Fotos fakes: a falsificação de imagens e de contextos

Fred Fagundes

por
em às | Mundo, PdH Shots


O homem possui e pratica o instinto natural da desconfiança. Essa dúvida sobre a veracidade de qualquer fato é aflorado de acordo com a educação de cada indivíduo. Enquanto alguns mais inocentes são previsíveis na reação sobre os mais absurdos fatos, outros preferem relutar a acreditar.

São histórias, vídeos e especialmente fotos que não casam com a realidade. Atos de heroísmo perdidos em meio a tantos escândalos, crises e preocupações consideradas mais relevantes. O romantismo, dentro a nossa rotina, resume-se à ficção de livros e filmes. Os exemplos que deveriam servir como sopros de ânimo são forjados de maneira inconsequentes para que haja motivação.

E é aí que surge o grande erro: a implantação forçada de romantismo no mundo.

O beijo da vitória na volta para casa

A foto do marinheiro norte-americano beijando a enfermeira na Times Square após a vitória dos Estados Unidos sobre o Japão na Segunda Guerra Mundial é um clássico que serve perfeitamente como exemplo. Durante anos, a legenda da foto citava o reencontro de Edith Shain com o namorado. Mas foi tudo uma questão de acaso. A própria Shain, falecida em 2010, admitiu:

O soldado agarrou-me e eu limitei-me a fechar os olhos. Deixei que me beijasse porque sabia que ele tinha estado a lutar por nós. Depois do beijo, largou-me e seguiu viagem. Não o conhecia e nunca mais o vi.

Ainda na Segunda Guerra ocorreu uma das maiores produções de fotos espontaneamente forjadas da história. A imagem dos fuzileiros levantando uma bandeira americana no cume do Monte de Iwo Jima em 23 de fevereiro de 1945 foi obra do fotógrafo Joe Rosenthal. A foto, que foi de selo até inspiração para obras de homenagens a soldados mortos, não é da exata tomada da região. Trata-se de um segundo momento, onde Rosenthal pediu para que os militares refizessem o movimento com uma bandeira maior e dirigiu toda a cena.

Rosenthal dirigiu a cena e criou um momento épico

Modos de mascarar, inclusive, mortes e crimes foram utilizados na manipulação de fotos. Como o caso do comissário do partido soviético Nikolai Yezhov. Ele foi executado pela polícia secreta em 1940. Na segunda foto publicada na época, Nikolai simplesmente desapareceu da imagem oficial ao lado de Stálin, presidente da antiga União Soviética.

O comissário havia sido acusado de incompetência para desvio sexual e traição.

Antes, bem antes do Photoshop

A manipulação também foi utilizada para impressionar. Foi o que o Irã fez – ou pelo menos tentou – em 2008. A imagem assustadora de quatro mísseis sendo testados foi capa dos principais jornais do mundo. A notícia era essa, até que um atento diretor de arte observou o copy paste de área na foto para disfarçar o míssil que havia falhado no lançamento. A proposta de negar o erro transformou o simples fato do Irã divulgar o lançamento como uma vitória em piada.

Antes não tivessem alterado.

Expectativa | Realidade

As fotos acima são somente referências de como os fotógrafos, utilizando técnicas que vão desde direção dos personagens até manipulação do cenário, conseguem produzir um contexto histórico inabalável. Essa propriedade que o fotografo possuía de registrar uma única imagem forjada esvaiu-se com o tempo, onde são raros os momentos que possuem apenas uma foto de um único ângulo.

Assim, sem a possibilidade da exclusividade e invenção de fato, foi criado um novo formato de hoax jornalísticoo das fotos compartilhadas com a legenda que o publicador preferir. Do mesmo modo como nos anos 90 as correntes de e-mails prometiam um celular da Sony Ericsson doado pela Netscape, hoje o Facebook é um antro de aproveitadores que se apoiam na ingenuidade alheia para disseminar informações sem fundamento.

Não há como negar: na maioria dos casos a proposta é digna. Mas não se deve forjar o cenário somente para persuadir um individuo que seu argumento é válido. Caso a força da opinião defendida seja relevante, ela jamais vai necessitar da utilização de mentiras para ter a aptidão do receptor dessa mensagem. Nada contra sua postura de defender causas nobres, mas corromper o fato é algo tão absurdo quanto o que você muitas vezes critica.

É o que podemos analisar nos três exemplos a seguir.

Dilma não fez Raoni chorar

"Belo Monte faz Cacique Raoni chorar"

O Cacique Raoni chora ao saber que Dilma liberou o inicio das construções de Belo Monte. Belo Monte seria maior que o Canal do Panamá, inundando pelo menos 400.000 hectares de floresta, expulsando 40.000 indígenas e populações locais e destruindo o habitat precioso de inúmeras espécies. Tudo isto para criar energia que poderia ser facilmente gerada com maiores investimentos em eficiência energética.

Palmas, para os que votaram… e jogaram o voto na mão de gente oportunista e sem escrupulos!!

A foto original do Caciqui Raoni é de 2007. A imagem foi registrada durante um evento onde Raoni foi homenageado por amigos e líderes culturais. O choro realmente ocorreu, mas foi um choro de emoção.

Era um tenente. E era um julgamento.

"Soldado chora após milagre"

Um jovem que trabalhava no exército era humilhado por ser cristão. Um dia seu superior querendo humilhá-lo na frente do pelotão chamou o soldado e disse: jovem venha aqui pegue esta chave vá até aquele jipe e estacione ali na frente. O jovem disse: Senhor não sei dirigir. Então, disse o superior, peça ajuda a seu Deus mostre que ele existe. O soldado pegou a chave e começou a orar, depois o soldado ligou o veiculo manobrou e estacionou perfeitamente.

Ao sair do jipe o soldado viu todos de joelho, chorando e dizendo: Nós queremos teu Deus. O jovem soldado espantado perguntou o que estava acontecendo, e o superior chorando abriu o capô do jipe e mostrou para o jovem que o carro estava sem motor. O jovem então disse: Está vendo senhor!

Esse é o Deus que eu sirvo, o Deus do impossivel, o Deus que traz a existência aquilo que não existe.

Não houve milagre, humilhação e muito menos Deus. A imagem demasiadamente compartilhada nos últimos dias por fanáticos religiosos é uma foto de maio de 2010. Na ocasião, o tenente Vinicius Ghidetti de Moraes Andrade chorou durante um depoimento no Supremo Tribunal Federal.

O tenente foi acusado de ter dado ordem para que soldados do Exército entregassem a traficantes de uma facção três jovens moradores do Morro da Providência, no Rio de Janeiro.

