas alturas, como se isso me fizesse ser mais forte que alguém. Bull shit.

    Mania boba da gente querer fazer guerra-de-braco por tudo. Ficar queimando sutias que nao precisam ser queimados…

    Hoje eu bebo (sem descer do salto, pq eu sou uma lady), mas só na medida e nos momentos em que eu realmente to a fim (leia-se quase sempre em ambientes de socializacao :) ), sem pressao. Com o tempo melhorou tb a qualidade das bebidas – a ressaca agradece.

    Agora, fato infeliz : meus ex´s sempre deixavam claro que nao gostavam de mulher que bebia muito, apesar deles próprios encherem o pote com os amigos. Escolhi mal…

  • Sá_ RJ

    “Nunca fiz amigos bebendo leite.” – Vinicius de Moraes

    Eu sou boa de copo! o/

    Enquanto eu lia o texto me veio uma lembranca remota, do primeiro dia de aula da faculdade, há uns 7 anos atrás.

    Era de manha cedo e a sala cheia de adolescentes quase-adultos, notoriamente ansiosos por aquela nova etapa da vida que se iniciava. A cena clássica: as meninas de um lado ( as patricinhas de imediato formando seu bando de pegadoras em potencial) e os meninos do outro. Conversei com algumas meninas e, nao contrariando minha experiencia de amizades femininas anteriores, o papo tava bem chato. Olhei para o lado e os meninos se divertiam com alguma bebida barata, já no aquecimento pra chopada que teria mais tarde. Eu, que já gostava de uma farra, deixei as mocas de lado e entrei na rodinha masculina perguntando “posso?”. Me olharam meio desconfiados, até que o “líder” (eles se destacam rápido) do grupo vira e fala: “claro, mas vai ter que virar”. Minha resposta: “beleza, mas so se vc encher o copo”. Vou confessar… A parada era ruim demais e eu bebi me rasgando por dentro. Mas na ultima golada eu ja ouvia gritos e aplausos dentro da sala e o cara gritando “Caraca, bebeu a p. toda e sem fazer cara feia!!!” Pronto, ja tinha encontrado a minha turma pau-pra-toda-obra para assuntos acadêmicos-etílicos.

    Isso aconteceu por muitas vezes, em diveras ocasioes diferentes, sempre agravado pelo fato de eu me sentir mais confortável entre homens. É claro que hoje eu enxergo que esse era meu jeito imaturo de me afirmar, de me destacar das outras meninas e conseguir a atencao e, muitas vezes, admiracao total dos meninos (bela fdp, nao?) – aquele complexo de bendito-fruto que a autora mencionou acima.

    O meu sentimento era parecido com o dela ao fazer os marmanjos pedirem arrego: ORGULHO. Ego nas alturas, como se isso me fizesse ser mais forte que alguém. Bull shit.

    Mania boba da gente querer fazer guerra-de-braco por tudo. Ficar queimando sutias que nao precisam ser queimados…

    Hoje eu bebo (sem descer do salto, pq eu sou uma lady), mas só na medida e nos momentos em que eu realmente to a fim (leia-se quase sempre em ambientes de socializacao :) ), sem pressao. Com o tempo melhorou tb a qualidade das bebidas – a ressaca agradece.

    Agora, fato infeliz : meus ex´s sempre deixavam claro que nao gostavam de mulher que bebia muito, apesar deles próprios encherem o pote com os amigos. Escolhi mal…

  • Sá_ RJ

    “Nunca fiz amigos bebendo leite.” – Vinicius de Moraes

    Eu sou boa de copo! o/

    Enquanto eu lia o texto me veio uma lembranca remota, do primeiro dia de aula da faculdade, há uns 7 anos atrás.

    Era de manha cedo e a sala cheia de adolescentes quase-adultos, notoriamente ansiosos por aquela nova etapa da vida que se iniciava. A cena clássica: as meninas de um lado ( as patricinhas de imediato formando seu bando de pegadoras em potencial) e os meninos do outro. Conversei com algumas meninas e, nao contrariando minha experiencia de amizades femininas anteriores, o papo tava bem chato. Olhei para o lado e os meninos se divertiam com alguma bebida barata, já no aquecimento pra chopada que teria mais tarde. Eu, que já gostava de uma farra, deixei as mocas de lado e entrei na rodinha masculina perguntando “posso?”. Me olharam meio desconfiados, até que o “líder” (eles se destacam rápido) do grupo vira e fala: “claro, mas vai ter que virar”. Minha resposta: “beleza, mas so se vc encher o copo”. Vou confessar… A parada era ruim demais e eu bebi me rasgando por dentro. Mas na ultima golada eu ja ouvia gritos e aplausos dentro da sala e o cara gritando “Caraca, bebeu a p. toda e sem fazer cara feia!!!” Pronto, ja tinha encontrado a minha turma pau-pra-toda-obra para assuntos acadêmicos-etílicos.

    Isso aconteceu por muitas vezes, em diveras ocasioes diferentes, sempre agravado pelo fato de eu me sentir mais confortável entre homens. É claro que hoje eu enxergo que esse era meu jeito imaturo de me afirmar, de me destacar das outras meninas e conseguir a atencao e, muitas vezes, admiracao total dos meninos (bela fdp, nao?) – aquele complexo de bendito-fruto que a autora mencionou acima.

    O meu sentimento era parecido com o dela ao fazer os marmanjos pedirem arrego: ORGULHO. Ego nas alturas, como se isso me fizesse ser mais forte que alguém. Bull shit.

    Mania boba da gente querer fazer guerra-de-braco por tudo. Ficar queimando sutias que nao precisam ser queimados…

    Hoje eu bebo (sem descer do salto, pq eu sou uma lady), mas só na medida e nos momentos em que eu realmente to a fim (leia-se quase sempre em ambientes de socializacao :) ), sem pressao. Com o tempo melhorou tb a qualidade das bebidas – a ressaca agradece.

    Agora, fato infeliz : meus ex´s sempre deixavam claro que nao gostavam de mulher que bebia muito, apesar deles próprios encherem o pote com os amigos. Escolhi mal…

  • Fencas

    Apenas complementando o Daniels (#22 e #29) e Alex (#30), Gitti: uma das coisas chatas em réplicas e tréplicas é o tentar ser politicamente correto. Como você mesmo disse, Gitti, é ótimo que se manifestem de forma ácida ao que é escrito quando se discorda ou quando desagrada. Isso faz com que críticas minimizadas por essa chatice do ser politicamente correto o tempo todo não se percam e que artigos como o acima não se repitam.

    Não porque ele não tem qualquer qualidade e que deve ser ignorado, mas porque, acompanhando o site por mais de um ano, ainda não consegui perceber sua razão de ser nesse espaço. Não é nem questão de concordar ou discordar da visão, da atitude ou mesmo da forma de escrita da autora, é mesmo desconhecer qual foi a intenção final da autora ou no que essa intenção se relaciona com o Papo de Homem.

    Apenas uma ressalva: não é porque defenda a não utilização da máscara do politicamente correto que ache que devamos guiar nossos comentários pelo politicamente INcorreto per se. Criticar a autora como pessoa, e não como autora, é extrapolar os limites desse espaço de comentários e críticas dos leitores. Ainda que o texto seja auto-biográfico e que possamos ou não concordar com a atitude da autora (como não concordo, veja bem), isso não dá a ninguém o direito de inferir e julgar a pessoa por trás da autora (e sem duplos sentidos, por favor).

    Abraços!

  • Fencas

    Apenas complementando o Daniels (#22 e #29) e Alex (#30), Gitti: uma das coisas chatas em réplicas e tréplicas é o tentar ser politicamente correto. Como você mesmo disse, Gitti, é ótimo que se manifestem de forma ácida ao que é escrito quando se discorda ou quando desagrada. Isso faz com que críticas minimizadas por essa chatice do ser politicamente correto o tempo todo não se percam e que artigos como o acima não se repitam.

    Não porque ele não tem qualquer qualidade e que deve ser ignorado, mas porque, acompanhando o site por mais de um ano, ainda não consegui perceber sua razão de ser nesse espaço. Não é nem questão de concordar ou discordar da visão, da atitude ou mesmo da forma de escrita da autora, é mesmo desconhecer qual foi a intenção final da autora ou no que essa intenção se relaciona com o Papo de Homem.

    Apenas uma ressalva: não é porque defenda a não utilização da máscara do politicamente correto que ache que devamos guiar nossos comentários pelo politicamente INcorreto per se. Criticar a autora como pessoa, e não como autora, é extrapolar os limites desse espaço de comentários e críticas dos leitores. Ainda que o texto seja auto-biográfico e que possamos ou não concordar com a atitude da autora (como não concordo, veja bem), isso não dá a ninguém o direito de inferir e julgar a pessoa por trás da autora (e sem duplos sentidos, por favor).

    Abraços!

  • Fencas

    Apenas complementando o Daniels (#22 e #29) e Alex (#30), Gitti: uma das coisas chatas em réplicas e tréplicas é o tentar ser politicamente correto. Como você mesmo disse, Gitti, é ótimo que se manifestem de forma ácida ao que é escrito quando se discorda ou quando desagrada. Isso faz com que críticas minimizadas por essa chatice do ser politicamente correto o tempo todo não se percam e que artigos como o acima não se repitam.

    Não porque ele não tem qualquer qualidade e que deve ser ignorado, mas porque, acompanhando o site por mais de um ano, ainda não consegui perceber sua razão de ser nesse espaço. Não é nem questão de concordar ou discordar da visão, da atitude ou mesmo da forma de escrita da autora, é mesmo desconhecer qual foi a intenção final da autora ou no que essa intenção se relaciona com o Papo de Homem.

    Apenas uma ressalva: não é porque defenda a não utilização da máscara do politicamente correto que ache que devamos guiar nossos comentários pelo politicamente INcorreto per se. Criticar a autora como pessoa, e não como autora, é extrapolar os limites desse espaço de comentários e críticas dos leitores. Ainda que o texto seja auto-biográfico e que possamos ou não concordar com a atitude da autora (como não concordo, veja bem), isso não dá a ninguém o direito de inferir e julgar a pessoa por trás da autora (e sem duplos sentidos, por favor).

    Abraços!

  • Fencas

    Apenas complementando o Daniels (#22 e #29) e Alex (#30), Gitti: uma das coisas chatas em réplicas e tréplicas é o tentar ser politicamente correto. Como você mesmo disse, Gitti, é ótimo que se manifestem de forma ácida ao que é escrito quando se discorda ou quando desagrada. Isso faz com que críticas minimizadas por essa chatice do ser politicamente correto o tempo todo não se percam e que artigos como o acima não se repitam.

    Não porque ele não tem qualquer qualidade e que deve ser ignorado, mas porque, acompanhando o site por mais de um ano, ainda não consegui perceber sua razão de ser nesse espaço. Não é nem questão de concordar ou discordar da visão, da atitude ou mesmo da forma de escrita da autora, é mesmo desconhecer qual foi a intenção final da autora ou no que essa intenção se relaciona com o Papo de Homem.

    Apenas uma ressalva: não é porque defenda a não utilização da máscara do politicamente correto que ache que devamos guiar nossos comentários pelo politicamente INcorreto per se. Criticar a autora como pessoa, e não como autora, é extrapolar os limites desse espaço de comentários e críticas dos leitores. Ainda que o texto seja auto-biográfico e que possamos ou não concordar com a atitude da autora (como não concordo, veja bem), isso não dá a ninguém o direito de inferir e julgar a pessoa por trás da autora (e sem duplos sentidos, por favor).

    Abraços!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Fencas, concordo totalmente!

    E é por isso que o PdH é um espaço tão sui generis. Tenho orgulho de muitos leitores e leitoras que acompanho por aqui. ;-)

    Abraço!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Fencas, concordo totalmente!

    E é por isso que o PdH é um espaço tão sui generis. Tenho orgulho de muitos leitores e leitoras que acompanho por aqui. ;-)

    Abraço!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Fencas, concordo totalmente!

    E é por isso que o PdH é um espaço tão sui generis. Tenho orgulho de muitos leitores e leitoras que acompanho por aqui. ;-)

    Abraço!

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Fencas, concordo totalmente!

    E é por isso que o PdH é um espaço tão sui generis. Tenho orgulho de muitos leitores e leitoras que acompanho por aqui. ;-)

    Abraço!

  • Rafael Finotti

    Nossaaaaaaaa que texto chaaaaaaaaaaaaaaaaaato…haja paciência

    Ler uma autoritária beberrona relatar seus momentos em um bar é uma experiência de leitura totalmente irrelevante.

    Naturalmente seus amigos sem personalidade a aturam na tentativa de um dia poder comê-la embriagada..

    Porque bonita você é.

    No mais o blog tá de parabéns.

  • Rafael Finotti

    Nossaaaaaaaa que texto chaaaaaaaaaaaaaaaaaato…haja paciência

    Ler uma autoritária beberrona relatar seus momentos em um bar é uma experiência de leitura totalmente irrelevante.

    Naturalmente seus amigos sem personalidade a aturam na tentativa de um dia poder comê-la embriagada..

    Porque bonita você é.

    No mais o blog tá de parabéns.

  • Rafael Finotti

    Nossaaaaaaaa que texto chaaaaaaaaaaaaaaaaaato…haja paciência

    Ler uma autoritária beberrona relatar seus momentos em um bar é uma experiência de leitura totalmente irrelevante.

    Naturalmente seus amigos sem personalidade a aturam na tentativa de um dia poder comê-la embriagada..

    Porque bonita você é.

    No mais o blog tá de parabéns.

