De querer ficar em casa

Jader Pires

por
em às | Crônicas e contos, Frentes, Melhor do PdH


Afinal, são poucos os que podem ter a aristocrática e boba ideia de afirmar, a plenos pulmões, que detém a fama de possuir a janela mais legal do bairro todo, de todo o bairro. Acordar com a claridade de um dos poucos horizontes que a cidade pode oferecer e nada mais que ficar lá, até o laranja manchar toda a parede em mais um pôr do sol.

Os olhos, ainda atrapalhados e confusos, vão caçando as nuances do tão tão distante, desenhando as entrelinhas dos prédios lá da frente, contando quantas janelas estão vazias, quantas delas estão servindo de apoio para os cotovelos bambúrrios que, assim como os meus, podem se dar ao luxo da imensidão da cidade, da soberania proletária de se gabar: “vai até onde a vista alcança”.

As maritacas vivem aos montes, berrando entre si, juntando forças pra me chamar. Urram felicidades, contam – por meio dos berros – todas as delícias da claridade, do calorzinho gostoso lá de fora, “vem pra cá, humano bobo! olha só o que estás a perder” (sim, as maritacas do lado de cá são tomadas da mais gostosa cordialidade).

Eu tô vendo, amiguinhas, eu tô vendo. Mas vá lá, aqui tá tão bom, tá bom demais. Vão se divertir e comer de graça enquanto eu fico aqui, nutrindo essa beleza de síndrome de Estocolmo que estou adquirindo com a minha casa, essa cela cheia das belezas mundanas.

As maritacas de verdade, verdinhas e agudas, são assim, sinceras, generosas. O que só diminui ainda mais os gritadores virtuais, aqueles cativos da obrigatoriedade (ab)surda da felicidade. Para esses alguns, a beatitude está la fora, com os estranhos, com aqueles outros que nem-sei-quem-é que estão a fazer algo de bom, de produtivo, de sagaz para as carentes vidas sedentas – voluntariamente – de “algo a mais”, de “vamo que vai ser legal demais”.

É foto na festa, é legenda do piquenique, é chamada pro evento que vai ser imperdível apesar de cansativo. Vão todos – juntos e sem combinar – pegar a fila da feirinha gourmet pra comer o único e exclusivo pedaço de bolo do chefe que mais seguidores tem em seu site de fotos.

Tá, gente, eu prefiro meu café com bolo de fubá, prefiro minha posição interna de juntar as migalhas na toalha estampadinha que ganhei da vovó enquanto o Cartola me conta pela enésima vez os dissabores, as ensaboadas, o verde-que-te-quero-rosa.

Aqui dentro tá bom, não tem a cachoeira mais escondidinha, não tem a melhor comida nordestina fora do nordeste, não tem o cruzeiro, o paraquedas, a bebidaúnicanemameninamaisbonitadacidade”quesóeutenhooprazerdeveraovivo”. Essa eu perdi. E essa outra também.

Pra mim, só resta a janela mais legal do bairro, sobra, no máximo, descer de chinelo até a banca, cumprimentar o tio da floricultura (“fala, fí. Bom domingo”) e voltar, antes que alguém feliz perceba, que já estou voltando. A janela tá me esperando, o café ainda tá quente, as formigas tão tramando levar o que puderem do meu bolo simples, eu preciso voltar que lá dentro tá bom demais.

Sou o meu Fausto particular e assino embaixo, quantas vezes for preciso. Noves fora, o que eu tenho a perder, dando pra mim minha própria clausura, riscando na memória a minha parede que conta os dias bons lá dentro.


Link YouTube

Ali, ninguém me diz se gostou, se compartilhou, se concordou com o meu jeito de sentar, com a maneira com que eu enquadrei – direto nos olhos – o recorte lindo que destoa as cores da pele dela, lendo ao lado da janela aproveitando o vento que nada tem de excluviso, mas que deixa os cabelos dela brincando atrás da nuca. É o take perfeito, já que ela me olha bem na hora em que o Chet Baker se apresenta nas primeiras notas do trompete.

Let’s get lost, lost in each other’s arms

Não preciso ir lá fora me aventurar hoje. Amanhã tem muitos outros amanhãs pra eu pensar na vastidão desse Brasil, desse mundão de meu deus. Os amigos hão de entender, há de haver até certa admiração, se assim, delicinha, eles soubessem o quanto estão perdendo lá na rua enquanto eu tenho todo o tesouro do mundo aqui só cruzando o corredor.