Professor era oficial da Polícia Militar

"Professor carrega PM em geste de soliedariedade"

Um professor carregou a oficial da PM machucada na manifestação na Paulista. Exemplo de solidariedade e ética da classe!

Essa foto, mesmo ganhando a timeline do Facebook só em 2012, é de 2010. E bastante popular. O registro de Clayton de Souza foi assunto de investigação dos principais veículos do Brasil. O ato ocorreu em 26 de março daquele ano, durante confronto entre policiais e professores em uma assembleia promovida próxima ao Palácio dos Bandeirantes. O Estadão publicou que tratava-se de um professor auxiliando a PM lesionada.

No entanto, a Polícia Militar divulgou nota em seu blog confirmando que o homem era um policial a paisana. Trata-se de um oficial P2, um tipo de agente secreto que trabalha para a Polícia Militar de São Paulo.

O mundo precisa de mais amor. Mas amor de verdade. (Clique nesta foto para saber mais sobre ela em outro post.)

Não estamos falando para você desacreditar que o mundo pode ser mais heroico. A questão tratada aqui é a da responsabilidade. Vivemos um momento de imagens ilimitadas e compartilhamento acelerado de dados. É preciso muito cuidado antes de cuspir informações e opiniões desencontradas sem saber a origem do ocorrido.

De nada custa checar a informação antes de compartilha-la. É tolerável a ânsia de querer fazer algo de bom para o mundo e pedir para os próximos fazerem o mesmo. Coisas boas devem ser compartilhadas quando realmente ocorrerem.

Os registros sempre vão existir e estarão cada vez mais disponíveis. Lembre-se de valorizar os reais. E não caia – nem compartilhe – trotes. Às vezes o impacto dessas farsas vai além do momentâneo, podendo ser determinantes para suas percepções.

Se basear em mentiras não costuma dar certo. E não é sua boa vontade que vai mudar isso.

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • Mari Dias

    As imagens do jovem militar é uma das mais compartilhadas pelos meus amigos. Acho que se trata mais ingenuidade, geralmente não se procura a veracidade das fontes antes de saber de fato é verdade. 
    Como a farsa de mídias cômicas ao divulgarem que Mark estaria decepcionado com os brasileiros. A mentira acabou ganhando uma aura de verdade, sabe-se lá porque. 

    Acho que uma fonte ajuda muito, sobre as primeiras fotos eu imaginava as histórias falsas, rs. 

    Adorei o post só pra finalizar ^^

    • Flavia Villatore

      Acho que o maior problema das fotos é que já se aceitou, desde o princípio das imagens fotográficas, que elas são retratos da realidade. A fotografia NÃO É um retrato da realidade, e nunca vai ser. A partir do momento em que consideramos isso, fica bem mais fácil de perceber falácias e, melhor ainda, não se iludir com elas. 

    • R R Fratta

      “Agente Secreto” da PM…

      HAHAHAHAHA!É a coisa mais antidemocrática que existe. Se é que de de fato ele for um P2.

      As atribuições da PM descritas pela CF/88 não inclui investigação às Polícias Militares.

      O cara ser um P2 ainda é um assunto controverso.

    • StephaniePradella

      Eu já imaginava que essa do militar, em especial, era falsa. Não sei bem o motivo, mas sempre me soou uma ideia ridícula demais pra ser verdade. E meus amigos também compartilham bastante essa bela porcaria.

      Adorei o post. =D

  • http://twitter.com/dihchristie Diana Christie

    Adorei o post! Só lembrando que a imagem do soldado tinha caráter apenas ilustrativo quando foi usada! Mas pela péssima escolha de imagem, acho que se encaixa na proposta do texto. 

    • Felipe Cardoso

      Caráter apenas ilustrativo? ou como nas embalagens de alimentos: “imagem meramente ilustrativa” – é impressão minha ou não outra função pra imagens além de ilustrar? Tornando essa expressão um tanto quanto contundente…. =/

      • http://www.markinhos.com/ Markinhos

        Claro que é ilustrativa mano. Você não deve nem ter lido o texto, mas no texto fala que todos os soldados choraram, e estavam possivelmente do lado de um caminhão. Não era nem um homem e muito menos atrás de um microfone. Pesquise por soldados chorando e provavelmente você encontrará essa imagem. É ilustrativo, colega!

      • Jorg

        E a pessoa continua insistindo na mentira! Ah, esses “cristãos”…

      • Cris

        Isso é coisa de religioso e não de cristão… cristão nao inventa história e nem fica colocando mensagens na internet…

      • Ignorantes são as vocês que ficam chamando os outros de fanaticos religiosos, não é necessário que o que está escrito no texto seja realidade, o que importa é que é uma mensagem bonita, e indepentente de ser verdade ou nao, cada um ler e compartilha o que quiser.

      • Pedro Santos

        não importa se é verdade ou não… Você é um “cristão” tentando trazer pessoas para o seu deus através de mentiras, condenada pelo próprio através das sagradas escrituras e o que importa é sua “boa” intenção… Se Deus é a VERDADE e a vida, você não deveria fazer isso pra manipular pessoas.

      • Stradlin

        Puts que pariu! Sempre vão haver merda de fanáticos religiosos nessa porcaria de mundo??? Cara, vai ler um livro que não seja uma biblia!!!

      • Cris

        nao sou fanático e nem religioso, e na real o que polui o mundo são pessoas estúpidas como você, cada um lê o que quiser e se quiser… olha quanta besteira tem no facebook e na internet de forma geral… é quase só besteira e futilidades, não gosto de mensagens falsas, mas antes isso do que ignorantes.

      • http://www.facebook.com/swimbrainwash Luiz Antonio Souza

        Mesmo assim, a história é falsa. Sinto muito.

      • Thiago Albino Santos

        A mensagem é idiota, coisas de fanáticos desesperados para juntar mais “irmãos”.

      • Pedro

        Prêmio de “Discussão mais baixo-nível e improdutiva do PDH”. Seria melhor a gente fechar a aba do browser e fingir que nunca aconteceu…

    • GuilhermeMorais

       Acho que é justamente o que o texto aborda. Justificar algo com uma foto meramente ilustrativa. Compensando um argumento com algo mentiroso.

      • Eduardo Joseph

        Na verdade em nenhum momento a história do soldado é colocada como verdadeira. É uma crônica apenas, ou como dizem na bíblia é uma parábola. E acredito que é apenas uma ilustração, não é manipulação. Poderia acrescentar ainda nesta lista uma foto que está sendo difundida bastante nas redes sociais de policiais do BOPE batendo em índios de Belo Monte. Pode procurar que vão achar. Uma total enganação uma vez que nem a farda dos policiais do Pará é preta como na foto e sim verde.

