[18+] Garotas assistem filme pornô?

Bel

por
em às | Debates, Ladies Room, Sexo


O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei

Foram 11 estatuetas no Oscar. Inclusive de Melhor Filme.
Frodo, Gandalf, Sam, Aragorn, Legolas, Gimli, Pippin e Merry estão te esperando.
Cinemax. Te dá o que você busca.
Acompanhe em cinemax.tv a programação completa.

Poder-se-ia dizer que todo ser humano curte uma pornografia, mas não vou generalizar porque, como os comentaristas de blog dizem, generalizações são idiotas. Eu poderia dizer que ao menos todos os homens curtem um vídeos e filmes pornôs, mas conheci bem uns 3 ou 4 na minha vida que não gostavam. Nunca entendi o porquê.

Arriscando um radicalismo desnecessário, diria até mesmo que é anti-natural uma garota dizer que não se excita vendo pornôs.

Talvez ela não se excite vendo este ou aquele pornô específico; por existir uma vasta gama de taras registradas em vídeos, pode acontecer de ela assistir meia dúzia de estilos que não se encaixem em suas fantasias. Em vez de se excitar, ela sente nojo, repulsa. Amiguinha, isso é normal. Anormal é você não sentir nem um pouquinho de tesão em nenhum filme pornô. Explico-lhes.

O cara dormiu, ela aproveitou pra ver um pornozinho.

A masturbação dos neurônios espelhos

“O neurônio imita [espelha] o comportamento de outro animal como se estivesse ele próprio a realizar essa ação.” (Wikipedia)

Cês já ouviram falar em neurônios-espelhos? Eles são, basicamente, o que te torna um humano com comportamentos normais e comuns a (quase) todos humanos que nos cercam. No meio educacional tem um ditado em inglês que nos é bem popular: “Children see, children do”.

Isso resume a forma como você se tornou um adulto de comportamento social normal. Vendo as pessoas rindo, dançando, confraternizando, se comunicando, enfim, sendo gente, foi que seu eu-de-muitos-anos-atrás aprendeu a ser gente. Neurônios-espelhos são a razão de você não ser autista, a razão de você mostrar a língua ou rir para um recém-nascido e ele te mostrar a língua ou rir de volta, a razão de você se sentir machão após assistir Rambo IV. Esses neurônios-espelho nascem em você, vão morrer com você…

E vão se masturbar com você, por supuesto.

Se você é uma moça que ri em filmes de comédia, se emociona em dramas, chorou no episódio de Pokémon quando o Ash tem que soltar a Butterfree, significa que seus neurônios-espelhos estão em pleno funcionamento. Ao ver um pornô, automaticamente e biologicamente seus neurônios-espelhos te põem naquela situação (ui, delícia). E daí a naturalidade óbvia de se excitar assistindo a um pornô, apesar de que, dependendo da criação e crenças da moça, ela pode negar ou reprimir isso.

Cine Privê, o começo.

Como muitos dos apreciadores do gênero, fui iniciada nos filmes de sexo pela Julia Roberts do softcore, a Emanuelle na versão da Krista Allen. É, esses mesmos do “Cine Privê” (antes “Sexta Sexy”) da Band que você também via, nem tenta mentir que eu sei que você assistiu. Devo ter visto, no mínimo, uns 6 ou 7 da série. Emanuelle na África, no foguete, na banheira, com perfume, com mulher, com negão… Bom, se você tem mais de 20 anos, sabe do que tô falando. Duvido muito que a Emanuelle não tenha povoado algumas das suas madrugadas de sábado, lá pras bandas da década de 90.

Foda aquela época sem Internet rápida o bastante pra se assistir vídeos, hein? Jogai vossas mãos aos céus e agradecei à banda larga e aos sites X-rated, irmãos!

Concordamos que Emanuelle é softcore (alguns chamam de “erótico”), e softcore não é pornografia, mas acho que se eu fosse introduzida nesse mundo diretamente com um vídeo do trem naquilo e daquilo no trem, teria ficado traumatizada, ao invés de… hum… apreciar. Até hoje não sou muito chegada em vídeos extremamente crus e com takes ginecológicos fechados do vuco-vuco e só isso, um monte de fluidos pra lá e pra cá. Eu sou mulherzinha, gosto das coisas mais delicadas, limpinhas e decentes.

Óóóóun!!!

Qual estilo de pornô é mais apreciado pelas mulheres?

Vídeos pornôs são muito bem aceitos entre os homens, cada um com as suas preferências e taras específicas.

Já vi sexo de frente pra uma plateia, sexo no penhasco; já vi duas garotas, um copo e um montão de cocô (uma das coisas mais nojentas que já vi na vida), já vi hiperorgasmo e um montão de xixi, já vi um vídeo japonês de uns dois homens de terno espancando com um peixe cru uma mulher nua e atada (perturbador), um outro vídeo japonês que a vagina da menina tinha dentes e arrancava fora o pinto do cara (ai!), orgias, podolatria, inter-racial, fistings, swings, dildos, gangbangs, threesomes, shibaris, bukkakes, hentais, MILFs, POVs, DPs, BDSM, ATMs…

E sempre me mantive bem longe de pedofilias e bestialismo, porque boto fé que essas coisas devem remeter a algum tipo de doença. Doenças à parte, o leque de variedades de vídeos pornôs disponíveis é inacreditável e extenso. E, mesmo assim, tem mulher que diz não curtir nenhum tipo.

É complicadíssimo encontrar um exemplar fêmeo que admita gostar de assistir pornografia. A maioria diz que acha nojento, sem-graça ou não fica com tesão. Eu mesma não gosto, juro! Só assisto pelo… teor científico da coisa.

Acredito que o estilo pornô que as mulheres apreciam mais é diferente do tipo que os caras gostam. Por exemplo, eu tenho pavor de vídeo de gang-bang, jamais acreditarei que a mulher está tendo prazer de verdade. Também não curto vídeo que é muito encenado.

Filme de terror ou orgia violenta?

Apesar de adorar Brianna Banks, Sylvia Saint, Jenna Jameson e suas trupe de loiras plastificadas e garanhões sarados, dificilmente uma megaprodução pornô com estrelas desse calibre me deixa ligada. Nota dez pro ambiente, iluminação e atuação dos caras, mas no quesito de sex appeal, a meu ver, o tesão mesmo é quase nulo por se distanciar demais da realidade que me apetece. Sou morena sem silicone e curto cara feio, c’est ma vie.

Sem contar que a encenação, por mais convincente que seja, sempre é um fingimento. Ver alguém fingindo gostar do trem não me liga, definitivamente.

Esse é o principal motivo pelo qual prefiro vídeos amadores a filmes de estúdio: nos amadores, o prazer de ambas as partes parece mais real, mais natural e espontâneo. Claro que uma peituda profissional de estúdio se arfando toda também é interessante, mas prefiro assistir a coisa mais genuína.

Voltando ao gangbang (trauma? imagina), raramente vejo um vídeo disso onde há genuinidade; sempre achei que a cara de prazer da atriz era até convincente, mas dava pra sentir ali uma pontinha de cara de nojo. Ou talvez sejam meus neurônios-reflexos com nojo por se sentirem naquela situação, vai saber se tem moça que curte mesmo um monte de sêmen na cara, né?

Já que o título é sobre garotas e filmes pornôs, eu sei que a essa altura você deve estar maquinando o filme certo pra alugar e tentar convencer a patroa a ver contigo, né? Vai a dica: nada de vídeos muito degradantes. Já pensou? Cê convence a mina a assistir um pornô contigo e bota a mina pra assistir uma DP bruta com direito a anal triplo e um monte de porra em cima da mulher. Nada contra, tem quem goste. Mas, de primeira, tem que ser uma coisa mais careta, pra não arriscar demais.

Velvet Ecstasy: pornô feito com casais reais

Cena de um dos vídeos do site. Eles fazem isso fora do estúdio também.

Por mais mente aberta que seja, nem eu sou lá muito… exótica com relação à seleção do que assisto, prefiro vídeos com as ações mais tradicionais. De uma maneira geral, takes que sejam menos centrados na parte ginecológica da coisa, mas que pegue o quadro todo das ações são menos agressivos.

Esses dias me apresentaram um site muito maneiro, o Velvet Ecstasy. Como apreciadora dos amadores, esse estúdio soou como música aos meus ouvidos e manjar para o meu paladar. O Velvet Ecstasy faz produções de qualidade profissional com casais de verdade que realmente querem fazer sexo diante da câmera e se divertir. Não são loiras plastificadas que recebem milhões pra dar pra cinco caras diferentes durante as gravações do dia. Pena que a assinatura custe 20 doletas por mês, mas fica a dica pra vocês me darem um presente bem legal, tá leitores? Façam um punheteira boa moça feliz.

Como eu sou gente boa, vou bem disfarçadamente deixar um link pra um vídeo do VE escondidinho por aí, pra você ver quando sua patroa sair da sala. Esse é o típico vídeo bom pra apresentar a uma mulher que não curte pornô: o rapaz contando as peripécias dele e da namorada antes de começar o rala-e-rola dá um clima todo amigável e descontraído para o sexo em si. É um casal bonito na medida do normal que se apresenta, apesar de que achei a loira uma coisa linda (só podia ter mais peito), o rapaz é todo bonitinho e a tensão sexual entre os dois é bem genuína. Vale a pena, moças.

Pensando em como existem mais pornôs do que peixes no oceano, não sei como tal beleza cinematográfica não caiu no gosto massivo das mulheres. Quero dizer, só 66% das mulheres curtem assistir filme pornô? É pouco. Acho que os 34% restantes precisam conhecer estilos diferentes, ver as pornografias certas que lhes agradam.

É muito difícil mesmo pra gente se excitar vendo um monte de fluídos voando pra lá e pra cá; afinal, somos mulherzinhas, mas acreditem em mim, garotas: existe pornografia boa. Junte-se aos 66%!

*Texto publicado originalmente no extinto blog “Ato ou Efeito”.

Bel

Paradoxal, crítica, chata, bebum, adepta do hedonismo e misantropia. Mas é uma boa pessoa. No Twitter: @lemonndrop.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • http://www.facebook.com/rodrigo.cambiaghi Rodrigo DAvola Cambiaghi

    Fato: O pornhub cujo slogan era “it makes your dick bigger” recentemente acrescentou “and your pussy wet”.

    • http://pulse.yahoo.com/_WP5UA7VFGI5BGQZFSN7KMV3OCE Amane Shin

      Well. eu gosto de porno(muito mais que meu namorado), gosto de sexo todo dia, me masturbo tb, quando ele esta trabalhando. vejo porno de muitas maneiras(não gosto daqueles que a mulher é espancada, ou dilacerada, ou esquartejada…) gosto muiiiiiito de ver sexo com muitos homens, se forem bem gostosos… adoro ver fotos de homens com corpo bem trabalhado, ou exitados, não gosto de lesbicas, nem de muita mulher, não me sinto nada excitada por mulheres, só por homens mesmo… gosto de close nas genitais, e de cenas que o homem brinca com a genitalia feminina, gosto de “homem que faz o que quer”, sem machucar, claro…

  • http://fromvictorwithlove.com/diario Victor Lee

    É isso aí Bel. Como comentei antes, mulher que reclama é pq geralmente não pesquisou para encontrar o gênero que agrada. Com a pirataria digital comendo solta e a teoria do Long Tail/Cauda Longa, a tendência é cada vez mais em criação de conteúdo de nicho e voltado para o público feminino.

    Mas seguindo na idéia de diversidade é o que conta, também entendo perfeitamente a garota que olhou de tudo e não gostou de nada.Não acho anti-natural não…

    • Cookieflavor

      Bom, afirmem o quanto quiser, porém EU NÃO gosto de filme pornô, de gênero algum. Explicar o porque vai demorar demais. Vão me chamar de moralista e o caralh* a 4. Enfim, não gosto e pronto.

  • http://www.facebook.com/people/Eduardo-Assis/1470012239 Eduardo Assis

    Bom!!

  • http://www.facebook.com/people/Eduardo-Assis/1470012239 Eduardo Assis

    Bom!!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Wet pussies and bigger dicks for a better world!

    Democracia sexual para todos, vote 6969.

    • Marcos Paulo

      hahahahahha boa!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Wet pussies and bigger dicks for a better world!

    Democracia sexual para todos, vote 6969.

  • http://twitter.com/diego_blanc diego blanco

    queria q minha garota partilhasse dessa opinião ela não gosta tbm, mas já me deu varios de presente pq sabe que eu gosto. hahaha

  • http://twitter.com/lellic penny

    D’accord. Mas os pornôs encontrados nos computadores de namorados e afins são só os assustadores.

    • http://twitter.com/VictorSantos92 Victor Santos

      Eu pessoalmente não curto os “assustadores” (entendo gostar de subjulgar a mulher, mas prefiro assistir vídeos com uma concentração de rôlas/m² e porra/m³ abaixo do “WTF”) mas entendo o princípio. Se o cara curte isso – mesmo que um pouco – é uma das taras que o seu namoro não satisfaz, daí sobra pra banda-larga dele.

      Não quer dizer que ele realmente sente necessidade dessas paradas no sexo. Muitas vezes até ele curte imaginar mas na real ficaria com nojinho também. Mesmo princípio de uma garota que tem uma veia bissexual, mas não tá disposta a partir prum rala-e-rola girl-on-girl mais fodão, aí fica só no pornozinho. Não quer dizer que o namorado dela não a satisfaz, é só uma pequena tara a ser quitada.

