Como ajudar minha esposa depressiva

Dr. Love

por
em às | Dr. Love


Pergunta: “Tenho várias razões para acreditar que minha mulher está doente. Ela
vinha se comportando sempre muito calada. Até que um dia a forcei a se
abrir comigo, e fiquei horrorizado com o que ouvi.

Ela se queixou de atitudes, falas e falhas minhas cometidas a anos atrás que eu já nem
lembrava mais, e muito menos imaginava que aquilo a tinha ofendido. E,
ainda, ela me afirmou que não gosta mais de mim e quer se separar. Fiquei
desesperado, não imaginava nunca ouvir isso dela.

Estamos casados à 13 anos, temos dois filhos, Maria (10) e Lucas (7). Depois que tomei
conhecimento dos sentimentos dela, parti para o “ataque”, providenciei tudo
que ela tinha vontade de realizar: ensinei nosso filho a andar de bicicleta;
troquei a moto dela num carro usado; comprei um computador e coloquei em
casa; compro sempre as coisas que ela gosta de comer…

Pra minha surpresa, nada disso vem dando resultado, e mais, ela não quer mais sexo, sempre se esquiva. Ela tem tido um sono exagerado demais na minha opinião. As vezes
penso que ela pode estar passando por algum tipo de depressão, ou stress
emocional. Estivemos visitando os familiáres dela, e ela chorou muito ao
visitar casas antigas onde ela passava as férias quando criança, casa dos
avós já falecidos e etc…

Enfim, não sei mais o que fazer, Meu medo é de não suportar por muito tempo e acabar me envolvendo com outras mulheres. Mas eu a amo. Percebo que ela precisa da minha ajuda, porém ao mesmo tempo ela não adimite precisar de ajuda, ela anda muito tristre e desmotivada.

Dr., sua opinião será bem vinda. Aguardo retorno. Abraço.”

- Graciano

Caro Graciano,

seu palpite sobre o stress emocional está certo. Sono exagerado é um dos sintomas clássicos da depressão, assim como a tristeza e a desmotivação constantes.

salva-vidas

Graciano, você pode até dar uma de salva-vidas, mas ela precisa querer ser salva

Você está ocupando um papel extremamente complicado, o de Salvador em busca de Redenção. Faz de tudo para ajudar sua mulher a sair do fundo do poço – salvador -, na espera de reconquistar o amor e o perdão por falhas das quais nem estava ciente – redenção.

Tenho certeza de que você está sentindo bem por ter assumido uma atitude tão nobre e que demanda tanta energia. Está agindo não somente por sua mulher, mas também por seus filhos e por si mesmo e pelos valores nos quais acredita. Isso nos faz sentir fortes e honrados.

No entanto, está começando a sentir o desgaste de uma série de tentativas frustradas, já que sua esposa se colocou na posição de Vítima. E a vítima, como forma de demonstrar seu desapontamento – acumulado ao longo de muito tempo – pelo salvador, tende a apresentar reações agressivas ou mesmo se afundar ainda mais na depressão.

Esse ciclo bizarro pode continuar indefinidamente. Você pode se cansar de sua função e se tornar a vítima, enquanto ela passa a agir como salvadora. Ou então os dois irão começar a se provocar mutuamente, com atitudes destrutivas para o relacionamento. Enquanto continuarem ocupando esses papéis, não há chance de ter um relacionamento saudável.

Precisam quebrar esse ciclo.

Mas como quebrar o ciclo?

Não há resposta exata para isso, mas com certeza vai envolver confronto e honestidade.

Sua mulher está com a cabeça povoada de medos. Medo de perder a família, medo da situação financeira após a separação, medo de ficar sozinha, medo de não ser mais atraente como mulher, medo de ter feito escolhas erradas que permitam mais volta. O choro dela ao visitar a cidade natal deixa claro esse medo tão típico do ser humano, que se dá conta que o tempo não volta mais.

Seria bom ter uma conversa clara com ela, deixar seu apoio explícito, e buscarem ajuda profissional. Terapia de casal ou mesmo psicólogos, não só para ela, mas também para você, seria uma boa alternativa. Esse tipo de situação exerce uma pressão absurda e se não tiverem uma válvula de escape, o casamento vai se deteriorar cada vez mais rapidamente.

Ambos precisam de espaço, precisam de conversar com outras pessoas e formar as próprias conclusões. Por mais que você esteja fazendo de tudo para agradá-la, se ela não quiser investir no relacionamento, de nada adianta.

Procure conversar com amigos próximos ou pessoas da família em quem confie, e que possam ajudar. Essas pessoas podem bater um papo com sua esposa, jogando um pouco de luz na situação. Em hipótese alguma devem mencionar que você pediu para elas fazerem isso. Mas se você conseguir aliados, vai fortalecer suas chances nesse combate.

O que não adianta é tentar abafar a situação com panos quentes ou prolongar indefinidamente uma união em que os dois estão insatisfeitos. Vai doer, tanto para você, como para ela. Mas assim caminha nossa vida. Há trechos de estrada dos quais não podemos escapar.

Dr. Love, espalhando o amor pelo mundo

Msn: dou.tor.love@hotmail.com

Use o formulário abaixo para enviar sua pergunta para meu consultório.

[CONTACT-FORM]

Dr. Love

Consultor amoroso e cachorrão nas horas vagas.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • Rafael Gonçalves

    Pegou leve em Dr. Love.

    Sei que a situação do cara é difícil. Mas a parte dela lembrar coisas que ele fez no passado é Default de todas as mulheres. Na boa, não sei do relacionamento, mas me parece que ela quer pular fora, e quer que o TROUXA termine, para poder posar de vítima ainda. Vai entender o que se passa na cabeça das mulheres…

    • SARA

      QUEREMOS AMOR E AJUDA NESSA HORA! CUIDADO RAFAEL AO ABRIR A PORTA DA SUA CASA,PODE SER A DEPRESSAO TE PROCURANDO! TROUXA E A MULHER QUE VIVE CONTIGO!

  • Rafael Gonçalves

    Pegou leve em Dr. Love.

    Sei que a situação do cara é difícil. Mas a parte dela lembrar coisas que ele fez no passado é Default de todas as mulheres. Na boa, não sei do relacionamento, mas me parece que ela quer pular fora, e quer que o TROUXA termine, para poder posar de vítima ainda. Vai entender o que se passa na cabeça das mulheres…

  • Rafael Gonçalves

    Pegou leve em Dr. Love.

    Sei que a situação do cara é difícil. Mas a parte dela lembrar coisas que ele fez no passado é Default de todas as mulheres. Na boa, não sei do relacionamento, mas me parece que ela quer pular fora, e quer que o TROUXA termine, para poder posar de vítima ainda. Vai entender o que se passa na cabeça das mulheres…

  • Rafael Gonçalves

    Pegou leve em Dr. Love.

    Sei que a situação do cara é difícil. Mas a parte dela lembrar coisas que ele fez no passado é Default de todas as mulheres. Na boa, não sei do relacionamento, mas me parece que ela quer pular fora, e quer que o TROUXA termine, para poder posar de vítima ainda. Vai entender o que se passa na cabeça das mulheres…

  • Rafael Gonçalves

    Pegou leve em Dr. Love.

    Sei que a situação do cara é difícil. Mas a parte dela lembrar coisas que ele fez no passado é Default de todas as mulheres. Na boa, não sei do relacionamento, mas me parece que ela quer pular fora, e quer que o TROUXA termine, para poder posar de vítima ainda. Vai entender o que se passa na cabeça das mulheres…

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Verdade, Rafael, peguei leve.

    Pelo depoimento do Graciano o caso parece ser pesado.

    Se a mulher quiser manter a família, ainda há esperança dos dois acertarem os ponteiros, mas mesmo assim vai ser foda.

    Caso não, ela pode estar fazendo exatamente o que você disse. Posando de vítima, para terminar o casamento com guarda dos filhos, pensão e, se bobear, com amante já engatilhado.

    Acabei de enviar um email para o Graciano, chamando ele pra participar aqui com um comentário, para entendermos melhor em que pé está o problema.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Verdade, Rafael, peguei leve.

    Pelo depoimento do Graciano o caso parece ser pesado.

    Se a mulher quiser manter a família, ainda há esperança dos dois acertarem os ponteiros, mas mesmo assim vai ser foda.

    Caso não, ela pode estar fazendo exatamente o que você disse. Posando de vítima, para terminar o casamento com guarda dos filhos, pensão e, se bobear, com amante já engatilhado.

    Acabei de enviar um email para o Graciano, chamando ele pra participar aqui com um comentário, para entendermos melhor em que pé está o problema.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Verdade, Rafael, peguei leve.

    Pelo depoimento do Graciano o caso parece ser pesado.

    Se a mulher quiser manter a família, ainda há esperança dos dois acertarem os ponteiros, mas mesmo assim vai ser foda.

    Caso não, ela pode estar fazendo exatamente o que você disse. Posando de vítima, para terminar o casamento com guarda dos filhos, pensão e, se bobear, com amante já engatilhado.

    Acabei de enviar um email para o Graciano, chamando ele pra participar aqui com um comentário, para entendermos melhor em que pé está o problema.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Verdade, Rafael, peguei leve.

    Pelo depoimento do Graciano o caso parece ser pesado.

    Se a mulher quiser manter a família, ainda há esperança dos dois acertarem os ponteiros, mas mesmo assim vai ser foda.

    Caso não, ela pode estar fazendo exatamente o que você disse. Posando de vítima, para terminar o casamento com guarda dos filhos, pensão e, se bobear, com amante já engatilhado.

    Acabei de enviar um email para o Graciano, chamando ele pra participar aqui com um comentário, para entendermos melhor em que pé está o problema.

  • http://www.papodehomem.com.br Dr. Love

    Verdade, Rafael, peguei leve.

    Pelo depoimento do Graciano o caso parece ser pesado.

    Se a mulher quiser manter a família, ainda há esperança dos dois acertarem os ponteiros, mas mesmo assim vai ser foda.

    Caso não, ela pode estar fazendo exatamente o que você disse. Posando de vítima, para terminar o casamento com guarda dos filhos, pensão e, se bobear, com amante já engatilhado.

    Acabei de enviar um email para o Graciano, chamando ele pra participar aqui com um comentário, para entendermos melhor em que pé está o problema.

  • Daniel Amigo

    Situação complicadíssima do Graciano, por mais que ele corra atrás, se ela não tiver mais 1% de interesse, as atitudes do Graciano serão em vão.

    Muita sabedoria, inteligência, muita conversa franca e mantenha sempre a auto-estima, o sorriso na cara sempre demonstrando que há luz no fim do túnel, não desista nunca, até que se assine o divórcio. Antes disso, se valer a pena, tente tudo! Pois caso aconteça, sairá de cabeça erguida, pode ser brega, mas o coração e o ego sairão ao menos em bom estima.

    Boa sorte e sucesso.

  • Daniel Amigo

    Situação complicadíssima do Graciano, por mais que ele corra atrás, se ela não tiver mais 1% de interesse, as atitudes do Graciano serão em vão.

    Muita sabedoria, inteligência, muita conversa franca e mantenha sempre a auto-estima, o sorriso na cara sempre demonstrando que há luz no fim do túnel, não desista nunca, até que se assine o divórcio. Antes disso, se valer a pena, tente tudo! Pois caso aconteça, sairá de cabeça erguida, pode ser brega, mas o coração e o ego sairão ao menos em bom estima.

    Boa sorte e sucesso.

  • Daniel Amigo

    Situação complicadíssima do Graciano, por mais que ele corra atrás, se ela não tiver mais 1% de interesse, as atitudes do Graciano serão em vão.

    Muita sabedoria, inteligência, muita conversa franca e mantenha sempre a auto-estima, o sorriso na cara sempre demonstrando que há luz no fim do túnel, não desista nunca, até que se assine o divórcio. Antes disso, se valer a pena, tente tudo! Pois caso aconteça, sairá de cabeça erguida, pode ser brega, mas o coração e o ego sairão ao menos em bom estima.

    Boa sorte e sucesso.

  • Daniel Amigo

    Situação complicadíssima do Graciano, por mais que ele corra atrás, se ela não tiver mais 1% de interesse, as atitudes do Graciano serão em vão.

    Muita sabedoria, inteligência, muita conversa franca e mantenha sempre a auto-estima, o sorriso na cara sempre demonstrando que há luz no fim do túnel, não desista nunca, até que se assine o divórcio. Antes disso, se valer a pena, tente tudo! Pois caso aconteça, sairá de cabeça erguida, pode ser brega, mas o coração e o ego sairão ao menos em bom estima.

    Boa sorte e sucesso.

  • Daniel Amigo

    Situação complicadíssima do Graciano, por mais que ele corra atrás, se ela não tiver mais 1% de interesse, as atitudes do Graciano serão em vão.

    Muita sabedoria, inteligência, muita conversa franca e mantenha sempre a auto-estima, o sorriso na cara sempre demonstrando que há luz no fim do túnel, não desista nunca, até que se assine o divórcio. Antes disso, se valer a pena, tente tudo! Pois caso aconteça, sairá de cabeça erguida, pode ser brega, mas o coração e o ego sairão ao menos em bom estima.

    Boa sorte e sucesso.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    O Daniel me lembrou de um ponto importante, Graciano.

    Caso realmente aconteça o divórcio, vai ser muito importante você ter procurado agora os amigos e a própria família dela. Dessa maneira, ninguém vai poder te chamar de pai ou marido negligente no tribunal.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    O Daniel me lembrou de um ponto importante, Graciano.

    Caso realmente aconteça o divórcio, vai ser muito importante você ter procurado agora os amigos e a própria família dela. Dessa maneira, ninguém vai poder te chamar de pai ou marido negligente no tribunal.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    O Daniel me lembrou de um ponto importante, Graciano.

    Caso realmente aconteça o divórcio, vai ser muito importante você ter procurado agora os amigos e a própria família dela. Dessa maneira, ninguém vai poder te chamar de pai ou marido negligente no tribunal.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    O Daniel me lembrou de um ponto importante, Graciano.

    Caso realmente aconteça o divórcio, vai ser muito importante você ter procurado agora os amigos e a própria família dela. Dessa maneira, ninguém vai poder te chamar de pai ou marido negligente no tribunal.

  • http://www.papodehomem.com.br Dr. Love

    O Daniel me lembrou de um ponto importante, Graciano.

    Caso realmente aconteça o divórcio, vai ser muito importante você ter procurado agora os amigos e a própria família dela. Dessa maneira, ninguém vai poder te chamar de pai ou marido negligente no tribunal.

  • http://voutecontar.wordpress.com/ Anaïs

    A mulher do Graciano pode estar com um problema sério. A depender da idade, pode ser um período pré menopausa, onde a baixa de hormônios causam depressão, baixa da libido, vontade de chorar sem um claro motivo, entre outras.

    Se não for isso, pode ser uma crise pessoal e o bom seria ela fazer uma terapia. Esta atitude de relembrar acontecimentos antigos parece uma espécie de projeção. Ela tentando transferir a responsabilidade da tirsteza e infelicidade dela para o parceiro.

    Não acho que ficar fazendo tudo para agradar vai resolver. É preciso ser menos paternalista; um acompanhamento psicológico (até para ocasal), encontrar um bom momento para uma conversa franca e esclarecedora devem ajudar neste processo.

  • http://voutecontar.wordpress.com/ Anaïs

    A mulher do Graciano pode estar com um problema sério. A depender da idade, pode ser um período pré menopausa, onde a baixa de hormônios causam depressão, baixa da libido, vontade de chorar sem um claro motivo, entre outras.

    Se não for isso, pode ser uma crise pessoal e o bom seria ela fazer uma terapia. Esta atitude de relembrar acontecimentos antigos parece uma espécie de projeção. Ela tentando transferir a responsabilidade da tirsteza e infelicidade dela para o parceiro.

    Não acho que ficar fazendo tudo para agradar vai resolver. É preciso ser menos paternalista; um acompanhamento psicológico (até para ocasal), encontrar um bom momento para uma conversa franca e esclarecedora devem ajudar neste processo.

  • http://voutecontar.wordpress.com/ Anaïs

    A mulher do Graciano pode estar com um problema sério. A depender da idade, pode ser um período pré menopausa, onde a baixa de hormônios causam depressão, baixa da libido, vontade de chorar sem um claro motivo, entre outras.

    Se não for isso, pode ser uma crise pessoal e o bom seria ela fazer uma terapia. Esta atitude de relembrar acontecimentos antigos parece uma espécie de projeção. Ela tentando transferir a responsabilidade da tirsteza e infelicidade dela para o parceiro.

    Não acho que ficar fazendo tudo para agradar vai resolver. É preciso ser menos paternalista; um acompanhamento psicológico (até para ocasal), encontrar um bom momento para uma conversa franca e esclarecedora devem ajudar neste processo.

  • http://voutecontar.wordpress.com/ Anaïs

    A mulher do Graciano pode estar com um problema sério. A depender da idade, pode ser um período pré menopausa, onde a baixa de hormônios causam depressão, baixa da libido, vontade de chorar sem um claro motivo, entre outras.

    Se não for isso, pode ser uma crise pessoal e o bom seria ela fazer uma terapia. Esta atitude de relembrar acontecimentos antigos parece uma espécie de projeção. Ela tentando transferir a responsabilidade da tirsteza e infelicidade dela para o parceiro.

    Não acho que ficar fazendo tudo para agradar vai resolver. É preciso ser menos paternalista; um acompanhamento psicológico (até para ocasal), encontrar um bom momento para uma conversa franca e esclarecedora devem ajudar neste processo.

  • http://voutecontar.wordpress.com/ Anaïs

    A mulher do Graciano pode estar com um problema sério. A depender da idade, pode ser um período pré menopausa, onde a baixa de hormônios causam depressão, baixa da libido, vontade de chorar sem um claro motivo, entre outras.