    • Jak

      Verdadade!!! ficava bem explícito isso!

  • http://twitter.com/RKRO Raony Osório

    Gostei do post.

  • Esaigh

    A última foto é real, ou foi manipulada? Se for real, é belissima.

    • http://www.facebook.com/people/Ubiratã-Sad-Almeida/100000517835829 Ubiratã Sad Almeida

      É mais ou menos real. A moça é amiga do rapaz e tinha machucado o pé fugindo da confusão, ele ficou com ela pra ajudar, o beijo ali foi uma coisa rápida. Não lembro mais detalhes pq faz tempo que li uma reportagem a respeito

    • http://www.portalhomem.com.br Fred Fagundes

      Clique na foto e leia nosso post sobre essa foto ;)

      • http://www.facebook.com/people/Daniel-Augusto/100000559571953 Daniel Augusto

        Essa foto é de um casal muçulmano que estava protestando contra a repressão sofrida pelas mulheres em seu país. Daí eles resolveram transar ali mesmo, em plena rua, com todos aqueles policiais passando.

        E outra coisa, o tenente e o cacique Raoni choraram após presenciarem o heroísmo dos dois jovens.

      • LucianaGauchinha

         Nossa, que incrível!!
        Vou já compartilhar…

      • Caio

        Isso não é nem um pouco verdade…isso aconteceu no Canadá numa  briga de torcedores de Hoquei…Procurem as fontes antes de dizer bobagens…Tem até entrevista dos dois no youtube!!!

      • Ascorbila

        HAHAAAHHHAAHHAHAAAHAHAH noob !! esse casal foi clicado depois do jogo de hóquei no canadá que acabou em quebra pau !!! burrão mesmo hein ! o negócio falando sobre fotos fake e você ainda quer dar uma de espertão ! 

      • http://www.facebook.com/people/Fernando-Gouveia/1770199954 Fernando Gouveia

        Daniel, vc tem fontes confiáveis disso?
        Pois os textos do Fred (inclusive a foto do casal, Clique na foto e leia nosso post sobre ) tem fontes confiáveis.
        Abraço.

      • http://www.facebook.com/dacfloresta Daniel Castro

        Fala sério, Daniel Algusto, isso foi após aquele jogo de Hóquei no Canadá onde saíram depredando tudo depois da partida…

      • Tales Porphirio

         hahahahhahahahahah
         o daniel e a luciana estavam brincando, gente…. pô…
        e a piada foi boa ::)
        heuhueuheuheuheuh

      • Rodrigo Cambiaghi

        Eu me divirto mais com pessoas que não entendem a piada do que com a piada em si.

      • http://www.facebook.com/doors.paulo Paulo Figueiredo Vicente

        Engraçado como o pessoal não entende a piada, por mais óbvia que ela possa ser. 
        Pode saber que é esse pessoal que acaba compartilhando essas imagens no FB xD

      • Michael

        O mais engraçado é o monte de gente respondendo ao Daniel, dizendo que ele esta errado…kkkk incrível como o pessoal não percebeu a ironia, nem depois da última frase…

      • Eduardo

        Jogo de hoquei no Canada??? Então quer dizer que a mina beijada era a Luiza?

      • http://profile.yahoo.com/NRL5PYRZW322YB4DVZSPXUFXPU Edilar

         Bom humor.. Gostei.

  • http://about.me/roh Rodrigo Santos

    Parabéns por esse texto, Fred.

    Acho que isso vai continuar acontecendo em ritmo acelerado este ano. Ainda há muito por vir… Pena que nem todos podem ler esse texto, para checar os dados.

  • Gguitiss

    perfeito amigo sempre a verdade abraços

  • http://www.facebook.com/dandanillo Danillo Santos

    Excelente artigo, Fred! Por mais nobre que seja a causa, ativismo que se utiliza de manipulação de fatos e imagens não merece o meu respeito, nem o meu apoio. O ponto crucial é triar toda a informação que recebemos. É absurda a quantidade de posts e comentários que leio, onde quem desdenha “o outro lado”, classificando-o como massa de manobra, nada faz além de compartilhar informações sem ao menos verificar sua veracidade.

  • http://discordando-do-mundo.blogspot.com Leonardo Xavier

    Eu acho que por mais que hoje ainda exista a possibilidade de se checar os fatos na internet, ainda tem muita gente que cai nessas manipulações… Basta você estar num dia mais apressado ou baixar a guarda um pouco. Eu mesmo vi essa foto do Raoni compartilhada várias vezes e nem desconfiei que estivesse descontextualizada.

  • http://www.facebook.com/people/Antonia-Ferreira/100000018631182 Antonia Ferreira

    Que beleza este texto. Verdade é que muitas pessoas nem pensam em verificar a autenticidade da notícia e vão compartilhando sem pesquisar só porque tem uma foto para ‘provar’, como esta do soldado. 

  • Bethania

    O engodo de piltdown demorou 40 anos para ser desvendado. Muuuito antes da facilidade de tirar fotos e manipula-las como temos hoje.

  • http://www.facebook.com/rhaniel.opera Rhaniel Carvalle

    Obrigado!

  • http://twitter.com/edegar EDEGAR NEUMANN

    Ótimo texto, Fred. Só tá precisando de uma revisada, pois no final do 2o. parágrafo a frase “Os exemplos que deveriam servir como sopros de ânimo são forjados de maneira inconsequentes para que haja motivação.” aparece repetida.
    Ou isso foi colocado ali só pra ter certeza de que a gente tá lendo de verdade?! :-)

    • http://www.portalhomem.com.br Fred Fagundes

      Check!

  • Asdfsfasdf

    Acho que faltou um pouco de bom senso na imagem sobre o tenente. É nítido que a foto não tem nada a ver com a história contada, qualquer um com um mínimo de QI vê isso. E a maioria dos textos compartilhados no facebook necessita de uma imagem ao menos relacionada ao texto.

    • Rodrigo Cambiaghi

      Deus é mas!

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000260146696 Renato Figueiredo

    Excelente post! 

  • Rodrigo

    A busca por imagem do Google nos facilita muito para encontrar mais informações antes de qualquer compartilhamento. Nem dói nada.

  • Adriano Guerra

    Antes de ontem, dia 7, o deputado Roberto Freire (PPS-SP) foi ao topo dos TT por isso.

    Um site de humor, G17 (ou foi o G1, ou o R7,… um desses), criou uma montagem com a nota de R$50 com o texto “Lula seja louvado” no lugar de “Deus seja louvado”, e ele acreditou que a foto e a matéria eram verdadeiras.