  • Rafael Finotti

    Nossaaaaaaaa que texto chaaaaaaaaaaaaaaaaaato…haja paciência

    Ler uma autoritária beberrona relatar seus momentos em um bar é uma experiência de leitura totalmente irrelevante.

    Naturalmente seus amigos sem personalidade a aturam na tentativa de um dia poder comê-la embriagada..

    Porque bonita você é.

    No mais o blog tá de parabéns.

  • porífero audaz

    parabéns malu,
    tu não é porífero mas é uma esponja..;)
    bj

  • porífero audaz

    parabéns malu,
    tu não é porífero mas é uma esponja..;)
    bj

  • porífero audaz

    parabéns malu,
    tu não é porífero mas é uma esponja..;)
    bj

  • porífero audaz

    parabéns malu,
    tu não é porífero mas é uma esponja..;)
    bj

  • http://www.colheradacultural.com.br/ Malu Porto

    Olá queridos amigos e leitores do Papo de Homem.

    A polêmica gerada pela minha crônica (esse gênero jornalístico que se propõe a ser um texto curto e narrado em primeira pessoa) me lembrou muito de uma antiga discussão sobre o “o ponto da ironia” – algo como uma exclamação de duas cabeças – passar a ser incorporado ao nosso vocabulário como sinal ortográfico.

    Fomentada por cronistas veteranos como Veríssimo, Ziraldo e Millôr Fernandes essa causa seria uma boa opção para solucionar textos “politicamente incorretos” e satíricos, como este acima (que poderia facilmente conter uns 6 ou 7 sinais deste), em que a última intenção seja ser ler levado ao pé da letra, mas sim, desafogar a rotina jornalística de tanta caretice e pernosticidade.

    Por fim, deixo as palavras do próprio Veríssimo, autor ácido e sarcástico, por muitas vezes criticado e mal entendido.

    “Escrever com ironia é um pouco como escrever em código: a comunicação só funciona se na outra ponta houver um decodificador. Quem se mete a escrever irônica ou satiricamente precisa saber que nem todos têm o decodificador.”

    E para quem considerou o texto “meio vazio”, bom eu sempre prefiro usar a metáffora do “meio cheio”! hahaha

    Até porque pessoas sem irreverência e bom humor passam longe das minhas mesas de chope! Afinal, tem coisa mais chata do que ter que explicar piada?

    Cheers!

  • http://www.colheradacultural.com.br/ Malu Porto

    Olá queridos amigos e leitores do Papo de Homem.

    A polêmica gerada pela minha crônica (esse gênero jornalístico que se propõe a ser um texto curto e narrado em primeira pessoa) me lembrou muito de uma antiga discussão sobre o “o ponto da ironia” – algo como uma exclamação de duas cabeças – passar a ser incorporado ao nosso vocabulário como sinal ortográfico.

    Fomentada por cronistas veteranos como Veríssimo, Ziraldo e Millôr Fernandes essa causa seria uma boa opção para solucionar textos “politicamente incorretos” e satíricos, como este acima (que poderia facilmente conter uns 6 ou 7 sinais deste), em que a última intenção seja ser ler levado ao pé da letra, mas sim, desafogar a rotina jornalística de tanta caretice e pernosticidade.

    Por fim, deixo as palavras do próprio Veríssimo, autor ácido e sarcástico, por muitas vezes criticado e mal entendido.

    “Escrever com ironia é um pouco como escrever em código: a comunicação só funciona se na outra ponta houver um decodificador. Quem se mete a escrever irônica ou satiricamente precisa saber que nem todos têm o decodificador.”

    E para quem considerou o texto “meio vazio”, bom eu sempre prefiro usar a metáffora do “meio cheio”! hahaha

    Até porque pessoas sem irreverência e bom humor passam longe das minhas mesas de chope! Afinal, tem coisa mais chata do que ter que explicar piada?

    Cheers!

  • http://www.colheradacultural.com.br/ Malu Porto

    Olá queridos amigos e leitores do Papo de Homem.

    A polêmica gerada pela minha crônica (esse gênero jornalístico que se propõe a ser um texto curto e narrado em primeira pessoa) me lembrou muito de uma antiga discussão sobre o “o ponto da ironia” – algo como uma exclamação de duas cabeças – passar a ser incorporado ao nosso vocabulário como sinal ortográfico.

    Fomentada por cronistas veteranos como Veríssimo, Ziraldo e Millôr Fernandes essa causa seria uma boa opção para solucionar textos “politicamente incorretos” e satíricos, como este acima (que poderia facilmente conter uns 6 ou 7 sinais deste), em que a última intenção seja ser ler levado ao pé da letra, mas sim, desafogar a rotina jornalística de tanta caretice e pernosticidade.

    Por fim, deixo as palavras do próprio Veríssimo, autor ácido e sarcástico, por muitas vezes criticado e mal entendido.

    “Escrever com ironia é um pouco como escrever em código: a comunicação só funciona se na outra ponta houver um decodificador. Quem se mete a escrever irônica ou satiricamente precisa saber que nem todos têm o decodificador.”

    E para quem considerou o texto “meio vazio”, bom eu sempre prefiro usar a metáffora do “meio cheio”! hahaha

    Até porque pessoas sem irreverência e bom humor passam longe das minhas mesas de chope! Afinal, tem coisa mais chata do que ter que explicar piada?

    Cheers!

  • http://www.colheradacultural.com.br Malu Porto

    Olá queridos amigos e leitores do Papo de Homem.

    A polêmica gerada pela minha crônica (esse gênero jornalístico que se propõe a ser um texto curto e narrado em primeira pessoa) me lembrou muito de uma antiga discussão sobre o “o ponto da ironia” – algo como uma exclamação de duas cabeças – passar a ser incorporado ao nosso vocabulário como sinal ortográfico.

    Fomentada por cronistas veteranos como Veríssimo, Ziraldo e Millôr Fernandes essa causa seria uma boa opção para solucionar textos “politicamente incorretos” e satíricos, como este acima (que poderia facilmente conter uns 6 ou 7 sinais deste), em que a última intenção seja ser ler levado ao pé da letra, mas sim, desafogar a rotina jornalística de tanta caretice e pernosticidade.

    Por fim, deixo as palavras do próprio Veríssimo, autor ácido e sarcástico, por muitas vezes criticado e mal entendido.

    “Escrever com ironia é um pouco como escrever em código: a comunicação só funciona se na outra ponta houver um decodificador. Quem se mete a escrever irônica ou satiricamente precisa saber que nem todos têm o decodificador.”

    E para quem considerou o texto “meio vazio”, bom eu sempre prefiro usar a metáffora do “meio cheio”! hahaha

    Até porque pessoas sem irreverência e bom humor passam longe das minhas mesas de chope! Afinal, tem coisa mais chata do que ter que explicar piada?

    Cheers!

  • Pablo Rocha

    hum…. Sex an the city detected! :D

    Brincadeiras a parte, como já comentaram, mulheres boas de copo são ótimas companheiras, sebem se virar e não tem muita frescura.

  • Pablo Rocha

    hum…. Sex an the city detected! :D

    Brincadeiras a parte, como já comentaram, mulheres boas de copo são ótimas companheiras, sebem se virar e não tem muita frescura.

  • Pablo Rocha

    hum…. Sex an the city detected! :D

    Brincadeiras a parte, como já comentaram, mulheres boas de copo são ótimas companheiras, sebem se virar e não tem muita frescura.

  • Pablo Rocha

    hum…. Sex an the city detected! :D

    Brincadeiras a parte, como já comentaram, mulheres boas de copo são ótimas companheiras, sebem se virar e não tem muita frescura.

  • Claudio Corrêa

    Eu ia comentar, mas depois de ler tantos comentários imbecis,
    prefiro ficar calado.

  • Claudio Corrêa

    Eu ia comentar, mas depois de ler tantos comentários imbecis,
    prefiro ficar calado.

  • Claudio Corrêa

    Eu ia comentar, mas depois de ler tantos comentários imbecis,
    prefiro ficar calado.

  • Claudio Corrêa

    Eu ia comentar, mas depois de ler tantos comentários imbecis,
    prefiro ficar calado.

  • Daniel Torres

    Sempre adimirei mulheres boas de copo, até pq a mesa de um bar fica bem melhor com aquela presença feminina. Mas não aquela que nos assiste bebendo, consome às nossas custas, e ainda quer ir embora cedo, mas sim aquela que é tão parceira quanto todos os outros cuecas da mesa, bebe como todos, e ainda divide a conta! Que Maravilha!!!

  • Daniel Torres

    Sempre adimirei mulheres boas de copo, até pq a mesa de um bar fica bem melhor com aquela presença feminina. Mas não aquela que nos assiste bebendo, consome às nossas custas, e ainda quer ir embora cedo, mas sim aquela que é tão parceira quanto todos os outros cuecas da mesa, bebe como todos, e ainda divide a conta! Que Maravilha!!!

  • Daniel Torres

    Sempre adimirei mulheres boas de copo, até pq a mesa de um bar fica bem melhor com aquela presença feminina. Mas não aquela que nos assiste bebendo, consome às nossas custas, e ainda quer ir embora cedo, mas sim aquela que é tão parceira quanto todos os outros cuecas da mesa, bebe como todos, e ainda divide a conta! Que Maravilha!!!

  • Daniel Torres

    Sempre adimirei mulheres boas de copo, até pq a mesa de um bar fica bem melhor com aquela presença feminina. Mas não aquela que nos assiste bebendo, consome às nossas custas, e ainda quer ir embora cedo, mas sim aquela que é tão parceira quanto todos os outros cuecas da mesa, bebe como todos, e ainda divide a conta! Que Maravilha!!!

  • Natalí Garcia

    Sei lá… Só acho que tá virando moda essa coisa de mulher boa de copo… Assim como tá virando moda mulher geek…
    Acho ótimo quando as pessoas simplesmente dão vazão aos seus NATURAIS interesses, mas do contrário, fica tãaaaao fake… especialmente mulher boa de copo metida `a intelectualóide blasé…. bléhhhh :p

  • Natalí Garcia

    Sei lá… Só acho que tá virando moda essa coisa de mulher boa de copo… Assim como tá virando moda mulher geek…
    Acho ótimo quando as pessoas simplesmente dão vazão aos seus NATURAIS interesses, mas do contrário, fica tãaaaao fake… especialmente mulher boa de copo metida `a intelectualóide blasé…. bléhhhh :p

  • Natalí Garcia

    Sei lá… Só acho que tá virando moda essa coisa de mulher boa de copo… Assim como tá virando moda mulher geek…
    Acho ótimo quando as pessoas simplesmente dão vazão aos seus NATURAIS interesses, mas do contrário, fica tãaaaao fake… especialmente mulher boa de copo metida `a intelectualóide blasé…. bléhhhh :p

  • Natalí Garcia

    Sei lá… Só acho que tá virando moda essa coisa de mulher boa de copo… Assim como tá virando moda mulher geek…
    Acho ótimo quando as pessoas simplesmente dão vazão aos seus NATURAIS interesses, mas do contrário, fica tãaaaao fake… especialmente mulher boa de copo metida `a intelectualóide blasé…. bléhhhh :p

  • Natalí Garcia

    ah, caso tenha parecido, isso não foi um comentário irônico para a autora do texto… é que realmente é tendência… e tá dando no saco….rs

  • Natalí Garcia

    ah, caso tenha parecido, isso não foi um comentário irônico para a autora do texto… é que realmente é tendência… e tá dando no saco….rs

  • Natalí Garcia

    ah, caso tenha parecido, isso não foi um comentário irônico para a autora do texto… é que realmente é tendência… e tá dando no saco….rs

  • Guilherme Melo

    Tá…. mas já parou de pensar que pode estar fazendo um julgamento errôneo das pessoas pelo simples fato de não serem boas de copo??? É esse tipo de coisa que você vê numa pessoa numa mesa de boteco? “Se não enxuga igual a mim então pode voltar pra trás” ? E o que essa pessoa ia achar de você?(além do fato q você vai deixar seu amigo que levou a pessoa pra mesa p da vida com você) Nem todo mundo é tolerante ao alcool assim como vc, mas nem por isso nao vão deixar de ter outras qualidades… Imagina que uma amiga sua leva um cara pra mesa que seja tipo o Gitti, mas que ele nao seja tão bom de copo assim (não sei se é o caso dele… só sei que ele tem cara de beberrão), pensa no papo cabeça que você ia perder…(sem querer puxar saco do cara).

    Sei lá, posso estar sendo chato mas pelos seus outros textos que eu li acho que você tem capacidade suficiente para um post muito melhor, até mais.

  • Guilherme Melo

    Tá…. mas já parou de pensar que pode estar fazendo um julgamento errôneo das pessoas pelo simples fato de não serem boas de copo??? É esse tipo de coisa que você vê numa pessoa numa mesa de boteco? “Se não enxuga igual a mim então pode voltar pra trás” ? E o que essa pessoa ia achar de você?(além do fato q você vai deixar seu amigo que levou a pessoa pra mesa p da vida com você) Nem todo mundo é tolerante ao alcool assim como vc, mas nem por isso nao vão deixar de ter outras qualidades… Imagina que uma amiga sua leva um cara pra mesa que seja tipo o Gitti, mas que ele nao seja tão bom de copo assim (não sei se é o caso dele… só sei que ele tem cara de beberrão), pensa no papo cabeça que você ia perder…(sem querer puxar saco do cara).

    Sei lá, posso estar sendo chato mas pelos seus outros textos que eu li acho que você tem capacidade suficiente para um post muito melhor, até mais.

