Como seriam John Lennon, Kurt Cobain, Jimi Hendrix e Elvis se estivessem vivos?

Luciano Ribeiro

por
em às | Artigos e ensaios, Cultura e arte, PdH Shots


Nada pega a gente mais do que as coisas que poderiam ter sido mas não foram. Nada.

Nenhum PS4 vai ser tão bom quanto o videogame que seu pai nunca te deu quando você tinha nove anos de idade. Nenhum ser vai ser tão desejado quanto aquele cuja agenda jamais coincidiu com a sua para aquela cerveja pré-sexo. Da mesma forma, ninguém vai ser tão genial quanto aqueles que tiveram seu fim antes de terem tempo de chegar à decadência.

Pensar “e se…” é um dos nossos passatempos favoritos. Não conseguimos ficar com o fato, com a secura da realidade, com a batida abafada de um surdo. Precisamos florear um pouco, satisfazer a nossa ânsia por ver e sentir à frente, presenciar tudo o que está longe demais.

É por isso que gostamos de imaginar.

Se alguém morreu jovem, como ele seria se ainda estivesse nesse mundão, sofrendo com a gente?

John Lennon ainda estaria lutando pela paz de oclinhos redondos? Elvis estaria ostentando cabelos grisalhos, dançando e cantando em nome de deus? Kurt Cobain ainda estaria codificando a depressão de tanta gente em meio à distorção nervosa e bateria escandalosa do Dave Grohl? Jimi Hendrix estaria aquecendo os 100 watts de seu amplificador Marshall? Será que a voz rouca da Janis Joplin ainda estaria arranhando deliciosamente nossas orelhas?

O Sachs Media Group foi um pouco mais longe nesse raciocínio e publicou fotos e especulações sobre como seriam as vidas desses e outros artistas se eles estivessem vivões por aí.

o-JOHN-LENNON-570

John Lennon

o-KURT-COBRAIN-570

Kurt Cobain

o-ELVIS-PRESLEY-570

Elvis Presley

o-JANIS-JOPLIN-570

Janis Joplin

o-JIMI-HENDRIX-570

Jimi Hendrix

o-JIM-MORRISON-570

Jim Morrison

o-BOBBY-DARIN-570

Bobby Darin

o-BOB-MARLEY-570

Bob Marley

o-CASS-ELLIOT-570

Cass Elliot

o-DENNIS-WILSON-570

Dennis Wilson

o-KAREN-CARPENTER-570

Karen Carpenter

o-KEITH-MOON-570

Keith Moon

Certo, podemos seguir imaginando, desejando, sendo felizes e infelizes ao nos depararmos com a distância entre nossas aspirações e a realidade.

Porém, é assim, temos de aprender a lidar com o inevitável, com os planos que não deram certo, com as coisas que não foram. Os sonhos que nunca se realizaram seguem sendo os melhores, mas só na nossa imaginação.

Luciano Ribeiro

Editor do PapodeHomem, ex-designer de produtos, ex-vocalista da banda Tranze. Tem um amor não correspondido pela ilustração, fotografia e música. Volta e meia grava músicas pelo Na Casa de Ana. Está no Twitter, Facebook e Google+.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • Matsuura Junichiro

    Com exceção do Kurt Cobain, todos os demais já teriam ultrapassado os 70 anos.

    • Renata

      Até achei que a caracterização do Cobain ficou exagerada. Ele estaria com a aparência mais jovem.

  • Katz

    Se os Mamonas Assassinas tivessem vivos hoje, eles seriam a maior merda da música brasileira.
    Se o Senna tivesse vivo hoje, seria uma espécie de Zico somente.
    Se o Kurt Kobain tivesse vivo hoje, ele estaria participando de um reality show de reabilitação.

    Como cantam os Titãs: é preciso saber morrer.

    • Carlos Filho

      Kurt em reality show ?! Defecou pela boca hein pai…

      • Alexandre Nunes

        sem contar que sabe tudo de f1…

      • Alan

        E de futebol também: “um Zico somente.”

        Mas concordo com a parte dos Mamonas.

      • Alexandre Nunes

        é porque na época dos mamonas não havia internet. logo, o campo de atuação para fingir-se inteligente e requintado era significativamente menor.
        permitíamos ser babacas porque menos pessoas percebiam.