  • Onfale

    Sempre tive dificuldade em contar pros meus namorados que curtia pornô, ficava com aquela duvida : o que ele vai pensar?
    Hj já desencanei disso e admito em alto e bom som pra quem quiser ouvir: gosto muito de pornô. Me excita, me dá altas idéias, é um tesão mesmo. Se fosse mais cara de pau ia até querer protagonizar um desses amadores.
    Aliás, os amadores são meus preferidos mas, ao contrario da Bel, curto muito os gang bangs também. Bondage, SM, double penetration, acho tudo muuuuuuito excitante. Mas em primeiríssimo lugar os de sexo oral, adoro comparar minha performance, hehehe

    • louquita

      adorei sua atitude onfale hehehe sou assim tambem louquita

    • louquita

      adorei sua atitude onfale hehehe sou assim tambem louquita

  • http://twitter.com/rayssagon rayssa gon

    posso dizer que fico “animada” (eufemismo) assistindo true blood. alexander skarsgard.. yeah. :D

    é um bom começo, certo?

    • Tiochico2747

      eu tambem assistido true blood e outros carlos.

  • voyeur

    Sou homem, tenho 28 anos e “não sou muito chegado em vídeos extremamente crus e com takes ginecológicos fechados do vuco-vuco e só isso, um monte de fluidos pra lá e pra cá”, embora também não precise ser tudo tão “delicado, limpinho e decente” quanto Emanuelle. Mesmo assim, meu fap folder tem um material muito mais leve do que a maioria dos machos da espécie achariam necessário. Sou “mulherzinha”?

    • http://twitter.com/VictorSantos92 Victor Santos

      Eu acho que a pergunta “Sou ‘mulherzinha’?”, em qualquer contexto, imediatamente te indica como sendo uma. Uma insegurança dessas é TÍPICA de mulherzinha.

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Eu também piro em ver boquete, são meus vídeos preferidos atualmente.

    Antes já passei por fases: bundas gigantes, peitões, ninfetas, mulher sendo comida com alguma violência…

    A maioria das mulheres, pelo que já ouvi, curtem filmes amadores, flagras, coisa real mesmo. Não é à toa que a Bel indicou esse site (que não conhecia, valeu, Bel!).

    • Onfale

      Vamos combinar, boquete é tudo. E quando vc descobre o prazer (físico) de dar uma grande chupada (um tipode prazer que não está relacionado com proporcionar o gozo de um homem) ai pode ser o nirvana. E nem precisa do clitóris na garganta a la Linda Lovelace, é só se entregar de verdade que rolam orgasmos incríveis…
      Já os videos em que rola um pouco de violência, esses também me excitam. Acho que tem a ver com os desejos secretos das mulheres independentes, de serem dominadas pelo menos em um campo da vida…rs

    • Fer

      Vamos fazer um juntos… rsrsrs

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Claro.

    Eu fico animado assistindo beijos lésbicos de supermodelos.

    Tb é um começo, não?

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Depende, qual cor de calcinha você usa?

    Linka algo que goste pro povo opinar, oras. Não vamos censurar. Todo mundo já é grandinho por aqui, Voyeur.

  • http://makotochan.tumblr.com/ Michele

    tava comentando no twitter, pra mim qq porno é válido, mas tbm prefiro os amadores. agora o que não dá, não desce é hentai. me dá NOJO disso.

  • http://makotochan.tumblr.com/ Michele

    pois é, já percebi isso tbm… pq será?

    • http://twitter.com/lemonndrop Bel

      “os pornôs encontrados nos computadores de namorados e afins são só os assustadores”. Acho que é mais assustador ainda por sabermos que NOSSO NAMORADO curte umas paradas… toscas/degradantes/vulgares beirando o escatológico. Me faz pensar se ele realmente curte o sexo que a gente tá fazendo ou se ia ficar mais satisfeito se eu fizesse a puta no nível daquelas moças.

      • http://makotochan.tumblr.com/ Michele

        é, tem isso também. eu fico super encanada com essas coisas. eu fico pensando se tem algo que ele talvez queira que eu faça mas não tem coragem de pedir, sei lá.

        outro dia tive um ataque e fiz meu namorado deletar 80gb de pornô e prometer que nunca mais ia ver nada sem eu estar junto. (neurose crônica essa minha – além de eu mesma saber que ele VAI ver pornôs sem eu estar junto).

      • http://twitter.com/lellic penny

        bel, eu prefiro nem pensar, pq aquilo é fantasia, se for entrar no mérito sexo vida real e sexo de filme, vamos entrar no mérito VIDA, o que acontece em Quase Famosos não acontece na minha vida! Droga… (mesmo preferindo não pensar, confesso que penso e dá aquela noiada)

      • Pintaomini15

        Seu namorado nao foi esperto por isso deixo os 950gb que tenho em um disco externo com senha rs…. E só fantasia masculina não tentem entender , pode ter certeza que seu namorado gosta mesmo e de você assim como eu, muito pelo contrario sou até um pouco puritano em relação a isso , nada que estrague um bom sexo de verdade a dois. Entre quatro paredes vale qualquer coisa sempre respeitando os limites da sua companheira.

  • Xica

    Excelente texto!!! Fico muito mais excitada com filmes eróticos do que com o pornozão cheio de closes na “perseguida”… um dos que eu curti muito muito foi “Um copo de cólera”. Duvido alguém assistir e os tais “neurônios espelhos” não quererem partir pra “festinha” imediatamente… uuhuhu

  • http://twitter.com/isadoramorais Isadora Morais

    Tô com a Bel e não abro!
    Pra mim, os amadores são os mais legais. Não tem nada mais brochante do que ver homens e mulheres fingindo orgasmos.

    • ..:: PC ::..

      Mulher fingir orgasmo até é possível,Homem fingir ejaculação…no pornô tb é possível gente, kkkkkkkkk
      Assistí uma vez no Multshow…Ums caras da indústri pornô e eles mostravam uma mistura, tipo mingau, que eles faziam para jogar em cima das mulheres… e agente não só pensa que é de verdade, como ainda fica com nojo, kkkkkkkkkkk
      Sem dúvidas, nem tudo que vemos é real.

  • Rick Maciel

    Já é… vou mostrar pra minha namorada depois :D
    Ótimo post, sempre achei que as mulheres eram “encubadas” em se tratando de gostar de porno, mas vai saber…

  • http://twitter.com/RafaAllegretti Rafael Allegretti

    Eu também prefiro atuações mais reais, felizmente ou infelizmente eu faço o tipo apaixonado e prefiro mil vezes uma bela noite de amor do que um menáge com uma loira e uma morena. Logo, esse tipo de atuação me agrada mais…

    Acho legal mulheres falarem a respeito, eu por exemplo, sei o tipo de filme que agrada minha namorada… acho que mais casais deveriam falar a respeito, é uma coisa legal para apimentar a relação ;D

  • http://www.hynd.com.br/ Jorge Maluf

    Bel, em minhas “naveganças punhetisticas” pela internet achei um negócio bem legal também. Conhece, ou já ouviu falar, o Woodman Casting? Falando bem por cima. É um site que faz vídeos pornôs de castings para vídeos pornôs! hehehee. O que isso quer dizer? O cara filma – bem amador – sua entrevista com uma mulher que será uma futura atriz pornô. É legal durante a entrevista porque ele vai desde o começo da conversa, quando se conhecem, até o teste do sofá… Sim, aí ele come a mulher e filma. Mas tudo é bem amador.

    É BEM interessante porque da pra ver a mulher mega fechada e se abrindo com o decorrer da conversa, até que “libera” para o homem testa-la. O mais legal ainda é ver elas tendo prazer de verdade no durante o vídeo teste.

    Acesse: http://www.woodmancastingx.com/ – Mas tem que pagar para assistir os vídeos. Mas você consegue baixar uns torrents legais!

    Essa é uma bela modalidade de pornô que pode, ou não, excitar uma dama. :)

    Beijos! ^^

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Moço… se a mulher tá ali fazendo um casting para filme porno, é porque está começando a querer aprender a fingir…rsss

      Já vi alguns do gênero que eram interessantes (pulando a parte inicial, que era um porre)… já em outros as moças eram tão aborrecidas quanto as atrizes profissionais. E tinham mais ainda aquela cara de “estou fazendo o possível para AGUENTAR esse desconforto”… bem longe de estarem gostando.

      Beijos,
      Deb.

  • Rafa Mazz

    Tenho ainda outra sugestao Bel. Tem uma diretora sueca chamada Erika Lust que produz filmes pornôs com “enfoque feminino” digamos assim. Ela fez um filme bem bacana chamado “Five Hot Stories for Her. O site é http://www.erikalust.com/ vale a pena e achei bem mais interessante do que a Vivid.

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Não conhecia, Rafa.

    Parece um puta filme: http://www.five-hot-stories-for-her.com/

    Mas notei uma cena entre dois caras no trailer…

    Uma coisa que eu queria muito ver é um filme pornô dirigido por uns 10 caras fodões de Hollywood e do cinema europeu. Uma pra cada cena. Já imaginou?

  • http://twitter.com/danielcancelier Daniel C. Moraes

    Tem uma serie chamada Cruelty Party que a mulherada iria se amarrar…
    Nesse RedTube deve ter trechos…

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Esse Woodman não é o cara que faz as mulheres gozaram INSANAMENTE com uma técnica que ninguém conhece?

  • http://www.hynd.com.br/ Jorge Maluf

    Cara… Não sei é ele que faz as mulheres gozar insanamente com segredos ninja-tântricos, mas que ele comeu MUITA mulher, comeu.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Pierre_Woodman

    • http://twitter.com/lemonndrop Bel

      será que é prazer de verdade, cara? Afinal, ela vai ficar tentando agradar o cara pra conseguir o papel no filme… sei não, depois vou ver.

      Mas essa técnica de gozar insanamente me interessou, hein

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Fui lá ver.

    Cara, você acha mesmo que uma mulher vai curtir ver um adolescente ser ridicularizado e explorado por 10 mulheres ao mesmo tempo?

  • Rafa Mazz

    sim, realmente tem uma cena gay. Nao sei te dizer o motivo dela estar ali, mas para as fantasias de cada um(a) é interessante. Foge daquela seguimentacao padronizada da indústria X. Outro que eu acho interessante é esse aqui http://www.lustcinema.com/video/Handcuffs/ . Só a trilha sonora já é matadora e cabe exatamente na cena. Outra coisa que eleva, na minha opiniao, o trabalho da diretora. Porque se for ver, a maioria das musiquinhas de fundo nos filmes tradicionais sao brochar!
    Qto aos diretores, seria interessante mesmo! Com certeza o resuldado seria foda!!
    Mas voltando a Erika Lust, bem q o Papo de Homem poderia tentar uma entrevista com ela, ou nao? Fica uma sugestao!

    Cara, leio teus textos direto. Perfeitos!
    Abraco

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Rafa,

    Leu minha mente. Há uns 10 minutos enviei um email para o Victor Lee sugerindo seguirmos a série PdH Porn com vídeos para mulheres e falei exatamente isso: vamos entrevistar a Erika Lust;. Listei outros nomes também, em breve publicamos aqui.

    Bom saber que curte meus textos.

    Abração.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Ctz. Conheço pelo menos 2 que iam.

    Quem vai curtir isso mais são os homens.

  • Cobra Caio

    Pela segunda vez eu vou ser obrigado a babar ovo da Bel. E da equipe PdH por dar espaço a ela aqui, no Ladies Room. Eu acho que ela é quem mais atende a idéia toda dessa parte do site, escrever textos para homens do ponto de vista de uma mulher. Os últimos que vi aqui no Ladies Room eram só mulheres falando. Nada contra, todos os textos foram ótimos.

    Só que a Bel sabe apelar pro nosso lado! Parece que os textos dela se encaixam melhor aqui no site, como um todo.

  • Fran Zanette

    Pra mim, o gênero de pornô depende do dia, as vezes uma coisa mais soft é legal, as vezes um mais pesadinho, e tem dias que qualquer coisa serve…nesses dias…aaaah esses dias hahahaha

  • Victor

    Bem, vou dar minha singela contribuição….

    Tem uma série de vídeos chamada ultimate surrender, onde duas mulheres (as vezes tem uma porrada de mulheres no ringue, mas é exceção) brigam e quem perder vai ser “fodida” pela outra, acho essa parada um tesão!!! As perdedoras são meio que sadomizadas pelas ganhadoras e elas, via de regra, fazem de tudo pra não perder, o que só aumenta o estímulo… Mas isso é estímulo pra cueca, acho pouco provável que uma mulher se interesse por este tipo de vídeo.
    Concordo com as moçoilas que os vídeos de flagras e amadores genuínos são os mais excitantes, já que quem estava transando tava gostando, não simulando o prazer.

  • Belovedanimal

    Realmente nunca consegui entender o motivo das mulheres terem tanto pudor em admitir que assistir um pornô poderia ser algo muito divertido! Concordo com a Bel, que basta saber procurar um estilo que lhe agrade mais e certamente qualquer uma iria pirar. :P Fora o fato de que isso sempre te dá novas idéias do que fazer e do que experimentar.

    Adorei a dica do Rafa, só o preview dos videos da Erika Lust já parecem ser ótimos. :) Vou ficar aguardando por uma entrevista dela aqui no site!

  • http://twitter.com/formagio Alexandre Formagio

    A graça de filme porno é que ele é exatamente como qualquer outra categoria de filmes. Quer ver um filme de terror? Você tem filmes de terror no estilo Pânico com sustinhos e você tem O Albergue da vida que mostra tudo que tem direito.