  • http://www.facebook.com/julio.saraiva.9 Julio César Saraiva

    nossa juro que cansei de desmentir e-mail prometendo prêmios já aliviei o coração de muitos achando umas 30 crianças desaparecidas e já provei que umas 30 empresas estavam fechadas nisso de ficar recebendo corrente, sobre o Facebook pra mim foi muito simples cancelei assinatura de todos meus amigos se sei que alguém posta algo inteligente vou até p perfil da pessoa 

  • http://www.facebook.com/people/Felipe-Larozza/734062311 Felipe Larozza

    Jura que era tudo mentira? hahahahahaha 

    Belo texto Fred!

  • http://www.facebook.com/people/Francisco-De-Assis-Rosa/568548135 Francisco De Assis Rosa

    Texto perfeito Fred. Uma das coisas que mais me irritam em facebook’s, orkut’s e afins, é justamente isso.
    mesmo causas que eu defendo abertamente, qndo são defendidas através de desinformação e mentiras, me irritam demais.
    algumas pessoas são por inocencia… mas as piores são as que fazem isso justificando um fim. conheços muita gente que até desconfia ou sabe que é mentira, mas como defende a causa ou a tese da legenda em questão, compartilha mesmo assim…
    É ao mesmo tempo triste e irritante a desonestidade das pessoas. E o que mais fode é que pessoas assim as vezes desmoralizam boas causas

  • http://www.facebook.com/rafaeltduarte Rafael Teixeira Duarte

    Coincidência, hoje mais cedo estava lendo a respeito de boatos na internet no e-farsas [0]. Segundo eles, a última foto (que ilustra o “Sua vida por um beijo”) tem uma história diferente.
    Além dessas o site disseca muitos outros ‘boatos da internet’.[0] http://www.e-farsas.com/casal-em-vancouver-namora-na-rua-no-meio-de-um-confronto.html

  • Bruno Guerra

    Muito boa materia irei indicar para varias pessoas, assim passamos a nao acreditar tudo que vemos.
    Tecnologia eh otima, porem temos que ficar expertos com as informações e suas fontes.

    Abraços

  • Tiago

    Eu não curto quando usam uma imagem para ilustrar uma outra história, caso do soldado e do milagre, tudo isso dá pra saber, pois já vi a mesma história usando outras imagens, dessa forma não acredito nem que a história é verdadeira, igual aquela história do racismo dentro de um avião da TAM, quando eu li um post de uma Polonesa, contando que a história se passou numa empresa aérea da Polonia. Mundo de histórinhas de lição de moral fakes. 

    • http://www.cafecomamigos.com.br Cristiano Vieira

      A do Avião da Tam já li que foi na American Airlines, nos idos de 2000 e num site chamado bacaninha!

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001516544153 Rafael Ribeiro Rocha

    Outros clássicos do facebook são aqueles que colocam um texto ambíguo e uma foto errada. Aquele texto que diz que o “governador” falou que professores não podem reclamar do salário baixo porque escolheram a profissão, vira e mexe aparece no face com a foto do Geraldo Alckmin, sendo que quem disse isso foi o governador do Ceará.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100001784785972 Lucas Goulart

    meio
    fácil demais defender a verdade e odiar a mentira… um pouco mais complicado (e
    tão importante quanto) é entender todo o contexto que permite ou até anseia
    para que um fato seja distorcido e que uma nova realidade seja criada. Não se
    esqueça que a criação de mitos (em que “mito” pode ser sinônimo de “ficção” ou
    até mesmo de “mentira”) é uma das tarefas nas quais o ser humano mais tem se
    empenhado desde sua aparição. O instinto que nos leva a inventar uma entidade
    superior para explicar o que não conseguimos explicar é o mesmo que nos leva a
    acreditar que um marinheiro beijando uma enfermeira representa o mundo como
    gostaríamos que ele fosse: que independente do quão difícil a situação possa
    ficar, haverá sempre a possibilidade de voltar para casa, de encontrar
    felicidade, mesmo que efêmera. É necessário que se compreenda que “certo”, “errado”,
    “verdade”, “mentira” são conceitos totalmente situacionais e que, amanhã mesmo,
    o que temos hoje como verdade suprema será desmentido. E claro, que isso só
    acontece com os detalhes. Sim, os detalhes estão aí pra deixar todo mundo
    ocupado olhando pro que não importa. Tentando decifrar se o beijo é de verdade
    ou de mentira. Se beijou, se não beijou, se era amor ou se não era, isso não
    faz a menor diferença pro resultado da segunda guerra mundial e para as suas
    sequelas! Faz diferença pra quem quer se sentir confortável com um gostoso “ufa,
    sei a verdade”. Isso vale para quase tudo: lançou o míssil ou não lançou? Chorou
    ou não chorou? E qual foi o motivo do choro? Quem inventa essas mentiras quer
    exatamente que todo mundo fique olhando para elas. E claro, que algum tempo
    depois descubram que na verdade, era mentira. E que percam ainda mais tempo com
    isso, claro. Para quem está realmente interessado no assunto, saber que o
    detalhezinho significava outra coisa faz muito pouca diferença e oferece algum
    perigo só para quem quer ficar neste nível.

    • http://www.portalhomem.com.br Fred Fagundes

      Não entendi.

      • Andre Arcas

        Acho que o Lucas Goulart quis dizer que verdade ou mentira não fatos, mas abstrações humanas, como uma língua ou matemática. Assim, uma coisa pode ser, ao mesmo tempo, verdade para uma pessoa e mentira para outra, estando ambas corretas.

        Como diria Goebbels: “Uma mentira dita mil vezes se torna uma verdade”. E, por mais que seja uma ideia desprezível por um lado, é uma situação muito familiar por outro.

    • http://www.facebook.com/rogergodinho Rogério Godinho

      Interessante a manifestação do Lucas. Não que eu não fique inconformado com as fraudes, as pessoas realmente precisam checar os fatos e parar de compartilhar loucamente. Entretanto, vale uma reflexão. De fato, eu gostei muito do texto do Fred, mas achei que a foto do beijo da marinheiro ficou deslocada. Nesse caso, o simbolismo não era uma enganação. Não importa mesmo se era um casal ou não, o beijo é um ato que representa amor (ainda que possa ser apenas desejo). No fim da guerra, um beijo tem enorme significado. E a foto era plasticamente fantástica. De resto, assino embaixo 100%, Fred.

  • Karen Giraldi

    MUITO bom o artigo. Ótima a ideia de mostrar imagens antigas e com isso mostrar a importância da verdade na imagem. Historicamente isso já teve um peso enorme, e agora com a internet, a responsabilidade sobre a verdade está sobre os ombros de todos nós.