  • Guilherme Melo

    Tá…. mas já parou de pensar que pode estar fazendo um julgamento errôneo das pessoas pelo simples fato de não serem boas de copo??? É esse tipo de coisa que você vê numa pessoa numa mesa de boteco? “Se não enxuga igual a mim então pode voltar pra trás” ? E o que essa pessoa ia achar de você?(além do fato q você vai deixar seu amigo que levou a pessoa pra mesa p da vida com você) Nem todo mundo é tolerante ao alcool assim como vc, mas nem por isso nao vão deixar de ter outras qualidades… Imagina que uma amiga sua leva um cara pra mesa que seja tipo o Gitti, mas que ele nao seja tão bom de copo assim (não sei se é o caso dele… só sei que ele tem cara de beberrão), pensa no papo cabeça que você ia perder…(sem querer puxar saco do cara).

    Sei lá, posso estar sendo chato mas pelos seus outros textos que eu li acho que você tem capacidade suficiente para um post muito melhor, até mais.

  • João

    Pois é, eu queria entender se tu quis dizer com o texto.

    Ok. Tu bebe muito!
    Mas isso seria um propósito para uma (RE)AFIRMAÇÃO FEMININA? Como por exemplo, ‘ EU BEBO MAIS QUE MUITO HOMEM’; do mesmo modo que dizem aquele clássico jargão quando querem se (RE)afirmar como femininas independentes, ‘SOU MAIS MACHO QUE MUITO HOMEM’. Não sei se foi essa a abordagem que quis trasnmitir, mas foi o que pareceu.

    Eu sou a favor de que as gurias falem aquei. Continua escrevendo. Coisa mais linda é tentar compreender o posicionamento das delas.

  • João

    Pois é, eu queria entender se tu quis dizer com o texto.

    Ok. Tu bebe muito!
    Mas isso seria um propósito para uma (RE)AFIRMAÇÃO FEMININA? Como por exemplo, ‘ EU BEBO MAIS QUE MUITO HOMEM’; do mesmo modo que dizem aquele clássico jargão quando querem se (RE)afirmar como femininas independentes, ‘SOU MAIS MACHO QUE MUITO HOMEM’. Não sei se foi essa a abordagem que quis trasnmitir, mas foi o que pareceu.

    Eu sou a favor de que as gurias falem aquei. Continua escrevendo. Coisa mais linda é tentar compreender o posicionamento das delas.

  • João

    Pois é, eu queria entender se tu quis dizer com o texto.

    Ok. Tu bebe muito!
    Mas isso seria um propósito para uma (RE)AFIRMAÇÃO FEMININA? Como por exemplo, ‘ EU BEBO MAIS QUE MUITO HOMEM’; do mesmo modo que dizem aquele clássico jargão quando querem se (RE)afirmar como femininas independentes, ‘SOU MAIS MACHO QUE MUITO HOMEM’. Não sei se foi essa a abordagem que quis trasnmitir, mas foi o que pareceu.

    Eu sou a favor de que as gurias falem aquei. Continua escrevendo. Coisa mais linda é tentar compreender o posicionamento das delas.

  • Michella

    É um texto leve e despretencioso realmente, e nem acho que se deva julgar por causa de um texto…mas, também esperava algo melhor, o que não é um problema da autora…

    De repente o problema é de quem como eu esperou um pouquinho mais de conteúdo ou de quem não possui o ‘tal’ codificador…(que lástima!não devo ter..)

    …Se bem que se Veríssimo, Ziraldo ou Millor me dissessem isso eu poderia até respensar…
    Eu sinceramente acho que os sem codificador, tb tem lá sua razão… afinal se é chato explicar piada, ouvir piada sem graça então é pior ainda. ;)

  • Michella

    É um texto leve e despretencioso realmente, e nem acho que se deva julgar por causa de um texto…mas, também esperava algo melhor, o que não é um problema da autora…

    De repente o problema é de quem como eu esperou um pouquinho mais de conteúdo ou de quem não possui o ‘tal’ codificador…(que lástima!não devo ter..)

    …Se bem que se Veríssimo, Ziraldo ou Millor me dissessem isso eu poderia até respensar…
    Eu sinceramente acho que os sem codificador, tb tem lá sua razão… afinal se é chato explicar piada, ouvir piada sem graça então é pior ainda. ;)

  • Michella

    É um texto leve e despretencioso realmente, e nem acho que se deva julgar por causa de um texto…mas, também esperava algo melhor, o que não é um problema da autora…

    De repente o problema é de quem como eu esperou um pouquinho mais de conteúdo ou de quem não possui o ‘tal’ codificador…(que lástima!não devo ter..)

    …Se bem que se Veríssimo, Ziraldo ou Millor me dissessem isso eu poderia até respensar…
    Eu sinceramente acho que os sem codificador, tb tem lá sua razão… afinal se é chato explicar piada, ouvir piada sem graça então é pior ainda. ;)

  • Charlie

    Acho legal mulher que não tem frescura, mas até um ponto em que não perca a femininidade. Tem umas que gostam de forçar a barra para serem aceitas por grupos de homens só pq não têm muitas amigas ou são meio frustradas. Cada um com seus limites, com suas bebidas e com suas idéias.

  • Charlie

    Acho legal mulher que não tem frescura, mas até um ponto em que não perca a femininidade. Tem umas que gostam de forçar a barra para serem aceitas por grupos de homens só pq não têm muitas amigas ou são meio frustradas. Cada um com seus limites, com suas bebidas e com suas idéias.

  • Charlie

    Acho legal mulher que não tem frescura, mas até um ponto em que não perca a femininidade. Tem umas que gostam de forçar a barra para serem aceitas por grupos de homens só pq não têm muitas amigas ou são meio frustradas. Cada um com seus limites, com suas bebidas e com suas idéias.

  • Luna

    acredito que o bom bebedor é aquele que sabe seus limites… e que não se preocupa se é mais ou menos careta… ou mais homem ou menos homem pq bebeu menos que seus amigos…
    o interessante da mesa de bar é a conversa discontraída, despretenciosa, onde o melhor de beber, é beber na companhia de amigos.
    E quer saber? os amigos que não bebem ou bebe menos, são até mais amigos, pq além de nos aturar, nos levam pra casa com segurança e o meu carrinho agradece, rsrs.
    Excluir alguem de uma boa roda de bar pq não compartilha de minhas ideias, é perder a chance de abrir meus horizontes, pois são as diferenças que impulsionam a vida.

  • Luna

    acredito que o bom bebedor é aquele que sabe seus limites… e que não se preocupa se é mais ou menos careta… ou mais homem ou menos homem pq bebeu menos que seus amigos…
    o interessante da mesa de bar é a conversa discontraída, despretenciosa, onde o melhor de beber, é beber na companhia de amigos.
    E quer saber? os amigos que não bebem ou bebe menos, são até mais amigos, pq além de nos aturar, nos levam pra casa com segurança e o meu carrinho agradece, rsrs.
    Excluir alguem de uma boa roda de bar pq não compartilha de minhas ideias, é perder a chance de abrir meus horizontes, pois são as diferenças que impulsionam a vida.

  • Pingback: Tweets that mention Mulheres boas de copo | Papo de Homem – Lifestyle Magazine -- Topsy.com

  • vieux gitain

    ta, vc entorna todas , mas…. e dai?
    quer dizer que o homem que não entorna pra vc nao presta ou então é inferior?
    ou que vc tem a obrigação de deixar um cara com o dobro de tamanho e de peso pedindo arrego?
    quer dizer então que vc é muito mais macho que muito macho por ai? acho q tem um nome pra mulher assim, algo a ver com calçados se nao estou errado
    sempre soube que “jornalista formado” tinha por obrigação escrever um texto com PRINCIPIO, MEIO E FIM e até agora so vi o começo,, vai ter parte dois e tres? deve ser ne?
    se tiver espero q sejam bem melhores do que esta, aonde alguem andou fazendo sua autopromoção dizendo pra todos: “olha como eu sou superior, não é qualquer um que me derruba”, na minha terra chamamos isso de mulher cachaceira mas como aqui é São Paulo, tal vez esse nome pegue mal ne?
    vou ficar esperando pela continuaçao, esperando que nao seja pior do que nos filmes, aonde 99% sao pior que a original.
    Abraços ironicos

  • vieux gitain

    ta, vc entorna todas , mas…. e dai?
    quer dizer que o homem que não entorna pra vc nao presta ou então é inferior?
    ou que vc tem a obrigação de deixar um cara com o dobro de tamanho e de peso pedindo arrego?
    quer dizer então que vc é muito mais macho que muito macho por ai? acho q tem um nome pra mulher assim, algo a ver com calçados se nao estou errado
    sempre soube que “jornalista formado” tinha por obrigação escrever um texto com PRINCIPIO, MEIO E FIM e até agora so vi o começo,, vai ter parte dois e tres? deve ser ne?
    se tiver espero q sejam bem melhores do que esta, aonde alguem andou fazendo sua autopromoção dizendo pra todos: “olha como eu sou superior, não é qualquer um que me derruba”, na minha terra chamamos isso de mulher cachaceira mas como aqui é São Paulo, tal vez esse nome pegue mal ne?
    vou ficar esperando pela continuaçao, esperando que nao seja pior do que nos filmes, aonde 99% sao pior que a original.
    Abraços ironicos

  • Laura

    Qual era pra ser o sentido desse texto ? Soou um ode egocêntrico à ti mesma baseado em achar ultra foda uma mulher boa de copo. ”eu sou foda. sou boa de copo. tenho cacife pra selecionar as peguetes dos meus amigos. sou praticamente um homem de saias. blablabla.”
    Concordo que é bom – essencial – ter papos que vão além de esmaltes e roupas, mas ninguém precisa manjar muito de canha pra conseguir isso.
    Simplesmente deprimente ver uma mulher implorando tanto pela aceitação masculina. Detesto mulheres que querem sugar certas coisas do universo masculino e se vangloriar por isso. Eu tenho vários gostos típicos de macho, mas não fico me achando a superfodona por isso.
    Espero que teus próximos posts não fiquem tão centrados em ti e tenham conteúdo.

  • Laura

    Qual era pra ser o sentido desse texto ? Soou um ode egocêntrico à ti mesma baseado em achar ultra foda uma mulher boa de copo. ”eu sou foda. sou boa de copo. tenho cacife pra selecionar as peguetes dos meus amigos. sou praticamente um homem de saias. blablabla.”
    Concordo que é bom – essencial – ter papos que vão além de esmaltes e roupas, mas ninguém precisa manjar muito de canha pra conseguir isso.
    Simplesmente deprimente ver uma mulher implorando tanto pela aceitação masculina. Detesto mulheres que querem sugar certas coisas do universo masculino e se vangloriar por isso. Eu tenho vários gostos típicos de macho, mas não fico me achando a superfodona por isso.
    Espero que teus próximos posts não fiquem tão centrados em ti e tenham conteúdo.

  • Juliana

    Adorei o texto! Descreve exatamente a fase que estou vivendo… após as meninas da turma trancarem a facul e as outras meninas das outras salas que andavam com a gente mostrarem seu verdadeiro lado, sobrou eu e mais 4 rapazes… assiduos frequentadores do único butequinho próximo a facul, quem entra pra pegar cerveja sou eu, quando eu não banco altas rodadas noite afora tb… posso dizer que é risada garantida nos mais diversos assuntos… fora ter alguém pra te ‘proteger’ dos tiozinhos safados kkkk ou te sacanear qdo vc mais precisa de ajuda hahaha….

  • Juliana

    Adorei o texto! Descreve exatamente a fase que estou vivendo… após as meninas da turma trancarem a facul e as outras meninas das outras salas que andavam com a gente mostrarem seu verdadeiro lado, sobrou eu e mais 4 rapazes… assiduos frequentadores do único butequinho próximo a facul, quem entra pra pegar cerveja sou eu, quando eu não banco altas rodadas noite afora tb… posso dizer que é risada garantida nos mais diversos assuntos… fora ter alguém pra te ‘proteger’ dos tiozinhos safados kkkk ou te sacanear qdo vc mais precisa de ajuda hahaha….

  • Alex

    Uma coisa que eu nao entendo eh como quase todos os textos que sao considerados pelo publico do PdH como horriveis, vazios ou oq for, sejam respondidos sempre mergulhados em ironia e arrogancia.

    Quer dizer, se eu achei o texto meio vazio, eh porque ele eh dificil demais pra mim entender. Gente, que coisa nao? O vazio sou eu. Ah pelo amor de deus..

    Desculpa se nao entendi a piada. So uma coisa: pior que ter que explicar a piada, eh fazer uma e nao saber se expressar na hora de contar. Ai sim vc vai precisar explicar.

    Ah, e outra coisa. Se Verissimo nao foi entendido e vc tambem nao foi, nao me venha citar o que ele falou pra justificar o seu texto.Voce nao foi entendida ou achamos seu texto vazio por outros motivos. Isso eh um conselho que te dou para nao parecer arrogante: nao compare seu trabalho com trabalho de gente grande. (Sem querer desmerecer seu trabalho, nao sei sobre seus outros textos. Mas se seu texto for realmente bom, outras pessoas vao comentar e comparar com quem quer que seja. Deixe essa tarefa pra elas.)

  • Alex

    Uma coisa que eu nao entendo eh como quase todos os textos que sao considerados pelo publico do PdH como horriveis, vazios ou oq for, sejam respondidos sempre mergulhados em ironia e arrogancia.

    Quer dizer, se eu achei o texto meio vazio, eh porque ele eh dificil demais pra mim entender. Gente, que coisa nao? O vazio sou eu. Ah pelo amor de deus..

    Desculpa se nao entendi a piada. So uma coisa: pior que ter que explicar a piada, eh fazer uma e nao saber se expressar na hora de contar. Ai sim vc vai precisar explicar.