    Eu acho sensacional mulher que gosta de filme porno, independente do grau de putaria. Eu acho que filme porno vai muito mais do que masturbação, serve como inspiração, serve como distração, serve como um “esquenta”, serve para muita coisa, além do servir como prazer imediato em uma bela masturbação.

    Já conheci meninas que tem pavor e outras que abertamente dizem que gosta. Acredito que apresentar o material certo e achar o ponto G do tipo de filme que interessa é essencial. Como você mesmo disse, não adianta chegar com um filme de gangband para uma menina achando que ela vai adorar e vai baixar 1 Tera de putaria no emule (ou se ela for mais inteligente usar o RedTube) :)

    Seguinte o comentário do Gitti, no momento o meu preferido são cenas de sexo em festinhas e etc, adrenalina humilha, rá :)

  • http://twitter.com/lemonndrop Bel

    Eu já falei pro meu namorado gravar um comigo, só de diversão, não pra distribuir. Deve ser, no mínimo, interessante se ver depois.

    • Onfale

      Ah, Bel, é superinteressante, principalmente pra assistir quando ele tá viajando, por exemplo…rs

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    E rolou?

    Já fiz alguns. É bem legal, tanto segurando a cam quando deixando fixa em algum lugar.

    • Onfale

      Segurando a cam tem o problema de não deixá-la cair na hora H…rs

  • Victor

    Ah, uma parada foda, mil vezes foda que li recentemente…

    Essa notícia é pras moças não se empolgarem tanto com o pornô….

    http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/posts/2010/07/09/baba-de-30-anos-morre-ao-ver-material-pornografico-306956.asp

    Essa é demais!!!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Serve como brainstorming? Que tal uma agência de social media pornô?

  • http://twitter.com/lemonndrop Bel

    Eu tenho esse DVD, Rafa. Ganhei de uma leitora (que acabou virando amiga) que viu e lembrou de mim. Achei fantástico, sensacional, excitante, muito bem feito. Pena eu não ter lembrado disso na hora de editar o texto, valia uma menção honrosa.

    E, sim, meninos… tem uma historinha gay e uma historinha lésbica. Como são histórias para ELAS, tem sim mulher que se excita vendo homens se pegando, assim vocês se excitam vendo mulheres na mesma situação. Eu achei até a historinha gay bacana, mas a minha favorita é a do casam SM, que transam mascarados, com chicotinho e tal. Muito massa.

    • Myself Girl

      Eu tbm adorei o Five hot stories e a história que mais me excitou tbm foi a do casal, Bel. Cena bem feita, deliciosa.. aiai!!!
      Sobre as cenas gays, eu gosto das que os homens são bem másculos, nada de toque afeminado.
      É nessa série da Lust que tem uma cena de uma mulher participando “ativamente” com os gays? Se for, vou dizer uma coisa.. foi a cena, digamos, “incomum” que mais me excitou até agora.
      Tem uma outra diretora de pornôs para mulheres, a alemã Petra Joy. Mas não me acendeu mto. (talvez a cena que citei seja dela)

      Se alguém pensou que eu vejo mto pornô, se enganou. Vejo pouco, mto pouco. Mta coisa me excita, mas tbm mta coisa me frusta…Gosto de cenas de lésbicas, principalmente qdo há corpos de diferentes estruturas, sabe? Uma mais peituda, outra menos… pessoas com diferentes belezas.
      Nas cenas héteros tbm, qdo as belezas são variadas fica melhor! Tbm estraga o clima os gemidos fakes, mas me ajudam as palavras sacanas. Closes não tem a menor graça.. prefito mil vezes uma bunda contraída de tesão, um pé esticadinho na hora de gozar… esses detalhes….

      Agora, tem aqui uma matéria imperdível sobre o que desperta o prazer nas mulheres. Muitas mentem, omitem e bloqueiam racionalmente, mas o corpo prova que sim, elas se excitam até com macacos transando.

      Vejam, é uma excelente matéria:

      http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI25697-15228,00-O+QUE+DESPERTA+O+DESEJO+SEXUAL+FEMININO.html

  • Anônimo

    Não. Faltou a câmera ):

  • http://twitter.com/_pitombera Danilo Pitombeira

    Posso certeza em pôr as palavras minhas e de minha namorada as palavras da Fran, gostamos de assitir filmes amadores em geral, mas tem dias que ela tá afim daqueles fimes… e daquelas noites… que são dias que sempre ficam marcados, pois sempre fica aquele ar de mistério do quando será o próximo, e a lembrança de uma manha,tarde,noite inesquecivel.

  • Marcão, macho-alpha++

    Mulher gostar de qualquer tipo de pornô é de um machismo reverso terrível. A tentativa frustrada de tentar se igualar aos homens até no comportamento infantil/compulsivo/erótico é totalmente artificial e patético. Dad issues… Isabel, vai procurar um analista e deixa de agredir nossos monitores.

    “Texto publicado originalmente no extinto blog “Ato ou Efeito”.
    >>Esse texto explica muita coisa. Espero que todos os adolescentes mudernos/promíscuos/ateus que escreviam lá não venham pro PdH. Textos infantis, vazios e superficiais já são maioria. O nível já é baixo, com essa molecada vai ficar pior ainda.

    Att

    Marcão, macho-alpha++

    • http://twitter.com/VictorSantos92 Victor Santos

      Amigo “Marcão, macho-alpha++” (sério, wft), antes de mais nada eu gostaria de saber qual o problema de ser “moderno/promíscuo/ateu”. Ser moderno, alguém que está adaptado ao próprio tempo é algo ruim? Ser promíscuo, alguém que não se reprime sexualmente simplesmente porque os outros dizem que deve é algo ruim? Ser ateu, alguém que teve discernimento o bastante para analisar criticamente a religião e acabou optando por não seguir nenhuma é algo ruim?

      O que é bom então? Ser alguém retrógrado, reprimido, incapaz de sair do inconsciente coletivo e com medinho de pensar por si mesmo? Sua definição de “macho-alpha” parece ser drasticamente conflitante com aquela presente na natureza e na sociedade. Acho que você está confundindo com a expressão “mulherzinha acéfala”.

      Ademais, vale ressaltar que “machismo reverso” é de fato um conceito interessante. Então masturbar-se é algo “infantil/compulsivo/erótico” e exclusivo aos homens? Mulheres tentam – “frustradamente” – se igualar aos homens? Mulher que se masturba tem Daddy-Issues? Seus conhecimentos acerca da psique feminina são de fato invejáveis, parabéns! Afinal de contas todo mundo sabe que mulher curte mesmo é um machista babaca, então o senhor deve ser um prodígio pra pegar mulher.

      Ah, sim, desculpa. Tinha esquecido que você é um bom-moço que nunca desceria ao nível de pagãos promíscuos como eu. Pegar mulher, tsc, coisa de ateu.

      Em tempo, de fato o nível por aqui é muito baixo às vezes. Felizmente a queda de nível costuma se concentrar na área entitulada “Comentários”, não sei por quê. Grato pela contribuição, aliás.

  • http://twitter.com/danielcancelier Daniel C. Moraes

    Nos primeiros episódios tinha coisas que insinuavam sadismo mesmo, e bastante humilhação, o que acho broxante pra homem ou mulher (mas tem quem goste…) mas acho que não teve sucesso, então mudaram e agora tá em tom mais de brincadeiras e festa, quase uma “despedida de solteira”, com gatas lindas…e esse detalhe que agrada mais os homens conforme Guilherme comentou…hehe
    Comentei que iria agradar certas mulheres apenas por fantasia mesmo, da mesma forma que eventualmente alguma iria se divertir num clube de strippers masculinos por exemplo…

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Marcão,

    Aguardo seu texto para ajudar a elevar o nível de conteúdo do PdH.

    Você publicou um texto sobre “construir caráter” (que tomou pau dos leitores, mas foi legal pela piada “coisas que foram caráter”), depois mandou bem com um texto sobre o Metallica, e ficou devendo a finalização daquele texto sobre evolução, depois das observações do Atila e minhas também.

    Quanto a Bel, ela realmente precisa de um analista: lidar com leitores não é fácil.

    Abraço.

    • Marcão, macho-alpha++

      Lamento cara,

      se vocês chegaram no nível de reaproveitar conteúdo de um blog pra criança, numa abordagem tão infantil, superficial e vazia sobre pornografia como essa, de uma analfabeta funcional desprovida de talento e capacidade pra escrever, isso significa que o fundo do poço já chegou e já passou. Sério PdH??? Resto de um blogzinho de 5ª? O que tão ganhando em troca? ….

      A política editorial (ou ausência dela) não tem mais salvação. Hoje o PdH é tudo, menos PdH. Demorei muito pra perceber, mas agora a ficha caiu. Já desconectei tudo meu do PdH (twitter, feed, favoritos, etc) Por favor, não publiquem nenhum texto que eu enviei, pois pretendo reaproveitá-los. Vou criar meu próprio blog com jogos e prostitutas [referencia pop obscura].

      Até mais e obrigado pelos peixes.

      Att

      Marcão, macho-alpha++
      PS: Pra variar, o disqus não me avisou de atualizações. Estranho né?

  • Man0cels0

    não é por mau não mas essa repotagem é muito engraçada Victor, rs

    tem esse site com uma seleção até grande de filmes pra mulheres ou pra casais aki http://erotica-readers.com/ERA/AM/Porn_For_Couples.htm , e logo no início dele tem 3 sites com filmes do mesmo estilo.

    E para o público em geral tem esse tbm que eh interessante, ou curioso, sobre a história do cinema erótico desde antes de 1920 até 2009, tem muito filme mesmo, ou, na verdade a sinopse deles rs.
    Pra quem se interessar

    http://erotica-readers.com/ERA/AM/Porn_For_Couples.htm

    ótimo blog, ótima matéria e escritora^^

  • Pedro Alves

    A sociedade trata homens e mulheres de maneira completamente diferente.

    Homens crescem sendo incentivados a brincarem com seu penis, a comerem o máximo de garotas que for possível e são diariamente incentivados a se envolverem com pornografia.
    Mulheres, por outro lado, geralmente recebem outro tipo de criação. Não são estimuladas a conhecerem seu próprio corpo, são instruidas a terem uma vida “pura” e a casarem virgens e aprendem desde pequenas que sexo, orgias e pornografia são pecado e que devem ficar longe de tudo isso.
    Isso tudo gera uma sociedade aonde as mulheres sofrem uma intensa repressão e a maioria escolhe por reprimir sua sexualidade.

    Não é incomum encontrar amigas adultas que dizem nunca terem se masturbado e que nunca sequer sentiram vontade de assistir algum porno. Muitas que inclusive se sentem culpadas por serem assim, algumas até chegam a achar que possuem alguma deficiencia neurológica.

    Tudo isso é muito triste.

  • http://hcalves.tumblr.com Henrique

    “Emanuelle” é daquela categoria que a gente chama de “foda de umbigo”.

    Agora, o que tem de pornô bizarro e repulsivo perdido na net não tá escrito…

    Como sexo já é mais do que banalizado, as pessoas precisam de coisa cada vez mais bizarras e chocantes para sentir “alguma” excitação. E como é gente que não tem coragem de viver suas fantasias na vida real, vive as fantasias do diretor de cinema.

  • Carina Brunialti

    Não com todo o conhecimento de causa do mundo, mas acho pornô bacana sim! Principalmente os de mulherzinha, como a Bel comentou! =]

    De resto, acredito que os 34% que dizem não curtir/conhecer pornografia, fatalmente, se reprimem ou são reprimidas. É um caminho de auto descoberta um pouco tenso, mas não é difícil (e tô pra dizer que é bem bom) fazer parte dos 66%.

    Let’s go girls!

  • Rodrigosmc_

    Aiai Bel

    ver uma mulher falando de pornô acalma a mente e o corpo. *-*
    (=

  • Robs

    no xvideos tem um monte de videos desse cara , gratuito no estilo deste redtube

  • Bona

    Mas baah, a Bel por aqui hmm

    Eu achei que tu tivesse parado com os blog, pelo menos o pzk nem me falou nada.
    Também não perguntei

    IAHEIUAHE

    Beijos bel, e valeu pelas dicas. Compartilhava esse mesmo pensamento teu, mas agora pelo menos é uma opinião feminina!

    Abraz!

  • http://twitter.com/lichtflustern Louise O’Hanlon Neu

    Bel, seu texto foi demais! Meu favorito do Ladies Room até agora!
    Como os rapazes falaram mais acima, você realmente fala de assuntos que interessam aos homens da perspectiva feminina com o foco certo. A sinceridade e o humor no seu texto são geniais. Falo mesmo. Queria conseguir escrever assim inclusive. =D

    Eu chorei quando o Ash soltou a Buterfree, portanto, sim, eu faço parte dos 66%!
    Não tem nenhum estilo que eu goste particularmente, na verdade, sou meio como você Bel, gosto das coisas limpas e decentes. Delicadas nem tanto, mas nada no nível de gangbang, SM, bondage, hentai com tentáculos e tal. Esses assisto bem pouco porque não são o que me excita, mas acabo assistindo estilos variados por curiosidade (menos o 2 girls 1 cup, please, no).

    Por vezes aqueles vídeos que parecem ser muito mais do mesmo me surpreenderam por causa da ambientação e da química entre as pessoas. Sempre tem uns peitos e orgasmos fake ali, close captions demorados de penetração acolá, mas sempre tem umas partes que são mais naturais e quentíssimas, justamente por terem saído super espontâneas. Por essas eu gosto de buscar.