    Atualmente com as redes sociais temos um ENORME poder. Poder de influência e de transmissão de informações. É a forma mais efetiva da FOFOCA do mundo!

    Temos que usar esse poder com responsabilidade. Passar pra frente a
    informação? Só depois de checarmos sua veracidade. Temos que ajudar a criar
    um mundo mais informado, e não mais enganado.

  • http://www.facebook.com/people/Leo-Moura/100003636074815 Leo Moura
  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000169026699 Michel Colombo

    Logo que iniciou-se essa febre de fotos digitais, tudo ficou mais fácil. Postamos rapidinho aquela foto “bem legal” do meu bico em frente ao espelho.
    Aí veio outra banalização: Textos e mais textos superemotivos, ou superdescolados e os piores, os textos superpoliticos.

    Aí a caca foi feita.

    Junte tudo e você terá o Jornalismo Facebookiano. Pra que faculdade? Abra uma conta no Facebook, compre o Photoshop pirata e pronto. Conte ao mundo como tudo é ruim, ou bom…

  • http://www.facebook.com/people/Patricia-Ferreira/100002531929899 Patricia Ferreira

    O facebook virou praça de encontro de imagens manipuladas. Não há quem não queira passar uma informação que não utilize da imagem para chamar atenção ou para introduzir o assunto. Mais do que nunca estamos sendo bombardeados por imagens que, pra mim, muito dizem da subjetividade dos usuários.
    Well, não compartilho essas imagens heróicas, e correntes inúteis, não faz parte da minha indole passar informação da qual eu não tenho certeza.

  • Gui Morais

    Excelente. Vemos na timeline do Facebook muitas imagens atribuídas erroneamente. Até apelam, em fotos religiosas, com imagem de pessoas gravemente feridas. Total irresponsabilidade

    Boa matéria. Faz tempo que eu não lia algo que prestasse por aqui.

  • Tatiane

    Fred, vou compartilhar essas informações no meu facebook.
    Texto muito bom! Obrigada : )

  • Archidy Picado Filho

    Como eu sempre disse (e vou continuar dizendo), o que conhecemos como “fatos reais” são muitas e muitas e muitas vezes fundamentados em fantasias – sendo TODA realidade histórica apenas o reflexo objetivado de valores arbitrariamente desenvolvidos na subjetividade. A Realidade absoluta (com R maiúsculo), primeira e última, vive e impõe-se no vazio por si mesma, independente do fato de se acreditamos nela ou não.

  • http://www.facebook.com/ericaakirasuguimoto Erica Akira Suguimoto Daikawa

    Poderiam colocar aí nessa postagem as fotos que circulavam na comunidade japonesa no Brasil, na ocasião da derrota do Japão pelos EUA na 2ª Guerra.

    Os “KachiGumi” (turma da vitória) manipularam jornais, mostrando a vitória do Japão sobre os EUA.

  • GuilhermeMorais

     Excelente texto. Diga-se de passagem, há tempos não lia nada de interessante e útil por aqui.
    Ultimamente temos visto uma onda de imagens mal atribúidas na linha do tempo do nosso queridinho Facebook. Se eu abrir meus feeds agora, encontro várias. Me parece que as pessoas procuram desesperadamente de algo para fazer parte sem se preocupar com a veracidade. Talvez seja intrínseco do ser humano o gosto por ser enganado. Tudo pelo romantismo.
    “Vamos, compartilhem a história do cachorrinho que se sacrificou, do fulano chorando por uma causa, do menino que se acidentou”.
    Tudo muito bonito aos olhos.

    Parabéns pelo post.

  • http://www.facebook.com/people/Victor-Domingues/100001849918704 Victor Domingues

    Caaaara, que texto bacana ! estão de parabens !!!

  • http://www.facebook.com/PauloRobertoBarbosaJr Paulo Roberto Barbosa Jr.

    O hoaxe é prática antiga… só ganhou mais um novo terreno pra ser disseminado, o Facebook.
    Parabéns pelo excelente texto!

  • Daniel

    Wow. Completissima a matéria e os comentários sobre o ue de fato ocorreu nelas. Agora resta a divida se esses comentários sejam verdadeiros.

  • http://twitter.com/edulhaes Eduardo Magalhães

    Muito massa, Parabéns! Só tem um errinho de português em “desfarçar o míssil…”. :)

    • http://www.facebook.com/rogergodinho Rogério Godinho

      Ué, agora tá disfaçar. Será que ele foi arrumar e acabou derrapando em outro erro? De qualquer forma, é só digitação, acontece com todos nós.Arruma aí, Fred, e tá excelente. 

    • http://www.facebook.com/rogergodinho Rogério Godinho

      Ué, agora tá disfaçar. Será que ele foi arrumar e acabou derrapando em outro erro? De qualquer forma, é só digitação, acontece com todos nós.Arruma aí, Fred, e tá excelente. 

  • http://www.facebook.com/people/Giovana-Camargo/1469800599 Giovana Camargo

    Fred, achei lindo o texto, mas a informação sobre a origem da  foto do Cacique Raoni chorando continua errada. Ela foi tirada durante o funeral do sertanista Orlando Villas Boas, grande amigo de Raoni, atuante e pioneiro – junto com Raoni , Megaron e Bepcom – da causa do movimento Pró-Xingu. 

    ;)

  • Sissi

    Muito bem. O cacique Raoni chorou de emoção em 2007. Aquela foto do choro antiga não quer dizer que ele não tem chorado de tristeza, e muito, por Belo Monte. Quem sabe? Foi bom  ter lido sobre isso aqui, mesmo que de passagem, porque sinto falta de saber a opinião dos índios pelos telejornais (ou mídia) quanto a este assunto. Acho interessante, que quando a opinião dos índios não está alinhada ao governo, eles são ignorados pela imprensa. Quando se falava em criação da reserva Raposa Serra do Sol, os índios eram mais badalados.

  • http://www.facebook.com/dorival.cardoso Dorival Cardoso

    As imagens transmitem mais que palavras. As redes são compostas de todo tipo de pessoas e não definem suas intenções, mesmo que ingênuas. Parabéns pelas colocações. Deveremos solicitar mais as fontes antes de reproduzir. Parabéns. Dorival

  • James

    Parabéns pelo texto. Em tempo de “popularização do photoshop”, as fotomontagens tornaram-se armas em mãos de crianças…

  • http://www.facebook.com/people/Fernando-Gouveia/1770199954 Fernando Gouveia

    Estava falando sobre a foto do “professor” com um amigo essa semana, eu disse que não confiava na fonte.
    Ultimamente eu vejo uma foto minha e questiono se sou eu mesmo. kkk

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=1255296081 Dawidh Pinaffo

    Muito Bom Fred …apesar de você ter mexido no meu queijo AHAHAHAHAHAHAHAHAHHA.
    Curti muito parabéns ! :D

  • Rodrigo Cambiaghi

    Me pergunto se o Fred não inventou a história dessas fotos ai só pra testar os leitores.