    Se não for isso, pode ser uma crise pessoal e o bom seria ela fazer uma terapia. Esta atitude de relembrar acontecimentos antigos parece uma espécie de projeção. Ela tentando transferir a responsabilidade da tirsteza e infelicidade dela para o parceiro.

    Não acho que ficar fazendo tudo para agradar vai resolver. É preciso ser menos paternalista; um acompanhamento psicológico (até para ocasal), encontrar um bom momento para uma conversa franca e esclarecedora devem ajudar neste processo.

  • http://voutecontar.wordpress.com/ Anaïs

    A mulher do Graciano pode estar com um problema sério. A depender da idade, pode ser um período pré menopausa, onde a baixa de hormônios causam depressão, baixa da libido, vontade de chorar sem um claro motivo, entre outras.

    Se não for isso, pode ser uma crise pessoal e o bom seria ela fazer uma terapia. Esta atitude de relembrar acontecimentos antigos parece uma espécie de projeção. Ela tentando transferir a responsabilidade da tirsteza e infelicidade dela para o parceiro.

    Não acho que ficar fazendo tudo para agradar vai resolver. É preciso ser menos paternalista; um acompanhamento psicológico (até para ocasal), encontrar um bom momento para uma conversa franca e esclarecedora devem ajudar neste processo.

  • Rafael Gonçalves

    Acho que acompanhamento psicológico resolve se a pessoal estiver aberta a isto, para alguns (eu), é um atestado de incompetência, e talvez dar esta idéia agora que a bomba estourou só piore a situação. Como disse a Anaïs, conversa franca ajuda bastante. Ótima pedida do Dr. Love, RESGUARDE-SE, deixe claro que você está tentando recuperar o relacionamento, mas não só pra ela.

  • Rafael Gonçalves

    Acho que acompanhamento psicológico resolve se a pessoal estiver aberta a isto, para alguns (eu), é um atestado de incompetência, e talvez dar esta idéia agora que a bomba estourou só piore a situação. Como disse a Anaïs, conversa franca ajuda bastante. Ótima pedida do Dr. Love, RESGUARDE-SE, deixe claro que você está tentando recuperar o relacionamento, mas não só pra ela.

  • Rafael Gonçalves

    Acho que acompanhamento psicológico resolve se a pessoal estiver aberta a isto, para alguns (eu), é um atestado de incompetência, e talvez dar esta idéia agora que a bomba estourou só piore a situação. Como disse a Anaïs, conversa franca ajuda bastante. Ótima pedida do Dr. Love, RESGUARDE-SE, deixe claro que você está tentando recuperar o relacionamento, mas não só pra ela.

  • Rafael Gonçalves

    Acho que acompanhamento psicológico resolve se a pessoal estiver aberta a isto, para alguns (eu), é um atestado de incompetência, e talvez dar esta idéia agora que a bomba estourou só piore a situação. Como disse a Anaïs, conversa franca ajuda bastante. Ótima pedida do Dr. Love, RESGUARDE-SE, deixe claro que você está tentando recuperar o relacionamento, mas não só pra ela.

  • Rafael Gonçalves

    Acho que acompanhamento psicológico resolve se a pessoal estiver aberta a isto, para alguns (eu), é um atestado de incompetência, e talvez dar esta idéia agora que a bomba estourou só piore a situação. Como disse a Anaïs, conversa franca ajuda bastante. Ótima pedida do Dr. Love, RESGUARDE-SE, deixe claro que você está tentando recuperar o relacionamento, mas não só pra ela.

  • Rafael Gonçalves

    Acho que acompanhamento psicológico resolve se a pessoal estiver aberta a isto, para alguns (eu), é um atestado de incompetência, e talvez dar esta idéia agora que a bomba estourou só piore a situação. Como disse a Anaïs, conversa franca ajuda bastante. Ótima pedida do Dr. Love, RESGUARDE-SE, deixe claro que você está tentando recuperar o relacionamento, mas não só pra ela.

  • http://cordeiromau.blogspot.com/ Cordeiro Mau

    Sua atitude de tentar salvar o relacionamento e se manter ao lado dela é louvável. Muito não aguentam e desistem antes da hora.

    Muitas características passadas tem cara de depressão (ou algo do tipo) mesmo.

    Torcemos para que tudo se encaixe novamente.

    Até mais.

  • http://cordeiromau.blogspot.com/ Cordeiro Mau

    Sua atitude de tentar salvar o relacionamento e se manter ao lado dela é louvável. Muito não aguentam e desistem antes da hora.

    Muitas características passadas tem cara de depressão (ou algo do tipo) mesmo.

    Torcemos para que tudo se encaixe novamente.

    Até mais.

  • http://cordeiromau.blogspot.com/ Cordeiro Mau

    Sua atitude de tentar salvar o relacionamento e se manter ao lado dela é louvável. Muito não aguentam e desistem antes da hora.

    Muitas características passadas tem cara de depressão (ou algo do tipo) mesmo.

    Torcemos para que tudo se encaixe novamente.

    Até mais.

  • http://cordeiromau.blogspot.com/ Cordeiro Mau

    Sua atitude de tentar salvar o relacionamento e se manter ao lado dela é louvável. Muito não aguentam e desistem antes da hora.

    Muitas características passadas tem cara de depressão (ou algo do tipo) mesmo.

    Torcemos para que tudo se encaixe novamente.

    Até mais.

  • http://cordeiromau.blogspot.com/ Cordeiro Mau

    Sua atitude de tentar salvar o relacionamento e se manter ao lado dela é louvável. Muito não aguentam e desistem antes da hora.

    Muitas características passadas tem cara de depressão (ou algo do tipo) mesmo.

    Torcemos para que tudo se encaixe novamente.

    Até mais.

  • http://cordeiromau.blogspot.com Cordeiro Mau

    Sua atitude de tentar salvar o relacionamento e se manter ao lado dela é louvável. Muito não aguentam e desistem antes da hora.

    Muitas características passadas tem cara de depressão (ou algo do tipo) mesmo.

    Torcemos para que tudo se encaixe novamente.

    Até mais.

  • http://www.nostalgiadigital.net/ Rafael

    Reforçando o que já disseram, procure mostrar não só pra ela que você está tentando de tudo pra reerguer o relacionamento.

    Faça ela lembrar do quanto você ama ela, muitas pessoas esquecem disso depois que casam. As vezes, a falta de um “você está linda” e “sabe o quanto eu amo você?” fazem a diferença.

    Faça ela perceber em você o homem pelo qual ela se apaixonou, lembre do que você fazia no tempo de namorados e noivos que a agradava, que faziam a diferença. Peço para que você não se abale caso lembrar isso te faça mal. Estimule-se pelo fato de que ainda há tempo e nem tudo está perdido. E todo esforço é recompensado, da intensidade do esforço.

    E no final, acredite, o melhor sempre acontece. Coisas ruins que acontecem agora e não entendemos nos levam a situações e fases melhores, estas, que se não tivéssemos passado pela “fase ruim”, não teriamos a alcançado. E elas compensam. Mas é preciso fazer a sua parte.

    Te desejo toda a sorte do mundo, que o melhor aconteça para todos.

    • SARA

      PARABENS RAFAEL,,,,ENCONTREI UM HOMEM DE VERDADE! ADOREI SEU RELATO,,HOMEM INTELIGENTE E HUMANO..AGRADECO A DEUS QUE VC EXISTE!!!!! QUE VC CONTINUE SENDO ESSE HOMEM MARAVILHOSO!!!!!!
      QUERIA TER VC COMO AMIGO!

  • http://www.nostalgiadigital.net/ Rafael

    Reforçando o que já disseram, procure mostrar não só pra ela que você está tentando de tudo pra reerguer o relacionamento.

    Faça ela lembrar do quanto você ama ela, muitas pessoas esquecem disso depois que casam. As vezes, a falta de um “você está linda” e “sabe o quanto eu amo você?” fazem a diferença.

    Faça ela perceber em você o homem pelo qual ela se apaixonou, lembre do que você fazia no tempo de namorados e noivos que a agradava, que faziam a diferença. Peço para que você não se abale caso lembrar isso te faça mal. Estimule-se pelo fato de que ainda há tempo e nem tudo está perdido. E todo esforço é recompensado, da intensidade do esforço.

    E no final, acredite, o melhor sempre acontece. Coisas ruins que acontecem agora e não entendemos nos levam a situações e fases melhores, estas, que se não tivéssemos passado pela “fase ruim”, não teriamos a alcançado. E elas compensam. Mas é preciso fazer a sua parte.

    Te desejo toda a sorte do mundo, que o melhor aconteça para todos.

  • http://www.nostalgiadigital.net/ Rafael

    Reforçando o que já disseram, procure mostrar não só pra ela que você está tentando de tudo pra reerguer o relacionamento.

    Faça ela lembrar do quanto você ama ela, muitas pessoas esquecem disso depois que casam. As vezes, a falta de um “você está linda” e “sabe o quanto eu amo você?” fazem a diferença.

    Faça ela perceber em você o homem pelo qual ela se apaixonou, lembre do que você fazia no tempo de namorados e noivos que a agradava, que faziam a diferença. Peço para que você não se abale caso lembrar isso te faça mal. Estimule-se pelo fato de que ainda há tempo e nem tudo está perdido. E todo esforço é recompensado, da intensidade do esforço.

    E no final, acredite, o melhor sempre acontece. Coisas ruins que acontecem agora e não entendemos nos levam a situações e fases melhores, estas, que se não tivéssemos passado pela “fase ruim”, não teriamos a alcançado. E elas compensam. Mas é preciso fazer a sua parte.

    Te desejo toda a sorte do mundo, que o melhor aconteça para todos.

  • http://www.nostalgiadigital.net/ Rafael

    Reforçando o que já disseram, procure mostrar não só pra ela que você está tentando de tudo pra reerguer o relacionamento.

    Faça ela lembrar do quanto você ama ela, muitas pessoas esquecem disso depois que casam. As vezes, a falta de um “você está linda” e “sabe o quanto eu amo você?” fazem a diferença.

    Faça ela perceber em você o homem pelo qual ela se apaixonou, lembre do que você fazia no tempo de namorados e noivos que a agradava, que faziam a diferença. Peço para que você não se abale caso lembrar isso te faça mal. Estimule-se pelo fato de que ainda há tempo e nem tudo está perdido. E todo esforço é recompensado, da intensidade do esforço.

    E no final, acredite, o melhor sempre acontece. Coisas ruins que acontecem agora e não entendemos nos levam a situações e fases melhores, estas, que se não tivéssemos passado pela “fase ruim”, não teriamos a alcançado. E elas compensam. Mas é preciso fazer a sua parte.

    Te desejo toda a sorte do mundo, que o melhor aconteça para todos.

  • http://www.nostalgiadigital.net/ Rafael

    Reforçando o que já disseram, procure mostrar não só pra ela que você está tentando de tudo pra reerguer o relacionamento.

    Faça ela lembrar do quanto você ama ela, muitas pessoas esquecem disso depois que casam. As vezes, a falta de um “você está linda” e “sabe o quanto eu amo você?” fazem a diferença.

    Faça ela perceber em você o homem pelo qual ela se apaixonou, lembre do que você fazia no tempo de namorados e noivos que a agradava, que faziam a diferença. Peço para que você não se abale caso lembrar isso te faça mal. Estimule-se pelo fato de que ainda há tempo e nem tudo está perdido. E todo esforço é recompensado, da intensidade do esforço.

    E no final, acredite, o melhor sempre acontece. Coisas ruins que acontecem agora e não entendemos nos levam a situações e fases melhores, estas, que se não tivéssemos passado pela “fase ruim”, não teriamos a alcançado. E elas compensam. Mas é preciso fazer a sua parte.

    Te desejo toda a sorte do mundo, que o melhor aconteça para todos.

  • http://www.nostalgiadigital.net Rafael

    Reforçando o que já disseram, procure mostrar não só pra ela que você está tentando de tudo pra reerguer o relacionamento.

    Faça ela lembrar do quanto você ama ela, muitas pessoas esquecem disso depois que casam. As vezes, a falta de um “você está linda” e “sabe o quanto eu amo você?” fazem a diferença.

    Faça ela perceber em você o homem pelo qual ela se apaixonou, lembre do que você fazia no tempo de namorados e noivos que a agradava, que faziam a diferença. Peço para que você não se abale caso lembrar isso te faça mal. Estimule-se pelo fato de que ainda há tempo e nem tudo está perdido. E todo esforço é recompensado, da intensidade do esforço.

    E no final, acredite, o melhor sempre acontece. Coisas ruins que acontecem agora e não entendemos nos levam a situações e fases melhores, estas, que se não tivéssemos passado pela “fase ruim”, não teriamos a alcançado. E elas compensam. Mas é preciso fazer a sua parte.

    Te desejo toda a sorte do mundo, que o melhor aconteça para todos.

  • http://costela.com.br/ Vinícius

    Dr. Love mandou muito bem nessa.

    Também entendo que, no momento, o melhor a se fazer é a Terapia, tanto Ela quanto Ele…

    Quando a mulher busca em coisas do passado os motivos da sua infelicidade, ela está buscando um mecanismo de defesa, ou seja, é mais fácil jogar a culpa no parceiro que assumir os próprios erros…

  • http://costela.com.br/ Vinícius

    Dr. Love mandou muito bem nessa.

    Também entendo que, no momento, o melhor a se fazer é a Terapia, tanto Ela quanto Ele…

    Quando a mulher busca em coisas do passado os motivos da sua infelicidade, ela está buscando um mecanismo de defesa, ou seja, é mais fácil jogar a culpa no parceiro que assumir os próprios erros…

  • http://costela.com.br/ Vinícius

    Dr. Love mandou muito bem nessa.

    Também entendo que, no momento, o melhor a se fazer é a Terapia, tanto Ela quanto Ele…

    Quando a mulher busca em coisas do passado os motivos da sua infelicidade, ela está buscando um mecanismo de defesa, ou seja, é mais fácil jogar a culpa no parceiro que assumir os próprios erros…

  • http://costela.com.br/ Vinícius

    Dr. Love mandou muito bem nessa.

    Também entendo que, no momento, o melhor a se fazer é a Terapia, tanto Ela quanto Ele…

    Quando a mulher busca em coisas do passado os motivos da sua infelicidade, ela está buscando um mecanismo de defesa, ou seja, é mais fácil jogar a culpa no parceiro que assumir os próprios erros…

  • http://costela.com.br/ Vinícius

    Dr. Love mandou muito bem nessa.

    Também entendo que, no momento, o melhor a se fazer é a Terapia, tanto Ela quanto Ele…

    Quando a mulher busca em coisas do passado os motivos da sua infelicidade, ela está buscando um mecanismo de defesa, ou seja, é mais fácil jogar a culpa no parceiro que assumir os próprios erros…

  • http://costela.com.br Vinícius

    Dr. Love mandou muito bem nessa.

    Também entendo que, no momento, o melhor a se fazer é a Terapia, tanto Ela quanto Ele…

    Quando a mulher busca em coisas do passado os motivos da sua infelicidade, ela está buscando um mecanismo de defesa, ou seja, é mais fácil jogar a culpa no parceiro que assumir os próprios erros…

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • Sandy

    Pois é concordo com a Anais, dependendo da idade dela pode ser vários fatores. E por unanimidade eu aconselho a procurar um bom tratamento Psicológico para ambos. Amigo, também acho que vc não pode abraçar o mundo para ela, ela precisa querer melhorar, porque caso ela não consiga ficar bem e vcs acabarem se separando isso vai acabar te deixando com sentimento de culpa achando que poderia ter feito mais e acredite isso não depende somente de vc!!!!

    beijos

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • wilbert

    e ai amigo. eu entendo sua situação minha mulher tempo atras estava assim por causa que o casamento estava mesma coisa um tedio mais eu o amava, ai tive uma ideia depois de livros que li.
    se ela esta assim com certeza seu casamento esta ruim e ela esta enjoada de fazer mesma coisas todos os dias.
    amigo um toque se vc quer salvar casamento leva a sua esposa para um cinema, jantar romantico, fazer ela rir eh melhor maneira de expulsar a depressao, passa um fim de semana so vc e ela em uma pousada ou sitio preferencialmente local que tenha muita natureza, vai num sex shop e pede conselho os vendedores acessorios para apimentar a relação, escrever cartas romantica para ela fazer brincadeira com ela brincadeira eroticas etc
    e outra coisa leva na adrelanina leva ela para pular de paraquedas etc
    rapaz ponhe sua mente para funcionar começa pensar o que vc fazia quando namorava com ela no passado

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Dr. Love, enviei meu comentário porém usei o formulário de pergunta para o seu consultório, postado com data de 29/07/2007. Gentileza corrigir o meu erro transferindo meu comentário do formulário “pergunta”, para o formulário “comente esse artigo”. Grato, Gracinao

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

    • SARA

      ELA VAI SEMPRE SE CULPAR! FAZ PARTE DO QUADRO DEPRESSIVO!AGORA A VITIMA AI PARECE VC! PENSA O QUE VC FEZ NO PASSADO PARA SUA MULHER SENTIR ESSA ANGUSTIA TODA! E PELO QUE ENTENDI A SUA PREOCUPACAO E O SEXO! LAMENTO POR VC AINDA RESPIRAR!!!!!!!!!

      • wegwegeg

        heheeheheh. sempre tem uma louca….

      • Eduardo

        Sara, vai se tratar…
        Aliás, vai mesmo é se f* que é isso que vc, sua louca, merece!!!!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • Graciano

    Bom. quero começar agradecendo pela resposta e pelos comentários
    recebidos, são todos válidos. percebo que estou no caminho certo, quanto
    a: procurar ajuda profissional…

    ela concordou em ir ao médico, a
    principio pra fazer o preventivo anual, desde que seja com uma dra. e não
    um dr. (ela acredita q uma mulher vai conseguir entendê-la melhor), e,
    reconhece a necessidade de pedir ajuda quanto a falta da libido, apesar de q
    ela já me comentou que se a solução exigir ingerir hormônios, ela não
    aceita, por saber q os hormônios faz nascer muitos pêlos indesejáveis no
    corpo.

