Alberto Dell’Isola, 30, homem-memória

Gustavo Gitti

por
em às | Entrevistas e perfis


Depois de entrevistarmos diversos profissionais com formação híbrida, encontramos um cara que decidiu explorar os limites da memória humana.

Além de ser campeão brasileiro de memorização e recordista latino-americano, Alberto Dell’Isola trabalha como psicólogo, toca piano, dança tango, luta Muay Thai e conta que destrói com o Guile no Street Fighter II.

Usando técnicas de associação, ele saber em qual dia da semana cai qualquer data de 1753 até 2099, consegue decorar muitos nomes de pessoas, números randômicos, páginas de revistas, cartas embaralhadas e tudo o que puder ser armazenado sei lá onde em sua mente.


Link YouTube | Alberto Dell’Isola no Fantástico

1. Qual sua história? Quais suas origens?

Nasci em 12 de janeiro de 1980, um sábado, em Belo Horizonte. Sempre fui fascinado por computadores. Na adolescência, nos primórdios da internet no Brasil, eu e alguns amigos descobrimos falhas de segurança em alguns provedores da capital. Assim, capturávamos o login e senha do banco de dados do provedor e os anotávamos em pequenos caderninhos que eram vendidos para os coleguinhas de sala por cerca de R$ 15.

Esse dinheiro era inteiramente revertido em fitas de videogame – um bom investimento na época. Aos 18 anos, lecionava matemática e inglês em cursinhos pré-vestibulares da capital. Apaixonado por computadores, decidi obter certificações em programação (Microsoft e Sun), enquanto cursava ciência da computação.

2. Como descobriu que era isso que queria fazer e como chegou onde está?

Eu era considerado o cara mais esquecido da faculdade. Pra ter uma ideia, era comum eu ir pra faculdade de carro e voltar de ônibus simplesmente porque esquecia que havia ido de carro. Era comum eu ir ao cinema porque havia desistido de encontrar meu carro no estacionamento – engraçado que, após assistir a ultima sessão, eu sempre encontrava o carro facilmente!

No final de 2003, estava fazendo um trabalho acadêmico sobre memórias de computador. Enquanto buscava o termo “memory” no Google, surgiu um video de Dominic O’Brien, 8 vezes campeão mundial de memória. Nesse vídeo, ele memorizava a sequência de cartas de um baralho recém embaralhado em menos de um minuto. Na hora pensei: “Filho da puta! Como será que ele consegue fazer aquilo?”

alberto-dellIsola

Obstinado a descobrir o segredo de Dominic, passei dias e dias desenvolvendo algum sistema que me permitisse memorizar um baralho. Após diversas tentativas, cheguei a protótipo do sistema que utilizo hoje. De 2004 pra cá, esse sistema sofreu diversas alterações, me possibilitando quebrar o recorde latino americano de memorização de baralhos, com a marca de 280 cartas memorizadas em apenas 1 hora. Em 2004, resolvi investir pesado na carreira de homem-memória: resolvi abandonar a computação e cursar psicologia. Atualmente, sou psicólogo.

3. O que você faz atualmente? Qual sua especialidade? No que você é realmente bom?

Sou mentatleta – atleta da mente. Também sou membro do LADI (Laboratório de Avaliação das Diferenças Individuais), na UFMG, onde realizamos diversas pesquisas na área de psicologia. Academicamente, também estou com um projeto de reabilitação de memória de idosos com dano cognitivo leve.

Além da vida acadêmica, sou escritor, já tendo publicado 7 livros sobre os temas de memorização, leitura dinâmica, criatividade e administração do tempo. Em campeonatos de memória, minha especialidade é a memorização de baralhos: consigo memorizar a sequencia de um baralho inteiro em menos de 2 minutos e ao menos 5 baralhos em 1 hora. Também sou contador de cartas: consigo utilizar da estatística para ter mais sorte no Blackjack, já tendo sido expulso de alguns cassinos.

Finalmente, tenho muita habilidade com o calendário (juliano, gregoriano), conseguindo dizer em frações de segundo o dia da semana pra qualquer data. Agora, no que sou realmente bom? Street Fighter II, o original, com o Guile. ;-)

4. Conte um pouco do seu cotidiano.

Diariamente, corro ao menos 4 km pela manhã. Três vezes por semana, luto Muay Thai. Passo grande parte do dia escrevendo, seja para o meu blog ou algum livro novo em que esteja trabalhando.

Costumo treinar minha memória antes de dormir, memorizando ao menos 200 dígitos aleatórios por noite. Quando alguma competição se aproxima, costumo memorizar 1000 dígitos por dia e ao menos 8 baralhos.


Link YouTube | Alberto memoriza detalhes de 128 páginas de uma revista

5. Uma história ou uma cena que fez todo o esforço valer a pena

Estar do outro lado do mundo, praticando um esporte completamente desconhecido e ouvir os árbitros dizerem:

“New latin american record”

6. O que acontece nessa profissão que ninguém imagina?

Apesar de toda mídia espontânea (Caldeirão do Huck, Faustão, Fantástico, Revista Veja, dentre outros), ainda não possuo patrocinador. Desse modo, preciso financiar todas minhas viagens ao redor do mundo e quaisquer outros gastos que o esporte exija.

7. Quais os erros de outros profissionais que deixam você com vergonha da profissão?

Infelizmente, existem diversos profissionais que se dizem campeões de memória sem jamais terem disputado algum campeonato. Aliás, se eles tivessem ido a algum campeonato, eu certamente me lembraria. ;-)

8. Mulher: melhor trabalhar ao lado dela, melhor mantê-la longe ou nenhum dos extremos?

Felizmente, o homem-memória encontrou sua alma gêmea: a Miss Memória.

A Miss Memória, também conhecida como Valéria, me apoia em todos meus projetos. Aliás, compartilhamos muitos projetos juntos. Certamente é melhor trabalhar ao lado dela.


Link YouTube | 35 cores memorizadas no Simon Trickster (Crazy Mode). Tenta, vai, tenta…

9. O que você diria a um leitor que deseja aprimorar sua memória?

Conhecer as bases da memória e a curva do esquecimento é um bom início. Aqui mesmo no PapodeHomem já falei sobre isso.

Para mais dicas, fique ligado. Pretendo publicar mais artigos em breve.

10. O que você demorou muito tempo pra aprender e agora pode resumir em poucas palavras?

Não existe problema algum em escolher uma profissão inusitada. No entanto, é preciso ter coragem para enfrentar o funil do mercado de trabalho.

Quando escolhi ser o maior memorião do Brasil, eu sabia que existiam poucas vagas. Se seu sonho é ser jogador de futebol, modelo ou campeão de kickboxing, aceite a existência do funil e procure ser o melhor naquilo que você faz. Para os melhores, sempre haverá mercado.

11. Quais são os benefícios que seu trabalho gera para as pessoas?

Ao contrário do que possam imaginar, as técnicas de memória não servem apenas para se quebrar a banca dos cassinos. Essas técnicas possuem aplicação muito ampla, sendo úteis no contexto corporativo, no dia-a-dia, na escola e até mesmo na faculdade.

Participo de diversos programas de divulgação de tais técnicas, permitindo que cada vez mais pessoas se desfrutem delas. Aliás, grande parte dessas técnicas se encontram disponíveis gratuitamente em meu blog e site. Assim, só não melhora a memória quem realmente não quiser.

12. Quais seus outros interesses, práticas e habilidades?

Sou pianista, praticante de Muai Thay, torcedor do glorioso Atlético-MG e Coach com certificação internacional. Além disso, gosto de estudar temas como hipnose, comunicação, meditação, teoria da evolução e neurociência.