    Sendo assim, o que mais me irrita em vídeos pornô são os diálogos sem pé nem cabeça ultramente desnecessários e brochantes e, mais do que isso, os homens não serem filmados como as mulheres são. É super over a mulher toda peladona lá e o cara todo vestido, só o pau pra fora com aquele close. Independente do cara ser gostosão ou não (tá, um certo charme é desejável), faz muita diferença visualizar o corpo masculino igualmente nu e se movimentando junto com o da mulher. Sou só eu que acho isso?
    Os homens já ficam felizes com a mulher chegando calada e pagando um boquete por cara, mas nós mulheres precisamos de algo mais envolvente. Não necessariamente mulherzinha, o todo tem que ser bonito, fluido, convincente. Tipo esse 5 Hot Stories For Her da Erika Lust que postaram! Perfeito! Eu tava aqui quebrando a cabeça pra explicar e esse filme ilustra exatamente o que eu quero dizer. Super excitante.

    Gitti, entrevista com ela, now!

  • http://pulse.yahoo.com/_DIS7YFVG54ZOZXUQVNFZOM5GHA Alexandre

    Olá, é a primeira vez que visito o seu blog, e gostei do vi. Muito bom o post, e concordo com uma parte que vc fala, que filmes encenados, não dão tesão. Eu não tenho nem um pouco de tesão quando vejo essas mulheres sendo falsas nos filmes, o melhor mesmo é o estilo amador. rs. !!! Quer uma assinatura do velvet ecstasy? Eu te dou .. rs Me procure por email. ! Ai vc pode brincar e assistir a vontade. Vou adicionar seu blog, em meus favoritos. Pretendo voltar aqui em breve. Abraços.

  • Minkalia

    Gosto de pornô desde sempre, nunca tive nenhum problema em relação a namorados até pq sempre falei abertamente sobre o assunto, ultimamente prefiro os filmes europeus, cansei dos americanos, parecem todos iguais, não curto amadores porque querendo ou não é um filme e como todo bom filme precisa ter uma história, por menor que seja, eu gosto de ver pessoas conversando antes da foda e o mínimo de qualidade técnica, eu sei que isso é bem mulherzinha, hehehe

  • http://biorockafim@blogspot.com(emconstrução) Enzo

    Vamos assistir um filme juntos
    heheheheheh

    Aí, adorei o artigo, esse preconceito podia diminuir mesmo
    Acredito ser algo tao natural assistir essas coisas.
    E tem filmes desse estilo melho que muito filme normal
    hauhauahauahauhauha

    Bjuss Bel

  • http://twitter.com/annebecker Anne Becker

    Eu gosto de quase qualquer tipo de pornô, tirando coisas bizarras e realmente nojentas no estilo que a menina mija no cara, com animais, gente fantasiada de bichinho e coisas do estilo… E me sinto MUITO mais excitada com pornô lésbico, com duas ou mais mulheres, e nem precisa ser coisa namoradinha, pode ser umas coisas mais tensas e fortes, mas sem duvida me excito bem mais.
    Não que não goste do convencional, mas as vezes o convencional além de me excitar também, claro, acaba me divertindo de uma forma meio engraçada também, não sei porque. Acho que são os gemidos fake. Mas gosto ainda assim.

    E sou da pratica de gravar videos com o namorado e assistir depois, bem melhor que todos ;D

  • http://www.reflexoesmasculinas.com.br/ Shâmtia Ayômide

    Quero dizer, só 66% das mulheres curtem assistir filme pornô? É pouco. Acho que os 34% restantes precisam conhecer estilos diferentes, ver as pornografias certas que lhes agradam.

    Tome cuidado com essas pesquisas feitas por britânicos. A dinâmica sexual de lá é completamente diferente do Brasil.

    Certa vez uma professora de sedução para “mulheres” de muito sucesso no Brasil, foi dar curso lá e se frustou com o público.

    NOTA: *apelidei os cientistas britânicos de “não-tem-o-que-fazer” por causa das pesquisas do tipo “cientistas britânicos descobrem que 99% do seres humanos tem cinco dedos em cada pé”.

  • Henrique BG

    Ta aí uma coisa legal. Mulher falando de pornô como se fosse homem.
    Uma coisa que o gênero feminino nem sempre entende é que esses vídeos não são só masturbação e depravação de homem caçador, mas as vezes apenas distração. Entretenimento para enviar ou receber no e-mail dos amigos.

    Poucos curtem mulheres que só falam de putaria e coisas nojentas. Nem mesmo os homens aturam por muito tempo caras com esse perfil. Mas quem evita a parte sexual ou trata como coisa de outro mundo se torna uma pessoa extremamente chata.

  • Rodrigues

    Bruna Ferraz e Vivi Fernandes são minhas atoras preferidas. =) Minha namorada ‘não curte’ filme pornô, mas quando faço ela assistir e pego ela logo depois ela já tá molhada. Incrível né?! =p

  • Sheik Ghalib

    A mulher gosta de pornografia pra aprender como forma de dominar e submeter um homem e principalmente pra tentar (inutilmente) converter um cafajeste. Ver pornografia pra mulher é como um homem ficar lendo poesia na internet ou livros pra aprender a fazer poesias como forma de fazer uma mulher apaixonar por ele.

  • http://twitter.com/atitude83 Vinicius Machado

    Cuidado para seu computador não contrair alguns vírus nessas suas navegações cientificas. Malditas DST’s não perdoam nada nem ninguém. Se proteja, use Kaspersky :)

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Isso num mundo em que todos são escravos do olhar alheio de aprovação. Num mundo em que ninguém tem desejo autônomo, num mundo em que ninguém é livre.

    Mas o mundo é muito maior do que isso. Eu, por exemplo, gosto de Manoel de Barros e Leminski. Gostava quando não pegava nem tentava pegar mulher. Gosto agora que namoro (sem ficar enviando ou falando disso pra minha namorada). Ou seja, gosto porque gosto, não pra agradar alguém.

    E já teve épocas que não lia porra nenhuma de poesia porque achava inútil. Nem Borges me salvou nesse período.

    O mesmo vale para mulher em relação à pornografia. Por que elas não podem gostar de sexo? Por que elas gostariam de sexo só pra agradar os homens?

    Foda pensar assim, hein?

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Que coisa ridícula, Marcão… Mulher gosta do que quiser. Tem as que gostam de pornografia sim, por que não? Você acha que isso é assunto privativo do clube do bolinha?

    Eu, heim…

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Que coisa ridícula, Marcão… Mulher gosta do que quiser. Tem as que gostam de pornografia sim, por que não? Você acha que isso é assunto privativo do clube do bolinha?

    Eu, heim…

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Bel

    Concordo total com você em relação a preferir os filmes amadores. São bem mais “reais”, menos “péssimos atores tentando fingir sexo animal”. A cara das atrizes dos filmes convencionais me broxa total.

    Mas acho que o que mais me incomoda na pornografia “padrão” é que neles o gozo feminino não tem a mínima importância. Na esmagadora maioria desses filmes as mulheres simplesmente não gozam. Ficam só ali fazendo um “yeah yeah yeah” constante que não convence ninguém, e a sua expressão passeia entre indiferença, dor, ou cara de quem está achando aquilo engraçado, constrangedor ou aborrecido. Uma merda.

    Será que os homens gostariam tanto de filme pornô se os atores nunca gozassem neles?

    Pornografia excita as mulheres sim. Desde que seja bem-feita, para agradar a todos.

    Boa a dica do site. Vou dar uma espiadinha depois ;-)

    Beijos,
    Deb.

  • http://twitter.com/fanfa Lucio Fanfa

    No fim do dia, todo mundo se amarra em p0rn… a diferença é que as meninas precisam de contexto, enquanto nós (homens) não temos qualquer dificuldade de “pegar o bonde andando”.

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Deb,

    Já vi muito filme com mulher gozando. Nitidamente gozando. É só procurar.

    No mais, acho que filmes reais são os melhores. Pra mim também. Uma vez vi um em que o casal falava como funcionava entre eles o lance de bater, de saber o limite da dor do outro. Eles explicam que sempre mantinham contato olho no olho pra saber o quanto aquilo estava doendo de bom e o quanto era demais (isso em porrada mesmo, situação de dominação total com prazer de ambos).

    Ai começaram a transar. Mas foi um dos vídeos mais fortes que já vi. Fortes sem chegar a ser bizarro, forte emocionalmente também, de olhares também, não só de porrada. Foi bem foda, pena que não tenho link aqui, não lembro onde vi, faz tempo.

    Beijo.

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Gitti

      Ter, tem, é claro. Já achei alguns – principalmente entre os amadores. Mas nos filmes “convencionais”, tipo Butmann, se rola é a excessão… Ao passo que o gozo masculino é a regra; acontece em todas as cenas. É a tal da “cena de porra”, obrigatória nos filmes porno, para provar que o cara realmente gozou (acho que eles nunca ouviram falar do gozo sem ejaculação…).

      Esse filme que você falou deve ser mais interessante mesmo. Por ser um casal, pela cumplicidade. Já a onda de dominação/spanking não é bem a minha praia não. Já experimentei, porque acho que a gente tem de ver qual é… e não vi nenhuma graça… rss

      Beijos,
      Deb.

  • Bruno Dulcetti

    Cine Prive pra mim deveria se chamar Cine Peito, foi como eu sempre o chamei. Tinha que ter mta sorte pra ver uns 3s de rachadura, mta sorte mesmo… Mas era o que tinha né…

    Mandou bem minha nobre… Eh bem triste ver as mulheres falando que não se masturbam e não veem filmes pornos… Mas está mudando :)

  • Menina87

    mto bom esse blog, sou mulher, adoro porno, principalmente os que envolvem ”mulher lambendo homem”, gosto de ver corpo de homem nú tambem, mas em relação as mulheres, só curto qnd o cara trata bem a moça (acho que me coloco no lugar dela) e realmente não curto gozada na cara, acho nojento demais, tlvz alguem um dia mude meu conceito, mas por enquanto não curto! por ainda ter vergonha de contar, meu namorado nao sabe disso, eu adoro do jeito que esta, nao me sinto segura para contar isso a ele! tenho medo de virar a puta dele e nao passar disso! acho que qnd o homem coloca a mulher numa posição inferior, ele passa a trata-la assim! sabe? homens, me ajudem! estou certa, sejam sinceros por favor! ehehe.. adorei o blog ;*

  • TidusFFX

    Nao achei onde comentar XD

    Ja tinha lido este post no Ato ou Efeito ..
    Texto muito bom ..
    Vou tentar convencer minha namorada olhar o video da Bel XD

  • http://www.hynd.com.br/ Jorge Maluf

    Ah, mas tudo isso depende. Como vai ser a primeira vez que a mulher está encarando um negócio desses, é muito provável que ela realmente sinta prazer no teste do sofá. As estrelas pornôs fingem o prazer porque fazem o tempo todo.

    Lógico que deve rolar um fingimento, mas acredito que a mistura dos dois é mais encontrada nos vídeos do que a atuação 100%.

    Mas é ver para tirar os próprias conclusões.

    Beijos! ^^

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Jorge

      Anos atrás eu conheci um ator pornô profissional em uma academia onde eu treinava em SP. E um dia ouvi uma conversa dele explicando como rolavam as coisas em um set de filmagem. E como era difícil não broxar com toda uma equipe (minimamente um diretor, um assistente, iluminador e camera) te olhando transar, e um canhão de luz focado na sua cara.

      Tudo bem, nesses filmes de casting talvez não existam tantas pessoas presentes, mas há pelo menos um diretor e um camera man, além do ator, é claro. Constrangedor, né? Acho difícil se excitar assim, a menos que se tenha um lado bem exibicionista – o que rola bastante, verdade.

      Mas quanto ao se excitar por ser a primeira vez… acho que não. Primeiras vezes costumam ser assustadoras, estranhas, incômodas… O melhor vem depois do relaxamento… ;-)

      Beijos,
      Deb.

  • svetlana

    Vc só vai ser a puta dele se vc se colocar nessa posição,e vá por mim, se tu contar que gosta de pornô e o cara te colocar numa posição inferior, dê graças a Deus por ter descoberto isso logo, pra não perder seu tempo demais. Afffff!

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    hahahah.. que bobagem, Sheik.
    Ou que mulheres estranhas são essas da sua vida…

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Vocês precisavam colocar uma possibilidade “não gostei”, para a gente poder “vaiar” comentários tontos como o desse sheik sem harem…

  • Man0cels0

    menina87, eu acredito que o respeito dele ou de qualquer pessoa independe de voce gostar ou não de pornografia, e deveria vir antes de qualquer coisa o respeito, isso tudo pelo menos eh o que deveria ser…Mas também depende de voce aceitar ou não alguma falta de respeito, e impor respeito e limites quando apropriado. Afinal voce deve respeitar primeiro a si mesma antes dos outros…acho que jah falei muito…^^

    Eh teve gente que falou que se excitava vendo sexo oral no homem, eu praticamente não me excito assim, mas quando eh na mulher, aí eu fico doido, pra mim os closes ginecológicos são quase indispensáveis xD, só de pensar já fico babando rs….

  • Ivam Melo

    A mulher não se enxerga na quase totalidade dos filmes pornográficos, porque são simples objetos de prazer, de gozo. Uma máquina sexual super-ativa, pronta para a troca de parceiros. O filme pornô, quase sempre, é a negação do desejo feminino.
    Acho que por isso algumas mulheres, como a autora curtem os filmes amadores, onde a mulher é protagonista da história.
    Leiam o capitulo “A mulher e a pornografia” do livro “A Terceira Mulher”, de Giles Lipovetsky. Aliás, leiam o livro e entendam melhor o universo feminino.