    Enfim, moramos no interior, e temos receio também se os psicólogos
    aqui, conseguirão nos ajudar. Contudo quero tentar isso tbm. Temos a mesma
    idade, 36, chego a pensar q ela pode sim estar iniciando a tão mal falada
    menopausa, acredito que precocemente, apesar dela negar e achar que a falta
    de apetite sexual é devido a desmotivação no casamento, e as sucessivas
    frustrações vividas, (cheguei até a perguntar se ela sente atração por
    outros homens, e ela me disse que não. Importante: percebi sinceridade na
    resposta dela).

    Ela reconhece também que ambos temos culpa por termos
    deixado o casamento chegar nessa ponto. Só que, ela nunca está disposta a
    conversar sobre nossa situação, sempre se esquiva, e só converça quando
    a deixo sem saída. Numa dessas converças me revelou que tem muita vontade
    de voltar pra casa dos pais (a 350 Km, em outro estado). Olha, ainda não
    posso afirmar, mais creio que são dois os problemas: – desmotivação e
    falta de interesse em manter o casamento e, – falta de apetite sexual, que
    pode ter causado o 1º problema. Não vejo nenhum interesse financeiro por
    parte dela, numa possível separação.

    Ela nunca demostrou isso, nem quando
    as coisas estavam bem entre agente, apesar de sempre ter lutado por uma vida
    mais confortável para a família. Dr. Love, acho que deu pra sentir melhor
    o meu caso, e mais, a cada dia q passa fica mais dificil continuar sendo
    fiel conjugalmente, sabe? acredito que as pessoas percebem que as coisas
    não vão bem, e por exemplo, as colegas de trabalho acabam me jogando
    piadinhas e cantadas sutis na tentativa de tirar proveito da situação.

    Voce sabe melhor do que eu, toda mulher madura quer ter ao seu lado um homem
    fiel, e muitas acreditam q so podem encontrar fidelidade nos já casados.
    Olha, não ta facil, mais continuo lutando muito por dias melhores. Prefiro
    arrepender-me por ter agido errado, do que por não ter agido num momento
    dificil como esse.

    Me sinto bem sim, por saber que tudo qu estou fazendo é
    na tentaiva de acertar. Um forte abraço e mais uma vez, obrigado!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

    • SARA

      PRIMEIRO ELA PRECISA DE APOIO,DEPOIS SIM ELA FAZ A PARTE DELA! PESSOAS DEPRESSIVAS PRECISAM DE CARINHO E NAO DE SEXO! HOMENS!!!!!!!!!!!!!! CUIDADO QUE A DEPRESSAO NAO AVISA,,CUIDADO EM ABRIR A PORTA QUANDO BATER,,,PODE SER A DEPRESSAO CHEGANDO!!!!

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://www.papodehomem.com.br Dr. Love

    Graciano, to vendo que seu caso realmente tá uma barra. Mas isso é um motivo a mais para que eu admire sua raça em fazer de tudo para recuperar o casamento.

    Não deixa as piadinhas dos desocupados te afetarem. Pesa bem os prós e os contras, procure o caminho da honestidade, não vai adiantar absolutamente nada arrumar outra.

    Agora, o foda é que se sua esposa não fizer a parte dela, seu esforço fica no vazio.

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

    • Leo

      Remédio e carinho? Só fatores externos? Os depressivos se afastam de tudo que depende DELES para se cuidarem e só cobram do OUTRO. Nunca dizem nada em primeira pessoa, nunca se responsabilizam por nada. Só o fazem de forma dramática para envolver o companheiro(a) em sua espiral de culpa. A doença pode ser até do cérebro, mas o estrago é na mente. Pena que o deprimido não distingua cérebro de mente e acredite piamente no lobby da indústria farmacêutica. Só querem receber coisas (remédio, carinho) mas a vida é uma troca J@17f6482dc7d6ef8c8b2874fcf68e707f:disqus ade. Os deprimidos tem que entender que distorcem a percepção disso e confiar mais, toparem fazer terapia – cognitiva ou psicanálise e entender que desfazer o estrago da culpa na personalidade é difícil mesmo.
      Falo como ex-namorado que desistiu, aliás, foi “desistido” or uma namorada depressiva que se recusa a cuidar da mente e só cuida do corpo, porquê o cérebro é corpo. Remédios não alcançam a mente, não alcançam a psiquê.

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com/ J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com J@de

    Graciano, sou depressiva e quero deixar aqui meu total apoio por você ter tido a sensibilidade de perceber que sua mulher está numa crise muito profunda de depressão… sabe às vezes os anos vão passando e a gente se acomoda com quem está do nosso lado e esquece de valorizar aquela pessoa por quem um dia já dissemos que não podíamos viver sem!!
    Quando eu me separei minha médica diagnosticou depressão. Não foi o motivo da separação, mas certamente foi um agravante porque meu marido não teve sua percepção, ao contrário, parecia que a cada dia ele queria mais e mais voltar a ser solteiro. Enfim… não é seu caso, eu procurei ajuda e torço para que tudo entre vocês dê certo, já que sua mulher também aceitou a ajuda que você ofereceu!!
    Parabéns por sua sensibilidade, segura as pontas porque lidar com um depressivo é difícil, a depressão é uma doença, não um estado de espírito que você cure apenas com programas divertidos. É preciso, além dos remédios muita compreensão e carinho de sua parte. Você demonstra amar e respeitar sua mulher, e isso é muito importante!! Toda sorte para vocês!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Graciano

    J@de, fico grato por suas palavras. Me dão forças. Sabe, as coisas estão melhorando muito aqui em casa, sinto que minha mulher está reagindo bem aos meus esforços de recuperar, em 1º lugar, a saúde dela, e em 2º,o nosso casamento. No início eu fiquei um pouco desesperado por que nada que eu fazia dava resultado, hoje, entendo que eu estava muito apressado em ver os resultados rápidos demais. Ela já deu o primeiro passo, depois de 4 mêses, sem sexo, ontem ela esteve receptiva aos meus carinhos, e rolou o q eu procurava a mêses. Bom, na verdade, percebi q pra ela, o sexo só aconteceu pra me agradar, e não pra satisfazê-la, mas prometi pra ela, q só rolaria novamente quando ela sentisse vontade.

    Enfim, percebo q estou no caminho certo, e tenho fé que as coisas vão melhorar ainda mais.

    Obrigado pela força! Te desejo saúde e muita Paz!!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Raissa Leika

    Que lindo meu querido! (a propósito, começou a tocar na radio aqui a música “Love is a Many Splendored Thing”, hehe)

    Muuuuita força pra você, e vejo que seu comentário já faz alguns meses, espero que sua vida já esteja mudada, pra beeeeem melhor!

    Beijão grande!!

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Jorge Luís

    Graciano!
    Estou passando pela mesma situação que você, já não sei mais o que fazer para reconquistar a minha esposa, estamos nos tratando com psicologos, saímos para festas, passeamos, e as vezes parace que ela está reagido bem, então ela vai a psicóloga, e volta desanimada, não sei mais o que fazer. Como está a tua situação hoje meu amigo? Melhorou? Pois eu quero continuar lutando só que tá difícil.

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Willian

    e aí Graciano, que aconteceu com sua história??

    melhorou?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

    • leo

      Deixa ele ir sozinho. Ele tem que resgatar a personalidade dele sozinho. E um aviso: médicos não cuidam da mente, só cuidam do corpo. O cérebro é corpo, não é mente. Remédios só produzem estados mentais, não mudam magicamente a mente como os deprimidos gostam de acreditar.

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Van

    Meu namorado está com depressão, eu gosto muito dele, mas acho que ele vê em mim apenas uma amiga. Ao me ver ele chora, me liga chorando, hoje vai ao medico mas não quer deixar que eu o acompanhe, ta tudo tão dificil. Tenho medo de querer ajudar e ele não gostar da minha compania, e só agravar o caso. Fico fazendo orações por ele constantemente! Mas estou num beco sem saída, sem saber pra onde correr! O que faço Dr.?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

    • leo

      Gil e Tadeu, mesma situação aqui. Essa dita “depressão” é um prato cheio como rótulo para o estado psicológico do dito depremido. É conveniente por quê se diz ser tratada de forma passiva, com remédios e atitudes alheias ao próprio portador, como comenta a deprimida acima (nada passa por ações ela).
      É conveniente à indústria medico-famacêutica que confunde cérebro com mente para vender o embuste de que a psiquê pode ser moldada, consertada com remédios.
      Se não fosse eu estar fazendo psicanálise desde antes começar uma relação de três anos com uma pessoa assim, já estaria com a minha vida destruída.

      • SARA

        parabens!!!

    • Eu

      O grande problema é que as mulheres precisam daquele homem que conheceram quando se apaixonaram, para conseguirem ser a mulher por quem ele se apaixonou…As mulheres são uma fortaleza de carinho, desejo, amor, alegria, quando se sentem valorizadas exatamente com o que as fez se sentir atraida quando se conheceram… Infelizmente, os homens se esquecem de converser, levá-las para sair, não perguntar onde ela quer ir, mas lembrar dos gostos dela e levá-la…Mulher gosta de sentir que o homem programou o momento pra ela…Infelizmente os homens só são atenciosos ou carinhosos quando querem sexo…esquecem as outras 23 horas do dia…

      • SARA

        aplausos para vc!!!!!
        quero muito ser tua amiga,,aceita?
        saramassagista@hotmail.com.br

      • Serigo

        Já tá querendo fazer uma massagem no cara, né, dona Sara… Isso pq falou que os homens só pensam em sexo…
        Tá bom!!! Conta outra!
        Vc é mesmo uma depressiva, mas ninfomaníaca, se é que isso é possível….

    • SARA

      GIL,,,VEJO QUE VC E UM CARA LEGAL..POSO TE AJUDAR MUITO!!!!
      PASSEI POR ISSO,E HOJE SOU UMA DEPRESSIVA EM RECUPERACAO!
      PODE ME ADD QUE LHE AJUDO…
      saramassagista@hotmail.com.br

      • Edmar

        Sabia que vc era louca mesmo. Agora tenho certeza!!!!

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Gil Velasco

    Jorge Luiz, Van e Graciano, estou passando exatamente pela mesma perturbada experiência que vocês. Com algumas pequenas diferencias, mas em excência o caso é idêntico.
    Apesar de ler muito sobre o assunto e aborver ao máximo todo
    o conhecimento para minimizar e até mesmo combater este mal, eu tenho me sentido desgastado.

    É esta a palavra: DESGASTE.

    Minha esposa, dominada por um tipo profundo de depressão,
    me condena, me crucifica, me culpa, me cobra coisas insignificantes e infundadas e o resto acho que vocês já conhecem melhor do que eu. Mas de tudo o que todos nós aqui neste papo passamos com nosso cônjuge em matéria de depressão, o que mais nos chama a atenção e efetivamente o que mais embarga a cura e a restituição da saúde da pessoa,
    é simplesmente: O FATO DELA NÃO QUERER SE AJUDAR.

    Um pouco por não ter força, outros por excesso de melindrosidadade mas também em boa parte acaba virando
    pirraça de adulto e se acomoda nisso. Temos de usar o discernimento a fim de que possamos distinguir em quais momentos ela realmente não quer ser ajudada e em qual ela está de “fuleragem”.

    Resumindo deixo uma complexa pergunta:
    COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Tadeu

    Minha situação é indentica a do amigo Gil, porém tem uma pitada da situação do Graciano. Passei 4 anos casado. quando conheci minha esposa era um a pessoa comum. 6 meses depois ela desencadeou a depressão. Como logicamente eu não iria abandona-la, participei de tudo. Passamos 1 ano e 1/2 sem sair aos finais de semana, pois ela só confiava em mim e tornou-se “insociável”. Minha sorte era a faculdade e os meus livros e revistas, onde me distraia e buscava sanidade. Juntamos grana e ela fez um tratamento em SP. Voltou a ser o q era, porém ainda toma vários remedios. Como ela sempre viu em mim um apoio, tentava sempre me mostrar q todos os nosso esforços valiam a pena. Sempre q ia ao médico, voltava com boas novas do tipo “o doutor dimunuiu a dose do remédio”. Porém ela mentia pro médico. Ela estava com os mesmos sintomas. A uma semana atrás ela deu uma crise de nervos e expulsou eu e minha familia de casa, ameaçando loucuras caso não saíssemos. estou desesperado, pois amo mihnha mulher, porém estou muito DESGASTADO. Não consigo saber se a procuro ou me afasto de vez. está frase dita acima “COMO CONVENCER ESTA PESSOA A QUERER SER AJUDADA ?”, é a qual eu busco a resposta nests 4 anos. Ela se medica e se trata, porém situações do tipo se cuidar, se vestir bem, se amar, ela ainda tinha dificuldades. Outra coisa: ciúmes incondicional de tudo e todos. Sempre me culpando de cantar a garçonete ou ficar secando as meninas na rua. Ou criar situações onde uma simples palavra dita por mim se tranforme num furação. Mas dor nenhuma se compara ao meu simples pensanmento de imaginar q ela não esta bem. Akela coisa de será q eu sou o problema? Será q não dei atenção adequada? Digo isso pois eu sempre a tratei como uma pessoa comum, para fazer ela se sentir bem. Sei q fiz a coisa certa, mas as vezs o cérebro eskece. Quando nos separamos ela me beijou e disse”vai meu amor, vai realizar seus sonhos sem essa mala pra vc carregar. não vou ficar bem sem vc, mas vc ficara bem sem mim”. Tô me remoendo por dentro!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Maciel

    E incrivel, como tem tantos problemas em comun. Ja nao Nao sei mas o que fazer , sinto que minha esposa nao se sente mais atraida por min, e isso me encomoda muito, ja conversamos muito sobre, fizemos tratamento em um curso de encontro de casais . Me parece que estamos juntos, porque ela pensa que nao tem outra saida; pois temos 2 filhos lindos , e tenho certeza que me admira muito por ser o pai que sou, entao ela nao sabe como viver sem min, eu vejo, sinto, que ela pensa que nao tem outra saida, e por isso desconta em min. Eu nao aquento mais viver assim!

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Jorge Luis

    É amigos infelizmente o meu caso está tendo um triste fim, estou me separando da minha esposa, depois de tentarmos solucionar o nosso problema durante 1 ano e 1/2, poxa vida, temos um filho de 3 anos, como dizer isso à ele? Se mesmo me separando eu amo a minha esposa. A vida ás vezes nos prega cada uma! Estou me sentindo muito mal com isso. Mas tenho esperança de um dia quem sabe voltarmos, claro desde que não apareça outra pessoa em nossas vidas.

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • Rodrigo

    Passo por situação idêntica a muitos…não conhecia esse site…desculpe a sinceridade um pouco mais aliviado em saber que existem outras pessoas com quem posso dividir o que sinto e tenho vivido nestes últimos anos…problemas..problemas…tinhamos planos..sonhos que foram adiados…negócios que de uma hora para outra afundaram…gerando medos…insegurança…tanto em mim quanto nela…só que eu sou o homem da casa…por mais dificil que tenha sido para mim…tinha que continuar resolvendo os problemas que iam aparecendo…financeiros, pessoais…cheguei a pensar que estava ficando doente…mas ao mesmo tempo incentiva os novos planos da minha esposa, que está conseguindo colocar em prática graças a Deus…mas os meus ficaram para trás por um período…estava sem emprego…nome sujo…contas vencidas…o que fazer? Hj trabalho..não é o emprego dos meus sonhos…mas ajuda nas despesas. Só que ela ainda tem seus altos e baixos…acha nossa vida uma bosta…porque tudo vai demorar demais para se realizar…casa…filhos…muito triste….sou cobrado por não ganhar o suficiente para termos o mesmo padrão de antes…que não corro atrás…bla bla bla. Estou tentando ficar bem, ser otimista, fiel, por incrivel que pareça…pois sexo não existe praticamente…ela me evita…mas joga na minha cara que eu não a procuro…sinceramente amigos estou ficando louco…eu a amo demais….sei que ela precisa de ajuda psico, mas eu também não estou bem…ela esquece que esses problemas me atingem tbm…e sou um cara paciente mas nas últimas discussões…temos nos agredido de uma maneira que jamais iria imaginar que em 10 anos chegaríamos nesse ponto!!! Não sei o que fazer mais…

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • alex

    Rodrigo,também passei, aliás, estou passando por problemas semelhantes, de uma hora para outra minha vida andou para trás.Para começar a resolver , após chegar no limite do meu desgaste com minha esposa EU procurei ajuda terapeutica. Com isso pude reunir forças para lidar com os problemas, pois as respostas estão dentro de nós mesmos, não há uma pilula mágica da felicidade.Passados poucos meses de terapia comecei a resolver meus problemas, inclusive estou muito mais apto a judar minha esposa, que não aceita de maneira nenhuma sua doença e é extremamente preconceituosa em relação a ajuda psiquiatrica, sendo assim eu recomendo a você fortemente que procure primeiro se ajudar! procure tratamento para você, reequilibre-se e terá muito mais condições de dar a volta por cima. Começo a voltar a ter diálogo com minha esposa( já estamos juntos a 18 anos!) e com jeitinho já consegui o retorno dela a atividades abandonadas, uma vez que desde fevereiro do ano passado ela simplesmente não saia mais de casa, abandonando emprego bom, amigos, lazer, enfim tudo!Só quem passou por uma crise dessas sabe o desespero que é tentar em vão ajudar o depressivo que não quer ser ajudado!

