Catecismos do Sexo

João Magalhães

por
em às | Frentes


Não havia Playboy e nem a Globo com suas novelas de sexo quase explícito. Lá pelos anos 50 e 60 quem quisesse ver mulher pelada ou cenas eróticas recorria aos catecismos. Isso mesmo!


Era assim que se chamavam os gibizinhos proibidos que a molecada escondia debaixo do colchão.

A celebridade dos quadrinhistas brasileiros da época era Carlos Zéfiro.

Na verdade, Alcides Aguiar Caminha, pacato funcionário do Departamento Nacional de Imigração, do Ministério do Trabalho, que usava aquele pseudônimo por medo de perder o emprego ou a aposentadoria.

Zéfiro era um mestre na arte de contar histórias picantes em traços bem definidos e textos criativos. O que presumivelmente se passava nas alcovas da sociedade urbana o inspirava.

E a lista era atraente: a dona de casa que traía o marido com muita classe; a secretária que fazia suspeitas horas extras em busca de uma promoção; a empregada doméstica recatada durante o dia, mas fogosa à noite, na cama com o patrão. Era um universo de fantasias e desejos sexuais só revelados pela pena hábil do artista.

Curioso é que ele não ganhou dinheiro com seu talento. O que lhe rendeu alguns trocados foi a música, em especial A Flor e o Espinho, que fez em parceria com Nelson Cavaquinho – aquela o “tire seu sorriso do caminho que eu quero passar com a minha dor”.

“Eu vendia os meus originais por 3 mil réis. Essa quantia não pagava nem o papel”, ele evelou em entrevista à revista Semanário, pouco antes de sua morte, em 1992.

No exterior, os quadrinhos eróticos eram vistos como arte pura, desde o aparecimento do lustrador peruano Alberto Vargas com suas pinups até os hentai japoneses.

Merecem destaque também o italiano Milo Manra, o francês Geoorge Pichard e o americano Eric Stanton.

Veja abaixo ranking do Repórter Net dos melhores sites de desenhos eróticos.

Carlos Zéfiro
Os catecismos de Carlos Zéfiro serviram de iniciação sexual para a garotada dos anos 50 e
60. Era um livro de bolso com poucas páginas, com desenhos em pb e roteiros picantes.

Milo Manara
O italiano Milo Manara faz curvas femininas mais do que perfeitas. Seus clássicos são O Clic e Perfume Invisível.http://www.milomanara.com/

George Pichard
O francês é considerado o deus do sadomasoquismo. A mais reverenciada de suas voluptuosas garotas é Paulette. No site La Mansarda você pode fazer o download de algumas de suas obras, entre as quais o Kama Sutra.

Eric Stanton
Sua especialidade era o sadomasoquismo. Suas mulheres são dominadoras e violentas. Stanton gostava de desenhar garotas que espancavam homens meio tímidos.

Hentai
Não é fácil apontar bons sites de hentais. Na maioria, a navegação é difícil e até mesmo rritante em razão de várias janelas que se abrem quase que ao mesmo tempo. Um bom ponto de partida é o happy hentai, com links confiáveis.

Pinups
O site Wurli presta uma homenagem a Alberto Vargas. Suas pinups são realmente uma obra de arte.

Artigo originalmente publicado no site ReporterNet.

João Magalhães


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • Pablo

    Acho que todo mundo quando menino, deu uma bisbilhotada em revistinhas como essas.

  • Pablo

    Acho que todo mundo quando menino, deu uma bisbilhotada em revistinhas como essas.

  • Dr. Raven

    Eu posso dizer com orgulho que fiz algo que minha geração não fez : Eu li Carlos Zéfiro.. Meu tio, 15 anos mais velho que eu, colecionava, e eu acabei lendo.. Não lembro muita coisa, mas de uma eu não pude esquecer, uma garota que tinha um porquinho de estimação chamado Charles, e acabava trepando com o porquinho, hahahahahaha

  • Dr. Raven

    Eu posso dizer com orgulho que fiz algo que minha geração não fez : Eu li Carlos Zéfiro.. Meu tio, 15 anos mais velho que eu, colecionava, e eu acabei lendo.. Não lembro muita coisa, mas de uma eu não pude esquecer, uma garota que tinha um porquinho de estimação chamado Charles, e acabava trepando com o porquinho, hahahahahaha

  • http://www.andrekenji.com.br/weblog André Kenji

    Colocar Zéfiro com Manara e Alberto Vargas é sacanagem.