  • http://twitter.com/Adrianna_Melo Adriana

    Sem contar que a encenação, por mais convincente que seja, sempre é um fingimento. Ver alguém fingindo gostar do trem não me liga, definitivamente. +1

    video porno é muito falso,não sinto excitação em uma coisa fingida, não dá, tbm sou fã dos amadores.

  • Marcão, macho-alpha++

    Vic,

    pensei em te responder, mas seria como tentar ensinar física quântica pra uma lontra: impossível.
    Mas quando a conversa chegar no bercário hermafrodita eu te chamo, fica tranquilo.

    Att

    Marcão, macho-alpha++
    PS: pra variar o disqus me boicota…

  • Marcão, macho-alpha++

    Deb,

    pra te explicar, eu teria que explicar o processo de masculinização da mulher que ocorreu nos últimos 40 anos. Teria que explicar as mudanças na estrutura familiar e seu impacto na relação entre os sexos. Teria que explicar as diferenças entre homem e mulher: diferenças na sexualidade, no emocional, na excitação. Teria que explicar as bases da pornografia e como a internet a revitalizou. Enfim, teria que escrever alguns artigos para explicar tudo isso. E seria uma série séria sobre porno e não aquele lixo publicado aqui uns meses atrás por um pornografo hipócrita.

    Isso te dá alguma pista da relação da mulher com a pornografia?

    Mas o PdH é uma filial da Capricho e só aceita artigos superficiais, que agradem os mudernos/promíscuos/ateus e tragam anunciantes. Ou então artigos dos amigos. Hoje, o PdH é basicamente uma filial emasculada (se é que isso é possível) do n2n1. Ninguém está interessado no crescimento do homem moderno, ou em entendê-lo. Só em pageview e SEO. Por isso estão publicando os artigos dessa senhorita desprovida de pensamentos originais e de qualquer habilidade de escrita: capturar os órfãos do AoE. E não tem mais espaço para mentes pensantes.

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • Nay Ped

    Bel você é maravilhosa…
    Se esse texto foi “reaproveitado” por favor esvazie sua lixeira por aqui!
    Quanto o lance de mulher gostar de pornô isso é FATO!
    Afinal é uma forma de por em prática a nossa alteridade…e é o máximo…
    ATÉ SOZINHOS é o máximo ver filmes pornôs e confesso que os meus preferidos são os amadores com mulheres de verdade, homens de verdade e situações que facilitam nossa imaginação a nos transportar pra cena.

    E saiba que não por preguiça é porque o desejo tem pressa! rsrsrs
    Valeu Bel!

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Marcão

    O que você chama de “processo de masculinização” seria por acaso o processo de liberação muito felizmente empreendido pelas mulheres nas últimas décadas, se livrando de padrões machistas e castrações moralistas?

    Quanto às diferenças entre homens e mulheres, não precisa me ensinar nada não. Sou grandinha e conheço muito bem essas diferenças, e as considero muito bem-vindas. Nunca quis ser um homem. Mas exijo igualdade de direitos sim, e sempre. Inclusive do direito a uma sexualidade bem-vivida, do direito ao prazer. E não apenas a procriar e calar, como ensinam as religiões monoteístas.

    E quando a considerar o PdH uma “filial da Capricho”… Meu caro… se você acha isso, e se julga tão inteligente, como tenta dar a entender pelo seu discurso… que mal lhe pergunte… o que você está fazendo aqui? Por que perde o seu precioso tempo de intelectual esclarecido lendo e comentando os textos?

    E só pra terminar… o nick “Marcão, macho-alpha++” realmente não combina com uma pessoa que se pretende inteligente, uma “mente pensante”. Longe disso, aliás.

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    E não se julgue tão importante. O disqus boicota todo mundo. Ele é uma merda mesmo, não se trata de questões pessoais. Você não está com essa bola toda.

  • Anônimo

    De acordo, Deb. Adoro filme em que a mulher goza, tanto que já passei por uma bizarra fase de gostar de squirting (já viu o tanto que a Cytheria sai de órbita quando goza?) e acabo sempre digitando ‘female orgasm’ no search dos sites que visito. E também prefiro ver a mulher recebendo oral a video de blowjob. Neurônios-espelhos: a gente vê por aqui.

  • http://www.reflexoesmasculinas.com.br/ Shâmtia Ayômide

    O que é bom então? Ser alguém retrógrado, reprimido, incapaz de sair do inconsciente coletivo e com medinho de pensar por si mesmo?

    A velha fórmula da P.N.L. de negar a capacidade alheia de conhecer alguma realidade, ou melhor para quem conhece filosofia isso não é algo novo, é Kantianismo(de Kant) em sua forma mais radical.

    Quanto ao que é retrógrado: paganismo e promiscuidade eram coisas da pré-história da humanidade. O Paganismo naturalista em essência é a ideia de que “tudo é Deus”, coisa esmagada tanto físico e intelectualmente pelas 3 grandes religiões monoteístas(Judaismo, Cristianismo e Islamismo).

    O “inconsciente”, uma ideia muito difundida na psicanálise é o chamado de “piedoso-subterfúgio”, assim como o homem comum costuma dizer que Deus é o responsável por aquilo que ele não consegue explicar, a psicanálise recorre ao “inconsciente”.

    A quem interessar a refutação das pretensões da psicanálise de ser ciência sugiro ler Karl Popper e Karl Jaspers respectivamente.

    Quanto a pegar mulher tens razão sobre os machistas, se existe alguém que não pega ninguém é justamente a turma da árvore niilista-PNL-psicanálise-comunismo: Kant morreu virgem, Nietzsche tomou um fora histórico de Lou-Salomé(mulher esta, que por sinal tinha comportamento promiscuo e traumas sexuais além de receber elogios de Freud por causa dos ensaios dela sobre “ânus”) e o “super-homem” de Nietzsche, no caso Napoleão foi corno! Já Gyorg Lukaks achava bacana dividir a esposa com terceiros. Juntando tudo: o cool é ser um misto de pega-ninguém, liberal e corno conformado.

    A ideia é claro não é nova, só ingênuos que caem na falácia do cronocentrismo e que tem uma visão rasa da história, são incapazes que a proposta não é nova, é algo mais antigo, como uma gripe que sempre volta de tempos em tempos.

    O exemplo mais recente ocorreu nos Estados Unidos(se alguém deseja exemplos mais antigos sugiro procurar Julius Evola), o envolvimento dos EUA na Segunda Guerra mundial gerou um baby-boom em torno de 1945, baby-boom não significa apenas muita gente, significa acima de tudo, várias crianças nascidas em famílias desestruturadas.

    É histórico e cientificamente provado a ligação entre lares de mães solteiras e famílias não-nucleares com jovens envolvidos em criminalidade. Uma geração de delinquentes é o preço que se paga pela promiscuidade, afinal nenhum homem em sã consciência cria filho dos outros assim tão fácil.

    Essa geração de 1945, foi justamente a geração que em 1960, no auge da guerra do Vietnã, tinham cerca de 25 anos de idade. Esses delinquentes, se tornaram hippies, drogados, ecologistas, era a geração “rock-n-roll” e acima de tudo eram anti-guerra, “anti-capitalismo”, para piorar as coisas nessa mesma época, estavam nos Estados Unidos como refugiados da 2 guerra mundial, a turma da escola de Frankfurt, por influência deles, esses hippies anti-ocidente eram admiradores de Herbert Marcuse, eram a turma do “Paz e amor” do “faça amor e não faça guerra”.

    Guerras aquecem economia, enquanto soldados honrados morriam no Vietnã combatendo o pesadelo leninista, nos EUA vagabundos hippies e comunistas sem respeito as nobres tradições americanas, aproveitavam a farra do aquecimento econômico com a tríade sexo-drogas-rock n’roll. As bases militares americanas situadas na baia de São Francisco, desenvolveram as cidades de Los Angeles e São Francisco, (notem que poucos anos depois, o estado da Califórnia se tornou o maior polo de New Age do planeta, vale a pena investigar esse detalhe futuramente).

    15 anos depois finda a guerra do Vietnã, em 1975 os hippies vagabundos já velhos, consideravam-se liberais. De fato, uma criança que nasceu em um lar desequilibrado que consegue chegar viva até os 40 anos sem tropeçar na criminalidade tipica dessa situação ou sem morrer pegando uma DST, tem motivos de sobra para se achar “independente e livre”, é de certa forma um sobrevivente da própria irresponsabilidade.

    Contudo aos 40 anos uma pessoa já sente o peso da idade, o sexo-drogas-rock n’ roll tem a virtude de dar aquilo que seus praticantes niilistas tanto querem: acelerar o encontro deles com o “nada”, através de pressão alta(consequência de alcoolismo), dementia cerebral(consequência de drogas), DST(consequência de promiscuidade) eles encontram a morte bem mais cedo. O Rock N’ Roll aparentemente é o menor dos males apenas dando um pouco de surdez, mas foi um dos motores ideológicos principais. O destino triste do roqueiro rebelde não é a morte, mas terminar como o João Gordo, abandonar a “liberdade” e levar uma vida recatada frequentando SPA’s para não morrer com problemas cardíacos.

    De quebra 75% das meninas baby-boom entra na força de trabalho, surge aqui o verdadeiro feminismo, mas não me ocuparei aqui do feminismo, o que quero mostrar aqui é a gênese da mentalidade liberal, o que chamo de revolta contra símbolos de autoridade(Deus, a família e a propriedade).

    O comportamento promiscuo dos hippies marginais de 45 até 70 numa época em que não havia pilula, desencadeou o segundo baby-boom. As crianças do segundo baby-boom(e novamente de lares desestruturados) já influenciadas por ideias liberais de seus pais, sentiam-se impelidas a expressar aquilo que desejavam, e é claro cometeram muitos crimes, a onda de criminalidade no final de 1980 considerada a pior dos Estados Unidos. Essa onda inspirou filmes clássicos da década de 80 como os Selvagens da Noite e o Desejo de Matar.

    E bah não to sendo pago para dar aula de história!

    PS: Antes que minha preguiça termine de me consumir, explicarei a relação comunismo-promiscuidade:

    Segundo Julius Evola numa sociedade matriarcal(segundo comunistas a sociedade “ideal”), existe um sentimento de que todos são filhos da mesma mãe, e por isso existe menos tabus, a promiscuidade então é generalizada(quando todos se sentem irmãos, o primeiro tabu quebrado é o do incesto). É claro que tais sociedades nunca chegaram num estágio muito distante de progresso, são condenadas ao eterno atrasado ou serem engolidas.

    • http://twitter.com/VictorSantos92 Victor Santos

      Amigo Shâmtia, seu comentário tem uma porrada de informações interessantes e pontos de vista inteligentes. Deveria pensar seriamente em mandar um post pra PdH. Infelizmente a maior parte do que você escreveu é absolutamente irrelevante pro que está sendo discutido.

      Eu nunca falei que ser moderno implica em ser promíscuo e nunca falei que ser promíscuo ou ateu é algo bom pra todos. Eu falei que estar a par do seu tempo é bom (e inegavelmente é, desde que feito de forma crítica), falei que se reprimir simplesmente porque os outros dizem é ruim (não quer ser promíscuo, não seja, mas porque você pensou no assunto, não porque a sua mãe te mandou) e falei que não pensar em questões espirituais para decidir a sua própria religião – ou a ausência dela – é algo ruim. Só isso. Tratei as três coisas de maneira completamente independente, em nenhum momento vinculei modernidade a promiscuidade ou ateísmo. Porra, eu nem sequer sou ateu, mas me irrito com os ataques constantes e imbecis promovidos contra esse grupo.

      Quanto ao inconsciente, eu sei o que quer dizer. E se você não raciocina no que é melhor pra você em questões sexuais, espirituais ou mesmo acadêmicas, deixando-se levar pelo que a sociedade fala, sim, você está sendo escravo do inconsciente coletivo.

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Tem uns bacanas assim. Mas realmente tem de procurar a béça… Engraçado é que quando a gente digita “female orgasm” (também sempre faço essa pesquisa…) a maioria dos vídeos que aparecem são de mulheres se masturbando… depois, cenas lésbicas… e por último homens fazendo as mulheres gozarem…rss As coisas estão feias pro nosso lado.

    Oral então…pffffff são 99 da mulher chupando para cada 1 com elas sendo chupadas por mais do que 1 minuto…

    Acho que a gente devia somar forças… Vamos começar todas a trocar links de vídeos onde as mulheres se divertem. :-)

    Beijos,
    Deb.

  • Adriano

    Ótimo texto! parabêns Bel…
    Sou casado e felizmente minha esposa gosta de pornô tanto quanto eu, preferimos os filmes com história, realmente fica dificil se excitar com um filme onde sem mais nem menos o casal já está trepando num ambiente provido de uma cama ou um sofá e nada mais… O bom são filmes com locações externas, com diálogos coerentes e onde a putaria tem algum sentido de estar acontecendo.
    O conhecido ator Rocco tem muitos filmes nesse estilo e como sugestão indico o “the ass colector”, um filme com perseguição, tiroteio e muita, muita pornografia, tudo dentro de um contexto.

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Bel

    Dei início no meu blog à campanha em busca de filmes onde as mulheres gozam :-)
    Apareça por lá depois para dar algumas dicas…

    Beijos,
    Deb.