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • Rodrigo

    Alex, obrigado pela força e pelos conselhos…desde meu depoimento…brigamos pelo menos mais umas 3 vezes…estou procurando ser mais paciente…engulo desaforos…cara feia…e o que eu acho engraçado que comigo é assim e com os demais aparentemente normal…as vezes acho que faço papel de trouxa…me importando com ela…com o que gosta de fazer…seu trabalho…acho que seria bom ser reconhecido por alguma coisa…as vezes penso em acabar com tudo…mas dai vejo fotos…vem as lembranças…e tento imaginar minha vida sem ela…é muito ruim…acho que devo tentar seguir seu conselho e tentar primeiro buscar ajuda para mim…sou homem…nunca fui de ficar chorando…mas ultimamente está incontrolável….tenho medo de ter um infarte ainda…na briga na discussão fico muito descontrolado….jamais partiria para agressão física …mas a verbal em compensação….começo a tremer…falta ar…meu nível de stress está muito alto…as vezes acho que vou explodir…

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • francisco

    o caso é sério,quando se fala em depressão, cadada caso é um caso. Nóis não estavos vendo à situação, fica muito complicado, à inda mais quando tem papo de outro relacionamento no meio “quero dizer traição do passado”. meu amigo a coisa é muito dificil!! o melhor e sentar e conversar, na verade o que eu tenho mais preocupãção é com os filhos, pô! eles sofrem pra caramba.

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Rodrigo

    Mais uma brig….chega até parecer piada…achei que até demorou para acontecer…mesmos motivos, mesmas cobranças, as vezes fico pensando será que ela está doente, ou sem coragem para botar um fim no casamento. Será que ela faz de conta que esquece o que diz…ou não se lembra mesmo…estou passando por momentos dificeis no trabalho…poderia ter um pouco mais de compreensão, ajuda…mas é dificil…sexo que é bom…nada…foge…passei por uma crise brava algum tempo atrás e realmente não sentia vontade de transar…problemas demais…stress…mas também nem nesse período ela demonstrava interesse…agora graças a Deus estou melhor…mudei alguns hábitos…estou mais disposto…meu interesse voltou…mas amigos..mesmo assim….ela corta…mas me joga na cara que não tem sexo…acho que ela deve estar pirando…só pode ser…o que faço?Está ficando insustentável…nunca a trai…mas ultimamente tenho pensado muito nisso….

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Melina

    Estou passando por isso no meu namoro. Estamos 4,5 anos namorando, eu o amo, mas ele está com depressão e tem afetado muito nossa relação. Hoje estou como uma amiga dele, não namoramos mais, não curtimos um tempo a sós, ele simplesmente não tem vontade de fazer nada, pensa em se matar, reclama do trabalho, etc. Estou sofrendo muito com isso, já são dois fins de semana que ele não vem me ver, ele só fica deitado na casa dele.
    O problema é que ele está poupando todos da família dele, ele finge que está tudo bem, sorri e se demonstra solícito com os familiares. Já quando estamos só nós dois, ele fica desanimado, não mostra um sorriso.
    Eu já disse que estou disposta a ajudá-lo no que for preciso, procurar tratamento psicológico, mas ele realmente não quer se ajudar e parece que ele não me enxerga mais como a namorada dele. Estou tendo muita paciência, mas não estou vendo perspectiva nesse namoro, já que não temos planos para o futuro, e muito menos agora, não posso cobrá-lo e pressioná-lo. Mas não sei mais o que fazer, ele ão me dá mais valor e ele não percebe o quanto isso está me fazendo sofrer. O que faço nessa situação????

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

    • leo

      Porquê ir no psicólogo é ridículo? Porquê cuidar do seu estado psicológico é ridículo e beber para esquecer não? Que preconceito bobo rapaz!! Vai se cuidar sim!!

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Oi gente…. que legal…. conhecer pessoas….

    O meu caso é parecido mais um pouco diferente… sou casado ha 7 anos… e estou com minha esposa a 11 anos..

    Procurei na minha vida inteira ser um marido provedor…. que cuidasse da casa, financeiramente, sempre fui de ter principios e nunca trai minha mulher… nem na epoca do namoro.

    Sempre procurei fazer de tudo por minha mulher levar café na cama, facher lanches para ela a noite, dentre uma serie de outras coisas…

    Mas faltou nesse tempo todo eu ser mais amigo… estra mais proximo dela etc… etc…. quando nos casamos estava entrando na faculdade… e sempre na minha vida… fui considerado o cara.. o amigão…. o melhor sempre…. minha esposa ficava me esperando o e queria ficar comigo o tempo todo… ficava na minha cola, não podia sair com os amigos… ficar na faculdade mais tarde… e nem ir a faculdade nos dias de sabado dar aulas aos meus colegas…. trabalhava em um grande empresa…. tinha diversos amigos…. e ficava recriminando ela… dizendo que seu mundo é pequeno… etc….

    Hoje a situação mudou…. ela procurou cursos pra fazer, fez amigos, se preocupa com a beleza.. etc…

    Eu larguei meu emprego…. perdi contatos com meus amigos… e hoje me vejo num mundinho bem distante do que é meu….

    como é claro.. ela se percebeu viva… e hoje não precisa mais de mim…. nosso sexo acabou… e minha vida junto…. sofro de depressão pesada… já pensei em me matar diversas vezes…. a unica coisa que eu queria ela ter ela devolta pra mim…. sei que ainda me ama… mas sei que está se apaixonando por outra pessoa…. estamos juntos… mas fico perdido sem saber o que fazer….

    preciso dar um tempo pra ela, para ela ver que eu posso melhorar…

    mas não sei o que fazer….. o pior é que NINGUÉM entende o meu lado…. sei que a pessoa depressiva se torna chata… fica choramingando etc… e ninguem tem paciencia…

    o pode fazer com que ela tenha mais indiferença por mim…. estou tentando mudar.. mas é muito dificil….

    penso em me separar, para acabar com essa angustia que ta matando no meu peito… mas amo ela mais do que tudo….

    hoje resolvi buscar ajudar profissional… vou ao psicologo… mas acho isso ridiculo…. mas vendo que existem pessoas como eu ou em situações… proximas….

    a felicidade é muito complicada….

    espero sair desta, sem magoas, traições e outras coisas…..

    mas quero se feliz….

    não sei o que faço

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Luiz Otavio

    Gente gostaria…. não sei se esse é o caminho…. mas gostaria de trocar experiencias com outras pessoas… que tenham paciencia em me escutar…

    meu mail é luizotavioalmeidaneto@gmail.com

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Estou vendo que várias pessoas estão com o mesmo problema, mas qual seria o limite pra isso?Até onde passo ajudar sem vira vítima? Acho que esse é o ponto, pois senão será problemas dobrados, não acham?

  • Tony

    Luiz Otávio, li seu depoimento e vejo q vc está no caminho certo. Primeiro vc deve procurar ajudar médica, pois depressão é uma doença q precisa de tratamento. Outro ponto do seu depoimento que vc falou é q vc sempre foi um cara de amigos, trabalhador, estudioso e que sua companheira só tinha vc, mas q hj é o inverso. Ela sempre admirou esses pontos em vc,tento q hj ela vivi isso. Ela esse encantou p esse cara,entendeu.. Volte a estudar, faço um pos, um curso, sei lá,algo p vc. Amigos são amigos e sempre serão, procure seus amigos antigos, dei uma ligada p eles,marque p sair, pois sempre precisamos de amigos, faça novos em cursos, academias, internet, akk,..,sempre é bom , mas lembre sempre para Amar alguém, deve primeiro ser amar, pois se não temos esse sentimento conosco, dificilmente iremos refleti-lo em alguém.

  • Tony

    Luiz Otávio, li seu depoimento e vejo q vc está no caminho certo. Primeiro vc deve procurar ajudar médica, pois depressão é uma doença q precisa de tratamento. Outro ponto do seu depoimento que vc falou é q vc sempre foi um cara de amigos, trabalhador, estudioso e que sua companheira só tinha vc, mas q hj é o inverso. Ela sempre admirou esses pontos em vc,tento q hj ela vivi isso. Ela esse encantou p esse cara,entendeu.. Volte a estudar, faço um pos, um curso, sei lá,algo p vc. Amigos são amigos e sempre serão, procure seus amigos antigos, dei uma ligada p eles,marque p sair, pois sempre precisamos de amigos, faça novos em cursos, academias, internet, akk,..,sempre é bom , mas lembre sempre para Amar alguém, deve primeiro ser amar, pois se não temos esse sentimento conosco, dificilmente iremos refleti-lo em alguém.

  • Tony

    Melina,seu caso acho sim q vc deve patrilhar com os familiares dele, pois vc sentira bem melhor com isso e certamento se amanhã houver um problema mais graves vc não irá se senti culpada para não ter falado p ninguém.É legal vc tenta ajudar seu namorado, mas ele tem q primeiro lugar quer se ajudado, senão seu esforço será em vão. Tenta no seu máximo, mas não esqueça de vc tb e fala c pessoas ligadas a ele, pois assim vc terá mais ajuda.

    Que Deus ilumine a todos!

  • Tony

    Melina,seu caso acho sim q vc deve patrilhar com os familiares dele, pois vc sentira bem melhor com isso e certamento se amanhã houver um problema mais graves vc não irá se senti culpada para não ter falado p ninguém.É legal vc tenta ajudar seu namorado, mas ele tem q primeiro lugar quer se ajudado, senão seu esforço será em vão. Tenta no seu máximo, mas não esqueça de vc tb e fala c pessoas ligadas a ele, pois assim vc terá mais ajuda.

    Que Deus ilumine a todos!

  • andré alexandre de souza panto

    Gente, como são as coisas, estou passando por todos esses problemas, principalmente finaceiro, pois estou por incrivel q pareça, na mesma situação que o companheiro Rodrigo, e passei a descobrir que minha esposa esta altamente depressiva, pois suas atitudes são agressivas e de repente, estamos casados a 10 anos, sexo a mais de 6 meses que nunca mais, não é froxura, hoje tenho total certeza que ela precisa muito de mim, tenho que ajudar e ao memo tempo ser ajudado, pois para quem não está envolvido nesta situação, é fácil de resolver, mais para nós sabemos que não é, sempre fui e procuro ser amigo, companheiro, mais ultimamente, não estou conseguindo ser esta pessoa, mas apesar da falta de sexo, estou me segurando ao máximo, em não procurar alguem, sempre fui e sou fiel, até por que amo demais, larguei tudo por ela, é tanto que hoje moramos longe das nossas familias, em outra cidade, se não o amasse jamais estaria passando por esta situação, mais antes de tudo tenho que pensar nos meus dois filhos, que sabemos que eles não tem culpa desta situação, é gente agradeço a todos, por encontra-los em especial ao Dr. love que gostaria de mais sugestões para eu vencer essa batalha, e a vocês que espero sempre contar com todos, assim como conte comigo também, que vamos nos ajudar e espero seus contatos, lembrem UM BRAÇO AMIGO VALE MAIS QUE UM PRESENTE DE VALOR, abraço amigos e desde já venham conhecer o Caribe Brasileiro (ALTER DO CHÃO – AMAZÔNIA – SANTARÉM – PARÁ).

    email: alxpantoja@yahoo.com ou alxpantoja@hotmail,com

  • http://sempregostedeouvirmusica-Chico,CaetanoeElymarSantosetc.. andré alexandre de souza pantoja

    Gente, como são as coisas, estou passando por todos esses problemas, principalmente finaceiro, pois estou por incrivel q pareça, na mesma situação que o companheiro Rodrigo, e passei a descobrir que minha esposa esta altamente depressiva, pois suas atitudes são agressivas e de repente, estamos casados a 10 anos, sexo a mais de 6 meses que nunca mais, não é froxura, hoje tenho total certeza que ela precisa muito de mim, tenho que ajudar e ao memo tempo ser ajudado, pois para quem não está envolvido nesta situação, é fácil de resolver, mais para nós sabemos que não é, sempre fui e procuro ser amigo, companheiro, mais ultimamente, não estou conseguindo ser esta pessoa, mas apesar da falta de sexo, estou me segurando ao máximo, em não procurar alguem, sempre fui e sou fiel, até por que amo demais, larguei tudo por ela, é tanto que hoje moramos longe das nossas familias, em outra cidade, se não o amasse jamais estaria passando por esta situação, mais antes de tudo tenho que pensar nos meus dois filhos, que sabemos que eles não tem culpa desta situação, é gente agradeço a todos, por encontra-los em especial ao Dr. love que gostaria de mais sugestões para eu vencer essa batalha, e a vocês que espero sempre contar com todos, assim como conte comigo também, que vamos nos ajudar e espero seus contatos, lembrem UM BRAÇO AMIGO VALE MAIS QUE UM PRESENTE DE VALOR, abraço amigos e desde já venham conhecer o Caribe Brasileiro (ALTER DO CHÃO – AMAZÔNIA – SANTARÉM – PARÁ).

    email: alxpantoja@yahoo.com ou alxpantoja@hotmail,com

  • alex

    Passaram-se alguns meses desde meu post, continuo na luta para tentar convencer minha esposa a procurar ajuda profissional, da depressão pura e simples ela altera para um estado bipolar, com fases melhores, dias de sol no inverno, para logo depois cair na escuridão de novo, e o pior é que para ela tudo está cor de rosa, apesar de não conseguir fazer tarefas simples do dia a dia. acho que se não fosse por nossas filhas já teria desistido, pura e simplesmente.consegui me reestabilizar a algum tempo, não nutro uma dependencia doentia por ela, mas ainda assim gostaria de poder ajuda-la a sair dessa, mesmo que nosso casamento, já seriamente abalado acabe.todos com quem converso me pedem paciencia, pois ela está fora de si, e suas fantasias acerca da vida não são verdadeiras, mas cansa!

  • alex

    Passaram-se alguns meses desde meu post, continuo na luta para tentar convencer minha esposa a procurar ajuda profissional, da depressão pura e simples ela altera para um estado bipolar, com fases melhores, dias de sol no inverno, para logo depois cair na escuridão de novo, e o pior é que para ela tudo está cor de rosa, apesar de não conseguir fazer tarefas simples do dia a dia. acho que se não fosse por nossas filhas já teria desistido, pura e simplesmente.consegui me reestabilizar a algum tempo, não nutro uma dependencia doentia por ela, mas ainda assim gostaria de poder ajuda-la a sair dessa, mesmo que nosso casamento, já seriamente abalado acabe.todos com quem converso me pedem paciencia, pois ela está fora de si, e suas fantasias acerca da vida não são verdadeiras, mas cansa!

  • Marcello

    Olá pessoal.por acaso encontrei esse site.muito bom em matéria de ajuda,e relatos de ajuda e compreensão.estou também com um problema afetivo muito parecido com os casos relatados acima;sou casado há 12 anos e vivo com minha mulher há 15 anos.temos duas filhas,Melissa de 9 anos e Amanda de 4 anos.minha esposa,e eu no começo éramos muito unidos e apaixonados.um pelo outro mesmo.no começo morávamos com minha mãe,depois alugamos uma casa e finalmente conseguimos comprar nosso apartamento.duarnte esse tempo,tivemos alguns desentendimentos,mas nada grave.e ao nos mudarmos para esse apartamento,nossa segunda filha nasceu.nos unimos de novo,mas o fato de morarmos perto da mãe dela e de meus cunhados,acabou gerando ciúmes em mim.eu não suportava ver ela mais na casa da mãe do que na nossa.mas eu relevava,e o tempo foi passando.neste ano,do nada,após o dia dos namorados,eu a cobrei por uma atitude dela e ela,chutou o pau da barraca.pegou nossas filhas e foi para a casa da mãe.ficou lá de uma terça até o sábado,e durante esse tempo,entrei em depressão e sofri bastante.pedi que ela voltasse,mas ela disse para mim que precisava de um tempo.nós já não tinhamos relação constante a muito tempo.era uma vez ou outra.ai ela voltou e eu fiquei mal ao ouvi-la dizer que estava confusa e não sabia se me amava mais.minha depressão se aprofundou mais ainda e eu chorava sem parar.e ela vendo meu sofrimento,ficou depressiva também.ela começou a se queixar de falhas minhas durante os 12 anos de casados.e quando eu dizia que ela errou também,ela concordava,mas dizia que ela se anulou,e que hoje pensa mais nela.ela voltou para casa,mas sempre me tratando muito mal,não ligava mais se eu estava em casa ou não,e eu deseperado pelo meu casamento,comecei a dar para ela coisas que ela gosta,dava buque de flores,chocolates,presentes,mas nada.ela mantinha o pensamento.fui até para a igreja,mas nada.há pouco tempo,eu apenas fui pedir a ela que voltassemos a nossa felicidade,mas ai ela disse que eu a estava presssionando e foi para a casa da mãe de novo.ela está lá com minhas filhas há 1 semana,desde o dia 7 de julho.não sei mais o que fazer,mas não a quero perder,porque a amo muito.ela sabe disso e hoje ela chora muito.acredito que seja depressão mesmo.eu já consegui melhorar um pouco.ela diz que não sente mais desejo em mim.parece um pesadelo.acrescento que minha relação com a mãe e irmãs,nunca foi das melhores.procuro ajuda.o que fazer?tá sendo barra pra mim e pra ela.um abraço a todos.obrigado.