Danço tango também.

tango
Com a mulher, em uma apresentação de tango

13. Faça uma pergunta que gostaria muito que alguém que lhe perguntasse. E responda.

– Alberto, gostaria muito de contratá-lo para dar uma palestra em minha empresa, comprar seus livros e participar de seus workshops. Como faço? ;-)

– É simples! Basta entrar no blog www.memorizacao.blogspot.com ou no site www.supermemoria.com.br

Gustavo Gitti

Professor de TaKeTiNa, autor do Não2Não1, colunista da revista Vida Simples e coordenador do lugar. Interessado na transformação pelo ritmo e pelo silêncio. No Twitter, no Instagram e no Facebook. Seu site: www.gustavogitti.com


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • Bruno Lopes

    Isso me lembra aquele filme “Quebrando a banca”, muito interessante e uma profissão um tanto quanto diferente.

    Parabéns!

  • Bruno Lopes

    Isso me lembra aquele filme “Quebrando a banca”, muito interessante e uma profissão um tanto quanto diferente.

    Parabéns!

  • Bruno Lopes

    Isso me lembra aquele filme “Quebrando a banca”, muito interessante e uma profissão um tanto quanto diferente.

    Parabéns!

  • Bruno Lopes

    Isso me lembra aquele filme “Quebrando a banca”, muito interessante e uma profissão um tanto quanto diferente.

    Parabéns!

  • Lucas Henrique (Rocco)

    PUTAQUEPARIU!!!!!

    ahahahahah

    eu sou do tipo que ele era na faculdade…. tipo “ah..você já me disse isso” ahaha

    quem sabe fico fodão que nem o cara ai ahahahhahaha

    boa entrevista!!!

    e no SFII, ninguém me segura com o Blanka. Se você não morasse longe, eu te desafiava ;) ahahahahahah

    abraços pra todo mundo ae

    fuii

  • Lucas Henrique (Rocco)

    PUTAQUEPARIU!!!!!

    ahahahahah

    eu sou do tipo que ele era na faculdade…. tipo “ah..você já me disse isso” ahaha

    quem sabe fico fodão que nem o cara ai ahahahhahaha

    boa entrevista!!!

    e no SFII, ninguém me segura com o Blanka. Se você não morasse longe, eu te desafiava ;) ahahahahahah

    abraços pra todo mundo ae

    fuii

  • Lucas Henrique (Rocco)

    PUTAQUEPARIU!!!!!

    ahahahahah

    eu sou do tipo que ele era na faculdade…. tipo “ah..você já me disse isso” ahaha

    quem sabe fico fodão que nem o cara ai ahahahhahaha

    boa entrevista!!!

    e no SFII, ninguém me segura com o Blanka. Se você não morasse longe, eu te desafiava ;) ahahahahahah

    abraços pra todo mundo ae

    fuii

  • Lucas Henrique de Souza (Rocco)

    PUTAQUEPARIU!!!!!

    ahahahahah

    eu sou do tipo que ele era na faculdade…. tipo “ah..você já me disse isso” ahaha

    quem sabe fico fodão que nem o cara ai ahahahhahaha

    boa entrevista!!!

    e no SFII, ninguém me segura com o Blanka. Se você não morasse longe, eu te desafiava ;) ahahahahahah

    abraços pra todo mundo ae

    fuii

  • RODRIDO CARIOCA

    PHODA!

    BOA ENTREVISTA, ÓTIMO POST, PAPO DE HOMEM 2010 PROMETE.

  • RODRIDO CARIOCA

    PHODA!

    BOA ENTREVISTA, ÓTIMO POST, PAPO DE HOMEM 2010 PROMETE.

  • RODRIDO CARIOCA

    PHODA!

    BOA ENTREVISTA, ÓTIMO POST, PAPO DE HOMEM 2010 PROMETE.

  • RODRIDO CARIOCA

    PHODA!

    BOA ENTREVISTA, ÓTIMO POST, PAPO DE HOMEM 2010 PROMETE.

  • Daniel S.

    Essas tecnicas são otimas tambem para quem quer passar em concurso publico..kkkk
    =D

    Otimo texto.. vou praticar o que encontrar para ver se consigo uma memorização boa.

    Abs

  • Daniel S.

    Essas tecnicas são otimas tambem para quem quer passar em concurso publico..kkkk
    =D

    Otimo texto.. vou praticar o que encontrar para ver se consigo uma memorização boa.

    Abs

  • Daniel S.

    Essas tecnicas são otimas tambem para quem quer passar em concurso publico..kkkk
    =D

    Otimo texto.. vou praticar o que encontrar para ver se consigo uma memorização boa.

    Abs

  • Daniel S.

    Essas tecnicas são otimas tambem para quem quer passar em concurso publico..kkkk
    =D

    Otimo texto.. vou praticar o que encontrar para ver se consigo uma memorização boa.

    Abs

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    Alberto,

    Acho interessantíssimo a sua disposição de largar uma área e partir pra outra totalmente fechada.

    São casos assim que devem ser usados como exemplo da busca por aquilo que realmente queremos.

    Em termos de campeonato, quais são seus próximos objetivos? Já participou alguma vez do campeonato mundial?

    Abraços.

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    Alberto,

    Acho interessantíssimo a sua disposição de largar uma área e partir pra outra totalmente fechada.

    São casos assim que devem ser usados como exemplo da busca por aquilo que realmente queremos.

    Em termos de campeonato, quais são seus próximos objetivos? Já participou alguma vez do campeonato mundial?

    Abraços.

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    Alberto,

    Acho interessantíssimo a sua disposição de largar uma área e partir pra outra totalmente fechada.

    São casos assim que devem ser usados como exemplo da busca por aquilo que realmente queremos.

    Em termos de campeonato, quais são seus próximos objetivos? Já participou alguma vez do campeonato mundial?

    Abraços.

  • http://papodehomem.com.br Pablo Fernandes

    Alberto,

    Acho interessantíssimo a sua disposição de largar uma área e partir pra outra totalmente fechada.

    São casos assim que devem ser usados como exemplo da busca por aquilo que realmente queremos.

    Em termos de campeonato, quais são seus próximos objetivos? Já participou alguma vez do campeonato mundial?

    Abraços.

  • bob

    Cara você torce pro galo então eh ? ta faltando massa cinzenta neste cerebro então hehehehe . . . Palhaçada minha cara !!!

    PARABÉNS PELO SEU RACIOCINIO CARA .

  • bob

    Cara você torce pro galo então eh ? ta faltando massa cinzenta neste cerebro então hehehehe . . . Palhaçada minha cara !!!

    PARABÉNS PELO SEU RACIOCINIO CARA .

  • bob

    Cara você torce pro galo então eh ? ta faltando massa cinzenta neste cerebro então hehehehe . . . Palhaçada minha cara !!!

    PARABÉNS PELO SEU RACIOCINIO CARA .

  • bob

    Cara você torce pro galo então eh ? ta faltando massa cinzenta neste cerebro então hehehehe . . . Palhaçada minha cara !!!

    PARABÉNS PELO SEU RACIOCINIO CARA .

  • Dr Health

    Eu comprei o seu livro, Alberto!!! Fiquei surpreso quando vi que a PdH havia te entrevistado!

    Você é a prova viva com treinamento e dedicação, podemos atingir o aparentemente inatingível!!

    Parabéns, sou teu fã!!

    PS: Só falta começar a ler, hehehe, mas tá guardadinho aqui!

  • Dr Health

    Eu comprei o seu livro, Alberto!!! Fiquei surpreso quando vi que a PdH havia te entrevistado!

    Você é a prova viva com treinamento e dedicação, podemos atingir o aparentemente inatingível!!

    Parabéns, sou teu fã!!

    PS: Só falta começar a ler, hehehe, mas tá guardadinho aqui!

  • Dr Health

    Eu comprei o seu livro, Alberto!!! Fiquei surpreso quando vi que a PdH havia te entrevistado!