    • Gustavo Esquive

      Sagaz, Rodrigo.

    • epitafi0

      no dia que tu achar um carro que seja manobrado sem motor me diz…

  • Julian Probst

    “O soldado agarrou-me e eu limitei-me a fechar os olhos. Deixei que me beijasse porque sabia que ele tinha estado a lutar por nós. Depois do beijo, largou-me e seguiu viagem. Não o conhecia e nunca mais o vi.”  Você pode colocar a fonte de onde tirou isso? Acho que seria prudente que tudo que você “desmente” venha acompanhado de uma fonte confiável. O link que direcionada pro g1 só fala da morte da mulher, mas não dessa declaração. abraços

  • http://www.facebook.com/rafael.a.r.dias Rafael Dias

    Muito bom! Vou recomendar para vários amigos de face/email que sempre compartilham fatos falsos e pior… voltar a compatilhar várias e várias vezes mesmo depois de eu ter dito que é falso e mostrado as provas!

  • http://www.facebook.com/Drehmeister André Meister Martins

    Cara, me desculpa, mas não é um pouco isso que você está fazendo?

    O fato de uma mensagem ser passada num texto assim só diz que você é um cara “antenado”, “ligado na verdade”, mas a sua crítica sobre imagens assim, apesar de válida, tem certos pontos que me fazem pensar na solidez que você quer passar…

    O primeiro exemplo, do rapaz que beija a menina… A foto foi capturada e virou um símbolo. ótimo, mas qualquer pessoa que pensa um pouco, sabe que isso pode ser simplesmente algo que foi capturado no momento, incluindo a explicação da mulher. Eu pensei nisso no momento que vi a foto, do mesmo jeito em que olho a foto da bandeira americana e penso “ou foi um dia em que fincaram uma bandeira no chão e ficou bonito.”

    Daí você usa um exemplo bobo de um texto dizendo que um militar fez um carro andar sem motor e que todo mundo se ajoelhou pedindo pra servir o Deus dele… Você já viu isso acontecer em algum lugar onde há pessoas com o mínimo de cultura?

    Eu acho sua idéia interessante, sim, mas senti um argumento que não tem muita base, não tem link. Onde você leu que tudo isso foi contestado? Você no fundo, acaba fazendo a mesma coisa, quando põe todos esses exemplos e diz “não foi assim” pra argumentar. É quase fazer o mesmo que eles.

    Por um outro lado, pra ser justo, eu concordo com você que hoje, rede social é berço de m#$@D. Mas isso não é diferente de qualquer cultura de massa. Ao invés de falar pros outros “Vocês devem tomar cuidado”, talvez fosse interessante fazer esse texto pensando em questionar o negócio. “Será que é tudo isso?”

    A mensagem mudaria de “Vocês são manipulados” pra “Vocês já pensaram por vocês, hoje?”

    Eu não quero que me entenda errado. Eu sou a favor do que você está dizendo. Só acho que a forma com a qual você encontrou de expressar isso tem mais cara de promoção de blog intelectualizado do que uma mensagem de utilidade pública.

    • http://www.portalhomem.com.br Fred Fagundes

      Não, André. Eu não to manipulando ninguém. Estou apenas alertando um fato, a da onda de compartilhamentos sem responsabilidade que as pessoas andam fazendo. Se peço algo, peço responsabilidade para averiguar o ocorrido antes de sair afirmando situações.   

      Não acho que mentir seja a mesma coisa que manipular. Os exemplos acima são de pessoas que mentiram – ou erraram – para divulgar uma informação. Apenas divulgar, não manipular. São coisas diferentes. 

      • http://www.facebook.com/Drehmeister André Meister Martins

        eu vi que entendi errado. reformulei a pergunta. desculpe

    • http://www.facebook.com/suatia Eric Hirsch

      Não é só isso, André. O link que o cara postou sobre o cacique Raoni, não tem nada a ver com a “verdade” que ele tenta revelar. É um artigo falando sobre a ida do jornalista Washington Novaes ao Xingu, comparando o Xingu da década de 80 aos tempos de hoje. Não mostra a foto do Raoni em nenhum momento, nem explica qualquer fato que dê a entender que a notícia veiculada no facebook, dada com toda certeza como falsa pelo autor do blog, é de fato falsa ou verdadeira. É irrelevante. 

  • Rodrigo Cambiaghi

    Querem ver uma mágica? observe o número de likes do post na barra a esquerda.
    Agora aperte refresh.

  • Rodrigosougrato

     sabe, eu ainda acredito no amor, na bondade, na tolerancia e no perdao. Principalmente agora que vemos isso de perto. Não é porque as coisas nao sao iguais aos filmes, que o amor e a bondade nao exista. Chico, Jesus, Buda, Madre Tereza, Irma dulce,  vao paulo II, Gandhi, Luther King e entre outros (Ayrton Senna), são  a prova viva que existe o amor.

  • Adriana

    Fred, vc viu uma foto que vem circulando como sendo o momento anterior àquele em que um chinês fica diante do tanque no massacre da paz celestial? Ontem mesmo fui tentada a postá-las e, na 3a. olhada, achei que faltava um poste/uma luminária na foto “do antes”, além de me perguntar pq demoraram tanto tempo pra mostrar essa foto… Me sentindo presa dessa pegadinha que assola as redes, exclui tudo…  No entanto, elas se reproduzem em cativeiro, como os poetas, filósofos e leitores de Lispector e auto-ajuda, além dos religiosos, é claro. Um saco mesmo.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000312585178 Tania Silva

    Boa noite Fred.
    Há pouco li teu post e concordei em grau e genero.Sempre foi fácil manipular e ludibriar as pessoas, hoje em dia mais fácil ainda.
    Meus parabéns pelo texto.Só tenho um pedido, colocar as fontes da pesquisa ;)Abraços.

  • Aline Costa

    E quem me garante que estás a falar a verdade, homem?? eheheh…
    Brincadeirinha…É sempre muito bom saber a verdadeira história dos acontecimentos!

  • http://www.facebook.com/people/Jóta-Stilben/1512360198 Jóta Stilben

    Parabéns pelo post. Sou jornalista e acredito que as suas palavras já quase saíram das bocas e dedos de quem tem um mínimo de bom senso em não acreditar em tudo!