  • Marcello

    Olá pessoal.por acaso encontrei esse site.muito bom em matéria de ajuda,e relatos de ajuda e compreensão.estou também com um problema afetivo muito parecido com os casos relatados acima;sou casado há 12 anos e vivo com minha mulher há 15 anos.temos duas filhas,Melissa de 9 anos e Amanda de 4 anos.minha esposa,e eu no começo éramos muito unidos e apaixonados.um pelo outro mesmo.no começo morávamos com minha mãe,depois alugamos uma casa e finalmente conseguimos comprar nosso apartamento.duarnte esse tempo,tivemos alguns desentendimentos,mas nada grave.e ao nos mudarmos para esse apartamento,nossa segunda filha nasceu.nos unimos de novo,mas o fato de morarmos perto da mãe dela e de meus cunhados,acabou gerando ciúmes em mim.eu não suportava ver ela mais na casa da mãe do que na nossa.mas eu relevava,e o tempo foi passando.neste ano,do nada,após o dia dos namorados,eu a cobrei por uma atitude dela e ela,chutou o pau da barraca.pegou nossas filhas e foi para a casa da mãe.ficou lá de uma terça até o sábado,e durante esse tempo,entrei em depressão e sofri bastante.pedi que ela voltasse,mas ela disse para mim que precisava de um tempo.nós já não tinhamos relação constante a muito tempo.era uma vez ou outra.ai ela voltou e eu fiquei mal ao ouvi-la dizer que estava confusa e não sabia se me amava mais.minha depressão se aprofundou mais ainda e eu chorava sem parar.e ela vendo meu sofrimento,ficou depressiva também.ela começou a se queixar de falhas minhas durante os 12 anos de casados.e quando eu dizia que ela errou também,ela concordava,mas dizia que ela se anulou,e que hoje pensa mais nela.ela voltou para casa,mas sempre me tratando muito mal,não ligava mais se eu estava em casa ou não,e eu deseperado pelo meu casamento,comecei a dar para ela coisas que ela gosta,dava buque de flores,chocolates,presentes,mas nada.ela mantinha o pensamento.fui até para a igreja,mas nada.há pouco tempo,eu apenas fui pedir a ela que voltassemos a nossa felicidade,mas ai ela disse que eu a estava presssionando e foi para a casa da mãe de novo.ela está lá com minhas filhas há 1 semana,desde o dia 7 de julho.não sei mais o que fazer,mas não a quero perder,porque a amo muito.ela sabe disso e hoje ela chora muito.acredito que seja depressão mesmo.eu já consegui melhorar um pouco.ela diz que não sente mais desejo em mim.parece um pesadelo.acrescento que minha relação com a mãe e irmãs,nunca foi das melhores.procuro ajuda.o que fazer?tá sendo barra pra mim e pra ela.um abraço a todos.obrigado.

  • valtemir gomes

    amigos minha situacao e igual a de todos, vvia a 12 anos com minha esposa temos 3 lindos filhos conheci ela bem nova com 14 anos passamos por muito problema nestes anos a magoei muito, mais nos ultimos tempos temos vivido bem e segundo ela diz que hj sou o homem que ela sempre sonhou mais que infelizmente os sentimentos dela mudou e que nao me amava mais, me pediu um tempo fiquei confuso pois tempo seria so para amortecer a queda, tentei de td para nao separar tentei de td para voltar e nada, ela sentia vontade de morrer de sumir coisa terrivel levei ela no psiquiatra no psicologo ela esta tomando rivotril e ja tomou venlaxin, eu fiquei deseperado para salvar o casamento mais nao consegui hj estou morando a 1500 km dela mantenho contato com meus filhos sempre por telefone ela esta indo a igreja com meus filhos e fazendo cultos diarios em casa com as crianças segundo ela ta se sentindo melhor fazendo isto vejo que ela luta em mudar seu sentimento pois as criançsa sentem muito minha falta e ela diz ter sentido minha falta mais ainda nao quer voltar estou cuidando de mim e aumentando minha auto estima pois estava a nivel zero de tanto correr atraz dela para evitar a separaçao, estou orando e esperando que Deus possa nos abençoar e nos fazer uma familia feliz novamente, nao estou mais falando em voltar pois parece que quanto mais eu falava ela ficava mais distante de mim se alguem quizer partilhar e se ajudarmos me add no msn ou me mande emails para trocarmos ideias de como vencer esta batalha, amo muito a minha esposa e meus filhos

  • valtemir gomes

    amigos minha situacao e igual a de todos, vvia a 12 anos com minha esposa temos 3 lindos filhos conheci ela bem nova com 14 anos passamos por muito problema nestes anos a magoei muito, mais nos ultimos tempos temos vivido bem e segundo ela diz que hj sou o homem que ela sempre sonhou mais que infelizmente os sentimentos dela mudou e que nao me amava mais, me pediu um tempo fiquei confuso pois tempo seria so para amortecer a queda, tentei de td para nao separar tentei de td para voltar e nada, ela sentia vontade de morrer de sumir coisa terrivel levei ela no psiquiatra no psicologo ela esta tomando rivotril e ja tomou venlaxin, eu fiquei deseperado para salvar o casamento mais nao consegui hj estou morando a 1500 km dela mantenho contato com meus filhos sempre por telefone ela esta indo a igreja com meus filhos e fazendo cultos diarios em casa com as crianças segundo ela ta se sentindo melhor fazendo isto vejo que ela luta em mudar seu sentimento pois as criançsa sentem muito minha falta e ela diz ter sentido minha falta mais ainda nao quer voltar estou cuidando de mim e aumentando minha auto estima pois estava a nivel zero de tanto correr atraz dela para evitar a separaçao, estou orando e esperando que Deus possa nos abençoar e nos fazer uma familia feliz novamente, nao estou mais falando em voltar pois parece que quanto mais eu falava ela ficava mais distante de mim se alguem quizer partilhar e se ajudarmos me add no msn ou me mande emails para trocarmos ideias de como vencer esta batalha, amo muito a minha esposa e meus filhos

  • Gil Velasco

    Gostaria de dizer ao amigo Marcello, que sua esposa está jogando um joguinho perversamente covarde e ao mesmo tempo egoista. Certamente, que ela não pensa nem um pouco na destruição de um lar, que o afastamento de sua filhas estão ocasionando. Nem se faria necessário salientar o quanto a familia dela é co-responsável por isso. Se a familia de sua esposa quisesse a união de vocês isso certamente não estaria acontecendo.

    Agora vmos analisar o outro lado da moeda Marcello.
    Será que vc não está omitindo absolutamente nada que corresponda a sua parte nesse afastamento de sua esposa e filhas ??? Será que vc não contribuiu de alguma forma com isso??? Pois eu te falo uma coisa, se você estiver com sã consciência e pleno juizo, de que não tem culpa por isso tudo e que genuinamente é vitima, eu te aconselho rever essa situação sob o seguinte dilema: Será que vale a pena tentar lutar por uma mulher que não te ama mais ??? ou não estaria na hora de encarar a realidade da separação, tendo em vista que a vida continua ???

    Pense muito bem sobre tudo.
    Aguardamos sua resposta.

    Att,

    Gil Velasco

  • Gil Velasco

    Gostaria de dizer ao amigo Marcello, que sua esposa está jogando um joguinho perversamente covarde e ao mesmo tempo egoista. Certamente, que ela não pensa nem um pouco na destruição de um lar, que o afastamento de sua filhas estão ocasionando. Nem se faria necessário salientar o quanto a familia dela é co-responsável por isso. Se a familia de sua esposa quisesse a união de vocês isso certamente não estaria acontecendo.

    Agora vmos analisar o outro lado da moeda Marcello.
    Será que vc não está omitindo absolutamente nada que corresponda a sua parte nesse afastamento de sua esposa e filhas ??? Será que vc não contribuiu de alguma forma com isso??? Pois eu te falo uma coisa, se você estiver com sã consciência e pleno juizo, de que não tem culpa por isso tudo e que genuinamente é vitima, eu te aconselho rever essa situação sob o seguinte dilema: Será que vale a pena tentar lutar por uma mulher que não te ama mais ??? ou não estaria na hora de encarar a realidade da separação, tendo em vista que a vida continua ???

    Pense muito bem sobre tudo.
    Aguardamos sua resposta.

    Att,

    Gil Velasco

  • Luis Tavares

    Boas tardes pessoal, sou o Luis e sou de Portugal.
    Acho este site assim como todos os vossos comentários/relatos, bastante uteís para quem procura informação sobre este assunto.
    Eu estou a passar uma situação em tudo igual as apresentadas.
    Realmente a minha esposa está a entrar em depressão e eu quero ajudá-la, o nosso problema advem de assuntos que foram mal tratados e mal encerrados que ficam nas nossas cabeças a provocar muito mal.
    No Meu caso eu fui o causador, Eu assumo que possa ter provocado o desgaste mais rápido da nossa relação com as minhas atitudes.
    Casado a 7 anos e com uma flor de 3 anos. Aos poucos fui me tornando cada vez mais controlador e ciumento, originando muita pressão sobre a minha esposa. Também nos ultimos 3 anos passamos por a construção da moradia dos nossos sonhos, que se tornou no nosso pesadelo, tirando-nos muito tempo livre.
    Um dia venho a descobrir que ela de a 1 ano para cá mantinha conversas de caracter muito intimo (intimo do casal) com um colega de trabalho. E eu fui o causador dessa situação pois a cerquei de tal modo que ela nem com a Mãe falava sobre os problemas. Saí de casa por uma noite pois me senti muito revoltado de viver com uma impostora e falsa, e pensei que ela me chamaria de volta no entanto para surpresa minha, ela estava tão cansada da vida que lavava-mos que colocou a possíbilidade de ser melhor para ela nos separar-nos.
    Ai a minha vida parou.
    E o amor que ainda sentia por ela e o medo de a perder colocaram-me numa situação de disponíbilidade de fazer o que fosse preciso para reverter a situação. Ela aceitou que nos desse-mos um tempo um ao outro mas para não destabilizar a cabecinha da nossa flor, mantivémo-nos a viver juntos mas cada um sua vida. Isto rolou por um mês, no fim do qual eu lhe perguntei e pressionei se iniciavamos a reconquista do nosso amor ou se nos separavamos. Pois eu não conseguia continuar a viver na incerteza de chegar a casa e ela me dizer, ” Terminou”.
    Assim avançamos mais um passo, eu me comprometi em rever a minha maneira de viver para que ela não tive-se a minima coisa a apontar. Apenas lhe pedi que esquece-se o outro e que nunca mais tive-se conversas intimas com ele. A apartir desse dia prometi a mim mesmo que teria que ser o melhor homem a face da terra para a minha esposa por forma a não lhe dar qualquer motivos a procurar outro, (melhor ou pior).
    Em termo de relação recuperei alguns factores positivos, ao fim de 8 meses ela já demonstra algum interesse pelo meu trabalho pela minha apresentação e pelo meu bem estar, no entanto ainda não consegue dizer “Eu Amo-te” coisa que lhe digo muitas vezes, quando lhe digo ” gosto muito de ti” ela já responde ” eu também gosto de ti”. Já estamos a morar na casa nova.
    No entanto eu fico relativamente alterado e stressado com ela tem atrasos injustificados no regresso do trabalho, assim como pequenas historias mal contadas. E ainda a pouco tempo tive uma pequena recaida que voltei a pressiona-la ao ponto de ela se desfazer em choro.
    Ela sempre fui uma pessoa que se caracteriza por uma timidez e insegurança, altamente influenciavel por terceiros. Mas surpreendentemente na fase mais dificil sempre se manteve muito segura de si e estável. Que eu chegava a pensar como é que ela não se vai a baixo enquanto eu já ando aqui de rastos.
    No entanto nas ultimas semanas tem andado muito em baixo. Existem um conjunto de compromissos financeiros que nos carregam os ombros e ela colocou determinados objectivos para serem atingidos rápido demais, o que nos leva a lidar com a frustação da incapacidade.
    Sinto-me desgastado por tudo isto e super cansado, as vezes penso qual será o prémio que estara no final desta caminhada.
    No dia que eu chegar a casa e ela me disser “Eu amo-te” penso que me vou esquecer de tudo isto.
    Vejo a meta não muito longe (já esteve mais) mas parece que agora ainda é mais dificil pois estam me a faltar as forças, e ela também.
    Sinto que não posso ir abaixo, pois podemos perder tudo o que já reconquistamos de nenhum dos dois se aguentar.
    Gostaria de saber opiniões positivas ou conselhos, de quem tenha superado e vencido estas barreiras de forma positiva.
    mt.livinlife@gmail.com

  • Luis Tavares

    Boas tardes pessoal, sou o Luis e sou de Portugal.
    Acho este site assim como todos os vossos comentários/relatos, bastante uteís para quem procura informação sobre este assunto.
    Eu estou a passar uma situação em tudo igual as apresentadas.
    Realmente a minha esposa está a entrar em depressão e eu quero ajudá-la, o nosso problema advem de assuntos que foram mal tratados e mal encerrados que ficam nas nossas cabeças a provocar muito mal.
    No Meu caso eu fui o causador, Eu assumo que possa ter provocado o desgaste mais rápido da nossa relação com as minhas atitudes.
    Casado a 7 anos e com uma flor de 3 anos. Aos poucos fui me tornando cada vez mais controlador e ciumento, originando muita pressão sobre a minha esposa. Também nos ultimos 3 anos passamos por a construção da moradia dos nossos sonhos, que se tornou no nosso pesadelo, tirando-nos muito tempo livre.
    Um dia venho a descobrir que ela de a 1 ano para cá mantinha conversas de caracter muito intimo (intimo do casal) com um colega de trabalho. E eu fui o causador dessa situação pois a cerquei de tal modo que ela nem com a Mãe falava sobre os problemas. Saí de casa por uma noite pois me senti muito revoltado de viver com uma impostora e falsa, e pensei que ela me chamaria de volta no entanto para surpresa minha, ela estava tão cansada da vida que lavava-mos que colocou a possíbilidade de ser melhor para ela nos separar-nos.
    Ai a minha vida parou.
    E o amor que ainda sentia por ela e o medo de a perder colocaram-me numa situação de disponíbilidade de fazer o que fosse preciso para reverter a situação. Ela aceitou que nos desse-mos um tempo um ao outro mas para não destabilizar a cabecinha da nossa flor, mantivémo-nos a viver juntos mas cada um sua vida. Isto rolou por um mês, no fim do qual eu lhe perguntei e pressionei se iniciavamos a reconquista do nosso amor ou se nos separavamos. Pois eu não conseguia continuar a viver na incerteza de chegar a casa e ela me dizer, ” Terminou”.
    Assim avançamos mais um passo, eu me comprometi em rever a minha maneira de viver para que ela não tive-se a minima coisa a apontar. Apenas lhe pedi que esquece-se o outro e que nunca mais tive-se conversas intimas com ele. A apartir desse dia prometi a mim mesmo que teria que ser o melhor homem a face da terra para a minha esposa por forma a não lhe dar qualquer motivos a procurar outro, (melhor ou pior).
    Em termo de relação recuperei alguns factores positivos, ao fim de 8 meses ela já demonstra algum interesse pelo meu trabalho pela minha apresentação e pelo meu bem estar, no entanto ainda não consegue dizer “Eu Amo-te” coisa que lhe digo muitas vezes, quando lhe digo ” gosto muito de ti” ela já responde ” eu também gosto de ti”. Já estamos a morar na casa nova.
    No entanto eu fico relativamente alterado e stressado com ela tem atrasos injustificados no regresso do trabalho, assim como pequenas historias mal contadas. E ainda a pouco tempo tive uma pequena recaida que voltei a pressiona-la ao ponto de ela se desfazer em choro.
    Ela sempre fui uma pessoa que se caracteriza por uma timidez e insegurança, altamente influenciavel por terceiros. Mas surpreendentemente na fase mais dificil sempre se manteve muito segura de si e estável. Que eu chegava a pensar como é que ela não se vai a baixo enquanto eu já ando aqui de rastos.
    No entanto nas ultimas semanas tem andado muito em baixo. Existem um conjunto de compromissos financeiros que nos carregam os ombros e ela colocou determinados objectivos para serem atingidos rápido demais, o que nos leva a lidar com a frustação da incapacidade.
    Sinto-me desgastado por tudo isto e super cansado, as vezes penso qual será o prémio que estara no final desta caminhada.
    No dia que eu chegar a casa e ela me disser “Eu amo-te” penso que me vou esquecer de tudo isto.
    Vejo a meta não muito longe (já esteve mais) mas parece que agora ainda é mais dificil pois estam me a faltar as forças, e ela também.
    Sinto que não posso ir abaixo, pois podemos perder tudo o que já reconquistamos de nenhum dos dois se aguentar.
    Gostaria de saber opiniões positivas ou conselhos, de quem tenha superado e vencido estas barreiras de forma positiva.
    mt.livinlife@gmail.com

  • Luis Tavares

    correcção do email
    mt.livinglife@gmail.com

  • Luis Tavares

    correcção do email
    mt.livinglife@gmail.com

  • marcia

    olha Graciano eu tive um casamento de doze anos e me separei quando estava como sua esposa; já fazem 05 anos e nunca mais voltei pq ele arrumou outra quando eu ainda estava doente ñ é fallta de amor ñ é baixa estima mesmo;quer um conselho meu amigo,se vc a ama tenta ajuda-la sair com outras mulheres só vai piorar as coisas ;pq quando meu ex marido fez isso ai que me derrubou msm seguido de tentativa de suicidio ( para encurtar a conversa) isso chama-se depressão.
    ela precisa de ajuda ,muito mais doq possa imaginar a sua atenção e carinho nessas horas é fundamental ,no momento ela precisa se sentir amada ,se a ama busque ajuda ,vale a pena

    um abraço

  • marcia

    olha Graciano eu tive um casamento de doze anos e me separei quando estava como sua esposa; já fazem 05 anos e nunca mais voltei pq ele arrumou outra quando eu ainda estava doente ñ é fallta de amor ñ é baixa estima mesmo;quer um conselho meu amigo,se vc a ama tenta ajuda-la sair com outras mulheres só vai piorar as coisas ;pq quando meu ex marido fez isso ai que me derrubou msm seguido de tentativa de suicidio ( para encurtar a conversa) isso chama-se depressão.
    ela precisa de ajuda ,muito mais doq possa imaginar a sua atenção e carinho nessas horas é fundamental ,no momento ela precisa se sentir amada ,se a ama busque ajuda ,vale a pena

    um abraço

  • diniz

    Ola graciano! lendo sua historia fiquei abismado pois estou passando exatamente pela mesma situacao, e ate agora nao tive nenhuma solucao, neste momento resolvi entrar na nat e buscar alguma ajuda e encontrei este site do dr love ( e maravilhoso) e ja de imediato veio algumas ideias pra se fazer como buscar ajuda profissional, fazer alguns programas diferentes enfim consegui enxergar uma luz no fim do tunel novamente, espero que vc resolva logo seu caso pois posso dizer que nao e nada facil mas quando ha o amor entre duas pessoas, nada pode abalar, e sinto que vcs estao no caminho certo, espero receber alguma resposta de todos que estam lendo este comentario pois como o graciano eu tbm estou precisando de ajudar. grato desde ja!!