  • Marcão, macho-alpha++

    Perfeitamente pincelado Shâmtia. Não enxergar nesse fundo histórico/sociológico as raízes do liberalismo, e por tabela, a “liberação feminina” e a masculinização da mulher é impossível.

    Claro que nosso amigo Vic aí em cima não percebeu nada, não sabe de nada e não entendeu nada.

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • Marcão, macho-alpha++

    “O que você chama de “processo de masculinização” seria por acaso o processo de liberação muito felizmente empreendido pelas mulheres nas últimas décadas, se livrando de padrões machistas e castrações moralistas?”
    >>Não. As mulheres nunca se livraram dos padrões machistas. Elas continuam sendo tratadas como inferiores, estúpidas e como objetos. Ganham menos, trabalham mais, fazem jornada dupla ou tripla e são obrigadas a serem massacradas pela propaganda que impõe um padrão de beleza inatingível e falsamente erotizante. Elas conquistaram uma “liberdade sexual” que beneficia muito mais aos homens. A masculinização da mulher começa, como magistralmente explicado pelo Shâmtia, quando as mulheres tomaram o mercado de trabalho durante e depois da guerra. Saíram de uma escravidão para a outra. E pensar que a mulher ser dona de casa foi uma conquista pós revolução industrial…..

    “Inclusive do direito a uma sexualidade bem-vivida, do direito ao prazer. E não apenas a procriar e calar, como ensinam as religiões monoteístas.”
    >>A liberação sexual não trouxe uma sexualidade bem-vivida. Ou você considera que as dezenas de milhões de abortos anuais são apenas efeito colateral? Não deixam sequelas e marcas? Não causam prejuízo psicológico, financeiro, emocional? E a pândemia de DSTs? Eu odeio religião organizada mais do que qualquer coisa no planeta, então você não está lidando com um fanático religioso.

    “o que você está fazendo aqui?”
    >>Mais nada. O PdH entrou pra lista de blogs que eu não entro mais e nem quero saber.

    “Por que perde o seu precioso tempo de intelectual esclarecido lendo e comentando os textos?”
    >>Eu estudo o ser humano, masculinidade e feminilidade. Preciso acompanhar o zeitgeist da minha geração. Onde melhor do que a internet pra ter acesso a umas cobaias?

    Por exemplo, você e o Vic estão tão profundamente acomodados e apáticos dentro da sua época/tempo que são incapazes de olhar o passado e entender de onde vieram. Portanto, são incapazes de olhar o presente e avaliar as consequências e desdobramentos dos acontecimentos. Defendem sua vida e sua “liberdade” mesmo fechando os olhos aos fatos.

    “Longe disso, aliás.”
    >>O nick começou como uma ironia, em um dos textos muito gays publicados aqui (possivelmente do giti) e acabou ficando. Simples assim. O objetivo é ser ridículo e patético mesmo, mas já é uma marca registrada, então….

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    Marcão

    Ia até te responder de novo, frase por frase, mas francamente… deu preguiça.

    Você até fala algumas coisas verdadeiras (e senso comum), como a questão da mulher no mercado de trabalho, mas de resto… parece simplesmente não entender que as coisas não são A ou B. Tudo tem os seus prós e contras, e a questão da liberação e dos direitos da mulher é um processo longo e complexo, e não um botão “switcher”.

    E “acomodado, incapaz e apático” é a vovozinha.

    Mas fique aí teorizando. A teoria é uma ótima forma de fugir da realidade e de suas dificuldades.

  • Ana Becker

    Eu amo um porn, acho que ultimamente estou viciada em DP. Adoro ver a mulher sendo possuida por vários homens. Essa é a minha loucurinha sexual desde quando era teen.

  • Marcão, macho-alpha++

    “Ia até te responder de novo, frase por frase, mas francamente… deu preguiça.”
    >>Não ia não. Você não tem o que é necessário pra me responder.

    “a questão da liberação e dos direitos da mulher é um processo longo e complexo”
    >>Qual parte de “a mulher não foi liberta de nada” você não entendeu?

    “as coisas não são A ou B”
    >>E quem insinuou que é algo é fácil ou binário ou maniqueísta? O que nós temos não liberdade feminina, é só mais uma forma de opressão. Aliás, a pornografia faz exatamente isso.

    “A teoria é uma ótima forma de fugir da realidade e de suas dificuldades.”
    >>E você está fazendo o que?

    Att

    Marcão, macho-alpha++

    • Marcão, macho-alpha++

      “Passei 10 anos da minha vida dentro da “academia”, na melhor universidade desse país.”
      >>Imagino malhando o que.

      “Saí porque não tinha mais nenhuma paciência para discursos intelectualóides como o seu, de gente que prefere masturbação mental a vida real.”
      >>AHuHAUhUAHuh saiu porque não entendeu nada. Tua frase não tem sentido nenhum. Lê de novo. Estava em que academia? Estudando o que? Onde eu fiz discurso intelectualóide se eu só falei de coisas práticas? Onde você acha que é a melhor faculdade do país? Não tá pura não… Vai ver um porno pra ver se melhora :-D

      adios Deb…. lóide?

      Att

      Marcão, macho-alpha++

    • Marcão, macho-alpha++

      “Passei 10 anos da minha vida dentro da “academia”, na melhor universidade desse país.”
      >>Imagino malhando o que.

      “Saí porque não tinha mais nenhuma paciência para discursos intelectualóides como o seu, de gente que prefere masturbação mental a vida real.”
      >>AHuHAUhUAHuh saiu porque não entendeu nada. Tua frase não tem sentido nenhum. Lê de novo. Estava em que academia? Estudando o que? Onde eu fiz discurso intelectualóide se eu só falei de coisas práticas? Onde você acha que é a melhor faculdade do país? Não tá pura não… Vai ver um porno pra ver se melhora :-D

      adios Deb…. lóide?

      Att

      Marcão, macho-alpha++

  • http://twitter.com/VictorSantos92 Victor Santos

    “pensei em te responder, mas seria como tentar ensinar física quântica pra uma lontra: impossível.”
    Sei como é. Foi assim que eu me senti quando elaborei o comentário em primeiro lugar, certo que você não entenderia porra nenhuma e muito menos teria o QI necessário pra contra-argumentar. Ainda assim, resolvi dar uma tentativa, mas você me provou correto. Agora que já sei melhor não vou tentar argumentar com você, besteira. Não vai nem conseguir entender o que eu escrevi mesmo.
    Ah, e se faz tanta questão de dizer que não voltará mais pro PdH talvez esteja na hora de parar de ficar falando merda nos comentários e ir visitar outros sites, já que este claramente não está no seu nível intelectual.
    Passar bem.

  • http://flavors.me/veronicagunther Veronica Gunther

    “Children see, children do” – Eu era mto pequena quando achei uma Playboy do meu irmão de umas trigêmeas, acho que era essa aqui http://migre.me/17KPS (na minha memória era uma capa muito mais bonita! Será que tem outra Playboy com 3 garotas na capa?)… A coisa é que foi com essa Playboy que eu “me iniciei”. Aquelas imagens causavam uma “coisa boa interna” e logo eu já revirava o quarto do meu irmão atrás de mais!

    Até que um dia, naquele mesmo ano, dei o play pra assistir “A Bela Adormecida”, mas o VHS que tava lá era um porn! Tomei um susto no começo, mas logo já tava vidrada naquilo. Sempre que ficava sozinha em casa ia correndo assistir outro pedacinho, tremendo de medo que alguém chegasse! Era um pornô americano clássico: loiras peitudas, morenas safadas, estudantes virgens e entregadores de pizza bem dotados.

    Comecei a compartilhar com as amiguinhas! Umas achavam bizarro, outras diziam “dá um negócio, né?” … é, dá um negócio. Acho que foi por isso que nunca tive aversão a porn, senti a “coisa boa” desde o começo. Hoje em dia só não curto aquelas cenas super fakes, que é nítido que a garota precisou de meio litro de lubrificante pra fazer a coisa rolar (e pedofilia, escatologia e zoofilia tbm estão fora).

    Hoje brigo com as amigas que ficam bravas com os namorados que assistem pornôs, onde já se viu, coisa sem cabimento! Como se elas não se masturbassem pensando em outras coisas além do próprio namorado! Tsc

    E aquele velho VHS roubei pra mim, é tipo recordação de infância.

  • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

    haahahhaah… você realmente se acha muito superior, né machinho?

    Olhe… acredite você ou não – e francamente, para mim tanto faz – é preguiça mesmo. Passei 10 anos da minha vida dentro da “academia”, na melhor universidade desse país. Saí porque não tinha mais nenhuma paciência para discursos intelectualóides como o seu, de gente que prefere masturbação mental a vida real.

    E pode espernear a vontade, ofender, argumentar… por mim essa discussão está encerrada. Ficou chata, perdeu o interesse. Boa sorte, machinho.

  • Anônimo

    Linda a sua historinha de infância, Veronica. Concomitantemente com a minha descoberta da Emanuelle, também descobri um VHS de soft porn dos meus pais, acho. “Sempre que ficava sozinha em casa ia correndo assistir outro pedacinho, tremendo de medo que alguém chegasse”, é nóis. E nessa época eu nem me masturbava, só sentia o tal “negócio bom”, mesmo.

    Filmes pornôs em aulas de educação sexual NOW!

  • Marcão, macho-alpha++

    “Foi assim que eu me senti quando elaborei o comentário em primeiro lugar, certo que você não entenderia porra nenhuma e muito menos teria o QI necessário pra contra-argumentar.”
    >>Cara, se quiser me ofender invente sua própria tirada. Não use a minha. Só fica evidente sua limitação intelectual.

    “Agora que já sei melhor não vou tentar argumentar com você, besteira. Não vai nem conseguir entender o que eu escrevi mesmo.”
    >>E ainda assim voltou pra ser humilhado…. Masoquista ou idiota?

    “Ah, e se faz tanta questão de dizer que não voltará mais pro PdH talvez esteja na hora de parar de ficar falando merda nos comentários e ir visitar outros sites, já que este claramente não está no seu nível intelectual.”
    >>Basta olhar seus comentários e fica nítido que não está no meu nível intelectual mesmo!

    Att

    Marcão, macho-alpha++

  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Pessoal,

    Vamos lembrar que estamos em um espaço de comentários para o texto sobre mulheres e filmes pornôs. E que muitas pessoas assinaram e recebem novos comentários por email.

    Portanto, peço que comentem sobre a discussão, sem ataques pessoais, caso contrário seremos obrigados a seguir com nossa políticas de moderação de comentários.

    Vocês certamente entendem isso, estou apenas lembrando pois às vezes nos exaltamos e não conseguimos deixar o outro com a última palavra, aí fica um papo sem sentido algum.

    Abraços.

  • http://doutorpost.blogspot.com/ Dr Post

    Muito bom o conteúdo dessa matéria e além de esclarecedora, parabéns mesmo. Como fã de pornografia achei que a matéria aborda o assunto de uma forma tão boa e didática, continue postando sempre mais sobre o assunto.

  • http://doutorpost.blogspot.com/ Dr Post

    Muito bom o conteúdo dessa matéria e além de esclarecedora, parabéns mesmo. Como fã de pornografia achei que a matéria aborda o assunto de uma forma tão boa e didática, continue postando sempre mais sobre o assunto.

  • Anônimo

    Hoje meu namorado vai viajar e vou ficar sem assistência. Vou dar uma… pesquisada científica e, se achar algum legal, mando pro seu blog. Acho uma ótima ideia a coletânea, se a gente conseguir um bom número vai ser utilidade pública internacional.

    Mais de noite vou assistir os dois que você já postou lá. xx

  • lilica

    Odeio filmes em que o cara chega fala “oi”, e a mulher já chupa, dá a bunda e engole a porra.
    Uma vez eu vi um que até hoje tenho nojo: Vários caras gozaram em várias mulheres e no final uma mulher recolhia o liquido em um copo e passa um pedaço de pão e todos comiam (Eco!)
    Isso desanima qualquer pessoa, eu já deixei meu marido gozar na minha boca, mas quase vomito, como elas conseguem fazer cara de quem gosta?
    Gosto de ver o clima começando, a mulher sendo envolvida, acariciada, pegada…
    Mas de cada 10 vídeos pornôs, 1/2 é assim. Então passo 2 hora pesquisando pra ver um vídeo de 15 minutos, dá até preguiça
    Legal saber que não sou a única que tem frescurinha…

  • Excitação com boquete

    Outro dia assisti dois de sexo oral (mulher fazendo no homem).
    O primeiro o cara tava deitado e a mulher fazia sumir o pau do cara (que não era pequeno), de tão profundo que ia (ela quase morria, mas uma hora disse baixinho “it’s a bit hard, but I kind of love it), às vezes o cara pegava a cabeça dela e metia feito louco. Esse era amador e a guria estava muito excitada (acredito eu, pois ela chupava como se o pau fosse de chocolate meio-amargo com castanhas do pará)

    O segundo o cara passou o vídeo inteiro (uns 10 minutos) metendo na boca dela (às vezes ela ficava sentada, às vezes deitada).

    Esses foram os vídeos que mais me excitaram na vida e desde que os vi estou me preparando para fazer algo do tipo com meu homem, mas estou um pouco nervosa por ele ficar pensando de onde tirei essas idéias.

    Prontofalei.

  • JR

    É verdade muitas as mulheres adora sexo……..