    Abraço!

  • http://www.facebook.com/luizahsr Luiza Helena

    Muito interessante,conhecia algumas historias ja

    sem querer fazer propaganda,tem um site brasileiro que é especializado em descobrir se essas imagens são vdd ou não
    http://www.e-farsas.com/  

    =]

  • lucas13lab

    Muito bom esse post, a veracidade está dando lugar para a alteração de contexto, se quiser posso usar uma imagem do G1 de uma mãe chorando dizendo que ela está lá pois foi tirada de casa por um traficante… e vão acreditar.

  • http://www.facebook.com/miltondepaulo Milton de Paulo

    Sinceramente eu já desisti de tentar instruir bom senso nas pessoas, amigos meus, inclusive. 

    Certa vez uma amiga minha enviou por e-mail uma história de que o dono da marca Tommy Hilfiger dissera que suas roupas não foram feitas para pessoas pobres (ou negras, algo assim). Como na introdução deste post, desconfiei, fui atrás e descobri uma entrevista dele na Oprah dizendo que aquilo era uma corrente mentirosa, mostrando que não havia nenhum registro oficial de que ele teria dito tais coisas. Eu, bibliograficamente perspicaz, mas relacionalmente inocente, respondi para a minha amiga (e para todos que ela tinha enviado), mostrando os fatos, etc, mas tudo na boa. Eis que ela me retorna: “Desculpa se eu trabalho, não tenho tempo de ficar checando informações”. (WTF, detalhe que eu também trampava). A moral então é despejar aos quatro ventos qualquer coisa minimamente possível independente de ser verdade e que ainda possa denegrir gratuitamente a imagem de alguém? Fiquei muito puto nesse dia.

    Teimei em aceitar a zona-da-confortável-ignorância das pessoas ao meu redor por mais algum tempo, mas hoje realmente nem ligo mais quando aparecem essas aberrações na minha timeline.

  • http://www.facebook.com/DaniloRodriguesCoelho Danilo Coelho

    Eu tenho só duas observações a fazer: Primeira, com relação ao beijo do V day, o marinheiro e a enfermeira realmente não eram namorados, mas afirmar que há uma tentativa de agregar romantismo por causa da legenda verbal é algo meio duvidoso. Isso porque antes de tudo isso aquela imagem tem um significado imagético implícito, era o final da Guerra e dois jovens se beijavam no meio de NY em comemoração; a vida daquele povo que estava parada por 4 anos voltava a andar, e aquilo estava representado no beijo, na possibilidade de poder fazer novamente algo tao corriqueiro, como beijar. Toda a alegria do momento, a explosão de felicidade que deve ter sido aquilo tudo está resumido naquele pequeno ato espontâneo. Existe sim um romantismo, talvez não um romantismo romântico como àquele sugerido pela legenda verbal, mas existe sim romantismo.

    Segundo: Na foto de Iwo Jima, a ordem para hastear uma segunda bandeira partiu do comandante militar e não do fotógrafo como ficou entendido aqui. O fotógrafo não “dirigiu” nada, os soldados simplesmente pegaram a bandeira e hastearam (o que é possível ser conferido através de vídeos) e ele teve a sorte de conseguir registrar o perfeito momento através de uma fotografia. Porque o que fica entendido aqui é que na medida que a foto foi “dirigida”, subentende-se que aqueles homens estavam parados, posando para o fotógrafo com a bandeira. Agora é sim verdade que a foto foi veiculada na mídia como sendo o momento real da tomada de Iwo Jima. 

  • fabianne balvedi

    As fotos da Guerra do Contestado feitas pelo Claro Jansson também foram dirigidas, conforme observa a tese do Prof. Rafael Bezerra: http://issuu.com/ricardoup/docs/artigo-rafael-bezerra-revisado

     ”Tendo como referência as noções de projeto, campo de possibilidades emetamorfose, o presente artigo discute a trajetória de Claro Jansson. Fotógrafode origem sueca que viveu no Brasil entre 1891 e 1954, este personagem éresponsável por um extenso trabalho de documentação fotográfica. Registrou,entre outros temas marcantes, episódios relacionados à Guerra do Contestado eàs atividades da Southern Brazil Lumber & Colonization Company. A despeitoda relevância destes registros, constata-se a predominância do seu uso comomera fonte ilustrativa. A partir da análise de parte de sua atividade epistolarassociada a uma sequência de 122 imagens, pretende-se demonstrar que atrajetória do fotógrafo representa condição incontornável para restituir às suasfotografias o efetivo valor de documentos visuais.”

  • http://www.facebook.com/people/Isa-Belli/1584206490 Isa Belli

    Há dias queria ler, mas não dava tempo. Ainda bem que arrumei um tempinho. Demais!

  • http://www.facebook.com/alextsantos Alex T Santos

    Ótimo artigo, ótimo artigo!!!!!!!

  • Lucas Albin

    Cara, só uma correção.. A foto que vc usa neste post do policial não é do Clayton e sim do Rodrigo Coca… A foto do link do Estadão sim é do Clayton.. 
    São parecidas porém pessoas distintas.. 
    http://www.fotoarena.com.br/detalhes/foto/id/2151?ide=45

    Mais cuidado ao sair falando as coisas por aí!

    Abraços,

  • Tony

    O texto é interessante, mas é lamentável e bastante infeliz a atribuição do rótulo de “fanáticos religiosos” a quem fez o texto. Fanáticos religiosos explodem lugares, Fred. Essas pessoas estão apenas recontando uma estória. Talvez muitos acreditem nela de bom coração, mas estão longe do fanatismo.

  • http://www.facebook.com/people/Felippe-Alencar/100001141622064 Felippe Alencar

    Sempre enxo o saco pras pessoas checarem as informações, e as vezes queria realmente saber por que inventam tanto lixo na internet. Tem algumas informações falsas que pra mim realmente não fazem sentido de ser. Existem alguns hoax na internet rolando a mais de dez anos e gente ainda se indignando.

  • Tinhohri

    IMPRESSIONANTE! Somos “fanáticos religiosos”, mas o que mais vejo aqui são ataques por um simples texto motivacional ligado, SIM, a uma imagem meramente ilustrativa. Depois os bitolados somos “nozes”. 
    Se motivar o mundo com um ilustração é algo errado, nos desculpem. Dá próxima vez colocamos uma história do Sérgio Malandro com alguma foto de uma mulher qualquer com um biquini minúsculo como “ilustração científica”, que, com certeza, será melhor aceito por alguns aqui como um conteúdo palpável e  filosoficamente aprovado. :)

  • Pingback: Lendas Urbanas…Super Secretária Executiva | Super Secretária Executiva

  • César

    Texto muito ilustrativo! Parabéns.
    Com certeza tem que haver uma “Parte 2″ incluindo as estórias de Einstein e o “Mal, Deus e a Escuridão”, Dr. House e os problemas de amor e outras grandes mentiras que vemos por aí. 