É só por hoje, eu juro. No fim de semana, tá combinado. Eu me aprumo, boto minha melhor calça e te ligo. Vamos ver aquela exposição foda que você me mostrou as fotos semana passada, a gente come naquele latino escondidinho que só você conhece, a gente bate fotos fazendo careta, eu elogio o tomara-que-caia dela.

Mas, por hoje, vou ficar aqui com tudo o que eu tenho de exclusivo. Eu até me empolgaria pra sair, mas já dei o play no disco do Cícero que faz tanto tempo que não ouço…

Fica bem aí
Que essa luz comprida
Ficou tão bonita
Em você daqui

É… ela tá linda mesmo. Vou ficar em casa.


Link YouTube

Jader Pires

É escritor e editor do Papo de Homem. Lançou, nesse ano, seu primeiro livro de contos, o Ela Prefere as Uvas Verdes e outras histórias de perdas e encontros.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • http://www.facebook.com/people/Wallace-Almeida/100000327548921 Wallace Almeida

    “…eu fico aqui, nutrindo essa beleza de síndrome de Estocolmo que estou adquirindo com a minha casa, essa cela cheia das belezas mundanas”.

    Velho, até pausei a música que estava ouvindo pra ler o texto. Muito bom Jader, muito bom!

    • jaderpires

      Poxa, Wallace, fico “que nem sei” de contentamento de ler um baita elogio desses.
      Obrigado =]

  • Tiago

    Legal demais Jader! Grato pelo texto!

    • jaderpires

      Grato fica o Jader, Tiag. Obrigado!

  • Diana

    Puta merda, que texto sensacional Jader.

    E haja inspiração!!

    • jaderpires

      Hahaha, valeu, Diana. Fico feliz que tenha gostado assim

  • http://www.facebook.com/people/Willyans-Mendes-Alves/100002287166846 Willyans Mendes Alves

    Não sei se sou eu, mas hoje tudo parece sensacional…
    Li um texto do Fred no sobre a vida. Sensacional.
    Outro do Alex na página do facebook. Primoroso.
    E o Jader. Inspirador..
    Enquanto isso London Calling em alto e bom som!! :D

    • jaderpires

      Bom fazer parte de um belo pacote, cara. Fico feliz.

  • http://parapensaremsexo.tumblr.com/ Francesinha

    Texto e foto deveras encantadores. Uma bambúrria leitura. :)

    • jaderpires

      easter egg =]
      Obrigado, moça

  • kkohyeah

    Também adoro ficar em casa. Principalmente sozinha ou com uma pessoa especial, daquelas que não se incomoda com o tédio.
    A minha vista não é a mais bonita do bairro com certeza, moro no centro de Belo Horizonte, rodeada de prédios. Mas tenho uma janela enorme e posiciono a minha cama em um lugar que eu posso dormir olhando as (poucas) estrelas e acordar com o solzinho da manhã no rosto.
    Pra mim isso vale muito mais que qualquer “balada”.

    • jaderpires

      Que delícia de apartamento. é bem bom sim se gabar de ter a janela mais legal do bairro todo

    • Rocha

      Casa comigo!!!! rsrsr

  • http://twitter.com/sapomorfose Giulia

    Poeminha de um diário de 2007:

    “Pela fresta da cortina vem um fio de claridade
    Ao longe, diluídos, ruídos da cidade
    A chuva tamborila na janela seus respingos
    No quarto do bebê, um leve choramingo
    O cheiro de café vem dos lados da cozinha
    Alguém toca piano na casa da vizinha
    De toda pressa que há no mundo me vingo
    E fico na cama na manhã de domingo”

    (acho que o nome do autor é Silvio de Castro)

  • Beth Kuller

    Adoro o que você escreve Jader, transmite um sentimento que muitas vezes nem vem a tona, mas que permeia os nossos pensamentos!! Estou aprendendo a valorizar a solidão depois de muitos anos em cia de outra pessoa…e estou feliz por isso! Valeu!