    Ah, e outra coisa. Se Verissimo nao foi entendido e vc tambem nao foi, nao me venha citar o que ele falou pra justificar o seu texto.Voce nao foi entendida ou achamos seu texto vazio por outros motivos. Isso eh um conselho que te dou para nao parecer arrogante: nao compare seu trabalho com trabalho de gente grande. (Sem querer desmerecer seu trabalho, nao sei sobre seus outros textos. Mas se seu texto for realmente bom, outras pessoas vao comentar e comparar com quem quer que seja. Deixe essa tarefa pra elas.)

  • http://pablon.com.br/ Pablon

    Laura, bom saber que ainda existem mulheres de verdade!

    Alias, mulheres não deveriam consumir álcool, fumar e “Dar de primeira”…

  • http://pablon.com.br Pablon

    Laura, bom saber que ainda existem mulheres de verdade!

    Alias, mulheres não deveriam consumir álcool, fumar e “Dar de primeira”…

  • Roberto

    Malu, ver isso numa jornalista é lindo.

    Fiz engenharia, no curso a maioria das mulheres eram assim.

    Elas tinham que se adaptar(na turma de 80 pessoas eram 14 mulheres), a própria universidade dava margem a isso:
    Já se chegava na faculdade tendo as principais e mais prazeroas matérias do curso:
    Introdução a bebidas alcoólicas
    Truco 1
    Estratégia locacional de mesas
    Lab. de colisões (aula prática em mesa de sinuca)
    Com todo esse conhecimento, não dava outra, antes do 1º semestre já exerciam a profissão de cachaceiras profissionais.

    Mas, infelizmente, não tinhamos os mais belos exemplares de mulheres. É de conhecimento geral da nação que a única diferença entre o hulk e a mulher de engenharia é que o hulk consegue voltar ao normal.

  • Roberto

    Malu, ver isso numa jornalista é lindo.

    Fiz engenharia, no curso a maioria das mulheres eram assim.

    Elas tinham que se adaptar(na turma de 80 pessoas eram 14 mulheres), a própria universidade dava margem a isso:
    Já se chegava na faculdade tendo as principais e mais prazeroas matérias do curso:
    Introdução a bebidas alcoólicas
    Truco 1
    Estratégia locacional de mesas
    Lab. de colisões (aula prática em mesa de sinuca)
    Com todo esse conhecimento, não dava outra, antes do 1º semestre já exerciam a profissão de cachaceiras profissionais.

    Mas, infelizmente, não tinhamos os mais belos exemplares de mulheres. É de conhecimento geral da nação que a única diferença entre o hulk e a mulher de engenharia é que o hulk consegue voltar ao normal.

  • Mauricio P. D. P.

    Interessante. Um homem só é bom o suficiente para ti se ele for bom de copo… o resto não importa. Legal, vais ter um belo futuro com teu marido bêbado.

    Futebol proibido na tua presença e é tu quem aprova as garotas dos teus amigos… que m. Teus amigos são muito capachos por aceitarem isso. Não conheço uma mesa de bar (apenas homens) onde é proibido algum assunto ou alguma pessoa. Isso sim é pura frescura. Se te achas mais macho que muito homem por beber mais cerveja, não sabes o real significado de ser um homem macho. Ser um homem macho tem relação com deciões corretas e ações justas e honradas. Já visse o filme “O Patriota”? Dá uma olhada, muito bom.

    Abraços.

  • Mauricio P. D. P.

    Interessante. Um homem só é bom o suficiente para ti se ele for bom de copo… o resto não importa. Legal, vais ter um belo futuro com teu marido bêbado.

    Futebol proibido na tua presença e é tu quem aprova as garotas dos teus amigos… que m. Teus amigos são muito capachos por aceitarem isso. Não conheço uma mesa de bar (apenas homens) onde é proibido algum assunto ou alguma pessoa. Isso sim é pura frescura. Se te achas mais macho que muito homem por beber mais cerveja, não sabes o real significado de ser um homem macho. Ser um homem macho tem relação com deciões corretas e ações justas e honradas. Já visse o filme “O Patriota”? Dá uma olhada, muito bom.

    Abraços.

  • Luiz Hombre

    Sexos opostos na mesa de bar só se dão bem quando a noite acaba na cama!

    sem mais.

  • Luiz Hombre

    Sexos opostos na mesa de bar só se dão bem quando a noite acaba na cama!

    sem mais.

  • http://www.eternatpm.com/ Ju

    Malu …

    mandou bem no texto … parabéns!

    Os melhores anos da nossa vida com certeza, são passados na mesa do boteco da facul, rodeado de amigos e muiiiiiita breja …

    estou vivendo esse momento agora, ainda não consigo deixar os meninos pra trás .. mas me viro bem … e sem cair .. nem chorar kkkkkk

    vou sentir falta qdo acabar …

  • http://www.eternatpm.com Ju

    Malu …

    mandou bem no texto … parabéns!

    Os melhores anos da nossa vida com certeza, são passados na mesa do boteco da facul, rodeado de amigos e muiiiiiita breja …

    estou vivendo esse momento agora, ainda não consigo deixar os meninos pra trás .. mas me viro bem … e sem cair .. nem chorar kkkkkk

    vou sentir falta qdo acabar …

  • http://www.eternatpm.com/ Ju

    Cagaleo … to vendo os comentários agora …

    meussss … não to entendo o que o povo tah agredindo a autora do post … não gostou do que ela escreveu??? Vai ler outro texto do PDH … algum outro autor que goste ..

    ficar rotulando como vazia, metida já é passar do limite né? … foi só um texto … não tem como julgar uma pessoa assim …

  • http://www.eternatpm.com Ju

    Cagaleo … to vendo os comentários agora …

    meussss … não to entendo o que o povo tah agredindo a autora do post … não gostou do que ela escreveu??? Vai ler outro texto do PDH … algum outro autor que goste ..

    ficar rotulando como vazia, metida já é passar do limite né? … foi só um texto … não tem como julgar uma pessoa assim …

  • Alex

    So pra deixar claro, nao julguei a autora. So o texto e o coment dela. Ela mesmo eu nem conheco. =)

  • Alex

    So pra deixar claro, nao julguei a autora. So o texto e o coment dela. Ela mesmo eu nem conheco. =)

  • eva

    Texto Despretensioso???

    acho que não hein, acho que tem alguem que quer uma medalha … A CALCINHA QUE BEBE FEITO UM MACHO!!
    horrivel… faltou classe

  • eva

    Texto Despretensioso???

    acho que não hein, acho que tem alguem que quer uma medalha … A CALCINHA QUE BEBE FEITO UM MACHO!!
    horrivel… faltou classe

  • Renato

    Entrei pra espiar o site e vi que o artigo da guria já tinha 69 comentários!!!!!!! Resolvi ler de novo, pois da primeira vez tinha achado engraçado, só isso. Será que vcs leram o mesmo texto que li?

    Pelo que li a jornalista escreveu que curte um papo-cabeça em mesa de bar, ou já curtiu na época da faculdade. E quem é que não gosta de jogar conversa fora, de trocar idéias filosóficas, antropológicos e outras lógicas, sem compromisso, sem medo de critica? E isso só acitece em mesa de bar.

    E se neguinho começa a atrapalhar o papo não tem de “sartar” fora mesmo? Namorada chata, mulher q não curte o papo, idem. Machista então, nem se fala. Ficar de pileque interrompendo os outros tb tem de ser expulso. É ou não é? Agora, daí falar que ela bebe todas, que é preconceituosa, esnobe, papo vazio? Não li isso, pelo contrário. Dá pra ver que ela escreve com saudade, que ela se sentia até privilegiada de pertencer a uma tribo (a maioria sempre é de homem) onde ela se encontrava, falava a mesma língua.

    E não era conversinha de mulher ou aquela mesmice de futebol. Era papo sério, até estudo antropológico, “que só acontecem nas mágicas mesas dos botecos da madrugada” como ela disse. E mais, que ela mantinha o nível, porque macho de pileque não leva menina a sério mesmo, imagina deixar ela falar. Sabe de uma coisa, os “contra de plantão” tem de ir a uma mesa de bar, pra dizer o que disseram aqui, aí quero ver se o papo deles é chato e vazio. Eu achei engraçado, e é assim mesmo. Malu me diz onde é tua mesa que o papo deve ser bom…..

  • Renato

    Entrei pra espiar o site e vi que o artigo da guria já tinha 69 comentários!!!!!!! Resolvi ler de novo, pois da primeira vez tinha achado engraçado, só isso. Será que vcs leram o mesmo texto que li?

    Pelo que li a jornalista escreveu que curte um papo-cabeça em mesa de bar, ou já curtiu na época da faculdade. E quem é que não gosta de jogar conversa fora, de trocar idéias filosóficas, antropológicos e outras lógicas, sem compromisso, sem medo de critica? E isso só acitece em mesa de bar.

    E se neguinho começa a atrapalhar o papo não tem de “sartar” fora mesmo? Namorada chata, mulher q não curte o papo, idem. Machista então, nem se fala. Ficar de pileque interrompendo os outros tb tem de ser expulso. É ou não é? Agora, daí falar que ela bebe todas, que é preconceituosa, esnobe, papo vazio? Não li isso, pelo contrário. Dá pra ver que ela escreve com saudade, que ela se sentia até privilegiada de pertencer a uma tribo (a maioria sempre é de homem) onde ela se encontrava, falava a mesma língua.

    E não era conversinha de mulher ou aquela mesmice de futebol. Era papo sério, até estudo antropológico, “que só acontecem nas mágicas mesas dos botecos da madrugada” como ela disse. E mais, que ela mantinha o nível, porque macho de pileque não leva menina a sério mesmo, imagina deixar ela falar. Sabe de uma coisa, os “contra de plantão” tem de ir a uma mesa de bar, pra dizer o que disseram aqui, aí quero ver se o papo deles é chato e vazio. Eu achei engraçado, e é assim mesmo. Malu me diz onde é tua mesa que o papo deve ser bom…..

  • MARIO

    Quem fala muito é quem menos bebe, deixa a cerveja quente e fica sóbrio até o fim pra dizer que é forte..
    Quando alguém pede arrego antes, não julgo que eu bebo mais, nunca sabemos se a pessoa estava de estômago vazio, ou era o dia, sei lá, tem dia que bebemos mais e demora pra dar um grau e tem dia que bebemos menos e já ficamos louco…

  • MARIO

    Quem fala muito é quem menos bebe, deixa a cerveja quente e fica sóbrio até o fim pra dizer que é forte..
    Quando alguém pede arrego antes, não julgo que eu bebo mais, nunca sabemos se a pessoa estava de estômago vazio, ou era o dia, sei lá, tem dia que bebemos mais e demora pra dar um grau e tem dia que bebemos menos e já ficamos louco…

  • Léo

    Bem, beber com os amigos é bom masss ter uma parceira de bebida nunca foi meu alvo.

  • Léo

    Bem, beber com os amigos é bom masss ter uma parceira de bebida nunca foi meu alvo.

  • susie

    Heiii tbem sou boa de copo , mas depois da noitada , uma pegada tbem é bom neh!!!!!
    HH proposito como faço pra aparecer minha fotinha????
    rsrsrsr

  • susie

    Heiii tbem sou boa de copo , mas depois da noitada , uma pegada tbem é bom neh!!!!!
    HH proposito como faço pra aparecer minha fotinha????
    rsrsrsr

  • susie

    Claudio Correia , que é isso????? vamos tomar uma pra melhorar seu humor !!!!

  • susie

    Claudio Correia , que é isso????? vamos tomar uma pra melhorar seu humor !!!!

  • Andre

    Cara Malu Porto, sua crônica está muito boa!

    Aprecio bastante textos sarcásticos… só quem sabe usar de ironia e entender são pessoas inteligentes e com um senso de humor mais apurado. O que já deu pra perceber que não é o caso da maioria dos leitores que comentaram.

    De fato, quando estamos afim de se reunir com os camaradas pra uma conversa mais cabeça é insuportável ter um bêbado incoveniente na mesa falando merda e atrapalhando o raciocínio da galera! Também sempre seleciono meus companheiros de mesas mágicas e mulheres que tem assunto e aguentam o tranco é lindo.

    E para isso saber beber é fundamental, como você mesma disse que “ser uma mulher “boa de copo” não se limita ao fato reducionista de “beber todas”.

    Acho que o pessoal aqui não leu com atenção ou não sabem o que siginifica a palavra reducionista kkkkk

    um abraço e parabéns!

  • Andre

    Cara Malu Porto, sua crônica está muito boa!

    Aprecio bastante textos sarcásticos… só quem sabe usar de ironia e entender são pessoas inteligentes e com um senso de humor mais apurado. O que já deu pra perceber que não é o caso da maioria dos leitores que comentaram.

    De fato, quando estamos afim de se reunir com os camaradas pra uma conversa mais cabeça é insuportável ter um bêbado incoveniente na mesa falando merda e atrapalhando o raciocínio da galera! Também sempre seleciono meus companheiros de mesas mágicas e mulheres que tem assunto e aguentam o tranco é lindo.

    E para isso saber beber é fundamental, como você mesma disse que “ser uma mulher “boa de copo” não se limita ao fato reducionista de “beber todas”.

    Acho que o pessoal aqui não leu com atenção ou não sabem o que siginifica a palavra reducionista kkkkk

    um abraço e parabéns!

  • Sá_ RJ

    #63 – Pablon,

    ????????????????????

    De qual caverna vc saiu????

  • Sá_ RJ

    #63 – Pablon,

    ????????????????????

    De qual caverna vc saiu????