  • http://www.facebook.com/people/Leonardo-Henrique-Mendes/1571740191 Leonardo Henrique Mendes

    Geração “compartilhadora” e preguiçosa que tem preguiça de pesquisar uma fonte para saber se a origem da imagem é verdadeira ou não… FB é o novo PowerPoint onde a ficção se torna realidade

  • Pingback:   As 5 maiores farsas do Facebook by AGREGA LINK – Agregador de Noticias e Informações

  • http://www.facebook.com/wesleypcpinky Wesley Wa

    a maioria das coisas sao falcificacao

  • Pingback: As 5 maiores farsas do Facebook

  • Pingback: XiS Club! / As 5 maiores farsas do Facebook

  • http://www.facebook.com/dumcrazy Jeferson Silva

    É o Povo do Orkut q passa essas coisas :/

    triste d+ o mal uso da rede social facebook

  • Pingback: Como detectar gente chata no Facebook #Pesquisa | PORTAL DISCORRA | Absolutamente Inconclusivo - Colunistas

  • Pingback: TOP 5 maiores farsas do Facebook | Superconteúdos seu site de conteúdos na Internet

  • Pingback: TOP 5 maiores farsas do Facebook « Informe24horas

  • http://www.facebook.com/MrJTCarioca MrJTCarioca

    Não sei como o Povo pode ser tão cegos para acreditar em mentiras como essas. #ROLLEYES

  • http://www.facebook.com/people/José-Guilherme-Pessoa-Trindade/100002064904942 José Guilherme Pessoa Trindade

    Isso só mostra que no fundo, lá no fundo mesmo, o ser humano não é todo filho da puta, e que bom exemplos (reais) devem ter uma repercussão maior.

    Me pergunto se uma seção em um jornal poderia mostrar histórias ocultas e boas ações do mundo, nem que seja uma vez por mês.

    Não desmereço a notícia e muito menos a verdade, mesmo que o fato passe pelo crivo de um jornalista, um ser imparcial como todos os outros, que sofre influência e “deve” seguir regras de corporações, como todos os outros, mas coisas boas também acontecem e não são divulgadas.

  • Joaquim

    Gente boa e ruim, picaretas ou não, existem em qualquer lugar e em qualquer profissão. Muitas vezes fotografos são massacrados por utilizarem suas fotos de forma errada. As vezes editores mudam títulos e quando a foto é publicada tomam o choque pois a legenda está errada, a informação distorcida, etc… Por outro lado também há os fotógrafos culpados, sacanas, que fazem a foto e distorcem a própria foto. Temos que apenas ficar atentos a quem massacrar, para não cometermos erros.

  • http://www.facebook.com/gusferrato Gustavo Ferrato

    Digite 5 no comentário para ver o que acontece nesse post.

  • http://www.facebook.com/LynOnMars Evelyn Luz

    Outro dia vi um texto sobre um cara começou a falar de D-us no ônibus e foi reprimido, até que uma criancinha pediu para que o deixassem falar e então D-us o usou e todos foram convertidos. Pra ilustrar tinha uma foto do acontecido, alguns homens chorando dentro de um ônibus…bem…joguei a foto no Google e na verdade a foto era de bandidos que assaltavam e estavam se entregando pra policia. xD Quase chorei de rir!

  • jake

    imagina o que não fazem nas capas de playboy e fotos de gostosas que tanto circulam na internet…. e há quem idolatre um corpo que nao existe!!!!

  • http://www.osensato.com.br/ O Sensato

    Parabéns pelo artigo. Sua análise foi perfeita! Sempre achei certas correntes ou campanhas apelativas no uso de imagens. E inevitavelmente isso me afasta ainda mais do objetivo da ação. E esse tipo de descontextualização, seja de imagens ou de informações, deixou de ser obra apenas de amadores. Grandes portais de notícias tem cometido gafes incríveis ao publicarem informações retiradas de publicações no twitter ou Facebook sem checar a veracidade dos fatos. Tivemos alguns exemplos disso na cobertura dos jornais americanos ao atentado de Boston. Na pressa de publicar um furo de reportagem, publicaram informações como “uma terceira explosão que teria acontecido”, sobre um prisão de um suspeito que foi negada minutos depois pelo mesmo repórter e também a divulgação de fotos de pessoas suspeitas que não estavam envolvidos no atentado. É lamentável essa situação. E isso nos torna cada vez mais céticos.

  • Doutorando

    Olá Fred,

    nós do Instituto de Computação da Unicamp temos um laboratório que trabalha justamente na identificação de manipulações em imagem digitais e ficamos muito felizes de saber que há divulgação desse tipo de crime digital. Temos diversos trabalhos que identificam esses e outros tipos de manipulação de documentos e podemos colaborar com diversas informações e técnicas que desenvolvemos.

    Caso alguém esteja interessado, visite-nos: http://recodbr.wordpress.com/

  • Pingback: As 5 maiores farsas do Facebook | Frater Soluções Tecnológicas

  • Gustavo Zanfra Paitch

    Po Fred, sou teu fã cara!
    Duas fotos consideradas por anos e anos como verídicas, foram a foto do suicídio do jornalista Vladimir Herzog, que mesmo despertando muita desconfiança, só agora o perito Silvaldo Leung Vieira assumiu que a cena foi encenada. A outra foto, também dos tempos de ditadura militar, que também foi encenada, foi a foto do guerrilheiro Carlos Marighella morto, aonde segundo conta o fotografo Sérgio Jorge, ele chegou ao local e o corpo de Marighella estava em outra posição, após uma revista feita pelos militares a Marighella, ele foi recolocado em outra posição e só então os fotógrafos foram autorizados a registrar o momento.
    Não sei se essas imagens entram no mesmo contexto Fred, mas são fatos interessantes.
    Aquele abraço!

  • Pingback: Acesso Comunicação Jr. » Blog Archive » Vidas em centésimos de segundo

  • Pingback: Deus está vivo nas fibras óticas | WTF #23 | PapodeHomem

  • João Victor

    Old

  • Pingback: Ficção: Jovem humilhado por ser cristão faz jipe andar sem motor

  • Pingback: As 5 maiores farsas do Facebook | Humor Sedentario

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5583 artigos
  • 664869 comentários
  • leitores online