  • http://www.andrekenji.com.br/weblog André Kenji

    Colocar Zéfiro com Manara e Alberto Vargas é sacanagem.

  • rodrigoalmeida

    De fato Zéfiro era uma lenda em seu tempo. Não diferente… o conheci encontrando os gibis do meu avô!

  • rodrigoalmeida

    De fato Zéfiro era uma lenda em seu tempo. Não diferente… o conheci encontrando os gibis do meu avô!

  • igor

    trsyhrt7tyhdthr8ufyt4h5ty8çgo9tuuyuuu

  • http://obonito igor

    trsyhrt7tyhdthr8ufyt4h5ty8çgo9tuuyuuu

  • http://www.monografiaenlouquece.blogspot.com/ Sandra Mara Lima

    O único equívoco do seu texto é afirmar que no “exterior” as publicações eróticas eram vistas como obras de arte. Isto dependia muito do tipo de publicação. Manara e Crepax publicaram “álbuns”.
    Os catecismos eram do tipo dos “eight pagers” – nada luxuosos ou dignos de ser apresentados nesta categoria.
    HOJE Carlos Zéfiro é visto como obra de arte também, admitem o como “artista naif” do traço erótico… Mas se você for pesquisar o lance das Tijuanas Bibles e dos Catecismos verá que era tudo clandestino mesmo! O underground do underground, “feio sujo e malvado”, sabe? risos Até hoje lá nos States não se admite as tijuanas bibles (embora já existam álbuns de luxo com reproduções) esse material não é vem visto pela hipócrita sociedade norte-americana. ;)

  • http://www.monografiaenlouquece.blogspot.com Sandra Mara Lima

    O único equívoco do seu texto é afirmar que no “exterior” as publicações eróticas eram vistas como obras de arte. Isto dependia muito do tipo de publicação. Manara e Crepax publicaram “álbuns”.
    Os catecismos eram do tipo dos “eight pagers” – nada luxuosos ou dignos de ser apresentados nesta categoria.
    HOJE Carlos Zéfiro é visto como obra de arte também, admitem o como “artista naif” do traço erótico… Mas se você for pesquisar o lance das Tijuanas Bibles e dos Catecismos verá que era tudo clandestino mesmo! O underground do underground, “feio sujo e malvado”, sabe? risos Até hoje lá nos States não se admite as tijuanas bibles (embora já existam álbuns de luxo com reproduções) esse material não é vem visto pela hipócrita sociedade norte-americana. ;)

  • Marcio Araujo

    As revistinhas de sacanagem de Zéfiro eram, acima de tudo, pedagógicas. Não só p/nós, mas principalmente p/as mulheres, que se queixam que seus maridos as traem. Claro que as traem, porque na cama elas não fazem 1/3 do que as mulheres dos quadrinhos de Zéfiro faziam. Se elas aplicassem o básico das revistas, muitos casamentos não teriam sido destruídos. Aprendam mulheres, ou continuarão sendo chifradas ( e nós tb ).

  • Marcio Araujo

    As revistinhas de sacanagem de Zéfiro eram, acima de tudo, pedagógicas. Não só p/nós, mas principalmente p/as mulheres, que se queixam que seus maridos as traem. Claro que as traem, porque na cama elas não fazem 1/3 do que as mulheres dos quadrinhos de Zéfiro faziam. Se elas aplicassem o básico das revistas, muitos casamentos não teriam sido destruídos. Aprendam mulheres, ou continuarão sendo chifradas ( e nós tb ).

  • Danilo S.

    Particularmente os desenhos e histórias do Milo Manara são muito bons.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5453 artigos
  • 657312 comentários
  • leitores online