  • diniz

    Ola graciano! lendo sua historia fiquei abismado pois estou passando exatamente pela mesma situacao, e ate agora nao tive nenhuma solucao, neste momento resolvi entrar na nat e buscar alguma ajuda e encontrei este site do dr love ( e maravilhoso) e ja de imediato veio algumas ideias pra se fazer como buscar ajuda profissional, fazer alguns programas diferentes enfim consegui enxergar uma luz no fim do tunel novamente, espero que vc resolva logo seu caso pois posso dizer que nao e nada facil mas quando ha o amor entre duas pessoas, nada pode abalar, e sinto que vcs estao no caminho certo, espero receber alguma resposta de todos que estam lendo este comentario pois como o graciano eu tbm estou precisando de ajudar. grato desde ja!!

  • silvete

    sou depresiva mas tenho ainda consiensia que estou doente ja em tratamento mas meu esposo é quem mais me da força para sair dessa.não desista de ajudar sua esposa vai valer a pena.

  • silvete

    sou depresiva mas tenho ainda consiensia que estou doente ja em tratamento mas meu esposo é quem mais me da força para sair dessa.não desista de ajudar sua esposa vai valer a pena.

  • Junia

    Dr. Love, eu e meu marido namoramos durante 13 anos antes de casarmos, 9 de namoro e 4 de noivado, durante esse periodo fiquei sabendo de algumas traições, mas depois de 1 mes de casada descobri uma mensagem no celular dele de outra pessoa. Ele negou, como já estava gravida de 1 mes, aceitei, afinal como separar com 2 meses de casada e gravida a 1 mês. Bom, continue vivendo meus dias mas sempre confusa e desconfiada. Ele já não me procurava mais sexualmente falando, achava que era por causa da gravidez e assim meus dia foram passando. Depois que nossa filha nasceu ele continuou sem me procurar por mais um periodo de 2 meses até quando deu meu grito que aquilo nao era normal. Mas, as coisas nao mudaram muito pois afinal estava muito machucada emocionalmente. O tempo passou nos mudamos de cidade onde ele de 15 em 15 dias ia a trabalho e agora estava sendo transferido de vez, então achei que tudo iria se resolver afinal nao teria o fantasma de outra pessoa me perceguindo, iriamos para uma cidade nova onde ninguem nos conhecia. Depois de 6 meses morando nessa cidade nada mudou entre a gente ele continuava sem me procurar e eu embora querendo uma aproximação estava muito machucada para tomar a iniciativa, 6 meses após termos mudado descobri que meu marido tinha um caso com uma colega de trabalho desde antes nos mudarmos, isso me deixou arrasada. O pior é que ele ainda ficava dando dinheiro para essa pessoa enquanto eu ficava em casa economizando de todas as formas como uma jeito de estar ajudando por nao estar trabalhando. Temos uma filha de 2 anos e meio e ele não teve nenhum respeito por mim nem por ela. Quero me separar mas ele nao quer disse podemos mudar, que o que fez foi por que falta dialogo entre a gente. Como posso confiar num homem que precisa se auto afirmar o tempo. Não consigo acreditar mais nele…..

  • Junia

    Dr. Love, eu e meu marido namoramos durante 13 anos antes de casarmos, 9 de namoro e 4 de noivado, durante esse periodo fiquei sabendo de algumas traições, mas depois de 1 mes de casada descobri uma mensagem no celular dele de outra pessoa. Ele negou, como já estava gravida de 1 mes, aceitei, afinal como separar com 2 meses de casada e gravida a 1 mês. Bom, continue vivendo meus dias mas sempre confusa e desconfiada. Ele já não me procurava mais sexualmente falando, achava que era por causa da gravidez e assim meus dia foram passando. Depois que nossa filha nasceu ele continuou sem me procurar por mais um periodo de 2 meses até quando deu meu grito que aquilo nao era normal. Mas, as coisas nao mudaram muito pois afinal estava muito machucada emocionalmente. O tempo passou nos mudamos de cidade onde ele de 15 em 15 dias ia a trabalho e agora estava sendo transferido de vez, então achei que tudo iria se resolver afinal nao teria o fantasma de outra pessoa me perceguindo, iriamos para uma cidade nova onde ninguem nos conhecia. Depois de 6 meses morando nessa cidade nada mudou entre a gente ele continuava sem me procurar e eu embora querendo uma aproximação estava muito machucada para tomar a iniciativa, 6 meses após termos mudado descobri que meu marido tinha um caso com uma colega de trabalho desde antes nos mudarmos, isso me deixou arrasada. O pior é que ele ainda ficava dando dinheiro para essa pessoa enquanto eu ficava em casa economizando de todas as formas como uma jeito de estar ajudando por nao estar trabalhando. Temos uma filha de 2 anos e meio e ele não teve nenhum respeito por mim nem por ela. Quero me separar mas ele nao quer disse podemos mudar, que o que fez foi por que falta dialogo entre a gente. Como posso confiar num homem que precisa se auto afirmar o tempo. Não consigo acreditar mais nele…..

  • Jorge Luís

    Eu quero contar algo de bom nessa estório toda.
    Para começar eu tive o meu problema no início de 2008, como relatei neste fórum, e a cada dia estava pior, eu e minha esposa até conseguíamos uma melhora e logo depois tudo voltava. Em março de 2009 (como tbm relatei aqui) resolvemos nos separar, não por minha vontade pois ainda tinha esperanças de melhorar, foi então que liguei para um casal amigos nossos relatando que estavamos nos separando e eles prontamente vieram até nossa casa conversar conosco, falaram o seguinte: se nós podemos comermos um churrasco juntos, podemos dar boas risadas juntos, contar píadas…, porque não podemos chorar juntos…, nós não queremos ver vcs separados, e nos indicaram uma terapeuta de casais, e perguntaram para mim e minha esposa: vovês querem ir e tentar de novo. A resposta da minha esposa foi positiva e a minha também, pois era o que eu mais queria.
    Começamos a participar da terapia, ora um por vez, ora os dois juntos. Com o passar dos tempos fui notando que o problema não era a minha esposa (ou melhor, somente ela), eu é quem tinha que mudar, tive conciência de que para o nosso casamento continuar e para sermos felizes eu tenho que conquistar a minha esposa todos os dias, sem esperar nada em troca, sem cobranças, e que a confiança e a liberdade é o que devemos dar um ao outro.
    Bom, mas tudo isso não foi fácil, teve dias em que preparava um jantar em casa à luz de velas, deixava o nosso filho com outra pessoa, e depois de toda preparação eu tinha que me contentar com apenas: estava muito bom o jantar…
    Ela ía viajar e na sua volta a recebia com flores, e ela deixava aquelas flores secarem em um vaso (caiam no esquecimento)…deixava a casa limpa cheirosa, a nossa cama preparada, e ela dizia estou com dor de cabeça, estou muito cansada…, olha foi muito difícil, mas o meu amor por essa mulher me ajudava a superar tudo isso, por ela e pelo meu filho. A nossa terapeuta me admirava por ter um amor tão grande por ela. Bom se passaram meses assim, eu estava quase dissistindo de tudo, foi quando no aniversário dela em setembro, me levantei super sedo, bem antes dela, preparei um belo café da manhã, tinha feito uma cesta de café, e escondido um presente que ela queria muito em meio a cesta, acordei meu filho, e nós dois acordamos ela, esperamos ela tomar seu banho, e na saída do banheiro, cantamos parabéns, meu filho lhe deu um mimo, e eu disse: Olha Amor, não tive tempo para comprar o teu presente, fiz uma cesta de café da manhã para você, espero que goste!
    Eu vi um brilho especial nos olhos dela, e daquele dia em diante, a cada dia que passa as coisas estão melhorando, conversamos sobre nossos objetivos, sobre nós dois, sobre nosso filho, enfim, estamos nos redescobrindo, encontramos novamente o amor, e me parece que ele retornou muito mais forte, e o que aprendi com isso tudo é que quando eu a conheci fazia de tudo para conquistá-la, e que isso eu havia perdido, então á cada dia que passa eu devo conquistá-la, mostrar à ela o quando a amo verdadeiramente, e sem esperar nada em troca, ápenas amá-la.
    Então amigos vamos por a mão na consiência e com essa minha estória pensar que realmente lutar por um amor não vai ser fácil, mas que vale à pena, porque a felicidade ao reencontrar o amor é supera todos as dificuldades passadas…não desistam…lutem pelo que vcs mais querem, porque eu sei que tudo que fiz valeu à pena.
    Boa sorte à todos nesta retomada…

    • Eu

      Parabéns, espero que um dia meu marido entenda isso tb…

  • Jorge Luís

    Eu quero contar algo de bom nessa estório toda.
    Para começar eu tive o meu problema no início de 2008, como relatei neste fórum, e a cada dia estava pior, eu e minha esposa até conseguíamos uma melhora e logo depois tudo voltava. Em março de 2009 (como tbm relatei aqui) resolvemos nos separar, não por minha vontade pois ainda tinha esperanças de melhorar, foi então que liguei para um casal amigos nossos relatando que estavamos nos separando e eles prontamente vieram até nossa casa conversar conosco, falaram o seguinte: se nós podemos comermos um churrasco juntos, podemos dar boas risadas juntos, contar píadas…, porque não podemos chorar juntos…, nós não queremos ver vcs separados, e nos indicaram uma terapeuta de casais, e perguntaram para mim e minha esposa: vovês querem ir e tentar de novo. A resposta da minha esposa foi positiva e a minha também, pois era o que eu mais queria.
    Começamos a participar da terapia, ora um por vez, ora os dois juntos. Com o passar dos tempos fui notando que o problema não era a minha esposa (ou melhor, somente ela), eu é quem tinha que mudar, tive conciência de que para o nosso casamento continuar e para sermos felizes eu tenho que conquistar a minha esposa todos os dias, sem esperar nada em troca, sem cobranças, e que a confiança e a liberdade é o que devemos dar um ao outro.
    Bom, mas tudo isso não foi fácil, teve dias em que preparava um jantar em casa à luz de velas, deixava o nosso filho com outra pessoa, e depois de toda preparação eu tinha que me contentar com apenas: estava muito bom o jantar…
    Ela ía viajar e na sua volta a recebia com flores, e ela deixava aquelas flores secarem em um vaso (caiam no esquecimento)…deixava a casa limpa cheirosa, a nossa cama preparada, e ela dizia estou com dor de cabeça, estou muito cansada…, olha foi muito difícil, mas o meu amor por essa mulher me ajudava a superar tudo isso, por ela e pelo meu filho. A nossa terapeuta me admirava por ter um amor tão grande por ela. Bom se passaram meses assim, eu estava quase dissistindo de tudo, foi quando no aniversário dela em setembro, me levantei super sedo, bem antes dela, preparei um belo café da manhã, tinha feito uma cesta de café, e escondido um presente que ela queria muito em meio a cesta, acordei meu filho, e nós dois acordamos ela, esperamos ela tomar seu banho, e na saída do banheiro, cantamos parabéns, meu filho lhe deu um mimo, e eu disse: Olha Amor, não tive tempo para comprar o teu presente, fiz uma cesta de café da manhã para você, espero que goste!
    Eu vi um brilho especial nos olhos dela, e daquele dia em diante, a cada dia que passa as coisas estão melhorando, conversamos sobre nossos objetivos, sobre nós dois, sobre nosso filho, enfim, estamos nos redescobrindo, encontramos novamente o amor, e me parece que ele retornou muito mais forte, e o que aprendi com isso tudo é que quando eu a conheci fazia de tudo para conquistá-la, e que isso eu havia perdido, então á cada dia que passa eu devo conquistá-la, mostrar à ela o quando a amo verdadeiramente, e sem esperar nada em troca, ápenas amá-la.
    Então amigos vamos por a mão na consiência e com essa minha estória pensar que realmente lutar por um amor não vai ser fácil, mas que vale à pena, porque a felicidade ao reencontrar o amor é supera todos as dificuldades passadas…não desistam…lutem pelo que vcs mais querem, porque eu sei que tudo que fiz valeu à pena.
    Boa sorte à todos nesta retomada…

  • kadu

    Pessoal pra mim acontece a mesma situação tento ser um cara doce, compreensivo, carinhoso e um grande parceiro de casa mas é difícil sabe tento agradar minha mulher mas as vezes fico tão triste por uma coisa tão insignificante que falo se transforma em um furacão e acho que não mereço isso porque tento fazer de tudo pra a gente ser feliz sabe que não tenha envolvimento de terceiros no nosso relacionamento e que realmente nós possamos encarar tudo de frente mas sabe é dificil. Quando acho que as coisas estão melhorando por uma palavra que falo muda tudo. Acho que estou com grandes problemas sabe a depressão que ela está é devido a vários fatores , familia, amigos. Mas ela joga na cara as coisas do passado, me xinga e quase se vai agressão fisica. as vezes da vontade de sumir no mundo mas tenho um filho de 3 meses e amo ela gostaria que ela acreditasse que as coisas que fala não são pra ofender ela que e sempre estarei com ela, mas ela mas pra isso eu preciso que ela queria se ajudar e acreditar no nosso amor.
    obrigado amigos

  • kadu

    Pessoal pra mim acontece a mesma situação tento ser um cara doce, compreensivo, carinhoso e um grande parceiro de casa mas é difícil sabe tento agradar minha mulher mas as vezes fico tão triste por uma coisa tão insignificante que falo se transforma em um furacão e acho que não mereço isso porque tento fazer de tudo pra a gente ser feliz sabe que não tenha envolvimento de terceiros no nosso relacionamento e que realmente nós possamos encarar tudo de frente mas sabe é dificil. Quando acho que as coisas estão melhorando por uma palavra que falo muda tudo. Acho que estou com grandes problemas sabe a depressão que ela está é devido a vários fatores , familia, amigos. Mas ela joga na cara as coisas do passado, me xinga e quase se vai agressão fisica. as vezes da vontade de sumir no mundo mas tenho um filho de 3 meses e amo ela gostaria que ela acreditasse que as coisas que fala não são pra ofender ela que e sempre estarei com ela, mas ela mas pra isso eu preciso que ela queria se ajudar e acreditar no nosso amor.
    obrigado amigos

  • Amauri

    Colega, vou ser sincero….as mulheres tem a mania de ocultar as coisas que realmente sentem ou o que realmente acontecem e pensam….depois de 3 anos de relacionamento com a minha ex-mulher, crises de ciúmes e cenas em público…..resolvi colocar uma escuta telefônica em minha residencia para descobrir o motivo das depressões e de que maneira poderia ajudar porque, provavelmente ela conversava com alguma amiga ou parente sobre os problemas pessoais dela…..pois bem, o trouxa (eu) fiz tudo direitinho, coloquei a escuta e em menos de uma semana descobri que ela tinha um caso a mais de 6 meses com um outro cara e que naquela semana havia acabado de sair com outro enquanto eu trabalhava……o duro não foi saber disso, o problema maior, hoje já superado, foi ouvir as coisas que ela e o outro conversavam por telefone” o cara: nossa vc me deixou todo esfolado…Ela: Mas eu falei que eu era apertadinha…..” e pior que a filha da puta era mesmo….rsrsrsr….hoje eu dou risada, mas não foi fácil…ela era uma verdadeira dama na sociedade, fina, culta e por trás dos bastidores uma verdadeira vagabunda……Eu recomendo que vc faça o mesmo, é ilegal, mas, se não me engano, se for instalada em sua linha telefônica (em seu nome) não é……mas, como amigo eu lhe dou um conselho: Prepare-se, podes ouvir coisas que te façam se arrepender depois, mas, não haverá verdades que não sejam reveladas e acabará conhecendo os amigos dela e seus….boa sorte….
    Obs.: Hoje ela não está mais viva…calma….não fui eu, ela teve um problema de saúde e morreu…..meu problema hoje é outro, ela no leito de morte me pediu perdão, mas, até hoje, de coração eu não a perdoei e nem sei se vou conseguir…..isso me atrapalha até hoje, mas, este ódio eu carrego até quando eu não sei…..mais tá dado o meu recado….

    Boa sorte amigo

    • SARA

      OI AMAURI,SEU CONSELHO FOI BOM,MAIS NEM TODAS AS MULHERES SAO IGUAIS…..MAIS LAMENTO O QUE ACONTECEU COM VC!
      TRABALHO COM ESSE TIPO DE PROBLEMAS E POSO TE AJUDAR SE VC QUISER E CLARO! SOU UMA DEPRESSIVA EM RECUPERACAO E O MEU PROJETO HOJE E AJUDAR PESSOAS QUE PASSAM E QUE PASSARAM POR SITUACOES COMO A SUA!
      FICARIA MUITO FELIZ EM PODER AJUDA-LO!
      saramassagista@hotmail.com.br

  • Amauri

    Colega, vou ser sincero….as mulheres tem a mania de ocultar as coisas que realmente sentem ou o que realmente acontecem e pensam….depois de 3 anos de relacionamento com a minha ex-mulher, crises de ciúmes e cenas em público…..resolvi colocar uma escuta telefônica em minha residencia para descobrir o motivo das depressões e de que maneira poderia ajudar porque, provavelmente ela conversava com alguma amiga ou parente sobre os problemas pessoais dela…..pois bem, o trouxa (eu) fiz tudo direitinho, coloquei a escuta e em menos de uma semana descobri que ela tinha um caso a mais de 6 meses com um outro cara e que naquela semana havia acabado de sair com outro enquanto eu trabalhava……o duro não foi saber disso, o problema maior, hoje já superado, foi ouvir as coisas que ela e o outro conversavam por telefone” o cara: nossa vc me deixou todo esfolado…Ela: Mas eu falei que eu era apertadinha…..” e pior que a filha da puta era mesmo….rsrsrsr….hoje eu dou risada, mas não foi fácil…ela era uma verdadeira dama na sociedade, fina, culta e por trás dos bastidores uma verdadeira vagabunda……Eu recomendo que vc faça o mesmo, é ilegal, mas, se não me engano, se for instalada em sua linha telefônica (em seu nome) não é……mas, como amigo eu lhe dou um conselho: Prepare-se, podes ouvir coisas que te façam se arrepender depois, mas, não haverá verdades que não sejam reveladas e acabará conhecendo os amigos dela e seus….boa sorte….
    Obs.: Hoje ela não está mais viva…calma….não fui eu, ela teve um problema de saúde e morreu…..meu problema hoje é outro, ela no leito de morte me pediu perdão, mas, até hoje, de coração eu não a perdoei e nem sei se vou conseguir…..isso me atrapalha até hoje, mas, este ódio eu carrego até quando eu não sei…..mais tá dado o meu recado….