  • Rafa Mazz

    Bel, vou pensar em um presente para dar para você também! Qdo eu tiver uma folga vou p rua contigo nos pensamentos e, se achar algo legal, te envio diretamente da Alemanha! E se voce me perguntar °”por quê?”, vou dizer que é tudo culpa das tuas tatuagens! ;D

  • 1berto

    Uma coisa é o que a mulher diz que gosta outra coisa é o que funciona com elas. Não é ‘maldade’ delas, elas pensam que querem ‘o certo’ e se descontrolam pelo ‘errado’, pela transgressão e tal complexidade eu acho muito interessante.

  • http://twitter.com/raphatsampaio Raphael Sampaio

    Bel,
    uma vez eu li em algum lugar que a razão de estarmos aqui é simplesmente para “fuder e se fuder”, e a atração pelo pornô, seja pelo homem ou pela mulher, apenas demonstra esse instinto no sentido literal da coisa, afinal de contas tudo o que fazemos é para conseguir fuder de alguma forma… pensem nisso…

  • http://www.prazervirtual.com Nadia Stripper

    É complicado mulher gostar de filmes pornô profissionais, na verdade eu tenho até raiva!
    Neles as mulheres ficam horas chupando, todas adoram anal, e sempre terminam engolindo porra.
    Sem contar que todas gozam várias vezes durante a penetração, e que estão sempre prontas para o sexo, nunca tem aquele dia que simplesmente não está com vontade.
    Isso faz com que alguns homens ignorantes achem que toda mulher tem obrigação de ser igual para ser boa de cama. Mas se esquecem que as atrizes são pagas para fazer o filme e muitas vezes não sentem prazer nisso.
    Como eu disse, homem que acredita que na vida real é como nos filmes é bem ignorante, mas acreditem: existem muitos!

    Voltando ao tema inicial. Eu gosto de cenas de sexo quando é tudo amador. Eu e meu marido já nos filmamos algumas vezes e é bem gostoso assistir depois.

    Beijos!

  • Naneliber

    wow apesar de eu ter apenas 19 anos eu assistia cine prive da band. Mais que isso, pega os VHS de explícito que meus pais escondiam no armário e assistia amarradona. Nisso eu devia ter meus nove, dez anos. Fui crescendo e enfim não perdi o gosto. Aprecio comento, tenho preferências. E sim eu falo abertamente para quem me perguntar que assisto sim, gosto sim, já assisti centenas e até reconheço uns atores, tenho filmes favoritos inclusive de práticas estranhas. Chego ao ponto de trocar videos com alguns amigos meus. Gosto sim de gang bang com certos limites, acho super possível a mulher ter rpazer daquele jeitinho como eu tenho, mas gosto mesmo de quando eles se juntam para agráda-la e não ao contrario. Acho que os filmes asiáticos têm sérios problemas, são os vídeos que menos gosto. esteticamernte feios a mulher sempre é sodomizada, exposta e nunca, nunca gosta de estar ali. O legal mesmo é que em geral as amigas vêm falar dessas coisas comigo porque sabem que não tenho xurumelas a respeito disso, mania de ficar se encanando por bobeira.
    So acho muito grave uma coisa nos filmes que é essa mania de fazer que tudo é normal como põe o pênis na boca, no ânus, na vagina entre outras coisas bem perigosas e impensadas de reproduzir na vida real.

  • 7th Guest

    Shâmtia, quem tem conteúdo, tem. E aqueles que não têm ficam aí puxando os cabelos um do outro, estilo “briguinha de meninas”, ao invés de comentar o artigo.

  • Cacri

    O negócio é o seguinte…O fogo da paixão acaba msm e para salvar a trepadinha de casais entediados (ou nem tanto sabe…) vale um pornozinho e muitas outras coisas…33% esqueçam do são fora do quarto ou de casa…libera….e depois não comente nada…como se nada tivesse acontecido. ;)

  • Renata

    Eu descobri a masturbação sozinha, na infância, o que cientificamente é o normal. A mulher que não se masturba só pode ter sido educada de forma muito repressora ou então acha errado por motivo religioso (assim como homens religiosos também). É natural se masturbar, é natural com a chegada da puberdade, ou até mesmo antes, a criança brincar com o próprio corpo. É uma curiosidade que chega naturalmente. Então acho muito triste saber que há por aí muitas meninas que foram criadas de forma tão repressora que acham que se masturbar é errado. Todos os homens (99%, vai!) se masturbam, pois em momento algum eles são reprimidos! Se a sexualidade feminina fosse trata de forma mais natural, as mulheres seriam mais realizadas sexualmente.

    Já a pornografia, eu via escondida assim como algumas já comentaram aqui. Quando ficava sozinha em casa e com medo de chegar alguém, hahahaha. Mó adrenalina! Meu irmão, que era mais velho, tinha algumas revistas e alguns VHS. Eu via tudo escondido e foi assim que tive o primeiro contato. Já conhecia a “coisa boa” pela masturbação. Isso foi por volta dos 11/12/13 anos de idade. Era coisa convencional, não tinha nada de BDSM, nem Bukkake, Rough Sex e afins. Essa coisa mais fortes eu só conheci depois, quando passei a ter meu próprio pc, já com uns 14/15 anos.

    Embora nunca tenha sido estimulada a me masturbar e ver pornografia, (coisa que meninos quase sempre são) nunca ninguém veio me dizer que masturbação era algo errado, nunca tive repressão na minha educação. Não me botaram na cabeça que sexo é feio, sujo e errado. Isso é importante. Ensinar uma menina que sexo é feio só trará problemas! Pode se torná uma mulher complexada, que não consegue excercer a própria sexualidade, que acha que sexo é “servir de objeto sexual para o parceiro”, que sexo é algo que ela dá ao homem, sem receber. Pode crer que muitas das mulheres que tem dificuldade pra ter orgasmo teve algum problema na criação.

    Voltando ao porn. Essas coisas humilhantes como Bukkake eu não gosto, acho uma submissão degradante. E essas coisas sadomasoquistas de usar cera de vela, pregador no mamilo, pissar no pênis de sapato… acho ridículo e nojento. Mas me excito muito com coisas Bondage mais normais, como amarrar os braços e/ou as pernas e um pouco de Rough Sex, claro que sem ultrapassar o limite! Penetração não pode ser dolorida! Mas uns tapinhas as vezes é bom, um puxãozinho no cabelo, uma pegada mais forte, enfim, gosto de dominação, mas de forma sadia! E no terreno da fantasia videos de gangbang sempre me excitaram, ou mesmo uma mulher com dois homens.

    No mais é brochante alguns filmes em que a mulher fica meia hora chupando o cara, ele passa 30 segundos chupando ela e partem pro vamo vê. Alguns homens não sabem nada sobre como o corpo da mulher funciona, pois ficaram limitados ao universo do pornô caricato. Isso é deprimente. Por isso que sendo mulher a gente tem que muitas vezes selecionar os filmes. Porque muitos são brochantes. A mulher faz oral nele, uma verdadeira perfomance com direito a garganta profunda e tudo.. daí o cara nem chega a fazer oral nela… e logo partem pro vamo vê, a gente vê que nem molhada a mulher tá. Fora que as vezes o cara praticamente não é filmado, só aparece o pau. Putz, homem é mais que um pau ereto, não? Queremos ver o corpo nu dos homens! Isso é brochante. Por essas e outras que os videos armadores costumam excitar muito mais as mulheres… pois boa parte do pornô mainstream é voltado para o gozo dos homens e somente deles. Muita mulher ainda não gosta de pornografia porque só viu filme em que a mulher está sendo feita de objeto. O problema é esse, a indústria ainda é muito machista. E acho que já escrevi uma bíblia, hahaha. Gosto do assunto.

  • Becca!!!

    integrante dos 66%..

    rs

  • ..:: PC ::..

    Mulher fingir orgasmo até é possível,Homem fingir ejaculação…no pornô tb é possível gente, kkkkkkkkk
    Assistí uma vez no Multshow…Ums caras da indústri pornô e eles mostravam uma mistura, tipo mingau, que eles faziam para jogar em cima das mulheres… e agente não só pensa que é de verdade, como ainda fica com nojo, kkkkkkkkkkk
    Sem dúvidas, nem tudo que vemos é real.

  • Paty

    Pois bem, a maioria dos pornôs acho muito ruim.Sou mulherzinha, faço aquela cara da garota na foto acima, não da pra saber pela minha expressão se é filme de terror ou sexo violento.
    Os pornôs caseiros são legais quando demonstram envolvimento, intimidade e muito tesão. No mais, aqueles closes, pelo amor! Quando se faz sexo não se vê tão de perto!! A fisiologia humana vertebrada não permite, ainda…rsss A não ser que seja sexo oral. Acho que a porcentagem de mulheres que gostam mas não admitem deve ser quase a totalidade desses 34%. rsrs
    Bjos

  • Ricardo

    como expert no assunto tenho algumas coisas a acrescentar.
    eu entendi o que você quis dizer, bel, mas não é uma questão de “gênero”. sim, existem infinitas categorias de pornô, tantas quanto a criatividade humana pode inventar. mas não é procurando entre elas que se encontra algo de valor. não pensem que vão encontrar algo que excite apenas mudando da seção “dildos” pra de ‘swing” ou “POV”. a questão real não é o que está no vídeo, e sim como é feito. as mulheres (e alguns homens) não gostam de pornografia porque 95% dela é um absoluto LIXO de mau gosto. não importa se a categoria é um simples “teens”, se é aquela famosa (e comum) situação americana onde uma menina putinha sem dinheiro e sem auto estima vai pra um “casting” ser usada em frente às câmeras por um cuzão que ela nunca viu em troca de dinheiro, fica claro que ela finge gostar daquilo e finge que aquele tratamento sem o menor respeito é normal, e ali ela está fingindo pra ela mesma! e quando elas caem em si, se arrependem profundamente. mas aí já é tarde, vocês não imaginam quantas jovens passaram pelas mãos sujas dos produtores de pornô escrotos. mas não pensem que eu sou moralista, sou amante da pornografia, tesuda, safada, deliciosa, mas haja paciência, pois pra encontrar uma ou outra que realmente tem valor tenho que navegar através de uma quantidade escrota de LIXO. e isso porque eu sei exatamente onde procurar as pérolas. por isso, tenho pena de quem começa do zero, e não recomendo, porque até achar as boas você vai ver muita merda. e existe um ditado-de-internet que diz “careful, what has been seen cannot be un-seen”.
    voltando à questão dos gêneros, o que importa é como é feito. se é feito gostoso, de maneira SAUDÁVEL e AUTÊNTICA, qualquer gênero (dentre os normais) fica legal. se você procurar video de sexo interracial, por exemplo, vai se deparar com uma infinidade de putas muito, mas muito vagabundas sem valor nenhum e caralhos enormes, fodendo de qualquer jeito e arrombando cus. mas acredite, no meio de milhares, infinitos, existe um vídeo que foi feito com uma gatinha branquinha bem linda e delicada, de ALTO VALOR, que fica com tesão e se dá todinha pra um negão safado, que come ela gostoso, dominando ela de um jeito tesudo e ainda tascando uns beijos na boca enquanto mete por trás. mas até achar isso, amigo… você vai sofrer. a dica é: fuja do pornô “mainstream”, que é a imensa maioria, e é produzido e distribuído em quantidades absurdas! fuja da indústria pornográfica que é feita pra foder com as mentes das pessoas, degradar o ser humano, e ensinar às pessoas a vulgaridade total.
    dito isso, posso relatar que eu utilizei filmes pornôs de alta qualidade (e não estou me referindo à qualidade técnica da produção), escolhidos com muito carinho e tesão, para aos poucos estimular profundamente o tesão da minha namorada, coisa que fiz com tanto êxito que hoje ela é entusiasta da boa pornografia e adora um vídeo bem safado. alías esses vídeos foram instrumentos valiosíssimos pra estimular a sexualidade dela como um todo, hoje vemos vídeos, transamos em tudo quanto é canto, trocamos contos de fantasias um com o outro, tiramos fotos safadas, fazemos nossos vídeozinhos…
    é isso, espero ter contribuído, beijos.

    • http://twitter.com/lemonndrop Bel

      Contribuiu bastante, Ricardo. o entrosamento entre os atores é crucial na qualidade do pornô. Só podia ter contribuido MAIS se compartilhasse uns links com a galera, hein.

      • Ricardo

        risos… você quer links? porque eu os tenho, pode ter certeza. tenho as pérolas aqui!

    • http://osexoeasmulheres.blogspot.com Deb.

      Ricardo

      Perfeito. É bem por aí. A maioria é lixo, são mulheres atuando mal, “aguentando” a coisa, e não realmente gostando. Mas tem os poucos bons… a questão é só o tempo que se perde até encontrar.

      Fiz uma postagem no meu blog sobre filminhos porn onde as mulheres gozam de verdade. Se puder passar lá e deixar as suas colaborações… :-)

      Beijos,
      Deb.