    • jaderpires

      Obrigado pelos elogios, Beth.
      Só perceba que tu tá num ótimo momento de solitude. Não de solidão. É uma diferença grande e que pensa bem.

      • Beth Kuller

        Sim Jader, sei que “estou” em um momento de solidão, mas não “sou” sozinha!!!

  • Marcos

    Um elogio não é saudável a um escritor. Mesmo assim..
    Bravo!
    Ótimo texto Jader !

    • jaderpires

      Melhor comentário que já recebi. Mesmo.
      Hahaha obrigado, Marcos.

      • Marcos

        AHhaha, vlw pelo feedback!

  • http://twitter.com/BrisaFeliz Fernanda Magalhães

    Delicia de conto, Jader.

    Não tenho uma janela, mas tenho uma sacada no meu quarto de frente pra um bosque lindo aqui de Goiânia. Nela tenho girassóis e hortelãs plantados. Por não curtir com frequência as baladas noturnas, nos finais de semana sempre fico horas sentada nela na companhia dos meus gatos e minha gaita tentando um blues.

    Esses momentos são tão especiais que não os trocaria por nada que me roubassem deles.

    s2

    • jaderpires

      Muito bom, Fernanda. Eu gosto demais tbm

  • Emanuel

    Excelente texto. “Canções de Apartamento” coube muito bem! haha

    • jaderpires

      O disco do Cícero é muito bom, né?

  • http://www.facebook.com/baaahpaiva Barbara Paiva

    Jader, obrigada. Muito obrigada! Pelo texto gostoso, pela nova música que eu precisava ouvir e coube tão bem e por incitar minha imaginação.
    Tenho uma visão noturna fantástica de SP pela minha janela, adoro passar madrugadas por ali…

    • jaderpires

      Eu que agradeço a leitura, Barbara. Fico bem feliz de saber que fez bem.

  • http://www.facebook.com/murillo.antonini Murillo Antonini

    “As maritacas de verdade, verdinhas e agudas, são assim, sinceras, generosas. O que só diminui ainda mais os gritadores virtuais, aqueles cativos da obrigatoriedade (ab)surda da felicidade. Para esses alguns, a beatitude está la fora, com os estranhos, com aqueles outros que nem-sei-quem-é que estão a fazer algo de bom, de produtivo, de sagaz para as carentes vidas sedentas – voluntariamente – de “algo a mais”, de “vamo que vai ser legal demais”.”

    Eu sei que esse meu comentário é inútil, mas esse trecho foi… do caralho! Achava que eu tinha problemas por pensar assim.

  • http://www.facebook.com/people/Clara-Andrade/1301551499 Clara Andrade

    Deu vontade de ir ali me estirar no sofá da sala e não voltar…. :)

  • Sujeito

    Que texto sabonete. Duvido que alguém que leia de verdade, que leia algo que preste, vai ficar afetado com esse texto, como alguns deslumbrados daqui. Esse texto podia ir para a seção de contos da revista capricho

  • http://www.facebook.com/gilliard.oliveira.5 Gilliard Oliveira

    Sensação boa de ver a minha vida escrita com a caligrafia dos outros. Ando lendo a minha vida nos teus textos. E isso é deveras divertido!

    Parabéns!

  • http://www.facebook.com/LuksTabelini Lucas Tabelini

    Texto muito bom Sr.Jader!
    Mas que músicas bacanas cara, sério, curti muito!

  • Vagner

    Bom ficar em casa com as nossas exclusividades, mais nem sempre! esse fds! farei isso nem quero olhar a rua cuidar do jardim, dar banho no cachorro e esperar chegar a segunda feira…

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100002615758742 Cássio Suzuki

    Esse texto me lembrou Los Hermanos. Deixa o verão pra mais tarde…

    E a foto do post contém a frase “She and I and a Brand New Start”, que é da musica Brand New Start, do Little Joy, do Rodrigo Amarante (um dos integrantes do Los Hermanos).

    Seria o Jader um fã de LH? hahaha

  • http://www.facebook.com/guilherme.adriano Guilherme Muehlbauer Adriano

    Sensacional Jader, comecei a ler o blog hoje, mas já vi que sua coluna é parada obrigatória!
    Parabéns

  • http://www.facebook.com/anete.gomes.79 Anete Gomes

    Muiiito booom!
    O valor transborda essas letras miudinhas!