    Boa sorte amigo

  • thiago

    Olá Dr. Love!
    Como posso ajudar uma pessoa com crise depressiva?
    Essa pessoa já faz tratamento Psiquiátrico, ela esta bem,
    mas tem dia que ela está um pouco agressiva verbalmente.
    Gostamos um do outro,há pouco tempo de namoro estamos
    quase morando juntos.Já deixei bem claro pra ela que eu
    vou sempre está ao lado dela,ela me agradece por eu esta
    sempre que precisa de me.
    Então como posso ajuda – lá mais ainda quando ela se
    sentir sozinha com um início depressivo ?

    Agradeço.

    Salvador-Ba

  • thiago

    Olá Dr. Love!
    Como posso ajudar uma pessoa com crise depressiva?
    Essa pessoa já faz tratamento Psiquiátrico, ela esta bem,
    mas tem dia que ela está um pouco agressiva verbalmente.
    Gostamos um do outro,há pouco tempo de namoro estamos
    quase morando juntos.Já deixei bem claro pra ela que eu
    vou sempre está ao lado dela,ela me agradece por eu esta
    sempre que precisa de me.
    Então como posso ajuda – lá mais ainda quando ela se
    sentir sozinha com um início depressivo ?

    Agradeço.

    Salvador-Ba

  • LAINEE

    Passei exatamente por esse caso que o Graciano comentou. Me sentia como ele descreveu, são mágoas que vão se acumulando e como falava varias vezes e não surtia efeito, cansei de discutir. Aí me fechei e começam os sintomas de depressão. Resolver me calar foi a última tentativa de chamar a atenção que algo estava muito errado, que não estava satisfeita. No caso do Graciano achei ótimo ele perceber e querer ajudar, por que meu ex-marido achou que sempre estava com razão em tudo. O que eu gostaria que ele tivesse feito, é o que o Graciano está se propondo, verificar os erros, mostrar que ama ela e os filhos e quer acertar os ponteiros. Eu não queria a separação, queria na verdade reencontrar o nosso relacionamento, que virou rotina e meu ex só pensava em trabalhar. Sofri muito com a separação e não indico esse caminho para ninguém. Infelizmente são poucos que tem a sensibilidade do Graciano.

  • michaeel

    Rapaz, passei e estou passando por problemas parecidos. Minha primeira esposa é depressiva diagnosticada e durante todo nosso relacionamento eu ocupei o lugar de provedor, mas infelizmente ela não buscava ajuda, um tratamento psicológico e depois de 12 anos de relacionamento eu não suportei mais e nos separamos. Felizmente ela, depois desse baque, procurou ajuda e vem se tratado, infelizmente não a tempo de salvar nossa relação.
    Hoje sou casado novamente e, para variar, minha esposa tá em depressão também. A diferença é que ela está em tratamento, já teve duas quando ainda não nos conhecíamos mas não as tratou da forma certa. É muito difícil para todos os envolvidos, mas agora já tenho uma certa experiência.
    Abraços a todos nesta situação e força para vencer os obstáculos diários que encontramos para sermos felizes.

  • M Jcouti

    Que bom que achei esse site, e ver que posso compartilhar da experiencia de outros..

  • Rosane Michels

    Meu problema é exatamente o contrário, meu MARIDO é que é um poço de depressão, mau humor, azedume, irritabilidade. 11 anos tentando ajudar, em vão, estou cansada. Já começou trocentos tratamentos médicos e não conclui nenhum, só faz o tratamento durante o período em que está sob ameaça de ser abandonado por mim… depois, volta tudo à mesma coisa, a sensação que tenho é a de estar dando murro em ponta de faca.

    Cheguei a parar de trabalhar pra reforçar a auto-estima dele, porque é visível que cada vez que eu faço sucesso em algo, ele afunda ainda mais. Psiquiatria, psicoterapia, gente, até ‘tratamento espiritual’ já rolou, e as coisas só vão piorando. Não sei mais a quem recorrer… meu casamento está desmoronando, meu marido é uma pessoa infeliz o tempo todo, mesmo falando que não quer se separar, mostra no dia a dia que sua vida é uma infelicidade só.

    Venho “levando” as coisas durante todos esses anos, rezando para que ele “acorde”, e tentando desesperadamente meios de torná-lo menos infeliz… a sensação que tenho é a de que esgotei todos os meus recursos, em vão. Temos uma filha com 10 anos, que agora está também no rol das pessoas que ele agride verbalmente, magoa, e ela também passa a sofrer as consequencias desse casamento falido que se arrasta pela UTI da vida porque meu marido parece ter gostado de ser vítima do mundo inteiro.

    Não quero ver minha filha magoada, sei que tenho obrigações para com meu marido, mas simplesmente NÃO suporto mais essa vida… Nossa situação financeira está desabando, porque ele simplesmente não tem ânimo pra trabalhar, não liga pra nada, não quer saber de nada… passa o tempo todo de cara fechada, amuado, grosso, irritadiço com qualquer coisa, o que afastou a maioria dos clientes dele… Comecei a planejar meu retorno ao exercício da minha profissão (até por questão de sobrevivência, já que no último ano vivemos basicamente do que eu tinha economizado ao longo de anos antes de me casar), e isso piorou o estado dele de forma gritante… agora, além do mau humor, azedume, cansaço crônico e empurra-empurra dos problemas do cotidiano, ele passou a somatizar: dói cabeça, doem as costas, doem os pés, dói tudo, cada dia uma novidade. Vai em médicos, faz exames, mas tratar de fato não trata… por 2 dias até senta menos torto, caminha 1 x em volta da quadra, toma o remédio, mas… pode marcar no calendário, no terceiro dia larga tudo, e uma nova dor aparece, ou ele ressuscita uma das anteriores… aos 38 anos, se comporta como um velho de 90 EM TUDO.

    As dívidas se acumulam, não dou conta de tudo sozinha, e não sei mais pra onde correr, o que fazer… cada vez mais a idéia de me matar e deixar minha filha aos cuidados da madrinha é mais forte, porque não vejo mais luz alguma no fim do túnel.

    Cheguei à conclusão óbvia: não tem como ajudar quem não tá a fim de ser ajudado. 11 anos eu tentei. agora, vou retomar minha vida, tentar voltar ao mercado de trabalho, e se ele quiser, que se mate, porque nunca mais vou deixá-lo me afundar só pra ELE se sentir menos mal consigo mesmo e com a vida.

    E podem apostar, assim que eu conseguir me sustentar de novo e sustentar nossa filha, e não dependa mais das economias que eu ainda tinha guardadas (minguaram, estão à beira de acabar), eu o mando passear, com a consciência tranquila de que fiz o meu melhor.

  • Rosane Michels

    Meu problema é exatamente o contrário, meu MARIDO é que é um poço de depressão, mau humor, azedume, irritabilidade. 11 anos tentando ajudar, em vão, estou cansada. Já começou trocentos tratamentos médicos e não conclui nenhum, só faz o tratamento durante o período em que está sob ameaça de ser abandonado por mim… depois, volta tudo à mesma coisa, a sensação que tenho é a de estar dando murro em ponta de faca.

    Cheguei a parar de trabalhar pra reforçar a auto-estima dele, porque é visível que cada vez que eu faço sucesso em algo, ele afunda ainda mais. Psiquiatria, psicoterapia, gente, até ‘tratamento espiritual’ já rolou, e as coisas só vão piorando. Não sei mais a quem recorrer… meu casamento está desmoronando, meu marido é uma pessoa infeliz o tempo todo, mesmo falando que não quer se separar, mostra no dia a dia que sua vida é uma infelicidade só.

    Venho “levando” as coisas durante todos esses anos, rezando para que ele “acorde”, e tentando desesperadamente meios de torná-lo menos infeliz… a sensação que tenho é a de que esgotei todos os meus recursos, em vão. Temos uma filha com 10 anos, que agora está também no rol das pessoas que ele agride verbalmente, magoa, e ela também passa a sofrer as consequencias desse casamento falido que se arrasta pela UTI da vida porque meu marido parece ter gostado de ser vítima do mundo inteiro.

    Não quero ver minha filha magoada, sei que tenho obrigações para com meu marido, mas simplesmente NÃO suporto mais essa vida… Nossa situação financeira está desabando, porque ele simplesmente não tem ânimo pra trabalhar, não liga pra nada, não quer saber de nada… passa o tempo todo de cara fechada, amuado, grosso, irritadiço com qualquer coisa, o que afastou a maioria dos clientes dele… Comecei a planejar meu retorno ao exercício da minha profissão (até por questão de sobrevivência, já que no último ano vivemos basicamente do que eu tinha economizado ao longo de anos antes de me casar), e isso piorou o estado dele de forma gritante… agora, além do mau humor, azedume, cansaço crônico e empurra-empurra dos problemas do cotidiano, ele passou a somatizar: dói cabeça, doem as costas, doem os pés, dói tudo, cada dia uma novidade. Vai em médicos, faz exames, mas tratar de fato não trata… por 2 dias até senta menos torto, caminha 1 x em volta da quadra, toma o remédio, mas… pode marcar no calendário, no terceiro dia larga tudo, e uma nova dor aparece, ou ele ressuscita uma das anteriores… aos 38 anos, se comporta como um velho de 90 EM TUDO.

    As dívidas se acumulam, não dou conta de tudo sozinha, e não sei mais pra onde correr, o que fazer… cada vez mais a idéia de me matar e deixar minha filha aos cuidados da madrinha é mais forte, porque não vejo mais luz alguma no fim do túnel.

    Cheguei à conclusão óbvia: não tem como ajudar quem não tá a fim de ser ajudado. 11 anos eu tentei. agora, vou retomar minha vida, tentar voltar ao mercado de trabalho, e se ele quiser, que se mate, porque nunca mais vou deixá-lo me afundar só pra ELE se sentir menos mal consigo mesmo e com a vida.

    E podem apostar, assim que eu conseguir me sustentar de novo e sustentar nossa filha, e não dependa mais das economias que eu ainda tinha guardadas (minguaram, estão à beira de acabar), eu o mando passear, com a consciência tranquila de que fiz o meu melhor.

  • Rosane Michels

    Meu problema é exatamente o contrário, meu MARIDO é que é um poço de depressão, mau humor, azedume, irritabilidade. 11 anos tentando ajudar, em vão, estou cansada. Já começou trocentos tratamentos médicos e não conclui nenhum, só faz o tratamento durante o período em que está sob ameaça de ser abandonado por mim… depois, volta tudo à mesma coisa, a sensação que tenho é a de estar dando murro em ponta de faca.

    Cheguei a parar de trabalhar pra reforçar a auto-estima dele, porque é visível que cada vez que eu faço sucesso em algo, ele afunda ainda mais. Psiquiatria, psicoterapia, gente, até ‘tratamento espiritual’ já rolou, e as coisas só vão piorando. Não sei mais a quem recorrer… meu casamento está desmoronando, meu marido é uma pessoa infeliz o tempo todo, mesmo falando que não quer se separar, mostra no dia a dia que sua vida é uma infelicidade só.

    Venho “levando” as coisas durante todos esses anos, rezando para que ele “acorde”, e tentando desesperadamente meios de torná-lo menos infeliz… a sensação que tenho é a de que esgotei todos os meus recursos, em vão. Temos uma filha com 10 anos, que agora está também no rol das pessoas que ele agride verbalmente, magoa, e ela também passa a sofrer as consequencias desse casamento falido que se arrasta pela UTI da vida porque meu marido parece ter gostado de ser vítima do mundo inteiro.

    Não quero ver minha filha magoada, sei que tenho obrigações para com meu marido, mas simplesmente NÃO suporto mais essa vida… Nossa situação financeira está desabando, porque ele simplesmente não tem ânimo pra trabalhar, não liga pra nada, não quer saber de nada… passa o tempo todo de cara fechada, amuado, grosso, irritadiço com qualquer coisa, o que afastou a maioria dos clientes dele… Comecei a planejar meu retorno ao exercício da minha profissão (até por questão de sobrevivência, já que no último ano vivemos basicamente do que eu tinha economizado ao longo de anos antes de me casar), e isso piorou o estado dele de forma gritante… agora, além do mau humor, azedume, cansaço crônico e empurra-empurra dos problemas do cotidiano, ele passou a somatizar: dói cabeça, doem as costas, doem os pés, dói tudo, cada dia uma novidade. Vai em médicos, faz exames, mas tratar de fato não trata… por 2 dias até senta menos torto, caminha 1 x em volta da quadra, toma o remédio, mas… pode marcar no calendário, no terceiro dia larga tudo, e uma nova dor aparece, ou ele ressuscita uma das anteriores… aos 38 anos, se comporta como um velho de 90 EM TUDO.

    As dívidas se acumulam, não dou conta de tudo sozinha, e não sei mais pra onde correr, o que fazer… cada vez mais a idéia de me matar e deixar minha filha aos cuidados da madrinha é mais forte, porque não vejo mais luz alguma no fim do túnel.

    Cheguei à conclusão óbvia: não tem como ajudar quem não tá a fim de ser ajudado. 11 anos eu tentei. agora, vou retomar minha vida, tentar voltar ao mercado de trabalho, e se ele quiser, que se mate, porque nunca mais vou deixá-lo me afundar só pra ELE se sentir menos mal consigo mesmo e com a vida.

    E podem apostar, assim que eu conseguir me sustentar de novo e sustentar nossa filha, e não dependa mais das economias que eu ainda tinha guardadas (minguaram, estão à beira de acabar), eu o mando passear, com a consciência tranquila de que fiz o meu melhor.

  • Txulian

    Rosane!!!
    Adorei seu comentário… estou namorando á pouco tempo, e venho vivendo esse dilema sobre conviver com uma pessoa depressiva… sei que pra alguns a coisa melhora, mas não acontece pra todos.
    E dessa segunda categoria, a qual vejo que tu se encontra, adorei essa tua conclusão.
    Muito tem medo de ficar sozinhos ou coisa parecida… Pois bem.

    Eu não tenho mais esse medo.
    Penso assim como você… tenho meus planos e meus sonhos, embora ame minha namorada, EU ME AMO também.

    Vou tentar dar mais um gás pra arrumar as coisas, até porque sinto que ainda temos chances… mas assim que perceber a falta de interesse total…

    Já era…

    EU ME AMO!

  • Pamela dias

    Com certeza voces não devem ter cuidado direito de suas esposas por isso estão depressivas…
    Uma mulher bem amada jamais será depressiva…
    Devem ser do tipo que paqueram ou comentam de outras mulheres na frente, que deixam elas perceberem que estão vendo filmes pornograficos, que soltam o stress em cima delas…
    Não a mulher que aguente,acaba ficando doente mesmo…
    Homens brasileiros são machistas e não cuidam da esposa direito,estão sempre de olho no gramado do vizinho.
    As mulheres guardam cada gafe de voces e depois ficam doentes, sem motivação para viverem felizes, então voces se sentem as vitimas porque estão cuidando,mas na realidade voces são os vilões, os criadores da depressão…

  • socorro !!!

    Passo Hoje exatamente pela mesma situação e ja não sei o que fazer pela minha Esposa e pelo meu casamento o pior e que tivemos ma filha recentemente ( 3 meses), ja não tenho força as vezes acho que me encontro em um abismo queria saber o que aconteceu com vc amigo Graciano pois tenho medo do caminho que minha vida vem tomando. Um Abraço a todos…

  • Jocy Cat

    procure igreja peca a deus para resolver isso por se nao for da vontade dele tudo vai da serto  tamdem tou passando porisso e tou indo na igreja e deus ta aliviando esse poplema

  • Rafaelpereira

    Ola pessoal, estou enfrentando um serio problema no casamento, sou casado a 13 anos, nunca trai minha esposa, sempre a respeitei, mas ela vem tendo atitudes dificeis, algumas ela ja ate tinha,mas eu ignorava, so que agora estao se agravando e ficando insuportaveis, tipo ela fala mau de minha familia, xinga minha mae minha irma e irmao , xinga comigo, nao com eles.eu peço para deixar minha familia fora de  briga pois respeito muito a familia dela, ela grita xinga , grito com nossos filhos de 9 e 10 anos.
    totalmente sem paciencia comigo, nao aceuta nada que falo, quer tudo do jeito dela, nao sou nehum santo, mas tenho uma santa paciencia,nao sei o que fazer, nao sei se consigo separar, amo meus filhos demais, nao conseguiria ficar longe deles nunca, por nada. e nao tem dialogo mais com ela carinho entao , nem sei o que e mais, tenho apenas 38 anos e nao aguento sofrer  mais…

    • http://www.gustavosa.com Gustavo Souza Gonçalves de Sá

      Sai dessa meu amigo..

      Filho nao é mais impedimento pra divorcio nao.. vai viver sua vida!