  • http://twitter.com/ju_lins ॐ Ju Lins ॐ

    Concordo ontigo Bel. Acho assim, mulher é um ser humano tal qual os homens. Tem seus desejos, tem suas fantasias, apreciações do seu modo de vista. Mulher pode gostar sim de filme pornô -seria mais facil falar que é filme sexuado,pois pornô pra mim é algo forçado e forjado,pois tem aquela encenação falsa,caras e bocas e gritos desnecessários… sem contar nas bizarrices- se sentem excitadas, e isso não faz dela um ser d’outro mundo e muito menos uma p*ta(falei isso porque tem gente que generaliza mesmo).
    Eu falo por mim, prefiro mais aquele que rola natural, ou até mesmo aqueles que tem umas brincadeirinhas pra sair da rotina,como a gente faz realmente com nosso parceiro.
    O video desse site que voce indicou é bem legal, as coisas vão acontencendo ao naturalmente,sem o cara ir forcando e metendo tudo no primeiro orificil que aparece.
    Um filme que é até legal, é um brasileiro chamado Um copo de cólera, da Julia Lemmrets com o Alexandre Borges. Não é aquele sexo de porno xanxada como esperamos de filmes brasucas,mas é algo intenso que vai aumentando aos poucos.
    Parabéns pelo post e pelo site
    Beijos

  • Matheus Coelho

    Matéria interessante, pdh parece ganhar lugar garantido nos meus #FF. Os blogs mais famosos são invariavelmente blogs d entretenimento q dificilmente acrescentam algo de útil ou de inteligente para os leitores.
    O pdh consegue conciliar entretenimento com utilidade ou inteligência, de uma forma leve e descontraída, sem ficar cansativo ou inútil.
    Ninguém entra num blog para divulgar o pós doutorado, pdh é um dos poucos blogs q leio os comentários pois são realmente interessantes e úteis, dificilmente aqueles que comentam perdem o foco ou são redundantes.
    Fiz esse comentário pois fiquei realmente incomodado com a falta de humildade e educação do rapaz, que mesmo demonstrando um certo nível acadêmico tem a atitude de um pit-boy.
    Enfim, na minha opinião um blog precisa passar informação, cultura, conhecimento; promover debate, divertir os leitores e sustentar os escritores. e o pdh faz isso muito bem. É um blog na medida!

    Obrigado.

  • http://twitter.com/Amanajeh André

    Excelente texto, Bel. Parabéns e posta mais pra gente ir “desconstruindo” esses bloqueios que muit@s menin@s tem.

  • Acimalica

    Sou hetero, e apaixonado por porno gay, dificilmente fico um dia sem acistir, sou algo entre fujoshi e kawaii, louca por yaoi lemon, ayace de Hitoyo Shinozaki e IWAKI de Youka Nitta , sim já vi muito cine prive, mas foi coisa de menina sem o que fazer (antes deles já tinha visto uns de negoes), sou mais da ação aqueles filmes nem mostram o penis, apenas vagina bem depilada e não chega nem no segundo lábio (como ja disse sou hetero). A minima demonstração de atração entre homens me excita ou almenos aumenta meu humor, os besteirois americanos gay’s são legais pra ver com a familia, mas sacanagem mesmo só em particular. sacanagem é sinonimo de bl’s lemon (filmes,series, manga, ANIME).
    PS.: Costumo me excitar ainda mais quando acentuo as cenas e crio outras imagens sexuais entre homens, tudo na minha mente, pois imaginação é o que não me falta.

  • Pingback: Café da tarde - Semana de 3 de setembro de 2010 | Vivendocidade

  • Convidada

    Olá! Sou mulher…eu curto pornô, mas apenas com 2 mulheres (lésbico). Não gosto de pornô entre Homem e Mulher, acho agressivo a forma como é mostrada. No pornô lésbico gosto de assistir a cena do sexo oral. Também tenho um namorado e ele não sabe que assisto porno lésbico. Nem tenho coragem de dizer, tenho medo de que meu namorado pense q sou lésbica, e sei lá acho errado. Tentei não gostar, mas as vezes vem o desejo de assistir e me masturbar. Na vida real não sinto praze, tesão ou essas coisas por mulher. Eu amo meu namorado e sou louca por ele, ele sim me excita na vida real. Porém, já estive mto em conflito por gostar de pornô lésbico achando que talvez eu fosse lésbica. :(

  • Maestro

    Vc pode não gostar de gang bang, mas acho q o tesão nisso é uma coisa atávica, quer dizer, acho q aconteceu muito na pré-história. Há mulheres q se excitam com a fantasia.

  • Crust Silvio

    Mulheres gostam de filmes pornos sim, falo isso por experiencia. Tenho uma lista de varios tipos, elas me pedem e faço pra elas, se num tenho baixo na net. Os mais pedidos são de “gangbang”(mulher tem desejo de transar com mais de dois homens), e de BDSM(sadomasoquismo) pois tem garotas que curtem submissão, estas coisas. Até filmes gay e com travestis elas curtem pois mulheres gostam de coisas diferentes na cama. Tinha até uma ex-namorada que adoraria mê ver fazendo um filme porno!!

  • http://profile.yahoo.com/43SSFJLBGKPQF5DENW2UTRWXOA Camila

    Adoro ver pornô, me masturbo horrores, mas entendo porque muitas mulheres não gostam. Acho que é porque esses filmes são feitos por homens e para homens com conteúdos para prazer masculino, as mulheres nos filmes são tratadas como objetos e algumas vezes pode ficar broxante pra nós. Por exemplo, muitos filmes mostram a mulher de todos os ângulos, mas não mostram o cara, nós podemos ser menos visuais, mas também gostamos de ver. Odeio quando mostra um boquete com a menina de costas e cabelo tampando, ou quando mostra só a menina gemendo e nada do pau do ator, perde toda a emoção. 

  • thais

    Ola Tudo bem? meu nome e`thais, tenho 17 anos, adoro ver um filme com garotas chupando um pau bem grosso com aquelas veias avantajadas, fico imaginando como seria lindo e delocioso aquele pau maravilhoso dentro da minha boca dando para mim aquele leite morno, e delicioso para eu tomar todinho so para mim.Toda vez que poso entro online so para ver os filmes e me masturbar loucamente.Sou linda morena clara, e muito gostosa. assim, dizem os homens que me ver passar pala rua.Eu fico tao taradinha e toda molhadinha quando vejo um filme que eu chupo todos os meu amiguinhos. O gozo deles e`muito bom mas bom mesmo foi quando eu realizei o meu sonho a 2 semanas passadas.Um homem me deu uma cantada, e eu nao aguentei.Ele me leveu a um beco que tem na minha cidade.E la`ele me deu o que eu tanto queria.Um pintao lindo,grosso,com veias avantajadas que mau cabia em minha boca. mas chupei tudo. Fui chupando,chupando,beijando,e lambendo, lambendo com todo o meu amor pelo aquele homem desconhecido mas com um pau dos meus sonhos. ele encheu a minha boca de goso e eu saboreei tudo com muito carinho.Nao aguentava mais de tanta tara por ele.Peguei aquele pintao lindo e decioso e enfiei dentro da minha chana, estava muito apertada para ele mas ele colocou aquele pinto lindo e delicioso todinho dentro de mim gozei muito com ele e foi maravilhoso. Hoje eu moro com ele. Ele tem 46 anos nao e`bonito mas tem o pintao delicioso que me rasga pelas as minhas entranhas adentro todos os dias sou apaixonada pelo pinto dele, e adoro tambem quando ele me morde todinha e chupa toda a minha chana destuda e cheia de desejos por ele. ele esta querendo me ver transando com dois so para ele ficar olhando, mas nao topei ainda. Os amigos que eu tenho, topa fazer mas ainda nao tive coragem. So`que,depois que estou escrevendo isto,ja estou toda molhada. E estou sentindo que sera`delicioso tranzar com dois e fazer como nos filmes pornos.vai ser delicioso ser abusada,comida, gozada,chupada e com muita porra dentro do meu corpo, dentro da minha boca, nos meus seios nas minhas coxas grossas,na minha barriga,no meu rostinho lindo nos meu cabelos… Sabe de uma coisa? vou fazer isto agora mesmo. O meu homem delicioso esta vendo eu escrever, e esta me dando o maior apoio para eu ligar para os meus amigos vir a nossa casa hoje ainda. tchau para voces,vou aproveitar que hoje e`sabado,e vou tranzar ate amanha que sera domingo.Pois quero gozar muuuiiiito, e fazer os meus colegas gozarem em mim. Amo porra.Amo ser uzada pelos Homens gosto de ser chamada de cachorra, puta,gostosa,linda,deliciosa,apertadinha. peitudinha,rabuda,buceta macia,e de corpinho delicioso………..

  • Ney_Bispo

    Que coisa, por acaso os filmes Emmanuelle fizeram parte do meu despertar, um dia desse querendo recordar busque na net, mas só acha em inglês… Sou homem e concordo que os filmes mais realista são bem melhores… aproposito, achei um site que tem alguns filmes Emmanulle em pt: http://www.ibaladanet.com/2011/11/baixar-filme-emmanuelle-cine-band-prive.html

  • Thais Lima

    Achei o texto um pouco “não entendo como as mulheres n gostam de pornô, eu gosto e por isso sou mais legal que a maioria”…

    Entendo as mulheres não gostarem de pornô: Vamos combinar que a grande maioria dos pornôs é feito pra homens! A mulher super produzida, que, durante o ato, está o tempo todo se esforçando ao máximo para ser sexy até a ponta dos pés; a mulher é sempre a estrela e o homem, um coadjuvante substituível – nem seu rosto é mostrado; o prazer exagerado que a mulher sente só do cara tocar nela; o sexo oral, quando feito nela, é visivelmente sem vontade, e possívelmente não está dando prazer nenhum – muitas vezes parece até que está machucando; o orgarmo feminino é banalizado, fingido e forçado, sempre premeditado e sincronizado; e quando o homem goza: aquele enfoque, champanhe estoura, quase ouve-se palmas e choros emocionados ao fundo. Tudo isso é feito pra agradar ao homem, feito pra ele sentir que as mulheres amam e fazem de tudo por aquilo que ele tem entre as pernas. Todos estes estereótipos machistas perseguem e reprimem homens e mulheres a vida toda…

    Além disso, a mulher é criada para reprimir sua sexualidade: Mulher que fala abertamente de sexo é vadia; se entende muito, é porque já deu pra muitos caras, então é puta. Não é pra casar, é só pra diversão. Conversar com sua filha sobre sexo, abertamente, é incentivá-la a fazê-lo. Desde criança ensinada a preservar sua buceta, seu mais precioso bem, pelo qual homens farão de tudo. Enquanto o homem, quanto mais bucetas corromper, mais macho. Doutrinado a ser macho pegador desde criança, incentivado pelos pais (que, na maioria, acham que se não incentivá-lo, há um grande risco dele “virar” gay) a dar selinho a força nas menininhas desde os 3 anos, incentivado a “honrar” o que tem entre as pernas desde que nasce (“vai ser cacetudo igual o pai, fazer sucesso entre as menininhas”), apresentados à pornografia e à prostituição ainda na infância… Enfim. A verdade é que, enquanto os homens já estão no auge da sua masturbação e pornografia, com seus 13, 14 anos, muitas meninas acham, com a mesmas idade, que vão perder a virgindade se se mastubarem, e não fazem nem ideia do que é pornografia. Quando conhecem pornografia, ainda descobrem que a maior preocupação é gerar prazer no homem – logo acham que, realmente, aquilo não é pra elas.

    Falo isso como uma pessoa que gosta de pornô. Assisto sozinha, me masturbando. Assisto com meu namorado, masturbando-o. Assistimos juntos transando, ou cada um se masturbando mesmo, pertinho. E gosto de vários, SM, gang-bang, hmh, mhm, mmh, masturbação, boquete, jato na cara, anal, erotismo, hentai… Mas que gostaria mais ainda se houvessem mais pornôs voltados para a mulher. Com mulheres sem maquiagem (ou com pouca), sem salto. Mais natural. Sem essa “fingissão” descarada. Com homens que aparecessem mais, que fossem protagonistas às vezes, que parecessem estar gostando do sexo, que “sensualizassem” um pouco mais. Pô! Sinto tesão por homem, suas caras e bocas tbm! Pq eles nunca aparecem? (Que fique claro, não estou defendendo que todo pornô tinha que ser assim. Entendo que muita gente gosta deles tal como é. É normal, gosto é gosto! Estou defendendo que deveriam haver algumas produções assim, pq não há!). Os amadores são os que mais se aproximam disso (apesar de ainda estarem longe), mas amadores geralmente não são tão bem produzidos, e tem sérios problemas de posicionamento de camera…
    Nem mesmo o pornô gay é voltado para a mulher gay! Entendo existir pornô de lésbicas voltado para o publico masculino, mas só para o público masculino?
    Tenho uma amiga gay que reclama que nunca viu NENHUM pornô de lésbicas para lésbicas! É sempre para o homem. E ela sente um pouco de tesão vendo duas mulheres bonitas se pegando… Mas ai ela não se enxerga em nenhuma das mulheres, percebe que elas estão ali só pra agradar outros homens, percebe o quanto é ridículo e perde o tesão na hora…

    Dessas 66% das mulheres que assistem pornô, aposto que a maioria esmagadora aprendeu/ foi incentivada pelo namorado, então só assiste o que ele quer. Esse público séria maior se elas tivessem a oportunidade de gostar por elas próprias…
    E de qualquer forma, é um público muito grande para continuar sendo ignorado… O cenário felizmente vem mudando, mas ainda falta muito…

    • Bruno Zanelato

      Thais, adorei seu comentário, ri muito da parte “e quando o homem goza: aquele enfoque, champanhe estoura, quase ouve-se palmas e choros emocionados ao fundo.”
      Eu gosto muito dos amadores, mesmo com os problemas citados, mas a realidade alí é mais excitante

  • Carlos Costa

    O problema está na industria pornográfica, que só se preocupa com as taras masculinas, e como parece que já se esgotou quase todas, partem para fantasias mais extremas. como Fisting, DPs anais e etc, altamente degradantes para as mulheres mais que povoam quase que 100% das mentes dos homens.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5523 artigos
  • 660995 comentários
  • leitores online