  • Camila Teixeira Capel

    Cara Malu Porto,

    Sou apenas uma reles graduanda do curso de Letras e apreciei com muito esmero o seu post; talvez pelo fato de ter me identificado com o seu modo de escrita – um uma pitada de sarcasmo-, entretanto, não foi só nisso que me identifiquei.

    Esta “mulher” na qual você descreve, tanto me inspirar todos os dias…e esta nostaugia já contamia meus pensamentos!

    Simplesmente adorei!

    ps: espero pode acompanhar o seu trabalho!

  • Camila Teixeira Capel

    Cara Malu Porto,

    Sou apenas uma reles graduanda do curso de Letras e apreciei com muito esmero o seu post; talvez pelo fato de ter me identificado com o seu modo de escrita – um uma pitada de sarcasmo-, entretanto, não foi só nisso que me identifiquei.

    Esta “mulher” na qual você descreve, tanto me inspirar todos os dias…e esta nostaugia já contamia meus pensamentos!

    Simplesmente adorei!

    ps: espero pode acompanhar o seu trabalho!

  • http://www.fotolog.com/seretur Phreddie

    O Renato (#71) falou tudo que eu tava pensando lendo os comentários.

    E digo mais, quem não entendeu o texto da Malu tá sendo babaca. E vejam bem, não to chamando ninguém de babaca, e sim a atitude.

    Até parece que ela iria embarreirar a companheira de algum amigo dela só porque ela não bebe muito, ou então ia bater com o pau na mesa se alguém puxasse assunto do jogo do mengão de ontem. Por favor, né?

    100+ 8)

  • http://www.fotolog.com/seretur Phreddie

    O Renato (#71) falou tudo que eu tava pensando lendo os comentários.

    E digo mais, quem não entendeu o texto da Malu tá sendo babaca. E vejam bem, não to chamando ninguém de babaca, e sim a atitude.

    Até parece que ela iria embarreirar a companheira de algum amigo dela só porque ela não bebe muito, ou então ia bater com o pau na mesa se alguém puxasse assunto do jogo do mengão de ontem. Por favor, né?

    100+ 8)

  • tatiana

    “# #68 – Ju em 04.11.09 at 5:12 pm#

    Cagaleo … to vendo os comentários agora …
    meussss … não to entendo o que o povo tah agredindo a autora do post … não gostou do que ela escreveu??? Vai ler outro texto do PDH … algum outro autor que goste ..”

    Não é questão de sair e ir pra outro texto, Ju… A gente tá falando numa boa, pra que a autora (que tenho certeza que escreve bem, por ser jornalista e tudo mais) tomar mais cuidado ao escrever os próximos textos… Acho que seria um desrespeito ao PdH nós, mulheres, lermos esse texto e não deixarmos nossa opinião. Afinal, se o texto está aqui e está aberto a comentários, é para se comentar. Não apenas elogiar.

  • tatiana

    “# #68 – Ju em 04.11.09 at 5:12 pm#

    Cagaleo … to vendo os comentários agora …
    meussss … não to entendo o que o povo tah agredindo a autora do post … não gostou do que ela escreveu??? Vai ler outro texto do PDH … algum outro autor que goste ..”

    Não é questão de sair e ir pra outro texto, Ju… A gente tá falando numa boa, pra que a autora (que tenho certeza que escreve bem, por ser jornalista e tudo mais) tomar mais cuidado ao escrever os próximos textos… Acho que seria um desrespeito ao PdH nós, mulheres, lermos esse texto e não deixarmos nossa opinião. Afinal, se o texto está aqui e está aberto a comentários, é para se comentar. Não apenas elogiar.

  • Marianne

    Pô, não entendi o objetivo desse texto. Me pareceu que a autora só quis tirar onda. Do tipo: sou uma mulher descolada, não sou daquele tipo chatinho, certinho, que conversa sobre unha…
    Poxa, foi forçado. E como assim “bendito fruto”??

    “Se algum dos “companheiros” chegava acompanhado, tinha de passar pelo meu crivo: “É das minhas? Se não for pode dar meia volta que ninguém aqui quer mocinhas enrolando a língua no quinto chope”.

    Poxa, achei esse trecho bem arrogante. Se é das minhas? Mocinhas?

    E para piorar, sua resposta aos comentários. Para ela, nós que temos problemas, já que não fomos capazes de entender a fina ironia do seu texto (cof,cof). Citou alguns autores, falou “bonito”, mas não convenceu.

    Malu, por favor, seja mais humilde. Não, você não é o ser mais inteligente do universo ou dotado de inteligência.

    E esperava mais do papo de homem.

    Beijocas!

  • Marianne

    Pô, não entendi o objetivo desse texto. Me pareceu que a autora só quis tirar onda. Do tipo: sou uma mulher descolada, não sou daquele tipo chatinho, certinho, que conversa sobre unha…
    Poxa, foi forçado. E como assim “bendito fruto”??

    “Se algum dos “companheiros” chegava acompanhado, tinha de passar pelo meu crivo: “É das minhas? Se não for pode dar meia volta que ninguém aqui quer mocinhas enrolando a língua no quinto chope”.

    Poxa, achei esse trecho bem arrogante. Se é das minhas? Mocinhas?

    E para piorar, sua resposta aos comentários. Para ela, nós que temos problemas, já que não fomos capazes de entender a fina ironia do seu texto (cof,cof). Citou alguns autores, falou “bonito”, mas não convenceu.

    Malu, por favor, seja mais humilde. Não, você não é o ser mais inteligente do universo ou dotado de inteligência.

    E esperava mais do papo de homem.

    Beijocas!

  • Marianne

    Ah, esqueci de dizer que não tenho nada contra mulheres que gostam de beber. Cada um faz o que quer. Mas não vejo necessidade de ficar alardeando por aí. Só isso.

  • Marianne

    Ah, esqueci de dizer que não tenho nada contra mulheres que gostam de beber. Cada um faz o que quer. Mas não vejo necessidade de ficar alardeando por aí. Só isso.

  • Marianne

    “A gente tá falando numa boa, pra que a autora (que tenho certeza que escreve bem, por ser jornalista e tudo mais) tomar mais cuidado ao escrever os próximos textos…”

    Poxa Tatiana, quem dera fosse assim como você falou sobre jornalistas. Tem muitos jornalistas que escrevem mal pra caramba!! =///

  • Marianne

    “A gente tá falando numa boa, pra que a autora (que tenho certeza que escreve bem, por ser jornalista e tudo mais) tomar mais cuidado ao escrever os próximos textos…”

    Poxa Tatiana, quem dera fosse assim como você falou sobre jornalistas. Tem muitos jornalistas que escrevem mal pra caramba!! =///

  • Marianne

    ” Quem muito fala, pouco faz. “

  • Marianne

    ” Quem muito fala, pouco faz. “

  • Marianne

    “afinal se é chato explicar piada, ouvir piada sem graça então é pior ainda. ;) ”

    kkkkkkk agora que li esse comentário, achei 10!!! =D

  • Marianne

    “afinal se é chato explicar piada, ouvir piada sem graça então é pior ainda. ;) ”

    kkkkkkk agora que li esse comentário, achei 10!!! =D

  • felipe Luis

    Quanta abobrinha nos coments…

  • felipe Luis

    Quanta abobrinha nos coments…

  • Fli

    Achei o texto muito bem escrito, mas como já disseram antes…é vazio. Tipo, “Eeeeeee…???”…

    Mulher cachaceira é feio demais, ainda mais num bar e cercada de cueca. Nao me leve a mal, tenho mtos amigos homens tb, vaaaarias vezes eu me vi como vc, cercada deles, tomando ‘um negocim’ na casa de algum dos nossos amigos e confabulando sobre a vida, e eles até hj me têm muito respeito. Mas eu já passei da fase de achar isso bonito, e me orgulhar. Acho caidao. E chopp? Quero ver fazer essa pose toda cheia de vodka na cabeça. Poucos me acompanhavam, tb.

    Feio. Muuuuuuuito feio. Mas eu entendo a saudade dos tempos remotos…

  • Fli

    Achei o texto muito bem escrito, mas como já disseram antes…é vazio. Tipo, “Eeeeeee…???”…

    Mulher cachaceira é feio demais, ainda mais num bar e cercada de cueca. Nao me leve a mal, tenho mtos amigos homens tb, vaaaarias vezes eu me vi como vc, cercada deles, tomando ‘um negocim’ na casa de algum dos nossos amigos e confabulando sobre a vida, e eles até hj me têm muito respeito. Mas eu já passei da fase de achar isso bonito, e me orgulhar. Acho caidao. E chopp? Quero ver fazer essa pose toda cheia de vodka na cabeça. Poucos me acompanhavam, tb.

    Feio. Muuuuuuuito feio. Mas eu entendo a saudade dos tempos remotos…

  • http://pablon.com/ Pablon

    #77 – Sá_ RJ

    Com certeza não foi do Rio!!! Graças ao bom Deus…

  • http://pablon.com/ Pablon

    #77 – Sá_ RJ

    Com certeza não foi do Rio!!! Graças ao bom Deus…

  • http://pablon.com Pablon

    #77 – Sá_ RJ

    Com certeza não foi do Rio!!! Graças ao bom Deus…

  • M.

    Também adoro beber, caipirinhas de frutas vermelhas, cerveja gelada e espumantes são muito bons!! Mas achei o texto um pouco arrogante, faltou classe e sutileza.

  • M.

    Também adoro beber, caipirinhas de frutas vermelhas, cerveja gelada e espumantes são muito bons!! Mas achei o texto um pouco arrogante, faltou classe e sutileza.

  • M.

    Também adoro beber, caipirinhas de frutas vermelhas, cerveja gelada e espumantes são muito bons!! Mas achei o texto um pouco arrogante, faltou classe e sutileza.

  • Sá_ RJ

    #88 – Pablon

    Ufa, que bom! :)

  • Sá_ RJ

    #88 – Pablon

    Ufa, que bom! :)

  • Sá_ RJ

    #88 – Pablon

    Ufa, que bom! :)

  • http://www.z.com.br/ fred

    texto do mesmo nivel d ’5 situaçoes q constroem carater’, um texto fudido d auto promoçao, se eh q se pode gabar d ser cachaceira ou ouvir tiro em favela

  • http://www.z.com.br/ fred

    texto do mesmo nivel d ’5 situaçoes q constroem carater’, um texto fudido d auto promoçao, se eh q se pode gabar d ser cachaceira ou ouvir tiro em favela

  • http://www.z.com.br fred

    texto do mesmo nivel d ’5 situaçoes q constroem carater’, um texto fudido d auto promoçao, se eh q se pode gabar d ser cachaceira ou ouvir tiro em favela

  • madi

    #86 – Felipe Luis

    Que pessoal é esse? Além de abobrinha, barrismo, ignorância, preconceito e por ai vai. Até tiro de favela saiu. Só não falaram de incendio de ônibus, assalto a motorista, explosão de carro forte e por ai vai…….. Eu hein?

  • madi

    #86 – Felipe Luis

    Que pessoal é esse? Além de abobrinha, barrismo, ignorância, preconceito e por ai vai. Até tiro de favela saiu. Só não falaram de incendio de ônibus, assalto a motorista, explosão de carro forte e por ai vai…….. Eu hein?

  • madi

    #86 – Felipe Luis

    Que pessoal é esse? Além de abobrinha, barrismo, ignorância, preconceito e por ai vai. Até tiro de favela saiu. Só não falaram de incendio de ônibus, assalto a motorista, explosão de carro forte e por ai vai…….. Eu hein?

  • Mauricio P. D. P.

    #92 – madi

    Se tu lesse os outros posts do PdH sentirias vontade de apagar esse teu comentário.

  • Mauricio P. D. P.

    #92 – madi

    Se tu lesse os outros posts do PdH sentirias vontade de apagar esse teu comentário.

  • Mauricio P. D. P.

    #92 – madi

    Se tu lesse os outros posts do PdH sentirias vontade de apagar esse teu comentário.

  • Edy

    ficou muito bem claro o que é uma verdade mesmo, cada vez mais você vê as mulheres que derrubam um homem na hora da cachaça isso é verdade, alem do mais é muito bacana ver uma mulher sentar ao lado em uma mesa de boteco e entortar o caneco com você e ficar conversando , tem coisa melhor???

    Valeu…..

  • Edy

    ficou muito bem claro o que é uma verdade mesmo, cada vez mais você vê as mulheres que derrubam um homem na hora da cachaça isso é verdade, alem do mais é muito bacana ver uma mulher sentar ao lado em uma mesa de boteco e entortar o caneco com você e ficar conversando , tem coisa melhor???

    Valeu…..

  • Edy

    ficou muito bem claro o que é uma verdade mesmo, cada vez mais você vê as mulheres que derrubam um homem na hora da cachaça isso é verdade, alem do mais é muito bacana ver uma mulher sentar ao lado em uma mesa de boteco e entortar o caneco com você e ficar conversando , tem coisa melhor???

    Valeu…..

  • Carol

    Meu Deus quantaa abobrinha am alguns coments ¬¬’

    Malu, adorei seu texto muito bom mesmo PARABÉNS!
    bjs ;*

  • Carol

    Meu Deus quantaa abobrinha am alguns coments ¬¬’

    Malu, adorei seu texto muito bom mesmo PARABÉNS!
    bjs ;*

  • Carol

    Meu Deus quantaa abobrinha am alguns coments ¬¬’

    Malu, adorei seu texto muito bom mesmo PARABÉNS!
    bjs ;*

  • Marcão, macho-alpha++

    2 coisas me incomodam no momento:

    como assim tá rolando bate boca e ninguém me chama?
    como essa gente vem criticar sem nenhum talento e finesse?