    Você é a prova viva com treinamento e dedicação, podemos atingir o aparentemente inatingível!!

    Parabéns, sou teu fã!!

    PS: Só falta começar a ler, hehehe, mas tá guardadinho aqui!

  • Dr Health

    Eu comprei o seu livro, Alberto!!! Fiquei surpreso quando vi que a PdH havia te entrevistado!

    Você é a prova viva com treinamento e dedicação, podemos atingir o aparentemente inatingível!!

    Parabéns, sou teu fã!!

    PS: Só falta começar a ler, hehehe, mas tá guardadinho aqui!

  • Mario de Souza

    “eu e alguns amigos descobrimos falhas de segurança em alguns provedores da capital. Assim, capturávamos o login e senha do banco de dados do provedor e os anotávamos em pequenos caderninhos que eram vendidos para os coleguinhas de sala por cerca de R$ 15.”

    haha, nada como a adolescência.

    “Pra ter uma ideia, era comum eu ir pra faculdade de carro e voltar de ônibus simplesmente porque esquecia que havia ido de carro.”

    Nossa, não dá pra acreditar que você conseguiu ser campeão brasileiro de memorização e recordista latino-americano. Parabéns, isso que é persistência.

    Deu até vontade de estudar seus métodos de memorização, mas como eu sou o campeão brasileiro e recordista latino-americano de preguiça, vou deixar pra depois ;)

    Só uma correção. Lá no início do post, este trecho está escrito de forma incorreta:
    “Usando técnicas de associação, ele saber em qual dia da semana cai (…)”

  • Mario de Souza

    “eu e alguns amigos descobrimos falhas de segurança em alguns provedores da capital. Assim, capturávamos o login e senha do banco de dados do provedor e os anotávamos em pequenos caderninhos que eram vendidos para os coleguinhas de sala por cerca de R$ 15.”

    haha, nada como a adolescência.

    “Pra ter uma ideia, era comum eu ir pra faculdade de carro e voltar de ônibus simplesmente porque esquecia que havia ido de carro.”

    Nossa, não dá pra acreditar que você conseguiu ser campeão brasileiro de memorização e recordista latino-americano. Parabéns, isso que é persistência.

    Deu até vontade de estudar seus métodos de memorização, mas como eu sou o campeão brasileiro e recordista latino-americano de preguiça, vou deixar pra depois ;)

    Só uma correção. Lá no início do post, este trecho está escrito de forma incorreta:
    “Usando técnicas de associação, ele saber em qual dia da semana cai (…)”

  • Mario de Souza

    “eu e alguns amigos descobrimos falhas de segurança em alguns provedores da capital. Assim, capturávamos o login e senha do banco de dados do provedor e os anotávamos em pequenos caderninhos que eram vendidos para os coleguinhas de sala por cerca de R$ 15.”

    haha, nada como a adolescência.

    “Pra ter uma ideia, era comum eu ir pra faculdade de carro e voltar de ônibus simplesmente porque esquecia que havia ido de carro.”

    Nossa, não dá pra acreditar que você conseguiu ser campeão brasileiro de memorização e recordista latino-americano. Parabéns, isso que é persistência.

    Deu até vontade de estudar seus métodos de memorização, mas como eu sou o campeão brasileiro e recordista latino-americano de preguiça, vou deixar pra depois ;)

    Só uma correção. Lá no início do post, este trecho está escrito de forma incorreta:
    “Usando técnicas de associação, ele saber em qual dia da semana cai (…)”

  • Mario de Souza

    “eu e alguns amigos descobrimos falhas de segurança em alguns provedores da capital. Assim, capturávamos o login e senha do banco de dados do provedor e os anotávamos em pequenos caderninhos que eram vendidos para os coleguinhas de sala por cerca de R$ 15.”

    haha, nada como a adolescência.

    “Pra ter uma ideia, era comum eu ir pra faculdade de carro e voltar de ônibus simplesmente porque esquecia que havia ido de carro.”

    Nossa, não dá pra acreditar que você conseguiu ser campeão brasileiro de memorização e recordista latino-americano. Parabéns, isso que é persistência.

    Deu até vontade de estudar seus métodos de memorização, mas como eu sou o campeão brasileiro e recordista latino-americano de preguiça, vou deixar pra depois ;)

    Só uma correção. Lá no início do post, este trecho está escrito de forma incorreta:
    “Usando técnicas de associação, ele saber em qual dia da semana cai (…)”

  • William

    Cara muito bom isso ai, mas da pra ganhar dinheiro apenas com esses concursos de memorização ou nao?! Existe uma media de qto tempo demora para memorizar um baralho por ex.?
    Muito interessante essa leitura abçs!!!

  • William

    Cara muito bom isso ai, mas da pra ganhar dinheiro apenas com esses concursos de memorização ou nao?! Existe uma media de qto tempo demora para memorizar um baralho por ex.?
    Muito interessante essa leitura abçs!!!

  • William

    Cara muito bom isso ai, mas da pra ganhar dinheiro apenas com esses concursos de memorização ou nao?! Existe uma media de qto tempo demora para memorizar um baralho por ex.?
    Muito interessante essa leitura abçs!!!

  • William

    Cara muito bom isso ai, mas da pra ganhar dinheiro apenas com esses concursos de memorização ou nao?! Existe uma media de qto tempo demora para memorizar um baralho por ex.?
    Muito interessante essa leitura abçs!!!

  • http://mundoh.com.br/ Carlos Augusto -como seduzir u

    Caramba muito foda, quero ser que nem esse cara

  • http://mundoh.com.br/ Carlos Augusto -como seduzir u

    Caramba muito foda, quero ser que nem esse cara

  • http://mundoh.com.br/ Carlos Augusto -como seduzir u

    Caramba muito foda, quero ser que nem esse cara

  • http://mundoh.com.br Carlos Augusto -como seduzir uma mulher

    Caramba muito foda, quero ser que nem esse cara

  • Renan

    Achei bem interessante a entrevista, a profissão e o senso de humor do cara. Fiquei realmente admirado!

    Agora me permita pentelhar um pouco:

    Essa historinha piegas do capítulo 2 não cola muito não. Primeiro ele quer passar a idéia de que era o cara mais esquecido do mundo pra gerar um “se ele conseguiu, eu também consigo.. vou correndo comprar o livro dele!”

    Depois ele vem falar que viu um vídeo do gringo campeão em memorização e desenvolveu e aprimorou sozinho o seu método? Dude, come on! Todo mundo sabe que esses métodos e técnicas já existem e tão disponíveis por aí, ainda mais pra um rato de computador que consegue achar qualquer coisa na internet.

    No máximo o cara pode ter adaptado os modelos pra ele, ter sido o primeiro a difundir a técnica no Brasil (o que é altamente admirável), agora falar que criou tudo do zero na tentativa e erro é meio difícil de acreditar..

  • Renan

    Achei bem interessante a entrevista, a profissão e o senso de humor do cara. Fiquei realmente admirado!

    Agora me permita pentelhar um pouco:

    Essa historinha piegas do capítulo 2 não cola muito não. Primeiro ele quer passar a idéia de que era o cara mais esquecido do mundo pra gerar um “se ele conseguiu, eu também consigo.. vou correndo comprar o livro dele!”

    Depois ele vem falar que viu um vídeo do gringo campeão em memorização e desenvolveu e aprimorou sozinho o seu método? Dude, come on! Todo mundo sabe que esses métodos e técnicas já existem e tão disponíveis por aí, ainda mais pra um rato de computador que consegue achar qualquer coisa na internet.

    No máximo o cara pode ter adaptado os modelos pra ele, ter sido o primeiro a difundir a técnica no Brasil (o que é altamente admirável), agora falar que criou tudo do zero na tentativa e erro é meio difícil de acreditar..

  • Renan

    Achei bem interessante a entrevista, a profissão e o senso de humor do cara. Fiquei realmente admirado!

