Adoro pau mole

Guilherme Nascimento Valadares

por
em às | Cultura e arte, PdH Shots


Não sou lá muito de poesias. Curto Eduardo Galeano, Drummond, Mário Quintana e alguns outros por aí.

Lembram do “Poeminha do contra” de Quintana? É uma delícia.

Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!

Ainda assim, sou mais de prosa. Porém, dei de cara com um trabalho arrebatador da poetisa e dizedora (não conhecia o termo dizedora) Maria Rezende. Sem muito preâmbulo, prefiro compartilhar logo.

Adoro pau mole

Adoro pau mole.
Assim mesmo.
Não bebo mate
não gosto de água de coco
não ando de bicicleta
não vi ET
e a-d-o-r-o pau mole.

Adoro pau mole
pelo que ele expõe de vulnerável e pelo que encerra de possibilidade.

Adoro pau mole
porque tocar um pressupõe a existência de uma intimidade e uma liberdade
que eu prezo e quero, sempre.

Porque ele é ícone do pós-sexo
(que é intrínseca e automaticamente
– ainda que talvez um pouco antecipadamente)
sempre um pré-sexo também.

Um pau mole é uma promessa de felicidade sussurrada baixinho ao pé do ouvido.

É dentro dele,
em toda a sua moleza sacudinte de massa de modelar,
que mora o pau duro e firme com que meu homem me come.


Link YouTube

Escutem mais de Maria Rezende no YouTube. Deixo para nossas leitoras o poema “Musa do século 21″.


Link YouTube

Palmas!

Guilherme Nascimento Valadares

Interessado em boas conversas, desenvolvimento humano, em criar negócios que não se pareçam com negócios e no futuro do conteúdo. Trabalha com comunidades digitais há nove anos. Nessa encruzilhada surgiram o PdH, o Escribas e o lugar. No G+ e no Twitter.


Outros artigos escritos por


SEPARAMOS MAIS TEXTOS PARA VOCÊ CONTINUAR LENDO




O texto acima não representa a opinião do PapodeHomem. Conheça a visão e a essência por trás do que fazemos. Queremos uma discussão de alto nível. Antes de comentar, leia nossas boas práticas. Caso deseje enviar um texto e se tornar um autor, venha por aqui.


  • http://www.umpapolivre.com Paulo Roberto

    [antes de ler o texto]
    Sinistro foi eu ver o título do texto, clicar no link e ver o Guilherme como autor.

    [depois de ler o texto]
    Ahh, massa.
    Eu não conhecia esse tipo de poesia moderna mais aberta, abordando temas além do tradicional.

    • http://www.facebook.com/people/Reysi-Pegorini/1398276764 Reysi Pegorini

      Eu olhei o título, a foto dele e pensei, HAM???
      hahaha

    • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

      Era essa a ideia. Um pouco de mindfuck para o pessoal. 

  • http://www.facebook.com/viictor7 Victor Alexandre

    Ah, meu querido. Pense numa poesia legal pra cacete!

    ;]

    • http://www.facebook.com/Leeocamilo Leonardo Camilo

      Ba dum tssshhh ♫♪

  • http://www.facebook.com/viniciusmarcall Vinícius Marçall

    cara, ver o título do texto e a cara do Guilherme foi no mínimo bizarro!!

  • http://www.circumspectus.com Mauricio Trindade

    Achei que fosse uma guria que ia postar contando porque gosta de pau mole…. mas achei até divertido o poema, apesar de que não considero isso uma autêntica poesia, tá mais para piadas em versos.

    • http://www.umpapolivre.com Paulo Roberto

      O que definiria então, uma autêntica poesia, Maurício… O tema abordado?

      • http://www.circumspectus.com Mauricio Trindade

        É inútil discutir o que seria ou não poesia autêntica nos dias de hoje, porque sempre vão relativizar tudo, só pelo simples fato desta “poesia” ser definida como tal já a torna inquestionável, ainda mais porque é composta por versos incomuns ao que se espera da poesia. Se eu escrevesse qualquer coisa em versos e chamasse de poesia ninguem poderia me questionar.

      • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

        Mauricio, relativismos de lado, nos dá exemplos de boas poesias em sua opinião para avançarmos no papo.

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    Yup.

    Esse daí se inspirou na poesia do Pau Mole, que veio antes. Dá uma olhada no blog da Maria Rezende, onde ela explica:

    http://mariadapoesia.blogspot.com/2012/01/o-pau-mole-ataca-novamente.html 

  • http://www.twitter.com/lucinda_mateus Lucinda Mateus

    clap clap GNV, i like it :))

  • http://www.papodehomem.com.br/ Guilherme Nascimento Valadares

    HUAHUAUHAHUAHU

    verdade. soou estranho essa combinação.

  • http://diariosproibidos.blogspot.com/ Samyta Nunes

    Nego é tosco demais. A poesia da moça é ótima e olha o que a Valesca Popozuda apronta:
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=PFaEVmUEzD4

    • Alice

      Perfeita a Valesca. Só mesmo sendo muito cega pra não perceber a perversão do que se propala sensível. Os homens querem que nos compadeçamos de seus defeitos pra que possam manter, de outra forma, seus privilégios. Assim é que homens meia-bomba e de pau pequeno (mas “gente boa”) não ficam sem namorada e que velhos pelancudos (mas são o “Chico Buarque”) desfilam com meninas de 18 anos. Me chama a atenção o fato de que as próprias mulheres não percebam que o contrário não se dá: você não vai ver um homem dizer ‘ela não é boa de cama, mas é tão legal’ e nem vai ver um menino de 18 querer casar com a Lygia Fagundes Telles. Só as mulheres é sacrificam seu prazer sexual em nome de “algo maior”. Mas esse algo maior não existe – o que existe é uma propaganda que faz você, mulher linda, independente e gente boa do século XXI trepar com homens feios, velhos, brochas, de pau pequeno… O poema da Maria Rezende não é sobre isso e foi mal usado na música da Valesca. Mas Valesca está certíssima em seu refrão.  

    • http://twitter.com/ronigomes Roni Gomes

      Eu ia postar aqui também esse funk tosco. Compartilharam no facebook.

      ¬¬

  • http://www.circumspectus.com Mauricio Trindade

    Ok. O texto pode ser chamado de poesia, mas não vejo nada de poético. Eu vejo sim, um ponto de vista crítico, uma ideia que tem propósito e tem algo a nos dizer. Mas isso poderia ser pefeitamente colocado no texto em prosa. Há basicamente uma razão para isso, o texto por si só, se limita, algo que só poderia ser concebido do ponto de vista feminino. E tanto homens quanto mulheres poderiam compreender e até refletir, e como foi o caso da maioria das pessoas, achar engraçado. No entanto, difícilmente despertará no leitor aquilo que se espera da poesia, a beleza e o encatamento do sentimento do mundo.

    • http://www.facebook.com/pedromiotto Pedro Miotto Federico

      Tente ler a poesia sem ver o vídeo e a reação das pessoas. Foi o que eu fiz, no primeiro momento. Só fui ver o vídeo depois e achei muito estranho o tom humorístico que a galera deu à recitação, porque como eu tinha lido antes com um ar mais sério, aquilo não era engraçado para mim. Depois entendi que, realmente, os versos são engraçados, vendo por uma das perspectivas. Mas não precisa ter um tom sério e dramático pra ser poesia.

  • http://fabiorocha.com.br/ Fabio Rocha

    Boa, Guilherme! Tente Manoel de Barros. Aposto que também vai gostar. No meu site tem uma seleção  de poemas dele. Abraço

  • http://fabiorocha.com.br/ Fabio Rocha

    Ah, quanto ao que é ou não poesia, Quintana já dizia que a poesia não se entrega a quem a define. 

  • http://facebook.com/chcnlxd Chacon Alexandre

    No verso ficou subentendido que há um pau mole pra fazer promessas de amor enquanto há um outro pau, aquele duro que come a autora. Ela tem a esperança de que Melôncio e Ricardão nunca se conheçam.

Papo de homem recomenda

Assine o Papo de homem

Curta o PdH no Facebook
  • 5359 artigos
  • 654281 comentários
  • leitores online