  • Saulo

    a ideia q me transmite do texto é a simplicidade…sem a ânsia de causar admiração, sem vaidades…é uma das coisas q a gente se encanta!!bom texto jader

  • Leandro

    Legal. Muito bom. Fazer o que se tem vontade. A vida lá fora é muito excitante, mas ficar do alto de uma sacada refletindo sobre a vida é muito prazeroso, necessário.

  • Pedrini

    Otimo texto!! Bom saber que não sou o unico que compartilha essa linha de pensamento

  • http://www.facebook.com/cristhyano.depaula Cristhyano de Paula
  • http://nao2nao1.com.br/ Gustavo Gitti

    Texto LINDO, Jader.

    (Devia entrar na série “Posts pra comer mulher”)

  • http://www.facebook.com/ligia.oliveira.75 Ligia Oliveira

    Que texto confortável

  • Pingback: Andrei Tarkovsky sugere: aprenda a ficar sozinho | Pare tudo #2 | PapodeHomem

  • Pingback: O guarda-roupas mais funcional do mundo! A arara nômade | PapodeHomem

  • Pingback: O escritório mais fácil do mundo de montar: NINO | PapodeHomem

  • Pingback: O escritório mais fácil do mundo de montar: NINO

  • http://www.facebook.com/amanda.cominese Amanda Cominese

    Adoro a maneira que você escreve; descreve delicamente. Me imaginei vivendo cada pedacinho do texto.

  • Lucas Xavier

    Me deixa ficar em casa
    Não, não tenho muita coisa pra fazer
    Mas do alto da minha incompetência
    Para o bom humor
    Prefiro ficar sozinho a perder algum amigo
    Com piadas sarcásticas das quais só eu vou saber rir
    Por mim tudo bem se você quiser sair
    Mas hoje eu, hoje eu quero ficar.
    Não preciso mais do que um filme ruim
    E alguma melodia amarga pra me sentir bem.
    Não gosto do barulho alto quando não é distorção
    E toda gente amontoada me faz sentir
    Como se a solidão me perseguisse
    Pelo simples prazer em me ver triste.
    Em todas as vezes em que me convidaram pra sair
    A melhor parte sempre foi voltar pra casa.

    http://youtu.be/vfH8-L_5mdM

  • Ricardo De Morais

    Opa muito bom!

  • G. Gibertoni

    Incrível, eu aqui sonolento no banco do passageiro na viagem de volta , leio esse texto que expressa muito bem toda minha saudade do meu lar. E como grande curiosidade no meio da leitura pensei exatamente no mesmo trecho da musica do Cicero. Ah que vontade de abrir a pota de casa e andar pelas ruas da minha cidade.

  • Felipe Escolarique Ribeiro

    Eu tive a impressão de que o texto era sobre o apartamento, depois mirabolei de um ponto de vista budista “estar consciente e com um sorriso leve no rosto prestando atenção naquilo que existe no presente”, mas na verdade mesmo o texto está aí muito bem escrito e parabéns!

  • Luan Santos

    Meus parabéns pelo linguagem do texto, recheado de sentimento e de boa visão. Abraço!

  • Marina Martini

    Esse conto é do tipo: “é exatamente o que eu quero!”

    Foi a forma mais bonita de expressar o conceito de felicidade (relativa, real e nas pequenas coisas) contradizendo as alegrias momentâneas, falsas e superficiais do nosso dia a dia… Perfect!

  • David Lacerda Costa

    Jader consegue impressionar-me cada vez mais com seus textos.
    Ótimo!

  • Lory Ferraz

    Se fosse só de vez em quando, talvez eu fosse mais normal (ou menos anti social, como preferem me chamar).
    Mas a verdade é que o mundo anda uma bagunça tamanha, que eu tenho vontade mesmo de não participar… Aceitar um convite, escolher a roupa, sair, pegar o transito nosso de cada dia, conversar e ter, mais uma vez, a certeza de que era melhor ter ficado em casa… Pelo menos lá voce controla quando e se quer ouvir tanta besteira…
    Honestamente, prefiro cozinhar uma boa comida pros amigos, enquanto bebericamos algo… Ou fazer isso pra mim mesma, que não sou das piores companhias.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5356 artigos
  • 653980 comentários
  • leitores online