    Agora me permita pentelhar um pouco:

    Essa historinha piegas do capítulo 2 não cola muito não. Primeiro ele quer passar a idéia de que era o cara mais esquecido do mundo pra gerar um “se ele conseguiu, eu também consigo.. vou correndo comprar o livro dele!”

    Depois ele vem falar que viu um vídeo do gringo campeão em memorização e desenvolveu e aprimorou sozinho o seu método? Dude, come on! Todo mundo sabe que esses métodos e técnicas já existem e tão disponíveis por aí, ainda mais pra um rato de computador que consegue achar qualquer coisa na internet.

    No máximo o cara pode ter adaptado os modelos pra ele, ter sido o primeiro a difundir a técnica no Brasil (o que é altamente admirável), agora falar que criou tudo do zero na tentativa e erro é meio difícil de acreditar..

  • Renan

    Achei bem interessante a entrevista, a profissão e o senso de humor do cara. Fiquei realmente admirado!

    Agora me permita pentelhar um pouco:

    Essa historinha piegas do capítulo 2 não cola muito não. Primeiro ele quer passar a idéia de que era o cara mais esquecido do mundo pra gerar um “se ele conseguiu, eu também consigo.. vou correndo comprar o livro dele!”

    Depois ele vem falar que viu um vídeo do gringo campeão em memorização e desenvolveu e aprimorou sozinho o seu método? Dude, come on! Todo mundo sabe que esses métodos e técnicas já existem e tão disponíveis por aí, ainda mais pra um rato de computador que consegue achar qualquer coisa na internet.

    No máximo o cara pode ter adaptado os modelos pra ele, ter sido o primeiro a difundir a técnica no Brasil (o que é altamente admirável), agora falar que criou tudo do zero na tentativa e erro é meio difícil de acreditar..

  • http://www.hynd.com.br/ Jorge Maluf

    Realmente tem que ter coragem para lagar uma área e começar a correr para outra assim, ou simplesmente insistir em uma coisa que é muito dificil para chegar.

    Eu me identifiquei bastante com o texto, mas nao pelo fato da memória, uAHEUAheauEHAue, já que a minha é normal, mas sim pelo fato da profissão bem afunilada.

    Quando começam a dar valor para o trabalho é a melhor parte, não?

    Abraços! Boa sorte…

  • http://www.hynd.com.br/ Jorge Maluf

    Realmente tem que ter coragem para lagar uma área e começar a correr para outra assim, ou simplesmente insistir em uma coisa que é muito dificil para chegar.

    Eu me identifiquei bastante com o texto, mas nao pelo fato da memória, uAHEUAheauEHAue, já que a minha é normal, mas sim pelo fato da profissão bem afunilada.

    Quando começam a dar valor para o trabalho é a melhor parte, não?

    Abraços! Boa sorte…

  • http://www.hynd.com.br/ Jorge Maluf

    Realmente tem que ter coragem para lagar uma área e começar a correr para outra assim, ou simplesmente insistir em uma coisa que é muito dificil para chegar.

    Eu me identifiquei bastante com o texto, mas nao pelo fato da memória, uAHEUAheauEHAue, já que a minha é normal, mas sim pelo fato da profissão bem afunilada.

    Quando começam a dar valor para o trabalho é a melhor parte, não?

    Abraços! Boa sorte…

  • http://www.hynd.com.br Jorge Maluf

    Realmente tem que ter coragem para lagar uma área e começar a correr para outra assim, ou simplesmente insistir em uma coisa que é muito dificil para chegar.

    Eu me identifiquei bastante com o texto, mas nao pelo fato da memória, uAHEUAheauEHAue, já que a minha é normal, mas sim pelo fato da profissão bem afunilada.

    Quando começam a dar valor para o trabalho é a melhor parte, não?

    Abraços! Boa sorte…

  • Wescley

    A memoria é uma coisa engraçada, eu por exemplo sei de cor todos os numeros de telefone que já tive, e foram muitos, rg e cpf de meus pais, esposa e filho, dezenas de padroes utilizados na empresa e por aí vai, mas não tem jeito de eu lembrar nomes de pessoas (as reconheço, porém o nome não surge a memória) o que me deixa frustrado…

    Obs.: Também já esqueci carro por ai….

    Abraços e parabéns..

  • Wescley

    A memoria é uma coisa engraçada, eu por exemplo sei de cor todos os numeros de telefone que já tive, e foram muitos, rg e cpf de meus pais, esposa e filho, dezenas de padroes utilizados na empresa e por aí vai, mas não tem jeito de eu lembrar nomes de pessoas (as reconheço, porém o nome não surge a memória) o que me deixa frustrado…

    Obs.: Também já esqueci carro por ai….

    Abraços e parabéns..

  • Wescley

    A memoria é uma coisa engraçada, eu por exemplo sei de cor todos os numeros de telefone que já tive, e foram muitos, rg e cpf de meus pais, esposa e filho, dezenas de padroes utilizados na empresa e por aí vai, mas não tem jeito de eu lembrar nomes de pessoas (as reconheço, porém o nome não surge a memória) o que me deixa frustrado…

    Obs.: Também já esqueci carro por ai….

    Abraços e parabéns..

  • Wescley

    A memoria é uma coisa engraçada, eu por exemplo sei de cor todos os numeros de telefone que já tive, e foram muitos, rg e cpf de meus pais, esposa e filho, dezenas de padroes utilizados na empresa e por aí vai, mas não tem jeito de eu lembrar nomes de pessoas (as reconheço, porém o nome não surge a memória) o que me deixa frustrado…

    Obs.: Também já esqueci carro por ai….

    Abraços e parabéns..

  • Karen

    Muito interessante a pdh ter entrevistado o Alberto.O trabalho dele é super legal e no Brasil,bem inovador.Como já foi comentado,tem que ter mesmo coragem para largar tudo e apostar numa coisa tão diferente,e que mesmo assim,todos nós usamos,embora raramente nos demos conta de sua importância.Buscar aperfeiçoar a própria mente se mostra não só é fundamental,como muito lucrativo.

    Parabenizo o texto,
    Abraço.

  • Karen

    Muito interessante a pdh ter entrevistado o Alberto.O trabalho dele é super legal e no Brasil,bem inovador.Como já foi comentado,tem que ter mesmo coragem para largar tudo e apostar numa coisa tão diferente,e que mesmo assim,todos nós usamos,embora raramente nos demos conta de sua importância.Buscar aperfeiçoar a própria mente se mostra não só é fundamental,como muito lucrativo.

    Parabenizo o texto,
    Abraço.

  • Karen

    Muito interessante a pdh ter entrevistado o Alberto.O trabalho dele é super legal e no Brasil,bem inovador.Como já foi comentado,tem que ter mesmo coragem para largar tudo e apostar numa coisa tão diferente,e que mesmo assim,todos nós usamos,embora raramente nos demos conta de sua importância.Buscar aperfeiçoar a própria mente se mostra não só é fundamental,como muito lucrativo.

    Parabenizo o texto,
    Abraço.

  • Karen

    Muito interessante a pdh ter entrevistado o Alberto.O trabalho dele é super legal e no Brasil,bem inovador.Como já foi comentado,tem que ter mesmo coragem para largar tudo e apostar numa coisa tão diferente,e que mesmo assim,todos nós usamos,embora raramente nos demos conta de sua importância.Buscar aperfeiçoar a própria mente se mostra não só é fundamental,como muito lucrativo.

    Parabenizo o texto,
    Abraço.

  • Allan Magalhães

    Excelente texto! Realmente, o cara é foda!!!

  • Allan Magalhães

    Excelente texto! Realmente, o cara é foda!!!

  • Allan Magalhães

    Excelente texto! Realmente, o cara é foda!!!

  • Allan Magalhães

    Excelente texto! Realmente, o cara é foda!!!