    Eu, como um bom tr00ll tenho talento e habilidade pra criticar/debater/tumultuar. Mas o nível dos leitores do PdH não consegue alcançar essa finesse. Gente grosseira e limitada, só sabem dizer:
    “Chato”, “fail”, “mimimi”, “vazio”, “e?”. Procuram iluminação espiritual em todos os posts e mesmo assim não evoluíram nada. Nem na escrita, linguagem e/ou vocabulário.

    Não estou querendo dizer que o texto é bom, ou que isso é uma crônica decente, mas é igualmente decepcionante ninguém ter consistência pra criticar.

    Sou crítico de comentários nas horas vagas :-D

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • Marcão, macho-alpha++

    2 coisas me incomodam no momento:

    como assim tá rolando bate boca e ninguém me chama?
    como essa gente vem criticar sem nenhum talento e finesse?

    Eu, como um bom tr00ll tenho talento e habilidade pra criticar/debater/tumultuar. Mas o nível dos leitores do PdH não consegue alcançar essa finesse. Gente grosseira e limitada, só sabem dizer:
    “Chato”, “fail”, “mimimi”, “vazio”, “e?”. Procuram iluminação espiritual em todos os posts e mesmo assim não evoluíram nada. Nem na escrita, linguagem e/ou vocabulário.

    Não estou querendo dizer que o texto é bom, ou que isso é uma crônica decente, mas é igualmente decepcionante ninguém ter consistência pra criticar.

    Sou crítico de comentários nas horas vagas :-D

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • Marcão, macho-alpha++

    2 coisas me incomodam no momento:

    como assim tá rolando bate boca e ninguém me chama?
    como essa gente vem criticar sem nenhum talento e finesse?

    Eu, como um bom tr00ll tenho talento e habilidade pra criticar/debater/tumultuar. Mas o nível dos leitores do PdH não consegue alcançar essa finesse. Gente grosseira e limitada, só sabem dizer:
    “Chato”, “fail”, “mimimi”, “vazio”, “e?”. Procuram iluminação espiritual em todos os posts e mesmo assim não evoluíram nada. Nem na escrita, linguagem e/ou vocabulário.

    Não estou querendo dizer que o texto é bom, ou que isso é uma crônica decente, mas é igualmente decepcionante ninguém ter consistência pra criticar.

    Sou crítico de comentários nas horas vagas :-D

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • http://liadrumond.wordpress.com/ Lia Drumond

    Ai ai, é verdade… Mas até aprender a ser boa de copo é vexame sair da sakerinha de fruta, vai nela até conseguir tomar 5 e falar sobre qualquer assunto antes de trocar de bebida…

  • http://liadrumond.wordpress.com/ Lia Drumond

    Ai ai, é verdade… Mas até aprender a ser boa de copo é vexame sair da sakerinha de fruta, vai nela até conseguir tomar 5 e falar sobre qualquer assunto antes de trocar de bebida…

  • http://liadrumond.wordpress.com Lia Drumond

    Ai ai, é verdade… Mas até aprender a ser boa de copo é vexame sair da sakerinha de fruta, vai nela até conseguir tomar 5 e falar sobre qualquer assunto antes de trocar de bebida…

  • Laura

    #87

    “Mulher cachaceira é feio demais, ainda mais num bar e cercada de cueca.”

    Cara, a questão do post aqui não tem nada a ver com o fato – verídico ou não – da autora ser assídua na prática de sorver álcool como um tanque total flex… Cada um faz o que bem quiser da vida.
    O que foi ridículo, ao meu ver, é ela ficar se achando por coisas tão corriqueiras mas que ela julga serem raras e dignas de devoção.

  • Laura

    #87

    “Mulher cachaceira é feio demais, ainda mais num bar e cercada de cueca.”

    Cara, a questão do post aqui não tem nada a ver com o fato – verídico ou não – da autora ser assídua na prática de sorver álcool como um tanque total flex… Cada um faz o que bem quiser da vida.
    O que foi ridículo, ao meu ver, é ela ficar se achando por coisas tão corriqueiras mas que ela julga serem raras e dignas de devoção.

  • Laura

    #87

    “Mulher cachaceira é feio demais, ainda mais num bar e cercada de cueca.”

    Cara, a questão do post aqui não tem nada a ver com o fato – verídico ou não – da autora ser assídua na prática de sorver álcool como um tanque total flex… Cada um faz o que bem quiser da vida.
    O que foi ridículo, ao meu ver, é ela ficar se achando por coisas tão corriqueiras mas que ela julga serem raras e dignas de devoção.

  • marcelsn

    cara isso é uma tentencia agora na minha faculdade tem mais mulher bigunça do que homem cachaceiro.E mulher porre não é feia é chata assim como homem também apenas um porre pode atura outro porre por isso que muita gente que não beber reclamam de nos e dizem que isso é coisa do demonio.

  • marcelsn

    cara isso é uma tentencia agora na minha faculdade tem mais mulher bigunça do que homem cachaceiro.E mulher porre não é feia é chata assim como homem também apenas um porre pode atura outro porre por isso que muita gente que não beber reclamam de nos e dizem que isso é coisa do demonio.

  • marcelsn

    cara isso é uma tentencia agora na minha faculdade tem mais mulher bigunça do que homem cachaceiro.E mulher porre não é feia é chata assim como homem também apenas um porre pode atura outro porre por isso que muita gente que não beber reclamam de nos e dizem que isso é coisa do demonio.

  • FelipeX

    Muito bom poder ler esses textos com o lado feminino das coisas… esse blog é muito bom.

    E não é fácil encontrar mulheres que consigam beber assim, sem problemas, sem chorar, sem fazer vexame, que sabem conversar… só tem que tomar cuidado com os homens em volta, hehehe…

  • FelipeX

    Muito bom poder ler esses textos com o lado feminino das coisas… esse blog é muito bom.

    E não é fácil encontrar mulheres que consigam beber assim, sem problemas, sem chorar, sem fazer vexame, que sabem conversar… só tem que tomar cuidado com os homens em volta, hehehe…

  • FelipeX

    Muito bom poder ler esses textos com o lado feminino das coisas… esse blog é muito bom.

    E não é fácil encontrar mulheres que consigam beber assim, sem problemas, sem chorar, sem fazer vexame, que sabem conversar… só tem que tomar cuidado com os homens em volta, hehehe…

  • Alquimista

    evolução…
    :)

  • Alquimista

    evolução…
    :)

  • Alquimista

    evolução…
    :)

  • http://www.fotolog.com/a_fuga Eduardo Assis

    Mentira Malu, ja bebi com vc…e vc é FRACAAAAAAAAAAAA!!! vem nao!

  • http://www.fotolog.com/a_fuga Eduardo Assis

    Mentira Malu, ja bebi com vc…e vc é FRACAAAAAAAAAAAA!!! vem nao!

  • http://www.fotolog.com/a_fuga Eduardo Assis

    Mentira Malu, ja bebi com vc…e vc é FRACAAAAAAAAAAAA!!! vem nao!

  • Juniorwm

    Caras,

    tive o prazer de conhecer a autora em um evento ontem, onde sorvemos belíssimos goles de vodka e garanto que não há nada de vazio em seu texto, pois tive a prova concreta de que a Malu é uma companhia agradabilíssima para se beber.

    Sinceramente, tivemos papos num nível de inteligência que raramente tive com homens em mesa de bar. Acho que alguns aqui precisam deixar de lado preceitos machistas e entenderem o quanto o mundo está mudando, pois justamente os machistas que estão perdendo espaço para as mulheres em todos os terrenos da sociedade e conhecimento humano.

    A era do “macho” acabou, a crise financeira do final do ano passado serviu justamente pra mostrar isso: que quisemos sempre nos impor e demonstrar poder e foi justamente isso que pôs o mundo em colapso afetando a toda humanidade…

    Então, caros amigos, conselho de quem entende de bar: se uma mulher pedir um whisky admire-a e não recrimine-a. Não veja-a como uma ameaça, mas como um ser humano, que pode não querer nada contigo ou até mesmo chegar em ti.

    Somos todos iguais, a diferença é que elas tem pele macia e sem pelos. E cheiram bem melhor!

    Abrax

  • Juniorwm

    Caras,

    tive o prazer de conhecer a autora em um evento ontem, onde sorvemos belíssimos goles de vodka e garanto que não há nada de vazio em seu texto, pois tive a prova concreta de que a Malu é uma companhia agradabilíssima para se beber.

    Sinceramente, tivemos papos num nível de inteligência que raramente tive com homens em mesa de bar. Acho que alguns aqui precisam deixar de lado preceitos machistas e entenderem o quanto o mundo está mudando, pois justamente os machistas que estão perdendo espaço para as mulheres em todos os terrenos da sociedade e conhecimento humano.

    A era do “macho” acabou, a crise financeira do final do ano passado serviu justamente pra mostrar isso: que quisemos sempre nos impor e demonstrar poder e foi justamente isso que pôs o mundo em colapso afetando a toda humanidade…

    Então, caros amigos, conselho de quem entende de bar: se uma mulher pedir um whisky admire-a e não recrimine-a. Não veja-a como uma ameaça, mas como um ser humano, que pode não querer nada contigo ou até mesmo chegar em ti.

    Somos todos iguais, a diferença é que elas tem pele macia e sem pelos. E cheiram bem melhor!

    Abrax

  • Juniorwm

    Caras,

    tive o prazer de conhecer a autora em um evento ontem, onde sorvemos belíssimos goles de vodka e garanto que não há nada de vazio em seu texto, pois tive a prova concreta de que a Malu é uma companhia agradabilíssima para se beber.

    Sinceramente, tivemos papos num nível de inteligência que raramente tive com homens em mesa de bar. Acho que alguns aqui precisam deixar de lado preceitos machistas e entenderem o quanto o mundo está mudando, pois justamente os machistas que estão perdendo espaço para as mulheres em todos os terrenos da sociedade e conhecimento humano.

    A era do “macho” acabou, a crise financeira do final do ano passado serviu justamente pra mostrar isso: que quisemos sempre nos impor e demonstrar poder e foi justamente isso que pôs o mundo em colapso afetando a toda humanidade…

    Então, caros amigos, conselho de quem entende de bar: se uma mulher pedir um whisky admire-a e não recrimine-a. Não veja-a como uma ameaça, mas como um ser humano, que pode não querer nada contigo ou até mesmo chegar em ti.

    Somos todos iguais, a diferença é que elas tem pele macia e sem pelos. E cheiram bem melhor!

    Abrax

  • Laura

    “garanto que não há nada de vazio em seu texto, pois tive a prova concreta de que a Malu é uma companhia agradabilíssima para se beber.”

    O que tem a ver a pessoa dela na vida real com o texto que ela fez ?
    As críticas aqui feitas se referem ao texto em si, não a ela.

  • Laura

    “garanto que não há nada de vazio em seu texto, pois tive a prova concreta de que a Malu é uma companhia agradabilíssima para se beber.”

    O que tem a ver a pessoa dela na vida real com o texto que ela fez ?
    As críticas aqui feitas se referem ao texto em si, não a ela.

  • Laura

    “garanto que não há nada de vazio em seu texto, pois tive a prova concreta de que a Malu é uma companhia agradabilíssima para se beber.”

    O que tem a ver a pessoa dela na vida real com o texto que ela fez ?
    As críticas aqui feitas se referem ao texto em si, não a ela.

  • http://pablon.com/ Pablon

    Verdade!

    Outra coisa, o que tem a ver a crise financeira mundial com “Preceitos” machistas?

    Foi o tema do papo “Inteligente” acima da média?

  • http://pablon.com/ Pablon

    Verdade!

    Outra coisa, o que tem a ver a crise financeira mundial com “Preceitos” machistas?

    Foi o tema do papo “Inteligente” acima da média?

  • http://pablon.com/ Pablon

    Verdade!

    Outra coisa, o que tem a ver a crise financeira mundial com “Preceitos” machistas?

    Foi o tema do papo “Inteligente” acima da média?

  • http://pablon.com Pablon

    Verdade!

    Outra coisa, o que tem a ver a crise financeira mundial com “Preceitos” machistas?

    Foi o tema do papo “Inteligente” acima da média?

  • Cristinne Santiago

    Arraso Malu!!! Adorei!
    Você é das minhas!
    É triste ver que alguns espécimes da ala masculina não evoluíram e pensam como a 50, 100 anos atrás!
    Sim nós também fechamos a semana tomando um chopinho e sempre fechamos o bar, pois a cada rodada o assunto flui melhor, pensamentos, idéias, citações, lembranças surgem e deixam o assunto mais gostoso nos impedindo de sequer lembrar de ir embora! E não somos meninas que dão vexames e não sabem se portar, somos admiradoras do álcool e assim amanhecemos o dia sempre trazendo a tona uma bela melodia.
    Mantemos a postura, ficamos mais simpáticas e sarcásticas também, mas a maquiagem continua intacta afinal de contas divas são sempre divas!
    Como diria Vinícius nunca fiz amigos tomando leite!
    Por isso, parabéns Malu, pela postura e pelo texto leve e descomprometido. Adorei!!!