      • Alan

        Concordo plenamente.

      • Alexandre Nunes

        pra mim o grave mesmo foi comparar o Senna ao Zico.

      • Wellington Gomes

        Também não é pra tanto.

      • Katz

        O artigo dos entendedores de F1 é esse aqui: http://papodehomem.com.br/6-momentos-incriveis-na-historia-do-gp-brasil-de-formula-1/

        Você está no dos profetas.

    • Patricia

      E qual é o problema de ser uma “espécie de Zico”? Ele foi um exemplo jogador. Chegava cedo nos treinos pra treinar cobrança de falta, sempre foi dedicado e disciplinado. Nunca se envolveu em escândalos. Pode não ter dado muito certo na seleção, mas isso é outra história. O cara é um exemplo, não é a toa que é muito respeitado pelos japoneses. Hoje ele colhe os frutos de ter sido um profissional correto.

      • Katz

        Olha, eu normalmente brinco mais ainda com quem leva minhas brincadeiras a sério. Mas, você parece nutrir de um grande carinho e admiração pelo Zico, então vou me explicar pra você.

        Virtudes humanas nada tem a ver com prestígio nacional ou consagração social. Quando um nome fica pra história, é por variáveis que transcendem a bondade ou maldade do ser humano em questão. Como por exemplo, o momento da morte. Morrer no auge é um grande aditivo de status.

        Não cruzei duas personalidades a partir do seu caráter. Mas a partir de fatos contrários, de pessoas com grande reconhecimento profissional e pessoal por parte do público enquanto vivos. Só que, um ainda está vivo e o outro está morto. E rebaixar o Zico com o termo “somente”. É somente por ele está vivo. Belezinha?

      • Patricia

        Ok Katz, “no stress”! Não consegui perceber o tom de bricandeira do seu texto.

    • Eduardo Nascimento

      Um sábio quadrinista(não tenho certeza) ensinou: “Ou você morre como Herói, ou vive o bastante para se tornar o vilão..”

    • Thiago Di Rosato

      Existia certa inteligência no humor das músicas dos Mamonas. Além do mais, os caras eram bons músicos. Era muito comum pessoas de 18, 19, 20 e poucos anos comprarem discos deles. Pergunto: essa faixa etária compra disco do Restart ou qualquer outro lixo sonoro desses? Acho que tu estás enganado.

    • dedos.info

      cara, eu já postulei sobre o que seria hoje do mamonas, várias vezes! e segui um caminho contrário. acho que eles iam se cansar da linha humorístico-televisiva e deixar o mainstream com um aprofundamento súbito na psicodelia, numa aproximação despojada com o rock psicodélico.

      agora, concordo com os outros comentadores: suas comparações foram realmente descabidas.

  • Bivar Neto

    Engraçado que o The Who cantou em “My Generation” – “Hope I die, before I get old.” Mas o Roger Daltrey tá aí enquanto o Keith Moon, bem, esse foi o que seguiu a idéia à risca.

    O Kurt Cobain seria hoje um Anthony Kiedis: vegano, geração saúde e limpo. Ou seria como o Dave Grohl…

  • Antonio

    lembrei da minha vontade de ouvir um disco de um hendrix coroa…

  • João Carlos Chades

    Seriam assim, se fossem pessoas normais.

  • Barney

    Viveram 10km a 1000 , e fica ai , o legado , a genialidade e o ” se … ” eterno.

  • Alan

    Cara, imagina o Henrix com essa cara aí, uma camiseta com a bandeira do Brasil e calça justa como ele sempre usava, tocando o nosso hino nacional no Rock’n Rio…

    Colocaram a roupa dele muito séria.

  • Ricardo Sanches

    Faltou o Freddie Mercury. Realmente, nada é maior do que o que poderia ter sido.

    • G

      Realmente, faltou mesmo! Acho que Freddie ainda conseguiria ser ainda maior do que já era, incrível.

  • Marceleza

    morgan freeman

  • dedos.info

    ESCULHAMBARAM o Jimi Henrix.
    Não envelheceu com elegância como alguns desses outros fantasmas.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5551 artigos
  • 662557 comentários
  • leitores online