  • http://www.romhackers.org/ Felix

    Esta entrevista está sensacional, mostra que o Alberto é um homem comum que alcançou as estrelas.

    Espero que consiga um patrocinador e possa ir mais longe! Parabéns! :)

  • http://www.romhackers.org/ Felix

    Esta entrevista está sensacional, mostra que o Alberto é um homem comum que alcançou as estrelas.

    Espero que consiga um patrocinador e possa ir mais longe! Parabéns! :)

  • http://www.romhackers.org/ Felix

    Esta entrevista está sensacional, mostra que o Alberto é um homem comum que alcançou as estrelas.

    Espero que consiga um patrocinador e possa ir mais longe! Parabéns! :)

  • http://www.romhackers.org/ Felix

    Esta entrevista está sensacional, mostra que o Alberto é um homem comum que alcançou as estrelas.

    Espero que consiga um patrocinador e possa ir mais longe! Parabéns! :)

  • http://memorizacao.blogspot.com/ Alberto Dell’Isola

    Agradeço a todos pelos comentários! Espero que possamos nos encontrar muitas vezes por aqui.

    Pablo:

    disputei o mundial de memória no Bahrein (Oriente Médio), em 2007. Foi lá que consegui meus recordes. Nesse ano, irei novamente – será no final do ano, na China. Meus objetivos para esse ano são: memorizar 10 baralhos em 1 hora (já consigo 8 nos treinamentos) e memorizar ao menos 50.000 casas do Pi.

    Dr. Health:

    legal você ter comprado um de meus livros! Você adquiriu qual deles e onde?

    William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.

    Renan:

    Obrigado pelos comentários. No entanto, preciso fazer alguns comentários.

    a) Se não acredita na história, não posso fazer nada. Infelizmente, apenas as pessoas de meu convívio sabem que ela é verdade.
    b) Em momento algum eu disse que vi o video do campeão e desenvolvi meu sistema sozinho. “Após diversas tentativas, cheguei ao protótipo do sistema que utilizo hoje.” Eu não disse que não estudei sobre o assunto. Esse era um PROTÓTIPO. Nessa primeira tentativa, eu simplesmente designei um personagem para representar cada carta de baralho. Em seguida, criava uma historinha envolvendo todos eles, na sequencia das cartas. O sistema que utilizo hoje é uma versão bastante avançada desse sistema original. Realmente li muito sobre o tema: ao menos uns 150 livros, em 5 idiomas. Aliás, não seria possível que eu escrevesse tanto sobre o assunto se eu não tivesse lido TUDO o que existe sobre o tema. No entanto, as conversas com Dominic O’Brien e Ben Pridmore foram bem mais instrutivas que tais livros – inclusive, agradeço a ajuda deles em todos meus livros de memória.

    Jorge: agradeço os comentários. Realmente é incrível quando o improvável acontece e tudo dá certo. Mudando um pouco de assunto… Por um acaso você é parente do Bruno e Vitor Maluf? Eles também trabalham com fotografia.

  • http://memorizacao.blogspot.com/ Alberto Dell’Isola

    Agradeço a todos pelos comentários! Espero que possamos nos encontrar muitas vezes por aqui.

    Pablo:

    disputei o mundial de memória no Bahrein (Oriente Médio), em 2007. Foi lá que consegui meus recordes. Nesse ano, irei novamente – será no final do ano, na China. Meus objetivos para esse ano são: memorizar 10 baralhos em 1 hora (já consigo 8 nos treinamentos) e memorizar ao menos 50.000 casas do Pi.

    Dr. Health:

    legal você ter comprado um de meus livros! Você adquiriu qual deles e onde?

    William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.

    Renan:

    Obrigado pelos comentários. No entanto, preciso fazer alguns comentários.

    a) Se não acredita na história, não posso fazer nada. Infelizmente, apenas as pessoas de meu convívio sabem que ela é verdade.
    b) Em momento algum eu disse que vi o video do campeão e desenvolvi meu sistema sozinho. “Após diversas tentativas, cheguei ao protótipo do sistema que utilizo hoje.” Eu não disse que não estudei sobre o assunto. Esse era um PROTÓTIPO. Nessa primeira tentativa, eu simplesmente designei um personagem para representar cada carta de baralho. Em seguida, criava uma historinha envolvendo todos eles, na sequencia das cartas. O sistema que utilizo hoje é uma versão bastante avançada desse sistema original. Realmente li muito sobre o tema: ao menos uns 150 livros, em 5 idiomas. Aliás, não seria possível que eu escrevesse tanto sobre o assunto se eu não tivesse lido TUDO o que existe sobre o tema. No entanto, as conversas com Dominic O’Brien e Ben Pridmore foram bem mais instrutivas que tais livros – inclusive, agradeço a ajuda deles em todos meus livros de memória.

    Jorge: agradeço os comentários. Realmente é incrível quando o improvável acontece e tudo dá certo. Mudando um pouco de assunto… Por um acaso você é parente do Bruno e Vitor Maluf? Eles também trabalham com fotografia.

  • http://memorizacao.blogspot.com/ Alberto Dell’Isola

    Agradeço a todos pelos comentários! Espero que possamos nos encontrar muitas vezes por aqui.

    Pablo:

    disputei o mundial de memória no Bahrein (Oriente Médio), em 2007. Foi lá que consegui meus recordes. Nesse ano, irei novamente – será no final do ano, na China. Meus objetivos para esse ano são: memorizar 10 baralhos em 1 hora (já consigo 8 nos treinamentos) e memorizar ao menos 50.000 casas do Pi.

    Dr. Health:

    legal você ter comprado um de meus livros! Você adquiriu qual deles e onde?

    William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.

    Renan:

    Obrigado pelos comentários. No entanto, preciso fazer alguns comentários.

    a) Se não acredita na história, não posso fazer nada. Infelizmente, apenas as pessoas de meu convívio sabem que ela é verdade.
    b) Em momento algum eu disse que vi o video do campeão e desenvolvi meu sistema sozinho. “Após diversas tentativas, cheguei ao protótipo do sistema que utilizo hoje.” Eu não disse que não estudei sobre o assunto. Esse era um PROTÓTIPO. Nessa primeira tentativa, eu simplesmente designei um personagem para representar cada carta de baralho. Em seguida, criava uma historinha envolvendo todos eles, na sequencia das cartas. O sistema que utilizo hoje é uma versão bastante avançada desse sistema original. Realmente li muito sobre o tema: ao menos uns 150 livros, em 5 idiomas. Aliás, não seria possível que eu escrevesse tanto sobre o assunto se eu não tivesse lido TUDO o que existe sobre o tema. No entanto, as conversas com Dominic O’Brien e Ben Pridmore foram bem mais instrutivas que tais livros – inclusive, agradeço a ajuda deles em todos meus livros de memória.

    Jorge: agradeço os comentários. Realmente é incrível quando o improvável acontece e tudo dá certo. Mudando um pouco de assunto… Por um acaso você é parente do Bruno e Vitor Maluf? Eles também trabalham com fotografia.

  • http://memorizacao.blogspot.com Alberto Dell’Isola

    Agradeço a todos pelos comentários! Espero que possamos nos encontrar muitas vezes por aqui.

    Pablo:

    disputei o mundial de memória no Bahrein (Oriente Médio), em 2007. Foi lá que consegui meus recordes. Nesse ano, irei novamente – será no final do ano, na China. Meus objetivos para esse ano são: memorizar 10 baralhos em 1 hora (já consigo 8 nos treinamentos) e memorizar ao menos 50.000 casas do Pi.

    Dr. Health:

    legal você ter comprado um de meus livros! Você adquiriu qual deles e onde?

    William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.