  • Cristinne Santiago

    Arraso Malu!!! Adorei!
    Você é das minhas!
    É triste ver que alguns espécimes da ala masculina não evoluíram e pensam como a 50, 100 anos atrás!
    Sim nós também fechamos a semana tomando um chopinho e sempre fechamos o bar, pois a cada rodada o assunto flui melhor, pensamentos, idéias, citações, lembranças surgem e deixam o assunto mais gostoso nos impedindo de sequer lembrar de ir embora! E não somos meninas que dão vexames e não sabem se portar, somos admiradoras do álcool e assim amanhecemos o dia sempre trazendo a tona uma bela melodia.
    Mantemos a postura, ficamos mais simpáticas e sarcásticas também, mas a maquiagem continua intacta afinal de contas divas são sempre divas!
    Como diria Vinícius nunca fiz amigos tomando leite!
    Por isso, parabéns Malu, pela postura e pelo texto leve e descomprometido. Adorei!!!

  • Cristinne Santiago

    Arraso Malu!!! Adorei!
    Você é das minhas!
    É triste ver que alguns espécimes da ala masculina não evoluíram e pensam como a 50, 100 anos atrás!
    Sim nós também fechamos a semana tomando um chopinho e sempre fechamos o bar, pois a cada rodada o assunto flui melhor, pensamentos, idéias, citações, lembranças surgem e deixam o assunto mais gostoso nos impedindo de sequer lembrar de ir embora! E não somos meninas que dão vexames e não sabem se portar, somos admiradoras do álcool e assim amanhecemos o dia sempre trazendo a tona uma bela melodia.
    Mantemos a postura, ficamos mais simpáticas e sarcásticas também, mas a maquiagem continua intacta afinal de contas divas são sempre divas!
    Como diria Vinícius nunca fiz amigos tomando leite!
    Por isso, parabéns Malu, pela postura e pelo texto leve e descomprometido. Adorei!!!

  • Cristinne Santiago

    Arraso Malu!!! Adorei!
    Você é das minhas!
    É triste ver que alguns espécimes da ala masculina não evoluíram e pensam como a 50, 100 anos atrás!
    Sim nós também fechamos a semana tomando um chopinho e sempre fechamos o bar, pois a cada rodada o assunto flui melhor, pensamentos, idéias, citações, lembranças surgem e deixam o assunto mais gostoso nos impedindo de sequer lembrar de ir embora! E não somos meninas que dão vexames e não sabem se portar, somos admiradoras do álcool e assim amanhecemos o dia sempre trazendo a tona uma bela melodia.
    Mantemos a postura, ficamos mais simpáticas e sarcásticas também, mas a maquiagem continua intacta afinal de contas divas são sempre divas!
    Como diria Vinícius nunca fiz amigos tomando leite!
    Por isso, parabéns Malu, pela postura e pelo texto leve e descomprometido. Adorei!!!

  • Fernando Pereira

    Muito bom, mas queria saber se você bebe Pitu ou 51?

  • Fernando Pereira

    Muito bom, mas queria saber se você bebe Pitu ou 51?

  • Fernando Pereira

    Muito bom, mas queria saber se você bebe Pitu ou 51?

  • Fernando Pereira

    Muito bom, mas queria saber se você bebe Pitu ou 51?

  • Drica

    Malu Porto,
    li algumas (não todas) críticas a crônica em questão. Também sou do tipo “boa de copo” ou melhor, faço parte de um grupo seleto de amigas que são realmente BOAS (não só de copo) e me identifiquei muito. Principalmente, no quesito posar pro carinha de mocinha boba com a clássica piscadinha pro garçom. FATO!

    O que posso tirar de conclusão desses machos machistas é que mulher boa é aquela que cai de boa na conversinha de qualquer saco-roxo que se aproxime no 5ºchopp. A vantagem de ser boa de copo é justamente essa, depois da 15ª rodada ter discernimento pra sacar quem vale ou não.

    Cristinne Santiago,
    faços minhas as tuas palavras!
    Beber sim, cair do salto ou borrar o delineador, jamais!

    Voltem pra suas cavernas e guardem seus tacapes nas calças. Esse papinho é neandertalesco demais! Evoluam!!!

    Ô, Paiva! Desce mais um…

  • Drica

    Malu Porto,
    li algumas (não todas) críticas a crônica em questão. Também sou do tipo “boa de copo” ou melhor, faço parte de um grupo seleto de amigas que são realmente BOAS (não só de copo) e me identifiquei muito. Principalmente, no quesito posar pro carinha de mocinha boba com a clássica piscadinha pro garçom. FATO!

    O que posso tirar de conclusão desses machos machistas é que mulher boa é aquela que cai de boa na conversinha de qualquer saco-roxo que se aproxime no 5ºchopp. A vantagem de ser boa de copo é justamente essa, depois da 15ª rodada ter discernimento pra sacar quem vale ou não.

    Cristinne Santiago,
    faços minhas as tuas palavras!
    Beber sim, cair do salto ou borrar o delineador, jamais!

    Voltem pra suas cavernas e guardem seus tacapes nas calças. Esse papinho é neandertalesco demais! Evoluam!!!

    Ô, Paiva! Desce mais um…

  • Drica

    Malu Porto,
    li algumas (não todas) críticas a crônica em questão. Também sou do tipo “boa de copo” ou melhor, faço parte de um grupo seleto de amigas que são realmente BOAS (não só de copo) e me identifiquei muito. Principalmente, no quesito posar pro carinha de mocinha boba com a clássica piscadinha pro garçom. FATO!

    O que posso tirar de conclusão desses machos machistas é que mulher boa é aquela que cai de boa na conversinha de qualquer saco-roxo que se aproxime no 5ºchopp. A vantagem de ser boa de copo é justamente essa, depois da 15ª rodada ter discernimento pra sacar quem vale ou não.

    Cristinne Santiago,
    faços minhas as tuas palavras!
    Beber sim, cair do salto ou borrar o delineador, jamais!

    Voltem pra suas cavernas e guardem seus tacapes nas calças. Esse papinho é neandertalesco demais! Evoluam!!!

    Ô, Paiva! Desce mais um…

  • Drica

    Malu Porto,
    li algumas (não todas) críticas a crônica em questão. Também sou do tipo “boa de copo” ou melhor, faço parte de um grupo seleto de amigas que são realmente BOAS (não só de copo) e me identifiquei muito. Principalmente, no quesito posar pro carinha de mocinha boba com a clássica piscadinha pro garçom. FATO!

    O que posso tirar de conclusão desses machos machistas é que mulher boa é aquela que cai de boa na conversinha de qualquer saco-roxo que se aproxime no 5ºchopp. A vantagem de ser boa de copo é justamente essa, depois da 15ª rodada ter discernimento pra sacar quem vale ou não.

    Cristinne Santiago,
    faços minhas as tuas palavras!
    Beber sim, cair do salto ou borrar o delineador, jamais!

    Voltem pra suas cavernas e guardem seus tacapes nas calças. Esse papinho é neandertalesco demais! Evoluam!!!

    Ô, Paiva! Desce mais um…

  • Raquel

    Nem tive paciência pra ler tanta gente chata e careta comentando. Em momento algum a Malu tentou se auto-afirmar. Sabe o que eu vejo: mulheres reprimidas, homens machistas ambos chatos criticando um texto descontraído e irônico.
    Parem de blá, blá e vão tomar uma cerva!!!

  • Raquel

    Nem tive paciência pra ler tanta gente chata e careta comentando. Em momento algum a Malu tentou se auto-afirmar. Sabe o que eu vejo: mulheres reprimidas, homens machistas ambos chatos criticando um texto descontraído e irônico.
    Parem de blá, blá e vão tomar uma cerva!!!

  • Raquel

    Nem tive paciência pra ler tanta gente chata e careta comentando. Em momento algum a Malu tentou se auto-afirmar. Sabe o que eu vejo: mulheres reprimidas, homens machistas ambos chatos criticando um texto descontraído e irônico.
    Parem de blá, blá e vão tomar uma cerva!!!

  • Raquel

    Nem tive paciência pra ler tanta gente chata e careta comentando. Em momento algum a Malu tentou se auto-afirmar. Sabe o que eu vejo: mulheres reprimidas, homens machistas ambos chatos criticando um texto descontraído e irônico.
    Parem de blá, blá e vão tomar uma cerva!!!

  • Alberto

    Shop?
    Vamos de quente…

    Essas cervejas, shpos e etc… me deixam com dores de cabeça no dia seguinte, não me fazem atingir o topo(sentir que cairei da cama deitado), gastam minha pobre grana, não me fazem gozar. Cerva só em DFS e para ver mulheres ficarem bebadas sem que eu fique.

  • Alberto

    Shop?
    Vamos de quente…

    Essas cervejas, shpos e etc… me deixam com dores de cabeça no dia seguinte, não me fazem atingir o topo(sentir que cairei da cama deitado), gastam minha pobre grana, não me fazem gozar. Cerva só em DFS e para ver mulheres ficarem bebadas sem que eu fique.

  • Alberto

    Shop?
    Vamos de quente…

    Essas cervejas, shpos e etc… me deixam com dores de cabeça no dia seguinte, não me fazem atingir o topo(sentir que cairei da cama deitado), gastam minha pobre grana, não me fazem gozar. Cerva só em DFS e para ver mulheres ficarem bebadas sem que eu fique.

  • Alberto

    Shop?
    Vamos de quente…

    Essas cervejas, shpos e etc… me deixam com dores de cabeça no dia seguinte, não me fazem atingir o topo(sentir que cairei da cama deitado), gastam minha pobre grana, não me fazem gozar. Cerva só em DFS e para ver mulheres ficarem bebadas sem que eu fique.

  • http://renurse.blogspot.com/ Renata

    Concordo em gênero, número e grau rsrsrs
    Realmente, ser boa de copo acaba com qualquer tentativa de bancar o “macho-alfa” de qualquer homem, por mais liberal e desprovido de preconceitos q seja…
    Mas vale a pena pelo lado social-antropológico, e pela oportunidade de ver todo mundo torto rsrsrs
    E no meu caso, ainda é pior, pq além de beber, eu tb toco violão rsrsrs… Aí eu sou obrigada a enfrentar duas categorias masculinas: aqueles caras q me olham com uma mistura de adminiração e ódio, ou porque não sabem tocar violão ou porque não bebem tanto qto eu, e aqueles caras que ficam literalmente “encantados”, e que, qdo eu dou por mim, estão me rodeando rsrsrs
    Mas homem é sempre homem… e sempre bom rsrsrs
    Adorei o post! Bjks!
    ;)

  • http://renurse.blogspot.com/ Renata

    Concordo em gênero, número e grau rsrsrs
    Realmente, ser boa de copo acaba com qualquer tentativa de bancar o “macho-alfa” de qualquer homem, por mais liberal e desprovido de preconceitos q seja…
    Mas vale a pena pelo lado social-antropológico, e pela oportunidade de ver todo mundo torto rsrsrs
    E no meu caso, ainda é pior, pq além de beber, eu tb toco violão rsrsrs… Aí eu sou obrigada a enfrentar duas categorias masculinas: aqueles caras q me olham com uma mistura de adminiração e ódio, ou porque não sabem tocar violão ou porque não bebem tanto qto eu, e aqueles caras que ficam literalmente “encantados”, e que, qdo eu dou por mim, estão me rodeando rsrsrs
    Mas homem é sempre homem… e sempre bom rsrsrs
    Adorei o post! Bjks!
    ;)

  • http://renurse.blogspot.com/ Renata

    Concordo em gênero, número e grau rsrsrs
    Realmente, ser boa de copo acaba com qualquer tentativa de bancar o “macho-alfa” de qualquer homem, por mais liberal e desprovido de preconceitos q seja…
    Mas vale a pena pelo lado social-antropológico, e pela oportunidade de ver todo mundo torto rsrsrs
    E no meu caso, ainda é pior, pq além de beber, eu tb toco violão rsrsrs… Aí eu sou obrigada a enfrentar duas categorias masculinas: aqueles caras q me olham com uma mistura de adminiração e ódio, ou porque não sabem tocar violão ou porque não bebem tanto qto eu, e aqueles caras que ficam literalmente “encantados”, e que, qdo eu dou por mim, estão me rodeando rsrsrs
    Mas homem é sempre homem… e sempre bom rsrsrs
    Adorei o post! Bjks!
    ;)

  • http://renurse.blogspot.com Renata

    Concordo em gênero, número e grau rsrsrs
    Realmente, ser boa de copo acaba com qualquer tentativa de bancar o “macho-alfa” de qualquer homem, por mais liberal e desprovido de preconceitos q seja…
    Mas vale a pena pelo lado social-antropológico, e pela oportunidade de ver todo mundo torto rsrsrs
    E no meu caso, ainda é pior, pq além de beber, eu tb toco violão rsrsrs… Aí eu sou obrigada a enfrentar duas categorias masculinas: aqueles caras q me olham com uma mistura de adminiração e ódio, ou porque não sabem tocar violão ou porque não bebem tanto qto eu, e aqueles caras que ficam literalmente “encantados”, e que, qdo eu dou por mim, estão me rodeando rsrsrs
    Mas homem é sempre homem… e sempre bom rsrsrs
    Adorei o post! Bjks!
    ;)

  • http://www.aletavora.carbonmade.com/ Alessandra

    Nossa…..quantos comentários ruins..

    Eu sou uma mulher “boa de copo” e francamente concordo com tudo o quê foi escrito no post.

    Não bebo pra tentar parecer ou ser melhor do quê o homem, apenas me dou o prazer de beber o tanto quiser e falar o quê quiser.

    Alias, sentar numa mesa de bar com minhas amigas que bebem tanto quanto eu é SEMPRE divertido….são umas 10 gurias super femininas, mas que adoram uma cerveja de fim de noite.

  • http://www.aletavora.carbonmade.com/ Alessandra

    Nossa…..quantos comentários ruins..

    Eu sou uma mulher “boa de copo” e francamente concordo com tudo o quê foi escrito no post.