    • Ana

       Sabe, vendo o relato de vcs até me faz questionar qual o problema comigo. Sou casada há 13 anos, tenho uma filha, sempre fui muito honesta no meu casamento, procuro me cuidar em termos de aparência, enfim… sempre procurei não dar um motivo para um possível divórcio. No entanto, depois que o meu marido foi promovido, mudamos de cidade, eu abri mão de um emprego perfeito para acompanhá-lo. Neste período de transição de emprego foram 4 mêses distantes, ele em uma cidade eu em outra, qdo enfim ele nos trouxe para voltarmos a morar todos juntos, ele estava diferente, disse ter perdido o interesse em sexo e daí por diante foi desmoronando. Passou a dedicar-se demais ao trabalho e deixou bem claro que essa é a sua prioridade, me deixando totalmente de lado. E agora, depois de 1 ano vez ou outra passa a noite fora em festas, diz que não faz nada demais, apenas precisa ficar sozinho de vez em quando (válvula de escape). Como qualquer mulher normal essa situação não me agrada, da última vez em que ele fez isso e questionei ele disse que queria o divórcio, está irredutível, simplesmente não pensa na situação, quer que eu pegue a nossa filha e me vire… que a sua parte ele cumprirá pagando pensão, o resto é comigo. As suas esposas são privilegiadas, pq vcs têm um interesse em manter o casamento. No meu caso, valorizo demais a família, penso muito na minha filha, e não sei mais o que fazer, não vejo outra saída senão enfrentar os fatos e sair, muito embora não consigo parar de me questionar onde foi que errei… entendo demais a vc, Rafael de fato é um sofrimento insuportável, irônico, pois é “papo de homem” no entanto me comoveu o relato de alguns de vcs que eu julgava “raça insensível” e foi inevitável comparar a contradição das histórias.

  • Daniel G.

    Também estou enfentando um sério problema com minha esposa depressiva e não sei mais o que fazer. Ela sofre de depressão e baixa auto-estima. Sabe que tem o problema,  há três anos disse que iria procurar ajuda, mas que não queria que eu a pressionasse. Existem períodos em que ela melhora mas o problema sempre volta e, após anos, a gente vai se desgastando. Ela anda distante e o sexo é raro. Nos ultimos meses percebi mudanças sutis nas suas atitudes e chego a desconfiar que ela anda procurando alguém, mas não dá para ter certeza. Frequentemente ela dá a impressão que está simplesmente esperando que eu dê o basta, que ela quer terminar, mas quer que eu termine primeiro. Sei muito bem o que é depressão mas é difícil não deixar de ver o lado confortável para ela, quando vejo que eu me esforço para fazer tudo, trabalho, estudo e faço as tarefas domésticas. Ela também trabalha e estuda mas vive reclamando do trabalho, não se empenha na faculdade e, se deixar, dorme o dia inteiro. Das tarefas domésticas pouco faz, pouco estuda e não tem demonstrado interesse por nada. ás vezes perco a paciencia, mas nunca lhe dirigi um palavrão e, não sou do tipo que fica remendo rancor. Não sou ciumento nem controlador e sempre apoiei ela em todas suas decisões. Para piorar, a baixa auto-estima dela faz com que todas as vezes que eu tento incentivá-la minhas palavras sejam interpretadas como crítica e alimentam mais crises. Estou oscilando entre o amor e a raiva, entre enfrentar a situação com mais força ainda ou dar-lhe um pé-na-bunda porque não sou de ferro. A única certeza que tenho é que estou ficando esgotado e a chegada dos fins de semana traz mais apreensão do que alivio do dia-a-dia.

  • desiludido

    Putz, nunca tive a ilusão de que essas coisas no casamento só aconteciam comigo, mas me espantei em ver  tanta gente com problemas parecidos….. Acho que o problema é a instituição casamento mesmo… Mas enfim vivo atualmente coisas parecidas, minha esposa tem depressão , alias, acredito que sempre teve, variando a intensidade apenas. Acontece que estou saturado dessa situação, já tive períodos de depressão tb, mas algo leve, nada comparado ao que ela vive, pois, sempre corri atrás das coisas, não me deixo desanimar por qualquer coisa, estou sempre querendo melhorar de vida, tanto financeiramente, qto como pessoa e hj sinto um peso muito grande em olhar para ela e ver sempre a mesma coisa, uma pessoa sem auto-estima, que não acredita em si mesma, esperando tudo dos outros e etc. Já ficamos um tempo afastado e voltamos, pq sempre fico naquela esperança de que um dia vai dar certo. Hoje, no  nosso relacionamento não há diálogo, sexo é sempre chorado… pq tenho que insistir, afinal estou vivo e sinto muita necessidade. Ela está tomando remédios, já fizemos terapia de casal e individual, mas nada de melhoras. Isso não é nem metade…… Vi aqui que muitos tem muita paciencia, dedicação  e acho muito bonito, mas nao consigo mais ter essa paciencia toda, minha vida está passando , tenho 32 anos e quero ser feliz. Acho que a única coisa que me segura hj é o fato de termos um filho de 3 anos e sou louco por ele, nao consigo me ver longe dele. Se não fosse isso, já teria pulado do barco há muito tempo atrás. Não me ilude em achar que se encontrar outra pessoa, será um conto de fadas, pq isso não existe, mas  é dificil viver dessa maneira.

    • SARA

      CUIDADO QUE UM DIA ESSA DOENCA PODE TE PEGAR! DAI QUERO VER QUEM VAI TE AJUDAR! UM HOMEM QUE QUER FAZER SEXO COMO UMA PESSOA DEPRESSIVA E AINDA O FAZ CHORAR,,,ISSO E ESTUPRO ! DEIXA DELA,QUE UM DIA ELA VAI ENCONTRAR UM CARA BEM LEGAL,E A SUA DEPRESSAO IRA EMBORA! VC E A DEPRESSAO DELA! VAMOS VER QUEM VAI CHORAR POR ULTIMO,,,,,HISTORINHA PRA BOI DORMIR,,DIZENDO QUE O FILHO QUE ESTA AQUENTANDO O CASAMENTO! CARA, LAMENTO SO UMA COISA! QUE VC AINDA RESPIRA!!!!

      • Edson

        Vai se lascar, Sara! É OBRIGAÇÃO da mulher satisfazer o homem, sob pena de levar tantos chifres quantos são os dias de uma semana. Além do mais, perde todos os direitos pois não está cumprindo com suas obrigações. Se não quer mais, some da frente do homem com uma mão na frente e outra atrás, como castigo por ter sido tão intragável e insípida no casamento. A obrigação não é só do homem, minha cara! Aliás, vc está muito entendida no assunto, não???? Será que vc está deixando seu marido na mão também????? Olha lá que vc não passa mais embaixo da porta e vai ter que pagar pelos seus erros também…..

    • Mariana Helena Alves

      Cara, esqueceu que é lei dividir os bens se houver separação? Quando
      você se casou, você não tomou conhecimento das leis acerca de cada
      espécie de união conjugal? A justiça é quem manda, querendo você ou não!
      Desde quando transar é obrigação da mulher? Ideia machista, ou pior que
      isso, EGOÍSTA, o egoísmo nunca deu certo mesmo, leva qualquer um para o
      fundo do poço e infelizmente existem pessoas como você que pensam no seu
      próprio prazer sem se importar como sua esposa se sente, a tratando
      como uma serva sua, e não como sua adjutora como Eva foi para Adão, pois
      Deus criou a mulher, não para ser pisada pelo seu esposo e nem para
      humilhar ele, mas para caminhar ao lado dele, sendo assim, nenhum melhor
      que o outro. Se você ama sua mulher respeite-a em todos os sentidos,
      pois a promessa
      de amar e respeitar na alegria e na TRISTEZA, na saúde e na DOENÇA, você
      deixou de cumprir, sendo assim, um homem não tão homem assim, um marido

      meia-boca. E essa de que a mulher merece ser traída porque não quer
      transar é conversinha para boi dormir. Tem muita mulher aí que cumpre
      seu papel, mas o seu esposo sequer cumpre o dele em ser fiel. E mais,
      quem casa sob a bênção de Deus, não deve haver traição em ambas as
      partes, a fidelidade é bíblica, o adultério é condenável. E pode ter
      certeza, se você não a respeita, há quem a respeite, hoje em dia há
      homens mais homens que você e que dariam tudo para estar no seu lugar.

  • S.B.

    Estou passando por algo muito semelhante. A diferença é que ela é namorada e não esposa (há 2 anos). O mais difícil é que moramos a uma certa distância. Sempre nos programamos para nos ver com bastante frequencia (alguns meses praticamente moramos juntos), mas há 1 mês e meio não nos vemos (em função da crise que ela teve).
    Ao mesmo tempo que ela fica extremamente irritada e pede distância (e já teve na adolescência histórico de depressão), ela me cobra coisas, diz gostar muito de mim, etc.
    Estou seriamente pensando em ir na cidade dela de repente, para tentar deixá-la mais segura, mas temo que isso possa assustá-la mais.

  • CARLOS KLEBER

    Tudo leva a crê que minha mulher está doente ou será que sou eu.

    Sempre muito calada sempre na cama cansada. E eu percebendo sem saber o que
    falar por também esta passando por certas dificuldades sem trabalhar ela e eu também.

    Ela começou a frequentar um centro espírita e rezando muito em casa no
    quarto e eu como fuga com amigos do codomínio.

    Ate um dia fatídico ao chegamos do centro espírita ela me disse que não
    daria, mas para ficamos juntos implorei seu perdão ela me disse que não confia mais
    em mim e nada saiu de casa 2 dias depois eu desesperado com a situação sei que um a pessoa dependente
    e sofre de síndrome do pânico e muito renegada de amor pela família ao
    contraria da minha que sempre teve um dos motivos que me acuso que só vivo na
    casa de minha mãe não dou atenção e nego sem amor sabendo que não nego mas ela
    sempre que do jeito dela no dia que ela quer da forma que ela quer e sempre cedo
    por amo será que tenho que ser adivinhão para ainda fazer mas.

    Comecei acreditar depois de tantas acusações que a culpa sem sua
    presença em casa sozinha desesperado sem sua presença seria minha será que ela
    n falhou em algo com toda situação difícil que estamos passando nunca deixei
    faltar nada minha família sempre nos apoiando em tudo em casa e em todas as
    nossas decisões, temos 7 anos juntos, mas saio de casa com toda esta situação
    foi morar em uma casa de uma amiga que
    mora só com todos os problemas que sei que tem fico preocupado com ela por sei
    que e a mulher de meus sonho e é a mulher que amo. Esta atualmente irredutível
    com situação e eu a cada dia que passa fico mais desesperado com sua falta.

  • Anderson ferreira

    Dr love. Minha namorada não quer mais sexo só que ficar no escuro,não quer mais sair na rua se sente mal todos os dias e fez muitos exames e não deu nenhuma alteração em questão da saúde dela e foi constatado que ela tem Depressão e já estou desanimando. e amo muito ela, não quero romper meu namoro com ela! E não sei por onde começar para ajudar ela a não piorar

  • luana

    olá , tive vendo as perguntas de todos vocês ,e realmente me surpreendeu. pois sou uma mulher de 25 anos , fisicamente muito bonita , e conheci uma boa parte do mundo ,pelo fato de ter trabalhado como , garota de programa , A algum tempo ,larguei a noite por um homem bom , e extremamente esforçado em vencer na vida. jamais imaginaria me encontrar em uma situação dessa ,até mesmo pelo fato de eu estar completamente com , a concepção de voltar pra Europa ,para realmente conquistar tudo q minha fisionomia me proporcionava .mais no final das contas ,me apaixonei ,e não consegui partir ,pois apesar da minha ,ambição ser muito grande ,consegui me alto superar , mais só pra explicar detalhadamente , queria continuar a seguir essa vida ,pelo fato de des de q me conheço por gente , ou seja, adulta, foi a única q conheci , pois sou do interior , e na época ,fui expulsa de casa , sem motivos fortes , e era virgem na época , e inocente .mais não vim aqui falar da minha história triste passada , e sim dos traumas q afetam 90 por cento dos brasileiros sendo depressão ,síndrome do pânico , trauma obsessivo compulsivo , e muitos outros . bem , viajei vários países , conheci muitas pessoas , me deslumbrei com muitos , e hoje estou casada , me sinto bem e feliz ,por saber q ele gosta de mim , me respeita ,pois com meus quilômetros corridos rsrs,já o testei varias vezes ,pois gosto de saber com quem estou lidando , pq hoje em dia as aparências nos surpreende ,mais a convivência nos decepciona dependendo da pessoa q nos lidamos , e até agora me sinto super feliz com ele, porém de algum tempo pra cá , comecei a ficar com depressão , apesar sem motivos mais ainda assim fiquei nessa situação ,então comecei a sentir coisas incríveis falta de sensibilidade , de amor para com as pessoas , sendo família ,amigo e até mesmo com meu marido ,fui dando corda a esses sentimentos até ver q eu não mais compaixão , agradecimento ternura , qualquer tipo de sensibilidade q qualquer pessoa normal sente. comecei então ficar espantada ,pois já não existia mais sensibilidade em minha pessoa ,para mim daria igual tanto o sol como a chuva , o fim do mundo como o mundo em eternidade , na teoria falar q sente isso é facio , mais na pratica , vc se sente um monstro . imagina uma pessoa q te faz uma bela surpresa vc achar normal , ou até ridículo , e engolir e tentar retribuir em gestos de agradecimento , sem siquir sentir isso. ou até mesmo um parente seu procimo morrer ,e vc não sentir nada.,então comecei a me preuculpar , e ver q meus sentimentos ou seja;minha falta de sentimentos , estava ficando igual a de um psicopata , então lembrei de um remédio q meu neurologista a muito tempo atrás me receitou ,cloridrato de fluoxetina , e comecei a pesquisar sobre o mesmo , e descobri que esse remédio é feito para o tratamento , de pessoas que esta não só com transtorno obsessivo compulsivo , mais sim com transtorno do pânico , famoso pelos psiquiatras ,mais nois chamos síndrome do pânico .então comecei a pesquisar o que cada uma dessas doenças mentais significava ,em suas característica ,quando pesquisei e me dei conta do que cada doença dessa significava , fiquei super preuculpada comigo , pois me dei conta q eu tinha os mesmo sintomas , e voltei al medico especialista e ele me receitou novamente , então resolvi toma-los corretamente , e comecei a ver resultado , pois já não dormia 17 horas por dia ,rsrsr pq isso era um absurdo, tinha mais disposição de correr atras das coisas , e viver o melhor possível , claro não resolveu 100 por cento meus problemas psicológico ,mais os estabilizou e nisso ,eu comecei a ter aquela força de viver q já não tinha a quase 4 anos atrás . muitas pessoas confunde problemas psicóticos ou psicológicos com preguiça ou falta de interesse pessoal ou financeiro , essas coisas vcs tem q aprender a alto analisar ,seu ou sua companheira , pois muitas parecem , super bem e feliz , e quando vem o surto mental acabam até mesmo se suicidando , para que isso não aconteça essas pessoa com esses problemas psicológicos , precisam de atenção, por mais q elas mostrem q esta infeliz e quer solidão , e ninguém a bajulando ,pois esse é o sintomas de uma depressão , e qualquer tipo de pressão ,seja financeiro ou de qualquer outro termo q essa pessoa tenha ,pode levar ela a surtar , uma pessoa assim tem q estar sempre com pessoas q a entendam e não a critiquem , não q vc tenha q concordar ou aceitar uma loucura dessa pessoa , mais sim explicar as consequências futuras q isso irar causa-las , e mostrar situações 1000 vezes piores do que a dela , e mesmo assim a pessoa segue lutando , pq afinal de contas , nada é perfeito . É difícil , ao longo do tempo a pessoa q tenta ajudar ,perde a paciência , a força e acaba vendo como algo sem saída , mais quando vc persiste em uma pessoa q vc gosta , e a quer bem , todo esforço é valido , pois somos ser humanos , e sempre precisamos de ajuda de um procimo , e também temos q pensar q um dia isso pode acontecer ,conosco ,pois não estamos insento de nada nesse mundo . e nada melhor do que saber q vc conseguiu fazer uma pessoa , viver novamente , e q vc conseguiu ajudar alguém q vc gosta , pois muitas pessoas querem ser olhada assim por seus amigos e familiares , mais a grande maioria das pessoas se tornaram tao secas , q se negam em querer perder seus preciosos tempos com os demais , mais sempre precisaremos de alguém q nos ajude em nossas vidas , seja família ,amigos ou até mesmo de uma acompanhante em nossa velhice , pois ela chega , e sem ajuda , não siquer conseguimos tomar banho , sozinho .

  • SARA

    Engrasado ,o cara faz besteira,deixa a mulher cheia de magoas e ainda quer dar uma de vitima! ela esta sofrendo sim,e poso te dizer com todas as letras que vc sim e o culpado! Agora fica ai se lamentando,ou dizendo que pode se envolver com outra mulher…. Pra mim esse tipo de pessoa nao devia existir! Uma pessoa com depressao precisa de carinho e ouvir do seu companheiro todos os dias – VC NAO ESTA SOZINHA,EU ESTOU AQUI E TE AMO O SUFICIENTE PARA ESTAR SEMPRE DO SEU LADO! ENTENDEU CARA?
    E muito facil colocar a culpa na mulher,covardia nao vai ajudar em nada! e se vc nao tem a inteligencia e nem a capacidade de ajuda-la, lamento!
    Nada contra vc,nao vejo nenhum defeito em vc,mais lamento que vc ainda respira!
    AQUI QUEM FALA E UMA MULHER EM RECUPERACAO DE UMA DEPRESSAO!

  • fvwevwevwev

    Sei bem o que é isso. Somos um casal muito bonito no “Facebook”, porém, dentro de casa, tenho uma mulher frustrada. Ela tem tudo: sexo, carinho, atenção, viagens, programas legais, um ótimo pai para os filhos, boa situação financeira… Mas ela só reclama, às vezes ela nem sabe do que… É depressão. Quando a conheci ela era muito diferente. Agora tenho que conviver com uma vítima todos os dias… É de F**

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5364 artigos
  • 654431 comentários
  • leitores online