    Renan:

    Obrigado pelos comentários. No entanto, preciso fazer alguns comentários.

    a) Se não acredita na história, não posso fazer nada. Infelizmente, apenas as pessoas de meu convívio sabem que ela é verdade.
    b) Em momento algum eu disse que vi o video do campeão e desenvolvi meu sistema sozinho. “Após diversas tentativas, cheguei ao protótipo do sistema que utilizo hoje.” Eu não disse que não estudei sobre o assunto. Esse era um PROTÓTIPO. Nessa primeira tentativa, eu simplesmente designei um personagem para representar cada carta de baralho. Em seguida, criava uma historinha envolvendo todos eles, na sequencia das cartas. O sistema que utilizo hoje é uma versão bastante avançada desse sistema original. Realmente li muito sobre o tema: ao menos uns 150 livros, em 5 idiomas. Aliás, não seria possível que eu escrevesse tanto sobre o assunto se eu não tivesse lido TUDO o que existe sobre o tema. No entanto, as conversas com Dominic O’Brien e Ben Pridmore foram bem mais instrutivas que tais livros – inclusive, agradeço a ajuda deles em todos meus livros de memória.

    Jorge: agradeço os comentários. Realmente é incrível quando o improvável acontece e tudo dá certo. Mudando um pouco de assunto… Por um acaso você é parente do Bruno e Vitor Maluf? Eles também trabalham com fotografia.

  • Pingback: Tweets that mention Alberto Dell’Isola, 30, homem-memória | Papo de Homem – Lifestyle Magazine -- Topsy.com

  • http://noitardear.blogspot.com/ Patrícia

    Eu tenho uma fama muito grande de “esquecida”.
    Acho que estou precisando de terapia com este cara suhusahsu
    Nova eu já estou esquecendo tudo (principalmente o inesquecível) imagine então quando eu vier a envelhecer
    Oh! My God…

    Alberto Dell’Isola
    “William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.”
    Você não está nos iludindo?
    kkk

  • http://noitardear.blogspot.com/ Patrícia

    Eu tenho uma fama muito grande de “esquecida”.
    Acho que estou precisando de terapia com este cara suhusahsu
    Nova eu já estou esquecendo tudo (principalmente o inesquecível) imagine então quando eu vier a envelhecer
    Oh! My God…

    Alberto Dell’Isola
    “William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.”
    Você não está nos iludindo?
    kkk

  • http://noitardear.blogspot.com/ Patrícia

    Eu tenho uma fama muito grande de “esquecida”.
    Acho que estou precisando de terapia com este cara suhusahsu
    Nova eu já estou esquecendo tudo (principalmente o inesquecível) imagine então quando eu vier a envelhecer
    Oh! My God…

    Alberto Dell’Isola
    “William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.”
    Você não está nos iludindo?
    kkk

  • http://noitardear.blogspot.com/ Patrícia

    Eu tenho uma fama muito grande de “esquecida”.
    Acho que estou precisando de terapia com este cara suhusahsu
    Nova eu já estou esquecendo tudo (principalmente o inesquecível) imagine então quando eu vier a envelhecer
    Oh! My God…

    Alberto Dell’Isola
    “William:

    sim, é possível viver apenas de cursos de memorização. Creio que com três meses de treinamento intenso, qualquer pessoa consiga memorizar um baralho em menos de 5 minutos.”
    Você não está nos iludindo?
    kkk

  • Graciele

    Eu costumo ser bastante esquecida, mas acho que é excesso de tranquilidade. Me considero uma pessoa muuuuuito calma. Mesmo em situações de stress eu não me afobo… e acho que isso que prejudica minha capacidade de memorização.

    Não me preocupo em lembrar ou esquecer as coisas. Mas sempre acabo esquecendo. kkk

    Vou me esforçar para treinar minha memória. Decorar um baralho em tão poucos minutos garantirá a diversão da família nos almoços de Domingo. =)

    Gostei demais.

  • Graciele

    Eu costumo ser bastante esquecida, mas acho que é excesso de tranquilidade. Me considero uma pessoa muuuuuito calma. Mesmo em situações de stress eu não me afobo… e acho que isso que prejudica minha capacidade de memorização.

    Não me preocupo em lembrar ou esquecer as coisas. Mas sempre acabo esquecendo. kkk

    Vou me esforçar para treinar minha memória. Decorar um baralho em tão poucos minutos garantirá a diversão da família nos almoços de Domingo. =)

    Gostei demais.

  • Graciele

    Eu costumo ser bastante esquecida, mas acho que é excesso de tranquilidade. Me considero uma pessoa muuuuuito calma. Mesmo em situações de stress eu não me afobo… e acho que isso que prejudica minha capacidade de memorização.

    Não me preocupo em lembrar ou esquecer as coisas. Mas sempre acabo esquecendo. kkk

    Vou me esforçar para treinar minha memória. Decorar um baralho em tão poucos minutos garantirá a diversão da família nos almoços de Domingo. =)

    Gostei demais.

  • Graciele

    Eu costumo ser bastante esquecida, mas acho que é excesso de tranquilidade. Me considero uma pessoa muuuuuito calma. Mesmo em situações de stress eu não me afobo… e acho que isso que prejudica minha capacidade de memorização.

    Não me preocupo em lembrar ou esquecer as coisas. Mas sempre acabo esquecendo. kkk

    Vou me esforçar para treinar minha memória. Decorar um baralho em tão poucos minutos garantirá a diversão da família nos almoços de Domingo. =)

    Gostei demais.

  • Thiago

    Um grande exemplo motivacional para ser lido logo pela manhã. Ainda mais por vencer em algo que é facilmente atribuído como “genético” e que “não tem solução”. Isso mostra que nossas limitações geralmente estão em nossas mentes.
    Parabéns, Alberto! Espero que continue sua jornada de sucesso neste esporte tão pouco difundido. Boa sorte no mundial.
    Se é possível fazer um pedido, seria interessante uma postagem sobre Leitura Dinâmica.
    Ah, e aposto que sou melhor que você no Street Fighter. ;)

  • Thiago

    Um grande exemplo motivacional para ser lido logo pela manhã. Ainda mais por vencer em algo que é facilmente atribuído como “genético” e que “não tem solução”. Isso mostra que nossas limitações geralmente estão em nossas mentes.
    Parabéns, Alberto! Espero que continue sua jornada de sucesso neste esporte tão pouco difundido. Boa sorte no mundial.
    Se é possível fazer um pedido, seria interessante uma postagem sobre Leitura Dinâmica.
    Ah, e aposto que sou melhor que você no Street Fighter. ;)

  • Thiago

    Um grande exemplo motivacional para ser lido logo pela manhã. Ainda mais por vencer em algo que é facilmente atribuído como “genético” e que “não tem solução”. Isso mostra que nossas limitações geralmente estão em nossas mentes.
    Parabéns, Alberto! Espero que continue sua jornada de sucesso neste esporte tão pouco difundido. Boa sorte no mundial.
    Se é possível fazer um pedido, seria interessante uma postagem sobre Leitura Dinâmica.
    Ah, e aposto que sou melhor que você no Street Fighter. ;)

  • Thiago

    Um grande exemplo motivacional para ser lido logo pela manhã. Ainda mais por vencer em algo que é facilmente atribuído como “genético” e que “não tem solução”. Isso mostra que nossas limitações geralmente estão em nossas mentes.
    Parabéns, Alberto! Espero que continue sua jornada de sucesso neste esporte tão pouco difundido. Boa sorte no mundial.
    Se é possível fazer um pedido, seria interessante uma postagem sobre Leitura Dinâmica.
    Ah, e aposto que sou melhor que você no Street Fighter. ;)

  • Thiago

    Um grande exemplo motivacional para ser lido logo pela manhã. Ainda mais por vencer em algo que é facilmente atribuído como “genético” e que “não tem solução”. Isso mostra que nossas limitações geralmente estão em nossas mentes.
    Parabéns, Alberto! Espero que continue sua jornada de sucesso neste esporte tão pouco difundido. Boa sorte no mundial.
    Se é possível fazer um pedido, seria interessante uma postagem sobre Leitura Dinâmica.
    Ah, e aposto que sou melhor que você no Street Fighter. ;)

  • Dr Health

    Alberto, tenho o “Mentes Brilhantes”.