    Não bebo pra tentar parecer ou ser melhor do quê o homem, apenas me dou o prazer de beber o tanto quiser e falar o quê quiser.

    Alias, sentar numa mesa de bar com minhas amigas que bebem tanto quanto eu é SEMPRE divertido….são umas 10 gurias super femininas, mas que adoram uma cerveja de fim de noite.

  • http://www.aletavora.carbonmade.com/ Alessandra

    Nossa…..quantos comentários ruins..

    Eu sou uma mulher “boa de copo” e francamente concordo com tudo o quê foi escrito no post.

    Não bebo pra tentar parecer ou ser melhor do quê o homem, apenas me dou o prazer de beber o tanto quiser e falar o quê quiser.

    Alias, sentar numa mesa de bar com minhas amigas que bebem tanto quanto eu é SEMPRE divertido….são umas 10 gurias super femininas, mas que adoram uma cerveja de fim de noite.

  • http://www.aletavora.carbonmade.com Alessandra

    Nossa…..quantos comentários ruins..

    Eu sou uma mulher “boa de copo” e francamente concordo com tudo o quê foi escrito no post.

    Não bebo pra tentar parecer ou ser melhor do quê o homem, apenas me dou o prazer de beber o tanto quiser e falar o quê quiser.

    Alias, sentar numa mesa de bar com minhas amigas que bebem tanto quanto eu é SEMPRE divertido….são umas 10 gurias super femininas, mas que adoram uma cerveja de fim de noite.

  • Marllon

    Que mulher é essa? OMG

    Casa comigo! =D

  • Marllon

    Que mulher é essa? OMG

    Casa comigo! =D

  • Marllon

    Que mulher é essa? OMG

    Casa comigo! =D

  • http://- Marllon

    Que mulher é essa? OMG

    Casa comigo! =D

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #103 – Juniorwm

    Perfeito o comentário.

    Malu,

    Se não tiver namorado, já me candidato! Convido pra uma cerveja em SP, na minha próxima ida.

    ;*

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #103 – Juniorwm

    Perfeito o comentário.

    Malu,

    Se não tiver namorado, já me candidato! Convido pra uma cerveja em SP, na minha próxima ida.

    ;*

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #103 – Juniorwm

    Perfeito o comentário.

    Malu,

    Se não tiver namorado, já me candidato! Convido pra uma cerveja em SP, na minha próxima ida.

    ;*

  • http://papodehomem.com.br Pablo Fernandes

    #103 – Juniorwm

    Perfeito o comentário.

    Malu,

    Se não tiver namorado, já me candidato! Convido pra uma cerveja em SP, na minha próxima ida.

    ;*

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    Em um tempo que o Código de Trânsito Brasileiro ordena:

    Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência significa infração gravíssima; multa como penalidade e retenção do veículo…

    …E a mídia se aproveita de mulheres alienadas para supervalorizar a imagem e destruir o ser, a de se atentar ao objetivo de alguns posts.

    As pessoas precisam procurar espaços inteligentes, onde há diversão cultural sadia e, até mesmo, barata ou gratuita, sem álcool. Os frequentadores desses locais, estarão conscientes para conversar, educadamente, sobre cultura, ou qualquer outro assunto, sem apelações, respeitando o curso normal e lindo, de uma relação que começará da melhor forma possível, sem drogas.

    Deixemos as apologias às drogas por conta da TV.

    Por favor, nós mulheres somos mais capazes. Muito mais.

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    Em um tempo que o Código de Trânsito Brasileiro ordena:

    Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência significa infração gravíssima; multa como penalidade e retenção do veículo…

    …E a mídia se aproveita de mulheres alienadas para supervalorizar a imagem e destruir o ser, a de se atentar ao objetivo de alguns posts.

    As pessoas precisam procurar espaços inteligentes, onde há diversão cultural sadia e, até mesmo, barata ou gratuita, sem álcool. Os frequentadores desses locais, estarão conscientes para conversar, educadamente, sobre cultura, ou qualquer outro assunto, sem apelações, respeitando o curso normal e lindo, de uma relação que começará da melhor forma possível, sem drogas.

    Deixemos as apologias às drogas por conta da TV.

    Por favor, nós mulheres somos mais capazes. Muito mais.

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    Em um tempo que o Código de Trânsito Brasileiro ordena:

    Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência significa infração gravíssima; multa como penalidade e retenção do veículo…

    …E a mídia se aproveita de mulheres alienadas para supervalorizar a imagem e destruir o ser, a de se atentar ao objetivo de alguns posts.

    As pessoas precisam procurar espaços inteligentes, onde há diversão cultural sadia e, até mesmo, barata ou gratuita, sem álcool. Os frequentadores desses locais, estarão conscientes para conversar, educadamente, sobre cultura, ou qualquer outro assunto, sem apelações, respeitando o curso normal e lindo, de uma relação que começará da melhor forma possível, sem drogas.

    Deixemos as apologias às drogas por conta da TV.

    Por favor, nós mulheres somos mais capazes. Muito mais.

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    “(…) pesquisadora antropológica que conhece, gosta e frequenta os melhores barzinhos da cidade.”

    Que vantagem, hein?

    “(…) O mais interessante de ser o “bendito fruto” do núcleo encachaçado masculino é, obviamente, o papo e a troca de ideias.”

    Só imagino!

    Entre tantos e mais tantos outros assuntos brilhantes que existem sobre poesia, filosofia, lógica, história, amor, assuntos que você diz conversar nessas “mesas mágicas”, você escolhe isso?

    Um salve a Maria da Penha! Chega de mulheres machistamente alienadas.

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    “(…) pesquisadora antropológica que conhece, gosta e frequenta os melhores barzinhos da cidade.”

    Que vantagem, hein?

    “(…) O mais interessante de ser o “bendito fruto” do núcleo encachaçado masculino é, obviamente, o papo e a troca de ideias.”

    Só imagino!

    Entre tantos e mais tantos outros assuntos brilhantes que existem sobre poesia, filosofia, lógica, história, amor, assuntos que você diz conversar nessas “mesas mágicas”, você escolhe isso?

    Um salve a Maria da Penha! Chega de mulheres machistamente alienadas.

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    “(…) pesquisadora antropológica que conhece, gosta e frequenta os melhores barzinhos da cidade.”

    Que vantagem, hein?

    “(…) O mais interessante de ser o “bendito fruto” do núcleo encachaçado masculino é, obviamente, o papo e a troca de ideias.”

    Só imagino!

    Entre tantos e mais tantos outros assuntos brilhantes que existem sobre poesia, filosofia, lógica, história, amor, assuntos que você diz conversar nessas “mesas mágicas”, você escolhe isso?

    Um salve a Maria da Penha! Chega de mulheres machistamente alienadas.

  • http://lobaaespreita.blogspot.com/ Loba

    “(…) pesquisadora antropológica que conhece, gosta e frequenta os melhores barzinhos da cidade.”

    Que vantagem, hein?

    “(…) O mais interessante de ser o “bendito fruto” do núcleo encachaçado masculino é, obviamente, o papo e a troca de ideias.”

    Só imagino!

    Entre tantos e mais tantos outros assuntos brilhantes que existem sobre poesia, filosofia, lógica, história, amor, assuntos que você diz conversar nessas “mesas mágicas”, você escolhe isso?

    Um salve a Maria da Penha! Chega de mulheres machistamente alienadas.

  • mendiga

    humm… eu não gostei do texto. Mas acredito que ela tenha mtas boas histórias pra contar.

    Tive minha fase de beber beeeem (gostava de pinga, conhaque com mel umas coisas assim bem trashs) e daquela fase me orgulha apenas o fato de nao ficar mala e ridícula/feia como vejo mtas mulheres ficando. Bom, que eu me lembre não ficava né? haha
    Qdo percebia que estava além do ponto, parava. E se o enjoo ameaçava, colocava o dedo na garganta na boa e só ia pra casa já relativamente sóbria.
    Tbm nunca fui de chorar bêbada. Mas ficava boa de briga e discussão. Ergh.. pensando bem, eu fiquei ridículas mtas vezes sim.

  • mendiga

    humm… eu não gostei do texto. Mas acredito que ela tenha mtas boas histórias pra contar.

    Tive minha fase de beber beeeem (gostava de pinga, conhaque com mel umas coisas assim bem trashs) e daquela fase me orgulha apenas o fato de nao ficar mala e ridícula/feia como vejo mtas mulheres ficando. Bom, que eu me lembre não ficava né? haha
    Qdo percebia que estava além do ponto, parava. E se o enjoo ameaçava, colocava o dedo na garganta na boa e só ia pra casa já relativamente sóbria.
    Tbm nunca fui de chorar bêbada. Mas ficava boa de briga e discussão. Ergh.. pensando bem, eu fiquei ridículas mtas vezes sim.

  • mendiga

    humm… eu não gostei do texto. Mas acredito que ela tenha mtas boas histórias pra contar.

    Tive minha fase de beber beeeem (gostava de pinga, conhaque com mel umas coisas assim bem trashs) e daquela fase me orgulha apenas o fato de nao ficar mala e ridícula/feia como vejo mtas mulheres ficando. Bom, que eu me lembre não ficava né? haha
    Qdo percebia que estava além do ponto, parava. E se o enjoo ameaçava, colocava o dedo na garganta na boa e só ia pra casa já relativamente sóbria.
    Tbm nunca fui de chorar bêbada. Mas ficava boa de briga e discussão. Ergh.. pensando bem, eu fiquei ridículas mtas vezes sim.

  • mendiga

    humm… eu não gostei do texto. Mas acredito que ela tenha mtas boas histórias pra contar.

    Tive minha fase de beber beeeem (gostava de pinga, conhaque com mel umas coisas assim bem trashs) e daquela fase me orgulha apenas o fato de nao ficar mala e ridícula/feia como vejo mtas mulheres ficando. Bom, que eu me lembre não ficava né? haha
    Qdo percebia que estava além do ponto, parava. E se o enjoo ameaçava, colocava o dedo na garganta na boa e só ia pra casa já relativamente sóbria.
    Tbm nunca fui de chorar bêbada. Mas ficava boa de briga e discussão. Ergh.. pensando bem, eu fiquei ridículas mtas vezes sim.

  • Marte

    Cachaceiras são legais enquanto não vomitam em você e quando se soltam bem antes de começar a “maneirar na dose”!

  • Marte

    Cachaceiras são legais enquanto não vomitam em você e quando se soltam bem antes de começar a “maneirar na dose”!

  • Marte

    Cachaceiras são legais enquanto não vomitam em você e quando se soltam bem antes de começar a “maneirar na dose”!

  • Marte

    Cachaceiras são legais enquanto não vomitam em você e quando se soltam bem antes de começar a “maneirar na dose”!

  • Sérgio

    Bom…

    conheci uma mina que bebe e se assenta a mesa só com homens, e a conclusão que chego é que mulher que enche a cara quer ser comida e sabe que os caras irão se aproveitar da situação.

    E depois joga a culpa na bebida, e sempre a bebida tanto prra homens quanto para mulheres é: ou fuga ou desculpa para as atitudes insanas. Faça corretamente então po, escreva numa placa “quero ser comida” e saia por aí sem dar vexame, é bem coisa de vagabundinha mesmo… pois, sempre, no final, é sexo a vontade, depois “ahhhh se aproveitaram de mim”. Fala sério, pô.

  • Sérgio

    Bom…

    conheci uma mina que bebe e se assenta a mesa só com homens, e a conclusão que chego é que mulher que enche a cara quer ser comida e sabe que os caras irão se aproveitar da situação.

    E depois joga a culpa na bebida, e sempre a bebida tanto prra homens quanto para mulheres é: ou fuga ou desculpa para as atitudes insanas. Faça corretamente então po, escreva numa placa “quero ser comida” e saia por aí sem dar vexame, é bem coisa de vagabundinha mesmo… pois, sempre, no final, é sexo a vontade, depois “ahhhh se aproveitaram de mim”. Fala sério, pô.

  • Sérgio

    Bom…

    conheci uma mina que bebe e se assenta a mesa só com homens, e a conclusão que chego é que mulher que enche a cara quer ser comida e sabe que os caras irão se aproveitar da situação.

    E depois joga a culpa na bebida, e sempre a bebida tanto prra homens quanto para mulheres é: ou fuga ou desculpa para as atitudes insanas. Faça corretamente então po, escreva numa placa “quero ser comida” e saia por aí sem dar vexame, é bem coisa de vagabundinha mesmo… pois, sempre, no final, é sexo a vontade, depois “ahhhh se aproveitaram de mim”. Fala sério, pô.

  • Sérgio

    Bom…

    conheci uma mina que bebe e se assenta a mesa só com homens, e a conclusão que chego é que mulher que enche a cara quer ser comida e sabe que os caras irão se aproveitar da situação.

    E depois joga a culpa na bebida, e sempre a bebida tanto prra homens quanto para mulheres é: ou fuga ou desculpa para as atitudes insanas. Faça corretamente então po, escreva numa placa “quero ser comida” e saia por aí sem dar vexame, é bem coisa de vagabundinha mesmo… pois, sempre, no final, é sexo a vontade, depois “ahhhh se aproveitaram de mim”. Fala sério, pô.

  • Thallyta

    adorei o texto. falo por experiencia propria o qnto é dificil vc achar alguem q te acompanhe sem q te diga pra ir pro alccolicos anonimos Ou, q vc nao derrube no primeiro encontro rs.
    Acho q a mulher esta cada vez mais independente e proxima em alguns direitos q os homens. Mulher beber bem nao há pq se envergonhar somente saber duas regras básicas: dosar bem e se Portar bem .
    e virar o copo.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5552 artigos
  • 662636 comentários
  • leitores online