    E acredite, comprei numa conveniência dessas de posto de gasolina. Fui lá fazer um lanche e o livro tava lá. Não resisti!!

  • Dr Health

    Alberto, tenho o “Mentes Brilhantes”.

    E acredite, comprei numa conveniência dessas de posto de gasolina. Fui lá fazer um lanche e o livro tava lá. Não resisti!!

  • Dr Health

    Alberto, tenho o “Mentes Brilhantes”.

    E acredite, comprei numa conveniência dessas de posto de gasolina. Fui lá fazer um lanche e o livro tava lá. Não resisti!!

  • Dr Health

    Alberto, tenho o “Mentes Brilhantes”.

    E acredite, comprei numa conveniência dessas de posto de gasolina. Fui lá fazer um lanche e o livro tava lá. Não resisti!!

  • http://www.alandavid.com.br/ alan david

    isso é um dom! vou ver o post do mnemônica.

  • http://www.alandavid.com.br/ alan david

    isso é um dom! vou ver o post do mnemônica.

  • http://www.alandavid.com.br/ alan david

    isso é um dom! vou ver o post do mnemônica.

  • http://www.alandavid.com.br alan david

    isso é um dom! vou ver o post do mnemônica.

  • bob

    Alberto uma pergunta: vc fuma, bebe, vai a praia, fode ?

  • bob

    Alberto uma pergunta: vc fuma, bebe, vai a praia, fode ?

  • bob

    Alberto uma pergunta: vc fuma, bebe, vai a praia, fode ?

  • bob

    Alberto uma pergunta: vc fuma, bebe, vai a praia, fode ?

  • Juce

    “Também sou contador de cartas: consigo utilizar da estatística para ter mais sorte no Blackjack, já tendo sido expulso de alguns cassinos.”

    Bullshit. Estou gritando truco à plenos pulmões. Atualmente, é impossível contar cartas em qualquer cassino; os baralhos são embaralhados por uma máquina, usando-se 4 baralhos por vez, e trocados com frequência pelos croupiês.

    Contar cartas numa situação dessa é inútil, tendo em vista que são embaralhados antes de cada mão de Blackjack.

  • Juce

    “Também sou contador de cartas: consigo utilizar da estatística para ter mais sorte no Blackjack, já tendo sido expulso de alguns cassinos.”

    Bullshit. Estou gritando truco à plenos pulmões. Atualmente, é impossível contar cartas em qualquer cassino; os baralhos são embaralhados por uma máquina, usando-se 4 baralhos por vez, e trocados com frequência pelos croupiês.

    Contar cartas numa situação dessa é inútil, tendo em vista que são embaralhados antes de cada mão de Blackjack.

  • Juce

    “Também sou contador de cartas: consigo utilizar da estatística para ter mais sorte no Blackjack, já tendo sido expulso de alguns cassinos.”

    Bullshit. Estou gritando truco à plenos pulmões. Atualmente, é impossível contar cartas em qualquer cassino; os baralhos são embaralhados por uma máquina, usando-se 4 baralhos por vez, e trocados com frequência pelos croupiês.

    Contar cartas numa situação dessa é inútil, tendo em vista que são embaralhados antes de cada mão de Blackjack.

  • Juce

    “Também sou contador de cartas: consigo utilizar da estatística para ter mais sorte no Blackjack, já tendo sido expulso de alguns cassinos.”

    Bullshit. Estou gritando truco à plenos pulmões. Atualmente, é impossível contar cartas em qualquer cassino; os baralhos são embaralhados por uma máquina, usando-se 4 baralhos por vez, e trocados com frequência pelos croupiês.

    Contar cartas numa situação dessa é inútil, tendo em vista que são embaralhados antes de cada mão de Blackjack.

  • http://guiadohoteleirodasgalaxias.blogspot.com/ André Oliveira

    Carái…
    Num lembro nem do que eu comi ontem.
    Trabalho em hotel e muitas vezes esqueço até dos hóspedes habituais.
    Estou precisando melhorar minha memória mesmo.
    Me interessou este post.
    Valeu, Alberto e PdH.
    Abs

  • http://guiadohoteleirodasgalaxias.blogspot.com/ André Oliveira

    Carái…
    Num lembro nem do que eu comi ontem.
    Trabalho em hotel e muitas vezes esqueço até dos hóspedes habituais.
    Estou precisando melhorar minha memória mesmo.
    Me interessou este post.
    Valeu, Alberto e PdH.
    Abs

  • http://guiadohoteleirodasgalaxias.blogspot.com/ André Oliveira

    Carái…
    Num lembro nem do que eu comi ontem.
    Trabalho em hotel e muitas vezes esqueço até dos hóspedes habituais.
    Estou precisando melhorar minha memória mesmo.
    Me interessou este post.
    Valeu, Alberto e PdH.
    Abs

  • http://guiadohoteleirodasgalaxias.blogspot.com André Oliveira

    Carái…
    Num lembro nem do que eu comi ontem.
    Trabalho em hotel e muitas vezes esqueço até dos hóspedes habituais.
    Estou precisando melhorar minha memória mesmo.
    Me interessou este post.
    Valeu, Alberto e PdH.
    Abs

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #26 – André Oliveira

    Não lembrar dos hóspedes é realmente tenso. Imagina trocar os nomes, o número dos quartos. ¬¬

    Boa sorte nos estudos, André.

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #26 – André Oliveira

    Não lembrar dos hóspedes é realmente tenso. Imagina trocar os nomes, o número dos quartos. ¬¬

    Boa sorte nos estudos, André.

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #26 – André Oliveira

    Não lembrar dos hóspedes é realmente tenso. Imagina trocar os nomes, o número dos quartos. ¬¬

    Boa sorte nos estudos, André.

  • http://papodehomem.com.br Pablo Fernandes

    #26 – André Oliveira

    Não lembrar dos hóspedes é realmente tenso. Imagina trocar os nomes, o número dos quartos. ¬¬

    Boa sorte nos estudos, André.

  • http://www.mobral.com/ Cassiano

    Show de bola o texto…
    Minha memória também é algo interessante…
    Eu não consigo guardar nome de pessoas…Demoro muito para fixar o nome das pessoas que conheço e mesmo assim ainda dou umas bolas foras errando os nomes…
    Mas filme…eu lembro cenas de filmes, falas, acontecimentos…
    Também sou bom em matemática, então estou começando a pensar na ideía do poker e back jack..hehehe

    Abs…

  • http://www.mobral.com/ Cassiano

    Show de bola o texto…
    Minha memória também é algo interessante…
    Eu não consigo guardar nome de pessoas…Demoro muito para fixar o nome das pessoas que conheço e mesmo assim ainda dou umas bolas foras errando os nomes…
    Mas filme…eu lembro cenas de filmes, falas, acontecimentos…
    Também sou bom em matemática, então estou começando a pensar na ideía do poker e back jack..hehehe

    Abs…

  • http://www.mobral.com/ Cassiano

    Show de bola o texto…
    Minha memória também é algo interessante…
    Eu não consigo guardar nome de pessoas…Demoro muito para fixar o nome das pessoas que conheço e mesmo assim ainda dou umas bolas foras errando os nomes…
    Mas filme…eu lembro cenas de filmes, falas, acontecimentos…
    Também sou bom em matemática, então estou começando a pensar na ideía do poker e back jack..hehehe

    Abs…

  • http://www.mobral.com Cassiano

    Show de bola o texto…
    Minha memória também é algo interessante…
    Eu não consigo guardar nome de pessoas…Demoro muito para fixar o nome das pessoas que conheço e mesmo assim ainda dou umas bolas foras errando os nomes…
    Mas filme…eu lembro cenas de filmes, falas, acontecimentos…
    Também sou bom em matemática, então estou começando a pensar na ideía do poker e back jack..hehehe

    Abs…

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #17 – Alberto Dell’Isola e

    Quebrandos os recordes daqui, qual foi sua posição geral no campeonato?

    Há divisão de categoria, por ex.: cartas de baralho, casas do PI, memorizar textos na hora e coisas do tipo?

    Quanto você desembolsa para participar de um campeonato desse porte?

    Abraços Alberto.

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #17 – Alberto Dell’Isola e

    Quebrandos os recordes daqui, qual foi sua posição geral no campeonato?

    Há divisão de categoria, por ex.: cartas de baralho, casas do PI, memorizar textos na hora e coisas do tipo?

    Quanto você desembolsa para participar de um campeonato desse porte?

    Abraços Alberto.

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    #17 – Alberto Dell’Isola e

    Quebrandos os recordes daqui, qual foi sua posição geral no campeonato?

    Há divisão de categoria, por ex.: cartas de baralho, casas do PI, memorizar textos na hora e coisas do tipo?

    Quanto você desembolsa para participar de um campeonato desse porte?

    Abraços Alberto.

  • http://papodehomem.com.br Pablo Fernandes

    #17 – Alberto Dell’Isola e

    Quebrandos os recordes daqui, qual foi sua posição geral no campeonato?

    Há divisão de categoria, por ex.: cartas de baralho, casas do PI, memorizar textos na hora e coisas do tipo?

    Quanto você desembolsa para participar de um campeonato desse porte?

    Abraços Alberto.

  • http://www.alessandrodiaz.hdfree.com.br/ Alessandro Dias

    Adorei a entrevista, pois gosto muito desse assunto sobre a memoria, valew continue trazendo vitórias ai para o Brasil. ok um grande abraço a todos

  • http://www.alessandrodiaz.hdfree.com.br/ Alessandro Dias

    Adorei a entrevista, pois gosto muito desse assunto sobre a memoria, valew continue trazendo vitórias ai para o Brasil. ok um grande abraço a todos

  • http://www.alessandrodiaz.hdfree.com.br/ Alessandro Dias

    Adorei a entrevista, pois gosto muito desse assunto sobre a memoria, valew continue trazendo vitórias ai para o Brasil. ok um grande abraço a todos

  • http://www.alessandrodiaz.hdfree.com.br Alessandro Dias

    Adorei a entrevista, pois gosto muito desse assunto sobre a memoria, valew continue trazendo vitórias ai para o Brasil. ok um grande abraço a todos

  • John BH

    Muito boa a entrevista…
    Parabens ai Alberto! Sucesso! e representa a gente la na China!

    O único porém é torcer pro Atlético!!! ZERO!

    eheuhahuuha

  • John BH

    Muito boa a entrevista…
    Parabens ai Alberto! Sucesso! e representa a gente la na China!

    O único porém é torcer pro Atlético!!! ZERO!

    eheuhahuuha

  • John BH

    Muito boa a entrevista…
    Parabens ai Alberto! Sucesso! e representa a gente la na China!

    O único porém é torcer pro Atlético!!! ZERO!

    eheuhahuuha

  • John BH

    Muito boa a entrevista…
    Parabens ai Alberto! Sucesso! e representa a gente la na China!

    O único porém é torcer pro Atlético!!! ZERO!

    eheuhahuuha

  • http://memorizacao.blogspot.com/ Alberto Dell’Isola

    Vamos às respostas.

    Juce: as regras para o Blackjack variam (ainda que desconheça qualquer cassino que utilize apenas 4 baralhos: geralmente são 6 ou 8). Os cassinos dos EUA não são os melhores para contagem de cartas (ainda que seja possível em Foxwoods e outras indicações). O grande desafio é burlar as cameras: elas estão por todo lado. Por isso, simplesmente me divirto com meus pequenos ganhos.

    Pablo: fiquei em 29o na qualificação geral. O campeonato tem 10 provas:

    1) Imagens abstratas
    2) Número rápido (5 mins)
    3) Números em 1 hora
    4) Cartas rápidas (apenas 1 baralho)
    5) Cartas em 1 hora
    6) Nomes e rostos.
    7) Binários (15 mins)
    8) Datas
    9) Ditado de números (1 dígito por segundo)
    10) Palavras (15 mins).

    O pi não é uma prova do campeonato. Na verdade, estou empolgado para quebrar o recorde mundial de memorização de casas decimais do pi. Inicialmente, memorizarei 50.000 casas. Ano que vem, memorizo as outras 50.000 e quebro o recorde mundial com 100.000 casas.

  • http://memorizacao.blogspot.com Alberto Dell’Isola

    Vamos às respostas.

    Juce: as regras para o Blackjack variam (ainda que desconheça qualquer cassino que utilize apenas 4 baralhos: geralmente são 6 ou 8). Os cassinos dos EUA não são os melhores para contagem de cartas (ainda que seja possível em Foxwoods e outras indicações). O grande desafio é burlar as cameras: elas estão por todo lado. Por isso, simplesmente me divirto com meus pequenos ganhos.

    Pablo: fiquei em 29o na qualificação geral. O campeonato tem 10 provas:

    1) Imagens abstratas
    2) Número rápido (5 mins)
    3) Números em 1 hora
    4) Cartas rápidas (apenas 1 baralho)
    5) Cartas em 1 hora
    6) Nomes e rostos.
    7) Binários (15 mins)
    8) Datas
    9) Ditado de números (1 dígito por segundo)
    10) Palavras (15 mins).

    O pi não é uma prova do campeonato. Na verdade, estou empolgado para quebrar o recorde mundial de memorização de casas decimais do pi. Inicialmente, memorizarei 50.000 casas. Ano que vem, memorizo as outras 50.000 e quebro o recorde mundial com 100.000 casas.

  • Diogo Ikaro

    Eu tenho um livro dele!
    Leirtura Dinâmica para Concursos
    É bem legal.. =D

  • Diogo Ikaro

    Eu tenho um livro dele!
    Leirtura Dinâmica para Concursos
    É bem legal.. =D

  • Pingback: Transforme seu cérebro em um calendário ambulante | Papo de Homem – Lifestyle Magazine

  • http://papodehomem.com.br/ Pablo Fernandes

    Pessoal,

    Saiu um artigo bem bacana do Alberto: http://papodehomem.com.br/transforme-seu-cerebro-em-um-calendario-ambulante/

    Ensina você a ser capaz de descobrir o dia da semana de qualquer data desse ano.

    ;)

    Abraços.

  • http://papodehomem.com.br Pablo Fernandes

    Pessoal,

    Saiu um artigo bem bacana do Alberto: http://papodehomem.com.br/transforme-seu-cerebro-em-um-calendario-ambulante/

    Ensina você a ser capaz de descobrir o dia da semana de qualquer data desse ano.

    ;)

    Abraços.

  • herontonani

    Gostei muito de sua entrevista no Jô, vou comprar os seus livros. Falando do seu passado como exemplo próprio, me senti muito motivado, desde que tenho um problema muito sério de memória.
    Tomara que me ajude a resolver esse meu problema, desde ja muito grato.
    Heron Bittencourt Tonani

  • herontonani

    Gostei muito de sua entrevista no Jô, vou comprar os seus livros. Falando do seu passado como exemplo próprio, me senti muito motivado, desde que tenho um problema muito sério de memória.
    Tomara que me ajude a resolver esse meu problema, desde ja muito grato.
    Heron Bittencourt Tonani

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5480 artigos
  • 658621 comentários
  • leitores online